Orlando: A vida noturna da área de Church Street

Heloísa Dall'Antonia
por Heloísa Dall'Antonia

Church_street-wahlburguer-orlando

Construída em 1889, a estação de trem da Church Street mudou bastante com o passar dos anos -- assim como a própria cidade de Orlando. Depois de servir Downtown Orlando por quase 40 anos, a parada foi transferida para outro ponto, o que fez com que toda a região sofresse um declínio comercial. As coisas mudaram de novo nos anos 70, quando a área ganhou atrações de entretenimento noturno. Só que a venda do espaço fez com que a Church Street amargasse outra baixa a partir de 1989. E tudo ficou assim até o começo desta década, quando uma nova onde de revitalização tomou a área.

Church_street-passagem-dia-orlando

Agora, todo o Church Street District (que se estende entre o cruzamento da Church com a South Orange Avenue até o Amway Center, com um trecho fechado para veículos) é um grande centro de alimentação e vida noturna: são mais de 30 opções que funcionam noite adentro. Uma ótima pedida para variar dos centrinhos noturnos dos parques (CityWalk no complexo Universal, Disney Springs na Disney) e das atrações espalhadas pela International Drive.

Church_street-trem-orlando

O trem ainda passa por ali –- momento em que cancelas fecham o acesso do público num determinado trecho --, mas como a parada está em outro local, o processo é bem rapidinho. Isso não interfere na vocação da rua em ser cenário para eventos artísticos, shows e festas tradicionais como o Halloween, Dia de Ação de Graças e Ano Novo.

Church_street-outros-predios-dia-orlando

Church_street-predios-dia-orlando

Church_street-vista-dia-orlando

Fazem parte da área os bares Chillers, Big Belly e Latitudes (33 W Church St) que ficam em um mesmo prédio, oferecendo a cada andar uma atmosfera completamente diferente. O Chillers t,em frozen drinks e outras bebidas (lembre-se de levar seu passaporte ou outro documento que confirme ter mais de 21 anos), enquanto o Big Belly oferece principalmente cervejas. Já o Latitudes é um bar na cobertura da construção e costuma receber baladas. Há também o Hamburger Mary’s (110 W Church St), que se estabeleceu como point da comunidade LGBT, com lanches e cervejas até tarde da noite e o Church Street Tavern (313 W Church St), bar com inspirações nova-iorquinas. O Mad Cown Theatre (54 W Church St), uma companhia de teatro profissional, apresenta peças em seu espaço.

Church_street-predios-noite-orlando

Entre as opções de lugares para comer estão a Flame Broiler (54 W Church St), restaurante de comida saudável; o Graffiti Junktion (54 W Church St), que serve lanches, nachos e saladas em um ambiente ricamente grafitado; o Harry Buffalo (129 W Church St), bar cheio de televisores para acompanhar a transmissão de esportes; o Jersey Mike’s (54 W Church St), outra lanchonete com anos de existência que prepara os pratos na frente do cliente; o restaurante Kres Chop House (17 Church St; reserve pelo OpenTable), que aproveita o prédio histórico em que está localizado misturando modernidades decorativas; a LOVJuice (55 W Church St), com muitas comidas orgânicas e veganas e o Ceviche Tapas Bar & Restaurant (125 W Church St), com uma boa variedade de tapas.

Church_street-noite-ceviche-orlando

Se você der sorte, pode ser convidado para um casamento ou algum outro evento num dos lugares especializados da região, como o The Ballroom at Church Street (225 S Garland Ave); o estiloso Cheyenne Saloon and Opera House (128 W Church St) ou o Orchid Garden (125 W Church St).

Church_street-passagem-noite-orlando

Ainda que durante o dia vários locais já estejam abertos, é à noite que o clima fica mais interessante. Combine o passeio com um jogo ou evento no Amway Center.

Há vários estacionamentos na área que circula a Church Street. Conheça alguns deles aqui.

Heloísa viajou a convite do Visit Orlando.

Leia mais:

Nenhum comentário, deixe o primeiro!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar