Fernando de Noronha

#Noronhe-se
Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Veja neste guia prático de viagem a Fernando de Noronha:

Noronha snorkel

Se Bruna Marquezine hashtagueou, tá hashtagueado. #Noronhe-se é um achado: sintetiza uma aspiração nacional. (OK, a inveja é um meme.)

Para aproveitar o paraíso, porém, não basta se informar pelo Instagram. Os melhores momentos do ano para curtir Fernando de Noronha costumam ser escassos de celebridades (veja quando ir a Noronha). Além das pousadas onde ficam os famosos, existem outras -- que, com algum sacrifício, podem caber em bolsos plebeus (veja onde ficar em Noronha).

E por baixo do verniz de point badalado, Fernando de Noronha continua um destino de natureza por excelência: praias selvagens, corais preservados, vida marinha diversa e abundante (veja o que fazer em Fernando de Noronha).

A ilha recebe apenas 1.000 forasteiros por dia. Quando você for, aproveite o privilégio pelo máximo de noites que puder.

Quando ir

Noronha quando ir: sem swell

Praia do Sancho sem swell (foto tirada em agosto)

Noronha quando ir: com swell

Praia do Sancho com muito swell (foto tirada em janeiro)

Fernando de Noronha tem duas estações. A estação seca vai de agosto a fevereiro. A estação das chuvas dura de março a julho (os meses mais chuvosos são abril, maio e junho).

Além disso, é preciso levar em conta as condições do mar. A época de ondas (swell, no jargão dos surfistas e barqueiros) vai de meados de outubro a março. A época de mar calmo (flat) costuma ir de abril a setembro.

Veja mais abaixo como é o clima mês a mês em Fernando de Noronha. Mas antes, fique com um resumo das melhores épocas.

Noronha: as melhores épocas

Noronha Praia da Conceição

Para mergulhar: bom o ano inteiro, mas melhor em agosto e setembro.

Para curtir praia: agosto e setembro, quando não chove e o mar é piscininha.

Para surfar: dezembro a março, quando entra o maior swell. O melhor mês costuma ser fevereiro.

Para agitar: Réveillon e primeira quinzena de janeiro, com a ilha lotada de gente festeira.

Para gastar menos: abril a junho (os preços menos elevados) ou entre outubro e 15 de dezembro (exceto feriadões).

Réveillon e janeiro

Tempo firme (chuvas abaixo de 100 mm). Altas ondas (em praias como Cacimba do Padre, Bode, Boldró, Conceição e Cachorro). O snorkel continua bom, mas é preciso se afastar mais da beira nas praias do Sancho, Baía dos Porcos e Porto, porque a faixa da beirada estará mexida. O mergulho também é bom, mas a navegação até o ponto de mergulho pode enfrentar mar batido.

O swell não afeta as praias do Mar de Fora (Leão, Sueste, Atalaia), mas o Sueste fica com água pouco cristalina pelo acúmulo de sedimentos (aproveite para nadar com tartarugas, que são mais numerosas nessa época). É a época mais cara da ilha, e também com o maior agito (que se estende do Réveillon à primeira quizena).

Fevereiro

Em comparação com janeiro, fevereiro tem um tiquinho a mais de chuva (em torno de 100 mm, o que é bem pouco num lugar tropical) e ondas ainda mais altas -- é o mês mais procurado por surfistas. As condições de snorkel e mergulho são as mesmas de janeiro. Os preços e o agito diminuem um pouco.

Março

Começa a temporada das chuvas -- a média de precipitação passa dos 250 mm. Mas as ondas continuam altas. Os preços diminuem -- já são de baixa temporada. Para quem surfa, é a época com o melhor custo x benefício.

As condições de snorkel, mergulho e banho de mar permanecem as mesmas de janeiro (mas com menos luminosidade para os mergulhos).

Abril, maio e junho

Vale a pena ir a Noronha na época das chuvas? Em abril e maio, chove perto de 300 mm. Em junho, a precipitação baixa para 200 mm. A época tem três vantagens: preços menos elevados, ilha mais vazia e mar calmo.

Chove o tempo todo? Chove só um pouquinho no começo da manhã ou no fim da tarde? Ou chove e abre o sol, chove e abre o sol, chove e abre o sol o dia inteiro? Não dá para prever. Dá para acontecer qualquer uma das situações -- assim como é possível que não chova nada. O ideal nesta época é programar estadias mais longas, para garantir mais aberturas de sol.

Com a redução da espuma na rebentação, o snorkel volta a poder ser feito mais perto da beira. O mergulho pode ter menos luminosidade, mas terá boa visibilidade, e a navegação até os pontos de mergulho será mais tranqüila. A Praia do Cachorro, que ganha pedras na época do swell, volta a ter areia -- e Noronha recupera a sua 'praia urbana'. Mas não conte com agito: nesses meses, a ilha meio que hiberna.

Julho

Mês de transição entre as chuvas e o tempo seco, julho costuma ter precipitação abaixo de 150 mm -- é provável todos os dias sejam aproveitáveis, pelo menos em parte. O mar está flat, bom para curtir praia, fazer snorkel e mergulho. Os preços e a lotação sobem, por causa das férias.

Agosto e setembro

Para quem curte praia, snorkel e mergulho, ou quer ir a Noronha com crianças, agosto e setembro são os meses mais especiais. O tempo estará firmíssimo (precipitação abaixo de 50 mm) e o mar, ahn, pisciníssimo. Aquelas fotos da Baía do Porcos, do Sancho e do Porto com mar azul-bebê e verde-água transparentes são feitas nesta época.

Os preços são quase de alta temporada -- e agosto registra a visita de muitos europeus (é mês de férias na Europa). O evento Love Noronha, voltado ao público LGBT, costuma acontecer em agosto (em 2018 não houve, mas deve voltar em 2019). Se você quer encontrar e curtir a Noronha dos cartões-postais, programe-se para ir nesses dois meses.

Outubro, novembro e dezembro

Os três últimos meses são os mais secos do ano: praticamente não chove. O início de outubro normalmente mantém o mar calmo de agosto e setembro. A tradicional regata Recife-Fernando de Noronha (Refeno) costuma acontecer no início de outubro -- e enfeita o Porto de veleiros e iates. Aos poucos, porém, o swell vai entrando, e o mar fica mais agitado, criando vez por outra condições para o surf. Sancho, Baía dos Porcos e Porto começam a ter espuma na beira, o que torna o snorkel trabalhoso.

A Praia do Cachorro desaparece: o swell traz pedras grandes para o lugar da areia (fica bom, porém, para surfar). O mergulho tem ótima luminosidade e visibilidade, mas a navegação para os pontos de mergulho fica menos sossegada. As diárias de pousadas (fora de feriados, e até 15 de dezembro) baixam um pouco, e a ocupação da ilha, também -- muita gente economizando para ir no Réveillon e janeiro, quando preços e lotação chegam ao máximo.

O outro lado do paraíso

Não há pobreza extrema em Fernando de Noronha. Durante a sua estada, você não será importunado por nenhum pedinte. (Nem sequer por flanelinha).

Graças à pequena população e ao controle (mais ou menos) estrito de quem pode morar na ilha, a segurança é total. Não há violência. Eventualmente um celular pode sumir da sua mesa (mas dentro da mochila estará seguro). O maior perigo que você corre é o seu cartão de crédito não passar na maquininha.

Mas Noronha também tem problemas. Alguns deles, bastante visíveis: a condição das estradinhas fora da BR, a precariedade de muitas casas, a urbanização desajeitada. Abastecimento de água, energia e coleta de lixo são outras dores de cabeça para quem mora na ilha.

Mas o lado mais escondido do paraíso está na desigualdade de condições de vida de turistas e moradores. A 'classe média' de Noronha -- todo mundo que mexe com turismo, por exemplo -- mora pior do que moraria no continente, e vê seu salário desaparecer sob um custo de vida surreal.

Por isso, não tenha inveja de quem mora no paraíso. Visitar costuma ser melhor.

Quantos dias em Fernando de Noronha?

Noronha: Praia do Cachorro

Praia do Cachorro

Em outros destinos de praia você pode até compor uma lista de lugares para ver e coisas para experimentar, e então fazer a conta de quantos dias precisa para ticar toda a programação. Em Noronha, isso não basta. Você vai querer ver, experimentar -- e repetir.

Se eu fosse você, não iria a Noronha para ficar menos do que 5 dias. Digo mais: a partir de 7 dias, sua viagem fica mais relaxada -- e por isso, ainda mais proveitosa.

Por que Noronha é tão caro?

Noronha preço da gasolina

Primeiro, porque levar qualquer coisa pra ilha -- de gasolina a material de construção a alimentos e bebidas -- custa uma fábula.

Tudo chega em barcos de pequeno porte. Noronha não tem um porto para receber grandes navios de carga nem tem população residente ou flutuante em número suficiente para que existisse um grande porto. Uma das palavras mais usadas pelos moradores da ilha é 'cubagem', que vem a ser o espaço em metros cúbicos ocupado pelas compras e encomendas que vêm do continente, a 500 km dali.

OK, isso explica a hospedagem e a comida mais caras. Mas: e as passagens? Por que nunca tem promoção para Noronha?

Não tem promoção por dois motivos: primeiro, porque a freqüência de voos é dimensionada pra nunca provocar uma super ocupação da ilha. E o segundo motivo é que tem uma lei que determina que os moradores pagam uma tarifa de morador, que é fixa. Ou seja: aquela quantidade de assentos que em rotas normais acabariam sendo vendidas a preços promocionais (ao menos nas épocas de baixa procura), nas rotas pra Noronha acabam virando a cota de assentos dos moradores.

Mas vale a pena ir a uma ilha tão inflacionada? Sim, vale. E muito. Saiba que essa combinação de beleza + preservação + baixíssima densidade demográfica + livre acesso, oferecida por Noronha, é raríssima em qualquer parte do mundo. Um lugar como Noronha poderia estar tomado pelo turismo de massa, como San Andrés na Colômbia ou Phi Phi na Tailândia, ou proibido para não-hóspedes, como em praias e ilhas do Caribe.

Encare Noronha como um destino de luxo, sim -- mas onde o luxo é a natureza.

Como chegar

Noronha: como ir do aeroporto à pousada

Fernando de Noronha é ligado ao continente por 2 a 5 vôos diretos diários de Recife, operados por Gol (jatos) e Azul (jatos e turboélice ATR), e 2 vôos diretos por semana de Natal, pela Azul (em turboélices ATR). Quem não mora em Recife ou Natal vai necessariamente passar por uma dessas cidades chegar a Noronha.

Os vôos de Recife são ligados às malhas aéreas da Gol e da Azul, e saem/chegam em horários convenientes para conexões à maioria das capitais. São também boas opções para quem quer combinar Fernando de Noronha com outros destinos de Pernambuco (como Recife, Porto de Galinhas e Praia dos Carneiros) ou com outros destinos da Azul operados a partir do Recife (como Jericoacoara).

Já os vôos de Natal servem a quem quiser combinar Noronha com Natal, Pipa, Gostoso ou Galinhos.

Taxas de visitação em Noronha

Noronha: a chegada

Chegando em Noronha

Taxa de preservação ambiental

Todo visitante deve pagar a TPA, ou taxa de preservação ambiental. O valor é cobrado por dia de permanência e deve ser pago na chegada a Fernando de Noronha (ou antes, baixando o boleto bancário).

Na tabela de 2019, a taxa começa em R$ 73,52 por dia. Numa viagem de 5 dias, você vai pagar R$ 361,71 de TPA.

Do 6º ao 10º dia a taxa diária baixa um tiquinho. Ficar 7 dias em Noronha gera uma TPA de R$ 467,59.

A partir do 11º dia, porém, a taxa aumenta progressivamente. Quem quiser ficar 30 dias corridos em Noronha vai desembolsar a bagatela de R$ 5.183,78 só de taxa.

A página oficial de Noronha informa os valores da TPA por número de dias de permanência.

TPA: dicas & pegadinhas

  • Crianças até 4 anos estão isentas da taxa. Mas não há isenção nem desconto para estudantes ou idosos
  • O pré-pagamento só pode ser feito por boleto bancário. Preencha o formulário e pague com pelo menos 3 dias úteis de antecedência, para que o seu pagamento seja registrado pelo sistema
  • O pagamento na chegada pode ser feito em dinheiro vivo, cartão de crédito ou cartão de débito
  • No desembarque, há duas filas: uma para quem já pagou a taxa pela internet e outra para quem vai pagar na hora
Guarde o recibo da TPA!

Noronha: controle de saída
O recibo da taxa de preservação vai ser pedido no check-in do seu vôo de volta.

Se você tiver ficado na ilha mais dias do que tinha previsto (e pago) na entrada, vai pagar uma multa e a diferença da taxa.

Ingresso para o Parque Nacional

Noronha: o ingresso ao parque

O cartão-ingresso do parque nacional

Desde 2012 é preciso comprar um ingresso para visitar as áreas do parque nacional marinho de Fernando de Noronha, por terra ou mar. É 'a outra taxa'.

A cobrança passou a ser feita depois que a visitação ao parque foi entregue a uma concessionária, por licitação. Ao contrário da TPA, que a gente não vê para onde vai (dada a precariedade da infra-estrutura da ilha), a receita dos ingressos têm revertido em melhorias. O acesso ao parque está muito mais organizado. Passarelas (de 'madeira ecológica' feita de PETs reciclados), banheiros, armários, chuveiros (e lojinhas...) foram instalados nos pontos de visitação.

O ingresso tem outras duas diferenças fundamentais em relação à TPA:

  • Teoricamente, não é obrigatório. Você pode visitar a ilha sem comprar o ingresso. Mas vai ficar impedido de entrar na área do parque (praias do Sancho, Leão, Sueste e Atalaia; mirantes do Sancho, da Baía dos Porcos e dos Golfinhos; passeios de barco e trilhas).
  • O ingresso não é vendido no aeroporto. É preciso passar no Centro de Visitantes ou num Posto de Informação e Controle (PIC).

Mesmo que você compre o ingresso antecipadamente, pela internet, vai precisar comparecer a um posto de atendimento para retirar o cartão de acesso. O ingresso vale por 10 dias corridos a partir da retirada do cartão.

Ingresso para o Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha
  • Preço:
    • brasileiros: R$ 106
    • estrangeiros: R$ 212
    • até 11 anos e 60+: grátis (mas é preciso retirar o cartão de acesso)
  • Validade: 10 dias a partir da retirada do cartão de acesso
  • Bilheteria online: aqui
  • Bilheterias na ilha (para venda e retirada de cartões de acesso):
    • Centro de Visitantes do ICMBio Boldró: 8h-22h
    • Posto de Informação e Controle (PIC) Sancho: 8h-18h30
    • PIC Sueste: 9h-16h30
    • PIC Leão: 8h-18h30
  • Telefone: (81) 99453-2674
  • Site do Parque Nacional Marinho
Noronha sem ingresso para o parque nacional: vale a pena?

Noronha: Praia da Conceição

Praia da Conceição: fora dos limites do parque

Como expliquei mais acima, é possível entrar e permanecer em Fernando de Noronha sem comprar o ingresso para o parque nacional. Você não precisa do ingresso para visitar vários atrativos da ilha:

O filé da ilha, porém, fica fora de alcance para quem não tem ingresso: o mirante e a praia do Sancho, o Mirante dos Golfinhoso aquário natural e a trilha da Atalaia, o mergulho com tartarugas na praia do Sueste, os passeios de barco e as atividades de mergulho de cilindro em áreas do parque nacional marinho.

Como sair do aeroporto

Pôr do sol no Bar do Meio

Bar do Meio: seu primeiro pôr do sol em Noronha?

A maioria das pousadas de Fernando de Noronha oferece trânsfer grátis. Se a sua pousada oferecer, pergunte se o trânsfer é privativo ou compartilhado. Se for compartilhado, pense duas vezes antes de aceitar.

O trânsfer compartilhado é ofertado, na verdade, pelas operadoras locais, que aproveitam o percurso para vender passeios. Até aí, tudo bem -- ninguém é obrigado a comprar, e muita gente prefere comprar tours a passear por conta própria.

O problema é quando essa sessão de venda de passeios é disfarçada de 'palestra de introdução a Noronha', e você acaba perdendo a sua primeira tarde (ou o seu primeiro pôr do sol) na ilha numa atividade burocrática.

Vai por mim: táxi, check-in e praia

A gente desembarca em Noronha com um tal nível de ansiedade que não é de Deus retardar o primeiro contato com a beleza da ilha. Minha fórmula para a chegada é pegar um táxi para a pousada, deixar a mala e seguir para a praia -- pode ser a Conceição ou a Praia do Meio, que têm serviço de bordo (a do Cachorro também, mas só tem areia na época de mar flat).

O táxi do aeroporto para qualquer pousada na Vila dos Remédios, Floresta Nova, Floresta Velha ou Vila do Trinta sai R$ 30 (R$ 34 na bandeira 2).

Assim, se você chegar no fim da manhã, ainda vai curtir praia no dia da chegada. E se chegar no meio da tarde, vai dar tempo de celebrar a chegada assistindo ao primeiro pôr do sol da viagem.

Para iniciados: dá para sair de ônibus, também

Há uma parada do ônibus local de Noronha na BR à altura do aeroporto. Se você já conhece a ilha e sua pousada fica perto da BR ou no miolo da Vila dos Remédios, pode ir e voltar ao aeroporto de busão, a R$ 5 por trecho.

Vale a pena alugar bugue?

Noronha: vale a pena alugar bugue

Por R$ 280 a R$ 350 por dia, um bugue vai dar a você autonomia para fazer todos os passeios que quiser, sem depender de ônibus ou táxi.

Agora que você já sabe os prós, veja os contras:

  • É mais fácil você pegar um bugue em mau estado do que um bugue nos trinques
  • Bugues são pesadões para dirigir
  • Bugues são poluentes
  • A gasolina em Noronha é vendida em petrodólares: custa quase R$ 7 o litro (dezembro/2018)
  • Tem Lei Seca em Noronha

Eu já aluguei muito bugue em Fernando de Noronha, mas hoje, prefiro as alternativas: ônibus, táxi e bicicleta elétrica. Veja como se deslocar em Noronha.

Guia de Fernando de Noronha

503 comentários

Suely Pereira dos Anjos

Boa arde!
Fechamos para Noronha na Pousada Carmô,
Por gentileza, há restaurantes - comida por quilo por perto?
Ou há em Fernando de Noronha restaurantes que serve refeições for quilo,
ou seja self-serve?
Obrigada
Suely

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Suely! Na Praça do Flamboyant, no Biu na Floresta Nova, há vários quilos em Noronha.

Rosangela Castilho

Olá, Ricardo!! Faço aniversário em 31 de março e gostaria de fazer uma viagem diferente com meu marido e, por isso, pensamos em ir para Fernando de Noronha. Não conheço nada sobre a ilha, a não ser o que li agora, aqui na sua página! Não temos também o hábito de viajar para fora do Rio, onde vivemos. Minha ideia é ir após o aniversário, ou seja, em Abril, depois da Páscoa. Você acha esse um bom período? Será que chove muito no mês? Você pode nos brindar com mais dicas para viajantes (em geral) de primeiríssima viagem? Grande abraço e nos faça viajar na nossa viagem!!!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Rosangela! Quem responde é A Bóia.

É época chuvosa.

Veja:
https://www.viajenaviagem.com/2012/10/praiometro-nordeste-caribe

Leia mais no tópico "Quando ir", nesta página mesmo, e clique nos posts que estão linkados. Nosso conteúdo está todo ali, por favor leia.

Ana Felipe
Ana FelipePermalinkResponder

É época chuvosa, mas meu irmão foi e aproveitou muito. Vale a pena sempre!!!!

Marcella
MarcellaPermalinkResponder

Olá! Vou para Fernando de Noronha em Maio, por volta do dia 12 e gostaria de saber quantos dias são ideais passar por lá para conhecer o que de mais bonito tem pela ilha. Sei que quantos mais dias puder passar, melhor. Mas o que você julga necessário?
Agradeço.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Marcella! Pelo menos 4 dias inteiros.

Claudio
ClaudioPermalinkResponder

Fui recentemente seguem algunas dicas e furadas na minha opiniao:
Dicas
Pousada Ares De Noronha: bem simples porém o atendimento e show de bola assim como a localizacao tb e muito boa
Onibus: muito bom te deixa perto dos principais pontos da ilha
Restaurantes Mais caros e bons: Do Mar, cheiro verde, Mergulhao, Chica da Silva, Restaurantes bons e baratos: Valdenio, Na
Palestras Tamar: Tubaroes. Muito boa
Passeios: Ilhatour com Pao Doce e Mica e Atalaia
Compras: compre o que puder em mercados

Furadas
Tudo muito caro
Buggy: Fuja do Felipe de Noronha e China
Festival zé Maria: a maior furada da ilha caro, confusao para se servir, comida fria

Marisa Camargo

Olá Bóia,
Já li e reli todos os posts de Noronha e não encontro a informação do horário de funcionamento do ICMBIO para agendar a trilha curta de Atalaia e tb o horário de funcionamento das lojas que alugam snorkel e mascára na Vila dos Remédios,alguém pode me informar?Queria saber se dá tempo de alugar na chegada,antes ou depois de correr para a praia da conceição no primeiro dia,conforme vcs recomendam.
Obrigada.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Marisa! As lojas de aluguel de snorkel no porto funcionam em horários compatíveis com as saídas e chegadas de barco. Pense em algo como entre 9h e 17h. Você vai encontrar pessoal do ICMBio no quiosque do Flamboyant até o início da noite, 7, 8 horas. Relaxe, não chegue tão estressada assim à ilha, senão você não vai aproveitar.

winicius
winiciusPermalinkResponder

Hola queria saber sobre as ospedagens no mes dia abril preços etc ja que vou ficar 5 dias
nao quero uma hospedagen de luxo mas sim hum lugar legal nao muito caro ,
onde poso conseguir numeros de contatos
ou paquete completo

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Winicius! Somos um site independente. Para informações de hospedagem, entre em contato com uma agência local ou pesquise em sites como o Booking.

Victor Lahud
Victor LahudPermalinkResponder

Vou viajar sozinho para Noronha em Março/2015. Existe alguma opção de hospedagem para os mochileiros, tipo hostel com quarto compartilhado? Obrigado.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Victor! O Monsieur Rocha e a Tia Zete tinham esse esquema, dê uma xeretada pra ver se ainda rola.

winicius
winiciusPermalinkResponder

Hola alguem ja ficou na polzada golfinhos ?

sheila
sheilaPermalinkResponder

olá... minha prima ficou há 2 anos.... ela disse q era td mto simples e nâo tinha café, mas me indicou qdo fosse, mas não havia mais vagas... :/

winicius
winiciusPermalinkResponder

Vou a fernando de noronha no mes de abril no começo do dia 5 ao dia 12 alguem pode me dar sujestoes de preçode comida, mergulho, coisas mais importantes de ir,

Thais
ThaisPermalinkResponder

Boa tarde, final de junho e coneço de julho é muito chuvoso em Fernando de Noronha? Obrigada

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Thais! Em junho chove mais... Dê uma olhada no nosso Praiômetro: https://www.viajenaviagem.com/2012/10/praiometro-nordeste-caribe

Thais
ThaisPermalinkResponder

Ok obrigada! Adoro as divas se vcs e já havia olhado lá tb! Moro no sul do Brasil e aqui qd chove é o dia inteirooo, seriam chuvas casuais ou chovas durante todo o dia? Obrigada de novo

DUCK
DUCKPermalinkResponder

BOA NOITE GOSTARIA DE SABER QUAL AGENCIA BOA DE PASSEIO E ONDE ENCONTRA ALMOÇO BOM E BARATO EM NORONHA

DUCK
DUCKPermalinkResponder

Boa noite! Estou indo pra Noronha gostaria de saber qual a melhor agencia de passeio e onde comer barato em Fernando de Noronha

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Duck! Sobre os passeios, dê uma olhadinha neste post - https://www.viajenaviagem.com/2014/01/noronha-roteiro-praias/

winicius
winiciusPermalinkResponder

galera queria saber um pouco de i formacao sobre fernando de noronha to meio perdido, nao sei o que e o parque marinho , os melhores lugares para ir ....

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Winicius! Então você está no lugar certo! wink Clique nos links citados no texto para conhecer mais do destino.

Hygor
HygorPermalinkResponder

Gostaria de saber, vi que em algumas pousadas alugam bike da para se locomover bem pela ilha com uma?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Hygor! Sabemos das bicicletas elétricas que estão sendo alugadas pela concessionária do parque.

Juliana
JulianaPermalinkResponder

Eu não vejo muita coisa sobre a noite de Noronha, tem barzinhos por lá além do bar do cachorro? Tem lojinhas? Fala-se muito em passeios tdos os dias e os dias inteiros, tem alguma praia q vc possa ficar c estrutura de barracas p comer, beber e pegar sol?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Juliana! Toda noite tem alguma coisa em algum lugar, o pessoal da sua pousada informará. O point atual é o bar/loja/galeria O Pico, mas mesmo ele tem seus dias mais fortes.

fabiana
fabianaPermalinkResponder

Olá, gostaria de saber se lá em Noronha precisa de "cadeirinha"pra andar de carro com bebe de 1 ano ? Porque sei que a maioria aluga bug, e ai....posso devar ele no meu colo ? Fiquei na duvida sobre essa parte....pra saber se levo o bebe conforto ou nao precisa.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Fabiana! Pense na segurança sua e do bebê primeiro.

Carol
CarolPermalinkResponder

Olá, eu e meu marido estamos planejando ficar 11 dias (01 a 12/07/15) em Noronha, acha muito? Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Carol! Se vocês curtem praia, sol e mergulho, aproveitem!

Felipe
FelipePermalinkResponder

Boa noite. Como é a estrutura para viagem com bebê de 1 ano? Possui hospital de emergência, caso necessário? É indicado para bebês nessa idade?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Felipe! Acostume-se a viajar com criança antes de ir a destinos com pouca estrutura. Pais de primeira viagem e destino longe de capital podem não ser uma boa combinação.

Gisele
GiselePermalinkResponder

Olá! Como saber se já extrapolou o limite de pessoas pra tal período na ilha? Tenho interesse em ir no mês de julho. O que garante a entrada? Só o fato de fechar a hospedagem? Preciso fechar com agência para garantir? Pois gosto sempre de viajar por conta própria. Se puder me responder eu agradeço!! Abraços

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Gisele! Ninguém é barrado, basta pagar a taxa para entrar. Ao reembarcar de volta você passa de novo num guichê e, se tiver extrapolado a permanência paga, terá que pagar o restante, com uma multa.

patrícia
patríciaPermalinkResponder

Acho que a pergunta se refere à quantidade máxima de 700 pessoas.Também tenho essa dúvida. Se há limite de pessoas na ilha, como eu vou saber se esse Quando eu quiser ir o limite está ou não atingido??
Obrigada...

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Patricia! Não há risco da ilha "fechar" por excesso de lotação. Essa capacidade é usada para dimensionar vôos e número de leitos. Só quando havia cruzeiros houve uma restrição no número de pessoas que podiam desembarcar. Mas isso nunca afetou aa chegadas via aérea.

Mariane
MarianePermalinkResponder

Estive em Fernando de Noronha e aproveitei todas as dicas que peguei aqui. Não fiz o ilhatur e conheci tudo com calma. Adorei!

Daniela
DanielaPermalinkResponder

Olá, conseguimos comprar uma passagem que achamos razoável e vamos agora em março de 20 a 27 depois de ler sobre o melhor período fiquei preocupada se corre os serio risco de aproveitar nossa estadia! Eh fato que sempre chove e o mar não eh bom p mergulho nessa épica? Ou podemos dar sorte?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Daniela! É época chuvosa, sim. Mas o tempo anda maluco...

Osmarim
OsmarimPermalinkResponder

Olá, primeiramente, obrigado pelas dicas. Estou planejando um pacote viagem familiar 3 adultos e uma criança para início de dezembro, sei que é temporada, mas não tenho outra data a não ser janeiro, qual melhor? Nessa data consigo ainda bons mergulhos e mar calmo?Tem dica para pousada boa que atenda nós 4?Grato

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Osmarin! Como explicamos no guia acima, entre dezembro e março, o mar está mais para os surfistas. Para pegar o mar calmo, o ideal é ir entre os meses de agosto e setembro.

Para pesquisar pousadas em Noronha, use sites como o Booking.

simone
simonePermalinkResponder

ola Ricardo. Estou planejando ir pra Noronha no natal, tenho dois adolescentes e gostaria de uma pousada charmosa que tivesse ceia e piscina. qual a dica? bjo e obrigada.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Simone!

Quem responde é A Bóia.

Pense então nas pousadas top:
https://www.viajenaviagem.com/2011/04/noronha-as-pousadas-top

Shanna OLiveira

vou passar uma semana, incluindo meu niver 22 de março.
Quero dica de localização, pousada.
Vou sozinha
Obrigadinha

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Shanna! Leia o tópico "Onde ficar?", mais acima.

Leia também:
https://www.viajenaviagem.com/2014/01/noronha-pousadas-faixa-400-reais

Karla
KarlaPermalinkResponder

Olá, Comprei um voucher para Noronha em 15/6 , porém agora pesquisando na internet fiquei preocupada com a data. Você pode me informar por favor qual a visibilidade da água e qual a chance de eu não conseguir fazer um mergulho ou passeios legais devido a cheia da maré? Muito obrigada

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Karla! Onde você leu sobre "cheia da maré"? A época pode ser chuvosa, só isso. Leia o item "Quando ir", por favor.

Andréa
AndréaPermalinkResponder

Oi, Boia!

Só pra acrescentar: (i) quem for de Azul, melhor ficar do lado direito do avião; (ii) quem não aguentar mais comer peixe, passar no Xica da Silva e almoçar uma maminha com vinagrete e feijão; (iii) melhores praias para mergulho livre: Sancho e Sueste; (iv) na volta do passeio de barco, almoçar no Mergulhão e assistir de lá o por do sol; (v) ver a palestra sobre tubarões na sede do Projeto Tamar.

