Santiago

  • 0
Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Come-se muito bem em Santiago, sobretudo peixe fresco, frutos do mar (muitos deles, encontráveis apenas no Chile) e cordeiro patagônico. Entre as cozinhas internacionais, vale a pena comer nos restaurantes peruanos, que aqui preservam os temperos originais.

Brasileiros costumam reclamar do preço de comer no Chile, provavelmente porque saiam do Brasil com a expectativa de pagar menos que no Brasil. Não é o caso. O custo de comer fora em Santiago equivale ao de comer fora em São Paulo ou no Rio (veja exemplos quanto custa comer em Santiago e Valparaíso). Os pratos são sempre individuais (a menos que você peça uma centolla inteira ou faça uma refeição de várias tapas) e não existem restaurantes tipo buffet. O almoço, porém, costuma ser bem em conta: quase todos os restaurantes oferecem menus do dia (incluindo entrada e/ou sobremesa) por 6 a 8 mil pesos (30 a 45 reais). Pena que não dê para aproveitar nos dias de passeio para fora da cidade.

Um bom lugar para se informar de restaurantes novos, verificar a reputação de antigos ou simplesmente descobrir uma boa mesa perto do seu hotel é a seção de restaurantes do El Mercurio Online (Emol Restaurantes).

Se preferir, clique para ir direto ao tópico desejado:

  • Onde comer centolla?

Onde comer em Santiago: Mercado Central

Mercado Central

A centolla -- o caranguejo gigante encontrado nas águas geladas do sul do Chile -- nunca sai barato. Os preços começam em 40.000 pesos (algo como 220 reais) para a centolla pequena, e chegam a 90.000 pesos (480 reais) para as maiores. São raros os restaurantes em que consta do cardápio. O lugar mais garantido para experimentar sua centolla é no ultraturístico Donde Augusto, no Mercado Central, onde é servida como se deve: fria, destrinchada pelo garçom na hora. Outros restaurantes de frutos do mar poderão ter a iguaria no cardápio por preços mais em conta -- mas daí será uma preparação quente em empanadas, sopas, risotos ou quetais, em que o tempero vai mascarar o sabor do marisco. Uma centolla pequena vale por uma entrada para um grupo de quatro pessoas ou o prato principal para duas pessoas (você vai precisar pedir os acompanhamentos à parte).

Menu | Lastarria | Bellavista | Providencia | Vitacura e El Golf

  • Restaurantes em Lastarria

A calle José Victorino Lastarria, mais conhecida como 'Barrio Lastarria', é a rua mais bacana de Santiago para escolher seu restaurante in loco. (Sexta e sábado, porém, é melhor reservar.) Salte na estação Universidad Católica (linha 1, vermelha) ou Bellas Artes (linha 5, verde).

No começo da rua, o Mulato (nº 307, tel. 2/2638-4931), muda o cardápio de acordo com o que há no mercado. Os pratos sempre têm um toque chileno -- por exemplo, abacate no ceviche, carmenère no risoto de cogumelos, milcao (bolinhos de batata recheados com pasta de frutos do mar, da ilha de Chiloé) como acompanhamento de pescado.

No número 203 (esquina Villavicencio, tel. 9/6844-1250), a filial do Le Fournil serve comida leve -- saladas, sandubas, tábuas de canapés e frios para compartilhar, e um menu compacto de pratos descomplicados, como entrecôte com batatas gratinadas ou camarões grelhados com tortilla de cogumelos.

Onde comer em Santiago: Chipe

Chipe Libre

O conceito por trás do Chipe Libre - República Independiente del Pisco (nº 282, tel. 2/2664-0584) é unir Chile e Peru pela gastronomia num único país. A carta de piscos é impressionante -- há degustações (vuelos) e dezenas de drinks que vão muito além do pisco sour. O mais gostoso aqui é pedir muitas entradinhas, frias e quentes, para compartilhar em turma.

Onde comer em Santiago: Bocanáriz

Bocanáriz

Desde que abriu, o Bocanáriz (nº 276, tel. 2/2638-9893) é o maior sucesso da rua desde sua abertura, em 2011. Trata-se de um gastrobar onde as estrelas são os vinhos -- há sempre 34 variedades disponíveis para beber em taça. Os pratos são pequenos, um pouco maiores que tapas, para facilitar a degustação do máximo de vinhos, que podem ser pedidos em vuelos de três taças de 50ml. É recomendável reservar.

O restobar Victorino (nº 138, tel. 2/2639-5263) ocupa um casarão anexo à igreja de Santa Cruz, e é um dos clássicos da rua. Tem ambiente de brechó, cardápio pan-sul-americano e preços simpáticos.

Se em vez de pisco ou vinho o seu negócio é cerveja, saia pela ruela José Ramón Gutiérrez (que leva ao Centro Cultural Gabriela Mistral e à estação Universidad Católica do metrô). Ali, no meio da quadra, está escondida a choperia e sanguchería José Ramón 277 (tel. 9/4258-1689). No cardápio, cervejas artesanais, hamburger, choripán (cachorro quente de lingüiça) e sanduíches incrementados.

Onde comer em Santiago: Tambo

Tambo

Na esquina da Lastarria com a José Ramón Gutiérrez, o Tambo (nº 65, tel. 2/2633-0842) é um dos bons peruanos da cidade (e tem um ambiente bastante charmoso). Ótimos ceviches, saltados (lascas de filé com legumes à peruana) e chaufas (arroz frito com carne, frango ou frutos do mar).

À altura do número 70 há um pátio cercado por restaurantes que têm mesas no salão e ao ar livre. O Nolita Lastarria (tel. 2/2638-4574) tem como especialidade as massas recheadas (ravioli, sorrentinos, lasanhas, canelones). Seu vizinho, o boteco chileno Urriola (tel. 2/2632-5693) é original de Valparaíso (por isso, porteño) e se notabiliza pela merluza austral e pelas milanesas. Completam o elenco o eclético PezToro (tel. 2/2664-6411), que serve de tapas e pizzas a pratos elaborados; a choperia e bar de tapas La Junta (tel. 2/2638-6864), a elegante churrascaria Quitral Fuego & Cava (tel. 2/2664-0850) e Casa Lastarria (tel. 2/2638-3236) -- o mais original da turma (experimente o pulmay chilote, um cozido do arquipélago de Chiloé que mistura frutos do mar, porco e frango).

Finalmente, perto do fim (ou do começo...) da rua, uma portinha esconde o minúsculo Panko (nº 53, tel. 2/2664-8280) um japa com sotaque peruano. Se você curte sushi maçaricado ou lambuzado com molhos, vai amar.

Menu | Lastarria | Bellavista | Providencia | Vitacura e El Golf

  • Restaurantes em Bellavista

Onde comer em Santiago: Bellavista

Calle Constitución, Bellavista

A 5 minutos a pé da estação Baquedano do metrô (linha 1, vermelha), Bellavista é praticamente uma praça de alimentação em formato de bairro. São duas ruas (Pio Nono e Constitución) com um shopping no meio, o Patio Bellavista. A Pio Nono é repleta de botecos baratinhos, onde a estudantada vai tomar cerveja de litrão.
Já o shopping e a calle Constitución reúnem restaurantes simpáticos, sem grandes pretensões gastronômicas, mas que superquebram o galho (sobretudo em dias e noites em que tudo parece estar fechado em Santiago, como domingo e segunda).

O lugar mais bochinchado do pedaço é o KrossBar (Dardignac 027, quase esquina Constitución, tel. 2/2759-5434), que pertence à cervejaria artesanal Kross e prepara hamburgers, salsichões e petiscos para acompanhar os vários estilos de cerveja da casa. Fecha domingo.

