A grande viagem da Lu: Baviera, Alsácia, Rota Romântica e Berlim (com uma passadinha antes no Douro)

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Lindhof, Baviera

Adoro o estilo de viajar da Lu (a.k.a. "Lu Maldivas"). Ela se encaixa com naturalidade do básico ao luxo, sempre atenta ao que os anglos chamam de "value", e que a gente ainda não conseguiu traduzir ("valor" não chega lá, e "custo x benefício" não exprime a beleza da coisa). Ela perdeu as fotos do início da viagem, mas trouxe dicas precisas e universais. Obrigado, Lu!

Texto e fotos | Lucia Gomes

Antes de mais nada, esqueçam tudo que já ouviram sobre o clima na Europa (e em qualquer lugar no mundo). Saí daqui em 15 de julho achando que ia ser o maior calor. Pois no Porto, estava frio -- suéter+casaco de couro! Na Alemanha, apesar do sol, era fresquinho, a não ser no meio do dia, sob o sol. E quando o sol sumia (à noite e nas poucas vezes que ele sumiu durante o dia), a temperatura caía (16 a 19 graus). Todos falaram que o verão tinha acabado de começar (20/6), e que tinha chovido muito, o que não é comum nesta época do ano.

Portugal

Socalcos ao longo do Douro

Antes da Alemanha, passei uns dias em Portugal e usei os hotéis da cadeia Fénix -- Ipanema Park no Porto e Fénix Garden em Lisboa. Recomendo os dois, principalmente pelo excelente custo x benefício.

Cruzeiro pelo Douro
Apesar da maioria dos cruzeiros de um dia serem somente até a Régua, a parte mais interessante é para lá da Régua, que é onde começam a aparecer mais quintas de vinhos, e os socalcos (terraços de vinhedos) são uma paisagem constante. Para poder curtir um pouquinho mais, pegamos o cruzeiro de um dia do Porto ao Pinhão, que fica 30 km adiante da Régua. E em vez de voltar no trem logo em seguida, ficamos uma noite no Vintage House, no Pinhão (que é um luxo), para voltar no dia seguinte (a estação de trem é nos fundos do hotel). Mesmo assim, ainda foi mais barato do que qualquer cruzeiro de dois dias. Na região, a dica de uma amiga que mora no Porto: almoçar no restaurante DOC. E no Porto, almoçar ou jantar no Shis, à beira-mar, próximo à Foz. Ela nos levou lá e nós aprovamos c/louvor, pela comida, pelo serviço e pelo local!

Munique & Baviera

Marienplatz

Fiquei impressionada como a Alemanha está barata em relação ao resto da Europa, inclusive Portugal. Não sei se é a crise, mas os preços por lá estão mais ou menos como aqui no Brasil.

Quanto à língua, o alemão é muito difícil mesmo... não dá para captar alguma coisa, uma ou outra palavra sozinha ainda vai. A começar pela construção das frases, que é ao contrário, além das declinações, como no latim. Ou seja, depois de quase um mês, não aguentava mais ouvir aquela lingua e ficar boiando. E, no interior, em cidades menores, nem todo mundo fala inglês. Então, a mímica tem que funcionar!

Munique
Continua uma cidade muito alegre, cheia de vida ... e de turistas! Gostei muito do Creatif Elephant, achei que ele atende ao que se propõe: um hotel básico, reformado, para uma cidade onde você passa o dia todo na rua e vem ao hotel só para dormir e tomar banho. Mas não tem ar condicionado, ou seja, no calor, tem que dormir de janela aberta -- mas não é barulhento, apesar de ser bem perto da estação de trem. Os quartos menores (um pouco espartanos no espaço, mas com móveis bem modernos) para compensar têm frigobar, já os maiores não tem. Na minha opinião, o ponto mais legal de se ficar em Munique é acima da Marienplatz, no sentido oposto ao da estação. Mas, por ali, é outra faixa de preço. E, afinal de contas, dá prá ir a pé do Elephant até lá mole, mole. Descobrimos uma pizzaria nessa área, que fica dentro de uma galeria que bombava tanto que nos chamou a atenção de tanto tititi! Sem falar que era verão e a maioria das mesas era ao ar livre. Chama-se Hugo Pizza Bar, fica na Promenadeplatz, e recomendo fortemente -- uma das melhores pizzas que já comi (me perdoem os paulistanos)!! Mas, como toda badalação tem um preço, não é lá muito baratinho. O Museu da BMW também é imperdível, um mundo à parte!! Uma curiosidade para os ciclistas: se você, como eu, acha as ciclovias daqui perigosas, espere só até conhecer as de Munique -- são entupidas de ciclistas, todos sem capacete, indo ou voltando do trabalho; não tem mureta, apenas uma marcação no chão, uma loucura!!! Eu não pedalava ali nem morta!

Neuschwanstein

Hohenschwangau/Neuschwanstein
O Hotel Schlossblick, tipo pousada, é bem "ficável", tem café da manhã de buffet, mas não tem telefone no quarto, nem recepção 24 horas, e outros luxos mais -- mas, para o preço, funcionou bem. Além de ficar embaixo mesmo dos castelos, com vista belíssima. Essa região é realmente muito bonita. O circuito que os trips sugeriram, passando pela Áustria, é magnífico, com visuais maravilhosos -- lagos e montanhas, em lugares por vezes ainda bem selvagens, inabitados. E o castelo de Neuschwanstein é um deslumbre! Só mesmo um cara louco para construir algo assim!! Mas é tudo bem "interior" mesmo. Atenção para não ficar sem jantar, pois tudo fecha bem cedo. Para os mais aventureiros, caminhantes ou ciclistas, pode-se subir, depois de visitar o castelo, até a antiga cabana de caça do rei, onde hoje funciona uma confeitaria e descer por outro caminho. É um passeio para um dia inteiro, de modo que é bom sair cedo (e ter bom preparo físico). Outra coisa importante: nos castelos, preste atenção, pois as visitas são obrigatoriamente guiadas, em horários marcados quando se compra a entrada -- que, por sua vez, não é comprada na porta do castelo, e sim, no início da subida (em Neuschwanstein), e na entrada do parque (Linderhof).

Nos arredores de Füssen

Lago Constance/Bodensee
No caminho da Baviera para a Alsácia, passamos pelo lago Constance. Ao olhar no mapa pensei que daria para visitar algo por ali, talvez Mainau (a ilha das flores), mas o lago é enorme e acho que seria outro passeio. Talvez saindo bem cedo dê tempo. Mas atenção: evite o domingo, pois como não existem autoestradas por ali, o tráfico é intenso, alongando bastante a viagem!

França

Strasbourg

Alsácia
Chegando à França, a primeira coisa que se nota é a enorme diferença de preço (para mais) e, me desculpem os alemães, a comida maravilhosa. Aí, o hotel já fugiu daquela faixa mais econômica, mas valeu muito a pena. O Le Colombier em Colmar é muito legal, parece um hotel-design, bem localizado, com estacionamento grátis na porta, as pessoas bem atenciosas, quarto ótimo, e café da manhã excelente! Colmar é uma gracinha de cidade, e as cidadezinhas próximas, quase todas vinicultoras, são medievais, muradas, e bem turísticas, mas, mesmo assim, mto bonitinhas. Fomos até aquele castelo no alto do morro, Haut-Koenisbourg. Acho que é mesmo para o "Riq vir" conhecer Riquewhir mrgreen Em Colmar, recomendo especialmente um pequeno restaurante próximo ao hotel, o Petite Venise, que tem um foie- gras mto bom. É melhor reservar pq é bem pequeno. Já Strasbourg é uma cidade grande com um centro antigo muito bonito, incluindo naturalmente a tão famosa catedral. Bem interessante o Museu Alsaciano, que expõe os seus costumes e história.

Floresta Negra & Rota Romântica

Rothenburg ob der Tauber

Baden-Baden
Visitamos só de passagem. É  muito bonita (e rica, dá para ver pelos carros!). Para entrar no Cassino, mesmo durante o dia, só de paletó e gravata (ou seja, fomos barrados). Recomendo muito passear no parque, pela Liechtentaler Allee. É enorme, bem arborizado, separado dos grandes hotéis, que dão fundos para lá, por um canal, de modo que dá para ver o "povo" tomando seus drinks, pegando sol, ou simplesmente lendo (eta vida dura!!). E tem também um roseiral fantástico com rosas de todos os lugares do mundo, de muitas cores diferentes.

