Londres

Capital da diversidade
Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Esqueça a Londres empertigada que você tem na cabeça. A capital da Grã-Bretanha foi conquistada por seu antigo império, e abraçou o multiculturalismo com um desprendimento que não se vê em nenhum outro lugar da Europa. Hoje você vai a Londres e vê o mundo.

A topografia e a geografia da cidade também mudaram. O novo ponto de referência é o Shard, um edifício em forma de obelisco que domina a margem do (despoluído) Tâmisa. Uma nova Londres está acontecendo no leste, onde o bairro de Shoreditch, colado à City, já se estabeleceu como o pólo de uma noite animada e democrática.

E o que ninguém acreditaria 20 anos atrás: come-se muito bem em Londres. E até mesmo barato: proliferam na cidade redes de restaurantes moderninhos, com pegada étnica, que ajudam a fazer render mais as suas libras.

londres

Quando ir?

Céu nublado e chuvisqueiro fazem parte da paisagem londrina. Incorpore um guarda-chuvinha ao seu equipamento de sair, ou aproveite para desenvolver a indiferença (ou seria fleugma?) britânica ante a água que cai do céu.

Sabendo disso, o inverno não parece tão feio, já que o termômetro raramente chega a zero e a intensidade de chuvas não aumenta.

E o verão não tem contra-indicações: você faz mais coisas na rua e dificilmente passa calor. Com exceção das über-atrações turísticas, como Palácio de Buckingham, LondonEye e Tower Bridge, não há filas absurdas (os museus, gratuitos, são bico para entrar).

Como chegar?

A British Airways voa direto de São Paulo e do Rio; a TAM, direto de São Paulo. Todas as outras cias. européias levam a Londres com uma conexão.

Chegue de trem se você vier de Paris ou Bruxelas (2h20 de viagem pelo Eurostar). Vindo de outros pontos da Europa, é melhor pegar o avião. Tente incluir escala em Londres na sua passagem transatlântica.

Trânsfer do aeroporto para Londres:

Trânsfer de Londres para Heathrow:

Calendário de preço de passagem aérea: Londres (fonte: Viajanet)

Onde ficar

Londres tem hotéis espalhados pela cidade inteira. Perto de estações, como Victoria e Paddington, há bolsões de hoteizinhos e bed & breakfasts em que a concorrência faz o preço baixar.

Duas áreas especialmente agradáveis, e com hotéis em conta, são South Kensington (perto do metrô Earl’s Court) e Bloomsbury (mais central). Se é para ficar perto de estação, eu ficaria em Euston, nas proximidades de King’s Cross/St. Pancras (a estação do Eurostar).

Quem quer turistar menos e curtir mais East London pode ficar em Shoreditch na boa.

banner 300x250 London

Daqui pra onde

Cambridge está a 50 min. de trem; Oxford, a uma hora. Num dia bonito – e se você tiver tempo sobrando – vale fazer um passeio a Brighton, (1h10), a praia mais próxima.

As termas romanas de Bath estão a 1h30 de trem. Para ir a Stonehenge você precisa ir de trem a Salisbury (1h30) e então pegar o ônibus local. Há tours que conseguem fazer Bath e Salisbury no mesmo dia.

A bela Edimburgo, na Escócia, está a 4h de trem, e dá boa continuação de viagem. Tendo coragem de dirigir na mão inglesa, há roteiros belíssimos para fazer nas ilhas britânicas – as Highlands na Escócia, as Cotswolds no sul da Inglaterra, o interior da Irlanda.

Londres no Viaje na Viagem

295 comentários

Aquele Blog
Aquele BlogPermalinkResponder

Bóia, adoro o blog e sempre uso para pesquisar sobre as próximas viagens.
Te convido a visitar nosso blog. Gostaríamos muito da visita smile
https://aqueleblogdeviagem.wordpress.com/

Rodrigo
RodrigoPermalinkResponder

Olá! Com esta confusão toda do Brexit e a desvalorização da libra frente ao dólar/euro, ainda vale a pena comprar libras aqui no Brasil? Ou levar dólares/euros e trocar na Inglaterra? Obrigado.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Rodrigo! Compre libras. Não faça câmbio duplo com moeda forte. A cada troca você perde dinheiro, e moedas fortes mantêm o seu valor em todos os países. A relação entre dólar e libra será a mesma em todos os lugares.

