Amsterdã

Mais certinha que doidona

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Amsterdã é a Bangkok do Primeiro Mundo – um lugar que provoca risinhos maliciosos quando você conta que vai para lá.

Para a imensa maioria dos visitantes, porém, o binômio sexo-drogas é quase irrelevante: rende um passeio rápido ao Bairro da Luz Vermelha e fotos de cafés esfumaçados – do lado de fora.

O que fica de uma temporada em Amsterdã é o encanto de estar numa cidade que é a um só tempo obra de arte e de engenharia.

Você vai querer estar de cara limpa (e sem luz vermelha por perto) para passear por seus canais concêntricos e atravessar algumas de suas 400 pontes, admirando as proporções peculiares de seus edifícios e aproveitando a simpatia do povo mais desencanado que vai encontrar na Europa.

Quando ir

É difícil pegar tempo bom na Holanda. Venha preparado para pegar alguma chuva em qualquer época do ano. O verão não chega a ser quente no sentido brasileiro da palavra; o inverno pode registrar temperaturas negativas.

O verão é gostoso para curtir a cidade ao ar livre. Mas se você quer ver os campos de tulipas de Keukenhof, venha no início da primavera: o parque só abre durante algumas semanas. Em 2015 vai ser de 20 de março a 17 de maio (o pico da floração é em abril).

Para encontrar clima de carnaval, venha no Dia do Rei (27 de abril) ou no fim de semana da Parada Gay, que em Amsterdã é aquática, pelos canais (em 2015 vai ser dia 2 de agosto).

Como chegar

A KLM tem vôos diretos de São Paulo. Todas as outras cias. aéreas que servem a Europa voam com uma conexão.

É conveniente chegar de trem se você vem de Paris (3h50), Bruxelas (2h30) e Colônia (2h40). De Berlim são 6h20: compare com o preço do avião para ver o que vale mais a pena. De todos os outros cantos da Europa, venha de avião.

Se estiver fazendo uma viagem picadinha, tente incluir Amsterdã na sua passagem transatlântica (a associação entre KLM, Air France e Alitalia torna isso ainda mais fácil).

Onde ficar

A localização mais privilegiada em Amsterdã não é em nenhuma região específica, e sim numa posição determinada: tente ficar à beira de um canal. Se passar por um canal for a primeira e a última coisa que você fizer no seu dia, a sua estada na cidade vai ser ainda mais bonita.

O bairro mais bacaninha da cidade é o Jordaan. O mais central para turistagens e noite são os arredores de Rembrantplein (mas pode ser barulhento). As imediações da estação central (incluindo a avenidona Damrak) não são muito bem encaradas. Se puder, evite.

Para alugar, tente o Jordaan. Ou invista numa casa-barco — serão os euros mais bem aplicados da sua viagem.

Daqui pra onde

Os moinhos de vento de Zaanse Schans estão a 20 minutos de trem; a pitoresca cidadezinha de Delft, a uma hora. Para ir ao Keukenhof, o parque das tulipas, pega-se um ônibus especial (1h30 de viagem).

Na Bélgica, Antuérpia está a 1h30, e Bruxelas, a 2h30. Mas Bruges continua distante demais para um bate-volta: são 3h40 de viagem, com baldeação em Bruxelas (deixe para fazer quando estiver a caminho de Paris). Colônia, a 2h40, é a porta de entrada para uma viagem pela Alemanha.

Amsterdã no Viaje na Viagem

11 comentários

Atenção: perguntas que já estejam respondidas no texto e comentários ofensivos ou em maiúsculas serão deletados.

Cancelar
Fabio Bernardino

Procurei nos sites de aluguel e por aqui mas não achei nada.

Alguém sabe se é possível (e onde) alugar uma e-bike (elétrica) em Amsterdam ?
Obrigado.

Leila
LeilaPermalinkResponder

Adoro as dicas do blog, graças a elas fiquei no Hotel Arena e achei ótimo. Se posso dar uma dica agora que voltei de lá é usar o aplicativo The Map, caminhei muito por lá sem me perder graças a ele, funciona offline e ainda tem a localização de museus, pontos turísticos e etc. Abraços!

Mariella Righetto

Bom dia Boia, me ajuda? Ir em inicio de Novembro é furada? Algum destino na Europa vale a pena nessa época?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Mariella! Novembro é considerado um mês chuvoso na Europa, mas nada que vá atrapalhar a sua viagem. wink

Joel Antonio Balbuena

Gostaria de receber informações sobre campings se estão aberto no inverno, estaremos viajando para berlin amsterdam e paris entre os dias 19/12/14 e 08/01/15
agradesço desde ja

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Joel! Acampar significa se hospedar fora da cidade. No frio, a idéia não é das melhores. Prefira ficar em albergue. Dê uma olhada no HostelWorld: http://www.hostelworld.com/

ana lucia
ana luciaPermalinkResponder

Boa Noite!
Estou indo a Amsterdã em janeiro próximo e gostaria de uma dica de hotel que não fosse muito caro,mas tb não me deixasse longe do centro. Seria possível?
Fiz reserva em um mas depois de ler aqui que o local não era recomendado cancelei a mesma. Poderiam me ajudar?
Grata,
Ana

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ana Lucia! A hospedagem em Amsterdã é bastante cara. Veja os hotéis recomendados pelos leitores aqui: http://www.viajenaviagem.com/2011/06/hoteis-em-amsterda-os-relatos-dos-leitores/

Arthur
ArthurPermalinkResponder

Bom dia, estou fazendo estágio em Marseille, o qual acaba dia 31 de dezembro e depois tenho 20 dias para viajar, dentro os destinos, queria conhecer Istambul, Berlim e Amsterdã, voltando para Paris (Paris não conta nos 20 dias). Consigo fazer outras cidades do leste europeu, ou é melhor ficar so nessas 3 cidades?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Arthur! Recomendamos pelo menos 4 dias inteiros para Berlim, 3 dias inteiros para Amsterdã e 4 dias para Istambul, sem contar o dia do deslocamento. Para Budapeste, Praga e Viena, 3 dias inteiros cada, fora o dia do deslocamento.