Compras: onde é melhor? Nova York, Miami ou Orlando?

Woodbury Commons

Qual o destino favorito dos brasileiros que viajam para os Estados Unidos? É fácil: o outlet. Em segundo lugar vem… o shopping.

Não há viagem pros States que não inclua uma paradinha para compras. (Sem contar aquelas em que a finalidade principal é comprar.)

De vez em quando aparecem perguntas sobre qual das três cidades favoritas dos brazucas — Orlando, Miami e Nova York — é a melhor para compras. Muita gente também tem dúvida se vale a pena combinar duas cidades só por causa das compras.

A verdade é que os preços serão ótimos em qualquer lugar dos Estados Unidos. Toda grande cidade vai ter pelo menos um outlet por perto, e não há lugar em que você não encontre uma Best Buy (a meca dos eletrônicos). Os fatores que mudam de cidade para cidade são a sales tax (o “ICMS” sobre as compras, que varia por estado e condado), o preço da hospedagem, o transporte e a combinação entre compras e turistagem.

Se você vai fazer uma viagem picada, o mais sensato é deixar as compras grandes para a última escala, para não ficar carregando peso a mais (que pode ser taxado como excesso de bagagem em vôos domésticos, se não estiverem vinculados à passagem internacional).

Compras em Nova York

Jersey Gardens

Nova York é perfeita para incorporar as compras ao dia-a-dia da turistagem. Passear e comprar se completam naturalmente.

Para onde quer que você vá sempre vai haver lojas bacanas e vitrines tentadoras. Midtown tem várias grandes lojas de departamentos; a rua 34 tem lojas das marcas mais procuradas. Soho, Nolita e Meatpacking têm lojas descoladas — e onde quer que você vá, sempre haverá quinquilharias por perto. As redes principais têm lojas espalhadas pela cidade inteira, tornando mais fácil a busca do modelo e do tamanho exato que você deseja: se não tem numa, pode ter na próxima.

Para câmeras e eletrônicos sofisticados a superstore da B&H da rua 34 com 9a. Avenida não tem rival nos Estados Unidos.

Há os que defendem que visitas bem-feitas à Macy’s da Herald Square e incursões ao mundo selvagem dos saldos da Century 21, no Ground Zero, podem poupar você de viajar aos outlets dos arredores. É a estratégia de quem não quer arredar pé de Manhattan. Porque, ao contrário dos outros destinos, Nova York permite que você inclua as compras na sua agenda normal de turista: as vitrines estarão sempre no seu caminho.

Já não abrem mão de ir aos outlets de Woodbury ou ao Jersey Gardens (ou a ambos) para fazer compras como se estivessem em Orlando ou Miami — de carro alugado e tudo. (Mas também dá para ir de ônibus.)

Balanço:

– Turismo: intenso

– Sales tax:

– 8,85% em Nova York

– 0% para roupas e calçados de valor unitário até US$ 110 em Nova York

– 3,5% no Jersey Gardens

– 0% para roupas e calçados de qualquer valor em todo estado de New Jersey

– Hotelaria: cara

– Alugar carro: só para os dias de outlet

Vale a pena vir só para comprar? É um desperdício. Vir para comprar só vale a pena se incluir uma boa dose de comércio de rua. Se for para se limitar a superstores e outlets, tanto Orlando quanto Miami são mais práticos.

Compras em Miami

Sawgrass Mills

Miami é interessante para quem pretende dar dedicação total ao esporte de fazer compras. Dá para juntar dias dedicados ao mega-outlet Sawgrass Mills (na vizinha Fort Lauderdale) com visitas a shoppings convencionais, com coleções atuais — do popular Dolphin Mall e Dadeland Mall ao elegante Aventura Mall ao chiquerrérrimo Bal Harbour Shops.

O comércio de rua não é páreo para o de Nova York, mas existe, sim — em South Beach, no calçadão da Lincoln Road e adjacências da Washington Avenue.

No quesito eletrônicos, Miami leva uma vantagem sobre Orlando: só Miami tem lojas da Brandsmart, que costuma ter preços ainda mais baratos que a concorrente BestBuy.

A desvantagem de Miami está no trânsito, que é muitíssimo pior do que o de Orlando (as distâncias são maiores, também) e nos estacionamentos, que são caríssimos (sobretudo nos hotéis e em South Beach).

Balanço:

– Turismo: é uma cidade mais para curtir do que para turistar

– Sales tax: 7%

– Hotelaria: na praia é cara; nos arredores do aeroporto é em conta

– Alugar carro: faz toda a diferença; mas ficando em South Beach é possível ir de van para o Sawgrass e de ônibus para o Aventura Mall

Vale a pena vir só para comprar? Sim

Compras em Orlando

Orlando Premium Outlet, Vineland

Parques + outlets é a fórmula que define a viagem de brasileiros a Orlando.

Os dois outlets principais de Orlando acabam funcionando como parques de diversões, só que sem montanha-russa: o Premium International Drive, mais central, e o Premium Vineland Ave., pertinho da Disney (US$ 30 de táxi desde a porta do seu hotel). Brazucas são mega bem-tratados em ambos.

Além dos outlets, há as BestBuys, as Walgrens, os Wal-Marts, os Targets, mais o popular Florida Mall e o sofisticado Mall at Millenia.

O problema do combo parques + outlets é que ambos requerem muita atividade física. A fórmula para não ser nocauteado é nunca emendar um parque com uma ida a outlet. Separe os dias de Mickey e Harry Potter dos dias de Nike e Diesel, e você vai aproveitar muito mais.

Balanço:

– Turismo: intenso

– Sales tax: 6,5%

– Hotelaria: em conta

– Alugar carro: fundamental

Vale a pena vir só para comprar? Se você conseguir resistir…

Nova York + Flórida na mesma viagem

Só por causa das compras? Não precisa. Você pode brincar de Flórida naquele(s) dia(s) em que alugar carro e for à luta nos outlets fora de Manhattan.

Caso o seu objetivo seja fazer turismo em Nova York e em Orlando, então pense em duas semanas de viagem. 7 dias são o mínimo que um visitante deve dedicar a cada uma dessas cidades numa primeira vez.

(Caso você faça as duas cidades, lembre-se de deixar as compras para a última, para não pagar uma fortuna de excesso de bagagem no vôo interno, que não terá a mesma franquia de bagagem do vôo internacional.)

Miami + Orlando na mesma viagem

É perfeitamente factível — as cidades estão a 4h de carro ou 1h de vôo — e fica mais interessante quando você traça uma estratégia. Tipo: usar Miami para complementar as compras em shoppings convencionais, ou deixar os eletrônicos para Miami, ou ainda usar Miami para dar uma relaxadinha na praia antes de voltar para o Brasil.

 

Passagens mais baratas para os EUA no nosso parceiro Kayak

Encontre seu hotel nos EUA no Booking

Faça seu Seguro Viagem na Mondial Assistance

Alugue de carro nos EUA na Rentcars em até 12 vezes e sem IOF

Passeios e excursões nos EUA com a Viator

Compre ingressos para os parques temáticos na RCA

742 comentários

Bruno, minha experiência combinando Miami com Orlando é que é melhor deixar as compras para Orlando, pois os outlets são próximos e de fácil acesso, ao contrário de Miami. Uma dica: se você animar, faça um bate e volta a Key West. É inesquecível e compensa o dia de Miami que vc perderá. Em Orlando dois bons hoteis são Residence inn By marriot Lake Buena Vista perto da Disney e Internatinal Plaza Resort and Spa na área do Sea World, muito perto dos outles. Seu roteiro parece ótimo!
Leticia

    Show de bola Leticia, muito obrigado pelas suas dicas, vou pesquisar Key West!

    Eu acho que um bate e volta em Key West não vale a pena. O lugar merece pelo menos dois dias. Bate e volta é cansativo e você acaba conhecendo tudo as pressas!

Olá pessoal, ótimo post!
Seguinte, estou de malas prontas para América em final de agosto. Quero que avaliem a programação:
3 noites em Ft Lauderdale, em hotel padrão 4 ou 5 estrelas, pé na Areia. Aproveitaremos para compras em Sawgrass (sugestões de outros locais são bem vindas). Vamos ao Miami Seaquarium, nado com os golfinhos, e elimino SeaWorld do pacote.
Carro alugado, SUV.
9 noites em Orlando com hotel tipo Hampton, Fairfield, Residence Inn, Parc Soleil. Ainda estou no processo de escolha, sugestões são bem vindas.
Visita aos parques da Disney, Universal e Wet n Wild.
Assistiremos ao La Nouba de Cirque du Soleil.
Iremos ao Dino Restaurante que tem em Downtown.
And go back to São Paulo.

Abraços, Bruno.

    Ir no Miami Seaquarium e eliminar o SeaWorld é um exagero. Não se comparam.
    O Residence Inn dispõe de cozinha completa, o que é muito legal e ainda dá para economizar com alimentação. Na maioria deles é servido café da manhã (não muito bom). Para agosto está cedo, mas você pode reservar sem pagamento imediato qualquer hotel da rede Marriott.
    Temos um tópico no FDV muito movimentado para um roteiro de 10 dias. Se quiser participar o endereço é este: http://www.falandodeviagem.com.br/viewtopic.php?f=116&t=698

    Olá Gabriel, muito obrigado por responder e pelas dicas. Café da manhã de americano dificilmente vai ser bom em algum lugar… Bem, quanto ao Seaquarium, eu eliminaria o Sea World porque motivos: lá também tem show de Orca, Golfinho, Leão Marinho, etc, etc. Além disso tem o tal do nado com os golfinhos. Não sei ao certo se são coisas completamente diferentes, mas enfim, já estou gastando $2000 só de ingressos, então alguma coisa vai rodar!!!
    Vou ver o link do seu site, obrigadaço!
    Bruno

    Bruno,

    Há muito mais no SeaWorld do que apenas os shows. A nova montanha russa, a Manta, é sensacional. E ainda tem a Kraken e Journey To Atlantis.
    Os shows de lá, todos eles, são imperdíveis para pessoas de qualquer idade.
    Dá uma lida aqui: http://www.falandodeviagem.com.br/viewtopic.php?f=116&t=612

    Dependendo do ingresso que você compre, o SeaWorld virá embutido. Ou seja, mais um motivo para ir nele!

