onde comer em gramado

Guia de Gramado

Onde comer em Gramado

Na Serra Gaúcha, o encontro da mesa generosa do café colonial dos alemães com a tradição do espeto corrido dos gaúchos resultou numa cultura gastronômica de fartura. Por isso não é fácil escolher onde comer em Gramado – e é impossível não comer demais.

O sistema de rodízio acabou sendo levado a especialidades como fondue e cozinha italiana. E entre uma refeição e outra ainda existe a tentação do chocolate, que sempre dá um jeito de aparecer no seu caminho.

Mas se tem um conselho que eu posso dar, esse conselho seria: exagere com moderação.

A maior novidade gastronômica do eixo Gramado-Canela está no departamento cervejas. Este lado da Serra Gaúcha se tornou um pólo de cervejarias artesanais, quase em contraponto ao vizinho Vale dos Vinhedos. Ou seja: mais um item para a sua festa de babette serrana…

Veja nesta página um guia de restaurantes de Gramado e Canela:

A Bóia recomenda

Fondue

Gramado onde comer fondue - Carlitos Prime

Apesar de ter sido povoada por imigrantes alemães e italianos, Gramado se tornou a Suíça brasileira. E nenhuma viagem a nenhuma Suíça estará completa sem experimentar uma fondue. (Sim, a palavra é do gênero feminino.) A experiência é oferecida em inúmeros restaurantes das duas cidades.

A sequência de fondue tem três etapas. Na primeira rodada, fondue de queijo: uma cumbuca de queijos derretidos (uma mistura de 3 a 5 tipos) vem à mesa, posta sobre um réchaud. É acompanhada por nacos de pão, batatinhas, e… goiabada (toque brazuca). Em alguns lugares, tem poletinha frita também (toque gaúcho). Você mergulha o pão, a batatinha, a polentinha e a goiabada no queijo.

No segundo round é a vez da fondue de carne. Uma travessa com diferentes tipos de carnes (de boi, de frango, de porco) é guarnecida por quase uma dúzia de cumbuquinhas com molhos (doces, salgados, picantes, cremosos). Junto vem uma pedra acoplada a um réchaud (nos restaurantes mais tradicionais pode vir um panela com óleo). Você chapeia as carnes (untando a pedra com sal) e depois mergulha no molho que achar que combina.

O terceiro turno fica por conta da fondue de chocolate: uma cumbuca de chocolate derretido (às vezes duas, com chocolate branco também) e cumbuquinhas de frutas cortadas (morango, banana, abacaxi…) para o gran finale.

Que fondue escolher?

Os preços variam bastante: vão de R$ 40 a R$ 160 por pessoa. Os restaurantes mais em conta (até R$ 75) normalmente anunciam os preços na fachada. Por que tanta diferença de preço? Aí entram vários fatores. Em parte, é pela qualidade dos ingredientes – a mistura dos queijos, as carnes, o chocolate. Mas o ambiente e a tradição do restaurante também influem na conta.

Caros ou baratos, todos entregam a orgia gastronômica prometida. Escolha o que o seu bolso permitir, e você não vai se decepcionar. Os restaurantes mais baratos recebem grupos e turmas de amigos. Os mais caros, casais românticos e famílias comportadas. Na dúvida, fique com os intermediários…

Por onde você passar você vai ver restaurantes anunciando fondue. Na categoria intermediária de preços (R$ 70 por pessoa) eu posso recomendar o Carlitos Prime. O charmosinho Malbec, na parte alta da Borges, tem sequência de fondue a R$ 99.

  • Carlitos Prime | R. São Pedro, 462 | Tel. (54) 3286-4656 | Facebook
  • Malbec | Av. Borges de Medeiros, 2101 | Tel. (54) 3286-5174 | Instagram

Se quiser cacifar um restaurante romântico/elegante (e pagar de acordo), considere o Belle du Valais ou o Le Petit Clos.

