Foz do Iguaçu

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Foz do Iguaçu: onde comer e beber

Nos últimos anos, Foz do Iguaçu evoluiu bastante à mesa. Novos restaurantes, com ares cosmopolitas, renovaram uma cena gastronômico que era marcadamente interiorana. Os bares também se modernizaram, de modo que hoje não é mais preciso ir a Puerto Iguazú para curtir a noite. As parrillas das churrascarias argentinas, porém, continuam valendo a viagem.

Onde comer em Foz do Iguaçu | Restaurantes em Foz | Restaurantes em Puerto Iguazú | Bares & balada |

  • Restaurantes em Foz do Iguaçu

Os horários de funcionamento estavam corretos no momento da publicação. Mas sempre vale a pena confirmar no Facebook do restaurante (está sempre linkado no texto) o horário atualizado.

Castelo Libanês

Onde comer em Foz do Iguaçu: Castelo Libanês

Abriu em 2012, mas pelo jeitão do lugar você pode achar que está lá há uns 30 anos. E é bom que seja assim. O Castelo Libanês é provavelmente o mais autêntico do Brasil na sua especialidade. Estrategicamente localizado nos arredores da Mesquita, é freqüentado pela numerosa comunidade árabe da cidade. Os pratos são os clássicos da cozinha libanesa que você conhece -- homus, babaganouch, kibes cru e frito, kafta, shawarma, charutinhos de folha de uva, arroz com lentilhas --, só que preparados sem concessões ao paladar brasileiro. Ah, sim: por motivos religiosos, não serve bebidas alcoólicas. O Castelo Libanês não fecha entre o almoço e o jantar: dá um ótimo almoço tardio para o dia em que você for a Itaipu. Fecha 2ª. (Vinícius de Moraes, 520, tel. 45 3526-1218)

Bendito

Onde comer em Foz do Iguaçu: Bendito

Vistoso e bem-montado, o Bendito é uma das novidades de Foz: abriu em outubro de 2017 numa transversal da Jorge Schimmelpfeng. O cardápio tem sotaque brasileiro, sobretudo na parte dos petiscos. Os bolinhos podem ser de mandioca com costela, de abóbora-cabotiá com carne seca ou de pamonha (ou ainda de bacalhau, se você for tradicional). Escondidinhos? A pedida diferente é um escondidinho de ragu. No capítulo carnes, o Bendito serve cortes como bife ancho, picanha, T-Bone e costela acompanhados de farofa e vinagrete. Se quiser manter o tema brazuca, peça o tropeiro com lingüiça e couve. Há também risotos (incluindo um de palmito). Entre as sobremesas, churros com doce de leite. Abre de 2ª a 6ª às 18h; sábado e domingo funciona no almoço e no jantar. (Marechal Deodoro, 826, tel. 45 3029-7373)

Empório com Arte

Onde comer em Foz do Iguaçu: Empório com Arte

Uma casinha de madeira na av. das Cataratas, que funciona também como loja de móveis e presentes, serve de cenário para o bistrozinho (e café) mais fofo da cidade. O cardápio do Empório com Arte é enxuto e despretensioso, mas os pratos são bem-feitos e se beneficiam do astral gostoso da sala e da simpatia do staff. Comece com um mix de pastéis (entre eles, de angu). Emende com o (substancioso) bife à cavalo ou o pato confit. Querendo pegar leve, tem panquecas e também um frango ao curry com legumes. Suspenda temporariamente a dieta na prorrogação: as tortas são irresistíveis. Abre diariamente às 15h. (av. das Cataratas, 569, tel. 45 3572-4240).

Eden Steak Garden

Onde comer em Foz do Iguaçu: Eden Beer

Chopp artesanal, grelhados bem executados e um atendimento cheio de bossa fizeram do Eden Steak Garden um sucesso instantâneo desde a abertura, em abril de 2017, no trecho boêmio da av. das Cataratas. O Eden se inspira nos Biergärten alemães, com mesas comunitárias e bancos inteiriços. (Mas existem igualmente mesas menores dotadas de cadeiras com encosto.) A Alemanha comparece também nos petiscos -- salsichas bock e branca, Eisbein, e duas variantes tedescas do steak tartare: Hackepeter e carne de onça. Entre os grelhados, servidos com legumes e batatas rústicas, T-bone steak, prime rib e bife ancho, com quatro pontos de cozimento à escolha (além de uma ótima costelinha de porco). O chopp da casa é produzido pela microcervejaria Eden, de Maringá, que é sócia no projeto. Na carta, pilsen, red lager, ipa, apa, dunkel, witbier, weizen e lançamentos sazonais, em tulipas de 300 ml ou canecas de 500 ml e 1 litro. De sobremesa, experimente a cuca de uva. E talvez você goste de saber que, à diferença dos bares da Jorge Schimmelpfeng, na trilha sonora do Eden não entra música sertaneja (os outros sócios são os donos do Zeppelin Old Bar, onde o rock e a música indie imperam). Abre diariamente às 17h. (av. das Cataratas, 480, tel. 45 3027-5599)

Indian Lounge

Onde comer em Foz do Iguaçu: Indian Lounge

É tão raro encontrar restaurantes indianos no Brasil que, ao encontrar um, não dá pra não destacar. Os donos do Indian Lounge são indianos que moram em Foz, e importaram cozinheiros do seu país. O ambiente é sofisticado. Os detalhes típicos -- estatuetas de divindades, arcos indianos separando os ambientes e fotos de paisagens da Índia nas paredes -- conferem charme, sem descambar para o folclórico. Caso seja a sua primeira vez nessa culinária, recomendo começar compartilhando samosas vegetarianas (pasteizinhos indianos acompanhados por chutneys) ou o patiala, um mix de entradinhas. Depois, peça um prato com curry (como o chicken tikka masala, o rogan josh de cordeiro ou o vindaloo de frango, especialidade de Goa) e um biryani de legumes (o risoto indiano). Acompanhe com um naan, o delicioso pão feito no forno tandoor (experimente o naan de alho). As porções vêm à mesa servidas em cumbuquinhas de metal; não são grandes, mas são ótimas para compartilhar. Um curry e um arroz dão bem justo para duas pessoas; mas se estiver no embalo, aproveite para pedir algum acompanhamento vegetariano, como grão de bico, lentilha ou paneer (queijo branco indiano). Quanto à 'picância', você determina se vai arder ou não. Na minha vez, pedi ardido mas precisei pedir pimenta à parte. De vez em quando há apresentação de dança indiana à noite; consulte o Facebook do restaurante. Funciona de 2ª a sábado a partir das 17h; domingo a partir do meio-dia.(Belarmino de Mendonça, 1165, tel. 45 3025-7171)

Vó Bertila

Onde comer em Foz do Iguaçu: Vó Bertila

Convenientemente próxima a muitos hotéis do centro de Foz, a (concorridíssima) cantina Vó Bertila transporta você para uma casa de família italiana da 'colônia'. Todos os campeões de audiência da culinária da Bota estão no cardápio: bruschettas, massas, porpetta, lasanha, nhoque -- e pizzas de massa fina. A sobremesa é a que foi adotada no Sul pelos imigrantes italianos: sagu com creme. Se não quiser enfrentar fila, chegue até as 19h ou reserve. Abre diariamente às 18h30. (Bartolomeu de Gusmão, 1116, tel. 45 3028-0170)

BadAss Café

Escondidinho na área central, o BadAss Café exala uma vibe de coffee shop do Brooklyn. O lounge tem sofás e poltronas fofos, perfeitos para bater papo ou ler um livro. O wifi potente permite levar o notebook para trabalhar numa das mesinhas. E nos dias quentes, dá para aproveitar o pátio. Além do básico de cafeteria -- café preparado de todo jeito, bolos, sandubas -- também serve petiscos veganos e cerveja. No inverno tem a temporada de caldos. Abre de 2ª a 6ª às 14h; domingo às 17h. (Patrulheiro Venanti Otremba, 439, tel. 45 3029-2200)

Mais restaurantes

Onde comer em Foz do Iguaçu: La Strega

La Strega

Também próximo a vários hotéis do Centro, o La Strega ('A Bruxa') tem decoração excêntrica e cardápio eclético. O destaque são as ostras e a carta de espumantes nacionais a bons preços. Como prato principal, escolha um dos risotos. Abre de 2ª a sábado às 18h. Domingo, só almoço. (Edmundo de Barros, 458)

A cantina Vô Luiz é outra que combina massas e pizzas. Se a fila da Vó Bertila estiver muito grande, atravesse a rua -- o Vô Luiz fica na outra calçada, um pouco adiante. Abre para almoço (buffet) e jantar -- menos 3ª (só almoço) e domingo (só jantar). (Bartolomeu de Gusmão, 1089, tel. 45 3028-1209)

A cozinha preferida da garotada -- a japonesa -- está (numericamente) bem representada em Foz, sobretudo no trecho da muvuca da Jorge Schimmelpfeng. Não espere nada muito tradicional -- como em todo lugar do Brasil atualmente, os japas de Foz carregam no cream cheese, frituras e molho teriyaki adocicado. Alguns têm uma pegada fusion asiática, como o Yuu Asian Bar (av. Jorge Schimmelpfeng, 208, tel. 45 3029-1239) e o combo de restaurante e baladinha Taj (Marechal Floriano, 799, tel. 45 3523-5373) -- filial da rede com casas também em Balneário Camboriú e Brasília. O Sushi Hokkai (Marechal Deodoro, 544, tel. 45 3574-6666) tem buffet no almoço e rodízio nas noites de 3ª e 4ª. Já o Club Maki (Almirante Barroso, 911, tel. 45 99941-6574), na rua do hotel Ibis, atrai os mais jovens com rodízio todos as noites.

Muitos restaurantes (e bares) servem bons cortes de carne. Mas se a sua fome for de rodízio, então vá ao Búfalo Branco, a mais tradicional churrrascaria de Foz. (Engenheiro Rebouças, 530, tel. 45 3523-9744)

E para um jantar de sabor árabe sem precisar ir até o Castelo Libanês, passe na lanchonete Beduíno's, que fica numa transversal da Jorge Schimmelpfeng. Abre às 18h (fecha 2ª). (Marechal Deodoro, 755, tel. 45 3028-1910)

Onde comer em Foz do Iguaçu: Falls Food Park

Falls Food Park

Foz também tem seu pátio de food trucks, o Falls Food Park. Fica mais para o final da av. das Cataratas, bem adiante do trecho do hostel Tetris. Tem de tudo: japa, pizza, burgers, espetinhos, comida chinesa, mexicana, baked potato, churros... (av. das Cataratas, 858, tel. 45 3028-1080)

Turísticos

A Noite Italiana do hotel Bella Itália é praticamente um programa fixo no roteiro de Foz -- hoje as cataratas, amanhã Itaipu, depois de amanhã compras no Paraguai e depois Noite Italiana. Chega a ser vendido como passeio por algumas agências de ingressos. A R$ 85 por pessoa, o restaurante oferece mesa de antipastos, buffet de salada e pratos quentes (incluindo risotos), rodízio com 10 tipos de massas, buffet de queijos e de sobremesas. É servido nas noites de 3ª a sábado -- para garantir seu lugar, reserve. (av. República Argentina, 1700, tel. 45 3521-5000)

Onde comer em Foz do Iguaçu: churrascaria Rafain

Rafain Churrascaria

Na saída da cidade para a rodovia das Cataratas, a Churrascaria-Show Rafain é um programa noturno que combina um show folclórico com rodízio de carnes (e seu buffet de saladas e acompanhamentos). Mas os garçons não circulam com os espetos pelo salão: é preciso ir até a churrasqueira (quantas vezes quiser) e escolher o seu corte. O show traz danças e ritmos de quase todos os países da América do Sul. O ponto alto, disparado, é a parte relativa ao Paraguai. A casa abre às 19h30 e o show em início perto das 21h. As apresentações acontecem de 2ª a sábado. Reserve. (av. das Cataratas, 1749, tel. 45 3523-1177).

  • Restaurantes em Puerto Iguazú

Uma esticada gastronômica a Puerto Iguazú com intenções carnívoras é de lei. Nenhum visitante de Foz do Iguaçu deveria sair sem provar a carne argentina, da maneira como é cortada e assada do outro lado da fronteira.

Até pouco tempo atrás, três restaurantes monopolizavam o interesse dos brasileiros.

Onde comer em Puerto Iguazú: El Quincho del Tío Querido

Tío Querido

  • El Quincho del Tío Querido é o mais turístico -- graças aos shows que acontecem todas as noites. Entre domingo e 4ª, apresentam-se violeiros argentinos. Toda 5ª, 6ª e sábado, os violeiros fazem o esquenta de um show de tango com um casal de dançarinos. O Quincho também abre no almoço (de 3ª a domingo), mas em horário apertado: do meio-dia às 14h. (av. Presidente Juan Domingo Perón esquina Caraguatá, tel. 0054 3757 42-0151)

Onde comer em Puerto Iguazú: La Rueda

La Rueda

  • O La Rueda é a casa mais tradicional da cidade. Em noites quentes, peça uma mesa na varanda. Abre diariamente, sem interrupção entre almoço e jantar. (av. Córdoba, 28, Puerto Iguazú, tel. 0054 3757 42-2531)

Onde comer em Puerto Iguazú: Aqva

Aqva

  • Do trio de clássicos, o Acqva é o mais novo. Tem também o cardápio mais diversificado, com massas e peixes de rio. Abre diariamente, sem interrupção entre almoço e jantar. (av. Córdoba esquina Carlos Thays, Puerto Iguazú, tel. 0054 3757 42-2064)