Heidelberg
Também só de passagem, visitamos o Castelo, e aquela praça da igreja com seus cafés, restaurantes e uma feirinha muito simpática, pois era sábado, com artesanato e comidas.

Rothenburg ob der Tauber
O anexo do hotel Goldener Hirsch é um achado! O quarto é muito pequeno, mas bem confortável -- sem falar no café da manhã que é ótimo, servido no hotel principal, do outro lado da rua. Adorei ter dormido em Rothenburg. Acho que para nós, de um país novo, tropical, ficar numa cidade murada é algo bem especial. Realmente, à noite, a cidade fica bem sossegada, mas há vários restaurantes; e como não tem mta gente, dá para tirar altas fotos (sobretudo se você tiver um tripé).

Estrada Romântica
Como está escrito em vários lugares, o legal não é a estrada e sim as cidades. Ela começa em Würzburg, ao norte, e acaba em Füssen, na Baviera (onde fomos no início da viagem). Visitamos Dinkelsbühl, que é bem pequenina, mas uma gracinha (curiosamente, tinha uma Ferrari estacionada na rua principal, pode?); Nordlingen, também pequenina (onde por acaso assistimos a um concerto grátis na igreja); e Würzburg, que tem uma fortaleza (Marienberg) numa colina de onde se avista a cidade toda. Tem também a Residenz, antigo palácio real, mas não visitamos porque era segunda-feira, dia de museus fechados. Fora da estrada romântica, a nordeste, a caminho de Berlim, visitamos Bamberg, que é bem bonitinha, com muitas igrejas, e uma catedral imponente. Lá, fui apresentada ao chopp defumado ... é bem interessante, mas tem um gosto um tanto ativo!

Passeios

Berlim

Berlim: prainha no Spree

Hotel
Não tenho palavras para agradecer a dica do Circus!! O hotel é 10 em tudo! Como disse a Denise Mustafá, no calor, tem que dormir de janela aberta, pois não tem ar, mas o meu quato era de fundos, ou seja, sem barulho!! No lobby, tem sempre uma pessoa que fica à disposição para ajudar no que precisar, seja para reconfirmar passagens, ou para dar dicas, horários e endereços de tours, como chegar a tal lugar, com uma simpatia incrível, o que aliás é comum a todos os funcionários. O hotel é mto bem localizado -- à noite, só saíamos a pé para jantar, no máximo, pegávamos o bonde M1 para subir à Kastanienallee e escolher onde comer. Dá para ir tanto para um lado (Häckescherhof) como para o outro, toda a região tem ótimos restaurantes. Fora tudo que já foi dito nos diversos posts, tenho alguns comentários a acrescentar.

Comer
Bem pertinho do hotel, o italiano Al Contadino (Sotto le Stelle), na Auguststrasse é muito bom, mas não tão baratinho (recomendado pelo hotel). Na Oderberger Strasse, transversal à Kastanienallee, tem um restaurante do lado do outro, cheio de berlinenses, para você escolher. Incrível! Se estiver em Berlim sábado, não perca a feirinha da Kollwitzplatz, pracinha simpaticíssima do Prenzlauer Berg, cheia de "locais". O wurst embaixo da estação da Eberswalder Strasse é muito bom, mas se você estiver no lado ocidental, próximo à catedral destruida, procure uma barraquinha de wurst na mesma calçada, e delicie-se! Não esqueça de pedir uma Berliner para acompanhar!!

Museus
Dois museus que adorei, e acho que não estavam no post Berlim pra Mira, foi o do Helmut Newton, de fotografias, perto do Zoo; e outro que tem muito Picasso, além de Klee e Matisse, que fica pertinho de Charlottenburg, o Berggruen (dica do manager -- ou dono?? -- do hotel). Vi quadros ali que nunca tinha visto nem em livros; e além disso, é bem pequeno! Na volta, passeamos por Charlottenburg (S-Bahn Savigny Platz), que me lembrou muito o Upper East Side em Manhattan -- bem chique! Aproveite para conhecer a pizzaria 12 Apostel (dica de uma brasileira que mora por lá). Com pouco tempo,eu dispensaria o Bode-Museum, preferi outros.

Otras cositas
Adorei também ir de bike a Potsdam!! Tem uma floresta incrível no caminho e um lago lindo, já quase chegando lá. Fui a Kreuzberg, o bairro turco, mas confesso que, para passear e me sentir "local" não troco Prenzlauer Berg e Häckescher Hof (Mitte) por nenhum outro lugar em Berlim!

Programação
Fiquei lá 6 dias inteiros e a estratégia foi a seguinte: 3 dias para fazer o turismo propriamente dito (achei bem corrido!!), 1 dia para ir a Potsdam, e os 2 outros dias foram de férias, passeando pelos lugares menos turísticos, e descobrindo coisas. Adorei, mas menos de 5 dias é pouco para curtir Berlim!!! Detalhe: não consegui entrar no Reichstag, a fila era enorme!! Ou seja, eu também vou ter que voltar a Berlim para subir na cúpula do Reichstag...

Leia mais:

309 comentários

Silvia Almeida

Oi, Lu, parabéns pelo roteiro inspirador! No trecho Floresta Negra e Rota Romântica, você fez em quantos dias? Vale mais a pena fazer uma base e ir conhecendo as cidades? Estudei os mapas e as distâncias, de carro, são bem curtas. Se for assim, onde seria interessante ficar?
Agradeço a Lu e aos Viajantes que puderem falar sobre o assunto, vão me ajudar muito, já que estou montando o roteiro com pouquíssimo tempo - viajo em 10 dias!! - e quanto mais eu leio os comentários, mais indecisa fico, com tantas dicas de lugares maravilhosos.
Abs.

Lu
LuPermalinkResponder

Desculpa, Silvia, mas só hoje, procurando dicas p/Muniq pro Riq vi o seu comentário. Espero que vc tenha aproveitado bem a sua viagem. E desculpe ñ ter podido ajudar a tempo.
Lu

Bruno Beltrão de Souza

Silvia, boa tarde.
Não sei se ainda dá tempo pra te ajudar mas fiz a rota romântica recentemente.
Na minha opinião Rothenburg ob der Tauber e Füssen merecem ao menos 01 noite( ideal:duas). De Rothenburg você pode fazer bate-e-volta pra Würzburg e/ou Dinkelsbuhl. Em Füssen só as vistas e os 2 castelos (Neuschwanstein e Hohenschwangau) preenchem os 2 dias.
Augsburg também é uma cidade interessante, um pouco menos que as acima.
Bruno.

Francisco Jr
Francisco JrPermalinkResponder

Só faltou comentar do brinde a bordo do cruzeiro Porto-Pinhão quando fecha a comporta. Tive a felicidade de ter um outro cruzeiro na comporta quando fizemos esse passeio e a diversão e brincadeira foi garantida entre os ocupantes dos dois barcos. Brindes de um lado pro outro.
Pinhão tem uma coisa que eu adoro: azulejos. Os de lá são maravilhosos.
Ajude a preservá-los: http://voumemudar.blogspot.com/2010/12/ajude-salvar-os-azulejos-portugueses.html
Um abraço.

Ariana
ArianaPermalinkResponder

Irei fazer uma viagem passando por Strasburg, Colmar e depois penso passar pela Alemanha, em direção a Salzburgo.
Gostaria de dicas de cidades da Alemanha nesse percurso.
Vi que passa por Freiburg, Konstanz, Garmish, etc. Alguém poderia me sugerir algumas dessas para conhecer ?