  • Belle du Valais | Av. das Hortênsias, 1432 | Tel. (54) 3286-1744 | Instagram
  • Le Petit Clos | R. Demétrio Pereira dos Santos, 599 | Tel. (54) 3286-1936 | Instagram

Fondue… de tarde?

Você vai notar que muitos restaurantes de fondue – os de preço baixo ou intermediário, no centro da cidade – funcionam também no almoço. Alguns não fecham entre o almoço e o jantar.

Pode parecer esquisito (e, de fato, é), mas se empaturrar de fondue de dia tem uma grande vantagem: você consegue fazer a digestão até a hora de dormir.

Eu testei no dia em que cheguei à cidade às 3 da tarde, faminto, e descobri que podia almoçar uma fondue num horário não-convencional. E não é que aprovei?

Galeto

Se a fondue é um gênero importado, o galeto é autóctone: é a transposição, para o ambiente de restaurante, dos almoços de domingo na colônia italiana. É a única refeição gaúcha em que a carne vermelha não tem primazia.

O ritual começa com uma sopa de cappeletti (o que paulistanos conhecem como capelletti in brodo). Depois são trazidos à mesa, de uma vez só, galeto assado em pedaços e seus acompanhamentos: salada de radicci (almeirão) com crocante de bacon, polenta (frita ou brustolada – assada na chapa), spaghetti, tortéi (ravioli de abóbora) e salada de batata com maionese.

Se qualquer um dos itens acabar, é só acenar para o garçom, que ele repõe. Em lugares mas bastantões podem ficar passando com outras massas (gnocchi – inhoque, em gauchês -, lasanha…). Haverá um buffet de sobremesas; saiba que a sobremesa oficial da Serra é o sagu com creme.

Nonno Mio

O galeto mais tradicional de Gramado é o Nonno Mio, que não faz o gênero bastantão e serve também à la carte.

  • Nonno Mio | Av. Borges de Medeiros, 2070 | Tel. (54) 3286-1252 | Instagram

Di Paolo

Gramado Galeto di Paolo

Eu sou fã do Galeto di Paolo. O galeto é assado num ponto fenomenal (a coxinhas ficam supersuculentas), e as massas do rozídio podem ser pedidas com opção de seis molhos.

  • Galeto di Paolo | R. Garibaldi, 23 | Tel. (54) 3286-5080 | Instagram

Café colonial

Onde comer gramado: Café della Nonna

Eis uma tradição que se degenerou: o que era o típico café alemão se tornou uma experiência meramente pantagruélica. Quando oitenta tipos de comida vêm à sua mesa, é como se você estivesse sentado na mesa do buffet -e misturando comida de café da manhã, almoço, lanche e jantar numa refeição só.

O café colonial pioneiro da cidade é hoje o maior de todos, com um mega-salão na avenida das Hortênsias – o Bela Vista.

  • Bela Vista | Av. Hortênsias, 3500 | Tel. (54) 3286-2097 | Instagram

Mas – aceita uma sugestão? Deixe para experimentar o café colonial… na colônia. A maioria dos passeios de agroturismo inclui uma parada num lugar onde o café colonial ainda conserva seu DNA. O tour Raízes Coloniais, por exemplo, termina no ótimo café colonial da família Foss.

Vai um chimarrão aí?

Gramado: materia Capitão Rodrigo

Alguns passeios de agroturismo (e um ou outro hotel) oferecem a oportunidade de provar o chimarrão – o mate amargo que é a bebida oficial e o ritual de estimação de todo gaúcho.

Mas a experiência está ao alcance de todo forasteiro que passar pela galeria Largo da Borges, na avenida principal. Isso porque a materia Capitão Rodrigo, especializada em apetrechos de chimarrão e erva-mate fina, oferece um mate a quem quiser provar. De graça: é uma estratégia de marketing para chamar atenção para os lindos souvenirs que você pode comprar no quiosque.

A loja abre diariamente das 11h às 19h30.