Onde comer em Santiago: White Rabbit

White Rabbit

Dois restaurantes se destacam no quesito charme: o White Rabbit (Antonia López de Bello 0118, tel. 2/2503-4246), que ocupa uma casa déco no fim da Constitución, perto de La Chascona, o museu-casa de Neruda, e o Cosmopolitan (Constitución 30, tel. 2/2699-5543), que tem um cardápio abrangente que vai das tapas e pizza ao sushi.

Onde comer em Santiago: Barandiarán

Barandiarán

Dá para escolher seu restaurante na Constitución pela especialidade: cozinha chilena no Galindo (esquina Dardignac, tel. 2/2777-0116), peruana no Barandiarán (nº 74, tel. 2/2737-0725), pan-oriental (com baladinha) no Etniko (nº 172, tel. 2/2732-0119), alemã na cervejaria Kunstmann, recém-chegada de Valdivia (nº 57), pub grub no Kilkenny (nº 58, tel. 2/2732-0526).

Onde comer em Santiago: Panko

Panko

Dentro do Patio Bellavista, procure as filiais do japa com sotaque peruano Panko (é maiorzita do que a do barrio Lastarria), do excelente peruano Tambo e da rede de fast bistros Le Fournil. Além desses, considere o simpático Backstage Life, ou BKS, que costuma ter bandas ao vivo à noite.

Menu | Lastarria | Bellavista | Providencia | Vitacura e El Golf

  • Restaurantes em Providencia

O bairro com mais opções de Santiago não é o mais bem fornido no quesito restaurantes.

Onde comer em Santiago: Liguria

Liguria

Mas é em Providencia que fica o mais carismático dos botequins de Santiago: o Liguria, que atende famintos até altas horas em três endereços: a matriz (Providencia, 1353, metrô Manuel Montt, tel. 2/2235-7914), que vai até a 1h30 na 2ª e na 3ª e até as 2h30 de 4ª a sábado (fecha domingo), a filial ao lado do hotel Orly (Pedro de Valdivia 047, metrô Pedro de Valdivia, tel. 2/2334 4346), que funciona de 2ª a sábado até a 1h30 (fecha domingo), e a das cercanias do shopping Costanera Center (Luis Thayer Ojeda 019, metrô Tobalaba, tel. 2/2231-1393), que também abre de 2ª a sábado até a 1h30 (fecha domingo).

Outro boteco retrô dedicado à fast food tradicional chilena é o Las Cabras Fuente de Soda (Luis Thayer Ojeda 0166, tel. 2/2232-9671), onde você pode experimentar o churrasco completo (carne em fatias com abacate, tomate e maionese) ou o crudo de filete (steak tartare chileno). Funciona até a 0h45 e abre domingo.

O decano dos chefs chilenos continua em ação no Aquí está Coco (La Concepción 236, metrô Pedro de Valdivia, tel. 2/2410-6200) -- faça uma reserva para provar as mechas (mexilhões) à parmigiana, o arroz coco (com frutos do mar, em brodo) ou a perna de cordeiro patagônico com batatas ao alecrim. Para encerrar, mousse de lúcuma, uma fruta andina deliciosa.

O outro ícone gastronômico do bairro, a filial santiaguina do haut peruano Astrid y Gastón, está temporariamente fechado (reabrirá em março de 2018 em novo endereço).

Uma boa rua para escolher um restaurante despretensioso in loco é a charmosa Orrego Luco (a mesma do hotel Le Rêve). Por ali estão o bar de tapas De La Hostia (nº 065, tel. 2/2335-1422), o japa Nippon Sushi (nº 040, tel. 2/2234-0101) e o vegetariano El Huerto (nº 054, tel. 2/2231-4443).

Menu | Lastarria | Bellavista | Providencia | Vitacura e El Golf

  • Restaurantes em Vitacura e El Golf

Esta é a parte mais burguesa de Santiago: ao longo da avenida Nueva Costanera você vai encontrar os restaurantes da moda e os que pontuam mais na categoria ver-e-ser-visto. (Quem se hospeda no hotel Noi Vitacura, na própria avenida, fica no centro dos acontecimentos gastronômicos.)

Na Nueva Costanera está a maior estrela da gastronomia chilena: o Boragó(nº 3467, tel. 2/2953-8893), que costuma representar o país na famigerada lista dos '50 best' da revista Restaurant -- no ranking de 2017, está em 42º lugar. O chef Rodolfo Guzmán trabalhou no Mugaritz de San Sebastián e voltou da Espanha disposto a redescobrir ingredientes nativos do Chile. Há dois menus-degustação, que precisam ser pedidos por todos os comensais de uma mesma mesa: o menu completo 'endémico', de 16 a 20 passos (65.000 pesos, ou 350 reais), e o simplificado 'raqko', de 6 passos (50.000 pesos, ou 270 reais). Reservas pelo site.

O tradicionalíssimo Da Carla (nº 3673, tel. 2/2206-0892) é um italiano clássico, mas sem cenografia de cantina.

Onde comer em Santiago: Brunápoli

Brunapoli

Se a idéia for comer pizza, super recomendo o Brunapoli (nº 3961, tel. 2/3224-4988), que assa pizzas autenticamente napolitanas, de massa azedinha, borda crocante e miolo elástico.

Para experimentar os frutos do mar mais frescos de Santiago, abra a carteira e faça uma reserva no La Calma (nº 3832, tel. 2/2667-4416), cuja cozinha é abastecida exclusivamente por pescadores artesanais. O frescor também é a marca registrada da La Mar Cebichería (nº 4076, tel. 2/2067-839), a rede internacional de cevicherias de Gastón Acurio, do império peruano Astrid y Gastón.

Instintos carnívoros serão aplacados com louvor na Ox (nº 3960, tel. 2/2799-0260), que até há pouco reinava soberana como a melhor churrascaria de Santiago, e na filial chilena do paulistano-porteño Rubaiyat (nº 4031, tel. 2/2617-9800), que abriu em 2016 para disputar o título da categoria.

A novidade mais interessante da avenida é o La Misión (nº 3969, tel. 2/2208-8908). Dos mesmos donos do Bocanáriz, abriu onde funcionava o Fuy. Tem chef francês e menu baseado em produtos chilenos.

Para comer na Nueva Costanera sem causar um rombo no orçamento, as duas melhores opções são os informaizitos Bautista Gourmet (nº 3950, tel. 2/2207-1661) e Köök Emporio y Bistro (nº 3986, tel. 2/2953-7391).

Onde comer em Santiago: Mestizo

Mestizo

O restaurante de Vitacura que todo brasileiro parece fazer questão de ir não fica na avenida Nueva Costanera, mas encravado no Parque Bicentenário: é o Mestizo (tel. 9/7477-6093), cercado de verde e com cardápio bem interessante (aproveite para pedir locos -- caracóis do mar chilenos -- de entrada).

Avenida Isidora Goyenechea

A avenida que corta o trecho de Las Condes conhecido como El Golf já teve dias melhores, gastronomicamente falando. Muitos restaurantes têm fechado -- a última baixa foi o Osaka, aclamado nipo-peruano que funcionava no hotel W Santiago. Mas ainda sobram boas opções na avenida, como o Coquinaria,  de ótimo custo x benefício (nº 3000, subsolo do hotel W Santiago, tel.  2/2245-1958), e a matriz do italiano Nolita (nº 3456, tel. 2/2232-6114), especialista em raviolis, sorrentinos, lasanhas e outras massas recheadas.

Menu | Lastarria | Bellavista | Providencia | Vitacura e El Golf

33 comentários

katia
katiaPermalinkResponder

Adorei as dicas e gostaria de receber mais novidades de como me locomovel ate Vina del mar e Valparaiso e Puerto Montt
Obrigada

Rita de Cassia

Acho importante trazer uma informação sobre restaurante.
Seguindo as excelentes orientações deste blog. jantei muito bem no Aqui está Coco. E no Azul Profundo foi razoável, nada especial.
O problema foi o cansaço do último dia em Santiago e resolvemos entrar no Puerto Marisko, na av Isidora Goyenechea, já que era pertinho do W onde estávamos. Que mico!!! Não caiam nesse conto para turista. Um horror! E ainda por cima muito caro!
Ricardo, além dos bons restaurantes, você podia criar um item para os "micos". Aliás, acho que naquele seu primeiro blog tinha algo assim, não tinha?
Mico de Santiago: restaurante Puerto Marisko. Fujam dele!
Grande abraço e bom ano, pra você e pra Bóia.
Rita

Aline Albuquerque

Rita,

O Giratório também é "pega turista".
Muito mais ou menos.
Conta =mais
Refeição = menos

Lilian
LilianPermalinkResponder

Também estive no giratório e concordo com o mais ou menos: mais para a conta e menos para a comida!!! Verdadeiro pega-turista!

Cris
CrisPermalinkResponder

Oi ALini........Bom saber, já estava na minha lista de atividades em Santiago....quando é assim, rola só tirar um foto na frente........ exploração Tô FoRa!!! kkk Valeu DICA!!! wink

Patrícia Cunha

Estive em Santiago duas vezes e nas duas fui no Giratório porque fui com pessoas diferentes. Fui seguindo uma dica que peguei de pedir o menu do dia...ai te dão um cardapio separado com opções de entrada, prato e sobremesa com um preço bem válido. Das duas vezes que comi achei gostoso e quem estava comigo curtiu também e a conta saiu justa. Acho que vale a experiência pelo menos para conhecer pois o ambiente é bem interessante por você ter toda a vista 360 da cidade! Abraço a todos!

Aline Albuquerque

Rita,
Cai no segundo "pega turista" de minha viagem a Santiago. Fomos almoçar no Dom Galeano (mercado Central), comemos uma bandeja com vários frutos do mar(lula, polvo, centolla desgiada, camarão, peixe) e ceviche. Tomamos um suco e uma água. A conta veio 61.420 pesos. Algo em torno de 300 reais.
A comida estava razoável.
O pior é que um guia da Turistik que é brasileiro que nos indicou. Não caiam nesse conto do vigário.

carmem
carmemPermalinkResponder

Gostaria de saber qual seria mais ou menos a média que se gasta com uma refeição em Santiago,pode se tomar como ex o restaurante Aqui está Coco, tão bem recomendado. Obrigada

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Carmem! É difícil estimar gastos de viagem porque cada pessoa é de um jeito, né? Dê uma olhada neste post: http://www.viajenaviagem.com/2011/03/quanto-vou-gastar-em-alimentacao

Ellis
EllisPermalinkResponder

Estive em Santiago no início do mês e segui algumas dicas de restaurante do site. Gostei de todos: Liguria na Providência, Donde Augusto no mercado, Galindo e Tambo em Bellavista.

Dário Stonoga

Olá!!! Estou pra viajar Santiago.... Gostaria se possível obter alguns preços em CLP ou R$ de alimentos/lanches como: 01 coca-cola ; 01 garrafa agua mineral; custo ticket metro e onibus; 01 pizza mussarela ex... cachorro quente...
Pergunto estas coisas pra buscar um exemplo de custos com a nossa moeda.
Obrigado...

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Daniel! Há pessoas que fazem esse tipo de levantamento com boa vontade e boa fé. Mas é chute. Nada garante que você vá encontrar o mesmo preço no seu caminho, e na hora em que você precisar.

Leia:
http://www.viajenaviagem.com/2013/07/como-estimar-gastos-viagem/

Aline Albuquerque

Dário,

Estou em Santiago, os preços aqui variam muito.
Ontem comemos uma pizza (tamanho de um prato) e dois refris, a conta veio algo em torno de 42,00 reais.

Hoje lanchamos dois hambúrgueres e refri, custou algo em torno de 35,00 reais.

Em algum momento você vai precisar fazer uma refeição e as coisas por aqui não são baratas.
O conselho que te dou é: não troque reais por pesos chilenos no Brasil. Traga um pouco de dólares (aceitos por quase todos aqui, inclusive táxi) e troque seus reais em casas de câmbio em Santiago. Há várias e fazendo isso você ganhará entre 20 e 30% do que trocasse no Brasil.

Espero ter ajudado.

Luiz e Kelly
Luiz e KellyPermalinkResponder

Ola, estou em Dantiago e almocei no el galeon nomercado centralcom a esposa e gastamos $ 27.500 pesos, algo em torno de R$ 130,00, não achei caro...

Aline Albuquerque

Hoje fui conhecer o Como Água para Chocolate. O local abriria às 13h. Eram 12h15 e decidimos esperar (nas mesas do lado de fora), fomos tão maltratados pelos garçons do local que saiam para fumar, que decidimos não almoçar no local. Quanta decepção!

Fomos a um restaurante quase ao lado, o Barandiaran. A refeição estava boa e o preço justo (em torno de 125,00 reais). Depois no ônibus da Turistik, conversamos com um homem que tinha acabado de ser assaltado lá, nas mesas externas, os ladrões jogaram moedas para distrai-lo quando ele foi ajudar, levaram tudo, carteira, passaporte. Os garçons viram e nada fizeram.

Soubemos de mais dois casos ocorridos com brasileiros hoje na Plaza das Armas. Santiago é segura, mas é bom ficarmos espertos! wink

Abraços

lúcia pinho
lúcia pinhoPermalinkResponder

Fujam do Mercado Central.Fui almoçar com os meus pais às 15 horas e estava tudo muito sujo. No Donde Augusto até as toalhas da mesa estavam sujas. Ao definirmos o pedido, o garçom veio com a conversa mole de que não estavam passando cartão pois o sistema estava lento, mas voltou quando eu lhe disse que apenas ficaria se pagasse com cartão...

Fábio Camara
Fábio CamaraPermalinkResponder

Fui conferir o Giratório e não me arrependi! Próximo a estação de metrô Los Leones, atendimento impecável, boa comida e uma vista esplendorosa! Fui as 20h e assisti um pôr do sol maravilhoso!

Carol
CarolPermalinkResponder

O Se Cocina está fechado, infelizmente.

Susana
SusanaPermalinkResponder

Fui no Barandiaran do Pátio BelaVista. O ceviche excelente. A minha intenção era pagar com cartão de crédito e nenhum dos 2 cartões passou. A mensagem dizia que o pagamento foi declinado. Paguei em pesos.
Em seguida fiz compras em lojas e Starbuck e não tive problema com o cartão de crédito. Estou supondo que era um truque para não receber em cartões de crédito. Na minha conta do cartão de crédito ainda não aparecem as compras no Chile. Espero não ter surpresas desagradáveis.

Neftalí
NeftalíPermalinkResponder

O Astrid & Gastón de Santiago vai fechar suas portas no final de junho, vão construir um prédio no local. Mas eles já anunciaram que vão abrir de novo em 2018, a dúvida é se na Isidora Goyenechea ou na Nova Costanera.

Aline Amorim
Aline AmorimPermalinkResponder

Uma sugestão no bairro Bellavista é o Il Siciliano. Restaurante excepcional, fica na esquina em frente ao Como Água Para Chocolate, e a comida é maravilhosa. Eu diria que é melhor que o Como Água Para Chocolate, mas gosto é pessoal. De qualquer forma, fica a sugestão!

Gabriela Costa

Um restaurante qeu não está no circuito turístico e foi um dos melhores que fomos em Santiago é o Castillo Florestal. Fica no Parque Florestal, em frente ao Museo de Bellas Artes. Ambiente super charmoso, comida boa e preço justo!

Carmem
CarmemPermalinkResponder

Estive no Peumayén e não me arrependo.
http://www.peumayenchile.cl/es/index.html

Roberta Reis
Roberta ReisPermalinkResponder

O Galindo é um caso de amor eterno!!! Os porotos con plateada, o pastel de choclo (é um pouco adocicado para nosso paladar) e o tiramisú são incríveis e a preço super acessível!!!! Sempre recomendo aos meus amigos.

Alexandre Liborio

Sempre sigo as dicas do blog e são ótimas mas acabei de chegar do Restaurante GALINDO Belavista e foi muito frustrante. Inicialmente não tinham vários pratos do cardápio. Depois uma comida sofrível, sem graça, de péssimo aspeto visual (pernil) e o acompanhamento (batatas) estavam cruas e pedimos substituição que não chegou. Pedimos 3 pratos e nenhum se salvou, foram eles: atum grelhado, parrillada e pernil. PÉSSIMO. Abraço em todos, não recomendo. AL

Selma
SelmaPermalinkResponder

Acabei de voltar de Santiago. Fiquei hospedada próximo ao Patio Bellavista e fui comer lá vários dias. Minha impressão: Gostei muito do Galindo - fora do Patio,fica na esquina da Dardignac, 95, saia do Patio Bellavista, na rua de trás, bom custo-benefício. Dentro do Patio, gostei muito do menu de almoço do Cosmopolitan - bom preço, atendimento impecável e ótima comida. Detestamos o Le Fournil, caro, comida sem gosto, esperamos mais de uma hora para vir a comida e quando chegou, meu atum estava cru, gelado e as carnes sem sabor. detestamos. Um restaurante que gostamos muito também foi o 5tº Cheers (Calle Rancagua 103,) que fica bem próximo ao metrô Parque Bustamante, mas dá pra ir caminhando pelo parque pra quem está próximo do metrô Baquedano. Meu esposo disse que foi o melhor cevice que comeu em Santiago ( e olha que ele comeu cevice todos os dias rsrsrs), o sanduíche é gigante, dá pra dividir tranquilamente.

Stefania
StefaniaPermalinkResponder

Adoro todas as suas dicas elas sempre me ajudam bastante.parabéns.

mariana
marianaPermalinkResponder

Adoro suas dicas e não deixo de consultar o VV antes de qualquer viagem. Alguma sugestão para comer em Lastarria umas 23:00? Grata

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Mariana! O Bocanáriz e o ChiPe costumam abrir até a meia-noite. No início da semana, porém, podem fechar mais cedo. O restaurante para notívagos por excelência é a rede Liguria.

Flavia
FlaviaPermalinkResponder

Quase que desisti de ir no como agua para chocolate, após muitos comentários ruins, porém ontem resolvemos arriscar, ahhh e que bom que arriscamos, jantar maravilhoso, peixe saboroso com um creme de espinafre espetacular, meu marido adorou o cordeiro, super macio e no ponto, a conta deu exatamente 300 reais, recomendo muiiiito.

Claudia Diaz
Claudia DiazPermalinkResponder

O restaurante "La Hacienda Gaucha" (em dois endereços, mas só conheço o mais antigo, próximo à Estação Baquedano, na Avenida Vicuna Mackenna, 35). Restaurante antigo, espaçoso, bastante frequentado pelos santiaguinos e pouco conhecido pelos turistas. Ambiente alegre e acolhedor. O "cobierto" (couvert) é simples, mas bem saboroso (molho feito com tomate, cebola e ají, pães e manteiga). O vinho da casa, assim como o pisco são muito bons. As carnes são das melhores que já comemos, incluindo Argentina e Uruguai. Os acompanhamentos, como molho de gorgonzola e de champignon são muito bons! Os preços são justos e com ótimo custo-benefício.
Os garçons são alegres e solícitos. Enfim, super indico o restaurante.

Vanessa Schuch

Fiquei quase uma semana em Santiago e comi muito bem e a um preço justo, mais barato que no Brasil pratos com frutos do mar e vinhos maravilhosos!! Super recomendo ter uma refeição no Restaurante Giratório que fica no Providência, mesmo sendo turístico é ótimo. Também sugiro o Tanta no Costanera Center que é muito bom.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar