Guia de Gramado

Guia de Gramado

Gramado

Nenhum destino turístico brasileiro funciona tão bem quanto Gramado.

A região abraçou a idéia do turismo de massa com a mesma eficiência germânica usada tempos atrás para se transformar Gramado num vilarejo alpino. A hospedagem teve um extraordinário crescimento, e hoje não fica nada a dever a nenhum destino do litoral. A cena gastronômica se diversificou, e vai muito além do fondue e do café colonial.

Você pode visitar Gramado como o destino de montanha que ainda é, com todos os prazeres associados – o friozinho, a lareira acesa, a sequência de fondue. (Para uma experiência serrana mais autêntica, hospede-se na vizinha Canela.)

Mas cada vez mais gente sobe a Serra para fazer uma viagem estilo Flórida, com uma agenda repleta de parques temáticos e atrações superproduzidas, tanto em Gramado quanto em Canela – da estação de esqui coberta Snowland ao incrível Museu da Moda, passando por test-drive de carros esportivos e a mirante de vidro Skyglass.

Entre novembro e janeiro, então, Gramado encarna para valer um espírito disneyano, na decoração das ruas e nos espetáculos do seu Natal Luz.

O bom é que essas duas Gramados – a roots e a das grandes atrações – não são excludentes. Podem ser curtidas na mesma viagem, na dosagem que você preferir.

Este guia foi feito para você descobrir a sua Gramado – e curtir a viagem ao máximo.

A Bóia recomenda:

Receba a Newsletter do VNV

Serviço gratuito

211 comentários

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.