Winter Park: passeio de barco, restaurantes e ruas charmosas perto de Orlando

Heloísa Dall'Antonia
por Heloísa Dall'Antonia

Winter Park Orlando

A menos de 20 minutos de carro da região da International Drive, a charmosa cidadezinha de Winter Park conquista os visitantes com seu centrinho simpático e arborizado, com ruas largas e comércios graciosos da vitrine aos produtos, oferecendo uma opção de passeio diferente em Orlando.

Winter Park, Orlando: ruas

Winter Park, Orlando: uma esquina do centro

winter-park-orlando-bicicleta-vitrine

Originalmente batizada (em 1858) como Lakeview, a área que hoje constitui Winter Park foi criada para ser uma estação para férias de inverno para famílias ricas do Norte dos Estados Unidos. A ideia era que essas pessoas, para fugirem do frio em suas cidades, iriam para lá para relaxar em temperaturas mais amenas (parque de inverno, pegou?).

winter-park-orlando-igreja

O tempo passou, a cidade preservou suas belezas naturais -- entre as quais seus belos lagos –- e aumentou os encantos, com uma oferta interessante de lojinhas e restaurantes caprichados na avenida principal, casas bonitas e enormes que fazem figuração às margens do lago e o cuidado com outros atrativos, como museus e casas históricas.

Winter Park, Orlando

Winter Park, Orlando; barzinhos

winter-park-orlando-ruas-centro

Como era no Norte que o dinheiro estava no passado, alguns conceitos foram “importados” para o Sul -- como uma via principal ampla e obviamente cheia de árvores chamada Park Avenue, por exemplo. As calçadas têm floreiras, as árvores ganham laços em seus caules, tudo para contribuir com o cenário. Outro detalhe especialmente fofo: quase todos os empreendimentos da área possuem do lado de fora um “estacionamento” para cães, com direito a lugar para prender a guia e potinhos de água para refrescar os visitantes peludos.

winter-park-orlando-lojinha-indiana

winter-park-orlando-lojinhas-centro

winter-park-orlando-bandeira-brasil

O principal parque de Winter Park é parada certeira para fotos em um passeio, com suas fontes, vários lugares para sentar e muitas flores. É lá também que acontecem festivais típicos da cidade, como o de arte de rua.

winter-park-orlando-passaros-festival

winter-park-orlando-parque-fonte

    O que ver em Winter Park: Museu Morse e Casa Feliz

Há diversos museus na cidadezinha, como o Albin Polasek Museum & Sculpture Gardens, ou o Cornell Fine Arts Museum, mas talvez o mais famoso seja o Charles Hosme Morse Museum of American Art (445 North Park Avenue; tel. 407/ 645-5311; aberto de terça a sábado, das 9h30 às 16h, e das 13h às 16h aos domingos; ingressos a US$ 6 para adultos e grátis para menores de 12 anos). A fama vem do fato de estarem no museu boa parte das obras do artista Louis Comfort Tiffany (sim, da joalheria), entre as quais vitrais, joias, pinturas e até o interior da capela criado por ele para a World’s Columbian Exposition de 1938. Cerâmicas e algumas outras peças americanas do fim do século 19 e do começo do 20 também fazem parte do acervo.

Winter Park: Museu Morse

Andando um pouquinho pelos quarteirões da Park Avenue chega-se à Casa Feliz (656 Park Avenue North), uma residência criada pelo arquiteto James Gamble Rogers II na década de 1930 com forte influência espanhola do século 19. A fachada, com arcos e sacadas, assim como os ambientes internos foram preservados, e em visitas que acontecem apenas às terças e quintas, das 10h às 12h e aos domingos das 12h às 15h, é possível ver de perto móveis, decoração e outros detalhes, normalmente conhecidos apenas pelos convidados dos eventos fechados que o local recebe.

Winter Park Casa Feliz

Winter Park: Casa Feliz

O curioso é que a Casa Feliz nem sempre esteve ali. Quando construída ela ficava às margens do lago Osceola. No ano 2000, porém, o novo proprietário do terreno em que ficava a residência decidiu por colocá-la abaixo para uma nova construção. Foi quando a população da cidade conseguiu apoio privado para transportá-la para o endereço em que está hoje. Sim, transportá-la: a casa foi tirada de onde estava e levada com maquinário próprio para um local antes usado como campo de golfe da cidade (eis aí o apoio público no projeto) para se tornar patrimônio local.

Aos domingos, no horário das visitas, a Casa Feliz recebe o evento “Music at the Casa”, concertos de todos os estilos musicais apresentados por um grupo que se apresenta na entrada principal da construção.

    O que fazer em Winter Park: passeio pelo lago

Winter Park: scenic boat tour

O “Downtown Winter Park” é onde fica boa parte das opções de gastronomia e compras do local. É dali também que uma curta caminhada leva ao lago Osceola, de onde saem, desde 1938, os passeios de barco da Scenic Boat Tour (312 E Morse Blvd, tel. 407-644-4056; aberto todos os dias das 10h às 16h, exceto no Natal; ingressos a US$ 14 para adultos e US$ 7 para crianças até 11 anos – leve dinheiro). O passeio dura quase uma hora e engloba três dos sete lagos que compõem a área.

A bordo de uma pequena embarcação com assentos que não balança, com capacidade para até 18 pessoas, os visitantes navegam por aproximadamente 19km, algumas vezes bem pertinho da costa –- e consequentemente do “quintal” das casonas que cercam os lagos --, outras vezes mais distante. Sempre, porém, a explicação do guia e o barulhinho da água e dos pássaros é o que se ouve quebrando o silêncio.

Winter Park: Lago Osceola

Winter Park: vista do Lago Azaleia

winter-park-orlando-vista-lago-casa2

winter-park-orlando-lago-casamento

Casas de pessoas abastadas não faltam, com estilos arquitetônicos bem diferentes. Também são comuns os espaços com uma espécie de “garagem de barcos”, mais próximos ao lago, para que os donos das residências possam entrar e sair sem serem incomodados. Consta que até Margaret Mitchell, autora do clássico “E o Vento Levou”, teria usado uma das casas da enseada para escrever alguns capítulos de sua obra-prima.

winter-park-orlando-vista-lago-casa3

winter-park-orlando-vista-lago-casa6

winter-park-orlando-outro-barco-lago

Winter Park

winter-park-orlando-vista-lago-casa8

winter-park-orlando-vista-lago-casa9

winter-park-orlando-lago-passagem-estreita

O passeio também permite ver por um outro ângulo o Rollins College, a escola mais antiga da Flórida, o Kraft Azalea Gardens e mesmo a Isle of Sicily.

winter-park-orlando-vista-lago-casa4

winter-park-orlando-vista-lago

    Onde comer em Winter Park

Há várias opções gostosas para experimentar em Winter Park. Somo a essa seleção dois lugares bacanas para a refeição principal e pra sobremesa, respectivamente. (Veja mais indicações aqui.)

Winter Park: Boca

O Boca Kitchen Bar Market (358 North Park Avenue; tel. 407/ 636-7022; aberto diariamente da 11h às 23h) é um simpático restaurante orgânico que cria seus pratos de acordo com o que está disponível na estação vigente do ano, sempre dando mais espaço aos itens de produtores locais.

A preocupação com o meio ambiente é levada a sério e há até na carta de vinhos a menção sobre se a procedência da garrafa vem de fonte sustentável ou orgânica, por exemplo. Um pequeno mercadinho também funciona no local.

Winter Park Boca

Winter Park Boca

Que tal um sorvetinho pra arrematar? Além dos gelados, a Kilwins (122 N. Park Avenue; tel. 407/ 622-6292; aberta diariamente, normalmente das 11h às 21h) tem fudges e chocolatinhos para adoçar a vida. Ainda que essa seja uma franquia, aberta em 2010, a história da loja de doces remonta a 1947. Segundo nativos, o melhor sorvete de Winter Park.

Heloísa viajou a convite do Visit Orlando.

Leia mais:

6 comentários

sedaildo
sedaildoPermalinkResponder

Ótima matéria Heloisa. Lindo lugar! Na próxima vez que for a Orlando, sem dúvida vou visitar Winter Park.

Sandro
SandroPermalinkResponder

Estivemos no começo de julho último em Winter Park por sugestão do Viaje na Viagem e valeu muito dar uma esticadinha até lá.

Outra sugestão para a refeição é o 310 Park South na 310 S Park Ave.

Antonio E Aleixo

Lugar maravilhoso!!!

Wagner Ribeiro de Sá

Estive lá em 2015, muito linda e aconchegante. Vale muito apena conhecer.

Erison M. Nunes

Fui com minha família este ano... Um lugar maravilhoso... linda, aconchegante e arborizada. Quem tiver a oportunidade, visite... Não se arrempederá!

Rosalvo Junior

Meu passeio preferido às sextas-feiras a noite ou no domingo pela manhã! Lugar sem muitos turistas e com pessoas bacanas!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar