48 horas em Santiago do Chile, por Claudia Carmello

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Zully, SantiagoVocê já visitou o novo blog da Claudia Carmello, o Outro Modo de Viajar? Em endereço próprio há seis meses, a Clau já é a grande referência em slow travel na blogosfera brasileira. Não deixe de conferir sua clássica série sobre a Provence, e as recentes incursões por Zanzibar e Buenos Aires despacito.Aos poucos ela também vai republicando os posts que sumiram com a reformulação do ViajeAqui. Um dos campeões de audiência -- e de utilidade -- já está no ar: 48 horas em Santiago.

É pouco tempo, claro. Mas uma das vantagens de aprender a viajar slow é que você acaba conseguindo montar esses roteirinhos crème-de-la-crème de maneira realista e factível. Bookmarque já!

5 comentários

Vera Lucia
Vera LuciaPermalinkResponder

Muito bom. Eu já tinha visitado a Cláudia, justamente para ver sobre Santiago e gostei muito, Não só Santiago, mas Buenos Aires também está excelente. Parabéns.

Ernesto, o pato

Eu tambem visto e prestigio a Claudia.

Claudia Carmello

Querido Riq, obrigada pela propaganda! Trips, apareçam sempre por lá! Eu também xereto vários dos blogs muito bacanas de vocês. Essa comunidade aqui é um luxo! Grande beijo, Claudia

Lucia Helena Torres

Hallo,

Há tempos não visitava o blog da Cláudia e navegando sobre Berlim em um blog, fui parar lá...Muito bom mesmo...Original, como sempre e me parece melhor agora, em @ próprio!!!
Abraço viajante,
Lucia H. Torres
Rj

Cláudia Holder

Riq, não sei se este seria o local mais adequado para fazer este comentários, mas é o seguinte: estivemos no Chile durante o Carnaval e achei muito interessante a maneira como eles lidam com a questão do visto americano. Eles cobram o que chamam de "taxa de reciprocidade". Simples: os EUA pedem visto dos chilenos; o Chile não pede visto aos americanos, mas cobra deles uma taxa para entrar no país. Pelo tanto que vi de americanos por lá, deve funcionar muito bem.

Bóia de férias. Só voltaremos a responder perguntas que forem postadas a partir de 3 de junho. Relatos e opinões continuarão sendo publicados.
Cancelar