Que moeda eu levo para o Chile?

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Pesos chilenos

A moeda corrente no Chile é o peso chileno. Nos últimos tempos R$ 1 tem valido em torno de 230 pesos chilenos; US$ 1 costuma comprar em torno de 620 pesos. Veja as cotações atuais exatas no site da Oanda.com.

Vale a pena comprar pesos chilenos no Brasil?

Não é comum haver pesos chilenos à venda no Brasil, mas as maiores corretoras podem arranjar para você. É difícil, porém, que a cotação seja vantajosa. Informe-se sobre o câmbio usado e compare com a cotação informada em sites como Oanda.

Vale a pena levar reais para o Chile?

Nas casas de câmbio do Centro e de bairros importantes de Santiago costuma-se conseguir uma boa cotação por reais. Nas épocas de grande afluxo de turistas, porém, a cotação pode baixar nas casas de câmbio devido ao excesso de oferta de reais na praça (leia mais aqui). A principal rede de casas de câmbio do Chile é a Afex. Algumas sucursais que abrem todos os dias: na calle Catedral 1063, Centro (2a. a 6a. das 9h às 19h; sábado, domingo e feriados das 10h às 19h); na Estação Central (2a. a 6a. das 9h às 20h, sábado das 10h às 19h, domingo e feriados das 11h às 18h) e no shopping Parque Arauco (2a. a sábado das 10h às 20h30; domingo e feriados das 11h às 20h30). Na zona hoteleira de Providencia há a sucursal da Pedro de Valdivia 012 (2a. a sexta das 9h às 18h; sábado das 10h às 14h; fechada domingo e feriados).

Se você vai para o Atacama, Lagos Andinos ou Patagônia chilena, não vale a pena levar reais: a cotação não será boa como em Santiago.

Vale a pena levar dólares para o Chile?

Dólares garantem boa cotação em casas de câmbio de todo o país (menos nos aeroportos, onde a cotação sempre é baixa). Além disso, podem ser usados para pagar conta de hospedagem -- no Chile, quando o estrangeiro paga hotel em moeda forte (dólar, euro ou cartão de crédito/débito internacional) ganha isenção do IVA, o ICMS local. Veja endereços de casas de câmbio no item anterior

Se você vai para o Atacama, os Lagos Andinos ou a Patagônia chilena, dólares terão melhor cotação do que reais.

Vale a pena comprar dólares para levar para o Chile?

Depende da cotação do real na praça. Nas épocas de grande afluxo de turistas brasileiros, a cotação do real pode cair, e o dólar fica mais interessante. Leia mais aqui.

Vale a pena fazer saques em moeda local nos caixas eletrônicos?

Esta é a minha recomendação para conseguir o dinheiro para os gastos do dia a dia.

A primeira alternativa para fazer isso é habilitar o seu cartão de banco para saques internacionais. Não é preciso que haja um caixa do seu banco para realizar os saques; normalmente todos os cartões funcionam em todos os caixas. O IOF é de 6,38% e há tarifas de uso do equipamento bancário -- por isso, faça retiradas sempre equivalentes a pelo menos 200 dólares (no Chile, 1.200 pesos), para que as tarifas não pesem.

Outra possibilidade de saque em moeda local é usando um cartão de débito internacional (tipo Visa Travel Money, MasterCard Cash Passport ou American Express Global Travel card). A cotação de venda é um pouco mais baixa que a do papel-moeda (dólar turismo), mas há IOF de 6,38%. Você pode fazer recargas à distância (normalmente, de segunda a sexta; o dinheiro entra na conta no dia útil seguinte à transferência bancária). Este tipo de cartão é, no mínimo, um plano B perfeito para o caso de haver problemas com o seu cartão de banco.

O melhor de sacar dinheiro em caixa eletrônico é que sempre existem caixas no seu caminho, abertos 24 horas por dia, 7 dias por semana, oferecendo a mesma cotação em todos os horários.

Vale a pena fazer gastos com cartão pré-pago no Chile?

.As vantagens são a segurança (você não leva dinheiro vivo) e a estabilidade cambial (você congela a cotação no momento da compra a moeda; se o real desvalorizar durante a sua viagem, você não é afetado). A desvantagem é que, como você vai precisar carregar o cartão em dólar, ao usar no Chile haverá uma perda de até 5% no câmbio (semelhante à perda que você teria se fosse a uma casa de câmbio trocar fisicamente os seus dólares por pesos). Ou seja: no cartão pré-pago, em lugares em que a moeda corrente é diferente da moeda carregada no cartão, você faz dois câmbios. Por isso, vale a pena considerar o cartão de crédito.

Vale a pena fazer gastos com cartão de crédito no Chile?

Eu continuo usuário fiel de cartão de crédito. A cotação sempre é mais vantajosa do que a do papel-moeda e do cartão pré-pago; no fim das contas, a diferença não é de 6%, mas de 3 ou 3,5% -- que volta facilmente para a minha conta sob a forma de milhas. A desvantagem do cartão de crédito está na instabilidade cambial: o dólar que vale é o do vencimento da fatura, não o do dia da despesa, então se houver desvalorização do real, você pagará mais caro pela viagem.

Onde conseguir pesos chilenos no aeroporto de Santiago?

As casas de câmbio que operam no aeroporto usam uma cotação desvantajosa. Só faça câmbio em último caso. O melhor é usar os caixas eletrônicos para sacar com em pesos com o seu cartão de banco (habilitado para saques internacionais) ou cartão de débito internacional tipo Visa Travel Money, MasterCard Cash Passport ou American Express Global Travel Card.

Os táxis oficiais do aeroporto aceitam cartão de crédito. A corrida sai o equivalente a 30 dólares.

Minha fórmula: dinheiro para viajar ao Chile

--> Eu levaria 300 reais (ou 200 dólares, se já estivessem comprados) em dinheiro para usar numa emergência.

--> Faria saques em pesos chilenos (o primeiro desses saques, já no aeroporto ao chegar) usando cartão do banco. Usaria os pesos desses saques para os pequenos gastos do dia a dia.

--> Pagaria as grandes despesas com cartão de crédito.

--> Caso a instabilidade cambial do cartão de crédito deixe você muito nervoso, então leve reais (se for para Santiago) ou dólares (se for para outras regiões do Chile).

Leia mais:

716 comentários

Rogerio Maciel

Viajo para Santiago em 02/04/15. Como marinheiro de 1ª viagem gostaria de saber melhor forma de adquirir moeda local.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Rogerio! Você pode habilitar seu cartão de débito para fazer saques no Chile ou levar reais e dólares e trocar em casas de câmbio. wink

Atenção: perguntas que já estejam respondidas no texto e comentários ofensivos ou em maiúsculas serão deletados.

Cancelar