São Luís

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

São Luís: onde comer e beber

O eixo Ponta d'Areia - Lagoa da Jansen - Calhau concentra a maior parte dos restaurantes e bares da cidade (a orla da Lagoa da Jansen, porém, viu fechar vários bares nos últimos tempos).

Centro histórico

Onde comer em São Luís: Cafofinho da tia Dica

Cafofinho da Tia Dica

O melhor restaurante do centro histórico é Cafofinho da Tia Dica (Trav. Marcelino de Almeida, 173, tel. 98/987-065-089), pertinho da praça Nauro Machado, bem no miolinho do bairro. As especialidades são os pratos de frutos do mar com leite de coco -- como o arroz do cafofo aí da foto. Mas o cardápio é extenso -- muitos pratos têm arroz de cuxá como opção de acompanhamento -- e inclui uma elogiada carne de sol, além de petiscos como pasteizinhos acompanhados de geléia de pimenta. Abre sem interrupção entre o almoço e o jantar.

O Restaurante-Escola Senac (R. de Nazaré, 242, tel. 98/3198-1100) tem buffet típico no almoço, para quem quiser experimentar o mais típico numa refeição só (fecha domingo).

São Luís: onde comer - La Pizzeria

La Pizzeria

Para jantar, fique com as pizzas e massas da La Pizzeria (r. do Giz, 107, tel. 98/3182-8794), na Pousada Portas da Amazônia (cujo dono é italiano).

Lagoa da Jansen e Farol de São Marcos

Quem quiser um chope, comida de botequim e música pode se dirigir à Lagoa da Janse, onde continuam abertos o Filial (av. Mário Meireles, 3, tel. 98/98124-1500) e o Por Acaso (av. Mário Meireles, tel. 98/3235-9881) e o Buteko Lagoa (r. dos Maçaricos, 8, tel. 98/3268-0044).

Ferreiro Grill

Ferreiro Grill

Para carne (convencionais ou de sol), vá ao bom Ferreiro Grill (r. Independência, 10, tel. 98/3227-4060). Seu vizinho Tasquinha Ferreiro complementa com especialidades portuguesas (R. dos Gaviões, 11, tel. 98/3181-8362).

Onde comer em São Luís: Cozinha Guidô

Cozinha Guidô

A avenida dos Holandeses, entre a lagoa e o Farol de São Marcos, é um pequeno pólo de restaurantes. Ali estão a churrascaria + hamburgueria Recoleta Steaks (Av. dos Holandeses, 145, tel. 98/3235-8932), o enorme japa Sushibar (R. dos Maçaricos, 215, av. dos Holandeses, tel. 98/3268-5555) e o criativo Cozinha Guidô (R. dos Guarás, 27, av. dos Holandeses, tel. 98/3303-2377) -- com cardápio fusion de sotaque brasileiro (experimente o bolinho de arroz de cuxá com camarão), além de um ótimo neu de hamburgers.

São Luís: onde comer - Cabana do Sol

Cabana do Sol

Não muito longe da lagoa -- e pertinho do Hotel Luzeiros, o melhor da cidade -- está o restaurante mais famoso de São Luís, a Cabana do Sol (r. João Damasceno, 24 A, tel. 98/3304-4235). É o melhor lugar para provar a carne de sol com todos os acompanhamentos regionais. Os preços são caros, mas as porções são gigantes: dão para três pessoas (felizmente, servem meia-porção).

São Luís: onde comer - Biana Bistrô

Biana Bistrô

E no início da praia de São Marcos, o Biana Bistrô (av. Litorânea, módulo 11, tel. 98/981-810-074) serve risotos e pratos afrancesados em ambiente charmoso, com direito a barulho das ondas.

Praia do Calhau

No início da praia, o Feijão de Corda (av. Litorânea, s/n, tel. 98/3226-7030) é uma boa opção para cozinha regional.

Onde comer em São Luís: Armazém do Chef

Cabana do Sol

No miolo do bairro, numa pracinha tranqüila, o Armazém do Chef (Rua Uriacica, 15, tel. 98/981-190-737) é a versão restaurante de uma das barracas mais prestigiadas da praia. Os pratos são bem pensados e apresentados, como estes camarões empanados com arroz de cuxá.

A cozinha italiana tem dois representantes na orla: a filial da pizzaria cearense Vignoli (av. Litorânea, 8, tel. 98/3251-8221), que também serve massas, e a ludovicense Maggiorasca (av. Litorânea, 11, Quadra 4, tel. 98/3248-0167), que à noite peca por ter luz branca.

O Calhau tem também a segunda casa da Cabana do Sol (av. Litorânea, 10, tel. 98/3227-7761).

coco-bambu-sao-luis

Coco Bambu

E São Luís agora também tem o Coco Bambu (Av. Colares Moreira, 1, quadra 19, tel. 98/3268-7400), cujo forte são os frutos do mar. Não experimentei, mas se for como as outras casas de rede, as porções são enormes mas não fazem meia-porção; vá somente com quem possa dividir pratos.

7 comentários

Lissandro Almeida

Recomendo o "Cafofinho da tia Dica", acho que é esse o nome, no centro histórico.
Comida tradicional maranhense da melhor qualidade e um ambiente muito peculiar, divide espaço com um "sebo".

mariana
marianaPermalinkResponder

mininuuuu inclui armazem do chef, no calhau. eh mtoooo bom, de um casal mto simpatico

José Ribamar da Costa

No Centro Histórico, hoje, o melhor restaurante é o já citado "Cafofinho da tia Dica", mas tem também tem o Dom Francisco, com um excelente bufê no almoço, dentro da Feira, restaurantes com boa comida caseira, aconselho o Vó Roxa e ao lado uma opção bem peculiar: uma barraca que vende a juçara (açaí do Maranhão), com os acompanhamentos típicos da região (farinha de mandioca e camarão seco, hummm).

Julio Cesar Goncalves Correa

O Maracangalha fechou em outubro de 2016. Estou de luto!

anibal rodrigues

Estive em S.Luis entre 19 e 22/05/17. Infelizmente não há 'comida boa maranhense' na maioria dos restaurantes Classe Média em S. Luis. Ex. Os restaurantes Antigamente e Tia Dica (em que pese o bom atendimento), são sofríveis. O Antigamente tem um ruído quase infernal de um gerador de energia elétrica; o salão do Tia Dica é acanhado, desconfortável (porém atendimento bom). O restaurante do Grand Hotel São Luís (próximo ao Palácio dos Leões) é boa e preço justo/ quilo (no almoço, porque na janta é horrorosa/ requentada. E assim segue na maioria; quando é bom é muito caro. E o famoso arroz de Cuxá? Se V. tem amigos que possam servi-lo em casa...se não, não. Vale muito a pena ir a São Luís do Maranhão.

Marina
MarinaPermalinkResponder

Dica de um local, que eu conferi e aprovei: restaurante porto seguro! bem simples, perto do anel viário.

ARIZE ARAUJO PINHEIRO

Tô a uma HR e meia esperando a comida sair no Cafofinho da tia Dica,e olha q hj é segunda é salão não tá cheio. Espero q q comida valha a pena.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar