Milhas: 3 pegadinhas para ficar esperto 1

Milhas: 3 pegadinhas para ficar esperto

milhas pegadinhas

Milha é uma palavra mágica, que evoca viagens grátis. Alguns programas usam a palavra ponto, que é bem menos sexy do que milha, mas a idéia é a mesma: realizar o sonho humano de voar –- de graça.

A partir de um certo número de milhas ou pontos você consegue, sim, emitir a sua passagem grátis. O problema é emitir a passagem grátis para o destino que você quer, na data que você pode e junto com quem vai viajar com você.

Para voar com milhas para o destino que quer e na data que pode, muita gente acaba pondo os pés pelas mãos — e quando vê, o grátis saiu caro.

Milha dá trabalho

Essa é a pegadinha básica. Ao contrário do que a propaganda apregoa, não é só juntar milhas e sair voando.

Quer dizer: se você viaja sozinho e pode marcar sua viagem de acordo com as promoções das cias. aéreas –- tipo, apareceu Montevidéu baratinho com milhas pra viajar em junho, bora? – então OK, para você não vai ser muito difícil voar de graça.

Agora: se você quer juntar milhas com objetivo de uma viagem específica numa época específica e ainda levando gente junto — por exemplo, ir o casal e dois filhos com milhas para Orlando em janeiro — prepare-se pra investir muito tempo no computador. O segredo de quem se dá bem nesse mundo das milhas é a persistência.

Milha boa é milha grátis

É preciso lembrar que milha é prêmio. É um bônus que a gente ganha para transfomar em viagens grátis.

Quando você começa a pagar por esse bônus, já vale menos a pena. E a gente acaba pagando pelas nossas passagens “grátis” de diversas maneiras.

A pior delas é comprar passagem mais cara só para acumular milhas. Isso não faz sentido. Não troque o garantido — uma passagem mais barata — pela promessa de milhas que você nem sabe se vai conseguir usar.

Mesmo a anuidade do cartão de crédito que acumula milhas tem que entrar na conta. Se você paga 300 reais de anuidade por um cartão desses, quando poderia ter um cartão sem anuidade, precisa computar o custo da anuidade na sua passagem ‘grátis’.

Quando a cia. aérea oferece a opção de pagar a passagem com milhas e completar com dinheiro, veja quanto custaria comprar só com dinheiro. Digamos que uma passagem nacional esteja a 8.000 milhas + 500 reais. Daí você vai ver quanto está custando a passagem só em dinheiro, e está 650 reais. Ou seja: você estaria entregando as suas milhas por nada.

Clubes e aceleradores de milhas

Dois produtos prometem multiplicar seus pontos.

Nos clubes de milhas você paga uma mensalidade, ganha milhas todo mês e tem uma série de regalias naquele programa de milhagem. Esses clubes são indicados pra usuários avançados de milhas, que já sabem jogar o jogo e vão saber tirar proveito das vantagens.

Já os aceleradores de milhas são oferecidos por cartões de crédito top de linha, que cobram uma porcentagem da sua fatura, tipo 4%, 5%, pra dobrar o número de milhas acumuladas. Esses acumuladores só valem a pena pra quem quer tirar passagens ‘grátis’ na classe executiva. Porque se for para emitir passagens ‘grátis’ na econômica, é provável que o cliente já tenha pago no acelerador o valor inteiro da passagem.

Passagem grátis boa leva ao destino final

No afã de usar as milhas, muita gente acaba emitindo passagens erradas. O sujeito quer ir para Cusco, com intenção de visitar Machu Picchu, mas só consegue disponibilidade com milhas até Lima. Daí emite a passagem grátis pra Lima e depois quando vai comprar a passagem de Lima-Cusco-Lima, descobre que está quase o preço da passagem do Brasil pra Cusco, e que entregou suas milhas à toa.

Isso acontece o tempo todo. Só emita passagem até o meio do caminho se você já tiver feito a pesquisa de quanto custam os trechos complementares e tiver comparado com o custo total da viagem sem milhas para ver se vale a pena.

Também nunca emita passagem com milhas só de ida pra destinos internacionais. Quando você for comprar a volta com dinheiro, pode acabar pagando o preço de uma ida e volta normal.

Leia mais:


Passagens aéreas 3 erros

58 comentários

Ola
Será que vamos viajar de novo para exterior com esse dólar nas alturas?
Você está sabendo dessa taxa de cia aérea na compra de voos com milhas pela smiles? Estou chocada. Ficou impossível voar com milhas para o exterior. Um abraço.

A época de viajar com milhas já se foi. Com o rombo na economia global a tendência é ser cada vez mais difícil conseguir voos. Época boa para viajar era 10 anos atrás, hoje as milhas só servem para atrair pessoas para entrar no club vip (Club Smiles, etc…) onde a galera paga uma mensalidade e sustentam essa galera.

Tbem moro No Rs e tenho essa dificuldade de promoçoes como falaste. Procuro , ja que nao encontro promoçoes. Concordo contigo que as passagens R$ x milhas, é extremamente disproporcional , mas se vc conseguir promoçoes na hora de trocar do cartao para o programa de milhagens como eu faço ( ganhando 100bonus na hora da troca ) passa a compensar, pois vc troca 100.000 e ganha 200.000 , por exemplo !!

Eu acho que ainda cabe mais um conselho, nos 5 que você informou?
Faço parte do clube smiles e quando vou comprar passagens ou outra coisa, fica à dúvida?
Será que vale apenas comprar com milha?
Uma equação simples desta pegadinha?
Uma milha pelo smile, custa hoje “42,00 reais”, então!
Mutiplique o valor das milhas por 42 e faça à comparação de preço de uma passagem normal…pode ter certeza, não sai barato mesmo.
Comprar com milha, só se tiver em promoção ou algum bônus oferecido. Mesmo agora na “BF”, compre em cash.
Ex: passagens de ida e volta para duas pessoas(Vix x SSa), menir preço R$613,00 com taxas.
Pela Smiles, 9.500 milhas(sem taxas).
Fazendo aquela multiplicação básica…38.000 mil milhas X 42,00 reais, olhe à pegadinha?
R$1.542,00 reais, WOW!

    Iridilson,

    Tem uma falha nessa matemática aí. Pelo clube, R$ 42,00 não é o preço de uma milha, é o preço de mil milhas. Se você comprou mil milhas a R$ 42,00; então 9.500 milhas saem por 399,00.

Prezados, cheguei ao post procurando outra coisa, mas achei interessante e li até o final. Acredito que tenho boa experiência com milhas, pois todo ano faço uma viagem internacional com elas. Concordo com a maioria dos comentários, que está mais fácil acumular milhas, e muito mais difícil utilizar. Semana passada comprei duas passagens para Europa gastando cerca de 77.000 milhas base (milha base = milha acumulada no cartão de crédito). Segue a engenharia de milhas: Encontrei voo na Alitalia por 33.600 milhas de Milao para Brasil. Como estava curto no saldo do Smiles (só tinha para uma passagem), aproveitei a promoção e transferi com bônus de 80% o que faltava. Voo de volta fácil e OK. No site da smiles os valores estavam exorbitantes, acima de 50.000 um trecho e por isso a ida foi um pouco mais complicada. Estava de olho num voo British (usando Avios), mas quando confirmei a data, os assentos já tinham ido para outro passageiro mais rápido (aqui seria do cartão de crédito para Iberia – relação 1×1 e da Iberia para a British – relação 1×1. Como cada bilhete estava a 13750 Avios, estava bem interessante, ainda com 50desconto nas milhas se fossem voos British puros). Perdi, seguimos a busca e vamos encontrar outro. Achei um voo TAM por 31.000. Porém, meu saldo estava praticamente zerado (míseros 1.600 pontos). Mas, surgiu a luz, digo o banner, oferecendo compra de milhas com 60desconto, conta feita, os 61000 pontos custariam R$ 1700,00. Bem razoável. Comprei. Restava ser reembolsado dos 1700,00. Peguei 40.000 pontos do Cartão de crédito, mandei para o Smiles com bonus de 80% e vendi num site especializado nisso. Pronto, 1800,00 reais para pagar as milhas da TAM. Resumindo, 78.000 pontos = 2 passagens ida e volta da Europa. Enfim, é possível usar, mas requer um pouco de pesquisa. Abraços.

Bom dia Ricardo e amigos! Alguém sabe se é possível comprar passagens com milhas Latam Pass em sites Latam Chile ou Peru? Vejo as milhas por trecho pelo celular (na versão do site para PC você é redirecionado para o site Brasil antes de ver a cotação) e estão bem mais baratas que no site Brasil. Porém, após escolher os horários, independente do horário escolhido, a mensagem que aparece é que não existe disponibilidade. Abraços!

    Olá, Carlos! Com certeza o site reconhece a origem do seu cartão depois que você se identifica e não mantém a oferta.

Boa dica! Eu engessei minha ida e volta ao Rio com a Patroa pq depois de ter fechado no mesmo localizador resolvi que iria a noite de ônibus de São Paulo ao Rio e ganhar uma manhã a mais de praia! Mas acabei indo no horário já fechado de vôo de ida pq iria perder o voo de volta se cancelasse o da ida! Em localizadores distintos seria resolvido fácil. LATAM o meu.

Boa tarde

Alguém consegue me informar se eu adquirir pelo smiles uma passagem para minha esposa ou outra pessoa (em localizador diferente do meu), se esse trecho é qualificável para mim ou para ela?

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.