  • Matería Capitão Rodrigo | Av. Borges de Medeiros, 2727 | Tel. (54) 99189-7246 | Instagram

Cozinha contemporânea

Wood Lounge, Bar & Restaurante

Gramado restaurante Wood

A maior novidade gastronômica de Gramado é o restaurante do hotel Wood, que tem consultoria de Rodrigo Bellora, chef do Valle Rústico (o restaurante mais cotado do Vale dos Vinhedos, a meio caminho entre Bento Gonçalves e Garibaldi). O cardápio, que muda sazonalmente, usa produtos estritamente locais, em pratos que dão ares cosmopolitas a receitas regionais (e vice-versa).

Comece explorando a instigante carta de drinks (recomendo o Heaven from Hell – vodka, purê de tangerina, xarope de gengibre, espumante e tabasco). Vindo com amigos, aproveite para compartilhar os tira-gostos, como a polenta na chapa com ragu de bochecha bovina e lascas de queijo vaccino, ou o arancini de arroz carreteiro com queijo serrano.

As entradas da temporada de verão incluem um gazpacho de araçá vermelho e com ceviche de flores e uma salada fria de mini-arrozes, quinoa, abacate e queijo boursin temperado. Como prato principal, divida uma costela laqueada com demi-glace de butiá ou um galeto ao curry. Encerre com uma banoffe, torta de banana com doce de leite e suspiro.

Ainda pouco conhecido, o Wood oferece a possibilidade de experimentar a cozinha de Rodrigo Bellora sem a dificuldade de reserva do Valle Rústico.

  • Wood | R. Mario Bertolucci, 48 | Tel. (54) 3295-7575 | Instagram

Carnes

Toro

Gramado onde comer: Toro

O Toro é um restaurante jovem, com alma de bar. A parte mais extensa do cardápio é a de… cervejas artesanais. A seção de comida é enxuta, porém consistente. De entrada, lingüiças e espetinhos. Continue com um entrecôte (escolha entre três molhos: secreto, de queijo ou à base de mostarda), acompanhado por batatas fritas ou legumes braseados.

Ou então, vá direto ao bem-feito burger da casa: pode ser de carne bovina ou de lingüiça defumada, e vem com sensacionais chips de polenta. Para além da carta de cervejas artesanais, a casa capricha nos drinks – eu gostei muito do Toro Spritz, com toque de limão siciliano.

  • Toro | Av. das Hortênsias, 804 | Tel. (54) 3295-9110 | Instagram

La Caceria

Gramado onde comer: La Caceria

O mais original restaurante de carnes da cidade é o La Cacería, do hotel Casa da Montanha. Num salão digno de casa de campo inglesa, serve carnes de caça provenientes de cativeiro: faisão, perdiz, javali, pato, jacaré. Para ter um gostinho de tudo, experimente a ‘paella de frutos do ar’ – arroz espanhol com faisão, perdiz, magret de pato e foie gras. As entradas são delicadas, como os figos recheados com queijo de cabra. De sobremesa, prove o strudel de maçã, que vem com uma calda inusitada de alecrim, manjericão e pimenta (e um sorvetinho de creme).

  • La Cacería | Av. Borges de Medeiros, 3166 | Tel. (54) 3295-7575 | Instagram

El Cordero

Gramado onde comer: El Cordero

No front dos rodízios, o restaurante mais diferente é El Cordero, pela ênfase em carne de cordeiro: paleta, pernil, carré e costelinha. Para os tradicionalistas, também serve cortes de boi, porco e frango.

  • El Cordero | Av. Borges de Medeiros, 3017, Gramado | Tel. (54) 3286-1115 | Instagram

Garfo e Bombacha

Se você vem de fora do Rio Grande e quer tudo a que tem direito, incluindo show folclórico, vá à Garfo e Bombacha, na estrada do Caracol em Canela. No almoço o rodízio é complementado por uma mesa de pratos típicos regionais, mas o forte da casa é o jantar, por um show de tradições gaúchas. Mas atenção: a casa não funciona todos os dias. Entre no site para consultar o funcionamento.

  • Garfo e Bombacha | RS 466, km 2, Canela | Tel. (54) 3278-3077 | Instagram

Italianos

Pastasciutta

Gramado onde comer: Pastasciutta

Para comida italiana fora do sistema de galeto, a Cantina Pastasciutta é uma ótima escolha. Você escolhe entre 15 massas (a maioria, artesanal) e combina com mais de 20 molhos. As porções são para duas pessoas. Tem uma farta mesa de antipastos (cobrada à parte).

  • Cantina Pastasciutta | Av. Borges de Medeiros, 2083, Centro, Gramado | Tel: (54) 3286-2131 | Site

Tarantino

Gramado onde comer: Tarantino

O Tarantino é o italiano mais elegante da cidade. Entre as especialidades, spaghetti negro com camarões e azeitonas; penne à carbonara; bacalhau à sorrentina (com pimentões, batatas e aspargos); truta com amêndoas; filé à parmigiana com spaghetti ou batatas. Quase todos os pratos têm versões para 1 e 2 pessoas.

  • Tarantino | Av. das Hortênsias, 1522 | Tel. (54) 99638-5304 | Instagram

Asiáticos

San Tao

No capítulo Oriente, o San Tao é um japa-barra-asiático moderninho, que funciona também como bar. Espere muito cream cheese nos sushis. Ou escolha um pad thai tailandês ou nasi goreng indonésio.

  • San Tao | R. Antônio Accorsi, 867 | Tel. (54) 3295-1851 | Instagram

Galangal

Em Canela, o Galangal tem um cardápio pan-asiático, incluindo sushi. Não recomendo o pad thai – é frito (!?!).

  • Galangal | Av. Osvaldo Aranha, 321, Canela | Tel. (54) 3295-1851 | Instagram

Charmosos

Magnolia CineGastrôBar

O restaurante mais charmoso da Serra é o Magnólia CineGastrôBar, em Canela. Funciona como bar, restaurante, cinema (de poltronas e sofás!) e, de vez em quando, baladinha. Os ambientes têm decoração anos 50/60.

E a cozinha não é mera coadjuvante: da cozinha saem entradas como os crostini de figo, gorgonzola e parma; pratos como a barriga de porco com purê de ervilhas frescas, e sobremesas como a pavlova de frutas vermelhas com brigadeiro de limão siciliano. Abre de 3ª a 6ª a partir das 19h; sábado a partir das 14h.

  • Magnólia CineGastrôBar | Dona Carlinda, 255, Canela | Tel. (54) 3278-0102 | Instagram

Josephina Café

Para um jantar romântico sem estourar o orçamento, reserve o Josephina Café. Um dos bistrôs favoritos dos habitués de Gramado, se sai bem particularmente nos risotos (como o de pêra com gorgonzola).

  • Josephina Café | R. Pedro Benetti, 22, Gramado | Tel. (54) 3286-9778 | Instagram

Bouquet Garni

O salão envidraçado com vista para o Lago Joaquina Rita Bier faz do Bouquet Garni um dos restaurantes mais bonitos de Gramado. A cozinha tem sotaque francês, em pratos como o carré de cordeiro com ragoût de favas e o tournedos com fondue de brie. Para ter vista do lago, almoce no sábado ou domingo, ou reserve no primeiro horário no verão. Durante o Natal Luz, o restaurante se transforma num camarote para o espetáculo Illumination, que acontece no lago.

  • Bouquet Garni | R. Leopoldo Rosenfeld, 986, Gramado | Tel. (54) 3295-1666 | Instagram

Cannelé Bistrô

Em Canela, o Cannelé Bistrot é um bistrô legítimo: pequenino, com ambiente caseiro e atendimento familiar. O cardápio mistura cozinha francesa ortodoxa (cassoulet, filé sobre gratin dauphinois) com variações criativas (confit de pato ao molho de physalis e purê de mandioquinha). De sobremesa, não deixe de experimentar o cannelé, o docinho de Bordeaux que é deliciosamente esponjoso. Reservar é imprescindível.

  • Cannelé Bistrot | R. Danton Corrêa da Silva, 307, Canela | Tel. (54) 3278-1499 | Instagram

Cervejarias

Gramado e Canela se tornaram um pólo de produção de cerveja artesanal. (Existe até um – ótimo – tour cervejeiro que cobre três fábricas numa tarde.)

No centro de Gramado, pelo menos cinco bares especializados funcionam permitem que você descubra os sabores cervejeiros da Serra. Valem a pena no happy hour, na saideira ou para substituir um jantar de verdade.

Taberna MF

Onde comer Gramado: taberna MF

A Taberna MF (‘MF’ é abreviatura de MotherF%$3er) é um parque de diversões para aficionados de cerveja. São quase 100 estilos diferentes, a maioria criados pelos mestres cervejeiros do lugar. Escolher é uma tarefa complexa, mas os atendentes são experts em guiar os clientes pelo cardápio. Os pratos levam malte, para harmonizar com as cervejas. Por exemplo: o ‘roasted’ é uma maxi-bruschetta feita com farinha de malte e cobertura de legumes.

  • Taberna MF | R. Senador Salgado Filho, 170 | Tel. (54) 3286-2554 | Instagram

Rasenplatz

Razenplatz Gramado

A cervejaria Rasen (que pertence ao grupo do chocolate Lugano) tem dois bares que servem à degustação de suas cervejas. Um é temático: a Rasenplatz, cenografada para lembrar uma cervejaria alemã.

  • Rasenplatz | R. Coberta, 50 | Tel. (54) 3286-1495 | Instagram

Gram Bier

Outra cervejaria gramadense, a Gram Bier, também tem uma base de provas na avenida central. O Gram Bier Downtown Pub parece só uma portinha, mas tem também mais espaço na sobreloja.

  • Gram Bier Downtown Pub | Av. Borges de Medeiros, 2433 | Tel. (54) 3286-6259 | Instagram

La Birra

Original de Caxias do Sul, a cervejaria La Birra tem um diferencial: o hopinator, um infusor de frutas e especiarias que a cada noite é acoplado a uma torneira diferente.

  • La Birra | R. Garibaldi, 109 | Tel. (54) 3699-0020 | Instagram

Buffet

Almoçar num quilo não é apenas econômico: é também uma oportunidade de diminuir o déficit de saladas, legumes e fibras quando estamos viajando.

Serra Grill

Em Gramado, a rua São Pedro (paralela à Borges) é um bom lugar para encontrar seu quilo no almoço. O Serra Grill tem ótima variedade e um ambiente agradável.

  • Serra Grill | R. São Pedro, 567 | Tel. (54) 3036-1012 | Instagram

Vale Quanto Pesa

O Vale Quanto Pesa tem decoração mais rústica e serve rodízio de pizzas à noite.

  • Vale Quanto Pesa | R. São Pedro, 401 | Tel. (54) 3286-3457 | Instagram

Terrazo Grill (Canela)

O buffet de Canela não é tão arrumadinho quanto os de Gramado, mas a comida é boa.

  • Terrazo Grill | R. Danton Correa da Silva, 691, Canela | Tel. (54) 3282-4224 | Instagram

Bêrga Motta

Gramado onde comer: Bêrga Motta

Nos fins de semana e feriados, o buffet de almoço do Bêrga Motta é uma ótima desculpa para passar a manhã (ou o dia) no Ecoparque Sperry, onde está localizado. O fogão de lenha é o protagonista; os pratos levam jeito de roça (ou colônia) mas são feitos com leveza e ingredientes orgânicos sempre que possível.

