Costa Amalfitana e Capri: roteiros resolvidos de 3 e 7 dias 1

Costa Amalfitana e Capri: roteiros resolvidos de 3 e 7 dias

Pensando em viajar à Costa Amalfitana e Capri? Este guia tem todas as informações para você aproveitar ao máximo Nápoles, Sorrento, Positano, Amalfi e Capri.

Saiba como chegar de avião, de carro, de trem – e como se locomover de carro, de barco ou de ônibus.

Se preferir, você pode simplesmente seguir nossos roteiros práticos, de 3 dias e de 7 dias, com todos os detalhes para tudo dar certo.

A Bóia recomenda:

Costa Amalfitana e Capri: entenda a região

A Costa Amalfitana é um trecho de 60 km do litoral da Campânia, ao sul de Nápoles.

Imprensada entre montanhas altas e o azul-cobalto do mar Tirreno, oferece as paisagens litorâneas mais vertiginosas da Itália – incluindo a estrada mais bonita e alguns dos vilarejos mais encantadores.

A estrada

A Strada Statale 163 Amalfitana tem 60 km, ligando Sorrento a Salerno. É uma passarela estreitíssima – esculpida, em boa parte, no precipício.

Seja qual for o seu meio de transporte rodoviário, a velocidade sempre será baixa.

Sorrento

Ponto de partida da Costa Amalfitana, Sorrento se situa numa península entre o Golfo de Nápoles e o Golfo de Salerno. A cidade está voltada para o Golfo de Nápoles e possibilita a travessia mais rápida para a ilha de Capri.

Por sua localização – conveniente tanto para passear pela Costa, quando para ir e voltar de Capri – Sorrento é uma base prática para um itinerário mais rápido pela Costa Amalfitana.

Por ser maior e menos pitoresca que Positano ou Amalfi, também é a escolha mais indicada para gastar menos na hospedagem.

Positano

Escorregando da estrada até a beira do mar Tirreno, Positano é o mais adorável – e portanto mais cobiçado, e consequentemente mais caro – dos vilarejos ao longo da Costa.

Mas se couber no seu bolso, vale a extravagância. Positano entrega a vertigem da Costa Amalfitana sem que você precise rodar por aí. Basta zanzar pela cidade, e o combo praia + montanha + penhasco + Itália estará garantido.

Na temporada funcionam barcos para Capri.

Amalfi

Situada ao nível do mar, Amalfi é a cidade histórica da Costa Amalfitana: já no século 9 havia uma igreja no lugar onde está sua Catedral.

Desprovida da pretensão (e das lojas de grife) da vizinha Positano, Amalfi costuma oferecer tarifas mais simpáticas de hospedagem.

A localização é muito boa para passear: está pertinho de Positano e ao pé da estrada que sobe para Ravello. Na temporada funcionam barcos para Capri.

Ravello

Comumente descrita como “um paraíso entre o céu e a terra”, Ravello é o melhor mirante da Costa Amalfitana.

Ravello não é um vilarejo de praia, mas de montanha – com direito a jardins elegantérrimos e vinhedos delicadamente cultivados na encosta.

Vale o passeio. Pernoites? Só se você tiver tempo sobrando.

Salerno

Situada na ponta leste da Costa Amalfitana, Salerno é um balneário bastante comum – uma cidade grande e sem-graça.

Sua vantagem logística é ter uma estação de trem de alta velocidade – em 2h10 você está em Roma, sem risco de congestionamento na estrada.

Capri

A menos de 20 km da península de Sorrento, a ilha de Capri se encaixa à perfeição num itinerário pela Costa Amalfitana.

Trata-se de um destino desejado desde a época dos imperadores romanos – Otaviano e Tibério construíram palacetes por lá.

Capri tem muitos modos de usar. É um lugar a um só tempo super chic e super turístico, atraindo tanto jet-setters quanto turistas de um dia só.

Mas escolhendo bem onde se hospedar, você consegue encontrar um meio-termo para aproveitar uma das ilhas mais glamourosas do Mediterrâneo.

Passeios à ilha de Capri com a Viator:

Quando ir à Costa Amalfitana e Capri

A temporada turística na Costa Amalfitana e em Capri vai de abril a outubro. Fora desses meses, muita coisa estará fechada. Mesmo durante a temporada, alguns serviços (como rotas de barco) e passeios funcionarão de forma limitada.

Para pegar calor, tempo bom e tudo funcionando, vá entre junho e setembro. Junho e setembro, nas duas pontas da temporada, são os melhores meses. Julho e agosto são os meses mais quentes e lotados (agosto mais do que julho). Para qualquer um desses meses, faça reservas com bastante antecedência.

Querendo evitar esses meses de verão por causa do calor ou da lotação, vá em maio.

Não aconselho ir em abril (muito frio!) nem em outubro (muito nublado, já na transição para a época mais chuvosa).

Temperatura e chuvas, mês a mês

Veja média histórica de temperatura e chuvas na Costa Amalfitana mês a mês na temporada:

  • Abril: 9ºC a 18ºC – 75 mm de chuva
  • Maio: 12ºC a 23ºC – 60 mm de chuva
  • Junho: 17ºC a 26ºC – 40 mm de chuva
  • Julho: 19ºC a 29ºC – 30 mm de chuva
  • Agosto: 19ºC a 30ºC – 45 mm de chuva
  • Setembro: 17ºC a 27ºC – 80 mm de chuva
  • Outubro: 13ºC a 22ºC – 130 mm de chuva

Como chegar à Costa Amalfitana e Capri

Visitar a Costa Amalfitana e Capri envolve necessariamente uma combinação de meios de tranporte.

Se você ainda não comprou sua passagem, conheça os aeroportos mais próximos.

Veja como seguir viagem de trem, de carro, de ônibus e de barco.

Aeroportos mais próximos

Aeroportos de Roma

O aeroporto mais próximo que recebe voos diretos do Brasil é o Fiumicino, em Roma. Fica a pouco menos de 300 km das principais cidades da Costa Amalfitana.

Hà um segundo aeroporto, Ciampino, mas você só dsembarcaré por ele se vier de outro destino na Europa voando numa cia. low-cost.

Chegar por Roma vale a pena quando você quer ficar uns dias em Roma antes de seguir à Costa Amalfitana. Caso você não tenha interesse em Roma, pesquise também a chegada por Nápoles para comparar.

Aeroporto de Nápoles

O aeroporto mais próximo da Costa Amalfitana é o Capodichino, em Nápoles. Fica a 60 km das principais cidades da Costa Amalfitana.

Não há voos diretos do Brasil para Nápoles, mas várias cias. aéreas levam você a Nápoles com apenas uma conexão – que pode ser em Lisboa, Amsterdã ou Zurique, para citar as mais convenientes.

