Transporte em Paris: carnê x Mobilis x Paris Visite x Paris Pass

Mariana Amaral
por Mariana Amaral

Metrô de Paris

Qual o melhor passe de transporte para usar em Paris? Depende. O Ricardo Freire gosta de combinar o descomplicado carnet 10 voyages com um Paris Museum Pass. Mas outras alternativas também funcionam. Você pretende chegar à cidade de táxi ou de trem? Vai visitar a Disneyland? Está viajando com crianças? Avalie as vantagens e desvantagens de cada um e eleja o seu favorito.

--> CARNET 10 VOYAGES

Ticket T+O que é: 10 bilhetes de transporte público que você compra de uma vez só. Apesar do apelido "carnet", os bilhetes vêm soltos. São 10 tickets t+.

Quanto custa: 12,50 euros; cada ticket acaba saindo 1,25 euro (contra 1,70 euro do bilhete unitário avulso)

Onde comprar: nos caixas de auto-atendimento ou nos guichês do metrô, ônibus e estações RER.

Vantagem: a praticidade. Você compra de 10 em 10 tickets, e usa à medida que precisar, sem ter que fazer contas ou se preocupar com a validade. O "carnê" não tem titularidade, e pode ser dividido com mais pessoas. O preço é vantajoso. Os bilhetes servem para metrô, ônibus e RER zona 1. São permitidas conexões dentro de um período de 90 minutos entre metrô/RER, metrô/metrô e ônibus/ônibus sem pagar um segundo bilhete. (Pegadinha: outras combinações de conexão, como RER/metrô, não são possíveis.)

Desvantagem: não dá direito a aeroportos (o Orly fica na zona 3 e requer mais €8,40 do monotrilho; Charles de Gaulle, na zona 5), nem a Versailles (zona 4), nem a Disneyland Paris (zona 5).

Sugestão: nos dias em que precisar ir a Versailles ou à Disney, compre um Mobilis (veja abaixo).

A considerar: o táxi de Orly sai entre 25 e 28 euros; o de CDG, 60 euros (por carro, não por pessoa), e entrega você no seu hotel, sem precisar carregar mala em escada do metrô nem achar o caminho entre a estação e o hotel.

Recomendado: para quem chega de trem, ou está pensando em ir de táxi de/para o aeroporto.

Site oficial: aqui.

--> MOBILIS

MobilisO que é: Um passe de transporte com validade de um dia (das 5h20 da manhã à 1h da madrugada -- 2h30 às sextas e sábados).

Quanto custa: 6,40 euros para as zonas 1-2; 8,55 euros até a zona 3; 10,55 euros até a zona 4 (Versalhes); 14,20 euros até a zona 5 (Disneyland Paris -- mas o aeroporto CDG não está incluído).

Onde comprar: nos caixas de auto-atendimento ou nos guichês do metrô, ônibus e estações RER.

Vantagem: a praticidade. Você pode inclusive comprar Mobilis para todos os dias em que ficar na cidade de uma vez (o passe não é ativado na compra, mas ao passar pela primeira catraca). É perfeito também para os dias em que você precisar sair da zona central, indo a Versailles ou à Disney.

Desvantagem: Não inclui o monotrilho Orlyval em Orly (8,40 euros extra) nem o RER até o aeroporto CDG (uma exceção talhada sob medida para empurrar o Paris Visite aos turistas).

A considerar: o táxi de Orly sai entre 25 e 28 euros; o de CDG, 60 euros (por carro, não por pessoa), e entrega você no seu hotel, sem precisar carregar mala em escada do metrô nem achar o caminho entre a estação e o hotel.

Recomendado: sobretudo para os dias em que você for a Versailles (zona 4) ou à Disney (zona 5): o Mobilis cobre a viagem de ida e volta e também todos os seus deslocamentos dentro de Paris naquele dia.

Site oficial: aqui.

--> PARIS VISITE

Paris VisiteO que é: um passe para uso ilimitado de transporte público, válido por até 5 dias consecutivos.

