O que fazer em Foz do Iguaçu: Catataras brasileiras

Guia de Foz do Iguaçu

O que fazer em Foz do Iguaçu

Cataratas (no lado brasileiro e no lado argentino), Itaipu, Parque das Aves, Marco das 3 Fronteiras, compras no Paraguai: Foz do Iguaçu tem atrações suficientes para vários dias de passeios. Veja como aproveitar sua viagem desde o dia da chegada com os nossos roteiros práticos que organizam o que fazer em Foz do Iguaçu:

Foz do Iguaçu na pandemia

As atrações do lado brasileiro estão praticamente todas abertas. Da nossa lista, apenas o Circuito Especial de Itaipu e o Iporã Lenda Show estão suspensos temporariamente.

A fronteira do Paraguai está aberta, mas apenas para compras em Ciudad del Este. Não é possível visitar as missões de Trinidad e Jesús.

A fronteira entre Foz do Iguaçu e Puerto Iguazú reabriu dia 27 de setembro. Veja as exigências de entrada na Argentina aqui.

A Bóia recomenda

*Passeios temporariamente inviabilizados pelo fechamento das fronteiras

Quantos dias em Foz do Iguaçu?

quantos dias em Foz do Iguaçu

Para visitar o essencial de Foz do Iguaçu você vai precisar de 3 dias inteiros. Nesses dias você vai aos dois lados das Cataratas, ao Parque das Aves, a Itaipu e ao Templo Budista.

Se você tiver entre 4 e 7 dias, além de cobrir o básico, vai enriquecer sua viagem com passeios e atividades que tenham a ver com seu perfil: compras, programas para fazer com crianças, um segundo dia no parque argentino, uma esticada às Missões paraguaias e argentinas — ou simplesmente aproveitar a estrutura do seu hotel estilo resort.

Como comprar ingressos

O que fazer em Foz do Iguaçu: como comprar ingressos

Você pode comprar ingressos na bilheteria das atrações em Foz do Iguaçu, nos sites das atrações, nos sites das agências e também no seu hotel, onde certamente haverá um posto avançado de alguma agência no saguão da recepção. Algumas agências também vendem transporte compartilhado às atrações.

Nossa parceira Easy Travel Shop vende ingressos, passeios e trânsfers em Foz do Iguaçu em até 10x sem juros.

Caso você compre ingressos online, preste atenção nas condições. Algumas agências e atrações requerem que você imprima o voucher para levar. Peça para imprimir na recepção do seu hotel.

O parque argentino das Cataratas só vende ingressos na bilheteria. O parque não aceita reais: é preciso pagar em pesos ou com cartão de crédito. O passeio Gran Aventura, porém, é vendido pelas agências no Brasil em reais.

Você pode procurar também por combos de trânsfer compartilhado+ingresso para o parque brasileiro das  Cataratas e também combos de trânsfer compartilhado+ingresso para o parque argentino (leia com atenção as observações sobre documentação necessária para cruzar a fronteira).

Há pacotes de ingressos com desconto oferecidos pelas atrações. O Passaporte 3 Maravilhas cobre as Cataratas brasileiras, o Marco das 3 Fronteiras e a visita panorâmica a Itaipu (é vendido no site e nas bilheterias das três atrações).

O Passaporte Dreams vale para o complexo Dreamland (museu de cera, Vale dos Dinossauros, Maravilhas do Mundo e Dream Ice Bar) e é vendido no site do complexo e nas bilheterias das atrações.

Precisa comprar ingressos com antecedência?

Compre com antecedência o ingresso do Macuco Safari, porque o número de visitantes por dia é limitado.

Os passeios de Itaipu também devem ser comprados antes, porque têm hora marcada. Se você chegar a Itaipu sem ingresso, talvez não consiga pegar a próxima saída do passeio desejado.

Se você vai para as Cataratas argentinas de transporte compartilhado, também vale a pena reservar alguns dias antes para garantir o seu lugar no transporte.

Roteiros dia a dia em Foz do Iguaçu

Dia 1

Dia 2

Atenção: a fronteira argentina está fechada

Dia 3

Clique no nome da atração para ver os detalhes

→ Selecione seus passeios em Itaipu

→ Na ida ou na volta, visite o Templo Budista

→ À noite, se for fã do gênero, assista a um show folclórico

Mais dias em Foz do Iguaçu

Clique no nome da atração para ver os detalhes

Compras
→ Veja a página Compras no Paraguai e Argentina

Outros passeios com crianças
Dreamland
Parque dos Dinossauros
Supercarros
Parque Aquático Acquamania
Maravilhas do Mundo

Foz do Iguaçu do alto
Sobrevôo de helicóptero
FlyFoz

Ecoturismo em Foz do Iguaçu
Trilha do Poço Preto
Observação de aves
Safári na selva (Argentina)

Foz do Iguaçu árabe
Mesquita Omar Ibn Al-Khattab

Noite
→ Cassino
Bares de gelo
Show folclórico

Missões
San Ignacio Miní (Argentina) e Trinidad (Paraguai)

Mapa e índice de atrações

A | Acquamania
B | Bares de gelo
C | Cassino | Cataratas argentinas | Cataratas brasileiras | Compras
D | Dreamland
F | Feirinha | FlyFoz
G | Gran Aventura |
I | Itaipu
M | Macuco Safari | Maravilhas do Mundo | Marco das 3 Fronteiras | Mesquita | Missões
P | Parque das Aves
S | Shows folclóricos | Sobrevoo de helicóptero | Supercarros
T | Templo Budista
V | Vale dos Dinossauros

Acquamania

Acquamania

Anexo ao hotel Panorama Foz, que fica pertinho da Ponte da Amizade, o Acquamania é um parque aquático de pequeno porte. Não chega a ser um Beach Park, mas quebra o galho num dia de calor. As águas não são termais, por isso o parque funciona apenas de outubro a março. Hóspedes do hotel Panorama Foz têm acesso gratuito ou pagam uma pequena taxa para freqüentar o parque durante a sua estada (depende do tipo de diária e do canal de venda).

Aparece em: Roteiro Mais Dias

Informações práticas

Bares de gelo

O que fazer em Foz do Iguaçu: Icebar Iguazú

Aparece em: Roteiro Dia 2 | Roteiro Mais Dias

Atenção: fronteira argentina fechada devido à pandemia

O que há alguns anos era apenas uma curiosidade do lado argentino — um bar de gelo em plena ‘selva’ (os argentinos realmente pensam na província de Misiones como a Amazônia deles) — virou uma categoria com vários concorrentes. São dois bares de gelo na região: um deles, no Brasil.

O que fazer em Foz do Iguaçu: Dreams Ice Bar

O esquema é o mesmo em todos. O ingresso dá direito a passar meia hora numa câmara de gelo com temperaturas negativas e open bar. Casaco térmico, luvas e gorro estão incluídos (mas vá com jeans comprido e calçado fechado, senão você vai congelar). O bar serve coquetéis adocicados, destilados e refrigerantes. Você pode beber o quanto quiser — isto é, dependendo da agilidade dos bartenders em atender os pedidos. Se for ao icebar argentino, aproveite para experimentar Fernet con Coca, o drink oficial da garotada hermana (tipo assim a catuaba deles). Fernet é um bitter feito de ervas que é meio intragável puro, mas a combinação com Coca fica… ahn… curiosa.

Informações práticas

Cassino na Argentina

Aparece em: Roteiro Mais Dias

Atenção: fronteira argentina fechada devido à pandemia

O Cassino de Puerto Iguazú fica na entrada da cidade, ainda à beira da estrada. Se não fosse a aduana, estaria a 10 minutinhos do início da estrada das Cataratas. Táxis de Foz cobram entre R$ 50 e R$ 60 para levar até lá; você pode combinar a volta ou um dos remises de Puerto Iguazú, que cobram a mesma coisa (e em reais). NO cassino abre todos os dias a partir da tarde. De vez em quando shows de grandes atrações nas noites de 6ª e sábado (veja a programação na página do cassino no Facebook). Não se paga nada para entrar. Menores de 18 anos não entram.

Informações práticas

Cataratas argentinas

O que fazer em Foz do Iguaçu: Cataratas argentinas

Aparece em: Roteiro Dia 2

Atenção: fronteira argentina fechada devido à pandemia

O parque argentino tem mais atrativos que o brasileiro: são três circuitos essenciais (e mais o Gran Aventura, para quem quer uma experiência mais radical que o Macuco Safari). É um parque mais selvagem, onde você está o tempo todo na mata e chega muito perto de várias quedas. O circuito brasileiro tem mais beleza; o argentino, mais adrenalina.

Veja nosso guia completo das Cataratas argentinas clicando aqui.

Informações práticas

Cataratas brasileiras

O que fazer em Foz do Iguaçu: Cataratas brasileiras

Aparece em: Roteiro Dia 1

As Cataratas brasileiras são muito fáceis de visitar. O parque brasileiro é privilegiado no quesito cartão-postal: as suas melhores fotos serão daqui. Mas como o circuito panorâmico é relativamente curto, toma pouco tempo. Indo devagar, parando bastante para fotografar, e tomando um banho caprichado de spray na passarela, você deve completar o circuito em pouco mais de 90 minutos.

Veja nosso guia completo das Cataratas brasileiras clicando aqui.

Informações práticas

Compras no Paraguai e Argentina

Aparece em: Roteiro Dia 2 | Roteiro Mais Dias

Atenção: a fronteira com o Paraguai foi reaberta. A fronteira com a Argentina segue fechada.

O que fazer em Foz do Iguaçu: compras no Paraguai

Para muitos visitantes, a possibilidade de fazer compras no Paraguai e na Argentina é um dos maiores atrativos de Foz do Iguaçu.

O Paraguai tem shoppings e grandes lojas de rua — e nas ruas, um ambiente parecido com o da região da rua 25 de Março em São Paulo.

Como contraponto, a Argentina entra com um free-shop de padrão internacional, mercadorias sempre legítimas, mas preços menos atraentes.

Veja todos os prós e contras das compras em cada um dos países, mais informações práticas como horários, como chegar e que moeda levar, no nosso guia de compras no Paraguai e na Argentina.

Dreamland

Dreamland Museu de Cera

Aparece em: Roteiro Mais Dias

O Dreamland é o museu de cera à brasileira. Tem estátuas de personalidades estrangeiras e brasileiras, além de personagens não-humanos de filmes e desenhos. O resultado, como no museu de Gramado, é irregular — algumas figuras são imediatamente reconhecíveis, outras precisam da legenda de identificação. Whoopy Goldberg, Ayrton Senna, a Rainha Elizabeth e Amy Winehouse estão perfeitos. A garotada vai gostar de tirar foto com o E.T., Bob Esponja e Homer Simpson.

Informações práticas

Feirinha de Puerto Iguazú

Feirinha de Puerto Iguazú

Aparece em: Roteiro Dia 2

Atenção: fronteira argentina fechada devido à pandemia

No final da av. Brasil, no centro de Puerto Iguazú, stands vendem produtos artesanais argentinos que dão bons souvenirs. Alguns pontos também funcionam como bar, com cerveja barata de litrão e petiscos argentinos (ficam concorridos na hora do esquenta para a night). Funciona a partir do meio da tarde.

Gran Aventura

Gran Aventura

Aparece em: Roteiro Dia 2

Atenção: fronteira argentina fechada devido à pandemia

É a versão argentina do Macuco Safari: um passeio de bote no leito do rio Iguaçu, até perto das quedas.

O esquema é parecido, mas o passeio argentino é bem mais radical que o brasileiro: é mais arriscado, também. Só maiores de 12 anos podem embarcar.

Leia tudo sobre o Gran Aventura no nosso guia completo das Cataratas argentinas clicando aqui..

Informações práticas

Itaipu

Itaipu

Aparece em: Roteiro Dia 3

Segunda maior hidrelétrica do mundo em capacidade instalada e primeira na produção de energia (a chinesa Três Gargantas é maior, mas produz menos energia), Itaipu se tornou nos últimos anos um dos motores (ops) do turismo de Foz do Iguaçu.

O menu de passeios é extenso e, se você quiser fazer todos, pode passar o dia inteiro na usina. O Centro de Visitantes é super bem-organizado e tem uma pequena rodoviária de onde saem os ônibus para os passeios. Os ingressos são vendidos com hora marcada.

Há dois passeios principais para escolher:

  • A Vista Panorâmica é o passeio-padrão, que leva até a área da barragem. O guia explica os fundamentos da geração de energia e você tem a chance de ver a usina de vários ângulos. Duração: 2 horas
  • O Circuito Especial é o único passeio que leva ao interior da usina, vendo de perto as turbinas e a sala de controle. É preciso ter 14 anos para fazer o passeio. Duração: 2h45 (atenção: suspenso por causa da pandemia)

Os demais passeios são acessórios. Faça o que lhe apetecer, mas sabendo nenhum deles é essencial à visita.

  • O Ecomuseu usa muita tecnologia (e uma enorme maquete) para contar a história da região desde o período jurássico, e para mostrar como foi feita a construção da (então) maior usina hidrelétrica do mundo. Duração: livre (estime ficar uns 45 minutos)
Refúgio Ecológico, Itaipu
  • O Refúgio Ecológico é um passeio que leva a uma reserva de mata protegida desde a construção da barragem. Ali você vai ser conduzido por um biólogo por uma trilha onde conhecerá exemplares da mata atlântica e verá animais que foram resgatados no entorno da usina e que não têm mais condições de viver na natureza. A caminhada, com muitas paradas e feita quase toda à sombra, leva cerca de 1 hora. O passeio funciona principalmente como RP da usina (mostra como a companhia é ecologicamente correta). Duração total, com traslados: 2 horas e meia
  • O evento da Iluminação da barragem acontece apenas na 6ª e no sábado. O passeio noturno é igual ao da Visita Panorâmica, com o bônus de ver a usina dramaticamente iluminada. Duração: 1h30 (atenção: suspenso devido à pandemia)

Informações práticas

Macuco Safari

O que fazer em Foz do Iguaçu: Macuco Safari

Aparece em: Roteiro Dia 1

É o complemento perfeito à trilha panorâmica das Cataratas brasileiras: você é levado de bote, pelo leito do rio Iguaçu, até pertinho das quedas dos Três Mosqueteiros.

Você pode escolher entre o passeio com emoção (e molhação) e o sem emoção (em que todo mundo volta sequinho). A Argentina tem uma versão mais radical (o Gran Aventura), mas o Macuco Safari é o único em que crianças de qualquer idade podem embarcar.

Leia tudo sobre o Macuco Safari no nosso guia completo das Cataratas brasileiras clicando aqui.

Informações práticas

Maravilhas do Mundo

O que fazer em Foz do Iguaçu: Maravilhas do Mundo

Aparece em: Roteiro Mais Dias

Uma coleção de maquetes de lugares famosos ao redor do mundo: assim é o Maravilhas do Mundo. Miniaturas da Torre Eiffel, da Torre de Pisa, do Taj Mahal, da Praça Vermelha, da Casa Branca, do Big Ben e de outros ícones proporcionam uma volta ao mundo em poucas salas. A iluminação, um tanto escura, aumenta a beleza das maquetes mas prejudica o resultado das selfies.

Informações práticas

Marco das 3 Fronteiras

O que fazer em Foz do Iguaçu: Marco das 3 Fronteiras

Aparece em: Roteiro Dia 2

Cada uma das cidades da tríplice fronteira tem seu marco — uma espécie de obelisco — erguido num local que possa ser visível (com binóculos…) dos outros países. Há alguns anos, o marco brasileiro foi concedido à Cataratas S.A. (a mesma administradora do parque nacional), que transformou o lugar num parque temático.

Uma cidade cenográfica reproduz, com competência, o que seria uma missão jesuítica. Uma das edificações é um cinema, onde passa em sessões contínuas um curta-metragem sobre a região, os índios guaranis e a chegada dos europeus.

Depois que escurece há um show de fonte luminosa e, de 3ª a domingo, entre 20h e 20h30, um espetáculo folclórico com dançarinos de Brasil, Argentina e Paraguai.

Há um restaurante no local, mas se eu fosse você, deixava para jantar na cidade.

Num futuro próximo, será erguido um mirante elevado que vai permitir observar toda a região das três fronteiras. Um passeio de barco (sem nenhum desembarque) também está nos planos da concessionária.

Informações práticas

Mesquita Omar Ibn Al-Khattab

O que fazer em Foz do Iguaçu: Mesquita

Aparece em: Roteiro Mais Dias

Existem estimativas de que até 10% da população brasileira têm alguma ascendência sírio-libanesa. Os imigrantes originais, no entanto, eram cristãos. Em todo o Brasil, a comunidade árabe de religião muçulmana é quase invisível. Mas não em Foz do Iguaçu. Aqui existe uma colônia árabe de imigração mais recente, que segue o islamismo.

Se você tem uma manhã ou tarde livre, pode fazer um programa duplo que combina uma visita à Mesquita de Foz com um almoço ou jantar no Castelo Libanês, um dos melhores do Brasil na especialidade.

Com sua cúpula arredondada e seus dois minaretes, a Mesquita Omar Ibn Al-Khattab é uma construção que se destaca no miolo de uma quadra residencial próxima à avenida Paraná (a mesma do shopping Cataratas JL). Sua vista por fora (principalmente à noite, quando está iluminada) já impressiona. Mas se você quiser visitar por dentro, vai precisar agendar hora e vestir-se apropriadamente (veja abaixo, no box de serviço).

A visita (que é guiada) fica ainda mais interessante quando combinada com uma refeição no Castelo Libanês, que fica a 4 quadras da mesquita. Voltado para a comunidade árabe de imigração recente, usa temperos autênticos, resultando numa experiência diferente da que estamos habituados. O restaurante funciona de 3ª a domingo sem intervalo entre almoço e jantar — ou seja, dá para programar um almoço tardio sem problemas. Ah, sim: obediente aos preceitos islâmicos, o Castelo não serve álcool. (Vinícius de Moraes, 520, tel. 45 3526-1218)

Informações práticas

Parque das Aves

O que fazer em Foz do Iguaçu: Parque das Aves

Aparece em: Roteiro Dia 1

A 500 metros do Centro de Visitantes das Cataratas brasileiras, o Parque das Aves é um desfecho mais do que conveniente para o dia.

Aqui são mantidas 1.400 aves de 150 espécies diferentes. Tucanos, araras, maritacas, guarás, arapongas, colhereiros, mutuns… (e também jacarés e iguanas).

O ponto alto da experiência é poder entrar nos viveiros com pássaros que não oferecem perigo. Sua selfie com tucano está garantida.

Informações práticas

Passeio de helicóptero

Aparece em: Roteiro Mais Dias

O que fazer em Foz do Iguaçu: sobrevoo de helicóptero

Se você pode e o dia não está feio, FAÇA. O sobrevôo das Cataratas é um passeio inesquecível. E custa pouco mais que o dobro do Macuco Safari... A Helisul, que opera os voos, não aceita reservas. Você vai até o heliponto (que fica em frente ao Parque das Aves, a menos de 500 metros da entrada do parque nacional) e espera a sua vez. O voo leva 10 minutos — pelo menos metade deles sobre as cataratas.

Informações práticas

Shows folclóricos

O que fazer em Foz do Iguaçu: Show Latino

Aparece em: Roteiro Dia 3

Localizada na divisa da Foz urbana com a Rodovia das Cataratas, a churrascaria Rafain encena dois shows folclóricos por noite, de 2ª a sábado. Se você é fã do gênero, considere assistir.

O Jantar-show Latino-americano combina um mega-buffet (com churrasco) com uma apresentação de 90 minutos de danças de oito países da América Latina (sete da América do Sul mais o México). Os números são bastante desiguais, com alguns números bem fraquinhos. Mas a parte do Paraguai vale a noite (para quem gosta desse tipo de programa, claro): os dançarinos e músicos são talentosos e entusiasmados. É incrível como a gente conhece tão pouco de um país tão próximo. Para não correr o risco de estar lotado, vale a pena reservar.

O segundo show da noite, realizado um pouco mais tarde e num salão próprio, é o Iporã Lenda-Show. O espetáculo encena a lenda indígena sobre a origem da Garganta do Diabo. De lambuja, tem danças de países latino-americanos também. O jantar não está incluído e é opcional. (Atenção: este show está suspenso devido à pandemia.)

Informações práticas

FlyFoz

Aparece em: Roteiro Mais Dias

Salto duplo de pára-quedas a 20 mil pés, com 30 segundos de queda livre e 7 a 8 minutos de pára-quedas aberto, com vista para Itaipu e — bem ao longe — as Cataratas. Esse é o programa do FlyFoz, que usa como base uma pista de pouso que fica no caminho do Templo Budista (que é um ótimo complemento do passeio, depois do salto). A atividade dura em média 3 horas. Depois de fazer o check-in no horário marcado, é preciso conferir as condições atmosféricas. Depois de decolar, o aviãozinho leva 20 minutos até atingir o ponto do salto. Depois de voltar à base, é preciso esperar mais uns 30 minutos até que suas fotos e vídeo sejam editados.

Informações práticas

Supercarros

Franquia de uma rede que também opera em Gramado e Beto Carrero World, o Supercarros realiza o sonho de dirigir um carrão — nem que seja por alguns minutos. Em Foz o Supercarros não tem showroom: seus carros (uma Ferrari, um Mustang e um Camaro) ficam estacionados em frente ao Dreamland. Você escolhe seu carro e pode comprar passeios de dois tipos: dirigindo (por 12,5 km), podendo levar um acompanhante, ou na carona (por 4 km). O trajeto é pré-definido e as regras de trânsito continuam valendo durante o passeio — logo, não dá para trafegar a velocidade maior do que a permitida na estrada.

Informações práticas

Templo Budista

O que fazer em Foz do Iguaçu: Templo Budista

Aparece em: Roteiro Dia 3

Quem visita o Templo Budista no mesmo dia de Itaipu otimiza o deslocamento: o templo fica (mais ou menos) no caminho. Um táxi desde a usina custa R$ 25 (na bandeira 1). Para o passeio dar certo, porém, você precisa sair até as 15h de Itaipu — o templo fecha às 16h30 (e não abre 2ª).

A entrada é gratuita. A grande atração do templo são as esculturas no jardim.

A primeira figura a chamar atenção é o Buda Sorridente, que parece dar as boas-vindas ao lugar. Ele é protegido por quatro (amendrontadores) Reis Celestiais.

Um pátio com 108 budas celestiais idênticos reproduz o número de contas do rosário budista (o mala). Ao fundo, uma estátua em bronze do Buda Celestial entre seus iguais.

Em frente ao templo há um Buda Reclinado, representando o momento em que a entidade já atingiu o nirvana.

Espalhados pelo jardim você ainda vai encotrar quatro Boddhisatvas, ou quase-budas.

O interior do templo é bem menos impressionante. Mas você pode deixar um pedido e acender uma vela (compre o papel específico e a vela na lojinha).

Querendo aderir ao ritual, repita o mantra ‘Namo Amituofo’ quantas vezes puder ao longo da sua visita.

Informações práticas

Vale dos Dinossauros

O que fazer em Foz do Iguaçu: Vale dos Dinossauros

Aparece em: Roteiro Mais Dias

O Vale dos Dinossauros é um programa que tem algum verniz didático. Trata-se de um pequeno parque ao ar livre povoado por réplicas realistas de dinossauros. Todos têm identificação, com época em que habitaram o planeta e hábitos alimentares. Alguns emitem sons e fazem pequenos movimentos.

Informações práticas

221 comentários

Bola, parabéns pela matéria. Pois estou indo agora em fevereiro/21 e vc pode conseguiu me esclarecer o que está funcionando e o que está fechado nessa pandemia. Obrigada

Estou programando para ir em março de 2021. Gostaria de saber o que está funcionando, e se tem algum passaporte com tudo incluso os dois lados das cataratas os passeios a parques , museus , o passeio de bote e o ice bar.

Ola,
Gostaria de saber como esta a previsão para a semana do Carnaval, devido a pandemia.
Estara funcionando ?

    Olá, Thaianne! Hoje tudo está funcionando em Foz do Iguaçu, com exceção da fronteira argentina, que segue fechada. Nem os epidemiologistas sabem o que pode acontecer em fevereiro.

As fronteiras / ainda estão fechadas? Os pontos turísticos estão todos abertos?

Boa tarde,
Estou planejando ir até foz no feriado de 7 de setembro, somos de Curitiba aqui temos feriado no dia 7 e no dia 8. Vou de carro, então serão 3 dias inteiros.
Vi no site das cataratas que no lado Brasil, não é aberto as segundas-feiras. Queria saber se no lado Argentina estará aberto segunda?
Tb queria saber de quanto tempo precisamos para visitar as cataratas Brasil e as cataratas Argentina.

    Olá, Lorena! As fronteiras estão fechadas por causa da pandemia. Tanto a da Argentina quanto a do Paraguai. Mas mesmo se as fronteiras estivessem abertas, não daria para visitar os dois parques no mesmo dia.

    O parque brasileiro sempre abriu todos os dias. O novo horário é por causa da pandemia. Mas acredito que no dia 7 de setembro esteja funcionando, porque é feriado. Compre seu ingresso com antecedência, há limitação de visitantes.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.