Trancoso

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Trancoso: onde comer

Trancoso gourmetiza qualquer viagem. Descubra os restaurantes mais tradicionais do vilarejo e os que valem porum passeio nesta seleção de onde comer em Trancoso:

A Bóia recomenda: onde comer em Trancoso

Clique nos nomes em azul para ver os detalhes

Históricos
Capim Santo (natural gourmet)
Silvana & Cia. (moquecas no Quadrado)
Barraca do Jonas (qualquer coisa + farofa de banana)

Lugares (dos) bacanas
Jacaré do Brasil (badalação à mesa)
Maritaca (pizzas finas e finas massas)
O Cacau (Bahia à mesa)

Leves no bolso
Rabanete (almoço a quilo)
Lua Verde Saladeria (saladas a quilo)
Cantinetta (italiano e pizza)
Chimichurri (parrilla argentina)

Vale-passeio
Silvinha (Praia do Espelho)
Floresta (sertão do Rio da Barra)
Praia das Tartarugas (entre Rio da Barra e Taípe)

Voltar | Topo

Comer em Trancoso: o que esperar

Praia das Tartarugas

Praia das Tartarugas

Espere, antes de mais nada, pagar caro. Assim como jantar em Capri sai mais caro do que em Milão, jantar em Trancoso pode sair mais caro do que em São Paulo, em restaurantes de qualidade equivalente.

Prepare-se também para fazer reserva: os restaurantes mais procurados lotam não apenas na temporada, como também nos fins de semana com grandes casamentos na cidade. Se você vai passar a semana inteira em Trancoso, vale a pena programar os melhores restaurantes entre segunda e quinta -- além de conseguir lugar, você vai evitar as mesas grandes (e barulhentas) de turmas de convidados.

Para economizar, a fórmula é a mesma da hospedagem: fora do Quadrado (e seus arredores imediatos) você vai achar alternativas mais palatáveis para o seu bolso. Caso você esteja com orçamento limitado mais não aueira se afastar do Quadrado à noite, uma boa estratégia é fazer um almoço consistente numa barraca de praia (ou no ótimo quilo Rabanete) e à noite ficar pelos drinks e petiscos (ou a ótima Tapioca da Sandra, na ante-sala do Quadrado). Da nossa lista, você vai encontrar bons preços também na saladeria Lua Verde, no italiano Cantinetta e na churrascaria à moda argentina Chimichurri.

Voltar | Topo

Restaurantes na vila

Os restaurantes estão listados em ordem "geográfica": começando pelos arredores do Quadrado, seguindo pelo lado esquerdo, terminando pelo lado direito (em sentido horário).

Cantinetta

Na rua principal (avenida Itabela), quase esquina com a rua de acesso ao Quadrado (Carlos Alberto Parracho), a Cantinetta oferece a melhor relação preço x qualidade das redondezas. Prepara clássicos italianos -- carpaccio, massas, filé com risoto -- e pizzas. Os pratos do dia do almoço têm preços ainda mais camaradas.

Cantinetta | R. Principal, 19 | Tel. (73) 3668-2043 | Facebook

Maritaca

Restaurante Maritaca, Trancoso

Restaurante Maritaca

Aberto no finalzinho de 2001, o Maritaca é a sala de jantar do who's who de Trancoso -- mas você só vai saber saber disso se for versado em coluna social. O ambiente é bonito sem ser pretensioso ou badalativo: dá para entrar e ficar à vontade (na temporada, não esqueça de reservar). Para começar, peça uma crostata (massa crocante de pizza com sal grosso, azeite e alecrim). Se estiver com déficit de hortaliças, aproveite: as saladas são ótimas e podem ser divididas como entrada. Depois, enverede por uma das pizzas de massa fina, ou então escolha do cardápio, que oferece também massas, risotos, filé e peixe.
Maritaca | R. do Telégrafo, 388 | Tel. (73) 3668-1702 | Instagram

Lua Verde Saladeria

Para um almoço light ou uma larica saudável, a Lua Verde Saladeria é a escolha perfeita. As saladas são cobradas por quilo: você monta sua salada a partir de hortaliças, legumes, castanhas e sementes de um buffet, e complementa com o molho à sua escolha. O açaí é natural e os sorvetes, artesanais (servidos na casquinha ou na cumbuca de coco). Fica pertinho do Quadrado (na rua de trás do Jacaré do Brasil).
Lua Verde Saladeria | R. da Gameleira, 23 | Tel. (27) 99731-3622 | Instagram

Jacaré do Brasil

Restaurante Jacaré do Brasil, Trancoso

Jacaré do Brasil

Na ante-sala do Quadrado, o übercharmoso Jacaré do Brasil é o epicentro da vida social de Trancoso. Habituês batem ponto, seja no lounge bar, seja no restaurante. Convidados de casamentos completam a lotação, ocupando grandes mesas. Para conseguir lugar, reserve. O cardápio é não-baiano, com ênfase em comfort food (bife à milanesa com gnocchi ao sugo; ojo de bife com fritas e chimichurri; fettuccine ao ragú de fraldinha; burger de costela com aioli e fritas), complementado por algumas opções saudáveis ou exóticas (beterraba assada com rúcula e coalhada; vermelho grelhado com tabule; mix de arrozes com camarão e polvo ao curry). Na inevitável espera no bar, experimente as canoinhas de grana padano. Prepare-se para uma conta 5 estrelas.
Jacaré do Brasil | R. Carlos Alberto Parracho, 121 | Tel. (73) 3668-2158 | Fecha 3ª | Instagram

Capim Santo

Restaurante Capim Santo, Trancoso

Restaurante Capim Santo

O Capim Santo é uma instituição de Trancoso: um negócio remanescente da era hippie (abriu em 1984) que chegou próspero à era chic -- e ainda por cima com filiais em São Paulo e Rio de Janeiro. A essência do restaurante aberto em 1984 por Sandra Marques e Fernando Leite (pais da chef Morena Leite, que comanda as filiais fora da Bahia) permanece intacta: o Capim Santo já era natural, orgânico e aberto a influências exóticas antes disso virar a norma. A erva que batiza o restaurante é celebrada na batidinha de entrada, no prato mais pedido (camarões no curry thai com leite de coco, capim-santo e manjericão, servido com legumes) e no brigadeiro que vem com o café. Entre outras ótimas pedidas, há o badejo com crosta de azeitonas pretas e leito de espinafre, servido com arroz integral, e o spaghetti ao alho, óleo, camarão e pimenta dedo-de-moça. Reserve: o restaurante não é grande e é bastante concorrido.
Capim Santo | R. do Beco, 55 - Quadrado | Tel. (73) 3668-1122 | Instagram

Rabanete

Restaurante Rabanete, Trancoso

Restaurante Rabanete

Um quilo no Quadrado? Desde o tempo em que se chamava A Portinha, o Rabanete atende quem procura um almoço de qualidade com preço justo. As comidas quentes são preparadas no fogão a lenha. Há saladas sortidas e boas sobremesas. O cardápio é temático: a cada dia há uma série de pratos típicos de determinada cozinha (mineira, italiana, árabe, baiana...). Abre até as 18h.
Rabanete | Quadrado (lado esquerdo de quem olha para o mar) | Tel. (73) 3668-1835 | Instagram

Chimichurri

Aberto no verão 2018, o Chimichurri faz churrasco à moda argentina: na grelha, sem espeto. Comece com uma provoleta, depois continue com seu corte preferido (tem bife de chorizo, asado de tira, picanha...) ou, se estiver acompanhado, engrene numa parillada (seqüência com cortes e acompanhamentos) para 2 ou 4 pessoas. Também faz polvo e lagosta na grelha.
Chimichurri | Quadrado (lado esquerdo de quem olha para o mar) | Tel. (73) 98131-3966 | Instagram

Gino

Restaurante Gino, Trancoso

Restaurante Gino

Restaurante da pousada de luxo Casa La Torre, o Gino tem as mesas mais românticas do Quadrado, iluminadas por velas, num ponto de pouco movimento. A cozinha é italiana: massas frescas (ravióli de camarão e castanha de caju; tortelli de lagosta, tomatinho e rúcula), peixe e carne acompanhados por risotos (atum na grelha com redução de balsâmico e morango, acompanhado de risoto de aspargo; filé ao vinho tinto e presunto cru servido com risoto de parmesão). De sobremesa, tiramisú.
Gino Gastronomia | Quadrado (lado esquerdo de quem olha para o mar) | Tel. (73) 99986-3466 | Instagram

O Cacau

Baiana de Salvador, Dora Miranda vive em Trancoso desde o início dos anos 80. Em 1999, abriu O Cacau, num avarandado rodeado de verde próximo à igrejinha do Quadrado. O cardápio é variado, mas os carros-chefe têm sotaque baiano: os mini-acarajés de entrada (tem que pedir!), o peixe nativo (com lascas de coco verde e arroz de coco na folha de bananeira), o bobó de camarão e as moquecas. Para carnívoros há filés e escondidinhos. É um dos points do circuito casamenteiro -- ligue para reservar (e para evitar ir num dia que esteja fechado para evento).
O Cacau | Quadrado (lado direito de quem olha para o mar) | Tel. (73) 3668-1266 | Instagram

Silvana & Cia.

Nenhum restaurante é tão antigo no pedaço: o Silvana & Cia. há quase 40 anos monta suas mesas sob a copa de uma frondosa amendoeira no Quadrado. Silvana é nativa e detém a receita das moquecas mais famosas de Trancoso. A maioria dos pratos serve duas pessoas, mas há uma seção com pratos individuais. É um lugar especial para aquele almoço tardio ou jantar adiantado, com direito a acompanhar a pelada ao cair da tarde e o acender das luzinhas no Quadrado.
Silvana & Cia. | Quadrado (lado direito de quem olha para o mar) | Tel. (73) 99194-6523 | Fecha domingo | Instagram

Uxuá Quadrado

Restaurante Uxuá Casa Hotel

Restaurante Uxuá

Assim como o hotel, o restaurante Uxuá faz o possível para não destoar da paisagem do Quadrado. No entanto, os preços -- sobretudo dos vinhos -- entregam: este é o restaurante do hotel mais caro do pedaço. A cozinha é inventiva, e oferece pratos autorais (como o cuscus marroquino com beterraba e ceviche) ou raros de achar por aí (fideuá, a 'paella' de macarrão cabelo de anjo com frutos do mar). O arroz de polvo vem coberto por suculentos tentáculos de polvo; o peixe defumado com espaguete de pupunha é uma boa opção light. Sempre tem algum prato vegetariano, como o risoto de beterraba com queijo de búfala e emulsão de wasabi. Reserve.
Restaurante Uxuá | Quadrado (lado direito de quem olha para o mar) | Tel. (73) 3668-2277 | Instagram

Voltar | Topo

Restaurantes nas praias e na mata

Os restaurantes estão listados por ordem geográfica: de norte para o sul.

Praia das Tartarugas (entre Rio da Barra e Taípe)

Praia das Tartarugas

Praia das Tartarugas

Instalado dentro do condomínio Terravista (junto ao futuro hotel Txai Trancoso), o Praia das Tartarugas é um restaurante-camarote -- nos dois sentidos da palavra. Para começar, é camarote no sentido de mirante panorâmico: as mesas estão montadas em quiosques no alto da falésia, com vista deslumbrante para as praias semi-desertas entre o Arraial d'Ajuda e Trancoso. Um túnel (onde foi instalado um plano inclinado) leva até a praia, que funciona como camarote no segundo sentido -- o de lugar exclusivo. Delimitado por grandes pedras à direita e à esquerda, o trecho de praia é praticamente privativo: uma reserva aqui garante um dia de praia num cercadinho ainda mais vip que os bares da Estrela d'Água, Villas de Trancoso ou Uxuá. Você escolhe seu almoço ao chegar, então desce para a praia e sobe para o restaurante na hora marcada. Na praia há bar montado e servem petiscos (ceviche, dadinhos de tapioca, lula à dorê). No cardápio do restaurante tem polvo com abóbora; spaghetti de manteiga de camarão; picadinho; moqueca de peixe e camarão ou vegetariana. A consumação mínima começa em R$ 150 por pessoa. É preciso ter reserva confirmada para passar pela guarita.
Praia das Tartarugas | Condomínio Terravista, entre a praias do Rio da Barra e o Club Med | Tel. (73) 99808-0339 | Instagram

Floresta (sertão do Rio da Barra)

Em 2005, Fernando Droghetti deixou o mundo corporativo em São Paulo para ditar moda em Trancoso. Já teve loja de decoração e duas pousadas; é o dono do concorrido restaurante Jacaré do Brasil. Sua mais nova empreitada é o Floresta, um restaurante-experiência. A proposta do Floresta é fazer você trocar um dia de praia ou de piscina por uma tarde dentro de um seringal a menos 20 minutos de carro do Quadrado. Munido de reserva devidamente confirmada, você se dirige à portaria do condomínio Fazenda Rio da Barra (no "sertão" da praia do Rio da Barra), de onde será guiado por um emissário até o ponto em que o restaurante está montado. A comida é caseira, feita no fogão a lenha por dona Jandira, cozinheira de Droghetti há 20 anos: um prato único a cada dia (informado na reserva), com um pequeno buffet de acompanhamentos. Você se serve diretamente na cozinha aberta, e pode almoçar num mesão na sede ou numa das tendas montadas sob as árvores. Custa R$ 150 por pessoa (bebidas e gorjeta excluídas).
Floresta | Condomínio Fazenda Rio da Barra | Tel. (73) 99804-2323 (reserva obrigatória) | Instagram

Barraca do Jonas (Praia dos Coqueiros)

Barracas de praia podem ser sinônimos de peixe e frutos do mar frescos, petiscos, caipiroska. A Barraca do Jonas (a mais tradicional da Praia dos Coqueiros) é sinônimo de tudo isso e algo mais: a farofa de banana mais cobiçada da região. Mesmo se você for passar o dia em outro ponto da praia -- ou na vizinha Praia do Rio Verde -- vale a pena aparecer no Jonas para almoçar.
Barraca do Jonas | Praia dos Coqueiros | Tel. (73) 99808-0339 | Facebook

Silvana & Cia. Praia (Praia dos Coqueiros)

Desde 2014 o restaurante mais antigo do Quadrado tem uma barraca na Praia dos Coqueiros: o Silvana & Cia. Praia. Dá para almoçar em mesas pé na areia, sob guarda-sol, ou no interior (super-arrumadinho) da barraca. As famosas moquecas estão no cardápio, mas na beira do mar funcionam melhor pratos como os camarões empanados em farinha de tapioca ou o peixe na folha de bananeira (além, claro, de todos os clássicos petiscos de botequim).
Silvana & Cia. Praia | Praia dos Coqueiros | Tel. (73) 99194-6523 | Instagram

Restaurante da Silvinha (Praia do Espelho)

Restaurante da Sylvinha

Restaurante da Sylvinha

A paulistana Silvinha Calazans Luz freqüenta o Espelho desde 1994, quando morava em Trancoso e escapava com sua família -- o então marido Calá e a filha Mel -- para fins de semana de praia e mato, sem turistas por perto. Em 1998 abriu seu pequenino restaurante, escondido pela vegetação, junto à beira do riachinho que dá na praia. Ali passou a servir almoço para os afortunados que sabiam o caminho (até então, praticamente secreto) do paraíso. 20 anos depois, chegar ao restaurante continua uma aventura: não há placas nem estacionamento próximo. É preciso vir pela praia (ou pela pousada Calá & Divino) e seguir pela beirada do riachinho até encontrar casa-esconderijo da cozinheira. A única mudança é que agora você pode (minto: precisa) reservar pelo celular, com pelo menos um dia de antecedência. Não há cardápio: Silvinha vai trazer sua versão de papadum (pão-folha indiano), o peixe do dia (normalmente, num delicioso molho à base de nam pla tailandês) e inúmeros acompanhamentos (arroz, lentilhas, legumes, quem sabe cuscuz marroquino, chutney, purê...). Custa R$ 140 por pessoa (+ bebidas). Leve cheque ou dinheiro. Antes e depois do pequeno banquete você pode descansar nas espreguiçadeiras, redes e sofás do jardim e do salão.
Restaurante da Silvinha | Praia do Espelho | Tel. (73) 99985-4157 | Instagram

Calá & Divino (Praia do Espelho)

Restaurante de praia da Fazenda Calá & Divino

Calá & Divino

Se você quiser terminar o seu dia na praia do Espelho com uma moqueca inesquecível, dirija-se ao canto direito da praia. Ali, no restaurante de praia da pousada Calá & Divino entregue-se ao talento de Dona Neide, cujas moquecas, bobó e polvo provocam uma romaria entre os bacanas que moram no Outeiro das Brisas.
Bar de Praia Calá & Divino | Praia do Espelho | Tel. (73) 99981-9500 | Instagram

Voltar | Topo

Nenhum comentário, deixe o primeiro!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia de férias. Só voltaremos a responder perguntas que forem postadas a partir de 3 de junho. Relatos e opinões continuarão sendo publicados.
Cancelar