Márcio Cabral de Moura

Ariana,

Das três, achei Freiburg a menos interessante, ainda que vale a pena visitá-la, nem que seja apenas pelas gárgulas da catedral (tem uma que a água sai por um lugar pouco ortodoxo, algo que ninguém imaginaria ver numa igreja).
Constança (Konstanz) é super agradável e a visita à ilha Mainau eu diria que é um must. Se puder não perca Constança.
Quanto a Garmish, a região é muito bonita, mas o grande atrativo é Zugspitze (a montanha mais alta da Alemanha). A cidade em si não tem nada, ou pelo menos, não vi nada da cidade na minha ida lá. Se você quiser subir o Zugspitze, a dica é ir pela Áustira, pois o teleférico é bem mais barato (eu só não sei qual é o nome da cidade, pois eu vi isso lá em cima (no alto da montanha chegam o teleférico vindo da Alemanha e o vindo da Áustria, e ambos dão acesso aos mesmos cantos). Só não recomendo é pegar o trem para subir a montanha. Demora e quase todo o percurso é feito dentro de um túnel.
Como você está indo para Salzburgo, além da já mencionada, por Lu, Fussen, tem também o Konigsee, em Berchtesgaden, que fica bem pertinho de Salzburgo. O Konigsee é o lago mais limpo da Alemanha e desde o início do século XX que toda a movimentação por lá se dá em barcos elétricos.

Fotos do Konigsee: http://picasaweb.google.com/mcdemoura/VigesimoSegundoDiaDeViagemBerchtesgadenAlemanha#

Fotos de Garmisch: http://picasaweb.google.com/mcdemoura/DecimoSextoDiaDeViagemGarmischPartenkirchen#

Fotos de Freiburg e de Constança: http://www.flickr.com/photos/mcdemoura/sets/72157606726619450/

Fotos de Fussen (e de Lindau): http://www.flickr.com/photos/mcdemoura/sets/72157603933528560/

Fotos de algumas atrações na Alsácia, próximas a Colmar: http://www.flickr.com/photos/mcdemoura/sets/72157606764517832/

Lu
LuPermalinkResponder

Oi, Ariana,
Eu aproveitaria p/conhecer os castelos da Baviera. Tem um circuito a partir de Fussen que é mto legal, passando pela Austria. Olhe no blog, o post https://www.viajenaviagem.com/2009/06/hoteis-na-alemanha-e-alsacia-pra-lu/ Nos comentários, houve alguém que descreveu c/detalhes esse roteiro. VC gasta 1 dia p/fazer e mais um p/visitar os castelos.

Evelyn
EvelynPermalinkResponder

Ariana,

a partir de Strasbourg, vc pode fazer um bate-e-volta de um dia p/ Colmar e Riquewhir. P/ Colmar, vc vai de trem, e de lá pega um ônibus p/ Riquewhir. A estrada é linda, cheia de paisagens deslumbrantes, vinhedos, e passa por cidadezinhas muito, muito lindas. Melhor ainda é alugar um carro p/ fazer esse trajeto com mais liberdade! Mas como eu falei, dá p/ fazer de trem e ônibus tranqüilamente.

Qd eu fiz essa viagem, além de ter me hospedado em Strasbourg, dormi também em Nuremberg e Munique, e fiz bate-e-voltas p/ Wurzburg, Bamberg e Fussen + castelos, conforme já sugerido por Lu.

Bruno Beltrão

Ariana

Te sugiro o seguinte roteiro e o seguinte numero de noites minimo em cada uma:

Strasbourg2N(Freiburg de passagem)
Meersburg 1 ou 2N(no lugar de Konstanz)
Füssen 2N( daqui faz bate-e-volta pra Garmisch pra subir ao Zugspitze se o tempo estiver bom pois lá no alto do Zugspitze são 3000m. Caso o tempo não esteja limpo, veja só os castelos mesmo que por si só já valem muito!)
Munique3N
Salzburg2N.
São lugares lindos!

Abs, Bruno Beltrão.

Renata Runge
Renata RungePermalinkResponder

Nossa, esta pergunta veio a calhar...estou montando uma viagem para meados de maio pela Holanda ( onde ja tenho um roteirinho de uns 7/8 dias)+ Alemanha. A questao e que estou mais perdida do que surdo em bingo no quesito Alemanha. Me ajudem a montar um roteiro de uns 10/12 dias na Alemanha, entrando de carro pela fronteira com a Holanda e terminando em Munique, onde pegaremos o voo de volta. Estaremos com nossos dois pimpolhos ( 1 ano e 4 anos), entao se der para montar uma base em algum lugar , para evitar muita movimentacao com malas, carrinhos etc, seria ideal ( lembre-se: estaremos de carro). Thanks trips!

Marcelo
MarceloPermalinkResponder

Olá Renata,

Entrando pela Holanda e indo até Munique, eu sugiro uma primeira base em Colônia (3 dias), outra em Nürnberg (3 dias) e entao Munique (6 dias).
Estando com crianças vai evitar muita troca de hotéis, etc.

Saindo da Holanda você pode passar por Aachen, no caminho para Colônia e usar um dos dias lá para uma visita a Monschau.
A partir de Nürnberg você pode visitar Rothenburg o.d. Tauber e Bamberg.
E a partir de Munique, você visita os castelos da Baviera (Neuschwanstein, Linderhof) e o Zugspitze em Garmisch-Partenkirchen.

Se tiver dúvidas, entre no site da Angela ( http://www.alemanhaporquenao.com/ )

Renata Runge
Renata RungePermalinkResponder

Valeu Marcelo! Vou seguir suas dicas!

Evelyn
EvelynPermalinkResponder

Renata,

os vales do reno e do mosel na alemanha ficam bem no seu caminho, e são belíssimos, de tirar o fôlego!!!!!!!!

saiu um post meu aqui no VnV sobre essa região:

https://www.viajenaviagem.com/2010/10/um-roteiro-pelo-reno-e-pelo-mosel-testado-pela-evelyn/

o blog , já sugerido por Marcelo, também está repleto de informações sobre essa área.

Evelyn
EvelynPermalinkResponder

o comentário saiu incompleto!!!!

complementando:

o blog "Alemanha! Por que não!", já sugerido por Marcelo, também está repleto de informações sobre essa área.

Paulo Torres
Paulo TorresPermalinkResponder

Próximo a Munique (em Günzburg, 50 minutos de trem, a meio caminho de Stuttgart) está a Legoland Deustschland ( http://www.legoland.de/en/ ), parque temático pequeno mas divertido. Não sei se a idade das crianças é adequada, mas crianças com mais de 30 anos também se divertem lá smile

Oscar
OscarPermalinkResponder

Renata não sei a idade das crianças. Mas quem sabe possa interessar visitar os museus da Mercedes e da Porshe na região de Stuttgart. Além do Auto @ Technik Museum em Sinnsheim ( http://sinsheim.technik-museum.de/en )..
Além disso na região de Freiburg na cidade de Rust existe o Europapark o maior parque temático da Alemanha http://www.europapark.de

Ariana
ArianaPermalinkResponder

Márcio, Lu. Evelyn e Bruno muito obrigada pelas dicas. Vocês não imaginam como me ajudaram.

Rafael
RafaelPermalinkResponder

Em minha viagem por Paris e Strasburgo, tenho a maior dúvida se vou a Alemanha, passando por Freiburg, Fussen, Garmish até Salzburgo, ou se vou a Suiça para conhecer Bern, Interlaken e Lucern. Irei alugar um carro.
Por favor, alguém poderia me ajudar nessa dúvida ?

Lu
LuPermalinkResponder

Oi, Rafael,
Difícil responder À sua pergunta, mas vou tentar resumir: se vc quer ver castelos e lagos, faça a 1a opção, mas se vc gosta de picos nevados, e paisagens naturais belíssimas, vá p/a Suiça (de preferência de trem), mas prepare o bolso, pois a Suiça é muuuuito mais cara que a Alemanha e a Austria.
Boa sorte na decisão.
Lu

Márcio Cabral de Moura

Lu, eu diria que se Rafael quer castelos e lagos, que ele vá para a Alemanha. E se ele quiser montanhas e lagos, que ela vá para a Suíça.

Rafael, o caminho que você propôs para a Alemanha é muito mais longo que o da Suíça. Isso talvez seja algo a ser levado em consideração.

Ronaldo Giusti

Não sei como é na Suiça, mas fiz parte da sua opção pela Alemanha e recomendo. Você não precisa pagar pedágios e tem as autobahns...

Só recomendo que atravesse para o lado alemão pra alugar o carro e assim não pagar as geralmente altas taxas pra tirar num país e devolver no outro.