É isso! Obrigada sempre pelas dicas preciosas!

Ana Felipe
Ana FelipePermalinkResponder

Andréa, sou piloto de avião e o que determina o lado da cabeceira da pista para pousos e decolagens são a direção e velocidade do vento. Apenas ventos abaixo de 6 kt é que o piloto pode decidir em qual cabeceira pousará. Portanto, a cada momento do dia a pista pode mudar e mudará!
E o lado direito ou esquerdo para visualizarmos a paisagem mudará junto!

Shirlei Reis
Shirlei ReisPermalinkResponder

Muito obrigada pela resposta!!!

Aline
AlinePermalinkResponder

Oi, Bóia. Minha mãe, que não tira férias há anos e não sabe nadar, finalmente agendou a primeira semana de abril para folgar. Ela sempre quis conhecer Noronha. Dei uma olhada nas passagens e vi que os preços estão razoáveis para o período, mas vocês acham que vale a pena? Vai estar realmente linda a ilha e ela vai conseguir aproveitar as praias ou o risco de o mar estar mexido é grande?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Aline! O mar deve estar calmo, mas espere pegar alguma chuva.

Fabíola
FabíolaPermalinkResponder

Acabei de chegar de Noronha e vim aqui dar minha contribuição, já que aproveitei muitas dicas do site.
Ficamos hospedados na pousada Naiepe por uma semana: ótimo atendimento, localização, limpeza e café da manhã, voltaria com certeza!
Fizemos o ilha tour e o passeio de barco, e achei produtivo para conhecer pessoas e obter informações com os guias.
Alugamos buggy por 5 dias, R$ 900,00 + um tanque de gas 135,00. Até usamos o ônibus nos primeiros dias, mas demora... com o carro conseguimos fazer muito mais coisa, procurar a praia com melhores ondas, ir a vários restaurantes, etc
Noronha é cara!! Demais! Programa-se para gastar, eu furei meu orçamento com esta surpresa: Heineken R$15,00, Água R$6,00, Pratos individuais R$ 80,00 Porções entre R$ 40,00 e R$ 60,00
Os vinhos têm preços razoáveis e existe uma boa variedade nos principais restaurantes (não precisa se dar ao trabalho de levar)
Choveu e fez sol todos os dias...a chuva vem...e vai...e o sol aparece forte.
Dica importante: se está chovendo muito não há pouso em Noronha! Os aviões voltam (quase aconteceu comigo) ou nem saem do continente. Na semana que estive lá, numa sexta-feira nenhum avião desceu em Noronha. Quem tinha que ir embora, teve que esperar outro dia...Teve um casamento na Ilha neste dia e metade dos convidados não conseguiu chegar, portanto, avalie este risco, não parece ser tão incomum de acontecer.
No mais se joga, as prais são lindas e a vida marinha é espetacular! Vale a viagem!!

Emmanuelle
EmmanuellePermalinkResponder

Oi, gente! Acabei de postar um roteiro gastronômico dos melhores restaurantes de Noronha no meu blog. As informações são super recentes, pois passei o carnaval 2015 por lá. Aproveitem smile http://www.dupladeviagem.com.br/2015/03/roteiro-gastronomico-em-fernando-de.html

Emmanuelle
EmmanuellePermalinkResponder

Acabei de passar o carnaval em Noronha e fiz um roteiro com os melhores restaurantes no meu blog. vale a pena conferir.

ladiane
ladianePermalinkResponder

Estou indo dia 13/ 03/15 a 21/03/15
gostaria de saber sobre snorkel e nadadeiras, vale a pela comprar aqui na minha cidade ou alugar em noronha?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ladiane! Normalmente aluga-se por lá.

Emmanuelle
EmmanuellePermalinkResponder

Ladiane,
Fui pra lá no carnaval e eu já tinha snorkel, comprei p o meu namorado e foi um dinheiro bem investido, pois usamos todos os dias, então já paga o preço. Fora que serve para futuras viagens. Qto às nadadeiras, não usamos. Acho que vale mais a pena vc alugar por lá, se quiser.

Fred
FredPermalinkResponder

Olá Bóia! Estou indo para Fernando de Noronha. Saio de BH (Confins) pela GOL, mas a conexão em Recife é de apenas 30 minutos! Meu medo é perder a conexão. O que acha? Já teve algum relato sobre isso? Os vôos de REC para Noronha são sempre lotados? Vou em setembro.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Fred! Se a passagem é vinculada (se foi a Gol que vendeu assim), o segundo vôo espera o primeiro, mesmo se atrasar um pouco. Você só perde o vôo se o de Belo Horizonte sair completamente fora do horário.

Hugo
HugoPermalinkResponder

Quando fui para Noronha, o avião que saiu de Confins para Recife foi o mesmo que fez Recife para Noronha. Tivemos que descer da aeronave em Recife mas depois voltamos para ela mesmo.

Ou seja, se não tiver mudado, mesmo apertada a "conexão", não tem como o avião sair sem você.

Maria do Céu Pereira da Paixão

Adoro praia e daí fui a Noronha, ocorre que em geral as praias de Noronha não tem fácil acesso. Pontos positivos: os moradores, a natureza e a segurança. Negativos: a exploração dos preços das passagens aéreas, da taxa diária cobrada pelo Governo de Pernambuco sem a devida retribuição de bons serviços e o preço cobrado pela Icmbio para ingresso em locais tido como de preservação. Não pretendo voltar mais nunca.

Darlan Bonadiman

Parabéns pelo post, nos ajudou muito na organização da viajem.

Sobre mergulho. Tenho considerações sobre a ÁGUAS CLARAS:

Precisa melhorar muito. FOTOS SÃO UM PROBLEMA

Fizemos o mergulho com cilindro, não credenciado, dia 16/05, sábado.
Uma equipe de filmagem e fotografia da empresa acompanhou o mergulho, para depois vender o produto, pois tínhamos interesse nas fotos.

O mergulho foi iniciado com uma pressa tremenda, desde a entrada no barco, o deslocamento, a imersão em si e a volta. Deu a impressão que a equipe estava atrasada e queria compensar o horário, terminar logo.

No dia 18, segunda, estivemos na sede da Águas Claras para a escolha das fotos subaquáticas.
Nossa surpresa foi não ter encontrado nenhuma foto de minha esposa mergulhando.
Questionamos a moça que nos atendeu e ela se limitou a dizer que quando a fotógrafa não tira foto de alguém ela avisa e questionou se eu queria levar alguma das minhas.
Ficamos profundamente aborrecidos com a situação.

Nos deixou triste o fato de pagarmos em torno de 400 reais para o mergulho e sequer termos a chance de COMPRARMOS uma foto dela como recordação do momento.
Não é todo dia que se mergulha, especialmente em Noronha.

Além do mais, o controle dos fotografados, a forma, a distância, tudo isso é responsabilidade da empresa. E ao reclamarmos, A ATENDENTE NÃO DEU A MÍNIMA IMPORTÂNCIA AO FATO, não tentou resolver ou sequer FEZ UM PEDIDO DE DESCULPAS.

Assim, só podemos concluir que o mergulho não foi prestado com a qualidade devida, atendendo aos valores cobrados.

Gisele
GiselePermalinkResponder

Olá, estou confusa!
Em alguns sites dizem que é obrigatório usar colete, snorkel e nadadeiras para entrar nas praias.
Mas vi muitas fotos de pessoas somente com snorkel e compramos apenas eles, será que teremos problemas?
É melhor comprar colete e nadadeiras?
Iremos no dia 08 de julho.
Obrigada e amei as dicas!
E esse site é mais completo que achei até agora. smile

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Gisele! Há uma exigência recente de uso do colete para flutuação na praia do Atalaia, e só nela, porque é um aquário natural aberto à visitação apenas na maré baixa. Alugue o colete na ilha.

Gisele
GiselePermalinkResponder

Muito obrigada pelo retorno!

Juliana
JulianaPermalinkResponder

Só na Atalaia mesmo é obrigatório o colete. Fui em abril estava fechada, por causa de uma alga, eu acho. A previsão era reabrir em junho, não sei se já está liberada.
Vc comprou a máscara tb? Pq só o snorkel não resolve... Mas na ilha tem para alugar, até nas pousadas.

Renata Maia
Renata MaiaPermalinkResponder

Boia,

Estou de viagem marcada pra Noronha (eba!). Sei que a internet é precária na ilha, mas infelizmente não posso deixar de ler/responder emails mesmo de férias. Sabe me dizer se há lan house na ilha? Se sim, funciona?

Alguém saberia ainda me dizer qual a operadora de celular com o funcionamento menos pior?

Valeu VnV!
=)

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Renata! Tem uma lanhouse na praça do Flamboyant. Você compra uma senha e pode usar o wifi na praça até quando a loja está fechada. As pousadas também têm wifi.

Renata Maia
Renata MaiaPermalinkResponder

Obrigado pelo retorno Boia! A pousada que eu vou ficar diz ter wifi mas já me disseram que nem na pousada mais top dá pra contar com o wifi pois o serviço disponível na ilha é ruim mesmo..

De qualquer maneira vou tentar também a alternativa da lan house e depois volto pra contar.

Valeu VnV!
=)

Renata Maia
Renata MaiaPermalinkResponder

Olá Bóia,

Voltei pra contar! Quem depender de internet na ilha certamente passará por momentos de desespero como eu!

Pra começar, nada funciona! Nem o wifi da pousada, nem o cyber (eles disseram que estavam com uma "peça quebrada") nem o projeto do governo Noronha Digital, que teoricamente funcionaria no Palácio São Miguel. O serviço de internet na ilha é precário e não há nada que se possa fazer. É isso.

O que salvou: levei chip de três operadoras e a TIM era a única que funcionava mais ou menos durante a madrugada e de manhã cedo. Foi a salvação para ler e responder meus emails.

Quem não consegue ficar um dia sem postar selfie em rede social, certamente vai sofrer de Neuronha Digital! kkkkk

Já postei no meu blog o primeiro post de Noronha. Quem quiser mais dicas, vai lá!

http://renataviaja.blogspot.com.br/2015/09/fernando-de-noronha.html

Luciana
LucianaPermalinkResponder

Cheguei ontem de Noronha e passo aqui algumas dicas. Ficamos hospedamos na Pousada Beijupirá, que está num nível intermediário. Recomendo a hospedagem; a pousada é charmosa, confortável e todos os funcionários muito atenciosos e cordiais. O restaurante é uma delícia; café da manhã variado, tudo fresquinho. Com relação a passeios: quem quiser fazer o passeio de barco vip (exclusivo), recomendo altamente a Fisher Hunter; a embarcação é uma lancha bem bacana, os funcionários que nos acompanharam são super profissionais, educados, simpáticos...nota 10. Preparam ali na hora um peixe fresquinho...um assado e outro versão sashimi. Simplesmente deliciosos! No passeio de barco, também mergulhamos, fizemos o planasub e assistimos ao pôr do sol.Muito legal! De trilha, fizemos a do Atalaia longa (cerca de 4h e 1/2). Compensa muito fazer a longa, porque passa por paisagens lindas - que não se vê na curta - e têm 2 piscinas naturais a mais do que na curta, sendo que essas duas últimas contêm vida marinha em maior abundância; muito mais peixe e outros animais do que na primeira. Fazer a trilha de tênis ou boot. No mais, mergulhamos muito! Levem máscara e snorkel de boa qualidade, pois irão usar todos os dias para explorar a riqueza das águas de Noronha. Mergulho de cilindro, fizemos o batismo com a Atlantis e correu tudo ótimo! São super profissionais. Fizemos stand up paddle na Praia do Cachorro; indico demais também! Com relação à gastronomia: não deixem de ir no Mesa da Ana (deixei comentário recente no Tripadvisor); reservem com boa antecedência antes da viagem. E considerem antes de ir no Palhoça da Colina; muito caro pelo o que oferece (também comentei a respeito no Tripadvisor). A comida do Mergulhão é muitíssimo boa e o restaurante nos brinda com uma vista sensacional. Com relação a transporte, alugar um buggy é fundamental, na minha opinião e considerando também o meu perfil - não gosto de ficar andando longas distâncias a pé, esperando ônibus, dependendo de caronas etc..Na mochila de levar p/ praia, além da máscara, snorkel, protetor solar e máquina fotográfica, abastecer com água e comidinhas p/ beliscar durante o dia. A última dica, porém não menos importante, é levar uma BOA câmera que tire foto embaixo d'água. É muita beleza; é uma baita pena não registrar os diversos peixes, tartarugas, lagosta, moreia, tubarão etc.; ah, no início, fiquei com medo de me deparar com tubarão rsrs...mas é tranquilo; os animais, lá, não ligam para gente e você acaba se acostumando rápido com a ideia. A melhor época para Noronha: setembro; agosto também é bom, mas venta muito. Aliás, à noite, faz um friozinho considerável; pelo menos fez agora em agosto; levar um casaquinho (cardigan ou pashmina resolve). Lembrando de mais dicas, volto a postar aqui. Boa viagem p quem for. Noronha é realmente um lugar diferenciado.

Ana santos
Ana santosPermalinkResponder

Obrigada Luciana, fechei minha viagem hoje, vou com 2 amigas fazer nosso check out no fim de novembro, eu adorei suas dicas

fernando
fernandoPermalinkResponder

Olá Ricardo, tudo bem ?
Estou indo para Noronha no começo de novembro. Vc acha que vale a pena eu levar prancha de surf ou essa época ainda não tem onda ? Obrigado

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Fernando! Eventualmente pode entrar um swell, mas não é época de grandes ondas não.

adelina
adelinaPermalinkResponder

Boa tarde, adoro as dicas de vocês e sempre leio antes de viajar. Detalhe, nunca me arrependi. Super indico. Preciso de um conselho ou dica: vou a FN agora em setembro e quero fazer as trilhas do Atalaia ( longa) e a trilha dos Abreus, eu só posso reservar esses passeios no ICMbio ou podemos comprar através de uma agência? Já avisaram que a cidade está lotado e estou com medo de perder esses passeios. Obrigada

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Adeline! Esses têm guia de agência, reserve com elas. A trilha curta, que tem guia do parque, é que deve ser reservsda com o ICMBio.

Roberta Silva
Roberta SilvaPermalinkResponder

Acabei de voltar de Noronha e tenho algumas considerações a fazer:

1 - O Ilha Tour é totalmente dispensável, segui a dica do VnV e realmente não fez diferença, dá pra fazer tranquilo tudo por conta (exceto o mergulho batismo, passeios de barco, trilha longa do Atalaia..) O Ilha Tour é um desperdício de $$ e só serve em duas ocasiões: se você ficar só por um dia na ilha ou se ficar mais de uma semana, porque assim 'conhece' um pouco e depois tem tempo pra visitar melhor.

2 - Dá pra andar de ônibus tranquilamente, tem ônibus novinhos (3 anos de uso, segundo um dos motoristas). Quem não for alugar buggy pode andar de bus numa boa, eu e meu namorado não esperávamos mais que 15 minutos, funcionou que foi uma maravilha! São 3 ônibus novinhos, mas só dois ficam rodando e alternando entre si.

3 - Na ilha inteira tem lugar pra alugar moto, bike e bike motorizada, e quem não dirige (como eu e meu namorado) pode optar uma dessas opções, o aluguel por 24h era 40 pila as bikes e 50 pila as motorizadas. Só é ruim ir de bike normal nas trilhas até as praias, porque tem muita pedra. De bike motorizada dá de boa.
4 - Quer comer pagando pouco e comendo muito, e não tem frescura com comida, só pedir quentinha no restaurante do Valdênio. Todos os hotéis têm o telefone, custa 15 reais a quentinha que vem com um prato farto de arroz com feijão, purê de batata, saladinha e opção de carne, frango e peixe, e eu afirmo com veemência que uma quentinha dá pra dois tranquilo, eu e meu namorado temos apetite de leão e uma quentinha deu o suficiente pra nós dois. Não cobram frete de entrega.

5 - E última. Aluguem snorkel e colete mesmo pras praias que não 'obrigam' o uso. No Sueste deu pra ver mais coisa bonita do que no Atalaia, que no nosso dia só tinha peixe e polvo. No Sueste apareceu até tubarão. Na Baía dos Porcos também, eu tinha lido que era obrigatório o uso, mas não é. Só é bom ir cedo porque depois que o povo começa a entrar, fica um pouco turvo e ruim de ver, fora que de tarde o mar fica mais agitado e dificulta a visão. Aluguem! Pé de pato é dispensável também, com o colete a gente boia normal e é só mexer os pés.

Isso aí! Visitem NORONHA! Vale a muito a pena!

Achei que tudo era caro, mas quem é esperto economiza bem e 'vive' como se fosse morador. Quem quiser gastar, aproveita, mas quem quiser, tem como economizar sim e aproveitando a ilha no seu melhor.Pra terem uma ideia, eu gastei só 60% do que levei, economizamos muito nas refeições e andando de bus. Táxi só aeroporto / hotel / aeroporto.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Excelente, Roberta! Obrigadíssima pelo super relato!

Camilla Meier
Camilla MeierPermalinkResponder

Ótimas dicas! Vou em novembro e prefiro deixar de alugar buggy/comer em lugares caros para fazer trilhas e passeios, já que a grana não dá pra tudo, hahaha grin muito obrigada.

João Olavo
João OlavoPermalinkResponder

Olá a todos! Peço licença ao Ricardo e à Bóia para deixar aqui o link para um post no meu blog contendo um roteiro de 7 a 8 dias em Fernando de Noronha.

O posto detalha bastante todos os principais pontos turísticos, todas as praias, com mapa, distâncias, formas de chegar e, principalmente, dicas de como economizar, transporte, trilhas e caminhadas.

Segue o link: https://destinoes.wordpress.com/2015/09/26/off-topic-fernando-de-noronha-caminhando-e-economizando

Adriana
AdrianaPermalinkResponder

Gente, quem ainda tá indeciso para ir pra Noronha, garanta logo sua viagem para o paraíso. Eu estive lá pela terceira vez agora em dezembro, pela primeira vez com meus filhos. As crianças AMARAM Noronha. Tem muita gente que fica na dúvida se leva ou não crianças, mas recomendo.
E ainda corri a meia maratona lá, uma delícia!
Tenho muitas dicas no blog
http://www.atravessarfronteiras.com/search/label/Fernando%20de%20Noronha

Luciana Mendes

Olá!!! Irei a Noronha no final de fevereiro e estou preocupada com a possibilidade de não conseguir visitar Atalaia e a piscina Natural Morro São José, devido a restrição de pessoas por dia. Alguém sabe se é possível reservar antes de chegar em Noronha, com algum guia ou agência? Alguém indica um guia/ agência de turismo de confiança?
Aproveitando, o pagamento das taxas necessárias para visitação pode ser feito antes também ou só na ilha mesmo?
Muito obrigada!!! Uma ótima viagem a Noronha a todos!!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Luciana! Pague a taxa e agende seu passeio à praia do Atalaia no quiosque do Ibama na praça do Flamboyant, no dia da sua chegada.

Larissa Fontes

Boa noite! Há anos que venho aqui no VnV colher informações pros meus roteiros de viagem aí hoje resolvi compartilhar tb minhas dicas! fomos a Noronha pro carnaval e, mesmo sendo verão, pegamos uma chuvinha no primeiro dia, que, embora não tenha impossibilitado nosso pouso (se a pista tiver molhada, os aviões voltam), atrapalhou nosso primeiro dia de viagem, porque as estradas pras praias ficam enlameadas e escorregadias. Por isso, seja em que época for, minha dica é que leve um tênis, até mesmo pra andar no calçamento da cidade, que tá um pouco acabadinho. Outra coisa que não deve faltar na sua mochila é repelente: os maruins de Noronha são barra pesada!
Bom, mas tirando esses dois contratempos, nos livramos do swell, que foi embora na véspera da nossa chegada, e pudemos fazer o roteiro das praias proposto aqui no blog, sem ilha tour, tranquilamente, nos três dias que restaram, e ainda incluir o passeio de barco com plana sub, churrasco e pôr-do-sol com a Neucar (Verônica é ótima, passeio super recomendado) e mergulhar com Bodão, saindo da praia do Porto. Custa a metade do preço do mergulho do barco e é maravilhoso! Fomos ao Mirante dos Golfinhos logo cedo (6h30) e seguimos pro Mirante dos Dois Irmãos e pro Sancho, também seguindo a dica do VnV, e pudemos ver centenas de golfinhos passeando pela baía, garantir a foto clássica sem concorrência e evitar as filas na escadaria do Sancho.
Uma dica pra jantar é a tapioca da Babalu, quase na frente da Igreja. Vc monta sua tapioca com três ingredientes e custa apenas R$ 10,00, uma pechincha pro padrão Noronha. O atendimento é excelente. Eles servem também hamburguer e hambioca (sandwich com queijo, hamburguer, salada e com tapioca em lugar do pão, pra acompanhar a moda gluten free!). Outro lugar prum lanche no fim dos passeios é um açaí no Mundo Verde, na BR perto da pousada do Zé Maria, que além de sucos, sandwich e açaí, serve um creme de cupuaçu com leite condensado e creme de leite, que é um espetáculo.
No mais, pra economizar na viagem, leve na mala lanchinhos, água mineral, um vinhozinho, já você não vai precisar de 23kg de bagagem na praia mesmo! O resto é biquini, snorkel, filtro solar e aproveitar!

ERYKA
ERYKAPermalinkResponder

Estou querendo ir para Fernando de Noronha em agosto, mas vi que a maré não estará boa. devo escolher outro lugar?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Eryka! Desculpe, essa sua frase não faz o menor sentido. A maré não está boa para o quê? Existe uma maré que dure um mês inteiro? Por que você pega uma informação capenga por aí e vem sabatinar a gente antes de sequer se dar ao trabalho de ler o nosso conteúdo? Por favor, leia o item "Quando ir".

Fábio Henrique Lopes

para as pessoas que procuram informações sobre fernando de noronha, acredito que é útil ler uma opinião diferente da maioria dos comentários. Passei 6 dias no final de fevereiro. As taxas são informações batidas, mas é sempre bom ressaltar (800,00 para um casal, incluindo a entrada no parque). Primeiro, eu gosto muito de praia e nao tenho muita frescura para acomodações, de forma que será uma análise sincera. Primeiro ponto: considere muito a ótima informação do VV sobre chuva. Em fevereiro choveu muito, de forma que faz lembrar ubatuba no verão. Já que o gasto é muito alto, vá de uma vez nos meses indicados (agosto e setembro). Fora desse período, é bastante improvável que vc não considere a ilha o tal paraíso que tanto descrevem os sites de turismo.
paraceu-me de que as avaliações de "paraíso" "sonho na terra" e etc sobre FDN é mais uma questão de manter o status de dizer que foi do que uma avaliação sincera.
Vamos lá: Tudo na ilha tem que ser mais caro mesmo, por razões óbvias. Mas, o que existe lá vai alem de qualquer bom senso. Tudo é muito, mas muito caro. Um almoço estilo PF, com um toque visual requintado (só o toque mesmo) nao sai por menos de R$ 150,00 o casal (o prato mais barato). O sistema de transporte é ruim para chegar às praias e tudo te força a alugar um bugue caindo aos pedaços (chorando muito dá pra alugar por 220,00/dia). entao, o som do centro de noronha é um grande motor de bugue. A vila e as partes urbanas são mal cuidadas, é fato. sobre acomodação, vc vai pagar muito caro e a pousada vai ser ruim, nao tem jeito. Essas novas que o RF coloca de 400,00 nao é mais isso, é muito mais. por 400,00 vc consegue ficar, no máximo, no puxadinho de alguma casa. agora, se vc for nao ligar em gastar, vc se hospedará bem por R$10.000 por uma semana e médio pra ruim por R$ 5.000,00/semana. Nao tem jeito. é o tal preço do "paraíso" e vc poderá dizer que foi pra FDN. acredito sinceramente que a viagem pra lá ta longe de valer a pena. Se vc quiser agua transparente, vida marinha pra mergulho, calor sol e sem frescuras considere viajar pra los roque, que é muito melhor. Agora se quiser comodidade, melhor um resort no caribe. Em ambos os casos a viagem é bem melhor e mais barata.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Fabio! Estamos preparando uma atualização dos preços. Mas o problema de fevereiro não é só a chuva: não cansamos de enfatizar que o verão é para surf e agito; não é a época para encontrar a ilha dos cartões postais.

Léo
LéoPermalinkResponder

Olá Ricardo e Boia.
Seguindo as dicas do Praiometro (obrigado por elas, já as segui e me dei bem) irei para FN final de agosto permanecendo por 10 dias. Quero me hospedar em pousadas da categoria top, mas para não pesar tanto no bolso, pensei em ficar 5 dias em quartos comuns e outros 5 em bangalôs. Vocês teriam alguma sugestão para essa combinação, tipo 5 dias perto da Vila e 5 mais perto de praias? Será que vale a pena tentar ficar numa mesma pousada para facilitar a transferência das malas ou compensaria o trabalho de fazer um novo check-in para variar na localização ou conhecer outra pousada? Ficando em uma só, qual seria o melhor custo x benefício entre quartos normais e bangalôs?
Obrigado e parabéns pelo blog. Não viajo sem zapear por aqui antes.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Leo! Divida a estada entre uma pousada da categoria intermediária e uma top à sua escolha. Só a praia do Sueste e a Vila dos Remédios têm pousadas próximas. Se houvesse uma pousada no Sancho valeria a distinção, mas não há.

Ana Lúcia
Ana LúciaPermalinkResponder

Estive em FN no final de fevereiro/16. Como aproveitei muitas dicas do site, resolvi compartilhar algumas. O ideal é ficar no minimo 5 dias, menos do que isso fica corrido para passear com calma e aproveitar as praias. Mesmo não fazendo Ilha Tour é possível conhecer bem a ilha. Não tem como se perder em FN, com o mapa na mão é tranquilo circular. Sugiro no primeiro dia pagar a taxa ambiental, que permite acesso em algumas praias como Sancho e Sueste. Não aluguei bugre e consegui me deslocar bem de ônibus que em geral passa a cada 15 minutos. Para acesso em algumas praias é necessário fazer uma caminhada nas estradas de terra. Quando chove ficam com muita lama mesmo, por isso o ideal é levar tênis não muito novo ou calçados próprios para caminhada. Mesmo com a chuva que esse ano foi acima do esperado para fevereiro, foi possível aproveitar bem FN. Recomendo o passeio de barco, saindo da Praia do Porto até Sancho, mergulho no Sancho e nas Caieiras, captura intencional das tartarugas no Sueste, palestras do Projeto Tamar de noite, caminhada pelas belas trilhas, sendo que algumas precisam ser agendadas e acompanhadas por guias. Sugiro ficar numa pousada na Vila dos Remédios, que tem vários restaurantes bons por perto (ex Cacimba, Corveta, Xica da Silva), mercado e farmácia, além dos pontos de ônibus. A Pousada da Germana onde fiquei é uma boa opção pela localização, café-da-manhã e funcionários muito atenciosos. Os preços em FN realmente são altos, principalmente nos restaurantes que cobram pratos individuais entre R$70,00 e 90,00. No almoço o Restaurante Flamboyant serve comida self-service e no Corveta tem prato comercial com menor custo. Quem pretende mergulhar deve levar sua máscara e snorkel, mas também podem ser alugados, com preços não muito altos na Praia do Sancho e Sueste. Em alguns locais é obrigatório o uso de coletes para mergulho que também podem ser alugados. A administração na ilha não está deixando a desejar, em alguns locais podem ser encontrados lixos depositados e mato alto. Para piorar algumas pessoas insistem em jogar lixo nas trilhas e estradas, que é lamentável! FN tem uma beleza natural indiscutível em qualquer época do ano, pretendo voltar numa época com menor previsão de chuvas para aproveitar ainda mais as praias e mergulhos.

Elaine
ElainePermalinkResponder

Olá Ricardo, estou planejando uma viagem para comemorar 10 anos de casados e estou com uma dúvida. Vc disse no post que dezembro é bom pra surf (que não é nosso caso, temos a intenção de mergulhar pela primeira vez) mas a única data disponível pra nós seria 16 a 23/12. Vc acha que vale a pena ir nessa época mesmo ou melhor fazer uma viagem com as crianças pra ver o Natal Luz em Gramado?
Parabéns pelo site, tenho acompanhado e aproveitado muito todas as dicas!!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Elaine! Quem responde é A Bóia. Se você quer ver o mar de Noronha em seu melhor momento, vá em agosto e setembro, quando está piscininha e é mais ensolarado. O mar calmo começa em abril/maio, mas pode chover até julho. Outubro e novembro ainda podem oferecer mar calmo, com entrada eventual de swell, e o tempo está bom. Em dezembro, janeiro, fevereiro e março você pega o mar mexido e com ondas. Está no texto. Está em várias respostas anteriores. Mas todo mundo acha que, insistino, a gente vai mudar a recomendação técnica. Não vai. A recomendação é técnica. Você não é obrigada a seguir, claro.

Elaine
ElainePermalinkResponder

Li e reli o texto, inclusive os comentários!! Só queria a opinião de alguém "viajado" sobre ir nessa época mesmo ou procurar outro destino... Mas de qualquer forma Obg pelo retorno.

Pedro silas
Pedro silasPermalinkResponder

acabei de voltar de Noronha e adorei fiquei na pousada atalaia. É simples mas adorei o atendimento da Lu. fiz o passeio de barco (R$ 130) ótimo 3 horas de passeio. fui na tapioca da babalu, jantei do lado da farmácia e almocei na cacimba do padre, no restaurante das gemias recomendo todos. almoço 70 reais pra 2. aconselho ir em todas as praias mas as melhores sao Sancho e baía dos porcos. o ônibus 3,00 recomendo. e táxi também preço de tabela que vc acha na net. o resto é só relaxar.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia de férias. Só voltaremos a responder perguntas que forem postadas a partir de 3 de junho. Relatos e opinões continuarão sendo publicados.
Cancelar