Costa Brasilis, um resort BBB no sossego de Santo André (BA)

Costa Brasilis, Santo André da Bahia

Novamente controlado pelos donos originais (depois de arrendado pela GJP Hotéis e pelo grupo Mabu), o Costa Brasilis tem uma origem, digamos, pousadeira: foi construído pelo dono das pousadas Corsário (que tem filiais em Paraty, Búzios e ali pertinho em Santo André mesmo). Isso explica o porquê do hotel ter um astral bastante diferente dos resorts convencionais. O Costa Brasilis oferece o básico que você espera de um resort, numa escala mais humana. Longe da área da piscina você se sente numa pousada de boa estrutura.

A localização

Santo André da Bahia

Santo André da Bahia é um distrito de Santa Cruz Cabrália, primeiro município ao norte de Porto Seguro. Durante a Copa do Mundo, ganhou o noticiário por ser a sede da seleção da Alemanha. O aeroporto está a 30 km. A região é preservada pela dificuldade de acesso — não há ponte para atravessar o rio João de Tiba, apenas balsas, que operam de hora em hora (na temporada, durante o dia, de meia em meia hora). O táxi do aeroporto custa R$ 180.

Santo André é um vilarejo sossegado, com muitos moradores estrangeiros. É um lugar a um só tempo sofisticado e relax, como na Trancoso de antigamente — mas sem o nariz empinado. O centrinho fica à beira-rio. A ocupação se espalha na direção norte, ao longo da praia. O Costa Brasilis fica a 15 minutos de caminhada do centrinho.

A praia

Costa Brasilis, Santo André da Bahia

Deserta, de águas calmas, boa para ir com crianças pequenas. A maré baixa descobre uma faixa de areia firme ótima para caminhar. O mar só fica azul-azul no verão, depois de estiagem prolongada. A área de barracas freqüentadas por turistas de um dia fica longe, no canto direito da praia, junto à barra do rio. Indo pela areia você chega a dois charmosos clubes de praia — o da pousada Victor Hugo (à direita, vizinho de cerca) e a Casapraia, menos de cinco minutos de caminhada para a esquerda (abre somente na temporada; ainda não está certa a reabertura para 2015).

As instalações

O hotel tem três alas distintas. No canto esquerdo (de quem olha para o mar) encontra-se o prédio principal, de dois andares, construído em torno da piscina animada; além de apartamentos, ficam por ali o restaurante, o bistrô, a sala de ginástica e o gazebo de atividades.

No centro do terreno fica uma ala de bangalôs, em torno da piscina calma. Ao fundo você vai achar o gazebo de estar, o kid’s club, o spa e as quadras de esporte.

À direita fica a ala mais nova, em prédios de dois andares que mimetizam a arquitetura colonial portuguesa no Brasil.

Os apartamentos

Costa Brasilis, Santo André da Bahia

São 120, divididos entre o prédio principal, os bangalôs e a ala colonial. Têm ar e TV convencionais. As suítes master vêm com banheira de hidromassagem.

Costa Brasilis, Santo André da Bahia

Os bangalôs são inteligentemente geminados dois a dois: as unidades têm a porta de entrada em lados opostos. A varandinha com rede aumenta a sensação de espaço.

Piscinas

Costa Brasilis, Santo André da Bahia

A piscina principal não é enorme, mas é grandotinha. Seus dois nichos são separados por um gazebo (que serve de espaço para atividades) e uma ponte.

Costa Brasilis, Santo André da Bahia

Há também uma segunda piscina, sem música, na ala dos bangalozinhos, para quem quer sossego.

Costa Brasilis, Santo André da Bahia

Kid’s club

Costa Brasilis, Santo André da Bahia

Fica nos fundos do terreno e é uma graça: todos os brinquedos são de madeira, corda e pneu, sem presença de plástico.

Costa Brasilis, Santo André da Bahia

Copa do bebê

Está ao lado do kid’s club.

