Ruínas de Tulum

O que fazer em Cancún

Cancún: O que fazer

A primeira decisão a tomar em Cancún é: alugar carro ou não? Dá certo dos dois jeitos: vai mais do seu estilo. Todos os passeios podem ser feitos por conta própria (só não recomendo fazer dirigindo o bate-volta a Chichén-Itzá). Alugando carro, você passeia no seu ritmo. Mas também dá para fazer todos os passeios em tours organizados, que pegam você na porta do hotel. Alguns passeios podem ser feitos de transporte coletivo (Isla Mujeres, Playa del Carmen, Cozumel). Dentro da cidade você pode usar táxis (veja tabela no seu hotel) ou o ônibus especial que percorre a zona hoteleira e custa 1 dólar.

Isla Mujeres

Essa ilhota a 25 minutos de travessia oferece praias de águas calmas e cristalinas, ótimos pontos para mergulho, um centrinho que lembra o de Morro de São Paulo, com lojinhas e restaurantes, e ainda o Parque Garrafón, montado em torno de um recife de corais, onde dá para fazer snorkel, mergulho de cilindro, tirolesa e interação com golfinhos.

As lanchas da Ultramar levam a Isla Mujeres de três pontos da zona hoteleira (clique nos links para ver os horários): da Playa Caracol (km 9,5 – junto ao hotel Fiesta Americana Grand Coral Beach), da Playa Tortugas (km 6,5 – perto do Riu Caribe) e do Embarcadero (km 3,5 – ao lado do Barceló Costa Cancún).

A passagem de ida e volta custa US$ 19 para adultos e US$ 12 para crianças. Há também um ferry que sai longe da zona hoteleira, em Puerto Juárez, ao norte do centro de Cancún. De lá é mais barato: a passagem ida e volta custa 146 pesos mexicanos para adultos e 84 pesos mexicanos para crianças.

O desembarque de todos esses barcos de linha é no centrinho de Isla Mujeres. Chegando lá você pode aproveitar a Playa Norte, que é ótima e tem bares. Se quiser ver o resto da ilha, pode comprar um passeio na hora ou alugar um carrinho de golfe, motinho ou bicicleta.

O Parque Garrafón fica na ponta sul da ilhota. Para facilitar as coisas, vende ingressos já com transporte incluído (as saídas são do píer da Playa Tortugas no km 5,6 – perto do Riu Caribe). As lanchas vão direto ao parque, sem passar pelo centrinho de Isla. Veja os pacotes aqui.

Também dá para ir a Isla Mujeres em lanchas que param em recifes para mergulhar e depois vão ao centrinho da ilha para compras, como neste passeio aqui.

Ruínas maias

As mais importantes ruínas maias são as de Chichén-Itzá, a 210 km de Cancún, 215 km de Playa del Carmen (via Tulum) ou 152 km de Tulum. O sítio arqueológico é muito bem preservado e entrou naquela lista das 7 Novas Maravilhas do Mundo da eleição pela internet. De carro dá umas três horas de viagem — acho muito puxado para o bate-volta. Se estiver de carro, programe um pernoite na região — seja num hotel junto ao complexo ou na linda cidade colonial de Valladolid (a 53 km de Chichén-Itzá, e 260 km de Cancún). Sem pernoite, é menos cansativo pegar um tour organizado.

As ruínas maias mais próximas são as de Tulum, 120 km ao sul de Cancún. Não há nenhuma grande pirâmide, mas as construções que resistiram impressionam por estarem à beira-mar. Dá para ir tranqüilamente de carro, e ainda completar com um dia de praia (aconselho ir ao km 8, que é onde estão os bares de praia dos hotéis mais charmosos) ou, se for com crianças, com o parque Xel-há. Um tour particular interessante combina as ruínas de Tulum, Akumal e mergulho em cenote.

Caçadores de ruínas ainda podem ir a um terceiro sítio maia, Cobá, que no auge da civilização maia rivalizava com Chichén-Itzá. É um sítio mais verde, com pirâmides e construções envolvidas pela floresta. Fica a 133 km de Cancún (cortando caminho por dentro), 50 km de Tulum e 115 km de Playa del Carmen.


Passeios de 1 dia saindo de Cancún com nosso parceiro Viator

Ecoparques e cenotes

Na região de Cancún floresce um ecoturismo superproduzido — pense numa mistura de Bonito com Brotas, mas com estrutura da Flórida. A principal estrela é o parque Xcaret (75 km de Cancún, 5 km de Playa del Carmen), que é quase um Magic Kingdom maia (não perca o show de encerramento). O vizinho Xplor (mesmas distâncias) é mais focado em turismo-aventura, com tirolesas na selva, trilhas de quadriciclo e mergulho em cavernas. Já Xel-há tem uma pegada mais natural, com ênfase em atividades aquáticas; fica perto de Tulum (115 km de Cancún, 45 km de Playa del Carmen). É possível comprar passeios com transporte incluído tanto nos sites dos parques quanto em agências . Um quarto grande ecoparque é o Garrafón, em Isla Mujeres (leia sobre ele no item de Isla, logo acima).

Já os cenotes são rios subterrâneos ou lagoas de águas profundas onde é possível mergulhar. Um dos mais bonitos é o Río Secreto, que fica à altura do Xcaret/Xplor (75 km de Cancún, 5 km de Playa del Carmen). Já o cenote Dos Ojos, que fica na região de Xel-há (115 km de Cancún, 45 km de Playa del Carmen) é mais indicado para quem tem certificado de mergulho, e por isso pode mergulhar pelas cavernas submersas de dois olhos d’água (mas há áreas rasas para fazer snorkel também). Na ida ou na volta de Chichén-Itzá dá para se refrescar no cenote de Ik Kil, que fica nas redondezas do sítio arqueológico. Se não estiver de carro, considere os tours organizados, como este, que leva a quatro cenotes diferentes no mesmo dia.

Se você não se imagina mergulhando em cavernas ou rios subterrâneos, talvez curta um outro passeio com um pé na natureza e outro na velocidade: o Jungle Speed Boat, em que você pilota uma lancha por um canal do mangue da lagoa Nichupté até um recife de corais, onde dá para fazer snorkel.

Golfinhos & tartarugas

Se você tem vontade de interagir com golfinhos, aqui é a sua praia. Os flippers estão de plantão em nada menos que 12 locais, da zona hoteleira de Cancún ao parque Xel-há. Três marcas concorrentes espalham suas franquias pela costa. A Delphinus funcinona no resort Dreams Cancún (km 9,5), no Aquário Interativo do Shopping La Isla (km 12,5), na Riviera Maia (km 282 da estrada, junto ao hotel Occidental Grand), nos parques Xcaret e Xel-há. A Dolphinaris atende em Cancún junto ao Wet n’Wild (km 25 da zona hoteleira), na Riviera Maia (km 272 entre Puerto Aventuras e Playa del Carmen), em Cozumel e Tulum (km 250, no complexo Gran Bahía Príncipe Akumal). Os golfinhos da Dolphin Discovery estão em Puerto Aventuras (entre Xcaret e a praia de Xpu-ha), Cozumel e Isla Mujeres. Em Isla também dá para nadar com golfinhos no parque Garrafón. Veja um resumo do que dá para fazer em cada um desses locais no post destacado no box logo abaixo.

A praia de Akumal, a 110 km de Cancún e 40 km de Playa del Carmen, tem uma colônia de tartarugas marinhas que freqüentam a baía todos os dias. Dá para ir de carro ou ônibus de linha (vá a Playa del Carmen e lá pegue o pinga-pinga Playa-Tulum) e alugar equipamento para snorkel na própria praia.

Sem sair de Cancún (nem mergulhar), também dá para ver criaturas marinhas, assistir a shows de golfinhos e interagir com os flippers no Aquário Interativo, situado no shopping La Isla (km 12,5 da zona hoteleira).

Cozumel

O embarque para a ilha de Cozumel se dá em Playa del Carmen, 70 km ao sul. Quem opera o ferry é a Ultramar (veja horários aqui). A travessia leva 50 minutos; a passagem ida e volta custa 326 pesos mexicanos para adultos e 194 pesos mexicanos para crianças. Ao chegar em Cozumel você pode fazer snorkel nas praias centrais, interagir com golfinhos no Dolphin Experience, comprar um passeio de mergulho ou alugar um carrinho de golfe para fazer a volta à ilha você mesmo. O principal atrativo são os corais; não vá se você não for adepto do snorkel ou do mergulho com cilindro. Dá para ir de ônibus de linha a Playa del Carmen: pegue na rodoviária do centro de Cancún (avenida Tulum). Para horários, consulte o site da ADO.

Playa del Carmen

Se pintar saudade do clima de praia do Brasil, com bebida e um certo clima de paquera, dê um pulinho em Playa del Carmen, 70 km ao sul. A praia bacana fica a 10 minutos de caminhada do centro da vila, na direção norte (esquerda). Por ali, clubes como o Mamita’s alugam espreguiçadeiras e camas (mas dá também para simplesmente jogar sua toalha na areia; a praia é pública). Na saída, namore vitrines na Quinta Avenida, a “Rua das Pedras” dessa prima distante de Búzios. Dá para ir de ônibus de linha: pegue na rodoviária do centro de Cancún (avenida Tulum). Para horários, consulte o site da ADO.

Compras

O maior shopping de Cancún é o Kukulkán Plaza, que fica no km 13 e tem um anexo só de grifes, a Luxury Avenue.

O shopping mais divertido é o La Isla, que fica no km 12,5 (voltado para a laguna), é todo ao ar livre e tem o Aquário (que supervem a calhar em dias chuvosos).

O Forum by the sea (km 9) é sobretudo um shopping de entretenimento, mas tem uma loja da Nike.

Para bugigangas e artesanato, vá ao shopping Plaza Flamingo (km 11,5 da zona hoteleira) ou dê um pulinho no Mercado 28, no centro de Cancún (o programa aqui fica mais bacana se você se dispõe a comer num dos ótimos restaurantes típicos dali; fechado aos domingos).

Noite em Cancún

O epicentro da ultrafamosa noite cancunense é a região do shopping Forum by the Sea, no km 9. Por ali estão a boate Coco Bongo (famosa pelos shows e pelas pulseirinha de open bar), sua maior maior concorrente, a Dady O, o bar-restaurante animadão Carlos n’Charlie’s e as margaritas gigantes do notório Señor Frog’s.

Passagens mais baratas para Cancún no Kayak

Encontre seu hotel no Booking

Faça seu Seguro Viagem na Allianz Travel

Alugue de carro em Cancún na Rentcars em até 12 vezes e sem IOF

Passeios e excursões em Cancún com a Viator

Trânsfers e passeios em Cancún com a Easy Travel Shop

98 comentários

Oi, boa noite!!
Parabéns por esta pagina de vcs, que tem ajudado muita gente e confesso que fui um frequentador assíduo desta página com dicas maravilhosas sobre a região.
Gostaria de passar a minha experiência para passar a minha experiencia em Cancum e Playa Del Carmem que foi agora em fevereiro de 2020.
1 – Locadora: Te forçam de toda maneira para que vc faça um outro seguro fora do contratado no site de locadoras, assim como upgrade de categoria; carro com tanque faltando combustível ( a minha experiencia foi com a locadora Más rente a car Cancun ( Max rente a Car Cancun);
2 – Posto de combustível: Principalmente em Playa Del Carmem – Ao abastecer o seu veículo eles buscam de todas as formas para desviar a sua atenção para que possam manipular a bomba. Nas três abastecidas que fiz tentaram de todas as formas desviar a minha atenção durante o abastecimento. A dica é ficar na traseira do carro de modos que vc tenha a visão do bico da bomba, do marcador e do frentista que está operando a bomba e defina o combustível(regular=comum). Certamente vai aparecer alguém do outro lado do carro para tentar falar com vc. É um verdadeiro trabalho de distração que eles fazem.
3-Táxi: só coloque as malas no táxi depois que acertar com o motorista o valor da corrida. Na rodoviária de Cancun eles negociam com vc por meio de uma tabela já padronizada, mas só coloque a mala no carro depois que acertar o valor exato em Peso MX.
4- Carro alugado na Região hoteleira: Evite circular co carro alugado na região hoteleira, pois é a área aonde a policia aborda constantemente os carros de locadoras, que são identificados por um adesivo bem definido. Durante os deslocamentos que fiz de ônibus observei várias abordagens a carro de locadoras na região hoteleira.
4- Quanto ao sargaço: estive em várias praias de Cancun e Playa e a quantidade é muito pequena que não interferiu nos banhos de mar.
5- Meu deslocamento de ônibus do aeroporto para a rodoviária (ADO) do centro foi super tranquila, vc compra a passagem na saída da área reservada do desembarque ( tem uma cabina da empresa ADO); o deslocamento de Cancun para Playa del Carmen de ônibus foi super tranquilo também.
Esta é uma parte da minha viagem de Fevereiro de 2020, se precisar de mais alguma dica sobre Isla, cenotes e deslocamentos estou à disposição para contribuir com o trabalho de vcs.

Boa tarde. Estamos indo à Cancun semana que vem e vi que lá as praias azul da cor do céu estão sofrendo com os sargaços…isso ainda está acontecendo ou não? Será que vale a pena ir com as praias assim?

Boa tarde
Estou super em duvidas em que região reservar o hotel, já que suas dicas de viagens, percebo que são longe umas das outras, tendo que ter carro ou comprar passeios???

    Olá, Edmir! Há tours para todos os lugares. Playa del Carmen tem localização mais conveniente para a maioria dos passeios.

O VnV é o meu posto Ipiranga das viagens. Há décadas sigo as dicas do nosso “travel guru”, Ricardo Freire.
Sendo assim, retribuindo as inúmeras informações que além de me economizar muito tempo e dinheiro, evitaram muitos perrengues, deixo aqui algumas dicas de de uma recente viagem, mais precisamente da segunda quinzena de julho de 2019, que fiz com a minha esposa pela Riviera Maia ( Playa Del Carmen, Tulum e Cancùn).
Início pelo mais importante: SARGAÇO, já atingiu dimensões de uma praga bíblica! Ninguém no México vai falar contigo sobre este assunto. Eles estão atônitos, incrédulos e desnorteados. A dimensão do problema e potencial de arruinar o turismo na região é aterrorizante, não é exagero! Eu vi e pior, senti o cheiro terrível destas milhares de toneladas de algas apodrecendo na areia branca. É deprimente ver os esforços de dezenas de trabalhadores mexicanos se esforçando ao máximo, lutando com todas as suas forças contra uma situação impossível de ser resolvida.
Mesmo assim, ainda vale a pena viajar para lá pois eles têm além das praias, os cenotes ( são indescritíveis, só indo para ver, mais para frente falo de 2 que valem muito a pena), a vibração do footing de fim de tarde em Playa, os sítios arqueológicos Maias, os parques ( caros !!!) e os megaresorts all inclusive.
Saiba que aquele mar azul do Caribe tornou-se um “plus” na sua visita à Riviera Maia. Isto é, vai te custar planejamento, tempo e dinheiro. Da ponta norte de Cancún a Tulum, incluindo Playa de Carmen e Cozumel, estamos falando de mais de 90 km de litoral, só existe hoje, aquele azul turquesa em uma praia de 500 mts na Ponta Sur em Cozumel, e nas duas praias do hotel Ziva em Cancún. Todo o restante está tomado pelo sargaço em maior ou menor grau. Como eu já disse, é uma situação que remete a uma praga bíblica.
Tenha em mente que não existe praia grátis na Riviera Maia. As praias são públicas mas os acessos à elas são privados, um verdadeiro absurdo e vai te custar no mínimo USD 10,00 por pessoa, só para pisar na areia – ABSURDO!!!.
Os cenotes são fantásticos e valem muito a pena visitar. Fui ao Dos Ojos, fantástico, onde vc faz mergulho e snorkel de caverna, estrutura muito boa, USD 36,00 por pessoa com guia e todo o equipamento e o Rio Secreto, também fantástico mas vc não precisa mergulhar, trata-se de uma trilha dentro de cavernas onde vc caminha com água pela cintura em alguns trechos. Custa USD 79,00 por pessoa e inclui guia, todo o equipamento e almoço razoável com refresco e água inclusos.
Optei por alugar um carro e paguei tudo no próprio local. O estacionamento está incluso. Prefiro não ficar limitado ao tempo das operadoras de passeios ou ter de negociar com os taxistas, sempre vão te extorquir de algum modo. Ao contrário de alguns comentários que vi aqui, não tivemos nenhum contratempo com o carro alugado ou com a polícia local. Dica importante, faça uma cotação nos sites agregadores de locadoras, já incluindo os seguros e locais de devolução. Escolha seu veiculo numa das grandes locadoras Reserve por estes sites, mas deixe para pagar no locação da retirada. Pagar antes não garante que vc vai ter o carro que escolheu e lá não é EUA, ñ vão te dar upgrade. Leve a reserva impressa, vão querer te extorquir de alguma forma, fique atento e fotografe os detalhes do carro na hora da retirada para evitar contratempos na devolução. Atenção ao abastecer, confira se o ponteiro do painel está se movendo, não confie só no visor da bomba, pague em USD (Confira a cotação antes) ou em MX com a quantia certa para não ter problemas com o troco.
Em Playa vale muito a pena ficar em um hotel mais simples, próximo ao shopping da quinta avenida. Fiquei no Holiday Inn express de Playa Del Carmen, hotel novinho, ar condicionado, estacionamento incluso, bom café da manhã, rooftop com piscine e academia, ótimo custo-benefício.
Tulum, vale a visita ao sítio arqueológico!
Xcaret, bom mas sensação unânime de que se pagou caro pelo que recebeu. As melhores atrações são pagas a parte.
Das atividades extras, a que valeu muito a pena e até surpreendeu foi o snorkeling tour, USD 35 por pessoa, te levam de barco com direito a refrigerantes, equipamento incluso, cerca de 15 minutos de navegação e 45 min de snorkeling num local fantástico com grandes tartarugas e arraias. Diversão garantida, valeu muito a pena.
Experiência com golfinhos, fizemos no Dolphiarium do Xcaret, existem 3 opções, escolhemos a intermediária onde o golfinho te puxa com a barbatana. Muito legal, mas o preço das fotos estraga toda a magia. Cobraram USD 40,00 por uma foto ou te coagem a levar 12 por 105,00 e o pior, se vc estiver com alguém, cada um paga pela sua foto ! Não permitem que vc leve a sua foto com sua esposa do o golfinho se vc não pagar o dobro. É ou não é EXTORSÃO? Claro que não permitem que vc leve sua câmera.
Cancún, ficamos no Hyatt ZIVA, sem dúvida o mais bem localizado e com sua praia exclusiva, azul turquesa, sem sargaço devido a sua localização numa península. Restaurantes muito bons, muito camarão graúdo, polvo e lulas (lagosta é a única coisa que vc pode pagar a parte), um cafeteria nos moldes da famosíssima, um loja de doces que é o sonho de toda a criança ou dos chocólatras, Boa academia, stand up paddle e caiaques inclusos no pacote. Muita, mas muita bebida de qualidade à vontade, espumante até no café da manhã, cerveja em lata Incluindo Heineken, eles têm uma cervejaria dentro do complexo !!! Os drinques são excelentes, todos que vc possa imaginar. No bar da Praia exclusiva servem um ótimo ceviche e polvo grelhado como tira-gosto, pode pedir quantos quiser. E eles ainda tem uma enorme piscina de Golfinhos onde alguém pode facilmente tirar as fotos pra vc com a sua própria câmera. Fique num quarto com varanda ( room with balcony) que valeu cada centavo. A vista era estonteante, as foto ficaram perfeitas.
Em resumo, mar azul turquesa, Punta sur em Cozumel ( USD 20,00 da travessia + 20 da scooter + 16 por pessoa para entrar na praia + o que vc consumir ou cacifar uns dias no Hyatt Ziva.
Se for com crianças, prepara o bolso, mais caro que Orlando com certeza. Vale a pena alugar carro, mas nem pense em beber e dirigir e obedeça a sinalização.
Gosta de muitas opções de bares, restaurantes e lojas, fique em Playa, no centrinho.Os cenotes são imperdíveis, escolha no mínimo um dos mais cotados.
Sítio arqueológico de Tulum já foi o suficiente para dar uma idéia do que foi a civilização Maia.
Xcaret Vale UMA visita, o show do final é muito bem produzido, se quiser experiência com golfinhos, faça fora deste parque.
As ruas são seguras, muito policiamento, não tem pivete nem flanelinhas. Muitas casa de câmbio confiáveis em Playa, uma delas em frente ao Holiday Inn express e suites.
Espero que aproveitem estas dicas e que a questão do sargaço se resolva nos próximos anos, senão será muito complicado para o México.

Olá. Pretendemos ir a Cancum na primeira quinzena de janeiro, quando estamos em férias com nossas filhas, é uma boa época?

    Olá, Luciana! A época é boa. O problema atual de Cancún são os sargaços. Dê uma pesquisada no Google: Cancún sargasso.

Boa noite!

Já tentei ir à Cancún uma vez e desisti por causa de furacões. Hoje casada e com um filho de seis anos depois de ler seus comentários me animei, será que meu filho vai curtir mesmo com seis anos? Tem algum roteiro especial para crianças? Gostaria de ir na segunda quinzena de julho, é bom esse período?

Valeu!!!! Obrigada

    Olá, Marli! O problema atual de Cancún são os sargaços. Pesquise “Cancun sargasso”.

Olá pessoal. Acompanho o blog há MT tempo. Todas as minhas viagens olho aqui bora dicas. Estou com uma super dúvida. Vou para Cancun agora dia 20 para um casamento e acaba que vou ficar no hotel Hyatt Ziva. Vai ser uma viagem rápida só pro casamento. Vou ter apenas 2 dias livres em Cancun.
Gostaria de saber se fico pela região do hotel curtindo a praia dali mesmo e as variedades do all inclusive. Ou se um dia vale a pena fazer um passeio por Isla das Mulheres. Eu queria mto ter a experiência de mar caribenho, azul cristalino.
Lá eu conseguiria isso?
Valeu a atenção

    Olá, Lis! Acredito que você vai querer ir a Isla Mujeres sim, porque é um dos poucos lugares de Cancún que não está sofrendo com invasão de sargaços. Caso a área do seu hotel esteja livre de sargaços, então você decide se vai ou não. Mas mesmo em condições normais, o mar de Isla é mais transparente do que o da costa de Cancún.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.