Daniele
DanielePermalinkResponder

Boa noite, Bóia! Eu, meu marido e mais um casal estamos indo para Londres em novembro e iremos fazer depois Paris. Iremos pelo Eurostar. E gostaria de saber se quando compro os tickets pelo site da Eurostar eu consigo imprimi-los ou eles serão enviados pelo correio?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Daniele! Em toda compra de passagem pela internet, antes de fechar a operação você verá as possibilidades de entrega. Se for pelo correio, não feche o negócio.

Tatiana
TatianaPermalinkResponder

Por favor, gostaria de saber se tenho como ir de Londres à Disney de Paris de trem? e como fazer?
Muito obrigada

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Tatiana! Há um trem direto que faz o trajeto em 3h, mas chega às 14h na Disney. Custa desde 78 libras. Os trens com baldeação em Lille levam de 3h30 a 4h30, custam desde 38 libras. O primeiro chega ao meio-dia à Disney e o último sai às 18h50. Ou seja, se você pensa num bate-volta, vai passar mais tempo no trem do que no parque, e vai pagar pelo menos 350 reais pela passagem, fora o ingresso.

Tatiana
TatianaPermalinkResponder

Obrigada!
A ideia é passar dois dias lá com as crianças.
Os preços estão variando muito dependendo do site que eu procuro..não entendo (aliás trem na Europa é muito enrolado para mim..)
Se eu vejo no raileurope-world é um preço, mais barato, se seu vejo no raileurope site do Brasil é mais caro..
Pode me dizer qual o melhor site para efetuar a compra?
Muito obrigada mais uma vez!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Tatiana! Compre em http://www.eurostar.co.uk

Moacir Pogorelsky

Ao conversar com amigos que ja conheciam Londres, eles comentaram que, apesar de linda e fascinante, Trata-se de uma cidade complexa e que equívocos e desconhecimentos podem aumentar os custos de permanência. Ficamos preocupados e um casal nos recomendou a guia brasileira Monica O'May. Fizemos contato pelo FB e fomos rápida e gentilmente atendidos. A Monica fez algumas perguntas e nos enviou um planejamento de passeios e custo aproximado para o período que ficaríamos por lá. Como todo brasileiro, fomos confirmar o roteiro e os custos, com os nossos amigos. Qual não foi a surpresa, muitos valores apresentados no orçamento eram inferiores aos pagos por eles. Pois é, ficamos sabendo que quem mora em Londres conhece vários macetes e descontos desconhecidos pelos turistas. Esta nossa primeira viagem a Londres foi fantástica (adoramos tanto que fizemos outra, para a guia nos mostrar a Londres que só os Londrinos conhecem) a guia Monica, uma experiente jornalista brasileira (RBS, Globo, Record etc.), além de ser muito profissional, é uma pessoa encantadora, educada e culta, conhecedora da história da cidade e do GB. Com certeza a recomendamos! Moacir e Vivian, de Porto Alegre/RS.

Monica O'May
Monica O'MayPermalinkResponder

Apenas hoje li este comentário e agradeço muito! Gostaria de deixar meu email (momay.momay@gmail.com) para quem precisar de uma guia amiga em Londres. Abraços

Penelope
PenelopePermalinkResponder

Bóia, estou indo para Londres em Junho e depois para Paris.
Gostaria de fazer está viagem em um trem convencional até Douver e fazer a travessia de navio( ferry boat ) até Calis. O que você acha? Sei que existe a travessia do canal da mancha pelo euro túnel. Mas não se vê a paisagem.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Penelope! Dê preferência a investir seu tempo e seu dinheiro na Europa em coisas prazerosas. Chacoalhar no canal da Mancha vendo água, água e mais água não está entre essas coisas. Se quer ver paisagem bonita, chegue o quanto antes a Paris.

Rosa Maria
Rosa MariaPermalinkResponder

Vale a pena ir de trem de primeira classe de Londres/Paris

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Rosa Maria! A segunda classe faz o mesmo percurso.

Ewerton
EwertonPermalinkResponder

Em Janeiro de 2017, utilizei a cidade como porta de entrada para a Europa, me hospedando no bairro de Bayswater, entre as estações de metrô com o nome do bairro e Queensway, cada qual pertencente a uma linha diferente, o que após um estudo da malha metroviária da cidade me permitiu fazer a escolha mais adequada para explorar o local, com a permissão de visitar os estúdios do Harry Porter. Perto do Hyde Park, tive a oportunidade de ir até o Centro a pé, por dentro do parque, aproveitando para visitar o Kesington Palace, bem como ir até a Oxford St, um verdadeiro shopping a céu aberto.

carla
carlaPermalinkResponder

Olá! têm algumas pessoas que estão fazendo um pouco de terrorismo em relação à imigração londrina. Realmente é algo que eu tenha que me preocupar ao ponto de levar documentos, etc, etc?... vou em junho com marido e crianças
abraços

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Carla! Tenha organizados passagens de volta, comprovantes de hospedagem e extratos do cartão de crédito ou pré-pago.

Walkyria Arruda

Já vi um comentário mais acima sobre isso, mas é do ano passado, e achei melhor perguntar novamente pra garantir: vou passar 26 dias no Reino Unido. Levo todo o dinheiro em libras ou melhor levar euros e trocar por libras lá mesmo?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Walkyria! No ano passado a libra era uma moeda forte, e este ano continua, e ano que vem continuará. A cotação pode flutuar, mas a relação entre as moedas fortes e a estratégia de câmbio não muda. Compre libras, a não ser que na sua cidade a cotação não seja vantajosa. Verifique a cotação de libra, euro e dólar no mercado de São Paulo (veja em comparadores como melhorcambio.com).

Gisele
GiselePermalinkResponder

Bóia, tudo bem?

Estou com uma dúvida sobre a questão da imigração em Londres. Todo mundo fala que é necessário apresentar passagem de volta, mas não sei se posso emitir isso antecipadamente na hora do check in aqui no Brasil. Estou com o voucher da CVC com todas as reservas de voos e horários. Serve apresentar o voucher com as reservas? Ou precisa necessariamente já ser a passagem de volta? Nesse caso, como devo proceder para emitir as passagens de volta antes do embarque no Brasil? Pode me ajudar?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Gisele! O seu voucher é a sua passagem. O que você acha que é a passagem é o cartão de embarque; esse sim só estará nas suas mãos quando você fizer o check-in do vôo de volta, no fim da viagem.

Daniela Andrade

Oi, Bóia!
Tô indo pra Londres em Novembro e sei que os ingressos pra peça do Harry Potter e a Criança Amaldiçoada estão esgotados há meses. Mas vi que tem disponíveis em sites tipo viagogo e tal. Sabe me dizer se é confiável? Será que alguém aqui já comprou ingresso pra peça usando esses meios? Ajuda!
Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Daniela! Veja:

https://www.viajenaviagem.com/2012/04/sites-quentes-para-comprar-ingressos-de-eventos-esgotados

Daniela Andrade

Pois é, já tinha lido esse post, mas não achei ninguém que tivesse comprado ingresso da peça. De toda forma, muito obrigada!

ALEXANDRE CAMPBELL

Boa tarde. Vi suas dicas sobre o Paris Pass, que não vale a epna pelo que você explicou (vou pelo Museum Pass, mesmo, valeu pelas dicas). Em Londres tem algum passe que compensa? Obrigado

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Alexandre! Em Londres os grandes museus são gratuitos. Existem pacotes de ingresso que dão desconto para a compra de várias atrações do tipo 'diversão', como LondonEye, Madame Tussaud, aquário SeaLife... entre no site da LondonEye ou do Madame Tussaud que eles aparecem para você.

Liete Santos
Liete SantosPermalinkResponder

Olá! Estou agora em Londres com muito frio e ventos fortes. É uma cidade fascinante,agitada,alegre,estou adorando. Fiz um city tour ontem com uma brasileira muito gentil e que mora há 30 anos aqui em Londres e conhece muito da cidade e sua história. Valeu muito a pena e conheci muitos pontos turísticos.Vi comentários sobre a libra que trouxe comigo do Brasil e é melhor. Quanto a viagem de trem vim de Paris para Londres pela Eurostar e é uma viagem muito agradável e você não sente o tempo. A dificuldade é na estação que é muito grande e não tem elevador então venha com pouca mala e pequenas porque vc tem que carregar para subir no trem. Vale a pena conhecer Londres

Edmar Bastos
Edmar BastosPermalinkResponder

Bom dia!
Estou com viagem marcada para Londres e Paris em dezembro. Estou com muita dúvida quanto a validade do passaporte. As informações que tenho é que Londres o passaporte necessita estar com validade em vigor e Paris necessário 03 meses de validade extra. É isto mesmo?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Edmar! Para o Espaço Schengen (França está no Espaço Schengen), o seu passaporte precisa valer por mais 3 meses além da data de saída que você declarar na chegada. Para o Reino Unido o seu passaporte precisa valer por mais 6 meses depois da sua data de entrada no Reino Unido.

Rosangela
RosangelaPermalinkResponder

Bóia, não renovei meu passaporte, dia 21/12 para o Reino Unido e depois faço o leste europeu, com retorno em 16/01/18. Meu passaporte é válido até 05/2018 . A informação de que o passaporte precisa ser válido por 6 meses encontrei em muitos sites e blogs de viagem e não sei se houve alteração nesta exigência, mas buscando por informações oficiais, tanto o portal do Itamaraty, como o Consulado geral brasileiro em Londres e por último e mais importante, o site do governo local, informam que o passaporte, a exemplo do que acontece nos Estados Unidos , precisa ser válido apenas pelo período de sua estadia no país.
http://www.portalconsular.itamaraty.gov.br/seu-destino/reino-unido
http://cglondres.itamaraty.gov.br/pt-br/viagem_ao_reino_unido.xml
https://www.gov.uk/uk-border-control

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Rosângela! Obrigada pela informação. Mas a nossa principal dica é renovar o passaporte quando faltam 8 meses para vencer. Esta é inclusive a recomendação da Polícia Federal. Faça isso no próximo vencimento do seu e nunca mais passe por esse stress.

Mircelei sampaio

Muito boas dicas

magnus
magnusPermalinkResponder

ola, apenas uma duvida, com a saida do reino unido da uniao europeia o euro continua sendo aceito em todos os lugares de londres ou somente libras? obrigado.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Magnus! Euros nunca foram aceitos em Londres.

Theresa
TheresaPermalinkResponder

Sou universitária e ao invés de fazer a tão sonhada formatura, optei por realizar uma viagem internacional. Eu tenho uma prima que mora em Reading há alguns anos, ela já é casada e tem filhos. Recentemente conversamos, e ela me disse que eu poderia passar quanto tempo eu quisesse na casa dela. A casa dela fica há alguns minutos de Londres. Ela até tinha me sugerido um hotel, pois o custo do transporte poderia não compensar. Como é a minha primeira viagem internacional, e com destino a Europa, a facilidade e a possibilidade conhecer outros países têm me encantado muito. Estou muito perdida com a organização da minha viagem. Não sei se fico na casa da minha prima por um tempo, conhecendo a cidade dela e depois tiro alguns dias para conhecer Londres ..reservo um hotel .. e venho embora para o Brasil. Ou se pego um trem e vou conhecer alguns países que fazem fronteira... Ou se compro um pacote internacional em alguma agencia de viagem brasileira..( tenho visto promoções boas no Hotel Urbano.. mas como nunca comprei, tô insegura). Tenho medo da imigração kkk. Acho que por ter alguém da família residindo lá seria mais fácil "entrar", não sei se peço para ela fazer uma carta... como sou recém formada, provavelmente não terei como provar que tenho emprego no Brasil. As vezes acho que se eu entrar por outro país.. quando chegar em Londres.. seria mais fácil??
Estou muito perdida! Qualquer resposta vinda de vocês já me ajudaria muito!!! Desde já, muito obrigada!!!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Teresa! O jeito barato de visitar a Europa é se hospedando em hostels. Não caia em chamarizes de internet. Essas promoções sempre tem pegadinhas, que acabam estourando do lado de quem tem pouca experiência.

Maria Céli L.Teixeira

Em tempo: desculpe, simulei Liverpool-Dublin, mas não aceitam passageiros sem carro!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Maria Céli! Existe um campo intitulado "How are you travelling?". Ali você seleciona "No vehicle".

Paulo Ricardo
Paulo RicardoPermalinkResponder

Em março de 2015, fiquei 5 dias em Londres. Até hoje, foi a melhor, e mais importante viagem da minha vida. Lugar incrível, experiência incrível.

Victor De Angelis

Olá
Obrigado pelo seu blog ser bastante informativo. Gostaria de compartilhar com você minha experiência com relação à troca de moeda em Londres.
Estando hospedado em Earls Court, utilizei uma agência de câmbio Cheque Point que fica ao lado da estação do metro de Earls Court, na própria Earls Court Rd. Lá, troquei EUR 300,00 e fui taxado de 13,86% a titulo de “fee” e 0commission. Comentei com amigos e me disseram que não há taxas para cambio.
Retornei no Cheque Point para saber do que se trata essa fee, e fui informado que eles cobram essa taxa para cobrir as despesas operacionais deles, sendo que em momento algum é informado ao cliente. Desonestos. Entretanto, também ao lado dessa mesma estação de metro, há uma outra casa de câmbio,Monex Intl (238 Earls Court Road), que não cobra taxa nem comissão, além de serem acolhedores e prestativos aos turistas. Fica o alerta. Obrigado.

Responder

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Vitor! Casa de câmbio é um problema. Algum dia o brasileiro vai entender isso. A gente já cansou de tentar ajudar.

Márcio Cesar
Márcio CesarPermalinkResponder

Olá Boia, reservei um hotel no bairro de Chelsea em Londres, vc conhece? É um bom bairro pra se hospedar?

Desde já agradeço,

Márcio Calheiros

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Márcio! Sim, é uma área nobre e central de Londres.

EDSON K
EDSON KPermalinkResponder

Tenho conexão em Heathrow de 08h40. Dá tempo de ir até Westminster e comer um fish&chips?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Edson! Dá. Comece a volta ao aeroporto faltando 4 horas para o vôo.

Karen
KarenPermalinkResponder

Olá! Meu próximo destino será Londres e estou preocupada com a imigração. Irei com meu marido, que trabalha aqui no Brasil e tem como provar o vínculo empregatício. Porém, eu sou dona de casa. Como comprovar meu vínculo com o país se não trabalho?
Outra coisa, li que não é obrigatório seguro saúde e que não há uma quantidade pré determinada de libras/dia. Procede?
Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Karen! Leve organizado numa pasta a passagem de volta, as reservas de hotel e extrato de cartão de crédito. Faça um seguro-saúde, sim, o mesmo que a Europa pede. O Reino Unido não exige, mas não é inteligente viajar sem seguro-assistência.

Melyssa
MelyssaPermalinkResponder

Olá!!

Primeiro gostaria de dizer que fielmente ouço todas as manhãs antes das 7h, a sua coluna na Band News. E desde então sou leitora assídua para todas as minhas viagens, e já me ajudou mto suas dicas!! smile

Eu vou para londres, Amsterdam e Portugal em outubro. Do dia 12 ao dia 28 mais ou menos. E meu passaporte vence em julho/2019. Devo me preocupar em renová-lo? E qtos dias vc acha ideal para Londres e Liverpool?
Mto obrigada!!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Melyssa!

Quem responde é A Bóia.

Renove seu passaporte quando voltar desta viagem.

Leia sobre quantos dias em cada lugar:
https://www.viajenaviagem.com/2010/07/europa-quantos-dias-em-cada-lugar/

Leia sobre Liverpool:
https://www.viajenaviagem.com/2015/04/liverpool-beatles-atracoes-passeios-tours-cavern-club/

Regina Silveira

Olá Ricardo e Bóia, gostaria de uma informação. Comprando passagens agora pela Eurostar saindo de Paris para Londres, vi que se tiver o INTERRAIL PASS, a passagem cai para mais da metade do preço. Vc pode me explicar o q é esse pass e como adquirir? Obrigada!!!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Regina! InterRail é a versão do Eurailpass para residentes europeus.

Os dois passes funcionam assim: você paga uma grana na esperança de poder subir em qualquer trem, e daí fica sabendo que nos trens de alta velocidade tem que pagar sobretaxa e estar sujeita à disponibilidade limitada de lugares para portadores de passe. O que você achou que era desconto é uma sobretaxa absurda de 50%...

Acredite, se existisse um truque para pagar menos (fora comprar com antecedência) a gente teria dito.

Andressa
AndressaPermalinkResponder

Olá! Vou a Londres em fevereiro de 2019 em pleno inverno, você recomenda comprar agasalhos aqui no Brasil ou em Londres? Será minha primeira viagem internacional, vou conhecer Londres, paris e Barcelona e se der tempo Amsterdã também.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Andressa! Compre uma jaqueta de penas dessas que te deixam com cara de bonequinho da Michelin. As lojas Decathlon têm. Em Londres você vai achar mais bonitas -- você pode sair daqui com a roupa mais quente que tiver e daí, primeira coisa em Londres, passar numa Uniqlo (uma loja japonesa tipo C&A que é perfeita para essa roupa).

https://www.uniqlo.com/uk/en/product/women-ultra-light-down-seamless-parka-400712.html?dwvar_400712_color=COL13&dwvar_400712_size=SMA001&cgid=

Silvia
SilviaPermalinkResponder

Gostaria de dicas para Plymouth. Estou indo dia 15/06 e ficarei até 24/06. Obrigada.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Silvia! Pois não:

https://www.visitplymouth.co.uk/

ZELIA MAFALDA GIANELLO DE OLIVEIRA

Gostaria de melhores informações sobre Portsmouth e redondezas. Pretendo ir para essa área, de lá pegar um ferry da Britanny e atravessar até St.Malo. Soube que de lá é fácil assistir ao festival bianual de vinho na Bourgogne. Muto obrigada.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Zélia! A Bourgogne fica do outro lado da França.

Luciana Nunes
Luciana NunesPermalinkResponder

Olá, tudo bem?

Por favor, vou mandar minha filha de 18 anos fazer um curso em julho em Londres. Vi um ap studio com bom preço e fica no bairro de Earl’s Court...esse bairro e seguro para uma menina sozinha? Está bem localizado? O curso e na UAL em elephant castel. Grata.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Luciana! Londres é uma cidade segura e este bairro é central.

Cibele M
Cibele MPermalinkResponder

Luciana, o maior problema não é earls court e sim o bairro onde ela vai estudar, elephant and castle. Manda ter cuidado com celular e não dar bobeira tarde da noite naquela área.

Marina
MarinaPermalinkResponder

Olá, tenho acompanhado o blog e lido bastante, mas ainda estou perdida. Viajo a Londres, em setembro, 17 dias, sozinha. Adoro andar a pé, sou despachada e me viro bem, amo conhecer lugares com calma, sem aquele estresse de cumprir roteiros fielmente e tirar fotos de tudo, mas queria algo bem localizado em relação aos pontos mais importantes e que seja seguro para voltar à noite. Meu irmão morou em Londres e me recomendou hospedar-me próximo à Trafalgar Square, mas não tem esse filtro no booking. Prefiro hotel ou hostel com quarto particular, mas fico em studios numa boa. Alguém poderia me ajudar, me dizendo exatamente o nome de bairros que devo pesquisar? Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Marina! Londres é uma cidade seguríssima a qualquer do dia. Se você se sente insegura em ruas ermas, é só preferir os bairros centrais que tenham alguma vida noturna e por isso mantenham o movimento. A Trafalgar Square em si não chega a ser um centro hoteleiro, há mais hotéis um pouquinho ao norte, no entorno das estações Piccadilly Circus, Leicester Square e no bairro boêmio do Soho (você vê todas essas regiões no filtro Soho do Booking).

O mais importante em Londres é estar 1) na região central 2) perto de uma estação de metrô. Absolutamente não se preocupe com segurança. As precauções que você já toma no Brasil serão mais do que suficientes à noite. O problema da segurança na Europa são os lugares turísticos e o transporte público, onde há batedores de carteira e espertinhos a rodo. Mas as vítimas dos golpes e dos celulares, carteiras e bolsas surrupiados podem estar hospedadas em qualquer lugar da cidade...

Alguns bairros já filtrados no Booking:
Kensington & Chelsea
Knightsbridge
Covent Garden
Soho
Bloomsbury
Earls Court

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar