Sea World: splash zuuuum tchibum chuá

Journey to Atlantis, Sea World

Bem. Continuando nossa maratona cultural por Orlando, hoje vamos fotopassear pelo Sea World. Aberto em 1973, é uma das instituições do lugar. Foi o primeiro grande parque fora do complexo Disney, o que ajudou a consolidar Orlando como um destino que está para os parques de diversão assim como Paris está para os museus. OK, vocês entenderam.

Depois dessa passada por Orlando vou precisar estudar o significado da montanha russa na cultura americana. Por que todos os parques precisam ter montanhas russas? Por que todos os parques precisam ter VÁRIAS montanhas russas? E por que os outlets não têm nenhuma?

Manta, no Sea World

As montanhas russas são adaptadas ao tema de cada parque. No Sea World, a montanha mais nova é inspirada na arraia-manta: os carrinhos seriam o rabo do bicho. Os passageiros (tô fora) passam a maior parte do tempo suspensos, como se estivessem mergulhando. Só que no céu. E com piruetas. Já falei que eu tô fora? Mas o povo desce e já volta pra fila.

Uma outra montanha russa, a Kraken, emula um monstro marinho, e tem trechos debaixo da terra. Uma terceira, a Journey to Atlantis, desce por um tobogã aquático. Lamento, mas vocês só vão ver fotos minhas numa montanha russa no dia em que eu passear pelos Urais.

Focas no Sea World

Entre uma montanha russa e outra, o Sea World funciona como um aquário. Peixes, corais, pingüins, tubarões, focas, peixes-bois.

Peixe-boi no Sea World

Pingüins no Sea World

Baby Orcas no Sea World

Dessa turma, o mais emocionante é o nicho dos tubarões: uma esteira rolante conduz você por dentro de um túnel transparente, e os tubarões passam por cima e pelos lados. Mas no geral, saí com a sensação de que no Oceanário de Lisboa as criaturas estão melhor acomodadas e expostas.

Túnel de tubarões no Sea World

A ala realmente impressionante é a dedicada ao Ártico, que não dá mais para descrever como aquário; está mais para zoológico marinho. Por lá estão ursos polares, morsas (o bicho mais ogro que eu já vi na vida) e as adoráveis baleias beluga.

Urso polar no Sea World

Nesse ponto você pode fazer parte do elenco: dá para comprar, à parte, um encontro com belugas, que será assistido por quem estiver passando na hora. Nota do VnV: o encontro com belugas só é feito atualmente nas unidades do Sea World de San Diego (Califórnia) e San Antonio (Texas).

Interação com beluga no Sea World

E mesmo se não houvesse as montanhas russas e os aquários, haveria o show com os golfinhos. É inacreditável o que eles são capazes de fazer. O que eu acho mais incrível é a capacidade de contar. Três golfinhos dando três splashes simultâneos para molhar um lado da platéia, depois indo para o lado oposto e dando mais três chuás — para mim isso vale mais que as piruetas.

Show de golfinhos no Sea World

Golfinhos no Sea World

Golfinho no Sea World

Comparado ao show dos golfinhos, achei o das orcas menos interessante. Até que me contaram o motivo: depois do famoso incidente em que uma treinadora foi morta por uma das baleias, foi eliminada do espetáculo toda interação com os bichos dentro d’água.

Orcas no Sea World

Orca no Sea World

(E a propósito: o episódio não aconteceu durante um dos shows; foi num programa à parte, o “jantar com belugas”, que está suspenso desde então.)

Organize sua estada no parque em torno dos shows: informe-se dos horários do dia e esteja nos estádios (cada show tem o seu) uma meia hora antes, para pegar um bom lugar.

Sea World é o mais central dos parques de Orlando, pertinho da International Drive. Ônibus freqüentes ligam o parque a seus vizinhos Discovery Cove e Aquatica. A entrada de um dia custa a partir de US$ 79. Sessões de interação com belugas ou tubarões custam desde US$ 150 e podem ser compradas online.

Há também opção de pacote de duas visitas ou três visitas a escolher dentre os parques: SeaWorld Orlando, Aquatica Orlando, Busch Gardens Tampa, ou Adventure Island Tampa (sai a partir de US$ 99 e US$ 109, respectivamente). Para entradas e estacionamento ilimitados por 14 dias consecutivos em qualquer um dos parques, o valor é de US$ 139.

Passagens mais baratas para Orlando com nosso parceiro Kayak

Encontre seu hotel no Booking

Faça seu Seguro Viagem na Allianz Travel

Alugue de carro em Orlando na Rentcars em até 12 vezes e sem IOF

Passeios e excursões em Orlando com a Viator

Compre ingressos para os parques temáticos na RCA

42 comentários

Olá, gostaria de saber se mesmos os adultos podem alimentar e acariciar os golfinhos no Seaworld. Caso afirmativo, é pago a parte?

    Olá, Karina! Sim, adultos também podem alimentar os golfinhos. Essa atração é paga à parte. O ideal é ir logo pela manhã para garantir um horário. 😉

    Se compararmos a diferença de grana (ingresso somente do dolphin cove e o parque discovery cove) e se tratando exclusivamente de estar com golfinhos o ideal então é ir ao discovery cove? Qual o conselho q vcs dariam?

    Olá, Karina! Não se vende ingresso apenas para Dolphin Cove. A interação (que ocorre com o visitante fora d’água) é cobrada à parte; você terá que ter comprado ingresso para o Sea World. A interação do Discovery Cove é diferente: você fica dentro d’água com os golfinhos.

Estivemos em Orlando 13 dias, com 13 dias de parque, inclusive 1 no Seaworld. Este parque é diferente dos outros, porque traz o contato com animais aquáticos de uma forma muito prazerosa e divertida. A visitação, portanto, é imperdível. Tome cuidado ao sentar nos shows…se tiver na parte de baixo vai levar um banho na certa. Neste final de ano tinha alguns shows de natal também muito bons. A experiência dos pinguins é nota 10 mas faz bastante frio, vá preparado. Valeu a pena.

Nunca me identifiquei tanto com um post! Sua fala sobre a montanha-russ manta é exatamente o que eu pensava na hora em que via o povo lá em cima berrando e depois voltando pra fila rsrsrsrsrs.Tô fora!! E olha que saí daqui dizendo que essa montanha-russa eu não perderia por nada. Amerelei feio rsrsrs
Quanto aos ingressos, tanto do SeaWorld quanto dos parques Universal, comprei no site dos próprios parques e não tive problema algum. Já saí com eles impressos do Brasil, apresentei na entrada dos parques e pronto! Fácil assim! Já os da Disney, comprei na Decolar.com (uma promoção muito boa, compre 3 dias ganhe 5)e foi só apresentar no hotel (fiquei em hotel Disney) que eles transferiram para o cartão que eu usei durante todos os dias.
Tenho um blog onde registro minhas viagens e coloco algumas dicas. Quem quiser, pode dar uma olhadinha lá: penaestradacomdonamaricota.wordpress.com

Voltei para o Sea World essa semana, depois de 10 anos, e fiquei impressionada com o quanto eles estão inovando. A montanha-russa da arraia(Manta) prende as costas da cadeira no trilho, e faz você ver tudo por um ângulo que nunca tinha imaginado.
Adorei também a nova atra;cão: turtle trek. tela 360 graus e 3D, parece que voc6e está dentro do mar!
Acho que á importante sim ter a montanha-russa porque traz um equilibrio. O show dos golfinhos é legal, mas ficar um dia todo só vendo animais me cansava um pouco. Achei que foi um ótimo mix de atrações mais radicais com animais marítimos!

vale muito a pena visitar!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.