Quanto custa: a versão mais vantajosa, válida entre as zonas 1 e 5, custa 20,50 euros para 1 dia, 31,15 para 2 dias, 43,65 euros para 3 dias e 54,30 euros para 5 dias. Crianças pagam metade. Veja todos os preços aqui.

Onde comprar: nos caixas de auto-atendimento ou nos guichês do metrô, ônibus e estações RER.

Vantagem: um bilhete único para todos os transportes, incluindo aeroportos, Versailles e Disney (desde que compre a versão válidas para zonas 1 a 5). Inclui o Orlyval, o monotrilho de Orly ao RER. Crianças têm 50% de desconto.

Desvantagem: a contagem de dias desfavorece quem chega a Paris à noite. Requer bastante uso para valer a pena.

A considerar: o táxi de Orly sai entre 25 e 28 euros; o de CDG, 60 euros (por carro, não por pessoa), e entrega você no seu hotel, sem precisar carregar mala em escada do metrô nem achar o caminho entre a estação e o hotel.

Recomendado: basicamente para quem quer usar transporte público entre os aeroportos e o hotel. Para quem viaja com criança também pode ser interessante.

Site oficial: aqui.


--> NAVIGO DÉCOUVERTE

Navigo DécouverteO que é: um cartão para uso ilimitado de transporte público, carregável com passes de 1 semana ou 1 mês.

Quanto custa: o cartão custa 5 euros, que entra como custo inicial. Uma vez comprado, precisa ser carregado com o passe semanal (19,15 euros para zona 1-2, 33,90 euros até a zona 5) ou mensal (62,90 euros para zona 1-2, 111,50 até a zona 5). Veja todos os preços aqui.

Onde comprar: nos guichês do metrô e estações RER, e também em quiosques, cafés e tabacs autorizados.

Vantagem: um bilhete único para todos os transportes, a um preço seguramente mais vantajoso do que o Paris Visite ou Mobilis, e talvez mais vantajoso que o método carnet 10 voyages (dependendo da freqüência de uso). Se comprar o passe até a zona 4, inclui Versalhes; comprando até a 5, dá para usar até o CDG ou a Disneyland Paris.

Desvantagem: fazer o cartão dá trabalho; é preciso levar foto. (A Cris ensina como fazer neste post.) O início da validade de cada passe é um problema: o passe semanal vale rigorosamente da segunda ao domingo; se você fizer na quarta-feira, já terá perdido dois dias. (O passe mensal tem validade estrita do primeiro ao último dia do mês.) O monotrilho Orlyval, que leva do aeroporto Orly ao RER, não está incluído (seriam 8,40 euros extra).

Recomendado: para pessoas organizadas, que fiquem em Paris mais de cinco dias e cheguem no comecinho da semana (ou do mês, caso estejam interessadas no passe mensal).

Site oficial: aqui.

--> PARIS PASS

Paris PassO que é: idéia marqueteira de um espertalhão que resolveu juntar todos os passes disponíveis e empacotar para o freguês. Combina o Paris Visite com o Paris Museum Pass, e dá ainda dois dias de perambulância com o hop-on hop-off Les Cars Rouges e mais sete atrações grátis (bâteaux mouches, museu de cera Grévin e Torre Montparnasse entre elas).

Quanto custa: 186 euros a versão para 6 dias; 154 euros a versão para 4 dias

Onde comprar: pela internet. É possível receber em casa, pelo correio (pagando a postagem, e se sujeitando à lentidão do correio brazuca) ou retirar na agência Cultival (42 Rue des Jeuneurs; metrô: Grands Boulevards).

Vantagem: (quase) tudo num pacote só e, pra quem gosta, tem o ônibus hop-on hop-off.

Desvantagem: a versão do passe de transporte Paris Visite que está incluída no pacote dá direito apenas à zona central 1-3; aeroportos, Versailles e Disneyland Paris são à parte. Não é barato. (E se você não se dedicar a aproveitar, vai jogar dinheiro fora.)

Recomendado: pra falar a verdade, a gente não recomenda não; é um passe meio pega-turista. Mas se você curte hop-on hop-off e questão de bâteau-mouche... faça suas contas, pode ser que valha a pena.

Site oficial: aqui.

Leia também:

Navigo Découverte: a Cris ensina como usar

Paris Museum Pass: não saia de chez vous sem ele

Metrô de Paris no Conexão Paris

Página-guia de Paris no Viaje na Viagem

Siga o Viaje na Viagem no Twitter - @viajenaviagem

Siga o Ricardo Freire no Twitter - @riqfreire

Visite o VnV no Facebook - Viaje na Viagem

Assine o Viaje na Viagem por email - VnV por email

228 comentários

Maria Esteves
Maria EstevesPermalinkResponder

Olá Ricardo,
Estou um pouco confusa, vou para Disney para Montvrain, chego aeroporto orly, por 3 dias, somos 2 adultos e uma criança 10 anos,o meu companheiro quer alugar carro porque eu quero passear em Paris e visitar tudo o que tenho direito. Alugo carro, vou de taxi até ao hotel e compro o Carnet 10 para cada um e Paris Museum Pass,

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Maria! Carro em Paris nunca, em hipótese nenhuma, é uma boa idéia. Nem para entrar na cidade. Use o trem.

Francisco Nobre

O carnet 10 voyages tem restrição quanto à zona que pode ser usado, ou pode usar até a zona 5? Obrigado.

Neftalí
NeftalíPermalinkResponder

Oi Francisco. O ticket t+ é pra ser usado só dentro de Paris, no metrô, RER, ônibus, funicular (Montmartre) e bondes. A única exceção é que pode ser utilizado em todas as linhas do metrô, inclusive as que saem da zona 1. Já para o RER, só dentro da zona 1. Está escrito no texto.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Francisco! Vale até onde for o metrô (que só vai até a zona 2). No RER, você só conseguirá sair pela catraca eletrônica se a estação estiver na zona 1.

Vanessa Mariano

Olá Bóia.
Eu e o marido iremos pela primeira vez para Paris em Abril e ficaremos por lá 13 dias (incluindo bate-volta em Reims, Dijon, Giverny, e talvez Orleans). Como será nossa primeira vez queremos conhecer os atrativos turísticos clássicos (Versailles, Louvre, Notre Dame, Arco do Triunfo, Torre Eiffel, etc) mas também queremos aproveitar a cidade no estilo slow travel. Qual desses passes para deslocamento você sugere? Você sugere algum desses passes que inclui entradas e "fura fila" nos atrativos? Lembrando que não vamos priorizar muitos museus e galerias de arte nessa primeira vez, só os mais clássicos mesmo.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Vanessa! Recomendamos o Paris Museum Pass e o carnet 10 voyages. Está no primeiro parágrafo do texto.

Daniel
DanielPermalinkResponder

Bóia, no caso de chegar em Paris pelo CDG com pouca bagagem não é mais vantagem comprar o Paris Pass de 5 dias de uma vez que custa E54 e ganhar 5 dias de transporte incluindo Versalhes do que pagar E60 de táxi até o hotel e só, mesmo que fique em Paris mais do que 5 dias?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Daniel! Duas coisas:

Não chame o Paris Visite de Paris Pass. Paris Pass é um outro passe, pega-turistão.

Não compare o preço do Paris Visite com o preço do táxi. Você tem que comparar o preço do Paris Visite com o carnet de 10 viagens + passagem avulsa de RER do aeroporto a Paris e a Versalhes.

Matheus Segatto

Olá!
Estaremos em Paris no final do mês de Janeiro, e vamos alugar um carro para fazer um bate-volta a Bruges (estaremos em 4, e vai ser mais vantajoso que o bilhete de trrem). Onde seria mais conveniente alugar o carro? Sabendo que vamos estar hospedados próximo ao Arco do Triumfo, estamos preocupados com o trânsito. Seria prudente alugar numa agência não tão próxima ao centro?
Obrigado!
Matheus

Atenção: perguntas que já estejam respondidas no texto e comentários ofensivos ou em maiúsculas serão deletados.

Cancelar