Punta Cana

  • 0
Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Para começar, aproveite tudo o que o seu resort oferece. Você veio para cá por que é all-inclusive, lembra? Explore a praia em frente: aquele mar perfeito também está incluído no seu pacote. Caminhando pela areia você encontra lojinhas de artesanato.

Querendo pôr a mão no bolso, passeios não faltarão. Mas note que, enquanto as diárias dos resorts de Punta Cana regulam ou são mais em conta que as do Brasil, os preços dos passeios são bem mais salgados do que os nossos. É difícil um passeio que custe menos de 80 ou 100 dólares por pessoa.

O mais procurado é o passeio à Ilha Saona, que na volta pára numa piscina natural. Você é levado de ônibus até Bayahibe, de onde saem os catamarãs. (De Bayahibe também saem passeios a outra ilha de praias perfeitas, a Ilha Catalina.)

Um outro passeio imperdível para caçadores de águas cristalinas é o Cenote Hoyo Azul, uma caverna com um lago incrivelmente transparente.

Muitos passeios permitem interação com animais marinhos. Na Dolphin Island você nada com golfinhos, tubarões, arraias e leões marinhos. No Marinarium, um parque marinho, há corais, tubarões e arraias. Já o Reef Explorer é um deck flutuante perfeito para fazer snorkel entre corais, tubarões e arraias.

Ainda em alto mar, o Seaquarium permite uma caminhada no fundo do mar usando um capacete ligado a um tanque de oxigênio. E o Bávaro Splash faz você viver a experiência de dirigir sua própria lancha do 007.

De volta à terra firme, o Manati Park é um ecoparque tropical com minizoológico, espetáculos folclóricos, shows de golfinhos, réplica de aldeia indígena e feira de artesanato. Dá para agendar interação com golfinhos. Outro passeio sem pegar barco é o passeio de bugue na praia de Macao -- numa área reservada só para isso.

É possível também fazer um tour à capital Santo Domingo, a mais antiga cidade das Américas. É puxado: são quase 3 horas de percurso entre as duas cidades; o passeio leva mais de 12 horas no total.

À noite, todos os resorts têm alguma programação -- todos têm shows, alguns também tem boates ou cassinos. Querendo azarar fora do hotel, as alternativas são a disco Imagine, que funciona dentro de uma caverna e oferece transporte, e o club Oro, no Hard Rock Hotel, que recebe não-hóspedes.

Finalmente, não espere muito no quesito compras: para eletrônicos e roupas, o Panamá ou Miami são bem mais negócio.