O novo hype de Puerto Iguazú, porém, é The Argentine Experience. O conceito veio importado de Buenos Aires, onde faz grande sucesso (é um hit absoluto do TripAdvisor). No máximo 30 comensais por noite se encontram num speakeasy (restaurante escondido, sem nome na porta, como na época da lei seca nos Estados Unidos) para um jantar-aula em 6 tempos que procura passear pelas principais tradições gastronômicas argentinas. Primeiro há uma sessão de drinks à base de vinho, seguida por uma demonstração de como fazer uma empanada (com degustação depois, claro). Na seqüência, queijos e embutidos argentinos (não deixe de experimentar o matambre). O prato principal é um bife de lomo, filé alto, servido rosado por dentro, acompanhado de legumes assados. Na hora da sobremesa você vai aprender a fazer seu próprio alfajor, e para encerrar, vai ser apresentado à técnica de preparar um bom mate. É preciso reservar -- seja diretamente, seja pelas agências de passeio. Os participantes são esperados para as 19h30 -- note que, no verão, a Argentina está 1 hora atrasada em relação ao Brasil. A experiência é conduzida em português toda 3ª, 6ª e sábado. Na 2ª, 4ª e 5ª a experiência é conduzida em inglês. Não funciona domingo. (av. Brasil, 57, Puerto Iguazú, tel. 0054 9 3757 54-0018)

  • Bares & balada

Av. Jorge Schimmelpfeng

Onde beber em Foz do Iguaçu: Capitão Bar

Capitão Bar

A av. Jorge Schimmelpfeng é o pólo da botecagem e da balada, digamos, mainstream.

A esquina mais concorrida da cidade é o Capitão Bar (av. Jorge Schimmelpfeng, 288, tel. 45 3572-1512), com telões passando esporte e música ao vivo em algumas noites.

O Rafain Chopp (av. Jorge Schimmelpfeng, 450, tel. 45 3523-5373) funciona colado à balada sertaneja Woods (av. Jorge Schimmelpfeng, 450, tel. 45 3523-5373).

Querendo uma experiência mais old-school, prestigie o tradicionalíssimo Biergarten, praticamente uma instituição de Foz. Peça a picanha na pedra. (av. Jorge Schimmelpheng, 550, tel. 45 3523-3700)

Mas se a idéia for beber (comer, também) e dançar no mesmo lugar, considere então o restaurante-bar-baladinha Taj (Marechal Floriano, 799, tel. 45 3523-5373).

Mas na minha opinião o bar mais interessante do centro é o pequeno Europa Bar, cujo forte é a carta de drinks. Veja no Facebook do bar a programação de noites temáticas -- do mojito, do gin-tônica, open bar de shots... (av. Jorge Schimmelpfeng, 693, tel. 45 9922-7108)

Av. das Cataratas

O trecho da av. das Cataratas nas imediações do hostel Tetris concentra a cena alternativa de Foz.

Por ali estão o bar de drinks Ostra Bêbada (av. das Cataratas, 475, tel. 45 3027-7905), o armazém de cervejas Zeppelin Old Bar, reduto da música indie, com 'comida roqueira', apresentações ao vivo e, na 4ª feira, DJ -- fecha domingo e 2ª. (Major Raul de Matos, 222, quase esquina av. das Cataratas, tel. 45 3523-1804)

Puerto Iguazú

A noite de Puerto Iguazú acontece na av. Brasil e arredores.

O Zythum Resto Beer abre cedo para o happy hour e vai até de madrugada, com música ao vivo em algumas noites. (av. Brasil, 193, tel. 54 3757 42-0835)

A balada Cuba Libre é a mais carismática de Puerto Iguazú. Funciona todos os dias a partir das 23h, mas -- como em Buenos Aires -- o bicho só pega lá pelas duas da manhã. (av. Brasil esquina av. Paraguay, tel. 0054 9 3757 61-0555)

A área oferece várias opções para um esquenta -- desde as barraquinhas da Feirinha, no final da av. Brasil, que vendem cerveja de garrafa baratinha, a restaurantes como o Quita penas, bom para pedir 'picadas' (av. Brasil, 126, tel. 0054 3757 45-8223), o Sushi Sin (av. Brasil, 172, tel. 0054 3757 43-3474) e o eclético Te amaré Maitena, que apresenta show de tango 2ª, 3ª, 5ª, 6ª e sábado; 4ª é Ladies' Night, com 50% de desconto para mesas só de mulheres. (av. Brasil esquina Perito Moreno, tel. 0054 3757 42-356)

Nenhum comentário, deixe o primeiro!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar