Enquete | Mendoza: você despachou ou trouxe a bordo os seus vinhos?

Mariana Amaral
por Mariana Amaral

mendoza dicas trazer vinhos

'Você está levando vinhos na mala? Quantas garrafas? Como acomodou?'. No aeroporto de Mendoza, um fiscal da Aerolíneas Argentinas perguntava a mesma coisa para cada passageiro na fila do check-in. Quando chegou a minha vez, respondi que havia embrulhado em plástico-bolha e colocado entre as minhas roupas. Eram quatro garrafas de vinho, uma meia-garrafa, e toda a torcida para que chegassem em casa sem tingir minhas camisetas de vermelho. 'Você podia ter trazido como bagagem de mão', ele disse.

Ué, mas não era proibido levar frascos de mais de 100 ml a bordo de voos internacionais? A não ser que fossem produtos comprados no duty free?

Acabei descobrindo que as Aerolíneas Argentinas e a Gol deixam que o passageiro traga, na bagagem de mão, até 5 litros de vinho, que são o mesmo que 6 garrafas. Também permitem que as garrafas sejam despachadas, mas não se responsabilizam caso quebrem no transporte. Podem ser vinhos comprados em qualquer loja ou vinícola, desde que industrializados.

Já a Latam diz, no site e no call center, que as garrafas devem ser despachadas, apenas. É permitido despachar até 24 garrafas (mas lembre-se de que a Receita Federal só permite trazer até 16 garrafas sem pagar imposto -- desde que estejam dentro do limite de US$ 500 para compras no exterior). A bordo, como bagagem de mão, só são liberadas garrafas compradas no duty free.

Conta pra gente: como você trouxe os vinhos que comprou de Mendoza, e com qual cia. aérea viajou? Embarcou com as garrafas na bagagem de mão, ou preferiu despachar? Pôs dentro da mala, ou trasportou numa caixa? Que técnica usou para as garrafas não quebrarem? Por favor, não me diga que quebraram...

Aproveite e dê uma passadinha no nosso novíssimo guia de Mendoza, com muitas dicas para você programar a sua próxima viagem!

Mais enquetes:

46 comentários

Bruna
BrunaPermalinkResponder

Eu não voltei de Mendoza, mas de Bariloche, e trouxe quatro garrafas de vinho e uma de Fernet. Estavam na minha mala despachada, dentro de uma caixa de vinho daquelas de seis unidades, enrolados em todo tipo de plástico, toalhas e qualquer coisa que eu pudesse achar pra minimizar o risco de quebra. Chegaram ao Rio de Janeiro intactos, felizmente. Voei Aerolineas e na época ninguém me informou qualquer coisa sobre essa regra. Mas também, já faz cinco anos.

Elton
EltonPermalinkResponder

Em 2016, trouxe 6 garrafas de Mendoza à bordo de um voo da Gol. A vinícola providenciou uma caixa apropriada para garrafas.

Vivian
VivianPermalinkResponder

Viemos do Chile pela Avianca! Tambem é permitido trazer 4 garrafas por pessoa alem da bagagem de mao! Nós despachamos dentro de uma caixa, mas quebraram 2 garrafas e não fomos ressarcidos!
Tambem trouxemos dentro da mala despachada, estas nao quebraram!

ANTONIO MARTINS

Fui a Mendoza em 2014 e trouxe 32 garrafas despachadas na Aerolineas.
Sem problemas, mas paguei na época 500 pesos pelo excesso

RABUGENTO
RABUGENTOPermalinkResponder

Da Argentina, já há algum tempo, trouxe algumas garrafas de vinho do Free Shopping. Já da Europa trago sempre aquelas 16 garrafas permitidas muito bom embaladas em plástico bolha e roupas dentro da mala. Era melhor quando se podia trazer 32kg em cada mala. Agora limitaram a 23kg e pode acontecer de não conseguir trazer as 16 garrafas juntas e ter que distribuir em outra mala.

