Basílica de Fátima e Cruz Alta

Fátima de ônibus, num bate-volta desde Lisboa

Basílica de Fátima, em Portugal

Basílica de Fátima, em Portugal

2017 marcou o centenário das Aparições de Nossa Senhora em Fátima, em Portugal. A cidade, situada 130km ao norte de Lisboa, recebe mais de seis milhões de turistas por ano (os dados são de 2010). Os peregrinos vêm de todos os lugares do mundo para conhecerem a igreja erguida no local onde, em 1917, três crianças – Lúcia, Jacinta e Francisco – viram pela primeira vez uma aparição da senhora do Rosário. Os “pastorinhos” veriam ainda a figura sagrada por mais cinco vezes, sendo que em uma delas a Senhora lhes pediu que construíssem ali uma capela em sua honra. Com o passar dos anos, o que começou com a Capelinha das Aparições foi se expandindo, tornando-se o Santuário que se conhece hoje.

Todo esse resuminho histórico tem um objetivo simples: mostrar que Fátima não é para todo turista. Se você não tiver interesse por religião, sendo ou não católico, conhecer a localidade talvez não seja a melhor forma de gastar parte de um dia de viagem. Isso porque Fátima gira em torno das aparições – diferentemente de algumas outras igrejas pelo mundo, não estão ali obras de arte inestimáveis ou a oportunidade de ver o descanso final de grandes figuras históricas, como em Roma ou Londres, por exemplo. Com exceção de um pedaço do Muro de Berlim (doado por um emigrante português em 1994), tudo na região faz menção ao acontecimento.

Basílica de Fátima e Cruz Alta

Caminho para a peregrinação de joelhos, Cruz Alta e detalhe de uma das imagens da área externa da Basílica 

Ainda bastante interessado no passeio, como esta Bóia? Beleza! Eis então como fazer a visita à cidade, a partir de Lisboa, em ônibus de linha. De maio a outubro a cidade fica bastante movimentada com turistas, mas fora dessa época é possível aproveitá-la tranquilamente, sem aglomerações. Ainda mais se você escolher um dia de semana para ir até lá.

Como chegar

O melhor acesso é rodoviário, seja de carro ou de ônibus. Fátima fica a cinco minutos do acesso à auto-estrada A1, a mais importante de Portugal, que liga Lisboa ao Porto. Também é possível ir de trem, mas não é recomendável, já que a estação fica a 20 km do santuário (enquanto a de ônibus está pertíssimo). Carros, táxis e ônibus de turismo chegam bem pertinho do Santuário, por conta dos estacionamentos gratuitos que existem por ali. De qualquer forma, esteja preparado para subir escadas para explorar o local.

Túmulo dos pastorinhos em Fátima

Túmulo de Jacinto; estátua dos pastorinhos na área externa da igreja, e túmulo de Francisca e Luísa

Chegando ao Santuário, vale passar pelo postinho de informações, perto de onde se acendem as velas, para se ter certeza do que poderá ou não ser visitado em cada época. Com o centenário das Aparições se aproximando, até o final de 2015 uma grande reforma interna da basílica está sendo conduzida, deixando que poucas áreas fiquem livres ao acesso do público. Quando estive lá, no meio de novembro de 2014, apenas o local em que os pastorinhos estão sepultados podia ser visto. Todo o restante da área interna da igreja estava fechada.

Capela para missas da basílica de Fátima

A Capelinha das Aparições fica dentro de uma estrutura maior, onde se realizam missas

Independentemente da reforma, é possível assistir à uma missa ou ao Rosário na estrutura que engloba a Capelinha das Aparições (veja o horário dia a dia aqui) e caminhar pela tranquila área verde do Santuário. É possível acender velas em um incensário (vendidas em um espaço atrás do posto de informações), e uma plaquinha simpática adianta que é impossível deixar que todas sejam queimadas perfeitamente, mas que a promessa de quem as acendeu fica cumprida.

Há uma boa oferta de hotéis (são aproximadamente 10.000 camas, incluindo aí as casas religiosas que recebem peregrinos), restaurantes e várias lojinhas – desde pequenos quiosques até comércios maiores (sim, você vai encontrar um terço com o nome da sua avó gravado para presenteá-la, além de imãs de geladeira, figuras, livros e afins). Também é possível visitar o Museu de Cera de Fátima, o Museu de Arte Sacra e Etnologia e o Museu Interativo do Milagre de Fátima.

Outro local importante na mítica das aparições e que também pode ser visitado é a Casa das Pastorinhas, que fica em Aljustrel, a cerca de dois quilômetros do Santuário. Ao lado da casa de Lúcia fica o Museu Etnográfico de Aljustrel, que retrata os hábitos cotidianos da população local no início do século 20.

De ônibus, saindo de Lisboa

Rede Expressos liga Fátima às principais cidades portuguesas; você pode comprar a passagem com antecedência pela internet ou então na bilheteria (“bilheteira”), na hora. De Lisboa os ônibus saem a partir da rodoviária Sete Rios, que está interligada com a estação Jardim Zoológico, da linha azul do metrô (se você pegar nas estações Baixa/Chiado ou Restauradores, por exemplo), a direção é Amadora Este. Chegando de metrô, saia da estação e dê a volta no quarteirão. Apesar da entrada meio estranha, que lembra mais a saída de um supermercado, com cancelas, a rodoviária Sete Rios é ali mesmo. O guichê da Rede Expressos fica no final da garagem.

Desde Lisboa a viagem leva 1h30. O primeiro ônibus sai às 7h e o último às 19h30. A passagem custa €10,90 em cada sentido.

Comprei meu ticket apenas 15 minutos antes da saída do ônibus, sem problemas. Era possível já comprar a volta também, mas preferi ir sem a preocupação com o horário (o que não foi de todo inteligente, pois quando resolvi voltar, esperei por mais de 40 minutos — a partir de um determinado horário durante a tarde, os saídas passam a acontecer de hora em hora). Os ônibus são confortáveis, e é possível levar carrinhos de bebê no bagageiro. Os lugares são marcados, mas como não há paradas, é fácil ir para um banco sozinho caso haja espaço.

Caso faça de Fátima apenas uma pit-stop, seguindo viagem no mesmo dia para Coimbra ou o Porto, você pode usar o pequeno guarda-volumes da rodoviária de Fátima.

Rodoviária de Fátima, em Portugal

Saindo da Rodoviária de Fátima…

Caminho entre a rodoviária de Fátima e a Basílica

… este é o caminho a ser percorrido até a Basílica. É uma reta só, plana.

Saindo da rodoviária, já em Fátima, a caminhada até o santuário não leva mais do que 10 minutos, mas há táxis na porta.

De ônibus, do Porto e de Coimbra

Saindo do Porto a viagem leva 2h30 e custa €15,30 em cada sentido. O primeiro ônibus sai às 6h. Os ônibus saem do terminal da Rede Expressos junto à praça da Batalha, na rua Alexandre Herculano, 366. De Coimbra a viagem leva 55 minutos e custa €9,80 em cada sentido. O primeiro ônibus sai às 8h15. O terminal da Rede Expressos fica na av. Fernão de Magalhães, 3000, na parte baixa da cidade, a meio caminho entre as estações ferroviárias Coimbra A (também conhecida como Estação Nova) e Coimbra B.

Fátima de trem

Não vale a pena. A estação mais próxima está a 20 km da cidade. Vá de ônibus, de carro ou de tour organizado (como este, que inclui Óbidos e Batalha no percurso, algo que não dá para fazer usando ônibus de linha.

Leia mais:

44 comentários

Gostaria muito de ir no sábado a Fátima mas não sei bem andar aki . Onde eu pego um ônibus pra chegar até lá? E como faço pra chegar até a rodoviária? Pois já vou embora próxima semana e gostar-se ir até lá este sábado. Aguardo resposta. Obrigada

    Olá, Terezinha! Como explicamos no texto, que está escrito em português, os ônibus saem da rodoviária Sete Rios, aonde se chega de metrô, saltando na estação Jardim Zoológico.

Ola boia! Vamos sair de Lisboa num domingo ( final de novembro ) ir para Fatima, passar o domingo, pernoitar ( queremos participar da procissão noturna) e seguir para Porto de trem ( sim, sabemos que a estação é longe, mas queremos passear de trem, passar por Coimbra.. )

Duas perguntas:
1. podemos levar bagagens no ônibus de ida? ( uma mala media e bolsa de bordo por passageiro)

2. Conhece algum serviço de taxi de Fatima até Caxarias?

Desde já agradeço:)

    Olá, Nidia! Você pode levar malas no ônibus, claro. Siga de ônibus de Fátima a Coimbra, deixe as malas no guarda-volumes da estação de trem Coimbra B, visite Coimbra, pegue as malas de volta, siga de trem ao Porto. Há táxis na estação de ônibus de Coimbra, os taxistas fazem corridas para fora da cidade com preço negociado.

olá, só um aviso: os guichês da rede expressos NÃO ACEITARAM CARTAO DE CRÉDITO INTERNACIONAL. Atendente disse q só aceitam cartões portugueses. A tarifa ja está 11,50 e tivemos q pagar em especie.

    Olá, Gisele! Que estranho isso. De todo modo, em setembro do ano passado o Ricardo Freire fez vários trechos com a Rede Expressos e pagou com cartão (mas comprou online).

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.