Onde ficar em Santiago: W Santiago

Onde ficar em Santiago

Onde ficar em Santiago

Atenção: hospede-se longe das manifestações

Regiões a evitar

Para não se estressar com manifestações, neste momento evite hospedar-se no Centro e nas zonas de Lastarria, Baquedano e Bellavista.

Regiões a considerar

Procure se hospedar em Providencia (quanto mais longe da Plaza Italia, melhor), El Bosque, El Golf, Vitacura e Las Condes

Onde ficar em Santiago: Lastarria & Bellavista

Onde ficar em Santiago: Barrio Lastarria

Enquanto houver manifestações, evite hospedar-se nesta região

O epicentro das manifestações é a Plaza Italia, que está vizinha a Bellavista e próxima a Lastarria.

Melhor evitar esta região até a situação se normalizar por completo.

O barrio Lastarria consiste em uma rua (a José Victorino Lastarria) pontilhada de restaurantes e bares, com algum movimento também nas transversais. Fica entre o Cerro Santa Lucía e o Parque Forestal. As estações de metrô mais próximas são a Baquedano (linha 1/vermelha e 5/verde), Bellas Artes (linha 5/verde) e Universidad Católica (linha 1/vermelha).

Já Bellavista gravita em torno do shopping gastronômico Patio Bellavista e da rua de restaurantes e bares Constitución. O bairro está ao pé do Cerro San Cristóbal e é o endereço de uma das atrações imperdíveis da cidade — La Chascona, a casa-museu de Pablo Neruda.

A hospedagem em qualquer uma das regiões garante passeios fáceis de dia (dá para ir a pé ao centro e ao Cerro San Cristóbal e La Chascona; o metrô leva a todos os outros) e saídas tranqüilas à noite (sem falar que tanto em Lastarria como principalmente em Bellavista os restaurantes abrem até no domingo à noite, coisa rara em Santiago).

Casa Mito

Vizinho à estação Baquedano fica um dos hotéis mais reservados pelos leitores do Viaje na Viagem, o Mito Casa Hotel, que funciona num edificiozinho déco. Os quartos são decorados com charme e o atendimento é bastante atencioso (todas as manhãs, o concierge do hotel passa pelas mesas, recomenda passeios, tira dúvidas, inclusive para quem vai passear por conta própria). O piso, histórico, range um pouco, mas isso não me incomodou em nada.

Lastarria Boutique

A meia distância entre a estação Baquedano e o corredor de restaurantes do barrio Lastarria você encontra outros bons hotéis. Na faixa mais econômica, dê uma olhadinha no Principado Express. Buscando um pouco mais de estilo, inclua na sua pré-seleção o Luciano K, o Su Merced e o Lastarria Boutique Hotel.

Dois novos hotéis trouxeram mais conforto para a área. O elegantérrimo The Singular fica na calle Merced quase na esquina da Lastarria; tem um restaurante conceituado e um rooftop bar disputado.

Onde ficar em Santiago: Cumbres

A outra novidade, o Cumbres Santiago, está na própria Lastarria, no início do trecho dos restaurantes. Tem apartamentos sóbrios e aconchegantes; o café da manhã é no restaurante do terraço.

No finzinho da Lastarria (próximo à estação Universidad Católica do metrô), os flats do Lastarria 43-61 são a melhor opção para quem quer ter uma pequena cozinha em casa.

Na Alameda Bernado O’Higgins, mas pertinho da calle Lasterria, o Crowne Plaza faz o modelão clássico, mas os quartos estão cansados. E a uma quadra da rua, mas de frente ao Cerro Santa Lucía, o Montecarlo oferece simpatia e preços camaradas para quem não se importa em ficar num hotel mais antigo.

Ainda nas redondezas do barrio Lastarria, o flat Ameristar Apart Hotel costuma ter uma relação custo x benefício imbatível.

Bellavista

santiago the hip

Dentro do Patio Bellavista, o The Hip Santiago Hotel é para você que viaja para badalar, e não para descansar. Com apenas 7 quartos, o hotel tem ambientes supertransadinhos e bares animados, abertos ao público.

A rua Dardignac, perpendicular à Constitución, também tem um hotel gênero boutique: o Tinto, com quartos totalmente trabalhados no preto & branco, e uma piscina gostosa nos fundos.

Vizinho à estação do funicular do Cerro Santa Lucía (e com acesso direto aos restaurantes de Bellavista), o The Aubrey é um dos hotéis com mais cara de lua de mel de Santiago.

Onde ficar | Lastarria & Bellavista | Providencia | El Golf & Vitacura

Onde ficar em Santiago: Providencia

Onde ficar em Santiago: Providencia

Providencia está para Santiago assim como Miraflores está para Lima: é a “Copacabana” da cidade, o bairro onde você pode morar, trabalhar, sair à noite — e se hospedar: nenhuma outra região tem tantos hotéis. É a região preferida dos brasileiros, porque os hotéis costumam ter bom custo x benefício, o metrô está sempre à mão e é fácil fazer câmbio (na av. Pedro de Valdivia). Em compensação, muitos hotéis são antiquados.

O bairro é servido por nada menos que três estações da linha 1/vermelha: Manuel Montt, Pedro de Valdivia, Los Leones e Tobalaba. Eu recomendo fortemente o entorno da Tobalaba.

Providencia: região da estação Tobalaba

Aqui você encontra o novo shopping Costanera Center (onde está o mirante de Santiago, o Sky Costanera). A estação tem duas linhas de metrô: a linha 1/vermelha vai para o centro e também está a três estações de Escuela Militar, perto do embarque de van para Valle Nevado; e a linha 4/azul leva a visitas por conta própria às vinícolas Cousiño Macul e Concha y Toro). Você também estará na porta de três regiões interessantes para comer à noite: El Bosque (no entorno da primeira avenida paralela; dá para ir a pé), El Golf, ao longo da avenida Isidora Goyenechea, e Nueva Costanera, o corredor de restaurantes da moda em Vitacura (para El Golf e Nueva Costanera, vá de EasyTaxi ou Uber).

Onde ficar em Santiago: Tobalaba

O NH Collection (antigo Radisson), está por ali muito antes do shopping ser construído; por fora, parece novo (foi retrofitado), mas os interiores estão num estilo já datado. Na calçada em fente, o Doubletree by Hilton Santiago Vitacura oferece o mesmo nível de conforto, porém com instalações mais novas.

Num padrão mais básico, o RQ Bosque Tobalaba tem como maior trunfo o fato de estar em frente à estação de metrô. Nas ruas internas (e mais charmosas) do bairro, e a uma distância caminhável da estação, o Atton El Bosque atrai viajantes a negócio, enquanto o flat La Sebastiana, com studios e apartamentos com cozinha equipada, é ideal para famílias.

No miolo tradicional de Providencia

No coração comercial do bairro (região da estação Pedro de Valdivia), o elogiado Hotel Orly tem ares parisienses e uma filial do bar Liguria no térreo. Uma paralela acima (rodeado por restaurantes bacaninhas), o Le Rêve faz o gênero boutique.

Onde ficar em Santiago: Le Rêve

Na região da estação Manuel Montt, o destaque vai para dois hoteizinhos charmosos: o Meridiano Sur Petit Hotel e o Casa de Todos B&B Boutique. Por aqui fica também o Ibis mais bem-localizado de Santiago, o Ibis Providencia.

Nos arredores de Providencia

Hotel Ladera Santiago

Se você pretende usar mais Uber do que metrô e procura um hotel de luxo com preço encarável, minha dica é o Hotel Ladera, aberto em 2016. A piscina tem essa vista para a cordilheira que você vê na foto; os quartos são bastante charmosos. Dá para ir a pé ao Parque Metropolitano para pegar o teleférico. O metrô Pedro de Valdivia está a pelo menos 15 minutos de caminhada.

Vizinho à estação Salvador, o NH Ciudad de Santiago está na porta do metrô, mas numa região tranqüila e ajardinada. Os quartos são enormes e alguns têm vista da Cordilheira.

Onde ficar | Lastarria & Bellavista | Providencia | El Golf & Vitacura

Onde ficar em Santiago: El Golf e Vitacura

Onde ficar em Santiago: El Golf

A avenida Isidora Goyenechea é a cara de uma Santiago próspera e moderna. Hospedando-se por aqui, além de aproveitar o que a avenida tem a oferecer, você pode fazer incursões (de Uber ou EasyTaxi) às vitrines da Alfonso de Córdova (a Oscar Freire de Santiago) e aos restaurantes da avenida Nueva Costanera. O shopping Costanera Center também estará a uma corrida curtíssima. Se quiser pegar metrô, vai ser preciso caminhar um pouquinho até a estação El Golf ou Tobalaba.

Um dos pontos focais da Isidora é justamente um hotel, o W Santiago, cujos restaurantes são freqüentados também pelos santiaguinos.

Já o Ritz-Carlton é um 5 estrelas mais tradicional, com decoração conservadora.

Onde ficar em Santiago: W Santiago

A boa notícia é que é possível se hospedar na parte mais chique da cidade sem pagar tão caro: dê uma conferida nas tarifas do correto Holiday Inn Express El Golf.

Um pouco mais ao norte, um hotel-design deixa você na rua dos restaurantes mais badalados de Santiago: o Noi Vitacura. Mas o metrô está bastante longe (não dá para ir caminhando); você vai depender de Uber.

Onde ficar | Lastarria & Bellavista | Providencia | El Golf & Vitacura

Vai pegar vôo cedo? Durma no aeroporto

Onde ficar em Santiago 1

Alguns vôos para o Brasil saem muito cedo de manhã. Para evitar a dor de cabeça de pegar táxi ou Uber de madrugada, recomendo o que fiz na última viagem: dormir num hotel do aeroporto. O mais conveniente é o Holiday Inn Santiago Airport Terminal, que fica em frente ao prédio principal do aeroporto — basta atravessar a rua, sem necessidade de trânsfer — e tem café da manhã montado desde as 3h da madrugada. Faça check-out no seu hotel na cidade e peça para guardarem a mala até a noite. Aproveite o dia, jante (cedo) em Santiago e, lá pelas 8 da noite, passe no hotel para pegar a mala e seguir de Uber ao aeroporto. Vai dar tempo de ter uma noite quase normal de sono.

Onde ficar | Lastarria & Bellavista | Providencia | El Golf & Vitacura


Hotéis Santiago

Passagens mais baratas para Santiago no Kayak

Encontre seu hotel no Booking

Faça seu Seguro Viagem na Allianz Travel

Alugue carro em Santiago na Rentcars em até 12 vezes e sem IOF

Passeios e excursões em Santiago com a Viator

Trânsfers e passeios em Santiago com a Easy Travel Shop

228 comentários

Olá Boia! Estamos indo (eu e minha esposa) pela terceira vez para Santiago! Na primeira vez ficamos no Mito e a segunda no Crowne Plaza. Vamos agora em dezembro passar o natal. Devido a pandemia e os protestos, seria prudente ficarmos na região de Lastarria, Providencia (Le Rêve) ou El Golf/Vitacura?

    Olá, Fausto! Com a pandemia, deixamos totalmente de acompanhar a situação em Santiago. Precisa ver o que está funcionando. Já faz um tempo que não se ouve de protestos.

    Note que o Chile é um país que respeita demais os feriados, nesse momento de pandemia deve ser ainda mais difícil encontrar lugares abertos na véspera e no dia de Natal (é um chute). Converse na recepção do hotel para ver o que será possível fazer.

Bom dia.
Gostaria de dica de hospedagem de hotéis dentro das vinícolas.
Obrigada.

    Olá, Daniela! Em Santiago isso não é possível. Você pode procurar no Vale do Colchagua.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.