  • Bêrga Motta | Estrada Professora Elvira A. Benetti, km 05, Canela | Tel. (54) 99625-9854 | Instagram

Lanches

Casa da Velha Bruxa

Gramado Casa da Velha Bruxa

Tomar um chocolate quente acompanhado por um strudel de maçã ou um waffle na Casa da Velha da Bruxa é uma das maiores tradições de Gramado. Aberta em 1978 no coração da Borges de Medeiros, a casa pertence aos chocolates Prawer. No verão, jogue-se nos sundaes e milk shakes com sorvete artesanal da casa. O mais bacana é o ambiente vintage de verdade.

  • Casa da Velha da Bruxa | Av. Borges de Medeiros, 2738 | Tel. (54) 3286-1551 | Instagram

Gnomo

Gramado onde comer: Gnomo

Se é a sua primeira vez no Rio Grande, você não pode voltar para casa sem provar um xis à moda gaúcha. Uma lancheria totalmente sulista é a Gnomo Lanches. Antiga Skillo (que precisou trocar de nome por problemas de registro de marca), este é o lugar ideal para voce experimentar um xis-coração (feito com coraçõezinhos de frango picados em pão prensado), que é a maior iguaria do fast-food gaúcho.

  • Gnomo Lanches | Av. Borges de Medeiros, 3036, Gramado | Tel. (54) 3295-1901 | Instagram

Receba a Newsletter do VNV

Serviço gratuito

58 comentários

Sinceramente eu esperava mais desses lugares tão falado. Gramado e Canela são cidades muito bonitas, mas por ter virado um lugar turístico, quase tudo lá é caro pela qualidade que servem. Fui esperando muito da gastronomia desses lugares e nada me surpreendeu. Com certeza não volto mais nessas cidades. Prefiro gastar meu dinheiro fora do Pais.

Adoro as dicas do viaje na viagem, sempre venho aqui conferir roteiros, lugares pra ir e comer!! E o que eu gostaria de ressaltar é a sequência de fondue do Carlitos Prime em Gramado. Fui através da sugestão daqui e surpreendeu minhas expectativas!! Vale muito a pena pela recepção, pelo ambiente, pelo valor justo e, principalmente, pela qualidade da comida. Custo benefício aprovado!!

Coloquei no GPS restaurante Carlitos e fui parar num restaurante na Av das Hortênsias… que não tem nada a ver com o Carlitos Prime…. Cuidado para não cometerem o mesmo erro… o fondue de queijo estava bem ruinzinho.. o de carne não comi porque era sexta-feira Santa e o de chocolate estava médio…. deixou muito a desejar…. Fiquei na vontade do Carlitos PRIME!!!!!!

Quem gosta mesmo de cerveja vai adorar a White Fly, bem em frente ao Hotel Casa da Montanha. Cerveja maravilhosa, atendimento excelente, harmonização e muita diversão.

O di Paolo e muito bom mesmo, tem uma massa recheada de abóbora muito saborosa.. sem contar o atendimento fora de série… minha filha de 3 anos chegou dormindo no restaurante o pessoal arrumou uma caminha com colchãozinho traveceiro até cobertor ao lado da mesa, pena que aqui não consigo publicar a foto..

Uma grata surpresa para aquele lanche despretensioso antes de dormir foi o Armazém da Lolo(Rua São Pedro 284). Comida gostosa, preço justo e um atendimento impecável. A funcionária Leandra veio pedir para tirar uma foto nossa na mesa e reparei que ela fez isso com outras famílias

Fiz pré reserva de hotel em Mendoza de 4 a 8 Abril e de 9 a 13 de abril em San Pedro do Atacama. Como faço essa transição? Carro, Ônibus, Avião

Olá Laura.
Pode verificar com o resturante La Table D’or. Os pratos são ótimos. Pode olhar no site, tem menu preços.
Boa sorte!

Verdade, Laura, tudo muito caro na ceia de Réveillon e olha que sou do Rio de Janeiro!! Ainda não descobri nenhuma alternativa…

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.