Refeições

Costa Brasilis, Santo André da Bahia

O resort não funciona mais no sistema all-inclusive. As diárias podem ser compradas com café da manhã, meia-pensão (café + jantar) ou pensão completa (café + almoço + jantar). Como uma das atrações de Santo André é a sua cena gastronômica, se você não estiver com crianças é recomendável pegar só o café e aproveitar os restaurantes da vila (em caso de preguiça sempre dá para pagar à parte o buffet do hotel).

Costa Brasilis, Santo André da Bahia

O spa

Costa Brasilis, Santo André da Bahia

Oferece tratamentos estéticos e de bem-estar. É aberto a não-hóspedes.

A sala de ginástica

Costa Brasilis, Santo André da Bahia

Está ao lado da piscina.

Os passeios

Do cardápio de passeios, os mais próximos são o da chalana (barco grande) que passeia pelos recifes e também pelo rio João de Tiba  e o passeio de um dia à praia do Guaiú, deserta, onde um riacho desemboca no mar. Os demais passeios envolvem a travessia do rio por  balsa. Dá para fazer city-tour de meio dia em Porto Seguro, passar o dia no parque aquático do Arraial D’ajuda ou ir a Trancoso.

Se você estiver de carro pode fazer os passeios ao Arraial D’ajuda (35 km, com duas balsas) e Trancoso (110 km). O bate-volta ao Espelho é bastante puxado; são 130 km, com balsa e 20 km de estrada de terra. Um passeio lindo é ir até Belmonte (70 km ao norte) e chegar durante a maré alta, para fazer o passeio de voadeira pelos canais e igapós do rio Pardo.

Mas se eu fosse você, ficava só com os passeios mais próximos e silenciosos, que evitam pegar a balsa ou entrar na vibe Porto Seguro. Leia sobre eles aqui.

Costa Brasilis, Santo André da Bahia

Um cantinho

O gazebo de estar, junto à piscina dos bangalôs, é charmosíssimo.

O hotel Costa Brasilis, em Santo André…

  • É para você: que quer recreação e piscina de resort para seus filhos, com a opção de se sentir numa pousada e comer em bons restaurantes da vila.
  • Talvez não seja pra você: que gosta de mega-estruturas e quer estar melhor posicionado para fazer os passeios ao sul de Porto Seguro.

Costa Brasilis, Santo André da Bahia

Leia mais:

Passagens mais baratas para Porto Seguro no nosso parceiro Kayak

Encontre seu hotel no Booking

Faça seu Seguro Viagem na Mondial Assistance

Alugue carro em Santo André Rentcars em até 10 vezes


159 comentários

Chegamos ontem do Costa Brasilis; ficamos uma semana, incluindo a noite de natal. O hotel é lindo,os funcionários simpáticos, mas o resto é pavoroso. O restaurante, além de caro, tem uma comida de péssima qualidade e a falta de asseio incomoda bastante. Os demais serviços são lentos ou inexistentes; não há serviço de praia, faltam barracas e até espreguiçadeiras! A comida o bar é absurdamente ruim e cara, o sorvete acaba no meio do dia e não repõem. Enfim, se puderem, fujam.
Beatriz

    Não entendi (de verdade) os comentários desta senhora.

    Será que ela acha caro pagar R$25,00 por um buffet completo (super bem temperado e sempre quente) COM sobremesa? Ou R$10 por uma porçao generosa de fritas servidas na hora que vc quer? R$22 num prato individual de carne?

    Ou esta senhora está de sacanagem (com as pessoas e com o hotel) ou é muito da mão-de-vaca. Não é possível tanta coisa ruim num lugar só: estou achando que ela é quem está de mal com tudo e com todos.

    PS.: Não só há serviço completo de praia como também fui muito bem atendida. E o atendente Wanderlei ainda ajudou a tirar do mar um senhora que não estava conseguindo sair sozinha (nota: esse NÃO é o serviço dele).

    Estou aqui neste momento e estes comentários são irreais. Mas como eu havia lido este Blog antes de viajar (inclusive este comentário), fiquei indignada e resolvi escrever. Esta senhora é muito amarga da vida. Ainda bem que estou aqui e feliz.

    22 de junho de 2011

    Cheguei há dois dias de uma estada de 07 dias no Costa Brasilis e não pude deixar de colocar meu comentário. Estou indignada com coisas ruins que tenho lido sobre o lugar.

    Meu Deus do céu, concordo com a viajante carioca, estas pessoas devem estar de sacanagem com o hotel, não é possível, pois encontrei tudo perfeito.

    Desde a parte arquitetônica, paisagística, os interiores, todos os serviços, a comida, pois fiz questão de comprar o pacote com meia pensão, então jantei lá todos os dias, enfim a equipe de recreação que não mede esforços para entreter os hóspedes, sejam eles adultos ou crianças.

    Viajei com meu marido, um filho de 07 anos e uma filha de 05 anos. Não ouvi outra coisa do primeiro ao último dia da hospedagem dos pequenos que não fosse “queria morar aqui”.

    Viajo pelo menos uma vez ao ano, e gosto sempre de inovar, mas com certeza esse destino eu vou ter que repetir.

    PS. Fica aqui registrado um grande abraço para o pessoal todo do Hotel que nos trataram como reis, do Restaurante Aroeira, onde almoçamos por 3 vezes, para a Dona Silvia, suas filhas e a netinha Sara, do Restaurante Orquídeas, para o pessoal do Restaurante Almescla, para a Dona Marina, com suas cocadas de maracujá e banana, que eu tive que trazer para casa, enfim, para todos da ilha que nos saudaram com um sorriso quando cruzaram conosco pela estradinha que dava acesso ao Costa Brasilis, e um até breve, se Deus quiser.

    Puxa, Andreia, por pouco não nos encontramos, né?

    Eu fiquei muito feliz de ter conhecido um hotel tão bacanudo, e ter comido tão bem nos 8 dias em que estive lá. Cada noite o jantar era inspirado num país ou região. Assim, comemos comida nordestina, francesa, espanhola, portuguesa, baiana… Isso vai deixar saudade.

    Esqueci de deixar registrado um elogio à Flávia, gerente daquele Spa tão maravilhoso, que me fez sentir-me nas nuvens. E a funcionária Renata (do Spa Ruby) também merece o mesmo elogio.

    No mais, é dizer que amamos e esperamos voltar.
    Abraço a todos.

CINTIA,VOU EM JANEIRO AO COSTA BRASILIS PODERIA ME INFORMAR SE GOSTOU DO ESPACO FISICO ,DA PISCINA ,DAS ACOMODACOES E DA ALIMENTACAO A LA CARTE

Acabamos de retornar do Costa Brasilis. Nos hospedamos lá do dia 11 ao 18 de dezembro. O hotel estava relativamente vazio e mesmo assim o serviço foi péssimo.
No primeiro dia, quando chegamos de viagem às 4 horas da manhã, o café simplesmente foi retirado pelos funcionários do hotel quando ainda nos servíamos, porque, segundo a senhora que me atendeu, já eram dez horas da manhã. Era como se não tivéssemos o direito de estar lá. Reclamamos com o gerente, mas nada foi feito.

Os garçons são despreparados, o buffet é limitado, ouso dizer que não houve um prato que tenha nos surpreendido. A limpeza das mesas é outro grande problema.

No bar da piscina, os pedidos demoram muito, muito mesmo, a serem servidos, quando não há erro.

Saímos no sábado à noite. Desde a sexta-feira não havia mais picolé (em pleno verão) e eles só receberiam o produto na segunda-feira seguinte.

Na área da piscina, vários tipos diferentes de móveis se misturam, inclusive cadeiras do centro de convenções, o que nos deu a impressão de desleixo por parte da administração.
Para quem viaja com crianças, a praia é gostosa mas não conta com serviço de bar. E a recreação é amadora, apesar da boa vontade dos “tios”.

Cintia

Achei o local lindo, os apartamentos espaçosos.
Quanto aos serviços o local deixa muito a desejar. Os recepcionistas são lentos, não sabem dar informações básicas sobre os demais setores do hotel. Viajei com 3 crianças de 3 anos, uma de 8 e minha mãe de 78 anos. Telefonei 3 vezes para solicitar nossa acomodação em quartos vizinhos e fui informada que deveria enviar um e-mail. Enviei o e-mail mas nem foi lido.

O café-da-manhã deixou a desejar. Os alimentos não eram repostos e para comer pão de queijo tínhamos que madrugar. As 10 h já não tinha mais nada. Teve até abaixo-assinado para reclamar.

O room service ficou sem batata frita e pão de hamburguer (o básico!!). Fiz o pedido e depois de mais de uma hora retornei a ligação e aí fui informada do ocorrido. Falta de consideração total.

O frigobar dos aptos não gelava as bebidas e para enviar gelo era cobrada uma taxa de r$ 8,00.
O mesmo aconteceu com talheres e pratos para servir a comida que esquentei na copa baby, apesar de não haver o material no local

A piscina pequena não possui atendimento do bar. A recreação para crianças pequenas não existe. O espaço Kids é pequeno, sujo e com brinquedos quebrados.

O que nos salvou foi o mercadinho chamado POMBAL que fica mais ou menos a 900m da entrada do hotel (a esquerda). Eles até entregam se o valor for maior que R$ 40,00.

No último noite minha filha teve uma convulsão durante o sono e não havia médico, enfermeiro ou paramédico no local. Isto porque o Costa Brasilis está a 38km de Porto Seguro com travessia de balsa.

Vi senhoras idosas, utilizando bengalas e sendo alojadas no Mosteiro que é distante da área central.

No último dia ouvi uma atendente do restaurante dizendo a uma cliente que os tudo estava sendo feito para “preservar” os demais hóspedes em relação aos clientes da CVC. Inacreditável. Os clientes da CVC são hospedados gratuitamente?

Resumindo, as instações muito bonitas. Falta treinamento, planejamento, educação e boa vontade dos empregados. O local é tranquilo e poderia ser uma ótima opção se alguns problemas fossem sanados e os hóspedes ouvidos em suas sugestões e reclamações.

    Mônica,

    O atendimento era diferenciado para os clientes da CVC? EStou indo em janeiro pela CVC e confesso que estou um pouco apreensiva já que não conheço niguém que tenha se hospedado lá> Resolvi arriscar já que este ano fiquei no Stella Maris Resort, novo e sem indicações, em Salvador, e foi uma ótima experiência.
    Levarei meus pais que viajam pela primeira vez e não gostaria que se decepcionassem. Quanto mais informações eu conseguir mais chances terei de mudar o que não gostar…
    Grata,

    Mônica

    É bem mais simples que o Stella Maris. Mas a praia é mais sossegada, e há ótimos passeios a serem feitos.

    Também discordo do que conta esta senhora. É óbvio que às 10h da manhã não houvesse mais pão de queijo… O CAFÉ DA MANHÃ ENCERRA ÀS 10h. A senhora que deveria se informar melhor. Não estou aqui pra criar polêmica, mas sim pra dizer a verdade de forma imparcial.
    Eu comi todos os pães de queijo que eu quis… lá, lá, lá .

    E a sra. que me perdoe, mas aqui no meio do mato num local praticamente virgem… não é lugar pra trazer uma pessoa com dificuldades motoras em razão da idade. Um local mais urbano seria mais apropriado, né? Se não sabia onde era, consultasse o Google Maps (como eu fiz) antes de vir. Tenha santa paciência…

    No mais, todas as tarifas que ela relata ter pago estão discriminadas no guia de check in que eu recebi (E LI, frise-se). Ou seja, paga quem quer (e utiliza os serviços adicionais).

    PS.: O ar condicionado e o frigobar do meu quarto (número 64 do Mosteiro) estão gelando até a alma.

Simone e Daniele ,obrigada pelas dicas de lugares para alimentar, adorei saber do mercadinho e das dicas de refeição no hotel e do restaurante Gaivota.

Eu e meu namorado esteve no resort em agosto/2010 adoramos o lugar é um paraíso, recomendo as cocadas que vende na feirinha dentro do resort e o restaurante Gaivota a muqueca de peixe é sensacional, na praia do Guaiu tem o restaurante da Maria Nilza mas o prato demora demais portanto tem que chegar sem fome e os preços saõ salgados, o restaurante do hotel é bom tbm e os preços são camaradas.Quanto a monitoração das crianças eu vi que os monitores eram bem animados e ficavam com as crianças o tempo todo brincando.

Silvia,obrigada pela informação em relação ao restaurante Victor Hugo,irei procurar outros lugares e se tiver mais dicas ,me envie.

    Olá Silvia e Mariza, eu até entendo a restrição deles (Victor Hugo) às crianças, pois há muitos objetos de decoração espalhados pelo restaurante, e as crianças do nosso grupo quase mataram os donos do coração..rsrsrs
    Mariza, como opção à sua diária, que inclui somente o café da manhã, é visitar o mercadinho que existe na rua do hotel (saindo pela frente, vire à esquerda). Comprei alguns biscoitos e sucos para a criançada e o hotel permitiu que eu deixasse no frigobar sem problemas. Mas eu sugiro conversar na recepção antes.

Mariza, pode ser uma infeliz experiência isolada, mas fui super mal recebida na Victor Hugo, quando lá fui almoçar. Estávamos com nosso filho, que tinha 2 anos na época e, embora ele estivesse dormindo no carrinho, não foram nada amistosos, olharam para ele de cara feia mesmo.

Depois, descobri que a pousada não aceita(va) crianças menores de 12 anos como hóspedes, mas, de qualquer forma, não haviam me informado sobre essa restrição no restaurante.

olá, estava pesquisando informações sobre o Costa Brasilis e acabei encontrando seu site…está de parabéns, ótimas dicas e informações; tenho uma reserva para o Costa Brasilis em 11/12/2010, vou com meu marido e meus filhos 11 e 3 anos, vc teria mais algumas dicas sobre restaurantes, passeios etc próximos ao hotel, não temos intenção de nos distanciar muito, principalmente por causa da minha filhinha (3 aninhos)e realmente queremos descansar e não ficar “caçando” passeios que acabariam até gerando um stress por causa da minha pequena. De qualquer forma, agradeça o a atenção e mais uma vez meus parabéns pelo site!

RIQ e Simone vou para o costa brasilis em 11 de dezembro com 2 crianças,estava pensando em fazer as refeiçoes no casapraia e Victor hugo mas voce disse que o cardapio não agrada para crianças .O que você sugere?Como são os restaurantes do hotel,estou com reservas apenas com café da manhã.

    Eu gostei do restaurante à la carte do hotel (mais do que do buffet).

    Há vários restaurantes em Santo André. Talvez não agradem de maneira óbvia a crianças justamente por Santo André ser um lugar gastronomicamente sofisticado. Mas duvido que você não consiga pedir um arroz com feijão e bifinho ou uma massinha com molho de tomate em qualquer lugar.

    Um detalhe: os recepcionistas do hotel estão proibidos de dar informações sobre restaurantes na vila (!).

    Além dos restaurantes já citados, você pode ir na Vila Araticum, na pousada Jacumã, no Floridita, no Gaivota (beira-rio, lindo deck), no Santana, na pizzaria Estrela. Pergunte na rua que qualquer um diz onde é (todos, com exceção de Araticum e Casapraia, ficam à direita do hotel — de quem olha para a praia).

    Olá Mariza, o Gaivota tem bastante opção para a criançada. Também gostei de um restaurante que fica na rua do Costa Brasilis, mais ou menos a um kilometro à esquerda (saindo pela frente). Infelizmente não consigo lembrar o nome, mas fica antes do mercadinho e do telefone público (pelas referências você conseguirá encontrar).
    Nos dias em que você quiser ficar no hotel, você pode pedir uma porção de peixe do bar da piscina e um prato do restaurante à la carte (massa, por exemplo), a relação custo-benefício fica bem interessante. Aproveite bem sua estadia!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.