lencois maranhanses 1920x640

Guia dos Lençóis Maranhenses

Lençóis Maranhenses

É lindo. É único. É o ecossistema mais original do Brasil. Mas de “deserto”, os Lençóis Maranhenses só têm mesmo a areia. Chove bastante no primeiro semestre: é o que faz as lagoas encherem, ano após ano.

Lá por junho, as chuvas cessam e o sol passa a brilhar todos os dias. E então as lagoas começam, lentamente, a secar. Em meados de outubro, a maior parte estará vazia.

Veja neste guia prático de viagem aos Lençóis Maranhenses:

A grande novidade dos Lençóis Maranhenses é a pavimentação da estrada a Santo Amaro do Maranhão, o vilarejo que fica praticamente dentro do parque nacional. Santo Amaro oferece um acesso mais rápido a mais lagoas, e suas lagoas também são as que ficam cheias por mais tempo.

Lençóis Maranhenses: as bases

Por isso, desde 2019, Santo Amaro passou a encabeçar as dicas dos Lençóis Maranhenses em todas as seções deste guia.

Lençóis Maranhenses: quando ir?

Lençóis Maranhenses: quando ir

O ciclo das águas é implacável. No primeiro semestre, as chuvas constantes abastecem o lençol freático (captou?), que transborda e forma as lagoas. No segundo semestre, o sol perene vai secando as lagoas que a chuva encheu.

Para visitar os Lençóis Maranhenses em todo o seu esplendor, você precisa ir no no início da época seca, antes que as lagoas evaporem. É preciso esperar parar a chuva porque com tempo nublado as lagoas, mesmo cheias, perdem o encanto: é a luz do sol que ilumina os azuis e verdes das lagoas mais bonitas.

Se você quer ter uma experiência à altura da sua expectativa, vá entre junho e setembro.

Lençóis Maranhenses quando ir

Quando as lagoas estão cheias?

  • Lagoas supercheias, sol | Junho (2ª quinzena) | Julho
  • Lagoas ainda cheias, sol | Agosto | Setembro (1ª quinzena)
  • Lagoas ainda cheias em Santo Amaro, sol | Setembro (2ª quinzena) | Outubro (1ª quinzena)
  • Lagoas secas, sol | Outubro (2ª quinzena) | Novembro | Dezembro
  • Lagoas enchendo, chuvas | Janeiro | Fevereiro | Março | Abril
  • Lagoas cheias, tempo instável | Maio | Junho (1ª quinzena)

Lençóis Maranhenses mês a mês

Entre janeiro e maio

É a época das chuvas. As lagoas começam o ano secas de tudo e só vão ter volume novamente lá por abril ou maio. Mas mesmo quando já houver volume, o tempo estará instável e você pode desperdiçar os passeios encontrando as lagoas sob tempo nublado, sem brilho.

Entre junho e setembro

As lagoas estão cheias, e o tempo está firme, com sol brilhando todos os dias. Assim estão criadas as condições para uma viagem 100% satisfatória. Quanto mais cedo nesse intervalo você vai, mais lagoas cheias vai encontrar.

Note que, a partir de agosto, algumas lagoas começam já a apresentar volume baixo, sobretudo em Atins. Em Barreirinhas, para pegar o circuito da Lagoa Bonita no auge da beleza, vá até o fim de julho, comecinho de agosto.

Entre outubro e dezembro

Depois de setembro, as lagoas secam. Em Santo Amaro ainda é possível encontrar lagoas com água até o início de outubro, se a temporada de chuvas tiver sido boa. Mas de maneira geral, a partir de outubro o caçador de lagoas terá o seu objetivo bastante prejudicado.

Mas não tem nenhuma lagoa perene?

A única lagoa perene o ano inteiro, a Lagoa da Esperança, não é como as outras.

Apenas uma de suas margens tem um paredão de duna. Pelo menos metade do seu entorno é composto por mangue. As águas são escuras. Não é a paisagem dos Lençóis Maranhenses que você tem na cabeça.

Lençóis Maranhenses + São Luís

Para combinar a melhor época dos Lençóis com a melhor época de São Luís, venha na época de São João (2ª quinzena de junho), quando a capital está tomada pelo bumba-meu-boi. Comece pela festa e depois vá curtir os Lençóis.

Receba a Newsletter do VNV

Serviço gratuito

405 comentários

Estive nos Lençois Maranhenses recentemente. Fiz a Rota das Emoções, pela segunda vez ( a primeira em 2003) partindo de São Luis (MA), Lençois, Delta do Parnaiba, Jericoacoara e finalizando em Fortaleza. Roteiro montado por mim, do dia 18 de setembro 2021 à 04 de outubro de 2021. Nos Lençois, nos hospedamos em Atins e Santo Amaro. Três noites em cada cidade, ao meu ver tempo suficiente para conhecer sem pressa os atrativos. Ainda conseguimos ver e tomar banho em belíssimas lagoas, com cenários paradisíacos. Sobre Santo Amaro, atualmente dá pra chegar até a cidade de carro particular/alugado, desde que o local de hospedagem tenha estacionamento/garagem. Porém o acesso aos Lençois (dunas) é permitido apenas para carros credenciados. Para quem tem disponibilidade de tempo, sugiro que fujam de finais de semanas e feriados uma vez que, com a maior facilidade de acesso (asfalto até santo Amaro) há muitas excursões (bate volta). Com isso as lagoas, restaurantes… ficam cheios. Há bastante oferta de empresas que fazem passeios, mas a oferta de hospedagem é bem limitada. Portanto, reservem o quanto antes a hospedagem, principalmente em Santo Amaro. Vale dizer que a rota entre Atins e Santo Amaro obrigatoriamente passa por Barreirinhas pois é proibido circular entre as duas cidades pelas dunas. Nosso gasto, por pessoa, durante todo o período, com comidas, bebidas, transfers, aviões (São Paulo/São Luis e Fortaleza/São Paulo) e passeios privativos ficou em $7.732,90. Bem mais barato que um pacote similar para o mesmo período. Valeu muito pois comemos e bebemos muito bem e fizemos nosso roteiro conforme nossa vontade e disponibilidade!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.