    Como você está comprando o ingresso? Talvez não seja o melhor custo/benefício.

    Bruno, são quantas pessoas e onde você está comprando esses ingressos? Tudo bem que os parques não são baratos, mas não conheço ninguém que gastou isso tudo em ingressos…

    Concordo com o Gabriel e a Claudia a respeito do SeaWorld.

    Você olhou algum dos hotéis da Disney? Entre ficar em um dos hotéis econômicos da Disney (os Disney All-Stars) e um hotel de rede (Marriott e afins), que são praticamente o mesmo preço, é mais vantagem ficar no hotel da Disney que você ganha as Magic Hours – horas extras que o parque fica aberto somente pros hóspedes de hotéis da Disney.

    Bruno,

    Já que você ainda não escolheu o hotel, dá uma olhadinha no Blue Tree Resort antes de decidir. Não fiquei lá ainda (vou em setembro), mas foi dica do Alessandro (do Wazari), então deve ser quente!!

    Abraços

    Cada um sabe das suas prioridades, mas eu não eliminaria o Sea World de jeito nenhum. O parque é maravilhoso, além dos shows, dos bichos, tem montanhas russas sensacionais.. Com o Orlando Flex Ticket: http://www.seaworld.com/Tickets/Visitors.aspx você tem parques da Universal, Wet n Wild e Sea World no mesmo pacote e ainda inclui o Busch Gardens que é um parque maravilhoso e custa $274.00!!! Esse ticket vale muito a pena! Para hotel em Orlando, o último que fiquei foi o Holiday Inn Main Gate East que descrevo aqui: http://www.aprendizdeviajante.com/index.php/2010/06/26/60-horas-em-orlando/
    Cada vez que vou fico em um diferente, dependendo do preço da epoca.

Olá, boa noite!

Estou programando uma viagem de ultima hora para Miami para comprar meu vestido de noiva e aproveitar e comprar enchoval, artigos para casa etc…
Alguem saberia me informar um hotel estratégico? Bom e barato e que dê acesso fácil aos shoppings?

Obrigada!

Uma dúvida: qdo compramos na Amazon e mandamos entregar no hotel(Orlando), pagamos só o frete?

    Naila, às vezes nem o frete pagamos. Basta fazer a compra com alguma antecedência e exista a modalidade de free shipping. Tal modalidade é comum nos produtos oriundos da própria Amazon

Uma outra opção é combinar Orlando + Miami, e além das praias, aproveitar para fazer um cruzeirinho para Bahamas, saindo de Miami, para relaxar das compras e parques… Em baixa temporada, e comprando em cima da hora, dá pra conseguir cruzeiro pra bahamas, passando por key west (que na minha opinião, é o lugar mais charmoso da flórida) por 200 dólares. Gosto muito do site http://www.vacationstogo.com, tem promoções ótimas.

Dúvida mais ou menos relacionada (na verdade acho que é só pq o destino é NY).Estou voltando para o Brasil, do Japão, com conexão em NY. Se eu chego no JFK às 10:15 e meu voo pro Brasil é só às 17:40, dá tempo de eu dar uma pisadinha em NY? Deu vontade de dar uma voltinha na Times Square…

    Fica apertado. Você levará pelo menos uns 40 minutos para chegar em Manhattan. Mais 40 minutos para voltar. E terá que entrar na área segura, que às vezes demora. Eu ficaria no aeroporto mesmo.

    São quase sete horas e meia de diferença, você pode conseguir sim. Se o seu voo chegar no horário e você conseguir lidar de forma rápida com os procedimentos de imigração e bagagens, poderá chegar em Manhattan antes do meio dia. Dá tempo de respirar NY, almoçar e pegar um táxi de volta pro aeroporto, com tranquilidade. Ajuste seus planos de acordo com o horário de chegada do seu voo do Japão e o dia da semana em que isso vai acontecer.

Olá. Com base no que o Ricardo escreveu sobre compras em Miami, resolvi compilar TODAS as lojas dos 4 maiores shoppings de Miami (Sawgrass Mills; Dolphin Mall; Dadeland Mall e Aventura Mall)e criar uma planilha onde vc pode consultar em qual shopping tem a loja que vc deseja ir e dá para ter uma ideia da qtde de lojas q temos em mais de um shopping, ficou bem legal! Quem quiser, posso mandar por e-mail. Fica a dica pessoal. Abs.

Ueba! É isso mesmo…acho que marido além de estetoscópio tb precisa de óculos kkk(que ele não me leia)

Valeu, Gabriel

    Pois é… e é importante saber o termo exato, em inglês.
    Existem vários modelos. Eu compraria na Amazon! 🙂