safári na áfrica do sul reserva madikwe

Vou pra África do Sul, corro risco de pegar Ebola?

safári na áfrica do sul reserva madikwe

Ao chegar no balcão de check-in da South Africa em Guarulhos, uma família passa apressadamente por mim conversando: “Não quer fazer o seu check-in aqui? ”. “Eu hein, pra quê? Pra pegar ebola? ”. Como é triste perceber que essa visão distorcida do continente africano pode se espalhar pelas conversas dos viajantes brasileiros de maneira tão letal quanto o tal vírus em questão.

Se a informação é o melhor remédio para combater velhos mitos, então vamos aos fatos: entre o final de 2013 e meados de 2015, vimos uma nova epidemia de ebola abalar países da África Ocidental como Libéria, Serra Leoa e Guiné. Segundo a Organização Mundial da Saúde – OMS – cerca de 11 mil pessoas morreram até agora devido ao surto da doença.

O ebola é uma doença infecciosa, transmitida por contato físico direto com fluidos corporais de pessoas doentes. Não se pega pelo ar e não afeta a segurança das viagens de avião. A doença também não é transmitida por picada de mosquitos.

Um grande esforço internacional foi montado para combater essa crise e ajudar as regiões mais prejudicadas. Recentemente, Ismael Ahmed,  chefe da Missão das Nações Unidas para o Combate ao Ebola, afirmou à reportagem da BBC ter “certeza de que [o surto] terá terminado até o verão [do Hemisfério Norte], em julho ou agosto”.

Duas vacinas que geram produção de anticorpos capazes de neutralizar o vírus estão sendo testadas na Libéria e em Guiné e novos estudos devem ser concluídos ao longo desse ano. O Centros de Controle e Prevenção de Doenças – CDC – dos Estados Unidos lançou um infográfico com informações básicas e muito importantes sobre a doença. Você pode acessá-lo clicando no link abaixo:

“If you’re feeling sick, think flu not Ebola”.

Camp Bay na Cidade do Cabe

Talvez a intensa cobertura da imprensa nacional e internacional tenha aumentado os níveis de preocupação de quem planeja conhecer a África do Sul, mas esses pensamentos são infundados. Segundo o CDC dos Estados Unidos, a doença não existe em território sul-africano e nenhum caso foi registrado no país durante essa nova epidemia.

Muitos brasileiros cancelaram suas viagens pela África do Sul com medo de que a doença se espalhasse por todo o continente. Conversando com alguns guias locais, fiquei sabendo que o número de brasileiros cancelando suas viagens foi tão alto, que acarretou em desemprego e até em perdas significativas de empresas especializadas no nosso mercado, sendo que algumas delas registraram uma queda no faturamento entre 50 e 80% (números extraoficiais).

Eu entendo o excesso de zelo, mas cancelar uma viagem para a África do Sul por medo da doença é praticamente como cancelar suas férias no Rio Grande do Sul por preocupação com um surto em Punta Cana. O que me leva a um outro ponto: o fato de enxergarmos a África como um grande todo, um único país e termos uma certa dificuldade em distinguir seus diferentes e diversos países.

É importante lembrar que os países mais afetados ficam no Hemisfério Norte e os destinos mais procurados pelos brasileiros como a África do Sul estão no Hemisfério Sul. Não existem voos diretos que liguem as regiões infectadas a destinos mais procurados como a Cidade do Cabo ou o Parque Nacional Kruger. Geograficamente falando, o sul da Europa está mais próximo dos países em crise, mas em nenhum momento cogitamos cancelar nossas férias para lá, certo? 😉

Portanto, não existem motivos para temer e cogitar cancelar uma viagem para a África do Sul, mesmo que o primeiro comentário no facebook ao postar uma foto incrível do seu safári seja “nossa, cuidado com o ebola”. O país é surpreendente, tem uma estrutura turística ótima e superpreparada para nos receber. Ao chegar lá, você logo notará que temos muito mais coisas boas em comum do que podemos imaginar.

Natalie viajou a convite do turismo da África do Sul.

Leia mais:

13 comentários

Uai vi aqui falando que grande quantidade de brasucas cancelaram viagens à África do Sul, esse país é muito visitado por brs? Pra mim o povo daqui só ia pros eua Europa e eventualmente países vizinhos!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.