Chile: quarentena obrigatória de 10 dias na chegada

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Reabertura de fronteiras do Chile: geysers do Atacama

Geysers no Atacama

Reabertura do Chile: volta a quarentena

Desde 31 de dezembro de 2020 o Chile voltou a exigir quarentena de 10 dias de todos os que entrem no país, estrangeiros ou chilenos.

No 7º dia de confinamento o visitante poderá fazer um novo teste de PCR -- saindo resultado negativo, poderá então sair da quarentena antes do 10º dia.

Além da quarentena ao chegar, para ir ao Chile é necessário:

  • Apresentar teste PCR negativo para covid feito até 72 horas antes do embarque
  • Preencher uma declaração jurada de condição de saúde disponível aqui
  • Baixem e se registrem num aplicativo de controle da covid em território chileno

O turismo ainda está limitado, com muitas regiões ainda em fases de restrição de atividades.

Santiago (comunas de Santiago, Providencia, Vitacura e Las Condes) retornou à Fase 2 (Transição), com pouquíssimas atividades permitidas. Restaurantes só podem funcionar com 25% de ocupação máxima, usando apenas mesas ao ar livre.

A situação das comunas do Chile é revisada regularmente pelo Ministério da Saúde, por meio do programa Paso a Paso.

Consulte no site oficial do governo chileno:

Leia mais:

30 comentários

Nilton Alves
Nilton AlvesPermalinkResponder

Obrigado Ricardo, por nos manter sempre bem informados. Consultamos sempre o seu site antes de qualquer viajem. Muito bom.

Neftalí
NeftalíPermalinkResponder

Infelizmente o governo chileno acabou de anunciar que toda a Região Metropolitana de Santiago volta, como prevenção, para a fase 2. Isso significa lockdown total nos fins de semanas e feriados e proibição de viagem à outras regiões do Chile. Isso entre outras proibições, sem falar no toque de recolher (hoje é meia noite) há quase um ano, com a virtual destruição de toda a vida noturna.
Resumindo, turismo no Chile, definitivamente só depois da vacina.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Obrigada, Neftalí!

eduardo serafim

tem alguma noticia se o chile não ta mais mais pedindo quarentena para turista ?
tava pensando em ir la em março mais não tenho ideia se vai ta liberado tudo para o turismo

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Eduardo! Só temos como saber a situação em março quando março chegar. Tudo é muito volátil. No momento Santiago está em quarentena de novo. Em termos gerais, recomendamos que se planeje viagem internacional só depois de ser vacinado.

Angela Rangel
Angela RangelPermalinkResponder

Eu e minha esposa que é chilena, estamos com viagem marcada para dia 19/12, do Brasil, com destino final em Concepción, onde passaríamos o Natal com a família dela. Tentamos contato com consulados aqui no Brasil e no Chile e as informações são desencontradas. Não souberam nós dizer se poderemos ir a Concepción, se podemos na chegada dormir em Santiago, se a passagem internacional realmente vale como salvoconducto. Sabe dizer alguma coisa a respeito?

Neftalí
NeftalíPermalinkResponder

Oi Angela! Antes do voo do Brasil para Santiago, além do PCR negativo, vocês devem completar o passaporte sanitário (www.c19.cl) indicando o endereço em Concepción. Com isso, uma vez aterrizando em Santiago, você dispõe de 24 horas para chegar ao seu destino final, Concepción. Guarde seu cartão de embarque de qualquer modo caso necessário apresentar.
Existe uma possibilidade de Santiago sair da fase 2 nessa data, nesse caso já não haveria esse limite de 24 horas e as viagens para fora de Santiago estariam liberadas.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Obrigada, Neftalí!

Luciana Viviani Amador Matos Souza

Os brasileiros que apresentarem PCR negativo e fizerem quarentena, podem se vacinar contra a COVID no Chile?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Luciana! Acredito que não.

Neftalí
NeftalíPermalinkResponder

A partir de 31 de dezembro volta a quarentena obrigatória de 10 dias (7 fazendo PCR) para qualquer pessoa que entre no Chile, seja chileno ou estrangeiro.
Toque de recolher adiantou para 10 da noite e os rumores são de que em janeiro haverá lockdown todos os dias em Santiago.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Obrigada, Neftalí!

Guilherme Souza de Morais

Ola, Neftali e Boia , Feliz Ano Novo pra voces.
Alem desta restricao da quarentena, as regiões turisticas da PAtagonia e Atacama tambem continuam fechadas pra turistas ou em fases bem restritas de reabertura, nao?
Podemos dizer que, na pratica, viagem de turismo pro Chile neste verão ainda não é viavel, na pratica?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Guilherme! Como o governo chileno não tem medo de regredir a fase de abertura de nenhuma região, nunca vai dar para prever com segurança. A região de Santiago chegou a entrar na fase 4!

David Pinheiro Soares

Minha viagem para Santiago do Chile, dois dias lá, e depois seguir para Mendoza de ônibus pela cordilheira. De Mendoza para Buenos Aires, mais uns três dias em Buenos Aires e retornar para o Brasil. Essa viagem seria em maio do ano passado. Foi cancelada. Será que há uma possibilidade concreta de eu realizar essa viagem em setembro, segunda quinzena, ou é melhor pedir o reembolso à Latam e usar o voucher para viagens nacionais? O vôo de Mendoza para Buenos Aires seria pela Latam argentina, que fechou.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, David! Dá para ter algum otimismo com relação ao segundo semestre, mas garantia não há. Pedir o crédito é uma decisão mais pé no chão. Na hora de fazer a alteração, não vá confundir crédito com reembolso: o reembolso é receber o dinheiro todo de volta. É possível, mas a cia. aérea tem 12 meses para fazer a devolução.

David Pinheiro Soares

Muito obrigado por sua atenção. Então, crédito significa voucher para ser usado em até 18 meses, em outras viagens e serviços Latam, não é o que eles estão dizendo lá no site? Na sua opinião, então, é melhor crédito do que reembolso em dinheiro. Parece que a ANAC e o governo negociaram isso com as companhias aéreas para evitar que elas fossem à falência. A gente não recebe dinheiro de volta, mas crédito para ser usado em outros serviços da companhia. Correto?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, David!

Funciona assim.

Se o vôo original foi cancelado pela cia.: você pode optar entre pedir o reembolso (receberá o valor integral em até 12 meses depois de solicitado) ou o crédito (poderá usar em até 18 meses depois de solicitado).

Se o vôo não tiver sido cancelado, e você quiser cancelar por motivos relativos à pandemia: se pedir o reembolso, receberá em 12 meses, mas o valor não vai ser integral (haverá o desconto da multa prevista na tarifa); caso peça o crédito, poderá usar o valor integral em até 18 meses depois de solicitado.

Gilvania da silva carvalho

Me gusto. Saber noticias de chile
Me preocupa. Pues tengo una hija.que vive. Aí en. Santiago.
Muito obrigada muito bem .

Mario
MarioPermalinkResponder

Sou chileno en chile es gratis i aqui en brasil es 350 reais es negocio so pode

HIGOR DE CARVALHO

Interessante toda atualização.
Conforme relatos eu e minha esposa adquirimos passagens 12-07 até 19-07 devido prazo que iria expirar nossas milhas.
Ainda não fizemos nenhum tipo de reserva ou passeio, minha ideia era antecipar os pagamentos, porém será arriscado pelo que estou vendo.
Estamos meio perdidos sem saber o que fazer...

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Higor! Recomendamos não comprar viagens internacionais até que a vacinação tenha avançado e o turismo internacional se restabeleça.

David Pinheiro Soares

Prezado amigo, grato por sua ajuda a nós turistas. Fui surpreendido hoje ao imprimir a minha fatura do cartão de crédito. A Latam devolveu o valor integral das minhas passagens aéreas que incluia Buenos Aires, Santiago e Mendoza, além de Vitória-São Paulo. Interessante que eu não pedi o reembolso. Ainda estava analisando o que fazer e com uma certa esperança de que pudesse ir ainda lá pelo mês de outubro. A Aerolineas Argentinas parou de operar e era por ela uma das passagens, de Mendoza para Buenos Aires. Na sua opinião, foi melhor assim, eles terem devolvido sem eu sequer ter pedido? Porque em 05/02 faria um ano da aquisição das passagens.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, David! Se os voos foram cancelados, este é o melhor desfecho sim.

Sérgio Lessa OLiveira

Bom dia.
Eu e minha esposa pretendemos passar 10 dias no Chile, de 20 a 30/07. Será que estas restrições já estarão menos rigotosas?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Sérgio! Não compre nenhuma viagem internacional que não possa ser remarcada ou cancelada sem custo. É impossível saber qual vai ser a política de aceitação de turistas enquanto vigorar a pandemia.

Augusto
AugustoPermalinkResponder

Boa tarde! Tenho uma viagem agendada com dois amigos para Santiago, no Chile e hoje dia 20/01 tivemos a noticia de que teremos que cumprir quarentena e preencher todos os requisitos. Não tivemos passagens nem nada cancelado, mas saberia me informar como anda as medidas? Sabe até quando elas serão necessárias? Nossa viagem é em Fevereiro.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Augusto! Não dá para prever. Tem que ir acompanhando.

Marilene Freitas de Lima Stabile bacchi

Eu, gostaria de saber se há possibilidade de sair de moto até a Bolívia?
Pois minha moto está em callama

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Marilene! Não sabemos. A gente está bem desligado das questões das viagens internacionais. Enquanto durar a pandemia, vai ser complicado.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Cancelar