Compras: onde é melhor? Nova York, Miami ou Orlando? 1

Compras: onde é melhor? Nova York, Miami ou Orlando?

Woodbury Commons

Qual o destino favorito dos brasileiros que viajam para os Estados Unidos? É fácil: o outlet. Em segundo lugar vem… o shopping.

Não há viagem pros States que não inclua uma paradinha para compras. (Sem contar aquelas em que a finalidade principal é comprar.)

De vez em quando aparecem perguntas sobre qual das três cidades favoritas dos brazucas — Orlando, Miami e Nova York — é a melhor para compras. Muita gente também tem dúvida se vale a pena combinar duas cidades só por causa das compras.

A verdade é que os preços serão ótimos em qualquer lugar dos Estados Unidos. Toda grande cidade vai ter pelo menos um outlet por perto, e não há lugar em que você não encontre uma Best Buy (a meca dos eletrônicos). Os fatores que mudam de cidade para cidade são a sales tax (o “ICMS” sobre as compras, que varia por estado e condado), o preço da hospedagem, o transporte e a combinação entre compras e turistagem.

Se você vai fazer uma viagem picada, o mais sensato é deixar as compras grandes para a última escala, para não ficar carregando peso a mais (que pode ser taxado como excesso de bagagem em vôos domésticos, se não estiverem vinculados à passagem internacional).

Compras em Nova York

Jersey Gardens

Nova York é perfeita para incorporar as compras ao dia-a-dia da turistagem. Passear e comprar se completam naturalmente.

Para onde quer que você vá sempre vai haver lojas bacanas e vitrines tentadoras. Midtown tem várias grandes lojas de departamentos; a rua 34 tem lojas das marcas mais procuradas. Soho, Nolita e Meatpacking têm lojas descoladas — e onde quer que você vá, sempre haverá quinquilharias por perto. As redes principais têm lojas espalhadas pela cidade inteira, tornando mais fácil a busca do modelo e do tamanho exato que você deseja: se não tem numa, pode ter na próxima.

Para câmeras e eletrônicos sofisticados a superstore da B&H da rua 34 com 9a. Avenida não tem rival nos Estados Unidos.

Há os que defendem que visitas bem-feitas à Macy’s da Herald Square e incursões ao mundo selvagem dos saldos da Century 21, no Ground Zero, podem poupar você de viajar aos outlets dos arredores. É a estratégia de quem não quer arredar pé de Manhattan. Porque, ao contrário dos outros destinos, Nova York permite que você inclua as compras na sua agenda normal de turista: as vitrines estarão sempre no seu caminho.

Já não abrem mão de ir aos outlets de Woodbury ou ao Jersey Gardens (ou a ambos) para fazer compras como se estivessem em Orlando ou Miami — de carro alugado e tudo. (Mas também dá para ir de ônibus.)

Balanço:

– Turismo: intenso

– Sales tax:

– 8,85% em Nova York

– 0% para roupas e calçados de valor unitário até US$ 110 em Nova York

– 3,5% no Jersey Gardens

– 0% para roupas e calçados de qualquer valor em todo estado de New Jersey

– Hotelaria: cara

– Alugar carro: só para os dias de outlet

Vale a pena vir só para comprar? É um desperdício. Vir para comprar só vale a pena se incluir uma boa dose de comércio de rua. Se for para se limitar a superstores e outlets, tanto Orlando quanto Miami são mais práticos.

Compras em Miami

Sawgrass Mills

Miami é interessante para quem pretende dar dedicação total ao esporte de fazer compras. Dá para juntar dias dedicados ao mega-outlet Sawgrass Mills (na vizinha Fort Lauderdale) com visitas a shoppings convencionais, com coleções atuais — do popular Dolphin Mall e Dadeland Mall ao elegante Aventura Mall ao chiquerrérrimo Bal Harbour Shops.

O comércio de rua não é páreo para o de Nova York, mas existe, sim — em South Beach, no calçadão da Lincoln Road e adjacências da Washington Avenue.

No quesito eletrônicos, Miami leva uma vantagem sobre Orlando: só Miami tem lojas da Brandsmart, que costuma ter preços ainda mais baratos que a concorrente BestBuy.

A desvantagem de Miami está no trânsito, que é muitíssimo pior do que o de Orlando (as distâncias são maiores, também) e nos estacionamentos, que são caríssimos (sobretudo nos hotéis e em South Beach).

Balanço:

– Turismo: é uma cidade mais para curtir do que para turistar

– Sales tax: 7%

– Hotelaria: na praia é cara; nos arredores do aeroporto é em conta

– Alugar carro: faz toda a diferença; mas ficando em South Beach é possível ir de van para o Sawgrass e de ônibus para o Aventura Mall

Vale a pena vir só para comprar? Sim

Compras em Orlando

Orlando Premium Outlet, Vineland

Parques + outlets é a fórmula que define a viagem de brasileiros a Orlando.

Os dois outlets principais de Orlando acabam funcionando como parques de diversões, só que sem montanha-russa: o Premium International Drive, mais central, e o Premium Vineland Ave., pertinho da Disney (US$ 30 de táxi desde a porta do seu hotel). Brazucas são mega bem-tratados em ambos.

Além dos outlets, há as BestBuys, as Walgrens, os Wal-Marts, os Targets, mais o popular Florida Mall e o sofisticado Mall at Millenia.

O problema do combo parques + outlets é que ambos requerem muita atividade física. A fórmula para não ser nocauteado é nunca emendar um parque com uma ida a outlet. Separe os dias de Mickey e Harry Potter dos dias de Nike e Diesel, e você vai aproveitar muito mais.

Balanço:

– Turismo: intenso

– Sales tax: 6,5%

– Hotelaria: em conta

– Alugar carro: fundamental

Vale a pena vir só para comprar? Se você conseguir resistir…

Nova York + Flórida na mesma viagem

Só por causa das compras? Não precisa. Você pode brincar de Flórida naquele(s) dia(s) em que alugar carro e for à luta nos outlets fora de Manhattan.

Caso o seu objetivo seja fazer turismo em Nova York e em Orlando, então pense em duas semanas de viagem. 7 dias são o mínimo que um visitante deve dedicar a cada uma dessas cidades numa primeira vez.

(Caso você faça as duas cidades, lembre-se de deixar as compras para a última, para não pagar uma fortuna de excesso de bagagem no vôo interno, que não terá a mesma franquia de bagagem do vôo internacional.)

Miami + Orlando na mesma viagem

É perfeitamente factível — as cidades estão a 4h de carro ou 1h de vôo — e fica mais interessante quando você traça uma estratégia. Tipo: usar Miami para complementar as compras em shoppings convencionais, ou deixar os eletrônicos para Miami, ou ainda usar Miami para dar uma relaxadinha na praia antes de voltar para o Brasil.

 

Passagens mais baratas para os EUA no nosso parceiro Kayak

Encontre seu hotel nos EUA no Booking

Faça seu Seguro Viagem na Mondial Assistance

Alugue de carro nos EUA na Rentcars em até 12 vezes e sem IOF

Passeios e excursões nos EUA com a Viator

Compre ingressos para os parques temáticos na RCA

742 comentários

Não tenho muita experiência com Miami, mas a vez em que estive nos shoppings de lá não gostei. Achei tudo muito tumultuado, bagunçado e cansativo. As compras em miami beach, apesar de ter menos opções, são bem mais agradáveis.

Por isso, neste ano irei para os EUA fazer enxoval de bebe e optei por NY. Pode até ser um pouco mais caro, mas a viagem em si será mais agradável para mim.

Nunca programei nenhuma viagem baseada em comprar, mas claro, estando nos EUA, compritchas sao inevitáveis(porque os preços no Brasil sao proibitivos mesmo)!Portanto, nao iria a nenhuma destas cidades especificamente com esta intençao, agora vou prá meia de Miami no fim do mes, e vou pensar em um dia ir ao outlet, mas se nao der, ótimo, assim nao trago mais volume a toa!

Também não sou chegada a compras, mas acho que seja mais interessante a pessoa ir para Orlando ou Miami para fazer compras pois os hoteis e comidas acabam sendo mais baratos que em NY. Ou seja: sobra mais dinheiro para gastar com muambas! hehe

    Concordo :Orlando pra compras acho imbatível! (preços, taxas e opções de hoteis,carro e comida.)

    Se for possível, vá a NY primeiro. Se não der pra comprar o que pretendia, em Orlando você vai comprar bastante.

    Quanto a eletrônicos, não perca tempo: Orlando, Miami e Ny tem BestBuy e faça store pick up (compre na internet e voce tem até 7 dias pra ir buscar seu produto na loja escolhida. Caso não apareça pra buscar a compra é cancelada automaticamente,pois a compra só é valida após você passar seu cartão de crédito na loja e assinar!)

Em out/2009, passei 04 dias NY, 07 Orlando e 02 Miami. O q fiz? Não sai de Manhattan, comprei pouca coisa em NY (leia-se Century 21, Macy’s e J&R), comprei muito em Orlando + parques e show do U2 em Tampa, por fim, Miami foi só praia e noite.

Agora em nov/2010, depois de passar 04 dias em Toronto e 04 em Vegas, segui p/ 08 dias em NY e 08 em Orlando. Praticamente fiz a mesma coisa nessas 2 cidades: única diferença é q gastei 1/2 dia de NY p/ ir ao Jersey Gardens, o q considerei uma besteira já q iria p/ Orlando.

Tbm acho q quem vai juntar NY + Flórida não precisa ir ao Woodbury ou Jersey Gardens, mesmo este último não tendo taxs.

NY tem tanta coisa para fazer/conhecer/observar q é melhor deixar as cpmpras p/ depois e ir bater perna pela cidade.

    Las Vegas também é excelente para compras (desde que você esteja de carro).

    Entrei justamentepra contar q eu aaamo fazer compras em Vegas. O outlet e menor e mais produtivo q os de Orlando e miami pra mim, visto q eu não procuro marcas como prada fendi ou suor … Tb nunca precisa alugar carro , o outlet esta a 20min de ônibus da strip na ida e, caso não queira voltar de ônibus, a uma corrida de20 dólares na volta. E ao contrário de ny eu acho q compras casam muito bem com Vegas. Sem falar q os hotéis são mt baratos. Outra coisa q faço e emitir meu vôo interno junto com o internacional e assim manter a franquia. Nas duas vezes em que fiz isso, o custo total do vôo (rio-Vegas-ny-rio) ficou mais baixo do q se eu tivesse comprado so rio ny rio!

    Dri, vc usou qual cia aérea?? Penso em fazer algo parecido com o que vc disse!!

Não acho que a questão da taxa deve pesar tanto na escolha da pessoa, trocar as compras em NY por NJ ou FL pensando apenas nas taxas é furada. Em NY comprando U$3000 paga-se U$240 em taxas, não penso que no balanço geral da viagem isso vá pesar mto.
E Gabriel, se vc comprar online com um shipping adress da florida, e no estado tiver uma loja fisica do site que vc está comprando, paga-se taxa normalmente, só que um pouco mais baixa que de NY, 6% eu acho.

    A taxa é apenas um dos fatores. A hospedagem em Orlando, por exemplo, é bem mais barata do que a em NYC. Na Flórida você pode alugar carro durante toda a viagem. Em NYC não.
    Neste caso sim, Danilo. Mas se você enviar ao seu hotel não pagará taxa alguma. O que dá uma BELA economia.

    Agora vc me deixou em dúvida…hehehe
    Entregar no hotel??
    Eu ja comprei em uma loja da florida p/ entregar no colorado, e não paguei taxa. Se comprar na amazon em NY não paga taxa, como na FL. Mas p.ex. se eu comprar no site da bestbuy p/ entregar na florida (mesmo que em um hotel) eu pago as taxas normalmente, correto??

    Se você comprar na Amazon e mandar entregar em NYC pagará taxa. Nova lei que vigora tem uns 2 anos.
    Se você comprar na BestBuy pagará taxas sim.

    Para quem não liga de dirigir, um jeito fácil de comprar e ter caror o tempo todo em New York é se hospedar do outro lado do Hudson e ficar motorizado o tempo todo. Além da conta de hospedagem cair absurdos, o estacionamento no hotel em geral é grátis, e aí vc pode, nos dias em que for a Manhattan, estacionar em um dos vários gigantescos Park-and-Ride em Jersey City.

    Tem glamour? Nenhum! Mas que é eficiente para turismo de compras, é.

Eu não gosto de ir atrás das compras; gosto de estar fazendo um passeio e – OPA! Olha essa loja!

Por isso, NY 🙂

    Sou igualzinho a Merel, em qualquer destino – não consigo viajar com a ideia de ir para fazer compras. Mas é uma delícia você estar no meio de um passeio, saracoteando pelas ruas, e encontrar uma loja legal. Por isso também voto sempre por NY. Como o Riq definiu, “Nova York é perfeita para incorporar as compras ao dia-a-dia da turistagem”. Entre um museu e outro, entre o hotel e o restaurante, sempre tem uma lojinha bacana esperando por vc 😉

    Verdade! Concordo!

    Mas vou pra Miami/Orlando pela primeira vez, por outros motivos, e vou aproveitar para fazer turismo de compras e parques – primeira vez também. É tanta coisa pra assimilar sobre compras/outlets/parques, estou ficando zonzinha…

    E pra achar atrações que não se encaixem nesses itens (e nem no item praia) nesses lugares, tá uma aventura a parte!

Opa, tem um site que tem coisas bacanas para eletrônicos e computador. Tiger Direct

http://www.tigerdirect.com/

Tem na florida e tem uns precos bacanas.

    A Tiger é a dona da Compusa e da Circuit City.

    Não sou fã do Brandsmart. Sempre encontrei na internet preços iguais ou melhores que lá. Ainda acho o serviço dos vendedores abaixo do padrão da concorrência.

    Mas sabe onde é melhor comprar eletrônicos e cameras? No Amazon (requer alguma malícia já que algumas vezes te mostra um produto que está disponível por um preço menor dentro do mesmo site) e a Adorama.

    Você compra, manda entregar no hotel. Estuda o que você quer em casa e compra com calma. Tem a vantagem de não pagar taxas de consumo locais… Serve também para o parente chato que quer que você traga alguma coisa. Ele compra e manda entregar no seu hotel. O trabalho vai ser só carregar…

    Na pior das hipóteses você faz uma busca nos sites das lojas sobre os produtos que te interessa, verifica a disponibilidade na loja mais próximo do seu hotel (a maioria permite isso), chega e compra o que precisa e põe um ponto final nessa busca que consome um tempo precioso da viagem.

    Ai você usa o tempo para coisas mais interessantes.

    É que existem os mesmos produtos vendidos pela própria Amazon e por outras lojas, por isso a diferença. Eu sempre dou preferência para comprar direto da Amazon. Já tive alguns problemas e sempre foram resolvidos com perfeição. Na Amazon também você sempre terá frete grátis acima de U$25.
    O imposto pela Amazon é cobrado em determinados estados.

Recomendo a última opção. Foi exatamente o que fiz em novembro último. 7 dias em Orlando e depois dois dias em Miami, sem compras, só para relaxar e curtir a cidade.
Em Orlando a taxa é mais barata, sendo mais vantagem para itens de maior valor.
Em NYC há taxa para compras realizadas via Internet. Na Flórida não há.
Eu ainda cito outras excelentes lojas, tais como: Target, TJ Maxx, Ross, PetCo, PetSmart, Sports Authority, CompUSA… entre outras.
Em NYC a maioria dessas lojas não existem em Manhattan, o que torna difícil ir até elas sem alugar um carro.

    Um update: todas as lojas citadas pelo Gabriel, exceto pela CompUSA, já estão com forte presença em Manhattan.

    Depende… acho que uma visita ao Walmart é sempre fundamental. Mas o K-Mart também é excelente!
    Já que a maioria das lojas já existem em Manhattan o grande problema é carregar as compras!

    Mas a CompUSA existia em Manhattan, me lembro bem. Deve ter deixado de atuar lá…

    Várias lojas da CompUSA foram fechadas. A Flórida é o estado com mais lojas atualmente.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.