Fernando de Noronha

#Noronhe-se
Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Veja neste guia prático de viagem a Fernando de Noronha:

Noronha snorkel

Se Bruna Marquezine hashtagueou, tá hashtagueado. #Noronhe-se é um achado: sintetiza uma aspiração nacional. (OK, a inveja é um meme.)

Para aproveitar o paraíso, porém, não basta se informar pelo Instagram. Os melhores momentos do ano para curtir Noronha costumam ser escassos de celebridades (veja quando ir a Noronha). Além das pousadas onde ficam os famosos, existem outras -- que, com algum sacrifício, podem caber em bolsos plebeus (veja onde ficar em Noronha). E por baixo do verniz de point badalado, Fernando de Noronha continua um destino de natureza por excelência: praias selvagens, corais preservados, vida marinha diversa e abundante (veja o que fazer em Noronha).

A ilha recebe apenas 1.000 forasteiros por dia. Quando você for, aproveite o privilégio pelo máximo de noites que puder.

Quando ir

Noronha quando ir: sem swell

Praia do Sancho sem swell (foto tirada em agosto)

Noronha quando ir: com swell

Praia do Sancho com muito swell (foto tirada em janeiro)

Noronha tem duas estações. A estação seca vai de agosto a fevereiro. A estação das chuvas dura de março a julho (os meses mais chuvosos são abril, maio e junho).

Além disso, é preciso levar em conta as condições do mar. A época de ondas (swell, no jargão dos surfistas e barqueiros) vai de meados de outubro a março. A época de mar calmo (flat) costuma ir de abril a setembro.

Veja mais abaixo como é o clima mês a mês. Mas antes, fique com um resumo das melhores épocas.

Noronha: as melhores épocas

Noronha Praia da Conceição

Para mergulhar: bom o ano inteiro, mas melhor em agosto e setembro.

Para curtir praia: agosto e setembro, quando não chove e o mar é piscininha.

Para surfar: dezembro a março, quando entra o maior swell. O melhor mês costuma ser fevereiro.

Para agitar: Réveillon e primeira quinzena de janeiro, com a ilha lotada de gente festeira.

Para gastar menos: abril a junho (os preços menos elevados) ou entre outubro e 15 de dezembro (exceto feriadões).

Réveillon e janeiro

Tempo firme (chuvas abaixo de 100 mm). Altas ondas (em praias como Cacimba do Padre, Bode, Boldró, Conceição e Cachorro). O snorkel continua bom, mas é preciso se afastar mais da beira nas praias do Sancho, Baía dos Porcos e Porto, porque a faixa da beirada estará mexida. O mergulho também é bom, mas a navegação até o ponto de mergulho pode enfrentar mar batido.

O swell não afeta as praias do Mar de Fora (Leão, Sueste, Atalaia), mas o Sueste fica com água pouco cristalina pelo acúmulo de sedimentos (aproveite para nadar com tartarugas, que são mais numerosas nessa época). É a época mais cara da ilha, e também com o maior agito (que se estende do Réveillon à primeira quizena).

Fevereiro

Em comparação com janeiro, fevereiro tem um tiquinho a mais de chuva (em torno de 100 mm, o que é bem pouco num lugar tropical) e ondas ainda mais altas -- é o mês mais procurado por surfistas. As condições de snorkel e mergulho são as mesmas de janeiro. Os preços e o agito diminuem um pouco.

Março

Começa a temporada das chuvas -- a média de precipitação passa dos 250 mm. Mas as ondas continuam altas. Os preços diminuem -- já são de baixa temporada. Para quem surfa, é a época com o melhor custo x benefício.

As condições de snorkel, mergulho e banho de mar permanecem as mesmas de janeiro (mas com menos luminosidade para os mergulhos).

Abril, maio e junho

Vale a pena ir a Noronha na época das chuvas? Em abril e maio, chove perto de 300 mm. Em junho, a precipitação baixa para 200 mm. A época tem três vantagens: preços menos elevados, ilha mais vazia e mar calmo.

Chove o tempo todo? Chove só um pouquinho no começo da manhã ou no fim da tarde? Ou chove e abre o sol, chove e abre o sol, chove e abre o sol o dia inteiro? Não dá para prever. Dá para acontecer qualquer uma das situações -- assim como é possível que não chova nada. O ideal nesta época é programar estadias mais longas, para garantir mais aberturas de sol.

Com a redução da espuma na rebentação, o snorkel volta a poder ser feito mais perto da beira. O mergulho pode ter menos luminosidade, mas terá boa visibilidade, e a navegação até os pontos de mergulho será mais tranqüila. A Praia do Cachorro, que ganha pedras na época do swell, volta a ter areia -- e Noronha recupera a sua 'praia urbana'. Mas não conte com agito: nesses meses, a ilha meio que hiberna.

Julho

Mês de transição entre as chuvas e o tempo seco, julho costuma ter precipitação abaixo de 150 mm -- é provável todos os dias sejam aproveitáveis, pelo menos em parte. O mar está flat, bom para curtir praia, fazer snorkel e mergulho. Os preços e a lotação sobem, por causa das férias.

Agosto e setembro

Para quem curte praia, snorkel e mergulho, ou quer ir a Noronha com crianças, agosto e setembro são os meses mais especiais. O tempo estará firmíssimo (precipitação abaixo de 50 mm) e o mar, ahn, pisciníssimo. Aquelas fotos da Baía do Porcos, do Sancho e do Porto com mar azul-bebê e verde-água transparentes são feitas nesta época.

Os preços são quase de alta temporada -- e agosto registra a visita de muitos europeus (é mês de férias na Europa). O evento Love Noronha, voltado ao público LGBT, costuma acontecer em agosto (em 2018 não houve, mas deve voltar em 2019). Se você quer encontrar e curtir a Noronha dos cartões-postais, programe-se para ir nesses dois meses.

Outubro, novembro e dezembro

Os três últimos meses são os mais secos do ano: praticamente não chove. O início de outubro normalmente mantém o mar calmo de agosto e setembro. A tradicional regata Recife-Fernando de Noronha (Refeno) costuma acontecer no início de outubro -- e enfeita o Porto de veleiros e iates. Aos poucos, porém, o swell vai entrando, e o mar fica mais agitado, criando vez por outra condições para o surf. Sancho, Baía dos Porcos e Porto começam a ter espuma na beira, o que torna o snorkel trabalhoso.

A Praia do Cachorro desaparece: o swell traz pedras grandes para o lugar da areia (fica bom, porém, para surfar). O mergulho tem ótima luminosidade e visibilidade, mas a navegação para os pontos de mergulho fica menos sossegada. As diárias de pousadas (fora de feriados, e até 15 de dezembro) baixam um pouco, e a ocupação da ilha, também -- muita gente economizando para ir no Réveillon e janeiro, quando preços e lotação chegam ao máximo.

O outro lado do paraíso

Não há pobreza extrema em Fernando de Noronha. Durante a sua estada, você não será importunado por nenhum pedinte. (Nem sequer por flanelinha).

Graças à pequena população e ao controle (mais ou menos) estrito de quem pode morar na ilha, a segurança é total. Não há violência. Eventualmente um celular pode sumir da sua mesa (mas dentro da mochila estará seguro). O maior perigo que você corre é o seu cartão de crédito não passar na maquininha.

Mas Noronha também tem problemas. Alguns deles, bastante visíveis: a condição das estradinhas fora da BR, a precariedade de muitas casas, a urbanização desajeitada. Abastecimento de água, energia e coleta de lixo são outras dores de cabeça para quem mora na ilha.

Mas o lado mais escondido do paraíso está na desigualdade de condições de vida de turistas e moradores. A 'classe média' de Noronha -- todo mundo que mexe com turismo, por exemplo -- mora pior do que moraria no continente, e vê seu salário desaparecer sob um custo de vida surreal.

Por isso, não tenha inveja de quem mora no paraíso. Visitar costuma ser melhor.

Quantos dias em Fernando de Noronha?

Noronha: Praia do Cachorro

Praia do Cachorro

Em outros destinos de praia você pode até compor uma lista de lugares para ver e coisas para experimentar, e então fazer a conta de quantos dias precisa para ticar toda a programação. Em Noronha, isso não basta. Você vai querer ver, experimentar -- e repetir.

Se eu fosse você, não iria a Noronha para ficar menos do que 5 dias. Digo mais: a partir de 7 dias, sua viagem fica mais relaxada -- e por isso, ainda mais proveitosa.

Por que Noronha é tão caro?

Noronha preço da gasolina

Primeiro, porque levar qualquer coisa pra ilha -- de gasolina a material de construção a alimentos e bebidas -- custa uma fábula.

Tudo chega em barcos de pequeno porte. Noronha não tem um porto para receber grandes navios de carga nem tem população residente ou flutuante em número suficiente para que existisse um grande porto. Uma das palavras mais usadas pelos moradores da ilha é 'cubagem', que vem a ser o espaço em metros cúbicos ocupado pelas compras e encomendas que vêm do continente, a 500 km dali.

OK, isso explica a hospedagem e a comida mais caras. Mas: e as passagens? Por que nunca tem promoção para Noronha?

Não tem promoção por dois motivos: primeiro, porque a freqüência de voos é dimensionada pra nunca provocar uma super ocupação da ilha. E o segundo motivo é que tem uma lei que determina que os moradores pagam uma tarifa de morador, que é fixa. Ou seja: aquela quantidade de assentos que em rotas normais acabariam sendo vendidas a preços promocionais (ao menos nas épocas de baixa procura), nas rotas pra Noronha acabam virando a cota de assentos dos moradores.

Mas vale a pena ir a uma ilha tão inflacionada? Sim, vale. E muito. Saiba que essa combinação de beleza + preservação + baixíssima densidade demográfica + livre acesso, oferecida por Noronha, é raríssima em qualquer parte do mundo. Um lugar como Noronha poderia estar tomado pelo turismo de massa, como San Andrés na Colômbia ou Phi Phi na Tailândia, ou proibido para não-hóspedes, como em praias e ilhas do Caribe.

Encare Noronha como um destino de luxo, sim -- mas onde o luxo é a natureza.

Como chegar

Noronha: como ir do aeroporto à pousada

Fernando de Noronha é ligado ao continente por 2 a 5 vôos diretos diários de Recife, operados por Gol (jatos) e Azul (jatos e turboélice ATR), e 2 vôos diretos por semana de Natal, pela Azul (em turboélices ATR). Quem não mora em Recife ou Natal vai necessariamente passar por uma dessas cidades chegar a Noronha.

Os vôos de Recife são ligados às malhas aéreas da Gol e da Azul, e saem/chegam em horários convenientes para conexões à maioria das capitais. São também boas opções para quem quer combinar Noronha com outros destinos de Pernambuco (como Recife, Porto de Galinhas e Praia dos Carneiros) ou com outros destinos da Azul operados a partir do Recife (como Jericoacoara).

Já os vôos de Natal servem a quem quiser combinar Noronha com Natal, Pipa, Gostoso ou Galinhos.

As taxas de visitação

Noronha: a chegada

Chegando em Noronha

Taxa de preservação ambiental

Todo visitante deve pagar a TPA, ou taxa de preservação ambiental. O valor é cobrado por dia de permanência e deve ser pago na chegada a Noronha (ou antes, baixando o boleto bancário).

Na tabela de 2019, a taxa começa em R$ 73,52 por dia. Numa viagem de 5 dias, você vai pagar R$ 361,71 de TPA.

Do 6º ao 10º dia a taxa diária baixa um tiquinho. Ficar 7 dias em Noronha gera uma TPA de R$ 467,59.

A partir do 11º dia, porém, a taxa aumenta progressivamente. Quem quiser ficar 30 dias corridos em Noronha vai desembolsar a bagatela de R$ 5.183,78 só de taxa.

A página oficial de Noronha informa os valores da TPA por número de dias de permanência.

TPA: dicas & pegadinhas

  • Crianças até 4 anos estão isentas da taxa. Mas não há isenção nem desconto para estudantes ou idosos
  • O pré-pagamento só pode ser feito por boleto bancário. Preencha o formulário e pague com pelo menos 3 dias úteis de antecedência, para que o seu pagamento seja registrado pelo sistema
  • O pagamento na chegada pode ser feito em dinheiro vivo, cartão de crédito ou cartão de débito
  • No desembarque, há duas filas: uma para quem já pagou a taxa pela internet e outra para quem vai pagar na hora

Guarde o recibo da TPA!

Noronha: controle de saída
O recibo da taxa de preservação vai ser pedido no check-in do seu vôo de volta.

Se você tiver ficado na ilha mais dias do que tinha previsto (e pago) na entrada, vai pagar uma multa e a diferença da taxa.

Ingresso para o Parque Nacional

Noronha: o ingresso ao parque

O cartão-ingresso do parque nacional

Desde 2012 é preciso comprar um ingresso para visitar as áreas do parque nacional marinho, por terra ou mar. É 'a outra taxa'.