Lilian Routh Ramos Bernardo

Bom dia!!!
Nos estávamos em 3 pessoas e trouxemos 18 garrafas de vinho nas malas despachadas e embrulhamos os mesmos nas roupas . Voamos de Latam e deu tudo certo, chegaram todas inteiras ,

Jorge Paulo
Jorge PauloPermalinkResponder

Compra de garrafas de Vinho numa
Viagem do Brasil para Santiago e Mendoza( para quem nao se ligou, Santiago e mais perto de Mendoza que Buenos Aires)

Quem planeja viajar para Santiago e Mendoza com objetivos trazer garrafas de vinho sempre fixa na dúvida na hora e montar a estarategia de comprar e transporte

São vários regras de permissão de transporte

Você tem que estudar todas elas para definir como comprar e arrumar a mala

1. Aduana do Brasil permite trazer 12 litros ou 16 garrafas de 750ml por pessoa e U$ 500,00 de cota mais U$ 500,00 no Duty free
2. A segurança de voo no Chile e empresas aéreas permite que você traga até 12 garrafas por pessoa na bagagem de mão(talvez varie de Compania eu vim de TAM em abril 2017)
3. Na Argentina voando para o Brasil ou Chile você só por levar 6 garrafas
4. As ANAC só permite 6, mais aquelas que você comprar no Duty free de entrada que vem em sacos lacrados com a nota dentro
5. As aéreas tem franquia de bagagem de 1 mala de 23 Kg e uma mala de mão e um item pessoal (mochila ou bolsa) até 10 Kg

Ai e montatr estrategia de acordo as regras. Vim do Chile, aí minha estrategia foi:
Todos vinhos nas malas e roupas ate peso da franquia. O resto trouxe na Bagagem de mao, e no Dutyfree completei as 12 so na bagagem de mao. Foram 16 no total

katia corradi ferreira brandão

Trouxe 24 garrafas de vinho embaladas no plastico bolha nas malas despachadas. Viajei com a Latam. Estávamos em duas pessoas.

Fabiola Pacheco Antenor

Eu já trouxe vinhos de varias partes do mundo e as garrafas nunca quebraram. Eu enrolo em plástico bolha e depois em roupas. Ou embrulho em fraldas descartaveis e coloco em sacos plasticos. Na mala procuro acomodar entre roupas e mais no meio da mala. Outros objetos de vidro eu levo aquelas redes de proteção que vem em frutas para proteger. Nunca perdi nada.

Guilherme R
Guilherme RPermalinkResponder

Despachei, 24 garrafas, 12 por pessoa, conforme recomendado. Ainda assim paguei U$150 de excesso de peso na Gol...

Rosane
RosanePermalinkResponder

Despachei nas malas e chegaram inteiras.

Camila Guerra
Camila GuerraPermalinkResponder

Comprei caixas de isopor lá por 75 pesos e despachei, mas minha passagem ainda tinha sido comprada com as regras antigas e me davam direito a despachar bagagem sem custo.

Ana Cristina
Ana CristinaPermalinkResponder

Só trago vinho em bagagem despachada (exceção os do freeshop), nunca quebrei uma garrafa em 7 anos de transporte. Uma amiga já tinha me dito que podia trazer na mão, mas quando fui a Mendoza (pela LATAM), não podia...ainda bem que estavam todas já para serem despachadas.

Silvia Brito
Silvia BritoPermalinkResponder

Voltei de Santiago com 15 garrafas de vinho e mais 2 garrafas de pisco - pela Latam.
Coloquei todas elas na minha mala despachada muito bem embrulhadas em plástico bolha (me foram fornecidos pelas próprias vinícolas onde comprei). E chegaram intactas ao Rio de Janeiro sem problema algum!

Vanessa
VanessaPermalinkResponder

Vou para lá no feriado de maio, ótimo ter essa informação, ainda mais agora pagando para despachar bagagem, eu iria comprar bagagem despachada de volta para poder trazer vinhos, vou ligar na Gol para mais informações e lá, no aeroporto no dia da chegada confirmo novamente.
Qdo voltar de viagem venho aqui contar o que aconteceu.

SUZANE DE OLIVEIRA

No fim de 2016 eu trouxe 7 garrafas de vinho e várias de azeite dentro das malas e enroladas em fraldas descartáveis. Graças a Deus chegaram todas intactas. Viajei de Mendoza a Santiago de ônibus em um lindo percurso pela Cordilheira dos Andes e de lá voltei ao Brasil.

ROSSELE SILVEIRA CURADO

Trouxemos 18 garrafas de vinho naquelas caixas de isopor próprias pro transporte compradas na Winery, e mais umas 4 de azeite na mala, rs... e pagamos MUITO excesso de bagagem na Latam. Mas valeu a pena, os vinhos eram fenomenais!

Valerie
ValeriePermalinkResponder

Ficamos sabendo da regra de trazer na bagagem de mão antes de chegarmos em Mendoza. Então, trouxemos 8 garrafas nas malas despachadas, devidamente acondicionadas em embalagem própria das vinícolas de plástico bolha, e mais 4 na bagagem de mão. Chegaram perfeitas, mas vimos no aeroporto várias malas pingando vinho na esteira de bagagem. Uma lástima!

Leandro
LeandroPermalinkResponder

Estive em Mendoza nesta Páscoa (2018). Despachei todos meus vinhos (usando alguns skins que eu tinha e outros que comprei no local) e uma caixa com capacidade para 6 garrafas com proteção de isopor que comprei na Bodega Bouza perto de Montevideo.
Um funcionário de uma loja do aeroporto me disse que no caso de vôo direto, é possível embarcar com até 5 garrafas de vinho (bagagem de mão)

Patrícia Tase

Fui a Mendoza em setembro de 2017 pela LATAM e trouxe 2 garrafas de vinho na minha mochila. Meus pais trouxeram na bagagem despachada 7 garrafas embrulhadas em plástico bolha. Chegaram todas intactas.

ANDREA TERRON LAVINI CREVATIN

Não conheço Mendonza, mas trouxe da África do Sul as garrafas de vinho enroladas em plástico bolha e meias (aquelas de esporte), no meio das roupas. Despachei tudo. Também coloquei, dentro do possível, dentro das caixas de papelão para vinho. Chegaram inteiras..

Felipe Mortimer

Voltei de Santiago na semana passada com a LAtam, trouxe parte dos meus vinhos na bagagem de mão (4 garrafas) e o restante despachei (6 garrafas). Não tive qualquer problema em traze-las à bordo e as despachadas chegaram intactas.

Gabriela Trevisan

Já trouxe 5 garrafas de vodka da Europa embrulhadas em fralda descartável e depois em roupas na bagagem despachada... acho o jeito mais barato, de fácil acesso (qual supermercado não tem fraldas?) e que além de amortecer o impacto, se quebrar algo a fralda absorve kkk chegaram todas intactas!

Vitor
VitorPermalinkResponder

Voltei da Europa com 7 garrafas de vinho enroladas em meias e em roupas, e tirando o peso da mala (estava sozinho e voltando de intercâmbio), foi bem tranquilo. A mala foi despachada

Rafaella
RafaellaPermalinkResponder

Eu e meu marido trouxemos cerca de 60 garrafas de vinho nas malas despachadas e não tivemos problema, apenas pagamos excesso de peso. Até hoje me pergunto como conseguimos, na mão trouxemos 12 no total. Viajamos pela Aerolineas, recomendamos para quem queira trazer bastante vinho que voltem em um voo com chegada prevista para a madrugada.

Suzana
SuzanaPermalinkResponder

Eu e meu namorado voltamos de Montevideu com algumas garrafas de vinho e azeite, acho q foram umas 5, e despachamos. Na bagagem de mão só o que foi comprado no duty free. Voamos de Latam. Colocando entre as roupas, não tem erro. Sempre faço isso e nunca tive problema.

Pablo
PabloPermalinkResponder

Deu pra saber que dá pra sair de Mendoza ou Santiago com vinhos na bagagem de mão. Isso não é problema para quem viaja direto para São Paulo ou Rio. Mas fica a dúvida, e quem mora em outra cidade brasileira e tem que fazer conexão? Qual é o limite de vinhos na bagagem de mão em aeroportos brasileiros?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Pablo! Não há restrição para líquidos em vôos domésticos. Você estará sujeito ao limite de volume transportável a bordo e à sua franquia de bagagagem despachada, caso não esteja vinculada à franquia da passagem internacional.

Pablo
PabloPermalinkResponder

Muito obrigado!

Francisco Siqueira

Quando fui a Santiago trouxe 5 garrafas na bagagem despachada. Como estava como meu filho pequeno, enrolei elas nas fraldas e coloquei em sacos plásticos. Chegaram todas intactas.

Maurício Comar Faria

Voltei de MDZ em julho/17, com escala no AEP, tudo por Tam. Despachei 14 garrafas espalhadas em duas malas e foi tranquilo. As malas estavam no limite do peso, mas não o suficiente para tarifa extra. Em todas as garrafas eu usei uma embalagem muito popular por lá, tanto nas lojas de vinhos quanto no hotel vendiam, é uma embalagem de plástico em forma de garrafa, revestida internamente de plástico bolha.

Sérgio
SérgioPermalinkResponder

Fui a Mendoza agora em março. Dividi entre a mala despachada e a de mão. Enrolei em plástico bolha e depois as coloquei naquelas wine bags (que eu já possuía, de outra viagem). Viajei pela Gol.

Adri Lima
Adri LimaPermalinkResponder

Oi gente!
Eu prefiro despachar, sempre que viajo e trago vinhos. Na mão, já conto com as do dutyfree. Além do que, tem o peso pra considerar quando não despachamos. E agora, a quantidade de volumes... Tem que haver estratégia nas compras, rs.

Geralmente eu compro todos os vinhos em um só lugar e aproveito para negociar uma caixa de madeira, as melhores para transportar. Em grandes lojas/distribuidoras locais consigo fazer uma caixa com marcas variadas de vinho.

Na última viagem, porém, comprei em lugares diversos e coloquei dentro da mala, um truque que aprendi com meu irmão:
Primeiro, enrolei a garrafa com filme plástico (até ficar praticamente prateada e o rótulo sumir). Isso é pra que, caso ela quebre, não se desmantele e vaze nos trancos que a mala toma.
Depois, embalei num saco plástico, destes de lixo, preto. Pro caso de haver um desmantelo leve, rs.
E por último, passei fita adesiva daquelas largas, de mudança. Qualquer mercadinho tem esses itens.
Ainda usei as meias e outras roupas fofas em volta disso tudo - seguro morreu de velho grin grin
Sim, é um exagero depois do outro. Mas trouxe 5 garrafas numa mala pequena, despachada, e todas chegaram inteiras. Se foi ou não por causa desse processo, prefiro acreditar que sim, e vou passar a usar esse método com mais frequência!

Iracema
IracemaPermalinkResponder

Eu viajei LATAM e trouxe 4 garrafas na bagagem de mão sem problemas

Sueli
SueliPermalinkResponder

Estivemos em Mendonça em 06/2017 e trouxemos aproximadamente 20 garrafas em nossa mala enroladas em plastico bolha. Para nossa surpresa no momento do embarque, vários passageiros levavam caixas com garrafas de vinho junto a bagagem de mão. Achamos que iam ser barrados mas passaram normalmente. Viajamos pela Gol.

Lilian
LilianPermalinkResponder

Voltei de Mendoza para GRU com a Aerolíneas Argentinas. Trouxe 6 garrafas na mala de mão e mais algumas despachadas. Enrolei as garrafas em fraldas de bebê.

Gustavo
GustavoPermalinkResponder

Coincidentemente acabei de voltar de Buenos Aires com a Gol. Já fui a Mendoza também, e em ambos destinos voltei com garrafas na mala e compro mais algo no Duty Free.
Levo em todas as viagens uma embalagem de saco bolha para garrafas ( trago vinho de todos destinos, até da China trouxe) , mas as lojas da Argentina sempre os embrulham bem.
A dica q sempre existem boas promoções no Duty free de saída da Argentina, mas são vinhos mais comuns, muitos achados facilmente nas importadoras no Brasil.
@GusBelli

Angelica Machado

Depois que passa no primeiro embarque de mendonza para SAO PAULO, na conexao para SALVADOR posso levar as cinco (5) garrafas na mala de bordo?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Angélica! Se a sua bagagem de mão não ultrapassar as medidas permitidas a bordo, pode.

Gabriela
GabrielaPermalinkResponder

Olá pessoal! Estive em Mendoza em outubro de 2017 e consegui trazer 6 garrafas de vinho na minha bagagem de mão voando pela Latam. A princípio, as garrafas foram embaladas pela loja onde comprei e eles não me garantiram se conseguiria carregar como bagagem de mão ou teria que despacha-las, já que estava voando pela Latam e ainda fiz uma conexão em Santiago no Chile. Na hora do Check in, o funcionário que me atendeu não permitiu que levasse a caixa como bagagem de mão, argumentando que ela excedia os limites de dimensão de bagagem de mão. Me deu como alternativa despachar a caixa, mas teria que pagar por isso e corria o risco de quebrar as garrafas. Perguntei se poderia carregá-las em uma sacola de mão que tinha levado vazia, ele permitiu mas não me garantiu como seria passar pelo controle no Chile com as garrafas provenientes da Argentina. Apesar da tensão, conseguimos entrar no Chile tranquilamente e embarcar de volta para o Brasil com nossas deliciosas garrafas de vinho sãs e salvas!

Sebastião L
Sebastião LPermalinkResponder

Estivemos em dois casais entre 22/2 e 1/4 deste ano. Viagem tranquila pela Gol. Trouxemos, em casal, duas caixas de vinho. Uma com 10 garrafas, em que eu mesmo embalei com plástico bolha ainda no hotel, por despacho com as malas; a outra, em embalagem com proteções em isopor assim adquirida com 6 garrafas na vínicola Pulenta, levei como embalagem de mão que coube perfeitamente no porta-bagagens do avião. Chegou tudo perfeito. A dica é comprar com embalagem apropriada nas próprias vinicolas que oferecerem essa facilidade.

Victor de Lyra

Vindo de Santiago também fiquei surpreso com a permissão para trazer vinho como bagagem de mão. A agente da LATAM me informou que eram permitidas até 8 garrafas na bagagem de mão e até 12 garrafas se contar com a bagagem despachada (8 na mão + 4 despachadas). Inclusive vi gente embarcando no avião levando vinho em sacola de supermercado.

Fernando
FernandoPermalinkResponder

Trouxe em duas malas despachadas cinco garrafas em cada. Acondicionadas com papel bolha e adequadamente dispostas. Ocorre que as bagagens são jogadas nos desembarques sem nenhum constrangimento! E no meu caso conseguiram danificá-las! Quebraram uma garrafa de vinho em cada mala e sumiram as identificações das malas! Com isso mancharam todas as roupas mas conseguimos salvá-las lavando antes de secarem! Portanto meu vôo da AA em 10/4/18 de Buenos Aires para Porto Alegre foi um caos quanto ao transporte de vinhos! Na próxima oportunidade levarei isso em conta.

Bruno Alice
Bruno AlicePermalinkResponder

Estive no Chile e na LATAM foi permitido trazer 4 garrafas na bagagem de mão.
Vejam que eventual negativa se daria no acesso de segurança (raio-x) do aeroporto onde a mala é fiscalizada e no Chile os atendentes permitem a passagem de garrafas nas malas de mao apenas conferindo se estão fechadas/lacradas.
O mesmo vale para a argentina.
Em Santiago o atendente me disse que existe um tratado entre os 3 países determinando tal liberação mas não encontrei a norma.
Na LATAM não existe tal informação no site nem é de conhecimento dos atendentes de telefone no Brasil (existem varias reclamações no RECLAMEAQUI por conta disso; informar aqui que não pode e lá ser confirmado que pode e "perder" espaço e peso na mala despachada).

Renata
RenataPermalinkResponder

Trouxe de Santiago (LATAM, abril/2018) 8 garrafas grandes e 6 pequenas dentro de duas malas que foram despachadas. Algumas garrafas estavam embaladas em plástico bolha (o mercado em que comprei dispunha de embalagem), outras envolvi em camadas de jornal. As menores foram colocadas dentro de sapatos. Todas elas foram enroladas em roupas e chegaram intactas.
Uma garrafa especial trouxe na cabine, além de duas taças que ganhei em passeio por vinícola. As taças não estavam em caixas, então tive receio de não conseguir trazê-las. No entanto, deu tudo certo! Sequer pediram que abrisse a mochila ao passar pelo raio-x.
Antes disso, trouxe garrafas de Buenos Aires na bagagem despachada, todas elas embaladas em fraldas descartáveis. Também chegaram perfeitas (GOL).

Silvana Gallo
Silvana GalloPermalinkResponder

Cheguei do Chile no último sábado, dia 14/04/2018

Internamente (voo Latam Santiago Porto Varas cada um de nós despachou 8 garrafas na bagagem de 23kg (24kg permitidos) e não mão trouxemos mais 5 garrafas cada um. Lembrando que peso máximo voo interno na mão é de 8kg. Oba: ninguém pesou nossa bagagem de mão e nem confirmaram nada no Rx.

De Porto Varas - Santiago - SP (mesma Latam) disseram ser proibido bebidas na mão, assim sendo colocamos todas as nossas garrafas nas malas despachadas.
Colocamos 6 numa grande caixa horizontal que ganhamos na Terrazas e as outras embrulhadas uma em cada peça de roupa. Só... não cabia mais nada. Ficamos no limite de 23 - 24 kg

Na mão, internacional para o Brasil (somente para o Brasil) a Latam permite 10 kg. Novamente ninguém pesou nossas malas e trouxemos todas as nossas roupas, sapatos e pertences nesta bagagem de mão. Cada um com uma malinha de rodinha

Minha bolsa pessoal era ENORME....kkkkk e veio lotada. Meu marido veio com uma mochila com muitas coisas também, além da malinha de rodinha.
Chegou tudo intacto, perfeito!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar