Santo André onde comer: Maroca Praia

Guia de Santo André da Bahia

Onde comer em Santo André

Santo André da Bahia: onde comer

O que não falta à vila de Santo André, na Bahia, são boas mesas. O lugar é pródigo em restaurantes de qualidade, com preços mais camaradas do que destinos mais badalados do Sul da Bahia. Veja nossas dicas de onde comer em Santo André.

Restaurantes em Santo André: o que esperar

Para um pequeno vilarejo de praia, Santo André da Bahia tem um número inusitado de bons restaurantes. Numa viagem curta, você vai ter mais boas mesas do que dias disponíveis para experimentar todas.

Na maioria dos restaurantes, os pratos são individuais — com exceção das moquecas, bobós & cia., que sempre vêm em porções para dividir. Espere encontrar preços mais altos do que em Porto Seguro ou Arraial d’Ajuda, porém mais em conta que Trancoso.

É sempre recomendável ligar antes de ir a qualquer restaurante. Na alta temporada, para reservar. Na baixa temporada, para garantir que esteja aberto. Muitos restaurantes abrem o ano inteiro, mas não é incomum que um restaurante feche temporariamente ou diminua os dias de funcionamento em épocas de poucos visitantes na vila.

Onde comer em Santo André: à beira-rio

El Floridita

El Floridita

Comandado pela chef Mikie Iwakiri, o restaurante da Pousada Corsário é uma escolha sempre acertada — os pratos são inventivos e muito bem executados.

O cardápio muda constantemente. (Na imagem incluí uma caldeirada de frutos do mar en croûte de uma temporada antiga, que continua inesquecível.) Em outubro de 2019, dava para começar a refeição com uma salada de lagosta e feijão de corda em vinagrete de biribiri, um carpaccio de badejo com folhas de rúcula ou um queijo coalho de búfala grelhado com mel de engenho. Entre os pratos principais, tinha polvo ao forno com batata e tomate assados no azeite e alho, penne com abobrinha e camarões ou filé de peixe em crosta de linhaça dourada com purê de banana da terra e legumes. De sobremesa, cocada de forno ao limão siciliano ou creme de maracujá com calda de manga.

De dia, o El Floridita oferece uma linda vista para o rio (você pode aproveitar para dar um mergulho do píer da pousada, também batizado com um nome cubano, Cojímar). À noite, não chegue muito tarde: o restaurante fecha às 22h.

  • El Floridita | Pousada Corsário, Beira-rio | Tel (73) 3671-4080 | Site

Gaivota

Restaurante Gaivota

A mais gostosa varanda debruçada no rio está no Gaivota: panorâmica de dia, agradabilíssima à noite (até as 21h). A maioria dos pratos é para duas pessoas — mas sempre dá para pedir meia porção, por 65% do valor.

Escolha sua moqueca: tem de camarão, de polvo, de lagosta, de badejo, de dourado ou mista. Os frutos do mar também podem vir grelhados ou em caldeirada; há também um bobó de camarão. Para carnívoros, filé simples ou na mostarda, com fritas. Entre os pratos individuais, PFs de peixe, frango, filé ou contrafilé.

  • Gaivota | Beira rio | Tel (73) 671-4144 | Site

Sant’Anas

Restaurante Sant'Anas - Santo André

Também no trecho beira-rio da ruazinha principal, mas sem estar junto à água, o vero italiano Sant’Anas é um dos preferidos dos moradores da vila. As massas, rigorosamente al dente, podem vir no cartoccio ou sobre finíssima pizza branca. Costuma ir até as 23h.

  • Sant’Anas | Beira rio | Tel (73) 99945-9960 | Site

Luz de Minas

Instalado num espaço muito gostoso à beira-rio, onde antes funcionou o Bar do Rio, o bistrô Luz de Minas deve o nome à origem dos proprietários, e não ao tipo de comida servido. A mineiridade do cardápio reside no ‘mineiríssimo’, um mix de petiscos que inclui queijo canastra, lingüiça caseira, panceta suína, chutney de rapadura, mostarda dijon e alho granulado. O arroz negro está presente em dois pratos: o camarão rosa à provençal e o filé de peixe branco, ambos servidos também com farofa de manteiga de garrafa. As massas podem ser servidas com molhos sugo, confit (alho, cebola, manjericão), mediterrâneo (azeitonas pretas, alcaparras), pesto, camarão rosa, bolonhesa, vegetariano (palmito, champignon, leite de coco) ou iscas de filé mignon com gorgonzola. De sobremesa, brigadeiro — e café mineirim. Abre durante a semana às 16h; sábado e domingo, 13h.

  • Luz de Minas | Beira rio | Tel (73) 99871-0888 | Site

Biri Biri

Na divisa entre a beira-rio e a beira-mar, o restaurante da Pousada Ponta de Santo André é comandado pelo chef Thiago Paixão, formado na Suíça e com uma passagem pelo D.O.M. de Alex Atala. Thiago usa produtos locais, além de legumes e hortaliças cultivados em sua horta orgânica, para preparar pratos como o atum com purê de inhame e espinafre e balsâmico com frutas; a moqueca de dourado com banana da terra, acompanhada por arroz integral com grãos e farofa de copioba com manteiga e cenoura; e o gnocchi de batata, batata doce, inhame, mandioquinha e cenoura com molho de camarão. Ligue para confirmar o funcionamento.

  • Biri Biri | Pousada Ponta de Santo André | Tel (73) 99996-9008 | Site

Na vila e na praia

Caju (Campo Bahia)

Restaurante Caju, hotel Campo Bahia, Santo André

Uma reserva no Caju permite que você dê uma espiadinha no luxuoso resort Campo Bahia. Peça para tomar um drink Champions Bar, tematizado com fotos históricas de Copas do Mundo. O cardápio rejuvenesce clássicos incluindo ingredientes brasileiros. Na seção de entradas, tartare de carne de sol; tabule de quinoa; carpaccio de polvo com aroeira. O gnocchi de abóbora leva pesto de manjericão e castanha do pará. A costeleta de cordeiro vem com creme de milho. O peixe do dia é assado na crosta de castanha do pará e servido com purê de banana da terra. O salmão grelhado traz pupunha assado, melaço e tamarindo. De sobemesa, cheesecake de maracujá.

  • Flor de Caju | Hotel Campo Bahia | Tel (73) 3162-4690 | Site

Vila Araticum

Vila Araticum, Santo André

A pousada Vila Araticum tem um gostoso bar de praia pé na areia e um bem-montado restaurante, ambos abertos a não-hóspedes e com preços simpáticos. Comece com uma porção de bruschettas ou um polvo salteado acompanhado de hommus. Continue com um arroz de polvo, um bobó de camarão, um mignon com ervas ou uma massa — combine o formato (spaghetti, penne ou ravioli) com 6 opções de molho. Há também as woks orientais, de frango, peixe, carne, camrão ou legumes, acompanhados de arroz branco. Para terminar, doce de banana prata caseiro ou frutas flambadas com sorvete.

  • Pousada Vila Araticum | Avenida Beira Mar, 2550 | Tel (73) 99812-6612 | Site

Victor Hugo

Onde comer em Santo André 1

Na varanda ou no deck, você almoça ou janta com vista para o belo jardim — e ao fundo, o mar. As especialidades do restaurante da Pousada Victor Hugo são moquecas e uma feijoada de frutos do mar. À noite, pizzas de massa fina. Funciona também como beach lounge. (Pousada Victor Hugo, tel. 73 99943-5430)

  • Pousada Victor Hugo | Avenida Beira Rio, 1865 | Tel 123 456 890 | Site

Casapraia

Casapraia Santo André

Um bom ponto de apoio num ponto pouco movimentado da areia. Funciona como barraca de praia, tem estacionamento.

  • Casapraia | BA 001, km 45

Fazenda Amendoeira

Fazenda Amendoeira Santo André

O canto esquerdo da praia de Santo André é delimitado por um mangue. Conhecida como Praia das Tartarugas, vira uma piscininha na maré baixa. Por ali está instalada a pousada Fazenda Amendoeira, do chef e velejador italiano Federico Idli. Peixe fresco e frutos do mar são a base do cardápio. Ligue antes para confirmar o funcionamento.

  • Fazenda Amendoeira | BA 001, km 45 | Tel (73) 99910-1040 | Site

Maroca Praia (Praia de Santo Antônio)

Maroca Praia Santo Antônio

A melhor novidade de 2019 na região é o Maroca Praia, na praia de Santo Antônio, a 8 km da vila de Santo André. Funciona como clube de praia e restaurante: dá para petiscar na areia e comer nas mesas do ar livre ou no salão.

Entre os pratos individuais, destaco o baião de dois de frutos do mar (com polvo caramelizado no melaço de cana), o risoto de moqueca de cação (com farofa de panko e dendê) e o filé mignon grelhado (ao molho de mostarda dijon em grão, linguine na manteiga e sálvia crocante). Para dividir, arroz de polvo, moquecas (com frofa de panko e dendê, banana da terra e pirão) e mariscada (com arroz de amêndoas e vatapá). O serviço é bastante profissional. Chegue cedo para conseguir uma das espreguiçadeiras sob o quiosque da praia. Fecha 2ª feira.

  • Maroca Praia | Praia de Santo Antônio | Tel (73) 99910-2156 | Site

Aqui Eu Maria Nilza (Praia do Guaiú)

Restaurante Maria Nilza Guaiú

Não é de hoje que Maria Nilza é famosa. No fim da década de 90, ela chegou a ganhar uma estrela do Guia 4 Rodas. Seu arroz de polvo, sozinho, já valeria a travessia de quantos rios se interpuserem no seu caminho — João de Tiba para quem está em Porto Seguro, mais o Buranhém para quem está hospedado do Arraial d’Ajuda para o sul.

Por melhor que seja, porém, a comida é só parte da experiência. Maria Nilza é muito chique, e consegue criar requinte na rusticidade. É o lugar mais elegante que eu já freqüentei com roupa de banho. (Em algum lugar você já ganhou uma mini luvinha de plástico para espremer o limão sem correr o risco de manchar a mão? A Maria Nilza pensa nessas coisas.)

Tudo é feito no fogão a lenha, porque não há energia elétrica no Guaiú. Antes do arroz do polvo, peça uma porção de pastéis (de siri, camarão ou queijo), um polvo à vinagrete ou um catado de siri com farofa. O arroz de polvo, assim como as moquecas (de budião ou de budião com camarão) e o bacalhau dão para duas pessoas. Casais com gostos diferentes podem partir para os pratos individuais: bobó, peixe frito, carne de sol, arroz com camarão ou arroz com siri.

Depois da sobremesa e do cafezinho, Maria Nilza vai aparecer uma última vez à sua mesa para que você sorteie um bilhetinho da sorte. E depois vai dar o último mimo: um trevo de quatro folhas que ela cultiva no jardim. O trevo é totalmente redundante: você já teve a sorte de comer na Maria Nilza. Dali pra frente, é lucro. Fecha 2ª feira.

  • Aqui Eu Maria Nilza | Praia do Guaiú | Tel (73) 99985-0149 | Site

Orquídea

Numa transversal entre a estrada e a rua principal, o Orquídea é a melhor referência para comida baiana: além da onipresente moqueca, serve vatapá, caruru, acarajé e pratos mais exóticos que não costumam aparecer em cardápios por aí.

  • Orquídea | Tel (73) 99965-5952

Paralelo 16

Para quem tem fome de algo simples, ou simplesmente filhos adolescentes, o Paralelo 16 é a salvação do jantar: mezzo pizzaria, mezzo hamburgueria funcionando sob o mesmo teto. É vizinho do Orquídea.

  • Paralelo 16 | | Tel (73) 9987-4354 | Site

Aroeira

Para almoçar comida caseira com toque baiano, dirija-se ao Aroeira, na rua principal.

  • Aroeira | Endereço | Tel (73) 99984-1396 | Site

Almescla

Na ruazinha principal, o Almescla tem PFs e pratos bem servidos (filé de badejo ao molho de maracujá; moqueca de vermelho e camarão; filé ao molho madeira com banana da terra), a preços camaradas.

  • Almescla | Beira rio | Tel (73) 3671-4068 | Site

Em Cabrália e Praia do Mutá

Os restaurantes do outro lado da balsa caem bem para um pit-stop no caminho de chegada ou saída, ou ainda para completar um passeio à Reserva da Jaqueira e à Cidade Histórica de Porto Seguro.

Trigo (Cabrália)

Situado no centro histórico de Santa Cruz Cabrália, este bistrô prepara comida caseira… italiana. O cardápio muda todas as semanas, conforme o que estiver disponível na feira. Você decide entre pasta seca ou artesanal, e depois combina com um dos molhos em cartaz na semana. Espere encontrar os clássicos como arrabiata (tomate apimentado), amatriciana (tomate e guanciale), carbonara (com gema de ovo e pancetta), puttanesca (tomate, alcaparras, azeitonas, alici) e, eventualmente, receitas regionais pouco conhecidas no Brasil, como à moda da Ligúria (peixe fresco, alcaparras, azeitonas e tomate). Atenção para o horário de funcionamento: de 5ª a sábado a partir das 18h e domingo a partir das 12h, mas só para almoço. Fecha de 2ª a 4ª.

  • Trigo | Praça Álvares Cabral, 316 | Tel (73) 99109-8435

Recanto do Sossego (Mutá)

Há 12 anos em Porto Seguro, o chef Michele “Micky” Morselli é especialista em massas artesanais. Faz seus próprios raviólis e talharins, que podem ser bicolores ou tricolores, homenageando o Bel Paese. Há boas saladas de entrada (como a caprese e a salada do mar) e camarões na chapa grelhados no ponto certo. Os pratos são individuais. De dia, aproveite a praia em frente, que é ótima. À noite, o Recanto serve pizza.

  • Recanto do Sossego | BR 367, km 76 | Tel (73) 99923-2654 | Site

Gino (Mutá)

Restaurante Gino Praia, Porto Seguro

A melhor novidade da praia em Porto Seguro é este bem-montadíssimo restaurante, que ocupa uma parte da área de praia do hotel La Torre (mas é voltado para não-hóspedes). O cardápio privilegia massas frescas recheadas, como a mezzaluna com carne de boi e vinho tinto, o tortelli de lagosta com tomatinho e rúcula e o ravioli de bacalhau com molho cremoso de alho-poró.

Os peixes ganham preparações mediterrâneas, como o peixe grelhado com abobrinha servido com risotto de funghi ou o atum grelhado com redução de azeite balsâmico e morango. Para carnívoros, um filé mignon com presunto cru e risoto de parmesão.

Tem mesas na areia para quem quiser usar como clube de praia. (Av. Beira-Mar, 9999, em frente ao hotel La Torre – tel. (73) 2105-1705 – site)

  • Gino | Av. Beira-Mar, 9999, em frente ao hotel La Torre | Tel (73) 2105-1705 | Site

Receba a Newsletter do VNV

Serviço gratuito

    Guias de praias do Sul da Bahia

    16 comentários

    Encantada c/a Maroca! Uma das melhores lagostas q já comi! Camarão VG saborosissimo! Pudim de leite q lembra o da minha avó! Produtos de alta qualidade! Atendimento nota 10 do Wellington, recepção calorosa da Juliana e comida mto bem feita pelo Danilo (casado c/a Juliana), e d. Marta, sua mãe, q é filha da d. Maroca, q dá nome ao restaurante. Tudo num ambiente simples na beira da praia.

    Ricardo Freire sempre salvando nossas férias! Estamos aqui no sul da Bahia no meio dessas chuvas malucas…fomos no restaurante da Nilza e no Maroca graças às suas dicas e amamos. Obrigada por ser sempre tão acertivo! Feliz 2022

    A pousada Corsario fechou em 2020 e o local está a venda. Uma lástima pq o visual da pousada eh espetaculat. Consequentemente o restaurante não existe mais. O Sant’annas tb nao existe mais, o dono faleceu neste ano de 2021.

    Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.

    Assine a newsletter
    e imprima o conteúdo

    Serviço gratuito