Ariana
ArianaPermalinkResponder

Bruno, o que você achou de Salzburgo ? vale a pena estender minha viagem em 500 km para conhecer ou sua beleza se iguala as cidades do sul da Alemanha ?

Marcelo
MarceloPermalinkResponder

Ariana,
Eu acho Salzburg muito bonita, vale a pena conhecer.

E estando já no sul da Alemanha, a distância nao é tao grande. Mas, se você decidir nao ir até lá e parar em Munique, por exemplo, ainda assim vai ser uma viagem muito legal.

Carlos Henrique Loyo

Oi Ariana, estive agora no final do ano no sul da Alemanha e estiquei até Salzburg. A cidade é bonita mas, particularmente, eu achei as cidades do sul da Alemanha mais bonitas! Para andar a pé prefiro Munique e Nurnemberg, por exemplo, à Salzburg.

Evelyn
EvelynPermalinkResponder

Ariana,

P/ mim, tanto o sul da Alemanha como Salzburg são maravilhooosos, e sinceramente nem consigo responder de qual gostei mais. Eu só esticaria p/ Salzburg se estivesse c/ tempo, pq lá tem muitos passeios legais, então ñ adianta ir correndo!!! Se vc ñ tiver c/ muita folga, se dedique c/ mais calma ao sul da Alemanha, e deixe Salzburg p/ próxima, p/ evitar frustrações. Mas se esse ñ for o caso, e vc puder visitar (e apreciar!) tudo com calma, estique!

Michel
MichelPermalinkResponder

Oi Rafael...fiz esta viagem para Europa em maio do ano passado...sugiro sair de Strasburg e ir para Colmar ( Linda cidade)depois atravessa o Reno vai para Freiburg,Garmisch -Patenkirchen,Fussen ( Castelo de Neuschwanstein - imperdivel)e não deixe de visitar a cidade medieval de Rotenburg ob der Tauber ( sensacional !!!) e depois vá até Salzburg...Nota : imprescindivel alugar ou comprar um GPS ( NAVI)pelo aluguel é quase mais em conta comprar um!!Boa Viagem !!

Bruno Beltrão de Souza

Ariana
Salzburg é linda e extremamente musical, eu já fui 02 vezes e não titubiaria em voltar. Muito próximo de lá tem o Konigsee( Bechtesgaden) é muito bonito também.Não dá 500 km, dá 300 km ida-e volta de Munique.Acho que é válido!
Abs, Bruno

Bruno Beltrão de Souza

Renata

Entra no blog da Angela(alemanhaporquenao) é fantástico!
Mas eu não deixaria de ir à Rothenburg e à Füssen com suas crianças.Na primeira tem uma loja permanente de natal que é sensacional pra adultos e crianças. Já em Füssen tem os 2 castelos do Ludwig que são lindos.

Bruno.

Bruno Beltrão de Souza

Rafael

Só conheço Lucerna e Zurich na Suiça. Mas acho que por estar de carro se fosse você eu faria Alemanha(não tem pedágios) e deixaria a Suiça pra fazer de trem em outra oportunidade.

Bruno.

Márcio Cabral de Moura

Bruno,

O pedágio da Suíça é barato, só se paga uma vez e vale por toda a viagem (na realidade, por todo o ano). Não acho que esse deva ser um fator decisivo nesse tipo de escolha.

Rafael
RafaelPermalinkResponder

Pessoal, fazendo a viagem de Colmar em direção a Salzburg de carro, seria melhor passar por Freiburg, Fussen, Garmish ou na rota passando por Rothenburg, Baden Baden, ou seja, quais cidades da Alemanha devo incluir nesse percurso ? na verdade não quero que se torne uma viagem muito longa. O ideal seria o percurso mais perto e com cidades mais interessantes.

Oscar
OscarPermalinkResponder

Entre Colmar e Strassbourg eu escolheria o primeiro roteiro passando pela floresta negra e lago de Constança, Entre as cidades que recomendo conhecer por este trajeto estão Freiburg, Kontanz, Lindau, Bregenz, Füssen, Oberammergau, Garmisch Parktenkirche

Clara
ClaraPermalinkResponder

Salzburg é uma cidade m-a-r-a-v-i-l-h-o-s-a de se conhecer por vários motivos diferentes, um deles voc6e há de ter. Creio que pode-se trocar Interlaken por Innsbruck, se quer conhecer os Alpes austríacos(pelo menos de trem - viagem linda!) está na rota.

Rafael
RafaelPermalinkResponder

Márcio, você conhece essas cidades do sul da Alemanha e alguma da Suiça ? se você tivesse que escolher entre um desses países, qual iria ?

Márcio Cabral de Moura

Rafael, conheço* todas as cidades que você citou (Freiburg, Fussen, Garmish, Salzburgo, Bern, Interlaken e Lucern). Além de Strasbourg.

Escolher um país é muita responsabilidade para mim. Nas minhas primeiras viagens à Europa, eu sempre fui à Suíça, mas minha última viagem foi basicamente Alemanha.

Dito isso, eu (e não digo que você deva fazer o mesmo) ficaria hospedado todos os dias em Mulhouse e faria a Alsácia, Floresta Negra e a Suíça, tudo como bate e volta de lá. Isso baratearia sua viagem e lhe deixaria num local bem central.

Particularmente, adoro Lucerna. De qualquer forma, acho que de Strasbourg para Salzbourg é um pouco distante, o que lhe levará a ter que trocar várias vezes de hotel, o que eu sempre acho uma péssima idéia.

* conheço significa que já estive em todas elas. Algumas por mais tempo, várias tendo ido apenas em bate-e-volta.

Márcio Cabral de Moura

Só Colmar é que eu terminei não conseguindo ir, por falta de lugar para estacionar. smile

Rafael
RafaelPermalinkResponder

Alguém saberia me informar qual dessas cidades seria melhor para passar 02 noites, Colmar ou Strasburgo ? penso me hospedar em uma delas e apenas passear na outra.

Lu
LuPermalinkResponder

Sem dúvida, Colmar!!
Qto à sua pergunta p/o Marcio, eu, que tb já estive nas cideades do sul da Alemanha e já fiz uma viagem bem abrangente pela Suiça, te digo que qq escolha será boa. Posso te sugerir que dê uma pesquisada nos sites desses lugares, veja fotos, leia sobre o que vc vai ver lá, e siga o seu coração! Vc está de férias!! Vá p/onde vc se encantar mais c/o que ler a respeito.
Relaxe e aproveite! Na próxima viagem, vc vai p/o lugar que ñ foi nessa.

Rafael
RafaelPermalinkResponder

Lu, obrigado pelas dicas. Tenho mais vontade de ir para Alemanha, mas eu tenho apenas 06 dias para fazer a viagem, passando por Strasburgo, Colmar e no caso a Alemanha até Salzburgo.
Como é pouco tempo não iria subir em direção a Baden-Baden, Rothenburg, Dinkelsbuhl, Bamberg, etc. Cidades essas que vejo depoimentos que são as mais bonitas.
Eu Teria que fazer a rota mais curta, passando pela foresta negra, Konstanz, Fussen e Garmish.
Valeria a pena nesse caso ou deveria fazer a Suiça, já que o tempo é curto e deixar a Alemanha uma outra vez que eu possa fazer toda a rota romântica ?

Rafael
RafaelPermalinkResponder

Márcio, você gostou de Mulhouse ? seguindo sua sugestão, quais cidades da Alsácia, Floresta Negra e Suiça poderia incluir em meu roteiro de 07 dias ?

Ricardo Freire

Rafael. O segredo é escolher no máximo duas bases para cada semana e explorar os arredores. É impossível ver tudo o que você queria ver antes de sair de casa. Mas por outro lado, se você reduzir o seu roteiro vai descobrir inúmeras coisas que não sabia que existiam. A Europa não vai sair do lugar. Em lugar nenhum da Europa você precisa andar muito para descobrir coisas bonitas.

https://www.viajenaviagem.com/2010/07/europa-quantos-dias-em-cada-lugar/

https://www.viajenaviagem.com/2007/11/abaixo-o-maraturismo/

Márcio Cabral de Moura

Rafael, eu usei Mulhouse como base. A cidade em si não tem nada demais, exceto boas opções gastronômicas (e o centro é bem bonitinho) e bons hotéis a um preço bastante razoável, além de ser estrategicamente localizada na tríplice fronteira da Alemanha, França e Suíça e contar com um aeroporto internacional. De qualquer forma, é agradável (pelo menos, o centro).

Da Alsácia eu fui a Monte Sainte-Odille, Riquewihr, Castelo Haute-Koenigsbourg, Kaysersberg. Eu ia a Colmar, mas tive problemas para estacionar o carro, então deixei de lado. A Strasbourg eu fui numa outra viagem, já que fica um pouco mais distante de Mulhouse. Esses lugares dá para fazer em 2 dias (1 bastante corrido, o que eu não recomendaria).

Floresta Negra: Freiburg, Badenweiler e Titisee-Neustadt dá para fazer em um dia.

Constança (incluindo a Ilha Mainau) não fica na floresta negra e seria mais um dia.

O que lhe deixaria com 3 dias para a Suíça: Para mim, Lucerna é imperdível. Berna é bem bonitinha. Interlaken é o lugar se você quer subir as montanhas. Genebra também é ótima, só fica meio longe dessa região em que você se encontra. Zurique e Basel é que eu acho mais sem graça, dentre as cidades mais famosas da Suíça. Mas tem muita gente que adora Zurique.

Uma opção é tentar cacifar um hotel legal em Interlaken (quando eu fui, tinha uma promoção, que ficando em Interlaken a subida para Jungfrauhoch saía bem mais barata e a segunda diária também saía bem em conta) e fazer de lá um centro para visitar as cidades da Suíça, já que Interlaken fica bem no centro da Confederação Helvética. Neste caso, você poderia dispensar o carro e fazer as viagens de trem, isso só complicaria um pouco a ida ao monte Titlis, nos arredores de Lucerna.

Mas o mais importante é que você veja os vários lugares que você está pensando em ir, tente fazer um cronograma de como seriam os deslocamentos, entrada em hotel etc. e escolher baseado principalmente nos fatores "quais locais lhe pareceram mais interessantes" e se não vai tornar a viagem uma maratona.

Até porque o que me agrada, pode não lhe agradar. O que eu não acho interessante, pode ser a coisa mais interessante do mundo, e vice-versa.

Oscar
OscarPermalinkResponder

Mulhouse nao tem nada de mais na minha opiniao nao difere muito de todas as cidades da regiao
Eu seguiria o conselho do Riq e escolheria Freiburg como cidade base para a regiao.. Morei la por um ano e num raio de 60 km voce pode visitar muita coisa legal.. Dentre as quais recomendo Baden Baden (termas dos tempos dos romanos) Triberg (capital alemã dos relogios Cucos) o Titisee , Schauinsland Feldberg (atracoes populares da floresta negra)
De Freiburg voce nao estar longe de Colmar a cidade mais simpatica que conheci na Alsacia, bem como da Basileia na Suica..
E se quiser ainda da ate mesmo para dar um pulo em Schaffhausen onde esta o Rheinfall ( maior cachoeira da Europa em Volume dagua) bem como no Vale do Danubio onde recomendo a regiao da cidade de Beuron
O melhor que voce pode fazer para explorar a regiao é pegar um carro e explorar

Ariana
ArianaPermalinkResponder

Gente, está muito legal essas sugestões da Alemanha e Suiça. Eu penso fazer Alemanha, Austria e Suiça, mas gostaria de passar por Annecy que fica bem perto de Genebra. Alguém conhece essa cidade e poderia me falar se é bonita ?

Ricardo Freire

Ariana, basta googlar pra ver que Annecy é bonita. A Europa inteira é bonita. Em lugar nenhum da Europa você precisa ir longe para ver coisas bonitas. A propósito: quanto menos você se desloca, mais você descobre coisas bacanas e perde menos tempo em coisas feias como auto-estradas e check-ins e check-outs de hotel.

Bruno Beltrão

Oscar,

Em abril próximo estou indo pra França e Alemanha passear e gostaria de passar algumas horas em Triberg.O que você me recomendaria lá?Li que tem a maior queda dágua da Alemanha e que é uma subida moderadamente difícil.Você foi? O quanto difícil é isto?
Grato, Bruno

Fernanda
FernandaPermalinkResponder

Oi, em breve visitarei a Espanha com meu marido e filha de 6 anos, e pretendo ir de Madri para Roma. Existe trem para esse percurso? Será q compensa mais fazer o mesmo de aviao? Como é essa parada do Europass, vale pra esse percurso...enfim, toda dica q vcs puderem me dar serao bem-vindas.
Obrigada
Fernanda.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Fernanda! É uma viagem longuíssima, que não vale a pena fazer de trem. Faça de avião.

Leia:
https://www.viajenaviagem.com/2007/08/europa-aviao-trem-ou-carro/

José
JoséPermalinkResponder

Pessoal, esses depoimentos estão me ajudando muito na organização da minha viagem.
Gostaria da opinião de quem conhece a Rota Romãntica e a Floresta negra, para falar qual desses percursos gostou mais.
Como tenho apenas 05 dias na Alemanha, posso fazer apenas um desses roteiros. Quais cidades são imperdíveis ?

vania
vaniaPermalinkResponder

Gente,estou precisnado de uma ajuda!
Estou sonhando em fazer a Rota Romantica/Suiça e Amsterdã em 16 dias agora em maio, e o meu voo de chegada/saida é por frankfurt.
Preciso saber em qtos dias eu faço a Rota e em q lugares e dias posso ficar nela.Vamos alugar um carro em Frankfurt e devolver lá msm.Pelo q estou pesquisando vale a pena dormir 2 dias em Rotembuger ob der tauber e Fussen e um dia Wurzburg. Terminando a rota em Fussen, mim indicaram eu seguir a estrada do lago constancia e seguir p Suiça(berna e lausane).Daí entraria na França (dormia em alguma cidade) até chegar em Paris.Lá dormia 2 dias e seguiria p/Bruxelas/amsterdã/colonia e finalmente Frankfurt. Ainda , n sei como fazer e estou dependendo dessas informações p poder emitir as passagens. Vamos viajar em 4 pessoas (eu e meu esposo + meu genro e filha)
Agradeço !!!
Vania

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Vania! Veja as sugestões deste post e dos comentários (eles começam na página 1, você viu? - https://www.viajenaviagem.com/2009/10/o-viajao-da-lu-baviera-alsacia-rota-romantica-e-berlim-com-uma-passadinha-antes-no-douro/comment-page-1/#comments

Há também muitas dicas sobre a Rota Romântica neste outro post: https://www.viajenaviagem.com/2009/06/hoteis-na-alemanha-e-alsacia-pra-lu/

Clique nos links e pesquise bastante!

Renata
RenataPermalinkResponder

Pessoal, li todos os posts desta e de outras páginas desse site e montei um roteiro de viagem em abril com meu marido. Gostaria que me dissessem se está muito corrido (se sim, o que cortar?), se os dias estão bem distribuídos, se as bases escolhidas para bate-voltas são boas, se alguma cidade é dispensável ou se deixei de colocar alguma imperdível. Qquer sugestão é bem-vinda:

1) Chegada em Berlim pela manhã.
2) Berlim
3) Berlim
4) Berlim
5) Berlim - Potsdam - Berlim
6) Berlim - Wurzburg - Rothenburg
7) Rothenburg
8) Rothenburg (Bamberg e Nuremberg)
9) Rothenburg (Dinkelsbuhl, Nordlingen e Ausburg)
10) Rothenburg - Baden Baden ou Strasbourg (qual é uma boa base?)
11) Strasbourg ou Baden Baden (a que não for base)
12) Strasbourg ou Baden Baden - Fussen
13) Fussen (Insbruck)
14) Fussen (castelos)
15) Fussen - Munique
16) Munique
17) Munique
18) Munique - Brasil (vôo às 21:00, posso tirar uma noite de Munique para colocar nos outros trajetos, tipo uma noite a mais em Baden ou Strasbourg?)

Detalhe: uma coisa que pesa na nossa escolha de base é a vida noturna da cidade. Não precisa ter agito, mas algum movimento com bons restaurantes, de preferência em cidades em que possamos ir jantar a pé, por exemplo...

Obrigada!

Roberta
RobertaPermalinkResponder

Sao otimas estas dicas que voces escrevem, com as informaçoes de muitos que por aqui visitam.
Pretendo fazer uma viagem a Europa no proximo ano mas tenho duvidas, sera que alguem poderia me responder, por favor ?
1)Em 02 dias inteiros em Strasbourg daria para conhecer Colmar visitando as demais cidades alugando um carro com base em Strasbourg ?
2)Tem alguma cobrança urbana de estacionamento nestas cidades ? Areas aonde e´possivel estacionar sem pagamento, exceto nos pateos dos hoteis ?
3) Vou depois para Stuttgard ( de trem) , penso em ficar 3 dias porem acham interessante fazer um bate-volta para Heildelberg ? de trem ou onibus ? Pensei em passeios ( em Stuttgard como Neues Scholss, Museu da Mercedes, Knustmuseum, visitar a Konigtrasse, visitar alguma vinicula proxima ( day tour), passear no mercado Markhalle.. e nao sei se precisarei de mais um dia caso seja interessante ir para Heildelberg.

No inicio eu pensei em Munique, porem nao quero me encontrar com multidoes, ja que minha viagem sera em setembro/2012, um pouco antes da Ocktoberfest, aonde imagino que a cidade estara lotada, com valores maiores nos hoteis, restaurantes, etc.. O que vcs me aconselham ?
Muito obrigada pela atenção.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Roberta! Com dois dias de carro você pode fazer bastante coisa na região de Strasbourg, sim. Não conte em achar estacionamentos grátis em nenhuma cidade; é mais fácil o seu carro ser guinchado do que você fazer economia.

Não acontece nada com a hotelaria de Munique "um pouco antes da Oktoberfest".

Leia mais:
https://www.viajenaviagem.com/category/strasbourg
https://www.viajenaviagem.com/category/munique
https://www.viajenaviagem.com/2010/01/frankfurt-e-heidelberg-pra-marcie/
http://www.alemanhaporquenao.com

luis
luisPermalinkResponder

Ola a todos~
Pretendo fazer uma viagem de 10 dias por França E Alemanha. Mas especificamente na Alsacia , Floresta Negra e o Norte da Baviera, pois já conheço a parte mais montanhosa (Konigssee, Zugspite, Fussen)
Quais os locais de visita obrigatória e para não estar sempre a mudar de Hotel, pretendia fazer 2 ou 3 lugares como base para a viagem.

Obrigado e um bom ano

Georgia
GeorgiaPermalinkResponder

Luís, fui para a Alsacia neste ano e fiquei em Colmar e fiz um bate-e-volta a Strasbourg. Adorei ter ficado em Colmar. É excelente para base. Mais perto das vinícolas.

luis
luisPermalinkResponder

Georgia

Como fizeste esse bate-e-volta (expressão tipicamente brasileira), alugaste carro ou de autocarro?
foste só a Strasbourg ou visitas-te algumas aldeias?

Li
LiPermalinkResponder

Olá, gostaria de umas dicas a respeito de quantos dias e em quais cidades seria melhor hospedar-me, pretendo fazer o seguinte roteiro: chego em Frankfurt e vou direto para Würzburg, seguir a Rota Romântica (Rothenburg, Dinkelsbühl, Nördlingen, Augsburg), terminando essa parte em Füssen, depois Munique (de lá pretendo visitar Chiemsee e Dachau), Colmar (passando rapidamente por Zurich) encerrando em Frankfurt.
Obrigada!!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Li! Você vai encontrar diversos roteiros nos comentários anteriores deste post, e também no https://www.viajenaviagem.com/2010/01/frankfurt-e-heidelberg-pra-marcie/ . Querendo um roteiro profissional, encomende um no http://www.alemanhaporquenao.com , eles são ótimos.

Silvia
SilviaPermalinkResponder

Olá Li,
Estou pensando em fazer um roteiro parecido em maio/14, chegando em Frakfurt, descendo a rota romântica e depois passando uns dias em Munique. Seria um total de 12 dias. Como foi o seu roteiro? Alguma dica?
Obrigada!

Adalgisa
AdalgisaPermalinkResponder

Olá pessoal, adorei esse post e os comentários. Estamos indo em outubro para a Europa e faremos a Rota Romântica na Alemanha, mas nunca alugamos carro por lá. Alguém tem experiência e poderia nos dar dicas de como e em qual agência (site) alugar o carro a partir do Brasil? Estamos muito inseguros...
Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Adalgisa! Pesquise preços em http://www.expedia.com , use consolidadadores como autoeurope.com ou, se quiser ser atendida em português e ter várias opções antes de decidir, experimente a http://www.mobility-online.com.br .

Luciana
LucianaPermalinkResponder

Oi Bóia! Da para conhecer Rothenburg ob der Tauber fazendo bate e volta de Munique ou é o tipo de lugar que tem que ficar uns dois dias?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Luciana! O problema do bate-volta desde Munique é o tempo de transporte; são pelo menos 2h30 de viagem, com três conexões. O ideal para a Rota Romântica é montar base por dois dias em uma cidade (pode ser Nuremberg, se prefere uma cidade maiorzinha, pode ser Rothenburg, se quiser uma cidade "de brinquedo"), explorar a cidade num dia e fazer um bate-volta em outro.

Eduardo
EduardoPermalinkResponder

Oi pessoal,

Em novembro eu irei para portugal com minha esposa e depois terei 5 dias na Alemanha, partindo de qualquer cidade, pois ainda nao comprei esse trecho aereo, e terminando em Frankfurt, de onde sai meu voo para o Brasil. Pensei em ir para Munique e, de lá, fazer a rota romantica de carro até Fankfurt? O que voces acham? Quais as melhores cidades para pernoitar? Dá para fazer a rota dos castelos e floresta negra? Ou entrar na Suiça?

Qualquer dica será bem vinda pois estou perdido nesta parte da viagem?

Obrigado

Eduardo

Marisa Marcelino

Gostaria de saber se vcs acham que vale a pena fazer bate e volta de Munique a Salzburg ou Munique Innsbruck e se dá para fazer a rota romantica toda de Wurzburg a Fussen em 4 dias ,sendo que eu tenho que começar e retornar a Munique.
E a floresta Negra dá pra conhecer em qtos dias??
Obrigada.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Marcelino! REcomendamos o bate-volta de Munique a Salzburg, mas não a Innsbruck (Garmisch-Partenkirschen tem o mesmo astral e está mais perto).

Para a Rota Romântica em 4 noites, durma duas em Würzburg e duas em Füssen.

Reserve pelo menos 4 dias para a Floresta Negra.

Rodrigo
RodrigoPermalinkResponder

Olá. Estou interessado nesse roteiro da Alsácia e Vou partir de carro Paris. Olhando o mapa me interessei em seguir por Reims e partir para Heildelberg, descendo até Baden Baden e aí para Strasbourg/Colmar etc.. Como ninguém falou em Heidelberg, gostaria de saber se este roteiro está interessante ou se vale mais ao invés de Heildeberg esticar até Fussen e Freiburg para conhecer o famoso Castelo da Branca de Neve ?
Grato

Rodrigo
RodrigoPermalinkResponder

Boia, pode me dar uma luz sobre Heildelberg por favor ?

Carolina
CarolinaPermalinkResponder

Bóia, vale mais a pena se hospedar em Hohenschwangau (em um daqueles hotéis perto dos castelos) e passar 1 noite ali, para aproveitar melhor os passeios ou é roubada? Estarei baseada em Munique e depois pretendo ir para Salzburg para um bate-e-volta.

Obrigada!
Carol.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Carolina! Volte a Munique, ainda mais que você ainda vai pra Salzburg.

Alex
AlexPermalinkResponder

Olá, vamos para Europa em fevereiro e vamos alugar um carro em Zurich
e pretendemos ir até Strasbourg e ficar três dias lá. Conhecer os arredores e de lá ir para Munich, dar um pulo até Salzburg e voltar a Munich e devolvermos o carro lá. Nesse periodo iremos ficar 03 noites em Zurich, 03 noites em Strasbourg e 04 noites em Munich. Gostaria de saber como funciona os pedágios nas estradas que ligam esses lugares ?

Obrigado!!!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Alex! Seu maior problema será alugar o carro num país e devolver noutro, o que acarraterá uma grande sobretaxa. Na Suíça você precisará comprar um selo que dá direito a trafegar em todas as estradas. Na Alemanha e na Áustria, veja os pedágios em http://www.viamichelin.com .

Izabel
IzabelPermalinkResponder

Pessoal,
Estou organizando uma viagem à Alemanha em agosto. Se alguém estiver disposto a dar um palpite no meu roteiro será muito bem vindo. Não tenho as passagens de entrada e saída compradas, então poderia alterar qualquer coisa. A idéia é fazer toda a viagem de carro (pegando na saída de Berlim e devolvendo na chegada à Munique) e tanto eu como meu marido não conhecemos nada da Alemanha.
Segue o roteiro:
1 – Berlim
2 – Berlim
3 – Berlim – Potsdam
4 – Berlim
5 – Berlim – Dresden
6 – Dresden
7 – Dresden – Eisenach e Castelo de Wartburg
8 – Eisenach – Nuremberg
9 – Nuremberg
10 – Nuremberg – Wurzburg – Nuremberg
11 –Nuremberg – Rothemburg
12 – Rothemburg
13 – Rothemburg – Dinkelsbuhl – Harburg –Rothemburg (as cidades do caminho são apenas sugestões, ainda não pesquisei suficiente para definir)
14 – Rothemburgo – Augsburg – Fussen
15 – Fussen – castelos – Fussen
16 – Fussen – Lindau – Fussen
17 – Fussen – Munique
18 – Munique
19 – Munique
20 – Munique

Agradeço a todos!!!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Izabel! Vamos compartilhar sua pergunta no Perguntódromo. Havendo resposta, aparecerá aqui.

Marcelo | Alemanha! Por que não?

Olá Izabel,

Seu roteiro está redondinho, com uma boa sequência de cidades, e bate-voltas nos lugares certos, mas tenho alguns comentários:
- se o dia 1 em Berlim for o mesmo da chegada de aviao, os passeios por Berlim ficarao um pouco comprometidos;
- no dia 7, a visita ao Wartburg deve tomar no máximo metade do dia, entao sugiro uma passadinha em Weimar ou Erfurt no caminho entre Dresden e Eisenach;
- para os dias 13/14, inclua também as cidades de Nördlingen e Donauwörth, você nao vai se arrepender;
- no dia 15, reserve um tempo para a própria cidade de Füssen, é muito bonita;
- para o dia 16, se sobrar algum tempo após Lindau, siga também a Freidrichshafen e visite o Museu Zeppelin, é muito legal; existem várias outras belas cidades no Bodensee, mas nao dará tempo de conhecê-las.

Abracos, e boa viagem!

Izabel
IzabelPermalinkResponder

Olá Marcelo!!
Obrigada pelas dicas!! Com certeza serão muito úteis.
O Dia 1 em Berlim é o dia seguinte à nossa chegada, então acho que não teremos muito problema.
Também descobri que tinha feito a conta errada de dias totais de viagem e tenho mais um dia para incluir, sem considerar o dia de volta.
Talvez eu inclua mais um dia em Fussen para conhecer a própria cidade ou acrescente um dia no Bodensee conforme sua sugestão.
Mais uma vez obrigada Marcelo e obrigada Bóia por lançar no perguntódromo!

Izabel
IzabelPermalinkResponder

Marcelo,
Descobri que terei mais dois dias inteiros além dos 20 que já havia programado.
Inclui mais uma noite em Munique para fazer o bate-volta sugerido pelo Vladimir (Munique-Salzburg).
Pensei em incluir mais um dia na região do Bodensee, você teria alguma sugestão de cidade para dormir por lá?
Obrigada

Marcelo | Alemanha! Por que não?

Olá Izabel,

Com mais um dia no Bodensee você pode visitar Konstanz e Mainau, a Ilha das Flores.

Nao precisa mudar o hotel, pois ficam a apenas 50km de Lindau.

Camila
CamilaPermalinkResponder

Izabel, morei em uma cidadezinha chamada Ravensburg, fica a 30 minutos de trem de Lindau, e é uma graça. Ela é conhecida como a cidade das torres e dos portais, por causa das estruturas medievais que estão lá até hoje. O castelo não existe mais, mas há dezenas de torres e todas elas intactas. Durante o verão é possível subir nelas. Ravensburg foi, durante as guerras, a cidade que abrigou a Cruz Vermelha internacional, e por isso foi poupada de qualquer bombardeio. Então tudo que se vê lá é original.
Dá uma olhada na página de turismo da cidade, tem algumas dicas lá. Acho que vale o bate-e-volta. http://www.ravensburg.de/rv/english/index.php?lg=en

Vladimir
VladimirPermalinkResponder

Show de Bola!!!

Sou fã de carteirinha da Alemanha.

Escrevo minhas sugestões e só as considere se tiver o crivo do Marcelo! smile

Como você estará de carro sugiro que no dia que for para Munique, passe em GARMISCH-PARTENKIRCHEN. Terá que ir para Munique por outra Autobahn. A estrada até GARMISCH é tranquila e se vcs subirem no WANK em vez do Zugspitze, será mais rápida e barata a visita. Dê uma olhada no meu relato.
https://www.viajenaviagem.com/2012/09/munique-bate-volta-garmisch-neuschwanstein/

Em Munique em hipótese alguma deixe de conhecer o Residenz/Teatro Cuivillés.

Também vale muito a pena fazer o Bate-Volta Munique-Salzburg. Fiz de Trem. Saímos as 9h e voltamos as 18h, com vontade de ficar mais. Se dependesse da gente só voltaríamos no último trem!!!

Ótima Viagem,
Vladimir.

Izabel
IzabelPermalinkResponder

Vladimir,
Já incluí suas sugestões no meu roteiro. A parada em Garmisch no caminho para Munique já está garantida!
Obrigada!!

Vladimir
VladimirPermalinkResponder

Oi, Izabel!

Agende também uma visita à ASAMKIRCHE, em Munique. É Mágica!!!
ASAMKIRCHE = 20 minutos.
RESIDENZ/CUIVILLÉS = 3 horas, aproximadamente.
Dá uma olhada nesse outro post que o VIAJE NA VIAGEM me proporcionou a Honra de postar em seu site:
https://www.viajenaviagem.com/2013/02/stadtgrundungsfest-festa-em-munique/

Em Salzburg, ficamos muito tempo lá em cima, no Castelo Hohensalzburg, a Jô chegou a cochilar num Banco. Descemos pela trilha. Tem um Tour gratuito pelas dependências, mas, procure saber direitinho, senão, você passa batida por ele. Passeamos pelo Centro Histórico, compramos chocolates e fomos também no Parque Mirabel. Não deu tempo de visitar a Casa do Mozart.

Importante você lembrar também que estarão no fim da Viagem, logo, estarão já com uma certa "ressaca" de Viajar. Tome cuidado para não marcar um moooooonte de coisas para estes últimos dias!!! Fiquem Light!!! smile

Valeu,
Vladimir.

andrea
andreaPermalinkResponder

Izabel, quanto a seu roteiro pela Alemanha, estive la o ano passado. Passei por Munique, Nuremberg, Berlim. Acho que em Nuremberg são muitos dias. Em Berlim, eu nao vi muita graça em Potsdam. So mesmo olocal onde foi assinado o tratado. É lindo e vale a pena. Então acrescentaria mais um dia nessa cidade fantastica. Reserve o reischtag antes. É necessário. Nós acabamos perdendo. Rodar na cidade de carro não me parece que vale a pena. Nao é caro o taxi caso queiram. Nao deixem de ir ao Museo do Terror (aportuguesado). Caso queira mais dicas, me escreva. Abs

othellomf65
othellomf65PermalinkResponder

Aconselho para vocês um roteiro que já fiz no mês de julho. Não gostei de Augsburg e a jóia do passeio é Rothenburg ob der Tauber. Boa viagem
http://www.frugaltravelgourmet.blogspot.com.br/2012_11_01_
http://www.frugaltravelgourmet.blogspot.com.br/2012/11/romantische-strasse-estrada-romantica.html

Inês
InêsPermalinkResponder

oi Isabel, eu acrescentaria duas cidades: Bamberg uma das poucas cidades alemãs que não foi bombardeada e fica próxima a Wurzburg e Heidelberg, próxima a Frankfurt foi uma das que mais gostamos.
Aproveitem pois a Alemanha é maravilhosa.

