Montreal: como aproveitar a cidade subterrânea

Montreal subterrânea

A gente caminhava pela rua Sainte-Cathérine, a “Rua Augusta” de Montreal, quando o temporal que estava ameaçando resolveu desabar. Era hora do almoço e resolvemos nos refugiar num dos muitos shoppings da parte oeste da rua (neste quesito, a Sainte-Cathérine se parece mais com a Orchard Road de Cingapura: é um shopping do lado do outro).

Seguimos a sinalização para a praça de alimentação e escolhemos um lugar para comer (é incrível: os fast foods são étnicos. Tem fast food thai, vietnamita, indiano, mexicano, libanês, chinês, japonês, québecois — mas fomos num fast food de salada, mesmo). Ao sairmos da praça, me dei conta: estávamos na cidade subterrânea de Montreal.

Como se sabe, Montreal tem a maior rede do planeta de passagens construídas sob a terra. São mais de 30 km de túneis e galerias que tornam a cidade mais habitável durante o inverno praticamente ártico do Canadá. Mas também são uma mão na roda nos outros… ahn… dois ou três meses do ano 😀

Prosseguimos pela galeria subterrânea e então vi que, ali na região da Sainte-Cathérine, aquilo nada mais era que a interligação entre os pisos subterrâneos dos vários shoppings. Pense em algo confuso! A travessia não se dá em linha reta, mas com os vaivéns típicos da arquitetura de shopping. Conseguimos atravessar uns três e escapulimos para superfície. Felizmente a chuva tinha terminado (e o sol estava brilhando).

Só no dia seguinte é que eu fui entender o funcionamento da Montreal subterrânea. Consultando um mapinha para me localizar na cidade, achei o acessório fundamental para caminhar debaixo da terra: o diagrama oficial da RÉSO, a rede de passagens subterrâneas de Montreal.

Montreal subterrânea

Funciona como um mapinha de metrô. Os quadradinhos (as “estações” da rede de galerias) correspondem a shopping centers, edifícios e estações (de metrô ou trem) cujos subterrâneos são usados como passagem.

Montreal subterrânea

Para não se perder, basta manter um olho no mapa e outro na sinalização aérea: sempre tem uma setinha indicando a direção do próximo quadradinho do diagrama.

Montreal subterrâneaMontreal subterrânea

Todo o percurso é feito em ambiente fechado, mas nem todas as galerias são subterrâneas. Da Gare Central à estação McGill do metrô, por exemplo, chega um momento em que você sobe por uma escada rolante e atravessa um complexo comercial pelo térreo, mesmo.

Para ter acesso à rede, basta entrar em qualquer porta com o sinal RÉSO.

Montreal subterrânea

Vale a pena dar uma descidinha para constatar a grandiosidade da obra ou para se proteger das intempéries. Mas não espere ver nada demais: é como andar por um shopping center que não acaba nunca.

Leia mais:

27 comentários

Marceeeeela do céu! Você “abriu” os meus sonhos…rsrs…vi e senti cada um dos lugares que citou em seu comentário! Caso possa me passar as dicas do B & B nas cidades de seu roteiro, ficarei muito agradecida! Abraços e obrigada!

Pessoal, muito obrigada pelas dicas!! já registrei tudo!!!! Agora tenho uma boa base pra decidir!!

Bianca,

Você vai se apaixonar pelo Canadá… o país é incrível, os canadenses são um dos povos mais bacanas que já conheci e as cidades são maravilhosas!
Só conheço a costa Leste e acho que o roteiro que fiz foi perfeito: três dias em Toronto, dois entre Niagara Falls e Niagara on the Lake, quatro em Montreal (dá para fazer em três, ficamos um dia a mais porque fomos ver a corrida de F1) um ou dois em ottawa e dois em quebec.

