Leste Europeu itinerários: Praga

Primeira viagem ao Leste Europeu: monte seu itinerário

Leste Europeu itinerários: Praga

Está montando seu itinerário pelo Leste Europeu (ou, como eu prefiro chamar, Europa Central)? Neste post você encontra esquematizadinhos os deslocamentos mais racionais e convenientes entre Berlim, Munique e Viena e as principais cidades do antigo Leste Europeu — Praga, Budapeste, Cracóvia, Varsóvia, Zagreb, Bratislava e Ljubljana.

As informações estão divididas em quatro blocos:

Como comprar a passagem aérea

Com o fim, a partir de outubro, da rota direta entre São Paulo e Munique, o Brasil não será ligado por vôos diretos a nenhuma das cidades citadas neste post. Mas isso absolutamente não é problema. O ideal para qualquer roteiro picado pela Europa é comprar uma passagem na modalidade múltiplos destinos, oferecida por todas as cias. aéreas em seus sites (e também por algumas agências online).

Numa mesma passagem, você compra a ida para o primeiro destino a ser efetivamente visitado, e a volta desde o último destino a ser efetivamente visitado. O itinerário aéreo será resolvido com uma escala na ida e outra na volta. Por exemplo: uma passagem múltiplos destinos com ida Brasil-Budapeste e volta Berlim-Brasil comprada na KLM terá conexão na ida e na volta em Amsterdã; comprada na Lufthansa, terá conexão na ida e na volta em Frankfurt; e assim por diante.

Você economiza o tempo e o dinheiro (e eventualmente gastos com hospedagem) que precisaria investir nos trajetos entre o ponto de chegada/partida do vôo direto e os lugares que você vai efetivamente visitar. E tem a segurança de todas as conexões serem vinculadas e, por isso, garantidas: se o primeiro vôo atrasar e você perder o segundo, a cia. aérea se responsabiliza por encaixar você num outro vôo. Veja o passo a passo neste post ou use os serviços de um agente de viagem.

Trem ou ônibus?

No antigo Leste Europeu, devido à precariedade das linhas ferroviárias, o transporte rodoviário sempre foi uma boa alternativa. Mesmo com a modernização de alguns trilhos, viajar de ônibus continua uma alternativa interessante — mais econômica e com tempos de percurso equivalentes (e às vezes até mais rápidos) aos dos trens.

O Viaje na Viagem tem uma preferência quase ideológica pelo trem, por ser o mais europeu dos meios de transporte e proporcionar uma experiência inigualável de viagem. Mas em alguns trechos desta região o ônibus acaba se revelando a melhor alternativa, mesmo.

Carro alugado é uma boa?

Nem todas as locadoras permitirão que você atravesse fronteiras no chamado Leste Europeu. Sempre pergunte sobre essa possibilidade, já que rodar por territórios não-autorizados pode implicar em multas previstas no contrato e anulação do seguro.

Dito isso, alugar um carro para fazer um roteiro entre cidades grandes não é uma boa idéia em lugar nenhum da Europa. Entrar e sair de cidades grandes, estacionar em cidades grandes, guardar o carro à noite em cidades grandes — tudo isso toma seu precioso tempo de férias e encarece sua viagem.

Vai por mim: só alugue carro num país onde você vá percorrer estradas secundárias e rotas panorâmicas, fugindo das cidades grandes e das grandes estradas. Se o seu roteiro incluir o interior da Alemanha, da Áustria, da República Tcheca, da Eslovênia ou da Croácia, alugue e devolva o carro localmente, seguindo viagem de trem ou ônibus para a próxima capital.


Onde ficar em Praga

Leste Europeu/Europa Central: monte seu itinerário

De Berlim

De Bratislava

De Budapeste

De Český Krumlov

De Cracóvia

De Dresden

De Innsbruck

De Ljubljana

De Munique

De Praga

De Varsóvia

De Viena

De Zagreb


Tempelhof

Leste Europeu/Europa Central: o roteiro mais redondo

Este roteiro classicão não tem erro. A seqüência é bacana, os deslocamentos são fluidos. Siga as permanências mínimas recomendadas e sua viagem vai ser um sucesso.

  • Compre passagem aérea múltiplos destinos (veja aqui) com ida Brasil-Budapeste e volta Berlim-Brasil
  • Fique 3 ou 4 noites em Budapeste; vá de trem a Viena (2h40)
  • Fique 3 ou 4 noites em Viena; continue de trem a Praga (4h) ou vá de ônibus a Cesky Krumlov (3h30), fique uma noite e prossiga no dia seguinte a Praga de ônibus (3h)
  • Fique 3 ou 4 noites em Praga; siga de trem a Berlim (4h25); faça um pit-stop em Dresden
  • Fique 4 a 6 noites em Berlim; volte ao Brasil

 

Leia mais:


O que fazer em Praga: Praça da Cidade Velha

309 comentários

Gostaria de saber a melhor forma de me organizar (nr de dias em cada local, inclusão de pitstop ou não, e melhor forma de deslocamento) para o seguinte roteiro: Genebra, Munique, Praga, Viena e Budapeste (a partir de maio de 2022), seguindo esta ordem caso esteja coerente. Para as 3 últimas já existem dicas sobre como devo me organizar e deslocamentos, porém as duas primeiras em conexão com as 3 outras cidades ainda me causam dúvidas. Poderia me auxiliar? Obrigado

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.