Lázaro Bentley

Isabel
Ano passado eu fiz uma viagem parecida com a sua. Aluguei um carro em Berlim e passei por Dresden, Stuttgart, Füssen e Munique.
O pessoal que já escreveu deram dicas muito boas. Vou lhe passar algumas dicas da minha experiência em viajar de carro.
A Alemanha é de longe o melhor lugar para se viajar de carro. As estradas são incríveis. Os GPS são extremamente exatos. Sempre que eu precisava de um estacionamento o GPS me levava até o mais próximo e nunca deu uma bola fora. No entanto, nas cidades grandes (no seu caso, Berlim e Munique) o carro mais atrapalha que ajuda. Portanto, lhe aconselho a pegar o carro no seu último dia de Berlim e entregar assim que chegar a Munique (os estacionamentos são bem caros).
Se você ou seu marido gostarem de carros ou vinhos, não deixem de passar um dia em Stuttgart. O museu da Mercedes e da Porsche são muito legais e a região é um grande fabricante de vinhos.
Minha esposa, estava receosa destes passeios e adorou tudo. Füssen é incrível, mas um dia e meio é suficiente. Fiz uma caminhada pela manhã indo em direção aos castelos e foi uma das caminhadas mais belas que fiz em minha vida.
Divirta-se!

Jorge
JorgePermalinkResponder

Olá Isabel,

Acabamos de retornar de uma viagem pela Alemanha com roteiro que em muitos ponto se assemelha ao seu. As coincidências são Berlin, Munich e a maioria das cidades da rota romântica.

As dicas que posso lhe oferecer e que facilitaram bastante a nossa vida foram:

1. Aluguel do carro pagando em reais no Brasil. (HERTZ). Veiculo recebido no dia da saída de Berlim e devolvido na chegada a Munich, após percorrer a Rota Romântica. Sendo este o seu caso, atentar para o abastecimento do veículo na entrega, pois vindo de Fussen não identificamos postos de combustível nos 40 km finais da estrada.

2. Ainda em Berlin compre um chip para o seu celular (Iphone ou Android). Conexão o tempo todo é indispensável para otimizar o seu tempo andando à pé, buscando aquele restaurante ou atração imperdível que o Tripadvisor mostra com setinha e tudo. Também vale a pena ter instalado o CityMaps2Go com os mapas das cidades, pelo menos as maiores. Para conexão usamos o LEBARA. Atenção! Mantenha fácil o cartão onde vem o chip e estão indicadas as senhas para desbloqueio. Para você ter uma idéia de custo, com credito de 15 euros, tivemos conexão por toda a Alemanha, ligamos diversas vezes para o Brasil e outros países, fizemos ligações de outros países (onde a internet não funciona mais) e ainda sobrou crédito.

3. GPS atualizado. Se você já tiver o seu, lance todos os pontos ainda no Brasil (cidades e vilas escolhidas, seus hotéis e principalmente atrações que fiquem fora das cidades). A atualização do GPS se faz necessária porque depois das chuvas (enchente), algumas estradas entre cidades na Rota Romântica estão sendo recuperadas e seus acessos têm que ser feitos por vias alternativas.

4. Caso programe visitar alguma cidadezinha no fim-de-semana saiba que o centro de algumas delas ficam com seus acessos a veículos dificultados por conta de eventos. Pelo menos em uma delas, não deixe de entrar em uma mercearia e comprar frutas frescas (as ameixas, pêssegos, cerejas, etc... o lanche na estrada é inesquecível)

6. Para Hohenschwangau (1º) subimos de charrete, descemos à pé. Para Neuschwanstein (2º) subimos de ônibus e descemos de ônibus. Desta forma, usamos o intervalo de 2:30 horas entre os dois e foi bem tranqüilo.

7. Em Munich e Berlim ande sempre com moedas pois é bem mais fácil comprar o ticket do metrô com elas.

Boa viagem

Jah_Lah
Jah_LahPermalinkResponder

Grande dica a da atualização do GPS. Tenho um amigo no Instagram da região da Baviera que postou fotos inacreditáveis dos estragos. Há 700 anos não acontecia algo do gênero (para o pessoal do Brasil que ficou comparando com Nova Friburgo, que é uma tragédia anunciada anual). Deve levar um bom tempo para reparar as estradas da região. ABs.

valéria
valériaPermalinkResponder

Oi Marcelo e leitores deste blog que eu adoro! Estou com passagem marcada para Frankfurt dia 20-09,fico lá 2 dias para irmos ao salão do automóvel, tenho que estar em Stuttgart na sexta-feira, queria a opinião de vcs sobre este roteiro, o que acham,de trem ou de carro? :

1ºdia:Frankfurt- Wurzburg (dormimos lá)
2ºdia Wurzburg- Nuremberg (dormimos lá)passamos em Bamberg?
3ºdia Nuremberg- Rothemburg ob the Tauber- Heidelberg(dormimos lá)
4ºdia Heidelberg o dia quase todo- Karlsruhue (dormimos lá)
5ºdia Karlsruhe- Stuttgart.
Alguma sugestão melhor? Agradeço as suas respostas, Valéria.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Valéria! Pense em trocar menos de cidade. Montar bases é melhor do que pinga-pinga:

https://www.viajenaviagem.com/2011/11/vai-por-mim-montar-bases-e-mais-eficiente-do-que-pinga-pinga/

Jah_Lah
Jah_LahPermalinkResponder

Olá, pessoal, vou à Alemanha em 2014 e penso em fazer a rota românica e a Schwarzwalde, chegando e saindo por Frankfurt, já que não consegui um vôo que chegue em Munique e saia por FRA, ou vice-versa. Vou alugar um carro, vão ser uns mil quilômetros, com quatro ou cinco estadias, sempre em cidades pequenas. Estou achando meio pesado, vou precisar de umas três semanas, ou então cortar umas coisas, mas quanto mais leio e vejo, mais eu piro...Talvez eu não deva alugar o caro em FRA, mas ir de trem até Heidelberg, e de lá começar a parte de carro. Para quem pretende ir à Suíça na região do Jungfrau, per,itam-me indicar uma cidadezinha linda em um vale, Lauterbrünnen. Adorei o blog.

Thiago
ThiagoPermalinkResponder

Olá, pessoal! O que dizer desse site? SIMPLESMENTE INCRÍVEL!

Ano passado, ao visitar a Itália, o viajenaviagem me ajudou muito, tanto que estou de volta.

Em fevereiro de 2014, viajarei para Alemanha entrando por Frankfurt antes de ir a Berlim, Praga e, finalmente, Viena (de onde partirei para o Brasil). Ao todo são 15 dias livres.

Minha dúvida está em Frankfur...vale a pena reservar 3 dias para conhecer a cidade e seus arredores?

Que cidade próxima vocês recomendariam visitar?

Obrigado!!! Abraço a todos.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Thiago!

Leia:
https://www.viajenaviagem.com/2010/01/frankfurt-e-heidelberg-pra-marcie/

Thiago
ThiagoPermalinkResponder

Bóia, muito obrigado!! O post caiu como uma luva!!!

Saudações de Fortaleza, Ceará.

Abraços.

Mônica
MônicaPermalinkResponder

Bom dia!

Estou planejando minha segunda viagem à Europa. Na primeira, eu e meu marido fomos à Paris(6 dias), Londres(5 dias) e Amsterdam(3 dias) e achamos o roteiro ótimo porque conseguimos fazer todos os passeios.

Entretanto agora gostaria de dicas em relação aos países pois pretendemos ficar em torno de 15 dias e gostaríamos de visitar no mínimo Itália e Alemanha mas não sei se são próximas.

Abs.
Mônica

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Mônica!

Inicie seu planejamento de viagem neste post:
https://www.viajenaviagem.com/2011/12/como-montar-viagem-europa/

Leia sobre os destinos europeus a partir desta página:
https://www.viajenaviagem.com/europa/europa-a-z

Entre a Alemanha e a Itália, vá de avião.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia de férias. Só voltaremos a responder perguntas que forem postadas a partir de 3 de junho. Relatos e opinões continuarão sendo publicados.
Cancelar