Amsterdã

Mais certinha que doidona

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Amsterdã é a Bangkok do Primeiro Mundo – um lugar que provoca risinhos maliciosos quando você conta que vai para lá.

Para a imensa maioria dos visitantes, porém, o binômio sexo-drogas é quase irrelevante: rende um passeio rápido ao Bairro da Luz Vermelha e fotos de cafés esfumaçados – do lado de fora.

O que fica de uma temporada em Amsterdã é o encanto de estar numa cidade que é a um só tempo obra de arte e de engenharia.

Você vai querer estar de cara limpa (e sem luz vermelha por perto) para passear por seus canais concêntricos e atravessar algumas de suas 400 pontes, admirando as proporções peculiares de seus edifícios e aproveitando a simpatia do povo mais desencanado que vai encontrar na Europa.

Quando ir

É difícil pegar tempo bom na Holanda. Venha preparado para pegar alguma chuva em qualquer época do ano. O verão não chega a ser quente no sentido brasileiro da palavra; o inverno pode registrar temperaturas negativas.

O verão é gostoso para curtir a cidade ao ar livre. Mas se você quer ver os campos de tulipas de Keukenhof, venha no início da primavera: o parque só abre durante algumas semanas. Em 2015 vai ser de 20 de março a 17 de maio (o pico da floração é em abril).

Para encontrar clima de carnaval, venha no Dia do Rei (27 de abril) ou no fim de semana da Parada Gay, que em Amsterdã é aquática, pelos canais (em 2015 vai ser dia 2 de agosto).

Como chegar

A KLM tem vôos diretos de São Paulo. Todas as outras cias. aéreas que servem a Europa voam com uma conexão.

É conveniente chegar de trem se você vem de Paris (3h50), Bruxelas (2h30) e Colônia (2h40). De Berlim são 6h20: compare com o preço do avião para ver o que vale mais a pena. De todos os outros cantos da Europa, venha de avião.

Se estiver fazendo uma viagem picadinha, tente incluir Amsterdã na sua passagem transatlântica (a associação entre KLM, Air France e Alitalia torna isso ainda mais fácil).

Onde ficar

A localização mais privilegiada em Amsterdã não é em nenhuma região específica, e sim numa posição determinada: tente ficar à beira de um canal. Se passar por um canal for a primeira e a última coisa que você fizer no seu dia, a sua estada na cidade vai ser ainda mais bonita.

O bairro mais bacaninha da cidade é o Jordaan. O mais central para turistagens e noite são os arredores de Rembrantplein (mas pode ser barulhento). As imediações da estação central (incluindo a avenidona Damrak) não são muito bem encaradas. Se puder, evite.

Para alugar, tente o Jordaan. Ou invista numa casa-barco — serão os euros mais bem aplicados da sua viagem.

Daqui pra onde

Os moinhos de vento de Zaanse Schans estão a 20 minutos de trem; a pitoresca cidadezinha de Delft, a uma hora. Para ir ao Keukenhof, o parque das tulipas, pega-se um ônibus especial (1h30 de viagem).

Na Bélgica, Antuérpia está a 1h30, e Bruxelas, a 2h30. Mas Bruges continua distante demais para um bate-volta: são 3h40 de viagem, com baldeação em Bruxelas (deixe para fazer quando estiver a caminho de Paris). Colônia, a 2h40, é a porta de entrada para uma viagem pela Alemanha.

Amsterdã no Viaje na Viagem

116 comentários

Sonia C
Sonia CPermalinkResponder

Oi , Bóia . Eu (55 anos) e meu marido (64 anos) estamos programando uma viagem para setembro. Amsterdã (4 dias) , Bruxelas (2 dias , com bate-volta para Bruges) , Colônia (1 dia) , Berlim (5 dias) . Não estão contabilizados os dias de translado . Não queremos muito estresse . Você acha que o roteiro está bom ? Qual a melhor maneira de chegar à Colônia e Berlim ? Essa ordem das cidades está boa ? Pretendemos fazer de trem o que for possível e de avião só o que ficar muito longe (ou mais caro) . Temos também a opção de trocar Berlim por Munique (porque também não conhecemos) . Obrigada .

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Sonia! Trem é a melhor maneira de fazer o roteiro. Entre Berlim e Munique, a escolha é sua, as duas cidades são adoráveis.

Ricardo De Caroli

Olá, Ricardo!
Tudo bom?

Eu e minha namorada Larissa estamos planejando uma viagem para a Europa e temos lido bastante o seu blog! Gostaria de ver com você o que você acha do itinerário que estamos pensando!
Nós já compramos a passagem de ida e volta para Amsterdã (saindo de São Paulo, num voo direto pela KLM). Chegaremos dia 24/05 pela manhã e saímos dia 17/06 também pela manhã, o que nos dá 24 dias na Europa (sem considerar os deslocamentos).
Agora falta programar as viagens internas. Segue abaixo o que estamos pensando:

- Saída 23/05 as 19h15 de GRU
- Chegando 24/05 as 11h50 em AMS

- 27/05 - Amsterdã para Praga: avião
- 29/05 - Praga para Roma: avião
- 02/06 - Roma para Florença: trem
- 04/06 - Florença para Paris: avião
- 09/06 - Paris para Londres: trem
- 14/06 - Londres para Amsterdã: avião

- Saída 17/06 as 10h15 de AMS
- Chegada 17/06 as 17h15 GRU

Vale lembrar que ainda não temos nenhuma passagem nem hospedagem fechada, mas estamos checando constantemente preços e cotações.
Estamos levando em consideração também as suas dicas de quando vale ir de trem ou não, por isso os percursos mais longos estamos optando pelo avião.

Tenho encontrado passagens bem baratas por empresas como a Easy Jet e Smart Wings, mas não conheço a reputação delas. São confiáveis?

O que você acha dessa ordem das cidades? Faria algo diferente? Inverteria alguma ordem? Por favor, nos diga o que acha! smile

Para hospedagem estamos adorando o site Airbnb. Muitas opções bem avaliadas com preços ótimo!

Essa será a nossa primeira viagem para a Europa e estamos muito empolgados!

Desde já, muito obrigado!
Abs

Neftalí
NeftalíPermalinkResponder

Ricardo, aguarde e siga as dicas da Bóia. Mas é um pecado, em sua 1a viagem à Europa, deixar de visitar Veneza estando tão perto, que inclusive tem melhores conexões aéreas com Paris que Florença.
Praga é linda, mas será que vale a pena essa logística mais cara e complicada para estar só um dia inteiro lá? Abraço.

Neftalí
NeftalíPermalinkResponder

Florença é outro lugar que pede mais dias, a Toscana é muito bonita, você vai ter pouco tempo pra ir a Siena e Pisa, entre outras.
O ideal é comprar as passagens internas o antes possível, os preços só vão aumentar. Nos trechos Lon-Ams e Italia-Paris consulte a British Airways e a Air France também, respectivamente, eu encontrei preços mais baratos que as low cost.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ricardo! Voe da Itália (pode ser Pisa, Florença ou Milão, onde estiver mais em conta) a Londres, siga de trem a Paris e Amsterdã.

Sonia C
Sonia CPermalinkResponder

Boa noite, Ricardo . Pedi uma sugestão no dia 26/1 . Aguardo ansiosa seu comentário . Obrigada . Sonia

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Sonia! Quem responde é A Bóia. Está respondido.

ERIKA S ANDRADE

Boa tarde Bóia
Estou fazendo uma conexão de Athenas e ficarei 2 dias inteiros em Amsterdam . O que seria ideal para visitar nesses dois dias ?Obrigada !

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Erika! Ande de bicicleta, passeie pelos canais, visite um ou dois museus, tome uma cerveja em um bruin café. Nos posts listados acima damos todas as dicas. Clique nos links!

Ana Carolina Ferreiar

Boa noite boia, estou planejando uma viagem de 15 dias entre setembro e outubro.
Quero fazer Paris e Amsterdan, e gostaria de saber se trem é a melhor opção para a viagem e quais outras cidades indica para visitarmos no caminho.
Quantos dias em cada local é ideal? Será nossa primeira visita a esses países.
Obrigada.

gustavo pires
gustavo piresPermalinkResponder

vou fazer uma conexao em frankfurt e estou querendo pegar um trem para amsterdan. devo chegar lá as 19h. Preciso retornas as 7h para frankfurt. meu voo para porto será as 13h. queria virar a noite na balada de amsterdan e curtir a viagem de trem. vale a pena ou melhor conhecer frankfurt?

Atenção: perguntas que já estejam respondidas no texto e comentários ofensivos ou em maiúsculas serão deletados.

Cancelar