– Em NF, um dia é suficiente. Faça tudo de dia e durma lá, pois as cataratas de noite são lindas, ficam super iluminadas. Passeie à noite um pouco pela Clifton Hill, uma rua cheia de atrações turísticas meio estranhas para brasileiros, mas com hard rock, planet hollywood e uma roda gigante. Pegue na internet antes de ir vouchers para desconto das atrações e no dia seguinte, vá para NOTL. Procure antes na internet as vinícolas que você quer visitar e não deixe de fazer os tours e tomar um icewine, é muito bom! Eu recomendo a Innisklin wines, que adorei, mas dá para ver umas três em um dia e ainda passear pelo centrinho, que é uma graça. A volta para toronto leva uma hora, dá para voltar e dormir lá!
– Em Toronto, também vale procurar os vouchers, às vezes você consegue desconto das atrações. O museu ROM é imperdível e a CN Tower também. Em frente dela tme uma atração que pouca gente conhece: dá para visitar a cervejaria Steam Whistle Brewery e fazer uma degustação. É cheio de jovens, tanto trabalhando ali como visitando, é bem bacana! vale a pena.
E se você quiser comer algo diferente e barato, procure o restaurante PHO HUNG (tem um em frente ao ROM e outro na Spadina). A comida é vietnamita deliciosa e muito barata. Vive muito cheio de locais. Os sanduíches e frutos do mar no mercado St. Lawrence também são ótimos!
– Em Montreal, a cidade inteira é uma delícia, é surpreendente. No começo da noite, passeie pela região do Plateau Mont Royal, é super animado e tem vários restaurantes e bares bacanas. Nós jantamos no Au Pied de Cochon, que vive cheio por ter sido recomendado pelo Anthony Bourdain no programa No Reservations. Se quiser ir lá, reserve antes, vale a pena para quem curte foie gras, carne de porco e frutos do mar bem feitos, num ambiente bem bacana. Não deixe de comer um sanduiche de carne no Schwarts, é uma instituição de montreal.
– Em Ottawa, a visita interna do Parlamento é bem dispensável… a única coisa bonita é a biblioteca, então se quiser aproveitar a cidade, veja só por fora, que é lindo e vá para os barzinhos do centro, são lindos! E à noite, minha dica é o Sweetgrass Aboriginal bistro, que é frequentado por locais apenas e foi uma recomendação da dona do B& B que fiquei. Aliás, se quiser recomendação de B&B em montreal e ottawa, me escreve! Em Montreal fiquei num apartamento incrível, com serviço de café e tudo, pertinnho da St. Catherine.
– Em Quebec, fique bem no centrinho, pois tudo dá para ir a pé. Visite a J.A Moisan Epicier, que dizem ser a primeira loja tipo delicatessen da América do norte e a loja de chocolates deliciosa em frente dela.
E na hora de jantar, vá para fora dos limites da cidade antiga, para uma rua que tem vários restaurantes e bares, que além de serem muito melhores, são muito mais modernos. Perto d cidade, estão as quedas de montmorency e a basílica de santa ana, que são ambas muito bonitas.

Ola Bianca

Moro no Canada desde 2002 e conheco bem todas as cidades que vc citou. Minha sugestao e:
toronto ( 3 dias)
Acrescentaria Niagara Falls e Niagara-on-the-lake ( vinicolas)( 3 dias)
montreal ( 3 dias),
quebec ( 2 dias )
mont tremblant ( 2 dias)
ottawa ( 3 dias)
vancouver ( 3 dias)
Acrescentaria Victoria ( 3 dias)e Whistler ( 2 dias)e talvez Tofino ( praia, dependendo do clima)
jasper ( 2 dias)e banff ( 5 dias – da pra fazer muitos bate-e-voltas tendo Banff como base)
Certamente, a parte mais linda do Canada sao as Montanhas Rochosas / costa oeste.
Qualquer duvida, e so perguntar

    Olá Renata, como vai?
    Me ajuda com uma dúvida?
    Estou pensando em passar 01 semana em Tremblant em fev/2012, para andar de snowboard, minha dúvida é como é a neve de Tremblant, li em algum lugar que neva bem pouco e que a neve na montanha não é fofa, que na verdade é bem dura (quase gelo!!!) Você já esteve lá no inverno? Pode me dizer como pegou a neve?
    Obrigado

Pessoal,
Pretendo fazer uam viagem de um mes em maio de 2012 para o Canadá e gostaria de sugestões sobre quantos dias ficar em cada local. Já li todos os posts do blog, comprei guias, mas nada me sugere. Essa vai pra quem já foi/morou: No período de 1 mes, quanto dias ficar em toronto, montreal, quebec, mont tremblant, ottawa, vancouver, jasper e banff? Algum sugestão a mais ou a menos a incluir neste roteiro?

Ola pessoal…ouvi dizer que existem lugares em Montreal que funcionam a noite toda, estou indo pra la passar este final de semana (13 de maio de 2011). Vcs sabem algo sobre isso?
Obrigadissima!
Vanessa.

Nossa
Estou indo em julho e estava procurando dicas sobre o Canadá. Este post veio na hora certa!!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.