São Luís onde ficar

Onde ficar em São Luís

São Luís: onde ficar

Veja nesta página como escolher seu hotel em São Luís. Se preferir, clique para ir direto ao tópico desejado:

A Bóia recomenda: onde ficar em São Luís

Fora do centro histórico, sem ressalvas:

Luzeiros, Blue Tree Towers, Ibis

No Centro Histórico, com ressalvas:

Grand São Luís (antiquado), Pousada Portas da Amazônia (localização perfeita, mas manutenção nota 5), Casa Frankie (charmosa, mas sem ar)

Fora do centro histórico, com bom custo x benefício:

Stop Way

Para dormir perto do aeroporto:

Santos Dumont SLZ

Voltar | Topo

As zonas hoteleiras

Hospedar-se em São Luís é muito barato. Na grande maioria dos hotéis as diárias se mantêm ligeiramente abaixo de R$ 200, mesmo em época de férias escolares. Os dois únicos hotéis em que as diárias chegam a passar de R$ 300 são o Blue Tree Park e o Luzeiros.

Para aquela passada por São Luís (com um pulo em Alcântara) antes de seguir para os Lençóis Maranhenses, hospedar-se no Centro Histórico é muito prático. Os hotéis aqui têm nota 10 em localização — o problema é que sempre têm algum senão. O Grand São Luís poderia ser um hotel excelente, mas está envelhecido. A Pousada Portas da Amazônia é charmosa, mas também anda precisando de um banho de loja. A Casa Frankie é muito charmosa e tem um astral ótimo, mas não oferece ar condicionado nos quartos. É bom lembrar que à noite, principalmente no começo de semana, o Centro morre um pouco — você vai querer chamar um Uber para jantar em outra região.

A maioria dos hotéis da cidade fica na região entre as praias de Ponta d’Areia e Calhau. Não há vantagem em se hospedar perto da praia — todas estão impróprias para banho. Mas hospedando-se por aqui você estará a corridas mais curtas de Uber aos restaurantes. Uber também é prático e barato para ir e voltar da turistagem no Centro Histórico. Os hotéis que recomendo sem restrições são o Luzeiros e o Ibis. Querendo uma estrutura mais para resort, tem o Blue Tree Towers. Para economizar, vale encarar o StopWay.

Hotéis no Centro histórico

Hospedando-se no Centro Histórico você vai ficar a passos de todas as atrações, e a no máximo 10 minutos de caminhada do Cais da Praia Grande, de onde saem os barcos para Alcântara.

Grand São Luís

São Luís onde ficar: Grand São Luís

O grandalhão Grand São Luís tinha tudo para ser a escolha mais fácil para quem vem a São Luís a turismo. Está plantado na entrada do Centro Histórico, numa rua nobre (é vizinho da Catedral e do Palácio dos Leões) e de acesso facílimo (está fora do emaranhado de ruelas da cidade antiga). Mas é um hotel cansado, que precisaria de uma grande operação plástica para despertar da letargia e voltar a ter algum apelo estético. Em compensação, as diárias são extremamente em conta, o café da manhã é bom, e dá para tomar sol na área da piscina. Nota 7,7 no Booking (julho/2020).

Portas da Amazônia

São Luís onde ficar Portas da Amazônia

Instalada num casarão centenário na rua do Giz, a Portas da Amazônia sempre foi a minha indicação para um mergulho total no Centro Histórico, com quartos basicões mas áreas sociais muito charmosas. Pelos comentários mais recentes no Booking, porém, não dá para indicar o lugar sem graves ressalvas: a manutenção e limpeza dos quartos está deixando muito desejar, como atestam praticamente todos os relatos recentes. Há também barulho da rua e dos bares do hotel nas noites de sexta a domingo. Nota 7,3 no Booking (julho/2020).

Casa Frankie

São Luís onde ficar Casa Frankie

A melhor opção hoje para quem quer ficar numa pousada do Centro Histórico é a Casa Frankie. A pousada ocupa casarão no alto da Rua do Giz, próximo ao Convento das Mercês, e conserva o aspecto de uma residência, com sala de estar, varanda e cozinha com jeitão de casa de vó. Você só se sente num hotel quando vê a piscina no pátio. Os quartos são simples, porém limpíssimos e bem mantidos, sob o olho do dono dinamarquês (o Frankie), que toca a pousada pessoalmente. A maioria dos quartos tem banheiros compartilhados, mas também há suítes com banheiro privativo. Nenhum dos quartos, contudo, tem ar condicionado — de propósito, para agradar a um perfil bem definido de hóspede europeu. Frankie está reformando uma outra casa, mais adiante na mesma quadra, que deve ser inaugurada ainda em 2019, seguindo exatamente a fórmula da pousada original (mas sem piscina). Nota 8,8 no Booking (julho/2020).

Hotéis nos bairros

O maior pólo hoteleiro de São Luís fica entre as praias de Ponta d’Areia e Calhau. Você estará a até 15 minutos de táxi do centro histórico e muito perto de bares e restaurantes. Mas na imensa maioria das vezes sairá do hotel de Uber, porque os restaurantes quase nunca estão colados a hotéis.

Luzeiros

São Luís onde ficar Luzeiros

Desde que inaugurou, em 2010, o Luzeiros São Luís tem sido consistemente o melhor hotel da cidade, sem altos e baixos. Não chega a ser de cair o queixo, mas tem tudo o que um hotel 4 estrelas precisa ter, e uma piscina gostosíssima, debruçada no costão. Fica num ponto ponto tranqüilo, protegido da avenida de passagem — e pertíssimo do tradicional restaurante Cabana do Sol (dá para ir a pé). Nota 9 no Booking (julho/2020).

Stop Way

São Luís onde ficar Stop Way

Dos muitos hotéis baratos nesta região, o que posso recomendar com segurança é o Stop Way. Os quartos são funcionais, o café da manhã é ótimo e os funcionários, eficientes. Se trocasse a luz branca de geladeira por luz amarela nos quartos (e instalasse um abajurzinho), já poderia mudar de categoria. Fica na Lagoa da Jansen, onde há bares e restaurantes (apesar de nenhum estar a uma distância segura para ir caminhando). Nas sextas e sábados vaza algum barulho dos bares da lagoa — peça um apartamento de fundos. Nota 8,7 no Booking (julho/2020).

Ibis São Luís

São Luís onde ficar Ibis

Você sabe que a situação da hotelaria de uma cidade está periclitante quando o Ibis aparece como uma solução quase de luxo para a sua hospedagem. Aberto em 2016, ainda está novinho. Há um bom restaurante italiano, L’Italia in Tavola, na mesma calçada. Nota 8 no Booking (julho/2020).

Blue Tree Towers

São Luís onde ficar Bue Tree Towers

Desconsidere a nota baixa do Booking. O Blue Tree Towers São Luís herdou um histórico de reclamações de fases anteriores do hotel — a última delas, sob a bandeira Pestana, que passa por um péssimo momento no Brasil. A rede Blue Tree passou a administrar o hotel em abril de 2018, e as primeiras reformas (e a nova gerência) já mostram resultados: os comentários recentes no Booking estão superpositivos. É um hotel indicado para quem gosta de ambiente de resort. Tem uma boa piscina (redesenhada à época do Pestana), quartos e ambientes sociais bastante agradáveis. Está na praia do Calhau, mas não à beira-mar. Nota 8,4 no Booking (julho/2020).

Bristol Express

Na outra margem da Lagoa da Jansen surgiu um bairro de perfil corporativo. Por ali, o Bristol Express é um bom 3 estrelas, com custo x benefício excelente. Está um pouco menos perto dos bares e restaurantes da região da praia. Nota 8,6 no Booking (julho/2020).

Santos Dumont SLZ

Se você vai desembarcar ou embarcar em horários inconvenientes no aeroporto de São Luís, pode se hospedar ali perto, sem precisar ir até a cidade. O Santos Dumont SLZ abriu no início de 2019 e está a 2 km do aeroporto (e a 3 km da rodoviária). Faz o gênero supereconômico, não espere luxos. Ah, sim: não se hospede aqui para aproveitar São Luís — não há nada, seja atrações turísticas, seja restaurantes, nas redondezas. É aconselhável usar Uber para sair do aeroporto (os taxistas não vão gostar de ficar na fila um tempão só para pegar essa corridinha tão perto). Nota 8,6 no Booking (julho/2020).

Pousadas em Alcântara

Veja onde ficar em Alcântara na página de Alcântara deste guia. Clique aqui.

Passagens mais baratas para São Luís no Kayak

Encontre seu hotel no Booking

Alugue carro em São Luís na Rentcars em até 10 vezes

Trânsfers e passeios em São Luís com a Easy Travel Shop

21 comentários

Onde se hospedar longe do mau cheiro da lagoa? Existem críticas sobre isso

    Olá, Mario! Normalmente nos hospedamos por lá e nunca sentimos mau cheiro, não (até porque se dorme com ar condicionado ligado em São Luís). Mas qualquer hotel na orla ou no Centro estará bastante longe da lagoa.

Oii, bom dia!

Gostaria de ir a São Luis em 12/12 será que consigo pegar ainda as dunas com as piscinas? Queria muito conhecer, mas pego férias apenas em dezembro.

Um absurdo um blog como este indicar Portas da Amazônia como um lugar descente pra ficar. É uma verdadeira espelunca! Estamos completamente decepcionados com a indicação e não voltaremos ao blog nem à São Luis nunca mais! Essa indicação é um desserviço ao viajante!

    Olá, Camila! Você leu o tópico sobre a pousada?

    “Instalada num casarão centenário na rua do Giz, a Portas da Amazônia sempre foi a minha indicação para um mergulho total no Centro Histórico, com quartos basicões mas áreas sociais muito charmosas. Pelos comentários mais recentes no Booking, porém, não dá para indicar o lugar sem graves ressalvas: a manutenção e limpeza dos quartos está deixando muito desejar, como atestam praticamente todos os relatos recentes. Há também barulho da rua e dos bares do hotel nas noites de sexta a domingo. Nota 7,6 no Booking (junho/2019).”