A cobrança passou a ser feita depois que a visitação ao parque foi entregue a uma concessionária, por licitação. Ao contrário da TPA, que a gente não vê para onde vai (dada a precariedade da infra-estrutura da ilha), a receita dos ingressos têm revertido em melhorias. O acesso ao parque está muito mais organizado. Passarelas (de 'madeira ecológica' feita de PETs reciclados), banheiros, armários, chuveiros (e lojinhas...) foram instalados nos pontos de visitação.

O ingresso tem outras duas diferenças fundamentais em relação à TPA:

  • Teoricamente, não é obrigatório. Você pode visitar a ilha sem comprar o ingresso. Mas vai ficar impedido de entrar na área do parque (praias do Sancho, Leão, Sueste e Atalaia; mirantes do Sancho, da Baía dos Porcos e dos Golfinhos; passeios de barco e trilhas).
  • O ingresso não é vendido no aeroporto. É preciso passar no Centro de Visitantes ou num Posto de Informação e Controle (PIC).

Mesmo que você compre o ingresso antecipadamente, pela internet, vai precisar comparecer a um posto de atendimento para retirar o cartão de acesso. O ingresso vale por 10 dias corridos a partir da retirada do cartão.

Ingresso para o Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha
  • Preço:
    • brasileiros: R$ 106
    • estrangeiros: R$ 212
    • até 11 anos e 60+: grátis (mas é preciso retirar o cartão de acesso)
  • Validade: 10 dias a partir da retirada do cartão de acesso
  • Bilheteria online: aqui
  • Bilheterias na ilha (para venda e retirada de cartões de acesso):
    • Centro de Visitantes do ICMBio Boldró: 8h-22h
    • Posto de Informação e Controle (PIC) Sancho: 8h-18h30
    • PIC Sueste: 9h-16h30
    • PIC Leão: 8h-18h30
  • Telefone: (81) 99453-2674
  • Site do Parque Nacional Marinho

Noronha sem ingresso para o parque nacional: vale a pena?

Noronha: Praia da Conceição

Praia da Conceição: fora dos limites do parque

Como expliquei mais acima, é possível entrar e permanecer em Fernando de Noronha sem comprar o ingresso para o parque nacional. Você não precisa do ingresso para visitar vários atrativos da ilha:

O filé da ilha, porém, fica fora de alcance para quem não tem ingresso: o mirante e a praia do Sancho, o Mirante dos Golfinhoso aquário natural e a trilha da Atalaia, o mergulho com tartarugas na praia do Sueste, os passeios de barco e as atividades de mergulho de cilindro em áreas do parque nacional marinho.

Como sair do aeroporto

Pôr do sol no Bar do Meio

Bar do Meio: seu primeiro pôr do sol em Noronha?

A maioria das pousadas oferece trânsfer grátis. Se a sua pousada oferecer, pergunte se o trânsfer é privativo ou compartilhado. Se for compartilhado, pense duas vezes antes de aceitar.

O trânsfer compartilhado é ofertado, na verdade, pelas operadoras locais, que aproveitam o percurso para vender passeios. Até aí, tudo bem -- ninguém é obrigado a comprar, e muita gente prefere comprar tours a passear por conta própria.

O problema é quando essa sessão de venda de passeios é disfarçada de 'palestra de introdução a Noronha', e você acaba perdendo a sua primeira tarde (ou o seu primeiro pôr do sol) na ilha numa atividade burocrática.

Vai por mim: táxi, check-in e praia

A gente desembarca em Noronha com um tal nível de ansiedade que não é de Deus retardar o primeiro contato com a beleza da ilha. Minha fórmula para a chegada é pegar um táxi para a pousada, deixar a mala e seguir para a praia -- pode ser a Conceição ou a Praia do Meio, que têm serviço de bordo (a do Cachorro também, mas só tem areia na época de mar flat).

O táxi do aeroporto para qualquer pousada na Vila dos Remédios, Floresta Nova, Floresta Velha ou Vila do Trinta sai R$ 30 (R$ 34 na bandeira 2).

Assim, se você chegar no fim da manhã, ainda vai curtir praia no dia da chegada. E se chegar no meio da tarde, vai dar tempo de celebrar a chegada assistindo ao primeiro pôr do sol da viagem.

Para iniciados: dá para sair de ônibus, também

Há uma parada do ônibus local de Noronha na BR à altura do aeroporto. Se você já conhece a ilha e sua pousada fica perto da BR ou no miolo da Vila dos Remédios, pode ir e voltar ao aeroporto de busão, a R$ 5 por trecho.

Vale a pena alugar bugue?

Noronha: vale a pena alugar bugue

Por R$ 280 a R$ 350 por dia, um bugue vai dar a você autonomia para fazer todos os passeios que quiser, sem depender de ônibus ou táxi.

Agora que você já sabe os prós, veja os contras:

  • É mais fácil você pegar um bugue em mau estado do que um bugue nos trinques
  • Bugues são pesadões para dirigir
  • Bugues são poluentes
  • A gasolina em Noronha é vendida em petrodólares: custa quase R$ 7 o litro (dezembro/2018)
  • Tem Lei Seca em Noronha

Eu já aluguei muito bugue em Noronha, mas hoje, prefiro as alternativas: ônibus, táxi e bicicleta elétrica. Veja como se deslocar em Noronha.

Guia de Fernando de Noronha

430 comentários

MPBM
MPBMPermalinkResponder

Boa tarde! Sobre Noronha, quando é citada a tábua das mares e maré baixa, devo pensar também, em fases da lua, correto?! Grata pelo breve retorno,att, MPBM.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, MPBM! Em Noronha a lua é menos importante do que na costa do Nordeste porque o aquário do Atalaia é visitável em qualquer lua. Basta ver o horário da maré baixa.

Fabio Lucarelli

Olá. Vou em janeiro com esposa e filhas pré-adolescentes. Estou na dúvida, já que caminhar não é muito a praia delas, entre pousadas como a da Filó e outras aparentemente mais perto da praça do Flamboyant, como estrela do mar, mar atlantico etc, alguma dica?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Fabio! Nesse caso, quanto mais perto da praça, melhor.

Fabio Lucarelli

Obrigado. Pelo googlemaps dão a mesma distância da praça e do centro inclusive. Mas, olhando no mapa, a filó parece mais distante do que a estrela do mar.....Será que dá pra confiar no google maps?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Fabio! O Google Maps não informa a topografia. Filó tem um aclive na volta da praça. Mas veja bem: não dá para ligar o modo comodista para ir a Noronha. Ou sua família vai imbuída de algum espírito esportivo, ou vá se preparando para ouvir reclamação o tempo todo.

Luis Vieira
Luis VieiraPermalinkResponder

Onde consigo realizar locação de bikes em noronha?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Luis! Na Caio Bikes, fica praticamente em frente à praça do Flamboyant.

Felipe
FelipePermalinkResponder

Olá, Bóia. Tem alguma praia ou piscina natural que tem a visita prejudicada, ou fica indisponível, em função das marés mortas? Nas marés de lua minguante/crescente quase não tem variação. Eu vou ao final de agosto e vi que as lua será minguante.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Felipe! A lua não interfere no único passeio de piscina natural de Fernando de Noronha. Atalaia é visitável em na maré baixa de qualquer lua.

Felipe
FelipePermalinkResponder

Obrigado, Bóia. Estava preocupado. Aliás, andei pesquisando e vi que em alguns locais é até melhor que a maré esteja cheia pra fazer snorkeling.

Patrícia
PatríciaPermalinkResponder

Quantos dias são necessários em Noronha? Três dias seriam suficientes?

Obrigada

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Patricia! É o suficiente para dar um rolê pelas praias. Mas se quiser curtir de verdade, tente ficar mais dias.

Jacqueline Cameron

Olá Ricardo. Minha filha fará 8 anos no dia 30/03 e eu e meu marido gostaríamos muito de lavá-la a Fernando de Noronha para comemorar o aniversário. Essa época é boa para ir com criança?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Jacqueline! Quem responde é A Bóia. Nessa época ainda pode haver ondas, e podem também começar as chuvas.

Paula
PaulaPermalinkResponder

Olá Boia, boa tarde!

Vou em Novembro com meu marido e queremos muito fazer a trilha longa do atalaia. Pesquisando sobre, vi muitas informações desencontradas sobre o agendamento.

Enviei então um e-mail para a parnanoronha questionando, e eles retornaram com um link dizendo que as trilhas podem ser agendadas com no máximo 3 DIAS de antecedência (https://www.parnanoronha.com.br/single-post/2017/08/11/Agendamento).

Considerando que vamos ficar 7 dias, estou confiante que vamos conseguir a reserva, mas, já vi outras pessoas dizendo que quando foram agendar o mínimo de antecedência era de 6 dias, o que mudaria a minha perspectiva. Você tem relatos recentes sobre como funcionou o agendamento?

Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Paula!

Vamos compartilhar sua pergunta no Perguntódromo. Havendo resposta, aparecerá aqui.

(Mas acredito que o Parnanoronha não se daria ao trabalho de responder mandando uma resposta errada.)

Beatriz
BeatrizPermalinkResponder

Oi Paula! Voltei dia 10 de Noronha e fiz a trilha longa do Atalaia. A situação que encontramos foi a seguinte: sim, o agendamento abre apenas com 3 (três) dias de antecedência e para fazê-lo, você já precisa ter a carteirinha de acesso ao Parque Nacional Marinho (pois é preciso o número da carteirinha para poder agendar e ela só é feita presencialmente, pois eles colhem dados pessoais e tiram uma foto sua, que ficará registrada no sistema). Para a trilha longa do Atalaia (cujo acompanhamento por guia é obrigatório), são disponibilizadas cerca de 40 vagas, sendo que 10 podem ser agendadas por guias credenciados e as outras por turistas. No período em que estivemos lá (de 02/10 a 120/10), o agendamento estava beeeeem disputado. Segundo o relato de duas guias, tinha turista chegando às 06h30 ou até mais cedo (ou seja, bem antes do horário de abertura do PIC) para conseguir lugar. Os guias (que tem uma quantidade menor de vagas reservadas) estavam dormindo lá no PIC para poderem agendar a trilha para o seus clientes. Diante desse quadro, optamos por primeiro acertar com uma guia que se disponibilizou a passar a noite lá e fazer o agendamento para nós. Para isso, ela apenas pediu o pagamento do valor de 50% do que já pagaríamos pelo trabalho dela como guia e fotos de nossas carteirinhas (para poder fazer o agendamento). Existe uma certa insatisfação tanto de turista quanto de guias por essas condições, mas foi o quadro que encontramos quando fomos. Pode ser que quando você for, esteja menos disputado e, assim, mais tranquilo para agendar =)

Danielle
DaniellePermalinkResponder

Exatamente o q a Beatriz descreveu. Estou em Noronha agora. Para agendar a trilha ou vc fecha com esses guias de uma associação que fica lá no próprio ICMbio do lado do tamar ou chega bem cedo (me informaram que a fila começa as 6:30 e a bilheteria só abre as 8:00h) para agendar e conseguir vaga. A carteirinha já deve estar feita, mas vc faz lá tb. Eu e meu esposo acabamos desistindo infelizmente...achamos bem desrespeitoso com turista isso. Mas caso vc tenha bastante vontade de fazer, dá certo sim. Vc vai logo fechar com esses guias no dia da sua chegada na ilha para eles marcarem para vc ou vai madrugar no dia seguinte lá para agendar. Lembre que realmente é para 3 dias depois somente.

Paula
PaulaPermalinkResponder

Muito obrigada pela ajuda!

Roberta Lopes
Roberta LopesPermalinkResponder

Olá Ricardo,
Primeiro parabéns pelo ótimo trabalho e ótimas dicas...
Tenho duas datas possíveis para Noronha... Inicio de Maio ou meio de Novembro, a ideia é ir com o marido e aproveitar sol, mar, praia.... qual seria a melhor das duas épocas?
Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Roberta! Novembro tem tempo maus firme e mar revolto. Maio tem mar calmo e possibilidade de chuva.

Marcelo Levanteza

Estive em Noronha no período de 21 a 26 de outubro de 2018, e aí vão as considerações e opiniões - parabéns ao site pelas dicas e recomendações, sempre dão certo e valem a pena:
- Se possível fuja do traslado gratuito compartilhado, demora muuuuito, tem que esperar todos pegarem a bagagem no aeroporto, ficam deixando as pessoas nas pousadas e oferecendo passeios. Chegou no aeroporto, pegue a bagagem e pegue taxi, você economizará o minimo 1 hora ( 1 hora a mais de praia e passeio no primeiro dia e ultimo dia já compensam o valor do taxi);
- Trilha da Atalaia: o ideal é chegar e imediatamente no primeiro dia verificar se tem vaga para o dia que você quer, se não tiver vá no dia seguinte e chegue no ICMBIO umas 5:00 até 6:00 da manhã e ficará na fila até umas 9:00 para marcar para 2 ou 3 dias depois, se chegar depois provavelmente não conseguirá ( posto do ICMBIO não abre domingo - ouvi boatos que irão colocar totens de reserva para que as pessoas não tenham de madrugar no local - a trilha está com agendamento de 10 pessoas por hora, antes eram 16;
- Realmente para quem vai ficar pelo menos 4 dias inteiros na ilha o famoso Ilha tour acho que NAO compensa, pois pode-se ir de táxi ou ônibus a todas as mais famosas praias em 4 dias SEM CORRERIA - o Bugue é bom pórem caro (compensa se for dividir a despesa (dois casais ou amigos) e a grande maioria em mau estado;
- Não fiz Ilha tour nem aluguei bugue, usei táxi, ônibus e caminhei, valeu MUITO a pena, é só economizar nas refeições (Otima opção: Restaurante VALDENIO na Vila do Trinta) - fui em todas as praias sem pressa e sem responsabilidade com veículo;
- ônibus custa 5,00 (passa a cada meia hora das 7:00 às 23:00 e táxi a média é 30, 00 por corrida;
- Fiquei hospedado na Vila Do Trinta (Pousada Meu Paraíso -excelente) e achei um ponto muito bom, tem mercados, o restaurante do qual falei acima e também uma praça de alimentação que abre das 18 às 23. Dá para ir a pé nas Praias do Cachorro, Meio, Conceição, Atalaia (Estando reservado), fácilimo de ônibus ao Sueste - Leão, Porto Santo Antonio para ver o pôr do sol. Nas demais vá de táxi, se estiver com acompanhante - amigo(a) - namorado (a) divide-se as despesas.
- Realmente o ideal numa primeira vez é ficar ao menos 1 semana;

Enfim, todas as dicas do site muito acertadas como sempre. Abraços

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Obrigadíssima, Marcelo!

claudia
claudiaPermalinkResponder

nas primeiras semanas de outubro consigo encontrar o mar calmo como agosto e setembro?
Estou achando os preços de Noronha abusivos. Assustada...pela terceira vez tento agendar uma ida pra lá. Das outras duas vezes acabei indo para o exterior. Ficou mais barato. Acreditem!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Claudia! Um destino com a beleza e a baixa densidade demográfica de Noronha será caro no exterior também. Praias como a do Sancho, em outros lugares, ou serão privativas de um hotel, ou estarão entregues ao turismo predatório. O mar em outubro é imprevisível. Pode estar calminho mas pode já ter entrado o swell.

Marcelo Levanteza

_Completando, o posto do ICMBio abre às 8:30 para reservas das trilhas que não precisam de guia (atalaia curta e algumas outras), e o turista pode agendar para até 6 pessoas. Mas Tem que estar lá no máximo as 6hs. Tem que estar com o ingresso do parque Nacional em mãos, deste modo tem que retirar o ingresso antes, ou no próprio posto acima ou na Praça flamboyant, no centrinho.
_ Na entrada para atalaia é proibido uso de filtro solar, os fiscais perguntam e olham se a pessoa estiver besuntada, e solicitam lavar numa torneira, desta forma evite micos, vá com roupas de manga longa com material sintético que seca rapido. Tem que alugar colete lá no local da entrada, pois não se pode tocar o chão da piscina. A trilha é relativamente cansativa e não valerá a pena com crianças pequenas.
_ os táxis existem em grande quantidade, é só pegar o número da Central (Nortax) e ligar que chegam rapidíssimo. Funciona 24 horas.

Francine messias

Boa noite
Quais as praias q tem opção de mesas e cadeiras.?
E

Gilmar Villain

Noronha é mesmo um paraíso, pena que confundem “explorar o turismo” com “explorar o turista”.
A ilha é um paraíso, os Noronhenses simpáticos, mas os preços que são cobrados x o que vale, é tudo um absurdo.
A desculpa é que tudo “vem de longe” e tem frete caro etc. etc...
Mas o que se percebe é que algumas coisas são um verdadeiro monopólio e um corporativismo de pessoas para manter tudo como está e assim “explorar financeiramente o turismo”.
Sinceramente, adorei voltar a Noronha e viajo o mundo, mas é impossível aceitar preços que são cobrados por algumas pousadas que não valem nem metade, por restaurantes que cobram um misto quente R$ 25,00, um prato de massa, mais de R$ 120,00 um refrigerante R$ 15,00, uma cerveja em lata R$ 25,00 e olha que não estou nem falando na qualidade que deixa muito a desejar... e assim vai..
Você chega em Noronha, começa no aeroporto pela cobrança de R$ 68,75 por dia de taxa por pessoa essa taxa não bastasse, mais uma taxa para ICMBIO de R$ 97,00 por pessoa a cada 10 dias.
Sem contar a burocracia! Você chega no aeroporto, pega uma fila para pagar ou para apresentar comprovante que já pagou a taxa na Internet.
Passo seguinte, outra fila para passar numa catraca para mostrar o comprovante e controle de pessoas que entram na ilha.
Ah, mas não acabou, você precisa ainda ir pessoalmente a um posto da ICMBIO, pegar aquelas filas enormes para pagar outra taxa ambiental e receber um cartão magnético para acesso as praias e alguns passeios de barco ou terrestre.
Isso sem contar com o péssimo atendimento das pessoas que atendem neste lugares, impressionante a falta de boa vontade de algumas atendentes desta ICMBIO.
Não questiono nem o valor das taxas se é caro ou não, mas num mundo moderno com tudo informatizado, você tem todo um processo arcaico, chato e demorado, perdendo horas das suas férias, é péssimo para o turismo.
Acho que falta alguém olhar o que fazem com este valor arrecado das taxas, afinal se fizermos uma continha rápida, teremos certamente mais de 15 milhões de taxas arrecadas por ano.
Para onde vai esse dinheiro? As estradas, os caminhos fora da BR 363, são uma desgraça, mal cuidadas, a cidade precisa de lixeiras, precisa de um programa de orientação nas escolas e extensivo as famílias para melhorar a qualidade de vida da Ilha e consequentemente melhorar a qualidade também dos turistas que chegam a ilha e gostam de um bem estar.
Uma pena, saber que temos aqui pertinho um paraíso da natureza maravilhoso, indiscutivelmente e que não perde para lugar nenhum no mundo e infelizmente mal cuidado.
Estive em Noronha entre 17 e 23 de outrubro, fiquei hospedado na Pousada Zé Maria.

patricia alves andrade

Quantos dias são suficientes para conhecer Noronha? Vou com meu marido e 2 filhos (16 e 12 anos).

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Patricia! Não fique menos do que 4 dias inteiros. Uma semana é o ideal.

Marcia Rudner Ribeiro

Vou nas férias em Abril.
Qual a melhor semana?
Que normalmente chove menos ou não chove?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Marcia! É imprevisível. Programe uma estada mais longa, tipo uma semana, para ter garantia de pegar tempo bom.

Sandra
SandraPermalinkResponder

Estive em Noronha em setembro , as dicas do site foram muito uteis como sempre. Ficamos 10 dias, o que foi perfeito , deu para fazer os passeios com calma , repetir as praias. Não aluguei bugue , andei de ônibus , táxi, a pé e até de carona. Achei o aluguel do bugue caro e se fica mais dias dá para fazer os passeios com calma. Recomendo a pousada ventos do Atalaia , ótimo custo beneficio, bem localizada , simples, mas com quarto confortável , um bom café da manhã . Fiz as trilhas de Atalaia curta e abreus , fui no icmbio, fiquei quase 3 horas na fila, chegando um pouco antes das 8 horas , na hora é cansativo , mas depois a gente até esquece. Como já foi falado , agendam para os próximos 3 dias . Depois de horas na fila se pode ir para a praia do boldro, ali do lado que logo já esquecemos a incomodação da fila. Gostei de ir caminhando até a baía dos porcos , saindo do boldro. Levei meu material de mergulho, máscara , snorkel e nadadeiras e não me arrependi. Segui a dica de no primeiro dia ir na baía do Sancho , maravilhoso. Se vê vida marinha abundante mergulhando com snorkel na piscina do Abreu, Atalaia, baía dos porcos e Sancho e tartarugas no sueste lugares maravilhosos , um por do sol mais lindo que o outro,( no mergulhão, bar do cachorro, praia do meio, forte do boldro, bar do gerson, praia da Conceição),as pessoas são muito queridas e atenciosas e os restaurantes são ótimos . Adorei o Xíca da Silva, Varanda,cacimba.
É tudo caro, sim, mas é o preço que se paga para estar no paraíso . E tem pousadas , restaurantes , passeios , com valores razoáveis até outros realmente caríssimos . Passando 10 dias pude intercalar passeios com muitas caminhadas, com dias tranquilos na praia da Conceição na barraca duda rei.
O passeio de barco e mergulho de cilindro também valem a pena. O do Porto é o mais em conta, certamente não é o melhor , mas um valor acessível para o batismo e um visual lindo.

Junior
JuniorPermalinkResponder

Vi que você responde todos kkkk
tira uma duvida:

Bem, vou me casar em Junho de 2019 (se Deus quiser), quero passar a lua de mel em Noronha. Mas tenho muito medo de pegar chuvas nos passeios, ou pior, ter algum cancelado por causa das chuvas.
Sabe me dizer se corro o risco de ser muito prejudicado pelas chuvas?

Não quero fazer o passeio de barco no meio da chuva, ou caminhadas na lama :/

Fico no aguardo, obrigado.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Junior! A recomendação para quem vai na época das chuvas é aumentar a permanência, para aumentar as chances de janelas de tempo aberto.

Não adianta ir à internet querer que alguém te garanta tempo bom o tempo todo.

A época seca em Noronha vai de agosto a fevereiro. Os meses com tempo bom e mar calmo são agosto e setembro.

Andrea
AndreaPermalinkResponder

Boa noite! V
ou semana que vem pra ilha, dia 28 até dia 6 de dezembro. Será que é época de chuva? Ruim pra pegar águas tranquilas? =/

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Andrea! É época de sol e ondas.

Fernanda
FernandaPermalinkResponder

Fernando de Noronha em MAIO é muito arriscado ?? Não mergulhamos / iremos com criança de 4 anos - O que me aconselha ?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Fernanda! É época de chuvas e de mar calmo. Fique uma semana para garantir aberturas de sol.

Anderson
AndersonPermalinkResponder

Não entendi muito bem, no post diz que a ilha tem limite de visitante de 700 por noite, eu já comprei minha passagem. Tenho que agendar a visita em algum site ?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Anderson! Não. A capacidade é usada para determinar a quantidade de vôos e dimensionar a capacidade de hospedagem. Não é preciso agendar a viagem, apenas pagar a taxa de permanência (antes de viajar ou ao chegar) e a taxa de visitação ao parque nacional (se você entrar na área do parque marinho).

Gustavo Rocha
Gustavo RochaPermalinkResponder

Olá. Gostaria de saber como é o mar em fevereiro. Sei que é período de ondas... mas isso se aplica para todas as praias? Não tem mar liso na ilha em fevereiro? Ondas são fortes ou somente na cacimba? Obrigado

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Gustavo! Ondas para surf ocorrem principalmente na Cacimba do Padre e na Conceição. Mas praias como o Sancho e a Baía dos Porcos ficam com mar turvo próximo à areia, e a praia do Cachorro desaparece, tomada por pedras.

Bruno Garcia
Bruno GarciaPermalinkResponder

Bom dia,

Pretendo ir a Noronha de 30/05 a 02/06/2019. Gostaria de saber se nesse período o mar esta muito escuro, aguas turvas? Sei que é época de chuva, mas da para fazer mergulho?
Gostaria de saber também a respeito das taxas de permanecia e entrada em Noronha.

Obrigado.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Bruno! O mar nesta época estará calmo e cristalino, com boas condições de mergulho. Leia sobre taxas no tópico "Como chegar", nesta página mesmo.

Lorena Bianchini

Olá, tudo bem? Gostaria de ir à Noronha no dia 09/03/19, mas ouvi falar que chove muito no inicio de março. Isso é verdade?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Lorena! É o início da época chuvosa. Pode chover muito, pode chover pouco, pode chover e abrir sol, pode até não chover. Mas se quiser mais garantia de tempo seco, vá na época seca, entre agosto e fevereiro.

Rafaela
RafaelaPermalinkResponder

Olá ! O que fazer em dias de chuva em Noronha ? Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Rafaela! Dá para fazer mergulho.

Anna Lúcia
Anna LúciaPermalinkResponder

Olá: de que ano são os parâmetros de preços das pousadas?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Anna Lucia! Os preços estão desafasados. As pousadas muito simples estão na faixa de R$ 350, as intermediárias vão de R$ 600 a R$ 900. O capítulo está sendo reformulado, a atualização deve entrar no ar ainda este mês.

Larissa
LarissaPermalinkResponder

Boa tarde!
Gostaria de saber se o mergulho de bastimo embarcado é melhor que o mergulho no Porto.
Grata!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Larissa! Os dois são bons. No porto será mais barato porque não há custo de transporte.

Carolina
CarolinaPermalinkResponder

Oi Bóia !
Pretendo ir no próximo carnaval, entre 01/03/19 e 06/03/19. Aqui vão 2 perguntas .
1 - tempo geralmente está como nesta época ?
2- carnaval lá é uma boa opção ? Considerando que quero “fugir” de Carnaval e tumulto. Da pra fazer passeio tranquilo?
Obrigada !!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Carolina! Fernando de Noronha, pela limitação do número de visitantes, sempre será razoavelmente tranqüilo. Mas no carnaval a ilha estará bem cheia para os seus próprios padrões, e o mar ainda não estará do jeito que você vê nas fotos. Você vai gastar um dinheirão para pegar o mar mexido. É bom para quem quer badalar e/ou surfar.

Sara Francine das Neves Soares

Olá, adorei o site e todas as dicas! Pelo que vi, agosto e setembro é a época que menos chove e que o mar estará mais cristalino e sem onda, é isso mesmo??? Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Sara! Agosto e setembro.

Jose
JosePermalinkResponder

Quanto ao ILHATUR fiz e achei muito válido, já que me levaram a locais que não iria se tivesse feito sozinho. Muitas dicas, locais para fotos. Fiquei 6 dias em Noronha .Descobri outros cantos mas achei fundamental.

Roberta Godinho

Fantásticas todas as dicas.
Tenho muita vontade de aprender a mergulhar e ver as maravilhas de Fernando dez Noronha. Gostaria de saber qual é o melhor mês: ABRIL (entre dias 03 e 20 de abril) ou OUTUBRO (entre dias 07 e 21 de outubro).
Poderia me ajudar?
Obrigada

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Roberta! Abril pode ter chuva, mas deve ter mar calmo. Outubro vai ter sol, mas pode ter mar mexido.

andrea carla
andrea carlaPermalinkResponder

estou indo em Setembro a Noronha pela primeira vez com minha filha de 7 anos e meu esposo. É necessário se hospedar perto da Vila dos Remédios ou da pra ficar um pouco mais afastado? Muitos hoteis que estou pesquisando tem a informacao que nao aceitam crianças. E tem a questao de ter mais opçoes de restaurantes, farmacias, etc. Também nao entendi se a entrada para o Parque Nacional tem que ser com antecedencia de tres dias junto ao ICMBio? Ou é só fazer o cadastro? É porque como ela é muito pequena ficar tres horas numa fila vai ser complicado.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Andréa! Não há problema em entrar nas áreas do parque nacional, basta comprar o ingresso. O que necessita reserva são algumas trilhas. A única que talvez vocês gostassem de fazer é a trilha da Atalaia, porque há um aquário natural na praia, ao fim da trilha. Os bairros mais centrais são Vila dos Remédios e Floresta Nova.

Paulo G
Paulo GPermalinkResponder

Ola Boia, devo ficar 5 dias na ilha, na sua opiniao quais sao seus Top 3 passeios, se vc fosse turista na ilha ?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Paulo! O Ricardo Freire recomenda ir nas praias no melhor momento de cada uma. Acha desnecessário o ilhatour. Recomenda as palestras do Ibama. Faça passeio de barco e batismo de mergulho, se estiver interessado.

https://www.viajenaviagem.com/2014/01/noronha-roteiro-praias/

Gabriela
GabrielaPermalinkResponder

Oi! Estou indo agora para Noronha no Carnaval.

Dúvidas:

- Chego por volta de 15h de sábado (02/03) e a ideia era comer algo rápido na pousada e seguir para um passeio de barco para ver o pôr-do-sol em algum lugar. Onde vocês recomendam? Aí podemos jantar mais tarde...

- Estou percebendo que o IlhaTour não é o mais vantajoso. no primeiro dia o ideal seria mesmo Mirante do Sancho e Baía dos Porcos? No post, está separado "Mirantes"das praias. Não seria melhor fazer tudo junto?

- Nunca mergulhei e seria especial fazer o batismo em Noronha. Pergunta: é trabalhoso? Ou legal?

- Por fim, queria fazer pelo menos uma trilha. Me interessei pela Atalaia( os complicadores de reservar; como lidar?) ou pela Capim-Açu. Alguma dica?

Obrigada

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Gabriela! Simplifique a sua chegada. Vá assistir ao pôr do sol em terra firme mesmo. Batismo é bacana. Para trilhas, o agendamento mudou. É preciso ir ao posto do ICM Bio no Boldró a partir as 15h para marcar uma trilha para 3 dias depois.

Maria Fernanda Caldeira

Olá!!!
Estou pensando em ir à Noronha final de Out/início de Nov. Vi que essa época o tempo é bom, mas o mar agitado. Minha pergunta é o quão agitado é. A ponto de não conseguir entrar no mar ou realizar o batismo e passeios de barco?
Vale mais a pena pegar uma pousada perto do centro ou o acesso ao mesmo é tranquilo mesmo ficando afastado (no caso de querermos sair para jantar, por exemplo)?
Muito obrigada!!!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Maria Fernanda! Ficar no centro (Vila dos Remédios ou Floresta Nova) sempre é mais prático. Os lugares de mergulho variam ao longo do ano, de acordo com a existência ou não de swell. O que pode acontecer é pegar um pouco de mar encrespado até o lugar de mergulho, se o swell estiver forte. Passeios comuns de barco normalmente saem, mas em caso de swell forte podem ser cancelados.

Lenisse Guimaraes

Ola,

Eu e meu marido vamos para Noronha no periodo de 05 de Dezembro 2019 a 10 de Dezembro de 2019. Meu marido pratica bodyboard e o intuito dele e ir pra surfar. Infelizmente essa e a unica data que podemos tirar ferias. Gostaria de saber se nessa epoca ja tem swell e qual a media da altura das ondas. Tentei pesquisar a media dos swells passados em Noronha em Dezembro mas nao encontrei nada na internet.

Agradeco desde ja a ajuda smile

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Lenisse! É época de swell, sim. Mas não somos especialistas em surf. Procure foruns de surfistas que você pode descobrir essa informação.

Lenisse Guimaraes

Obrigada smile com sorte pegaremos um swell legal

Fabiano
FabianoPermalinkResponder

Olá. Qual o site para que a gente já pague as taxas das diarias, alguém sabe?

Rosana Vitorino de Almeida

Boa tarde!!!
Gostaria de saber mais sobre o número de visitantes na ilha, irei em Agosto e já comprei a passagem.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Rosana! Se você comprou passagem, você está garantida.

Marcia Fabiani

Boa tarde!!!
Estou pensando em ir em Abril, chove muito nessa época? Vale a pena ou melhor escolher outro mês? Obrigada

Caroline Dias
Caroline DiasPermalinkResponder

Boa tarde !!
Pretendo ir a Noronha no final de Novembro, eu meu marido e dois filhos (9 e 7 anos).
Uma semana seria o suficiente para conhecer bem Noronha?
Você teria um cronograma bacana para a semana?
Desde já, obrigada !!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Carolina! Uma semana é o que recomendamos para uma primeira viagem. Nos próximos dias este capítulo estará inteiramente reformulado, incluindo roteiro dia a dia. Fique ligada.

Alexandre Fernandes

Olá, Bóia. Vc sabe se em algum local de Noronha é permitido a pesca de praia?
Ouvi falar que na praia do Porto é permitido, mas não tenho certeza. Desde já agradeço.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Alexandre! Quem responde é A Bóia. E permitida a pesca com vara fora do limite do parque nacional. A praia do Porto está fora do parque.

Igor Fonseca
Igor FonsecaPermalinkResponder

Olá. Estou em dúvida sobre como estaria o clima e as condições do mar em meados do mês de outubro (entre 15 e 20 de outubro). As condições de setembro (pouca chuva, mar transparente) são mantidas? ou é melhor antecipar a viagem para setembro?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Igor! Outubro tem pouca chuva mas já pode entrar swell. Vai depender da sorte.

Marcus Noccioli

Olá! Queria saber se quem foi recentemente para agendar a trilha do atalaia curta, qual o melhor horário para se chegar no agendamento, pois com a mudança de horário para as 15h não sei como ficou o movimento por lá.
Obrigado!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Marcus! O agendamento agora é feito em totens de auto-atendimento, entre 17h e 20h. A partir das 15h30 há a distribuição de senhas. Depois disso há a exibição de filmes no auditório para quem ficar esperando. Chegar às 15h provavelmente vai garantir uma senha para você. Ao chegar à ilha você terá informações mais precisas sobre isso.

De todo modo, vou compartilhar sua pergunta no Perguntódromo. Vai que algum leitor já tenha feito o agendamento no sistema novo... havendo resposta, aparecerá aqui.

Thais
ThaisPermalinkResponder

Quantos dias são ideais para uma estadia na ilha?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Thais! Nunca menos que 5 dias. Idealmente uma semana.

Tamiris
TamirisPermalinkResponder

Oi boia boa noite! Meu namorado acabou de comprar passagens pra Noronha do dia 15/5 a 22/5 que são as férias dele, já li mto sobre as chuvas nesse mês mas ele está irredutível a respeito do destino, o que vc acha do mês de maio é tão chuvoso assim?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Tamiris! É época de mar calmo. Ficando mais dias, é provável que haja suficientes aberturas de sol. Mas não dá para reclamar se chover muito.

Valéria
ValériaPermalinkResponder

Oi tudo bem eu gostaria de ir em julho pois é o mês de férias escolar das minhas filhas e minha ,será que é um mês bom para ir ou um mês ruim de aproveitar?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Valéria! É o finzinho da estação chuvosa, mas o mer estará calmo. Prigrame uma estada de 7 dias para garantir aberturas de sol.

Max
MaxPermalinkResponder

oi td bem ? vou pra noronha com minha esposa 04/04 a 09/04 gostaria de sabe se vc tem umas dicas para esses 5 dias pq como é pouco tempo iria ajudar muito.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Max! Ainda esta semana este guia estará bastante ampliado, volte para ver.

Mari
MariPermalinkResponder

As vias que saem da BR 363 e dão acesso às praias poderiam estar em bem melhores condições de conservação e sinalização. É preciso cautela ao ir com o bugre (aliás, a diária fica onerosa para apenas um casal, 300,00 + 10 litros de gasolina) e a pé pode ser uma boa caminhada para quem não está preparado.
Acesso à praia do Sancho exige cautela pois além da escada entre as rochas (não recomendando para idosos ou quem estiver muito acima do peso), vários degraus em pedras ainda estão por vir até que se chegue na areia mas vale cada esforço pois além da água ser incrivelmente cristalina, os cardumes nadam praticamente com os banhistas. Leve Snorkel e máscara (já levar na mala ao invés de alugar lá vale a pena) e se encante ainda mais ! O mergulho no Sueste para ver as (enormes) tartarugas tb é inesquecível. Pague aos mergulhadores locais (50,00) e vá sem esforço na carona da bóia, admirando a biodiversidade local.
Leve repelente para idas e vindas na trilhas ou à tardinha pela cidade.
Restaurantes são caros mas alguns pratos compensam. Frutos do mar gratinados e torta de jaca do restaurante Varandas são divinos. Açaí com cupuaçu ou sorvete de tapioca do Açaí Raízes são clássicos da ilha.
Pousada Morro do Pico. Bem localizada, bom enxoval e camas, ar split e equipe bem gentil.
Por do sol no Bar do meio já seria perfeito e ainda tem uma banda com forrozinho de ótima qualidade.
Os nativos de Noronha são super acolhedores e agregam uma energia única a natureza intocável deste paraíso !!!!

nilo vieira
nilo vieiraPermalinkResponder

Nunca fui a Noronha, mas a sua explicação e as dicas são excelentes.
Parabèns, ótimo trabalho

Elson
ElsonPermalinkResponder

Excelentes dicas e após 14 passadas por lá nos mais diversos meses, duas observações a acrescentar :
Realmente em Abril a possibilidade de chuva contínua durante o dia é uma realidade, mas como foram 11 dias de eatadia, não prejudicou tanto a estada e para quem vai a procura de praia piscininha ou com crianças ... A praia junto ao Porto é uma boa opção, somente em casos de swell pesado também é afetada.
Quanto a alimentação "mais em conta" além do Valdenio na vila dos 30 há o restaurante Jacaré na vila dos remédios que oferece "buffet" simples no almoço (cuidado com horário de encerramento às 14hs ou fim de opções ) por preço de lanches em outros locais. Também bom lembrar que alguns itens plásticos estão sendo proibidos na ilha onde a fiscalização ambiental funciona mesmo.

Bóia de férias. Só voltaremos a responder perguntas que forem postadas a partir de 3 de junho. Relatos e opinões continuarão sendo publicados.
Cancelar