Paris

Nasci para flanar

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

A receita é clássica, não fui eu que inventei. Para aproveitar Paris ao máximo, basta pôr em ação o mais parisiense dos verbos: flâner. Flanar. Caminhar ao acaso. Dominar a arte de observar com discrição.

No caminho é impossível não topar com cartões-postais – que ficam ainda mais inesquecíveis quando aparecem assim, do nada, sem avisar. Mas veja bem: Paris não está apenas nas visões grandiosas. Está nos mercadinhos, nos cafés fuleiros, e sobretudo na incrível noção de elegância que todos parecem compartilhar.

E quanto à famosa rispidez dos parisienses – responda “Bonjour, Madame” ou “Bonjour, Monsieur” a cada bom-dia que receber nas lojas e restaurantes, e você vai ver como a sua percepção vai mudar.

Quando ir

Não existe época imprópria para visitar Paris. Mas tampouco — pelo menos do ponto de vista meteorológico — existe uma época perfeita.

Os céus de Paris costumam estar mais cinzentos do que ensolarados, e é difícil escapar de alguma chuva, não importa quando você vá. Nevar é raro (quando acontece, é mais para o finzinho de janeiro ou em fevereiro).

Agosto é o mês em que parece haver mais turistas — mas é porque muitos parisienses tiram férias e saem da cidade. Alguns restaurantes e lojas voltados para os moradores podem dar férias coletivas, mas a Paris dos turistas continua funcionando.

Como chegar

A Air France e a TAM voam direto de São Paulo e do Rio.

A TAP liga São Paulo, Rio, Brasília, Belo Horizonte, Salvador, Recife, Natal, Fortaleza, Porto Alegre e Campinas a Paris com uma conexão em Lisboa. Todas as outras cias. aéreas que levam para a Europa também chegam a Paris, saindo de São Paulo e/ou do Rio, com uma conexão.

Se você já estiver na Europa, venha de trem de Londres (2h20), Amsterdã (3h20), Colônia (3h15) ou da Suíça (3h30 de Genebra, 4h30 de Zurique).

Vindo de Portugal, da Espanha, da Itália ou de qualquer outro país, prefira o avião.

Onde ficar

Paris é dividida em 20 bairros numerados, ou arrondissements (diga: arrondiss’mã) organizados em espiral a partir do coração da cidade, onde estão a estação Châtelet (a mais movimentada) e o Louvre.

Quanto mais baixo o número do arrondissement, mais central é a sua localização (e mais fácil fica para você se locomover). Tente ficar entre os arrondissements 1 e 6 (Châtelet/Louvre, Bourse, Marais, île St.-Louis, Quartier Latin, Sorbonne, St.-Germain), e você chegará mais rápido a qualquer canto da cidade.

Evite barbadas em fim de linha de metrô; a dica é não se hospedar perto das “Portes”, que são os limites de Paris.

Daqui pra onde

Se for a sua primeira vez em Paris, não fique menos do que cinco dias inteiros. Menos que isso, só vai dar para ver a Paris que você já ‘conhecia’ antes de sair de casa.

Para quem fica mais tempo, dá para escolher um bate-volta de trem — como a Reims (45 min.), Chantilly (1h), Chartres (1h), Troyes (1h30), Nancy (1h30) ou Strasbourg (2h30). Bruxelas (1h25) e/ou Bruges (2h30), também podem ser encaixadas como pit stops no caminho a Amsterdã.

Se for para o Vale do Loire (2h de carro), fique ao menos duas noites. O Mont St.-Michel (3h30 entre trem e ônibus) também fica bem melhor com pernoite.

Paris no Viaje na Viagem

23 comentários

Atenção: perguntas que já estejam respondidas no texto e comentários ofensivos ou em maiúsculas serão deletados.

Cancelar
patricia
patriciaPermalinkResponder

Olá, vamos viajar para Paris, é a nossa primeira vez na Europa. Temos 9 noites e vamos com nosso filho de 07 anos. Quais os programas para fazer com crianças? E o clima nessa época? Obrigada

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Patricia! Leia sobre Paris com crianças no http://www.viajandocompimpolhos.com . Você não mencionou a época.

Raquel
RaquelPermalinkResponder

Oi Patrícia,

publicamos recentemente um roteirinho básico de 4 dias em Paris. Acho que entre as 9 noites você pode incluir muita coisa legal, e adaptá-las à companhia do pequeno!

Espero que seja útil: http://vamospraonde.com/2014/08/18/paris-em-4-dias/

Beijinhos!

patricia
patriciaPermalinkResponder

Obrigada pela dica! Vamos em setembro, dia 15/09.

Michele Ribeiro

Bom Dia...Vou viajar para Paris dia 11 de Novembro, fico 10 dias por lá, vai ser pela primeira vez e gostaria muito de conhecer o Mont Saint Michel, o que mais você me indica. Obrigada

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Michele! Paris tem muito a oferecer. Você pode comprar um Paris Museum Pass e assim conhecer as principais atrações da cidade. Para saber mais, leia aqui: http://www.viajenaviagem.com/2012/07/paris-museum-pass/

E se quiser ir além da cidade, o Vale do Loire é uma ótima opção. E a seção "daqui pra onde" no post acima tem várias dicas de bate-volta. smile

Leticia Soares Campos

Boia,
Ha algum tempo atras pedi sugestão de um local para me hospedar em Londres que fosse central, com fácil acesso a ônibus e metro e próximo aos principais pontos turísticos. Expliquei que tenho mobilidade reduzida (caminho com auxilio de muletas) e viajava sozinha e, portanto, necessitava acima de tudo de praticidade. Vcs me indicaram Covent Garden e eu simplesmente adorei. Indico, inclusive, o Strand Palace Hotel, que tem uma localização super privilegiada. Consegui fazer tudo a pe (imagine so…rs). Agora quero sua ajuda novamente, pois estou planejando uma viagem pra Paris e tenho duvidas de qual arrondissement seria melhor para o meu caso (do 1o ao 6o)… Vc pode me dar uma luz?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Leticia! O equivalente ao Covent Garden em Paris, central, bem servido por metrô e ônibus e com bastante vida à porta do hotel, seria o Quartier Latin. Seu vizinho St.-Germain tambem é bom. Então pense nos arrondissements 5 e 6 smile

Deborah
DeborahPermalinkResponder

Olá, vou passar 8 dias em Paris com meu marido na última quinzena de setembro. Gostaríamos de passar dois ou três dias da viagem em algum outro lugar da França, em Provence, no Vale do Loire ou na Riviera Francesa. Pretendemos ir de trem. Qual roteiro você indica?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Deborah! Veja sugestões na seção "Daqui pra onde?", logo acima.

Jose Carlos Senuk

Olá, bom dia , tudo bem?
Eu e minha esposa com mais alguns amigos estamos programando uma viagem para Paris em Julho/2015 entre as datas de 19/07 a 30/07 - sou amante do ciclismo e no dia 27/07 no domingo será o final do Tour de France... preciso de algumas dicas de : alugar flat bem perto da Champs Elysees,onde comer bem, lugares para nao deixar de ir, cidades próximas de Paris imperdiveis e nos dias que antecedem o final da Volta, dicas para conhecer outros paises próximos indo de trem... você pode me ajudar? ficarei imensamente agradecido... abraço

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Jose Carlos! Você encontra várias dicas sobre Paris e arredores clicando nos links acima.

Bárbara
BárbaraPermalinkResponder

Boa noite!! Pretendo ir a Paris em dezembro e gostaria de saber qual a temperatura média nesta época.
Obrigada,
Bárbara.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Bárbara! As temperaturas são baixas nesta época do ano. Para saber as médias históricas de temperatura em Paris em dezembro, veja o WorldWeatherOnline: http://www.worldweatheronline.com/Paris-weather-averages/Ile-De-France/FR.aspx

Josimara
JosimaraPermalinkResponder

Oi Pessoal , Oi Bóia,
Como sempre maravilhosa as dicas sobre Paris! A gente do Saboreando Paris, também falamos coisas interessantes sobre a cidade , vejam:

http://www.saboreandoparis.com/torre-eiffel-paris/
Abs
Josi

Bruno
BrunoPermalinkResponder

outra pergunta sobre violência

tenho procurado noticias mais recentes, mas não acho nada consistente...
o hotel que mais me interessou em Paris, pela relação custo x benefício, localização ao lado de um metrô, e posição relativa a minha chegada e saída de Paris fica exatamente em La Villette, talvez o bairro mais famoso de Paris como inseguro

isso ainda é verdade? ainda é um lugar ruim de Paris?
minhas outras opções são Asnieres-sur-Seine ou Vanves, mas mais longe e pouco mais caro.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Bruno! Sem abordar a questão do perigo, essa não é uma localização interessante em Paris; você vai ficar nos limites da cidade. Descubra onde se hospedar aqui: http://www.viajenaviagem.com/2011/10/em-que-regioes-de-paris-e-melhor-se-hospedar/

Marcélia Lima

Tá muito lindo o blog! faz uns dias que não passo por aqui e amei as mudanças. Parabéns a toda equipe!

Andreza Serra
Andreza SerraPermalinkResponder

Olá Viajantes.
Estou me programando para ir a Paris pela primeira vez no fim de maio de 2015, alguém poderia me dar dicas hostels/albergues baratos e bacanas?

Obrigada

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Andreza! O HostelWorld é uma boa fonte de pesquisa: http://www.hostelworld.com/

Bruno Medeiros

Estarei viajando a Paris no inicio de novembro, e site "a la parisienne" so existe uma opção de 140 Euros/dia, Alguém tem informações do site: https://www.airbnb.com.br

Gostaria de saber se eh realmente confiável realizar reservas neste site, tem muitas opções, mas não tenho indicações do mesmo.

Grato pela atenção,

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Bruno! A AirBnB é uma empresa super confiável. O Ricardo Freire já ficou em apartamentos alugados pelo AirBnB, sem problemas. Ela dá dicas de como alugar aqui: http://www.viajenaviagem.com/2012/08/dicas-airbnb-aluguel-apartamento

A única questão é que em Paris vigora uma lei que proíbe aluguel por curta temporada. Mas, apesar disso, os proprietários continuam alugando. A situação é mais complicada para as imobiliárias do que para os turistas.

Escolha um apartamento que tenha avaliações boas do espaço e do anfitrião.

Roberto
RobertoPermalinkResponder

Fui recentemente em Paris (final de julho/início de agosto/2014) e aqui vão algumas impressões que tive. A maior parte do tempo fez sol e a temperatura, no meio do dia, até ficou quente, fazendo um pouco de frio de madrugada e pela manhã. Choveu um dia, à tarde, mas foi chuva relativamente rápida. Não deixe de ir naqueles pontos turísticos tradicionais, pois são os melhores mesmo e precisam ser visitados em uma ida à Paris, principalmente se você tiver poucos dias na cidade (Torre Eiffel, Arco do Triunfo, Catedral de Notre Dame, Museu do Louvre...). Se houver filas muito grandes nestas atrações, não se assuste, pois tudo é muito organizados e estas filas "andam" rápido. O Quartier Latin tem restaurantes interessantes, com entrada, prato principal e uma taça de vinho em um preço bem atraente (10 euros, na média). Aproveite também para conhecer alguma cidade que lhe interesse na Bélgica ou até ir à Londres e voltar no mesmo dia, por exemplo, pois não é tão longe e você acaba conhecendo também outros países.