Se você vai incluir a Costa Amalfitana no meio de uma viagem pela Europa fora da Itália, aproveite os voos diretos de inúmeras cidades da Europa a Nápoles – operados tanto por cias. convencionais como por low-costs.

Chegada por um aeroporto, volta por outro

Caso a Costa Amalfitana esteja no começo ou no fim da sua viagem, simule quanto custaria uma passagem multidestinos, com ida e volta por cidades diferentes no mesmo bilhete. Assim você evita ter que voltar ao lugar de chegada apenas para pegar o voo de volta ao Brasil.

Na modalidade múltiplos destinos (ou ‘várias cidades’) seus voos de conexão são todos vinculados. Você tem garantia de assistência pela cia. aérea em caso de perda da conexão por atraso do primeiro voo.

Pesquise passagens multidestinos em itinerários como esses:

  • Chegada por Milão ou Roma, volta por Nápoles
  • Chegada por Nápoles, volta por Roma ou Milão
  • Chegada por qualquer ponto da Europa com volta por Nápoles
  • Chegada por Nápoles com volta por qualquer ponto da Europa

A gente explica aqui.

De carro

Sorrento, no início da costeira, fica a 290 km (3h30 de viagem) do aeroporto de Roma (Fiumicino), e a 53 km (1h15 de viagem) do aeroporto de Nápoles (Capodichino).

Caso o seu primeiro destino do itinerário seja Capri, vá de trem ou avião a Nápoles e siga de barco.

Você pode alugar o carro quando voltar ao continente (em Sorrento, por exemplo).

Onde alugar o carro?

Você pode alugar seu carro em Roma, Nápoles, Sorrento ou Salerno. Pode também retirar numa cidade e devolver em outra.

Vai direto de Roma para a Costa Amalfitana, sem passar por Nápoles nem pernoitar em Capri?

  • Alugue o carro em Roma.
  • Devolva o carro em Roma ou, se preferir voltar a Roma de trem, devolva o carro em Salerno.

Vai ficar em Nápoles e seguir para a Costa Amalfitana sem pernoitar em Capri?

  • Chegue a Nápoles de avião ou de trem
  • Alugue o carro apenas ao sair de Nápoles
  • A caminho da Costa Amalfitana, faça um pit-stop em Pompeia
  • Devolva o carro em Nápoles ou, se quiser voltar a Roma sem passar de novo por Nápoles, devolva o carro em Salerno e volte de trem rápido.

Vai pernoitar em Capri, vindo de Roma ou de Nápoles?

Quer terminar sua viagem em Capri?

Está de carro, mas quer fazer um bate-volta a Capri sem pernoite?

  • Deixe o carro no estacionamento do hotel e compre passagens para ir cedo e voltar no fim de tarde saindo de Sorrento, Positano ou Amalfi.

Vale a pena estar de carro na Costa Amalfitana?

Há quem curta, há quem se arrependa.

  • Por um lado, o carro oferece autonomia para os passeios, proporcionando, ao menos teoricamente, a possibilidade de parar em qualquer ponto da Costa para apreciar a vista ou descer à praia.
  • Por outro lado, na vida real, estacionar é supercomplicado, tanto pela falta de vagas quanto pela extrema perícia necessária para enfiar o carro nos espaços exíguos, em meio ao trânsito eternamente parado da costeira.
  • Até há alguns anos, o carro ao menos evitava o sofrimento de andar nos ônibus lotados da SitaSud na alta temporada. Mas agora é possível planejar a maioria dos trajetos na costeira pelos barcos da Travelmar. Viajar pela água é lindo, relativamente confortável e, muitas vezes, mais rápido. Mas a navegação pode ser suspensa em caso de mau tempo.
  • A única falha dessa estratégia é que, sem carro, será preciso ir de ônibus a Ravello. Ou rachar um táxi de Amalfi a Ravello (a tabela é 30 euros, ida).

De trem à Costa Amalfitana e Capri

Saindo de Roma, você pode ir de trem rápido a Nápoles ou Salerno.

Há também uma linha de trem suburbano que leva de Nápoles a Sorrento, passando por Pompeia.

Trem Roma-Nápoles

A viagem de Roma a Nápoles pode ser feita em três tipos de trem:

  • Os trens de alta velocidade (Freccia ou Italo) levam 1h10 e custam entre 25 e 55 euros na classe econômica
  • Os trens de média velocidade (Intercity) levam 2h e custam entre 20 e 30 euros na classe econômica
  • Os trens lentos (Regionali) levam 3h e custam entre 11 e 17 euros

Compre entre 80 e 30 dias da viagem para encontrar as melhores tarifas. Veja como comprar passagens de trem na Itália neste post.

Vai se hospedar em Nápoles? Veja onde ficar em Nápoles.

Como seguir de Nápoles a Capri

  • Pegue um táxi para o porto
  • Siga de barco

Como seguir de Nápoles a Sorrento

Escolha uma dessas alternativas:

Como seguir de Nápoles a Positano ou Amalfi

Escolha uma dessas alternativas:

Trem de Nápoles a Pompeia e Sorrento

Dá para seguir de Nápoles a Sorrento de trem local. Os trens partem da estação Piazza Garibaldi, que é integrada à estação Napoli Centrale. Basta seguir a sinalização. Entre o desembarque em Napoli Centrale e o saguão da Piazza Garibaldi dá pouco mais de 5 minutos de caminhada.

Há duas linhas em operação: a linha suburbana Circumvesuviana e a linha turística Campania Express.

As duas linhas têm paradas em Ercolano (com acesso ao sítio arqueolóico e também ponto de partida dos passeios ao Vesúvio) e Pompeia (veja como fazer o pit-stop em Pompeia a caminho de Sorrento).

Linha Circumvesuviana

A linha de trem local Circumvesuviana funciona o ano inteiro. Não tem lugar marcado nem ar-condicionado – e os trens costumam andar lotados, com passageiros em pé.

Leva 40 minutos a Pompeia e 1h05 a Sorrento.

Algumas tarifas:

  • Nápoles-Sorrento: 3,90 euros
  • Nápoles-Pompeia: 2,80 euros
  • Pompeia-Sorrento: 2,40 euros

Para fazer o pit-stop em Pompeia, é preciso comprar duas passagens separadas. Consulte os horários.

Campania Express

A linha turística Campania Express funciona de março a outubro. Os trens têm ar-condicionado e só levam passageiros sentados. Quem compra online consegue lugar marcado.

Há apenas 8 horários por dia. Leva 35 minutos a Pompeia e 50 minutos a Sorrento.

Tarifas:

  • Ida (qualquer destino): 15 euros
  • Ida e volta (qualquer destino): 25 euros

Para fazer o pit-stop em Pompeia, é preciso comprar duas passagens separadas. Veja horários e compre online.

Aproveite para fazer o pit-stop em Pompeia!

Pompeia está a meio caminho entre Nápoles e Sorrento.

Se você dispuser de pelo menos 3 horas para fazer uma parada, não deixe de fazer: é um pit-stop sensacional.

  • Se você vai de carro, reserve um lugar no estacionamento Zeus, que fica perto do portão principal de entrada, Porta Marina. Não deixe as malas no carro! Use o guarda-volumes da entrada Porta Marina. É gratuito.
  • Indo de trem suburbano, pare na estação Pompei Scavi Villa dei Misteri. Tanto pela Circumvesuviana quanto pelo Campania Express você vai precisar comprar duas passagens separadas: de Nápoles a Pompei Scavi Villa dei Misteri e de Pompei Scavi Villa dei Misteri a Sorrento. Use o guarda-volumes da entrada Porta Marina. É gratuito.
  • Compre os ingressos de Pompeia antecipadamente para não perder tempo na bilheteria.

Trem Roma-Salerno

A única cidade da Costa Amalfitana ligada à malha ferroviária italiana principal é Salerno, na ponta sul da costeira. Vá direto de Roma a Salerno se você não está interessado em Nápoles nem em Pompeia.

Salerno é o caminho com menos perrengues para quem quer ir de Roma direto a Positano ou Amalfi. (Para ir de Roma direto a Sorrento é melhor chegar por Nápoles.)

Há três tipos de trem nesta rota:

  • Os trens de alta velocidade (Freccia ou Italo) levam 2h e custam entre 35 e 60 euros
  • Os trens de média velocidade (Intercity) levam 3h e custam entre 30 e 35 euros
  • Os trens lentos (Regionali) levam de 4h a 5h e custam entre 13 e 20 euros

Compre entre 80 e 30 dias da viagem para encontrar as melhores tarifas. Veja como comprar passagens de trem na Itália neste post.

Como seguir de Salerno a Positano, Amalfi ou Sorrento

Escolha uma dessas alternativas:

Como seguir de Salerno a Capri

Há barcos diretos na temporada com a Travelmar, mas se você quer fazer de Capri sua primeira parada nesta viagem, é melhor pegar o barco em Nápoles, que está mais perto de Roma.

Use Salerno como o caminho mais curto entre Roma e Positano ou Amalfi. Fique uns dias numa dessas bases e então siga a Capri de barco, com a Travelmar, seja como bate-volta, seja para passar uns dias na ilha. Leia mais sobre barcos aqui.

De barco

As linhas entre Nápoles e Capri e entre Sorrento e Capri funcionam o ano inteiro.

Já a navegação entre as cidades da Costa Amalfitana (Sorrento, Positano, Amalfi e Salerno) e entre Capri e Positano, Capri e Amalfi e Capri e Salerno só acontece na temporada, entre abril e outubro.

Você pode ir de barco de Nápoles a Capri e depois seguir direto à base desejada na Costa Amalfitana, sem precisar voltar de barco a Nápoles.

Barcos a Capri

Nápoles-Capri

Em Nápoles os barcos para Capri saem dos portos vizinhos de Molo Beverello e Calata Porta di Massa, a 4 km da estação Napoli Centrale (15/20 minutos de táxi).

A travessia de Nápoles a Capri pode ser feita em 3 tipos de embarcação:

  • Aliscafo (pronuncia-se ‘alíscafo’), barco rápido que leva 50 minutos e custa entre 21 e 23 euros
  • Nave veloce (pronuncia-se ‘nave velôtche’), barco rápido que leva 60 minutos e custa 20 euros
  • Traghetto (pronuncia-se ‘traguêto’), barco lento que leva 1h25 e custa 15 euros

Compre a passagem online com antecedência de pelo menos alguns dias.

Sorrento-Capri

A rota entre Sorrento e Capri funciona o ano inteiro.

É operada por dois tipos de barcos rápidos: o aliscafo (pronuncia-se alíscafo), que faz a travessia em 20 minutos e custa

  • Aliscafo (pronuncia-se ‘alíscafo’), que leva 20 minutos e custa entre 17 e 18 euros
  • Nave veloce (pronuncia-se ‘nave velôtche’), que leva 30 minutos e custa 15 euros

Compre a passagem online com pelo menos alguns dias de antecedência.

Salerno-Amalfi-Positano-Capri

De abril a outubro é possível atravessar de Capri diretamente a Positano, Amalfi ou Salerno, sem passar por Sorrento.

Entre 9 de abril e 12 de junho e entre 23 de setembro e 31 de outubro há um barco por dia em cada sentido. Entre 13 de junho e 22 de setembro de 2022 há dois barcos por dia.

Os barcos saem pela manhã das cidades da Costa Amalfitana e voltam no fim da tarde, tornando possíveis os bate-voltas no mesmo dia.

  • Capri-Positano: 30 minutos de travessia, 20 euros
  • Capri-Amalfi: 1h05 de travessia (via Positano), 20 euros
  • Capri-Salerno: 1h50 minutos de travessia (via Positano e Amalfi), 24 euros

Compre a passagem online com semanas de antecedência: Capri-Positano, Capri-Amalfi ou Capri-Salerno.

Barcos entre as cidades da Costa Amalfitana

As cias. Alilauro Gruson e Alicost operam linhas de barco rápido (aliscafo) entre Sorrento e as cidades de Positano e Amalfi. (Não há barco ligando Sorrento a Salerno.)

Já a cia. Travelmar oferece a melhor alternativa de transporte entre os vilarejos da Costa Amalfitana – mais rápido e confortável do que os ônibus. Quem chega (ou vai embora) com o trem de Salerno pode completar a viagem de barco a Positano ou Amalfi.

Sorrento-Positano-Amalfi

Em 2022 a Alilauro Gruson inicia a operação dia 1º de abril. A Alicost, dia 13 de junho. Ambas vão até 31 de outubro.

  • Sorrento-Positano: 2 horários por dia, 50 minutos de viagem, 15 euros
  • Sorrento-Amalfi: 2 horários por dia, 1h20 de viagem, 16,50 euros

Compre a passagem online com alguma antecedência na Alilauro Gruson ou na Alicost.

Salerno-Amalfi-Positano

Em 2022 os barcos vão operar entre 1º de abril e 31 de outubro, entre 6 e 8 horários por dia.

  • Salerno-Positano: 1h10, 14 euros
  • Salerno-Amalfi: 35 minutos, 9 euros
  • Positano-Amalfi: 25 minutos, 9 euros

Compre as passagens online com antecedência.

De ônibus

As cidades da Costa Amalfitana são ligadas por ônibus de linha da cia. SitaSud.

É a maneira mais econômica de se deslocar entre Sorrento, Positano, Amalfi, Ravello e Salerno.

Mas não é nada confortável: os ônibus costumam rodar apinhados. Na altíssima temporada, você pode ter dificuldade para conseguir subir – ou mesmo descer! – na parada desejada.

Você pode consultar os horários no site da Sita.

Você pode escolher entre 4 tipos de bilhetes:

Corsa Singola (viagem simples)

O bilhete Corsa Singola (pronuncia-se ‘síngola’) vale por um trecho apenas. Se você precisar de baldeação (por exemplo: de Positano a Ravello, com baldeação em Amalfi), vai precisar comprar dois bilhetes. Algumas tarifas do bilhete Corsa Singola:

  • Sorrento-Positano: 2 euros
  • Sorrento-Amalfi: 2,90 euros
  • Positano-Amalfi: 2 euros
  • Amalfi-Ravello: 1,30 euro

Orario (horário)

O bilhete Orario vale por um tempo determinado entre dois destinos, num mesmo sentido. É indicado para deslocamentos com pequenas paradas ou com baldeação – evitando a necessidade de comprar outra passagem. Algumas tarifas do bilhete Orario:

  • Sorrento-Positano: 2,40 euros (válido por 80 minutos)
  • Sorrento-Amalfi: 3,70 euros (válido por 110 minutos)
  • Positano-Amalfi: 2,40 euros (válido por 80 minutos)
  • Amalfi-Ravello: 1,70 euro (válido por 60 minutos)

CostieraSita (passe 24 horas)

Para não ter que fazer conta nem se preocupar em comprar um bilhete por viagem, compre direto um passe 24 horas. Você precisa preencher o bilhete com seus dados e validar a primeira viagem. Vale por viagens ilimitadas durante 24 horas corridas.

Há duas tarifas:

  • CostieraSita de 10 euros: dá direito a todas as linhas entre Sorrento, Positano, Amalfi, Ravello e Salerno, incluindo todas as paradas intermediárias
  • CostieraSita de 12 euros: inclui todas as linhas do passe de 10 euros, e também o microônibus da Mobility Amalfi Coast que faz o transporte local dentro de Positano (e vai até Praiano)

Costiera Terra e Mare (ônibus + 1 trecho marítimo)

Este passe, que custa 15 euros, combina as linhas cobertas pelo passe de 10 euros e inclui 1 trecho marítimo à escolha entre as rotas operadas pela Travelmar.

Vindo de Sorrento, você só vai poder usar o trecho entre Positano e Amalfi (ou entre Amalfi e Positano).

Esta modalidade do passe é a única que não vale por 24 horas corridas: expira à meia-noite do dia em que é usado.

CitySightseeing Coast to Coast

O ônibus turístico de 2 andares que circulava entre Sorrento, Positano, Amalfi e Ravello deixou de funcionar na pandemia e ainda não foi retomado.

Bate-voltas

Dá para visitar a Costa Amalfitana e Capri voltando no mesmo dia, sem pernoitar?

Sim, há vários bate-volta possíveis, saindo de Roma, Nápoles ou das cidades da Costa Amalfitana.

Evidentemente, um bate-volta não se compara a uma viagem com pernoite – sobretudo em Capri, que é outra ilha para quem pode se dar ao luxo de ficar uns dias.

Caso você não disponha de tempo suficiente, ou se a hospedagem em Capri e na Costa Amalfitana estoura o seu orçamento, então escolha o bate-volta mais proveitoso de onde você está hospedado (ou escolha a cidade de hospedagem em função dos bare-voltas proporcionados).

Clique nos textos em azul para ver os detalhes dos bate-voltas.

Bate-voltas saindo de Roma

Bate-volta de Roma a Nápoles e Pompéia

É bem puxado, mas factível. Você precisa sair cedo de Roma de trem e ter bastante disciplina com o horário para dar certo.

  • Por conta própria: saia antes das 8h de trem. Siga de trem suburbano a Pompeia e dedique 3 horas ao sítio arqueológico. Volte a Nápoles para visitar o Museu Arqueológico Nacional e comer uma autêntica pizza napolitana. Veja o passo a passo neste post.
  • Em tour: nosso parceiro Viator tem um tour de dia inteiro com visita guiada a Pompeia, city-tour em Nápoles e pizza no almoço (veja aqui).

Bate-volta de Roma a Capri

Saindo de Roma, você vai levar entre 2 e 3 horas a mais para chegar a Capri do que se estivesse em Nápoles ou na Costa Amalfitana (e com isso vai ter menos tempo para visitar a ilha). Mas é factível.

  • Por conta própria: saia antes das 8h de trem. Compre o barco da ida com saída 45 minutos depois da chegada em Nápoles e volta com chegada 45 minutos antes da partida do trem de volta a Roma. Para fazer Capri num dia, adapte este roteiro.
  • Em tour: nosso parceiro Viator tem um tour de dia inteiro a Capri saindo de Roma – a visita à Gruta Azul precisa ser comprada à parte (veja aqui).

Bate-volta de Roma à Costa Amalfitana

Não vale a pena! Você até encontra passeios que levam de Roma até Positano e Amalfi, mas além de caríssimos, fazem você vai passar 70% do seu tempo dentro de uma van.

Os único bate-voltas às cidades da Costa que valem a pena são os que saem de Nápoles.

Bate-voltas saindo de Nápoles

Bate-volta de Nápoles a Capri

Se você está hospedado em Nápoles, o passeio de um dia a Capri é bastante fácil de fazer.

  • Por conta própria: compre passagens de barco com antecedência para garantir os horários mais convenientes. Para fazer Capri num dia, siga este roteiro.
  • Em tour: nosso parceiro Viator tem um tour de dia inteiro que inclui volta à ilha, parada para visita à Gruta Azul e ainda passeio guiado pelas principais atrações da ilha em terra firme (veja aqui).

Bate-volta de Nápoles à Costa Amalfitana

Nápoles é uma boa base para dar um rolê diurno pela Costa Amalfitana.

  • Por conta própria: vá de trem suburbano a Sorrento. Siga de barco ou ônibus a Positano e Amalfi.
  • Em tour: nosso parceiro Viator tem um tour de dia inteiro, com saída e retorno ao seu hotel, com três paradas de 1 hora, em Sorrento, Positano e Amalfi (veja aqui).
  • Em tour privativo: nosso parceiro Viator tem um tour privativo de dia inteiro, com motorista e guia (opcional), que inclui também Ravello (veja aqui)

Bate-volta a Capri saindo das cidades da Costa Amalfitana

Sorrento, Positano e Amalfi estão bem pertinho de Capri e permitem passar o dia na ilha sem maiores complicações.

  • Por conta própria: compre com antecedência passagens de barco saindo de Sorrento, Positano ou Amalfi. Para fazer Capri num dia, siga este roteiro.
  • Em tour, saindo de Sorrento: nosso parceiro Viator oferece um passeio de dia inteiro a Capri em pequeno grupo (veja aqui)
  • Em tour, saindo de Positano: nosso parceiro Viator oferece um passeio de dia inteiro a Capri em pequeno grupo (veja aqui)

Costa Amalfitana e Capri: roteiros

O roteiro mais completo requer entre 5 e 7 noites na região. Se você tiver pressa, escolha o roteiro rápido, de 3 noites.

Roteiro rápido: 3 dias

Para fazer seu tempo render ao máximo, monte base em Sorrento. Faça um pit-stop em Pompeia no caminho.

Use o segundo dia para um bate-volta a Capri. E visite Positano, Amalfi e Ravello no terceiro dia.

Dia 1: Pompeia e Sorrento

  • Pegue o trem de Roma a Nápoles antes das 9h
  • Chegando a Napoli Centrale, siga a sinalização até a estação vizinha Napoli Piazza Garibaldi. Embarque no trem suburbano para Pompéia. Salte na estação Pompei Scavi Villa dei Misteri (a única que dá acesso ao sítio arqueológico).
  • Tenha comprado antecipadamente o ingresso para Pompeia para não perder tempo na bilheteria.
  • Deixe sua bagagem no guarda-volumes gratuito da entrada Porta Marina.
  • Visite o sítio arqueológico (a visita deve levar umas 3 horas).
  • Prossiga de trem suburbano a Sorrento, onde você deve reservar 3 noites.
  • Instale-se no hotel e passeie pelo centro antigo e pelo parque Villa Comunale (lindas vistas para o mar!) ao entardecer.

Informações práticas: Pompeia

Dia 2: Capri

  • Compre antecipadamente as passagens de barco entre Sorrento e Capri. (Também dá sair de Nápoles, Positano ou Amalfi.)
  • Comece seu dia em Capri com uma volta à ilha de barco:
    • Tours compatilhados com duração de 2 horas são oferecidos por vários operadores, têm saídas frequentes e custam 20 euros por pessoa. Pode ser comprado na hora (mas haverá fila). Se quiser, você pode garantir o seu com antecedência, com hora marcada, com nosso parceiro Viator (veja aqui).
    • Tours privativos de lancha com duração de até 3 horas custam entre 180 e 300 euros para até 4 ou 6 passageiros de um mesmo grupo, e podem ser negociados na hora no porto. Se quiser, você pode garantir o seu com antecedência, com nosso parceiro Viator (veja aqui).
    • Em qualquer tour, a visita à Gruta Azul normalmente é paga por fora, para os barqueiros que controlam a entrada na gruta. Custa 14 euros por pessoa e é opcional (às vezes, com a fila muito grande ou mar revolto, a visita não acontece)
  • Ao voltar do tour de barco, vá à bilheteria do funicular e compre duas passagens de ônibus e uma de funicular para cada pessoa. Cada passagem custa 2 euros (total: 6 euros por pessoa).
  • Pegue o primeiro micro-ônibus à vila de Anacapri, que fica num ponto mais alto do que a vila de Capri. Almoce ou faça um lanche, e depois visite a Villa San Michele, a casa-museu-jardim do sueco Axel Munthe que, de quebra, oferece uma linda vista.
  • Pegue o micro-ônibus para a vila de Capri na parada da viale Tommaso di Tommaso (raramente tem fila).
  • Em Capri, passeie pelo centrinho da vila.
    • Caso ainda tenha uma hora livre, e goste de caminhar, você pode caminhar até Punta Tragara, de onde se tem a melhor vista em terra firme os rochedos Faraglioni.
    • Para contemplar os Faraglioni a bordo de um drink, tente uma mesa no Capri Rooftop.
    • Um café na Piazzetta será a melhor despedida da ilha.
  • Desça de Capri a Marina Grande pelo funicular e pegue seu barco de volta a Sorrento.
  • Capri Rooftop | Hotel Luna – Viale Matteotti, 7, Capri | Tel. (39) 081 8378147 | Reservas

Informações práticas: Villa San Michele

Dia 3: Positano, Amalfi e Ravello

Infelizmente os horários de barco não permitem visitar todas as cidades no mesmo dia. Mas este roteiro, que usa principalmente ônibus, foi pensado para você pegar os ônibus sempre no ponto inicial de cada linha, para aumentar a chance de viajar sentado.

  • Compre num tabacchi um passe de ônibus CostieraSita.
  • Pegue um ônibus antes das 9h para Positano. Salte na parada Sponda. Desça pela via Cristoforo Colombo e use a escadaria para chegar à Piazza dei Mulini. Dali, passseie pela parte baixa da vila. Tome um espresso, um sorvete ou um drink na região do porto.
  • Siga de barco a Amalfi.
  • Ao chegar a Amalfi, pegue o próximo ônibus a Ravello. Em Ravello, passeie pela vila, almoce e visite os jardins da Villa Rufolo.
  • Desça de ônibus a Amalfi. Passeie pela vila – não deixe de visitar a Catedral de Santo André (Duomo di Sant’Andrea), do século X.
  • Volte de ônibus a Sorrento. Como a viagem será longa, espere na fila até o primeiro ônibus em que possa viajar sentado.

Alernativamente, você também pode alugar um carro para esse dia de passeio. Estacionar, porém, não será fácil.

A volta

Receba a Newsletter do VNV

Serviço gratuito

    Roteiro ideal: 7 dias

    Dia 1: Pompéia e Nápoles

    Para aproveitar melhor o seu tempo, vá da estação central de Nápoles direto para Pompeia. Saindo cedo de Roma, dá para voltar a Nápoles tempo de visitar o Museu Arqueológico Nacional, que complementa a visita a Pompeia.

    Manhã

    • Reserve duas noites de hotel em Nápoles.
    • Pegue o trem de Roma a Nápoles antes das 9h.
    • Ao chegar a Nápoles, não vá para o seu hotel. Deixe a bagagem no guarda-volumes da estação Napoli Centrale.
    • Siga a sinalização até a estação vizinha de Napoli Piazza Garibaldi. Embarque no trem suburbano para Pompeia. Salte na estação Pompei Scavi Villa dei Misteri (a única que dá acesso ao sítio arqueológico). Vá com seu ingresso comprado antecipadamente.
    • A visita deve levar umas 3 horas. Aproveite para fazer um lanche na cafeteria do sítio arqueológico.

    Informações práticas: Pompeia

    Tarde

    • Volte a Nápoles pelo trem suburbano.
    • Na estação Piazza Garibaldi pegue a linha 2 do metrô, direção Pozzuoli, e salte uma parada adiante, na estação Piazza Cavour. Siga a placa da uscita (saída) Museo L1.
    • Visite o Museu Arqueológico Nacional, que abriga peças originais retiradas de Pompéia (incluindo uma sala de arte erótica) e é um complemento perfeito às ruínas.
    • Retorne à estação, pegue sua mala no guarda-volumes, e tome um táxi para o seu hotel.

    Informações práticas: Museu Arqueológico Nacional

    Noite

    • À noite, coma sua primeira pizza verdadeiramente italiana – borda grossa, miolo elástico. Uma das pizzarias mais tradicionais da cidade, Gino Sorbillo, abriu uma filial na beira-mar da Via Partenope: a Gino Sorbillo Lievito Madre al Mare.
    • Gino Sorbillo Lievito Madre al Mare | Via Partenope 1 | Diariamente 12h30 -15h30 e 19h-0h | Instagram

    Dia 2: Nápoles

    Seu segundo dia em Nápoles vai fazer toda a diferença: você vai se surpreender com a beleza e o carisma da cidade mais subestimada da Itália.

    Manhã

    • Comece seu passeio na Piazza dei Martiri, em Chiaia. Esta praça é um dos cenários mais importantes da tetralogia napolitana de Elena Ferrante – ficava aqui a sapataria onde Lila trabalhava. Tome um espresso em homenagem a Lila e Lenú.
    • Suba pela via Santa Caterina e vire à esquerda na via Gaetano Filangieri para chegar à elegante Via dei Mille, a mais elegante avenida comercial de Chiaia. Continue até a estação Parco Margherita do funicular de Chiaia. No total dá 15 minutos de caminhada.
    • Pegue o funicular e salte na parada final, Cimarosa. Você estará em Vomero, um dos bairros mais charmosos de Nápoles – e um endereço desejado pelos personagens da Ferrante.
    • Siga pela via Cimarosa e em mais 15 minutos de caminhada você chega ao Castel Sant’Elmo. Entre – a ideia aqui é contemplar a vista mais ampla de Nápoles, da baía ao Vesúvio.

    Informações práticas: Castel Sant’Angelo

    • Saia do castelo e procure ali pertinho a estação Morghen do funicular de Montesanto. Vá até a parada final, Montesanto. Troque para a estação de metrô Montesanto e pegue a Linha 2, direção San Giovanni/Barra. Salte na estação Piazza Cavour.
    • Você estará a 3 quadras do museu de arte contemporânea MADRE – uma parada que vai acrescentar um tempero inesperado ao seu passeio.

    Informações práticas: MADRE

    • Saia do museu e caminhe pelo Centro Histórico de Nápoles, com suas ruas estreitas e varais estendidos. Este roteiro leva 15 minutinhos:
      • Desça a Via del Duomo – você vai atravessar a Via dei Tribunali (que tem a maior concentração de pizzarias tradicionais da cidade!).
      • Vire à esquerda na Via Forcella, que faz parte da Spaccanapoli, a ruela que divide o centro de Nápoles em dois.
      • Vire à direita na Via Cesare Sarsale e logo você chega à Antica Pizzeria Da Michele, a mais antiga da cidade em funcionamento – e que você vai reconhecer de ‘Comer, Rezar, Amar’. Só há dois sabores – margherita e marinara (alho e tomate, sem queijo).
    • Antica Pizzeria Da Michele | Via Cesare Sersale, 1 | Abre diariamente 11h30-23h | Site

    Tarde

    • Depois do almoço, caminhe 5 minutos pelo Corso Umberto I até a estação Duomo do metrô. Pegue a Linha 1, direção Piscinola, e salte na estação Toledo (que é uma atração em si, por causa de seus mosaicos).
    • Caminhe 10 minutos até a Piazza Plebiscito, a mais imponente de Nápoles. Visite ali perto a Galleria Umberto I (inspirada na Galleria Vittorio Emanuele de Mião) e, se quiser, faça a visita guiada ao Teatro di San Carlo. Aproveite para entrar no Café Gambrinus, já na esquina da via Chiaia – é o mais elegante da cidade.
    • Gran Caffè Gambrinus | Via Chaia, 1 | Abre diariamente 7h-1h | Instagram

    Informações práticas: Teatro di San Carlo

    • Siga pela Via Chiaia até o nosso ponto de partida, na Piazza dei Martiri.
    • Se quiser o desfecho mais bonito para o seu passeio, pegue um táxi até a igreja de Sant’Antonio a Posilippo, de cujo terraço se tem outra vista estonteante da baía de Nápoles com o Vesúvio ao fundo.

    Noite

    • Passeie pela muvuca do entorno do Castel dell’Ovo – tem bares, restaurantes e animação.

    Outras ideias de passeios em Nápoles

    Você pode abrir mão desse city-tour autoguiado ou acrescentar mais dias em Nápoles para fazer esses passeios:

    • Passeio a Ercolano e VesúvioErcolano (Herculanum) é outra cidade soterrada pelo Vesúvio. É mais perto e menor do que Pompeia – você chega pelo mesmo trem suburbano. Com um atrativo extra: de Ercolano o ônibus Vesuvio Express leva à cratera do Vesúvio, ali perto. Nosso parceiro Viator também vende esse passeio, com transporte e ingresso, mas sem guia (veja aqui).
    • Elena Ferrante Tour – nosso paceiro Viator vende esse tour privativo pelos lugares que aparecem na tetralogia ‘A amiga genial’ – do bairro operário onde Lila e Lenú cresceram até as locações na cidade (veja aqui).
    • Igrejas e subterrâneos de Nápoles – por falta de tempo, não incluímos visitas a igrejas nem nenhum passeio aos subterrâneos de Nápoles. Caso seja do seu interesse, pesquise os dois assuntos – dá para montar facilmente um itinerário pelo Google Maps entre as atrações.

    Dia 3: Capri

    O bom de dormir em Capri é que você não precisa se afobar para fazer os passeios de barco ao chegar. Dá para chegar com calma e deixar o passeio de barco para o dia seguinte.

    • Compre com antecedência sua passagem de barco. São 50 minutos de travessia. Viaje vestindo o que você vai usar durante o dia, porque dificilmente vai conseguir entrar no seu quarto de hotel antes do meio da tarde.
    • Não importa onde você vá se hospedar, é bastante provável que você precise caminhar um bom trecho. Caso esteja com mala grande, você pode deixar no deposito bagagli (na loja de presentes em frente à bilheteria dos barcos, à esquerda do bar Grotta Azzurra) e seguir só com uma bolsa ou mala de mão. Também é possível contratar um portiere (carregador) que vai entregar suas malas no seu hotel em até meia hora – o serviço custa entre 5 e 10 euros por mala.
    • Se seu hotel estiver em Capri, você pode subir de funicular ou de microônibus. Se for se hospedar em Anacapri, pegue o microônibus. Compre as passagens na bilheteria do porto.
    • Deixe a mala no hotel (seu quarto não estará disponível) e escolha como quer passar o dia: turistando ou na praia.

    Se você quer turistar

    • Comece seu passeio pela Vila San Michele, uma adorável casa-museu-jardim com uma linda vista.
    • Faça uma reserva para almoçar no restaurante Da Gelsomina e peça o shuttle de ida (você liga, e eles vêm pegar no centrinho de Anacapri)
    • Depois do almoço, vá até o Belvedere Migliara, perto do restaurante, e depois faça a digestão voltando pela trilha até o embarque para o Teleférico do Monte Solaro – um caminhada de 25 minutos. (Se não quiser caminhar, é só pedir para usar o shuttle do restaurante.)
    • O teleférico (seggiovia) proporciona a vista mais vertiginosa da ilha e dos rochedos Fariglioni.
    • Na volta, caminhe um minutinho até a Piazza della Pace e pegue o ônibus Amacapri-Faro para ver o pôr do sol no Farol de Punta Carena. O bar Maliblu tem DJ e drinks.
    • Da Gelsomina | Via Migliara, 72 – Anacapri | Tel (39) 081 8371499 | Almoço 12h-15h30, jantar 19h-23h | Reservar é essencial | Site
    • Maliblu Sunset | Faro di Punta Carena -Anacapri | Tel. (39) 8372560 | Site

    Informações práticas: Villa San Michele

    Informações práticas: Teleférico para o Monte Solaro

    Se você prefere pegar praia

    • A Marina Piccola é a praia mais perto do centro de Capri. Você chega em 15 minutos a pé saindo da PIazetta – dá também pegar o ônibus Capri-Marina PIccola. Em uma áea pública, mas é mais confortável reservar num restaurante que alugue espreguiçadeiras, como o Scoglio delle Sirene, o Torre Sarracena, o Da Gioia ou o simpático (e barateiro) El Merendero.
      • Como bate sombra no meio da tarde na Marina Piccola, saia logo depois do almoço e no fim do dia faça a caminhada até Punta di Tragara, de onde se tem uma bela vista dos rochedos Faraglioni.
    • A praia mais interessante de Capri é Punta Carena, em Anacapri – vá com o ônibus Anacapri-Faro. Não é bem uma praia, mas uma laje na rocha com acesso à água. Há uma área pública e beach clubs que exigem reserva para almoço – o mais besta é o Lido del Faro. O antigão Da Antonio é mais relax. Ao entardecer começa a funcionar o bar Maliblu Sunset, com DJ.
    • Lo Scoglio delle Sirene | Via Mulo 77 – Capri | Tel. (39) 081 8370221 | Site
    • Torre Sarracena | Via Marina Piccola – Capri | Tel. (39) 081 8370646 | Site
    • Da Giogia | Marina Piccola – Capri | Tel. (39) 8377702 | Site
    • El Merendero | Spiaggia Libera di Marina Piccola – Capri | Tel. (39) 338 148 6979 | Instagram
    • Lido del Faro | Punta Carena – Anacapri | Tel. (39) 081 8371798 | Reservas
    • Da Antonio | Punta Carena – Anacapri | Tel. (39) 081 8373255
    • Maliblu Sunset | Punta Carena -Anacapri | Tel. (39) 8372560 | Site

    Dia 4: Capri

    Vale a pena fazer seu passeio de barco antes dos visitantes bate-volta chegarem.

    Manhã: passeio de barco

    • Se puder, cacife um passeio de volta à ilha em gozzo (barco de madeira) privativo. A brincadeira vai sair entre 180 e 300 euros para um passeio de 3 horas. Mas vale cada lira. O barco será exclusivo para o seu grupo, até 4 ou 6 pessoas e poderá parar para um mergulho. Você pode negociar seu barco no porto, reservar pelo seu hotel ou garantir seu passeio com nosso parceiro Viator (veja aqui).
    • Caso seu orçamento não comporte essa extravagância, faça o passeio de volta à ilha em barco grande. O percurso leva duas horas e o preço é camarada: 20 euros. Você pode comprar no porto ou garantir sua saída com hora marcada com nosso parceiro Viator (veja aqui).
    • A visita à Gruta Azul pode ser incluída em ambos os passeios. Saiba, porém, que vai custar à parte (14 euros, pagos na hora aos barqueiros que controlam o acesso). A fila pode ficar grande e, se o mar estiver revolto, a visita pode ser suspensa.

    Tarde

    • Você pode usar a tarde do seu segundo em dia em Capri para fazer o que não fez no dia anterior – explorar as atrações de Anacapri ou pegar praia.
    • Pode também simplemente se perder entre as ruelas e caminhos da vila de Capri e, para se despedir da ilha em grande estilo, reservar uma mesa ao entardecer no Rooftop Capri.
    • Capri Rooftop | Hotel Luna – Viale Matteotti, 7, Capri | Tel. (39) 081 8378147 | Reservas

    Dias 5, 6 e 7: Positano

    • Reserve o barco direto para Positano. São 30 minutos de travessia.
    • Caso você queira estar de carro na Costeira, então pegue o barco para Sorrento, onde você pode alugar carro
    • Reserve duas ou três noites em Positano.
    • Tire um dia para subir a Ravello. Vá de barco a Amalfi. Depois de passear pela cidade e visitar a Catedral de Sant’Andrea, pegue o ônibus (ou cacife um táxi) para a cidade mais alta (e com as vistas mais bonitas) da Costeira
    • Nos outros dois dias, pegue passeios de barco e brinque de dolce far niente, que a Costeira foi feita para isso.

    A volta

    Onde ficar

    Escolher hotel na Costa Amalfitana e Capri na temporada não é para os fracos. Mas garimpamos uma seleção de hotéis e flats bem-localizados, e com o melhor custo x benefício possível.

    Onde ficar em Nápoles

    Nápoles é uma cidade bastante grande, com hotelaria dispersa. Minha dica é se hospedar em Chiaia, para ter contato também com uma Nápoles charmosa e sofisticada, que vai contra o clichê da Nápoles dos varais.

    Relais Piazza dei Martiri (Chiaia)

    A região mais charmosa para se hospedar em Nápoles é o bairro de Chiaia, com lojas bacanas, restaurantes, cafés e galerias.

    O flat Relais Piazza dei Martiri fica na praça onde ficava a sapataria chic de Lila na tetralogia de Elena Ferrante.

    PM3 (Chiaia)

    O bed & breakfast PM3 não destoa do ambiente sofisticado do bairro.

    Borbò B&B (Plebiscito)

    Na área que é de fato o centro de Nápoles, considere o elegante Borbò B&B.

    Factory Design (Plebiscito)

    E o básico-moderninho Factory Design.

    Palazzo Caracciolo MGallery by Sofitel (Centro Histórico)

    Localizado junto à Nápoles dos varais nas ruas, o Palazzo Caracciolo MGallery by Sofitel ocupa um prédio histórico preservado, mas tem ambientes contemporâneos.

    Ibis Styles Napoli Garibaldi e UNAHotels Napoli (Estação Central)

    Se você prefere a comodidade de estar ao lado da estação, verifique os preços do Ibis Styles Napoli Garibaldi e do UNAHotels Napoli.

    Onde ficar em Capri

    A ilha de Capri tem dois povoados. Capri, ligada por plano inclinado ao porto, é a localização mais cobiçada — e por isso, mais cara. Anacapri, mais acima na montanha — a 15 minutos de micro-ônibus de Capri — é mais pacata e concentra a hospedagem com melhor custo x benefício da ilha.

    La Floridiana (Capri)

    Não é muito fácil encontrar hospedagem a preço abordável em Capri.

    Para quem quer se hospedar com estilo mas não pode cacifar os 5 estrelas, o La Floridiana é uma boa opção.

    Fuorlovado e Villa Helios (Capri)

    Procurando bem, dá para encontrar hotéis e B&Bs simpáticos numa faixa mais palatável, como o Fuorlovado e o Villa Helios.

    La Giuliva (Anacapri)

    Anacapri é mais do que uma alternativa mais em conta a Capri. O astral aqui é menos turístico e mais autêntico do que o de Capri. Os micro-ônibus rodam entre os dois povoados das 6 da manhã à 1h da madrugada. Talvez a melhor relação charme x preço que você encontre na ilha está no La Giuliva, com varanda para o pôr do sol.

    Senaria e Bellavista (Anacapri)

    O terraço também é destaque nos hotéis Senaria e Bellavista.

    Villa Eva (Anacapri)

    Já a Villa Eva é uma das melhores opções econômicas do pedaço.

    Weber Ambassador (Marina Piccola)

    Quer acordar junto ao mar? O Weber Ambasssador está na melhor prainha da ilha, a Marina Piccola.

    Capri Inn (Marina Grande)

    E o Capri Inn oferece a praticidade de estar junto ao porto de chegada (e a 15 minutos de funicular ou 10 minutos de micro-ônibus da Piazzetta).

    Onde ficar em Positano

    É preciso ser direto: hospedar-se em Positano é uma extravagância. Na temporada, os hotéis ‘baratinhos’ não saem por menos de 200/250 euros a diária. (Os estreladíssimos chegam a 1.500 euros por dia.)

    Pense numa estada aqui como uma festa, uma comemoração em que você vai certamente gastar mais do que está acostumado, seja qual for a sua faixa de conforto habitual.

    A ‘Anacapri’ de Positano é Praiano, onde dá para descolar hospedagem por preços menos estratosféricos.

    (Há um bom serviço de micro-ônibus entre Positano e Praiano operado pela Amalfi Coast Mobility, e que é menos lotadão que o SitaSud.)

    Montemare

    A proximidade da praia e do centrinho fazem a conta do Montemare valer muito a pena. As vistas dos apartamentos e do café da manhã são incríveis.

    Poseidon

    A vantagem do Poseidon é estar no coração do povoado; a piscina é bacana.

    Reginella e Villa Gabrisa

    As vistas do Reginella e da Villa Gabrisa.

    Bougainville e Vittoria

    Para economizar, reserve com antecedência o Bougainville (bem situado junto a uma parada de ônibus da SitaSud) e o Vittoria.

    Grand Hotel Tritone e Il San Pietro

    Em setembro, ainda no calor mas depois da altíssima temporada, confira as tarifas do Grand Hotel Tritone, que fica entre Positano e Praiano e tem uma praia particular, ligada ao hotel por elevador.

    (É uma versão quase low-cost do chiquérrimo Il San Pietro, que fica na saída de Positano).

    La Barbera, Il Corallo e Villa Maria Pia (Praiano)

    Veja bem: não é que Praiano vai ser muito mais em conta do que Positano.

    Mas aqui seus 200 euros vão parecer melhor empregados, em hotéis como La Barbera, Il Corallo ou Villa Maria Pia.

    Onde ficar em Sorrento

    B&B Verù

    Sorrento é o lugar da Costa Amalfitana onde você consegue garimpar hospedagem charmosa em ambiente renovado a menos de 200 euros. Pertinho da estação de trem, o B&B Verù tem quartos arejados e preços simpáticos.

    B&B Giacomino

    O B&B Giacomino requer uma caminhadinha um pouco mais longa, mas é uma ótima pedida na categoria bom-bonito-barato.

    Palazzo Tasso, Palazzo Starace e Il Cuore di Sorrento

    O centrinho de Sorrento tem alguns hotéis e B&Bs a um só tempo elegantes e com tarifas interessantes, como o Palazzo Tasso, o Palazzo Starace e o Il Cuore di Sorrento.

    Artis Domus

    Ainda no centro, o Artis Domus conquista pela agradabilíssima piscina no jardim.

    Receba a Newsletter do VNV

    Serviço gratuito

      1268 comentários

      Gostaria de agradecer todas as dicas! Elas foram valiosíssimas para o andamento da minha viagem! Até fiquei rindo em alguns momentos porque lembrava dos seus comentários no blog… Para completar algumas dúvidas como a da Ana Luiza: no hotel vc consegue motoristas e eles cobram 40 euros a hora , mínimo de 4 horas. Recomendo alugar uma scooter em Capri para poder ir a Ana Capri e visitar todas as praias. Sai 50 euros o dia e precisa só da nossa carteira de habilitação.
      Muito obrigada mesmo! Valeu!
      ps. Continue escrevendo! Vc é ótimo! Bjs

      Ana Luiza,

      Infelizmente não posso ajudá-lá, pois não tenho a informação que vc precisa. A única coisa que posso lhe dizer é que um transfer assim vai custar bem caro. Se isso não for um problema para vc, pergunto no hotel se eles não podem indicar alguém. Cuidado com os famosos taxistas “abusivi” (piratas).

      Olá,
      Preciso de um Help!!! Estou em Positano e preciso da indicação de alguma agencia ou motorista que faz transfer para Roma.
      Vim de Roma para cá de trem, mas a viagem foi muito cansativa pois estamos com malas e a troca de trens foi muito demorada.
      Vcs podem me ajudar!??? Preciso muito!!!
      Desde já agradeço!!!

      boa tarde Boia
      indo para Milao dia 16.09 e penso em ir para a Costa Amalfitana nesse periodo.As cidades sao muito paradas ? qual e a vida noturna ?
      Obrigado

        Olá, Osmar! O Ricardo Freire comenta que setembro é um mês ideal para ir à Costa Amalfitana no texto acima 😉

      Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.

      Assine a newsletter
      e imprima o conteúdo

      Serviço gratuito