Que moeda eu levo para o Chile?

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Pesos chilenos

A moeda corrente no Chile é o peso chileno. Em agosto/2017, 1 real está sendo comprado a 185 pesos. O dólar está por volta dos 647 pesos. Essas cotações, no entanto, mudam a todo momento. Para saber as cotações atuais, consulte o site do Cambios Santiago (a cotação que vale é a de 'compra').

Note que, para obter isenção de 19% de IVA (imposto sobre valor agregado, o ICMS deles) no pagamento de diárias de hotel, é necessário pagar em dólar ou cartão de crédito internacional.

Se preferir, clique para ir direto ao tópico desejado:

  • Pagamento de hotel: use dólar ou cartão de crédito

Assim como outros países da América do Sul, o Chile isenta os turistas estrangeiros, que estejam há menos de 60 dias no país, do IVA (imposto sobre valor agregado) nas diárias de hotéis. Este imposto é cobrado dos chilenos e dos estrangeiros residentes.

Para obter esses 19% de desconto é preciso pagar a conta em dólar vivo ou em cartão de crédito internacional, com a fatura expressa em dólares. A fatura da hospedagem será um 'recibo de exportação'.

"Ah, mas não fica mais caro pagar a conta em dólar?" Não, não fica. A conversão é feita pela cotação oficial. É burrice pagar hotel no Chile em pesos.

Menu | Hotel | Dinheiro vivo: peso, real, dólar | Cartões: saques, pré-pago, crédito

  • Dinheiro vivo: peso, real ou dólar?

Quando você opta por viajar com dinheiro vivo, precisa montar uma estratégia de câmbio, para comprar e vender moeda em condições vantajosas. De nada adianta fugir dos 6,38% do IOF dos cartões se você trocar seu dinheiro por cotações 10% ou 15% abaixo da cotação justa.

Abaixo você encontra considerações sobre levar pesos, reais e dólares para o Chile. Mas saiba de antemão que não vale a pena comprar pesos chilenos no Brasil, e que reais são mau negócio fora de Santiago.

Levando reais ou dólares, esteja ciente de que fazer câmbio no aeroporto de Santiago não vale a pena. Para fazer seus reais ou dólares renderem, você precisa chegar num dia de semana e reservar a primeira manhã ou a primeira tarde para fazer câmbio numa casa de câmbio da avenida Pedro de Valdivia, em Providencia, ou na calle Agustinas, no Centro. Caso você não tenha essa disponibilidade, saiba que usar cartão de crédito será mais vantajoso.

Na minha última viagem, em agosto de 2017, consegui 183 pesos por real (já com IOF) usando cartão de crédito. Usar cartão de crédito foi 5% mais vantajoso do que comprar pesos no Brasil (175 pesos por real), 13% mais vantajoso do que trocar reais na casa de câmbio do aeroporto (163 pesos por real) e 3% mais vantajoso que trocar reais na casa de câmbio do shopping Costanera Center (177 pesos por real).

Meu cartão de crédito só perdeu para a cotação das casas de câmbio da calle Agustinas e da avenida Pedro de Valdivia (185 a 189 pesos por real, ou 1 a 2% de vantagem com relação ao cartão de crédito).

Ou seja: se levar dinheiro vivo, troque em dia de semana, em horário bancário, nas casas de câmbio da cidade (mas não no shopping). Se não puder, use o cartão pré-pago (se não quiser correr o risco de desvalorização cambial) ou o cartão de crédito sem peso na consciência.

Vale a pena comprar pesos chilenos no Brasil?

Não vale a pena comprar peso chileno no Brasil (nem qualquer moeda "fraca"). A cotação parece baratinha, mas pode ser mais de 15% mais cara do que você conseguiria por seus reais numa boa casa de câmbio Santiago, num dia de semana, em horário bancário.

Exemplo: em agosto de 2017, casas de câmbio em São Paulo ofereciam cotações entre 161 e 175 pesos por real; em Santiago era possível conseguir entre 185 e 189 pesos por real nas casas de câmbio da calle Agustinas no Centro ou na avenida Pedro de Valdivia em Providencia. A diferença entre a melhor cotação de Santiago e a pior cotação de São Paulo chegou a 17%.

Vale a pena levar reais para o Chile?

Santiago (assim como Buenos Aires e o Uruguai) é um dos poucos lugares onde o real tem um bom mercado. Atente, porém, a essas peculiaridades:

  • O real tem cotação melhor que o dólar nos meses de verão, quando há grande procura de reais por parte dos chilenos que viajam de férias ao Brasil
  • Durante os meses de inverno, quando há grande afluxo de turistas brasileiros no Chile, inundando o mercado de reais, a cotação do real baixa um pouco. Continua OK levar reais para Santiago, mas quem levar dólar (comprando bem o dólar no Brasil) conseguirá pelo menos 3% mais pesos
  • Não leve reais para fora de Santiago. Reais não têm boa cotação no Atacama, nos Lagos Andinos ou na Patagônia. Se for para esses lugares e não puder trocar reais em dia de semana, em horário bancário, em Santiago, leve dólares ou cartão de crédito

A cotação da casa de câmbio do aeroporto para reais é péssima -- a pior da cidade. Se precisar de alguns pesos vivos, troque o mínimo possível de reais (ou dólares; o dólar não tem a cotação tão aviltada quanto o real no aeroporto).

Note que o táxi oficial do aeroporto aceita cartão de crédito.

Você pode ver as principais zonas de casas de câmbio em Santiago neste post.

Vale a pena levar dólares para o Chile?

O dólar nunca deixa você na mão em países de moeda fraca. É uma aposta segura para manter o seu poder de compra em qualquer lugar do mundo em que você precise fazer câmbio para moeda local.

Lembre-se que, para fazer o seu dinheiro render ao máximo, você precisa comprar bem o dólar no Brasil -- ou seja, pesquisar a cotação antes de comprar. Comprando pela cotação mais baixa, e trocando esses dólares em Santiago em dias úteis, no horário bancário, nas casas de câmbio da avenida Pedro de Valdivia em Providencia ou da calle Agustinas no Centro, você fará bons negócios.

Atenção para as pegadinhas:

  • Nos meses de verão (dezembro-fevereiro) o real tem bastante procura em Santiago, o que faz com que se valorize. Nessa época, levar reais costuma render mais do que levar dólar
  • Fora de Santiago (Atacama, Lagos Andinos, Patagônia), levar dólar sempre é mais negócio que levar real (reais têm péssima cotação fora da capital). Ainda assim, é melhor trocar seus dólares em Santiago, porque a cotação na capital é melhor do que em áreas turísticas

Não troque dólares no aeroporto. A cotação é a pior de Santiago. Querendo conseguir seus primeiros pesos, troque o mínimo possível -- 50 ou 100 dólares, por exemplo. Lembre-se que o táxi oficial do aeroporto aceita cartão de crédito.

E lembrando mais uma vez: hotéis devem ser pagos em dólar vivo ou cartão de crédito, para que você obtenha a isenção de 19% do IVA (imposto sobre valor agregado, o ICMS deles). Se você pagar em pesos, vai pagar 19% a mais do que quem pagar em dólar ou cartão de crédito.

Menu | Hotel | Dinheiro vivo: peso, real, dólar | Cartões: saques, pré-pago, crédito

  • Cartões de crédito, pré-pago e saques em moeda local

Apesar de demonizados pelos 'especialistas' entrevistados pelos jornais (gente que certamente nunca precisou fazer câmbio num domingo em Santiago, Lima ou Bogotá), os cartões são meios de pagamento que você deveria considerar usar em países onde é preciso fazer troca de moeda em casas de câmbio.

Isso acontece porque a conversão oferecida pelos cartões é mais vantajosa do que as praticadas pelas melhores casas de câmbio, o que compensa parcialmente o efeito do IOF de 6,38%.

Um exemplo: na minha última viagem, em agosto de 2017, meu cartão de crédito fez a conversão à base de 195 pesos por real (ainda sem IOF). Nas casas de câmbio de Providencia e do Centro, em horário bancário, o real estava cotado entre 185 e 189 pesos. Aplicando o IOF, a cotação final que obtive foi 183 pesos por real -- entre 1% e 2% inferior à das casas de câmbio, ou seja, bem menor que os fatídicos 6,38%, e sem me dar nenhum trabalho, nem me fazer perder nenhum passeio só para poder fazer câmbio.

Evidentemente, eu corri o risco de uma desvalorização do real até o pagamento da fatura, que faria minha conta aumentar. Mas se eu tivesse usado cartão pré-pago, que congela o dólar no momento da compra, nem esse risco eu teria corrido.

Veja as diferenças entre saque em moeda local nos caixas eletrônicos, cartão pré-pago e cartão de crédito.

Vale a pena fazer saques em moeda local nos caixas eletrônicos?

Não vale muito a pena, não. O problema dos saques em caixa eletrônico é que, além do IOF de 6,38%, a cada operação incidem uma tarifa de saque internacional, cobrada pelo seu banco, e uma tarifa de uso do equipamento, cobrada pelo banco dono do caixa onde você está sacando.

Em agosto de 2017, sacando pelo limite máximo (200.000 pesos, quase 1.100 reais), consegui a cotação de 175 pesos por real, já considerando IOF e taxas. Nas casas de câmbio da cidade conseguiria 185 pesos por real; no cartão de crédito obtive 183 pesos por real (já com IOF).

Ou seja: o saque vale só pela comodidade.

Vale a pena fazer gastos com cartão pré-pago no Chile?

Não se assuste com o IOF de 6,38%. O imposto é compensado, em parte, pela cotação vantajosa de conversão de moedas. No fim das contas, você obtém pelos seus reais uma cotação apenas ligeiramente inferior (algo como 1 ou 2%) à das melhores casas de câmbio -- sem precisar se deslocar até uma casa de câmbio física, nem perder uma manhã ou uma tarde de passeio só para fazer câmbio, nem correr o risco de carregar um bolo de dinheiro vivo.

Com relação ao cartão de crédito, a vantagem do pré-pago é a a estabilidade cambial (você congela a cotação no momento da compra a moeda; se o real desvalorizar durante a sua viagem, você não é afetado).

A desvantagem do cartão pré-pago com relação ao cartão de crédito é que, em alguns hotéis (normalmente, de redes internacionais) é feito um bloqueio no check-in, que normalmente é maior do que o valor da estadia. Isso faz com que você fique com uma parte do seu dinheiro indisponível até o estorno, que pode demorar dois a três dias depois do check-out para acontecer. Cartões pré-pagos também não são aceitos para aluguel de carro.

Vale a pena fazer gastos com cartão de crédito no Chile?

Assim como acontece com o pré-pago, o IOF de 6,38% é parcialmente compensado pela conversão vantajosa do peso para o dólar. Na minha última viagem, em agosto de 2017, meus gastos em cartão de crédito foram convertidos, já com IOF, à base de 183 pesos por real. Nas casas de câmbio da cidade, em dia de semana e em horário bancário, conseguiria entre 185 e 189 pesos (entre 1 e 3% a mais). No aeroporto, teria conseguido 163 pesos (13% a menos).

O cartão de crédito oferece praticidade e segurança inigualáveis -- além de milhas. Sua desvantagem é a instabilidade cambial, já que se houver desvalorização do real até o pagamento da fatura, a conta vai subir de acordo. (Mas também pode ocorrer o contrário: se o real se valorizar frente ao dólar -- e isso acontece mais vezes do que se imagina -- no mês seguinte há o estorno da diferença.)

Onde conseguir pesos chilenos no aeroporto de Santiago?

As casas de câmbio que operam 24 horas no aeroporto usam uma cotação desvantajosa. Troque o mínimo necessário. Prefira trocar dólares, que têm cotação menos desvantajosa do que reais no aeroporto.

Se o seu cartão do banco estiver desbloqueado para saques internacionais, você pode também usar os caixas automáticos na área de embarque. Para o saque máximo (200.000 pesos, quase 1.100 reais), a cotação é melhor do que a da casa de câmbio do aeroporto, mas inferior à das casas de câmbio da cidade.

Os táxis oficiais do aeroporto aceitam cartão de crédito. A corrida sai o equivalente a 30 dólares.

Menu | Hotel | Dinheiro vivo: peso, real, dólar | Cartões: saques, pré-pago, crédito

  • Que moeda levo pra o Atacama?

Se você faz questão de viajar com reais, programe um dia útil em Santiago para fazer o câmbio, em horário bancário, nas casas de câmbio da av. Pedro de Valdivia em Providencia ou da calle Agustinas no Centro.

Caso vá ao Atacama 'direto', pegando o vôo para Calama em seguida, essas são as suas alternativas:

Melhor estratégia: leve dólares

  • Troque nas casas de câmbio de San Pedro. A cotação será uns 20 pesos inferior às boas cotações de Santiago, mas será melhor do que a da casa de câmbio do aeroporto de Santiago. Pague o trânsfer de Calama a San Pedro com cartão de crédito.

Alternativa: saques em caixa automático

  • Habilitando seu cartão de conta corrente para saques internacionais, ou usando um cartão pré-pago (tipo VTM) você pode fazer saques em pesos em caixas automáticos. O mais garantido é já sacar no aeroporto de Santiago: suba pela escada à altura da porta 4 do piso de desembarque. Ao chegar ao piso de embarque, você encontrará um caixa que aceitará cartões de qualquer banco (desde que habilitado para saques internacionais). Há também caixas em San Pedro, mas muitas vezes ficam sem dinheiro. Por causa da taxa de uso do equipamento (6.000 pesos), você conseguirá uma cotação inferior à que conseguiria trocando dólares em San Pedro -- mas será mais vantajoso do que trocar reais no aeroporto de Santiago ou que levar reais para San Pedro.

Plano C: cartão de crédito ou cartão pré-pago

  • Algumas agências de passeios não aceitam cartões. Muitas, porém, aceitarão -- mas cobrarão uma taxa. Ainda assim, sairá mais vantajoso do que levar reais para o Atacama.

Menu | Hotel | Dinheiro vivo: peso, real, dólar | Cartões: saques, pré-pago, crédito

Leia mais:

971 comentários

Fernando
FernandoPermalinkResponder

Olá Boia, vou para a região dos lagos chilenos no dia 17 de janeiro, chegando em Temuco. Levarei alguns euros que tenho guardados para trocar lá, comprarei aqui alguns dólares exclusivamente para pagar os hoteis e pretendo completar os gastos levando reais, cerca de dois mil. Você por acaso conhece casas de câmbio na região (Temuco, Valdivia, Chiloé etc) com a melhor cotação para minhas trocas?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Fernando! Não leve reais para fora de Santiago.

- Ou você troca os reais em Santiago, durante a semana, no horário bancário, na calle Agustinas ou na Pedro de Valdivia
- Ou leva dólares do Brasil e troca no interior
- Ou usa cartão de crédito

donizete reina

Olá Boia

Se eu levar apenas dollar e cartão de crédito para o Chile da para se virar por lá?

abs

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Donizete! Perfeitamente. Os dólares podem ser usados para pagar o hotel. Para outros gastos, será necessário trocar na casa de câmbio por pesos.

Ediany Batalha

Boa tarde,
Irei para Santiago no meio de fevereiro e passarei uma semana por lá... Irei levar dólar para pagar o hotel mas pelo que percebi lendo seu site é melhor nessa época que vou lecar o real mesmo para gastos pela cidade. Tenho duas dúvidas:
- Em Santiago qualquer local (restaurante, shopping, lojas, passeios) é aceito o real?
- Para passar os 7 dias de forma boa quanto você acha que deveria levar em reais? Pois não tenho noção por exemplo se o que gastarei la com um almoço equivale a que pagaria no Brasil.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ediany! Os únicos lugares que aceitam real em Santiago são as casas de câmbio. Os únicos lugares que aceitam dólares são os hotéis e as casas de câmbio. No comércio usa-se pesos ou cartão de crédito.

Vitor Alexander dos Santos

Estou indo com a familia 5 pessoas a Santiago , vamos chegar dia 18/02 as 2;40 da manhã , reservei hotel e dia 21/02 pretendo ir a vinã del mar e ficar até dia 24 e depois retornar a santiago e ficar até dia 27/02, as estadias reservei no Booking, tenho dúvidas se vale a pena locar um carro para ir a vinã e sugestões para passeios. pode me ajudar?. obrigado

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Vitor! Se for de carro a Valparaíso e Viña, não estacione nunca com malas dentro do porta-malas. Há quadrilhas especializadas em identificar e arrombar carros de turistas com malas em Viña, Valparaíso, Isla Negra e Algarrobo.

Valdilene
ValdilenePermalinkResponder

Boa tarde, ficou uma questão: no final de semana as casas de câmbio funcionam normalmente, mas com pior cotação que durante a semana ?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Valdilene! As do centro abrem no sábado de manhã, a do shopping abre também no domingo. A cotação sempre é menos vantajosa fora do horário bancário e no fim de semana.

Carolina
CarolinaPermalinkResponder

Olá viajantes!
Acabei de voltar de uma viagem de 15 dias pela Patagônia e Lagos.
As cotações que eu encontrei nas diferentes cidades foram essas (mas tb foram dias diferentes e parece que o o peso deu uma valorizada durante a viagem, mas ainda serve de comparativo)

- Aeroporto de Santiago - 1 dólar - 589 CLP
- Puerto Natales - 1 dólar - 610 CLP / 1 real - 180 CLP
- Punta Arenas - 1 dólar - 605 CLP / 1 real - 180 CLP
- Puerto Varas - 1 dólar - 595 CLP / 1 real - 170 CLP
- Pucon - 1 dólar - 580 CLP
- Aeroporto de Santiago (na volta) - 1 dólar - 575 CLP
Vale dizer que a cotação hj no cambios santiago é 601.

Como dito no texto, vale mais a pena trocar dólar ou reais nas cidades (ainda que pequenas) do que no aeroporto.
Salutos
Carol

Elisabete
ElisabetePermalinkResponder

Olá, sempre sigo suas dicas nas viagens. Desta vez faltou:
-patio Bellavista, um local super cool para beber uma cerveja da Patagonia ou jantar
-caí no golpe do taxista, apesar de avisada. Vc dá 10 mil pesos e ele troca sem vc perceber e devolve uma nota de mil, falando que vc deu o dinheiro errado.
-Na viagem a Valparaiso, saí de Santiago com 30 graus e cheguei lá e tive de comprar blusa: estava 13 graus. Importante avisar dessa diferença de temperatura (pelo menos no verão)

Ingrid Silva
Ingrid SilvaPermalinkResponder

Olá! Como vai?
Vou para Patâgonia Chilena e Argentina em Fevereiro (2018) e não vamos parar em Santiago....Gostaría de uma dica em relação a trocar dinheiro o que seria para perder menos.... Obrigada

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ingrid! Leve dólares e/ou cartão de crédito.

Francine Montibeller

Olá Bóia!
Irei para o Chile dia 10 de março.
Só que chegando ao aeroporto (num sábado a tarde) irei direto ao terminal de ônibus para ir à Pucón. Para Pucón levarei dólares. Mas no aeroporto eu vou pegar ônibus para chegar ao terminal, precisaria de apenas alguns pesos então...troco aqui no Brasil ou no aeroporto?
E essa época (março) vale mais trocar dólares ou reais no centro de Santiago?
Obrigada!!!!!!!!!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Francine! O que dá menos trabalho é trocar uns dólares ao chegar no aeroporto. A não ser que você ainda não tenha comprado os dólares no Brasil e a sua casa de câmbio também venda pesos. Mas compre o mínimo possível, o prejuízo é certo.

Suian
SuianPermalinkResponder

Oi! Adorei o post, super esclarecedor e bem detalhado!
Só fiquei com uma dúvida: o cartão de crédito pode ser qualquer cartão internacional? Obrigada.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Suian! Sim. Só precisa estar desbloqueado para compras no exterior.

Raphael
RaphaelPermalinkResponder

Olá, Boia!
Vou a Santiago na páscoa. Chego de quinta para sexta por volta da meia noite, e volto no domingo a noite ao Brasil.
Pelo que pude ler, não conseguirei uma cotação boa e justo nesses meus 3 dias, certo? Eis que as casas de Câmbio provavelmente estarão fechadas na sexta (feriado), e os demais dias são fds.
Pelo texto e pelas dicas, o melhor é usar o cartão de crédito, certo.
mas, preciso ter algum dinheiro trocado para pequenas despesas, eventuais locais que não se aceita cartão, ou transporte público. Quanto vocês recomendariam que eu trocasse no aeroporto, ao chegar, para um casal?
obrigado.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Raphael! Troque 100/200 dólares, ou 300/600 reais.

Cristian
CristianPermalinkResponder

Olá Boia.
Irei viajar ao Chile - Santiago no mês de agosto (02 ao 07), acabei comprando um pacote pela CVC.
Estou com dúvidas sobre o câmbio.
Nessa época, melhor levar o Real para trocar? Ou Dólar?.
Qual a melhor opção?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Cristian! Se a tradição valer (real desvalorizado no meio do ano), dólar.

JONATHAN PAVAN DE MOURA

Olá. No cartão pre pago pra levar... vc diz carrega-lo em dolares correto? La eles colocam nas maquinas de cartao pra pagar em dolar? Ou colocamos pesos?
Ou coloca dolar e la eles convertem o valor do dolar e cobram em pesos?

Aguardo obrigado.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Jonathan! Cobrarão em pesos. O cartão faz a conversão. Só nos hotéis há cobrança em dólar.

Bruno
BrunoPermalinkResponder

Bom dia!
Estou planejando ir para Santiago em Abril de 2018, vou ficar apenas 5 dias, e gostaria muito de saber sobre os pontos turísticos na cidade de Santiago, e pesquisei e vi bastante museu pela cidade e visita nas viniculas e fora isso o vale nevado, quais outros pontos vc indicaria junto a natureza ? E pelo que vi compensa mais trocar real na casa de câmbio de lá e cartão de crédito correto? Obrigado ??

Jacqueline
JacquelinePermalinkResponder

Olá, gostaria de saber o que compensa mais? Alugar uma casa casa em Santiago para 4/5 pessoas? ou alugar hotel mesmo ? Você poderia indicar algum local?
Pretendo ficar uns 7 ou 8 dias no começo de setembro. E gostaria de saber também se no começo de setembro as estações de sky ainda estão funcionando ?
Obrigada!

Renata Bittencourt

Ola!
Caso tenham informação atualizada, poderiam dar uma ideia de cotação para troca de dólar e de real para peso chileno no aeroporto de Santiago e no Atacama?
Estou indo em abril e chego no aeroporto de Santiago direto para o Atacama e estou ainda em duvida se compro dolar aqui para trocar la no Atacama ou se troco reais no aeroporto de Santiago.
Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Renata! Não troque reais no aeroporto de Santiago. Nunca.

Leia sobre câmbio no Atacama no nosso guia do Atacama:

https://www.viajenaviagem.com/destino/atacama#cambio

Sabina
SabinaPermalinkResponder

Vou viajar para o Chile em maio . Devo comprar peso chileno ou levo reais mesmo? ?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Sabina! A única dúvida que você pode ter é se leva reais ou dólares. Nunca, nunca, nunca, nunca, nunca compre pesos chilenos no Brasil.

natasha Carvalho

Boa tarde, estou indo para Pucón e Puerto Varas dia 15 desse mês (abril). Irei direto do aeroporto de Santiago. Entendi que o melhor é levar dólares para pagar os hotéis, Fiquei na dúvida sobre os gastos lá, com alimentação e passeios, se devo trocar dólares para pesos no aeroporto ou nas casas de Câmbio em Pucon. Tinha visto também a possibilidades de trocar os dólares no Banco Estado em Pucon. O que é melhor?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Natasha! Não faça câmbio no aeroporto em Santiago, não vale a pena. Os únicos aeroportos onde vale a pena fazer câmbio são os de Buenos Aires, e isso se você usar as agências do Banco Nación, não as casas de câmbio. Casa de câmbio de aeroporto oferece sempre a pior cotação disponível no país, em qualquer país.

Adriano Real Moreira

Boa noite, obrigado pelas dicas! Excelente trabalho!

Leo Fabiano Alves

Ola Boia! Tenho um cartão pre pago em Euro que sobrou um saldo do minha viagem pra Europa. Posso carrega-lo e usá-lo m Santiago? Vale a pena ou é melhor pedir um novo cartão em dólar?
Lembrando que vou pra Santiago e Mendoza em junho.
Obrigado!
Leo

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Leo! POde carregar sim, será com euros. Tanto faz levar cartão em dólar ou em euro.

Leo
LeoPermalinkResponder

Obrigado!

Desculpa, mas devo ter mandado a pergunta repetida novamente.

Parabéns pelo excelente trabalho de vocês.

Avisa o Ricardo que escuto a coluna dele todos os dias na rádio.

Abs.

ANNE
ANNEPermalinkResponder

Bóia com esse cartão pré-pago em dólar é possível fazer saque em peso lá?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Anne! Sim.

Daniel
DanielPermalinkResponder

Olá boia ! O VnV é o meu referencial há muitos anos ! Uma dúvida sobre o IVA em hotéis : Se eu reservar o hotel pelo booking, por exemp.o, como funciona o desconto ?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Daniel! Não há desconto, há isenção. Se você pagar com dinheiro, acrescentarão 21%.

Maria de Lourdes

Olá Boia!

Viajarei para Santiago e deserto do Atacama em Junho 2018, qual é mais vantajoso?
Levar os dólares ou comprar in loco?

Agradrcida,

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Maria de Lourdes! No inverno, para o Chile, leve dólares.

Leia:
https://www.viajenaviagem.com/destino/atacama#cambio

Carolina
CarolinaPermalinkResponder

Olá Bóia!!

Estou indo para Santiago fazer um intercâmbio de 1 mês agora em Junho. Estou pensando em fazer assim:
-Comprar dólares no Brasil para pagar o apartamento em Santiago e também para trocar por pesos;
-Levar o cartão Visa Travel Money para garantir...mas aí fica a dúvida de qual moeda utilizar para recarregar o cartão (dólar, peso ou real?)

O que vc acha?
Obrigada...

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Carolina!

Levando dólar você tem mais garantia de que seu dinheiro não vai desvalorizar ao longo da sua estada, já que a tendência atual do real é perder valor frente ao dólar e também a outras moedas. Pergunte à sua imobiliária/agência se você terá isenção de IVA para o aluguel do apê. Nem sempre esse tipo de meio de hospedagem está inscrito no programa de isenção do governo.

Não existe travel money em reais ou em pesos. Faça um em dólar.

Fabio
FabioPermalinkResponder

Tenho moedas de peso chileno como faço pra troca po Real

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Fabio! Guarde de lembrança. Casas de câmbio não aceitam, e o peso chileno não vale nada frente ao real. Se você tiver a fortuna de 1.000 pesos chilenos em moedas, isso vale menos de 6 reais.

Marina
MarinaPermalinkResponder

Olá, boa tarde!
Irei para o Chile em lua de mel no começo de setembro/2018. Planejamento ficar uns 10 dias para visitar os principais pontos turísticos.
É melhor se hospedar em Santiago e fazer bate-volta ou ficar nas cidades?
Seria melhor levar real em cash ou cartão de crédito?

Obrigada, e adorei as dicas!!!!!!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Marina! Sobre que meio de pagamento levar, leia o texto.

Não há tantos bate-voltas para fazer a partir de Santiago, no Chile as distâncias são grandes. Com 10 dias você pode pensar em ficar 5 ou 6 dias em outra região, como Atacama ou Lagos Andinos.

Veja roteiros por Santiago e pelo Chile:
https://www.viajenaviagem.com/2012/02/roteiro-santiago/

Michelle Sovek

Ola Boia! nossas amei suas dicas, serao muito valiosas na nossa viagem!
Viajaremos agora em Julho para Santiago, minha duvida é que nesta epoca pelo que li é melhor levar em dolar. Mas chegando la é melhor trocar estes dolares por peso ou fazer compras e pagar passeios com o dolar mesmo!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Michelle! Troque por pesos em dia de semana na calle Agustinas ou na Pedro de Valdivia em Providencia.

Michelle Sovek

MUITO OBRIGADO!!

claudio
claudioPermalinkResponder

Olá...não encontrei nas perguntas nada relacionado ao pagamento com cartão de débito em lojas ou restaurantes por exemplo...No caso do Chile será que essa forma de pagamento compensa? obrigado

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Claudio! Você se refere a cartão que debita direto da sua conta corrente? No exterior só dá certo se for exclusivo de débito. Cartões múltiplos acabam com o gasto registrado como crédito, mesmo que você peça débito. A conversão é pelo dólar do dia e o débito, imediato, acrescido depois de 6,38% de IOF.

Monyke
MonykePermalinkResponder

oi tudo bem?
Estamos indo agora para chile dia 16. vamos ficar em santiago. como o dolar está mt alto o que compensa fazer?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Monyke! O que compensa fazer, sempre, é fazer contas. Veja a menor cotação do dólar na sua cidade. Entre no site do Cambios Santiago e veja se vai valer a pena comprar dólares aqui ou levar reais. Lembre-se que a tendência do real é continuar desvalorizando durante a sua viagem, enquanto o dólar mantém seu poder de compra.

Hotel precisa ser pago em dólar vivo ou cartão de crédito para isentar de 19% de IVA.

Carlos Eduardo Gomes

Vou para o Chile, na próxima semana à trabalho. Fui convidado para dar aulas de capoeira, será inicialmente uma fase experimental. Tenho família e vou precisar enviar dinheiro para eles. Seria possível me dar uma orientação?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Carlos! Nesses casos normalmente se usa o serviço de transferência bancária de empresas como Western Union.

meire
meirePermalinkResponder

ola, gostaria de saber se vc sabe me dizer qual moeda aceita nos pedágios da argentina e chile, estou indo de carro esses mês e gostaria de levar somente dólar.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Meire! Você não vai conseguir usar dólar no dia a dia em nenhum dos dois países -- a não ser para pagar hotel no Chile. Você vai precisar trocar pela moeda local.

Fabs
FabsPermalinkResponder

Olá, Boia. Tudo bom?
Tenho a seguinte dúvida: chegaremos em Santiago em um sábado à noite e, pelo que entendi, as casas de câmbio na cidade não abrem domingo. Vou com reais e visa TM com alguns dólares. Devo trocar reais no aeroporto mesmo? Ou sacar com o do cartão no aeroporto? Não conseguirei fugir de fazer isso no aeroporto.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Fabs! Você pode trocar um mínimo na casa de câmbio do aeroporto, fazer um saque no caixa automático pelo valor máximo disponível (para diluir taxas de uso do equipamento) ou usar cartão de crédito até fazer o câmbio. A melhor conversão, mesmo com IOF, será a do cartão de crédito. O táxi oficial aceita cartão.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar