Como montar seu roteiro de viagem à Europa

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Monte sua viagem à Europa

Costumo dizer que toda ida à Europa é como se fosse a primeira. A menos que você volte exclusivamente a lugares que já visitou, toda nova viagem suscitará as mesmas perguntas iniciais. Por onde chegar? Quantos dias ficar em cada lugar? Que meio de transporte escolher? Use este tutorial como ponto de partida para destrinchar suas próximas viagens européias.

Primeiro passo: NÃO compre a passagem aérea

Comprar uma passagem por impulso é o erro mais comum de (falta de) planejamento numa viagem à Europa. Achar uma passagem superdescontada de ida e volta a uma cidade específica só garante a viagem de quem só queria ir para aquela cidade. Continuar a viagem a partir dali -- e sobretudo voltar para lá para pegar o vôo da volta -- pode anular a economia e, pior, causar enormes perrengues logísticos. Só compre a passagem depois de ter definido todo o itinerário (continue lendo e veja por quê).

Itinerário: menos é mais

Barcelona

Barcelona

Ao montar um roteiro pela Europa, use o método clássico recomendado para arrumar malas: selecione todos os lugares que você gostaria de visitar, e então reduza à metade. Ou a um terço. Na excitação da montagem do roteiro, nossa tendência é empilhar todos os lugares que estejam no caminho (e fazer longos desvios para chegar a outros).

No mapa, tudo parece perto. Mas números frios, como quilometragens e durações de vôos, não levam em consideração o tempo que se gasta em arrumar a mala, fechar a conta do hotel, deslocar-se ao aeroporto (e chegar com a antecedência necessária para o check-in), vencer o trânsito dos anéis viários para sair de cada cidade e entrar na próxima (em viagens de carro), encontrar o próximo hotel, fazer o check-in, subir com as malas...

Cada troca de local envolve a perda de pelo menos meio dia (e de muita energia). Acredite: quanto mais você troca de cidade, menos você aproveita o seu tempo.

Cidades grandes: fique quatro dias

Batobus, Paris

Paris

Sim, toda cidade importante da Europa tem um ônibus de dois andares que percorre todos os cartões postais em um dia só. É um pecado, porém, limitar-se a simplesmente constatar ao vivo a existência de monumentos que você já conhecia antes de sair de casa.

Quatro dias são o mínimo necessário para você entender o básico de uma grande capital. No terceiro ou quarto dia dá-se o clique: de repente todas as fichas caem e você começa a se localizar. As obrigações turísticas (os lerês) diminuem, e você começa a se sentir um pouco morador. É uma sensação que você só vai entender quando se deixar ficar pelo menos quatro dias numa grande capital.

(Se essa capital se chamar Paris ou Londres, pense em ficar sete dias -- no fim, você ainda vai achar pouco.)

Monte a viagem em módulos

Outono na Provence, Provence

Provence

Um jeito bastante simples de resolver o seu itinerário é dividindo o tempo de viagem em módulos de 5 a 7 dias. Aloque cada módulo a uma metrópole (Lisboa, Roma, Munique) ou a uma região que você queira explorar de carro ou trem (Provence, Andaluzia, Highlands, Toscana). Permaneça na cidade grande por toda a duração do módulo; nas viagens de carro ou trem, tente resolver o roteiro em no máximo duas bases.

Bate-volta: veja mais, canse menos

Pisa

Pisa

A melhor maneira de extrair o máximo das bases que você escolher é o bate-volta. Toda cidade que não justifique um pernoite e que fique a no máximo uma hora e meia de viagem de onde você esteja rende um passeio perfeito. Você não precisa fazer check-out, viaja sem malas (de trem ou de carro) e, ao chegar, aproveita desde o primeiro instante (sem perder o pique com atividades chatas como encontrar o endereço do hotel e fazer check-in). Se você não se exigir demais, ainda volta para o local em que está hospedado com energia para aproveitar a noite. Férias, lembra?

Pit stop: saiba usar

bruxelas

Bruxelas

Trajetos mais longos entre uma base e a próxima -- tanto de carro, quanto de trem -- ficam mais divertidos quando você pode fazer uma parada estratégica no caminho. Por exemplo: Bruxelas entre Paris e Amsterdã; Dresden entre Praga e Berlim; Pompéia entre Roma e a Costa Amalfitana.

Para lançar mão desse recurso, porém, é preciso ter cuidado extra com a bagagem. Estando de carro, pare em estacionamentos vigiados e em hipótese alguma deixe a bagagem à mostra. Em viagens de trem, certifique-se de que a estação do pit-stop dispõe de guarda-volumes. Pesquise na internet: "lockers", "left luggage", "consigna", "consigne" e "deposito bagagli" associado ao nome da estação.

A passagem aérea? NÃO compre ainda!

OK, você já definiu o seu roteiro. Dividiu seus quinze dias em dois módulos de cidades grandes e um de região. Mas ainda falta mais um passo antes de emitir a sua passagem aérea: definir o(s) meio(s) de transporte dentro da Europa.

Avião, trem ou carro?

Cap-Ferrat

Saint-Jean-Cap-Ferrat

O trem é o meio de locomoção europeu por excelência. Para comparar a duração de viagens entre trem e avião, acrescente sempre três horas ao tempo de vôo -- é o mínimo de tempo extra que você leva para ir e voltar do aeroporto, fazer check-in e esperar bagagens.

Mas não use trem (nem carro) para atravessar o continente; para isso existe o avião. Evite também trens noturnos: teoricamente você ganha tempo, mas na prática o que ganha é uma noite mal dormida -- e de quebra ainda fica cansado para aproveitar o dia segiunte.

Carros e cidades grandes não combinam: o GPS ajuda, mas não elimina o stress do trânsito e da busca de estacionamento.

O carro é perfeito para deslocar-se por estradas secundárias, sem horário nem programa rígido; não por coincidência, as regiões mais apropriadas para explorar de carro são aquelas em que o trem não dá conta do recado (Toscana, Provence, Costa Amalfitana, Sicília, Andaluzia, Portugal, Rota Romântica).

Trem: passe ou ponto a ponto?

Roma Termini

Estação Termini, Roma

Passes de trem não valem mais a pena: os dias de uso são limitados e é preciso fazer reserva e pagar suplementos para usar os trens rápidos.

O melhor é fazer os trechos de trem com passagens avulsas, aproveitando tarifas descontadas. Compre diretamente no site da companhia ferroviária do país de origem de cada trecho.

Os únicos passes que continuam um ótimo investimento são os passes nacionais de países que não exigem reservas ou suplementos para uso de seus trens regulares: é o caso da Suíça (Swiss Pass) e da Alemanha (German Pass).

Low cost ou não?

Aeroporto de Barajas, Madri

Aeroporto de Barajas, Madri

Veja bem: aquelas tarifas incríveis de 5 ou 10 euros que fizeram a fama das companhias low-cost da Europa são tão difíceis de conseguir quanto as promoções que as aéreas brasileiras fazem de madrugada. Há muitos custos extras: para despachar a bagagem, para fazer check-in (mesmo pela internet!), para comprar com cartão de crédito, para marcar assento. O limite de bagagem é avarento (entre 10 e 20 kg) e cada quilo de excesso é cobrado (pelo menos 10 euros por quilo de excesso!). O mais comum é que cada trecho, sem multa de excesso de bagagem, saia em torno de 80 euros.

Antes de sair comprando low-cost a torto e a direito, descubra quanto custaria incluir esses trechos na sua passagem aérea Brasil-Europa-Brasil. Pesquise também quanto custa comprar os trechos internos avulsos nos sites das cias. aéreas convencionais. Com antecedência, costumam oferecer tarifas competitivas nas mesmas rotas.

AGORA SIM: compre a passagem aérea

Depois de definir o roteiro e os meios de transporte dentro da Europa, aí sim você está pronto para comprar a passagem aérea mais adequada.

Compre a sua passagem pelo menos até o primeiro destino que você vai efetivamente visitar, voltando do último destino do seu itinerário. Não se prenda aos vôos diretos, nem às companhias aéreas do primeiro ou do último país do seu roteiro. Qualquer aérea pode emitir uma passagem do Brasil a Veneza, com volta ao Brasil desde Praga. O que vai mudar é o aeroporto de conexão.

Definido os pontos de chegada e partida da Europa, orce quanto custa incluir os trechos aéreos internos que você vai precisar fazer entre um módulo e outro do itinerário.

Se cada trecho custar menos de 100 euros (110 dólares), será um bom negócio pela conveniência e pela segurança. (Lembre-se: é difícil conseguir low-costs por menos de 80 euros o trecho, e com as low-costs as conexões não são garantidas e o excesso de bagagem é cruel.)

Passagens multidestinos podem ser compradas com agentes de viagem ou em todos os sites (incluindo aí os das próprias cias. aéreas) que ofereçam a opção "múltiplos destinos" ou "várias cidades".

Quando é melhor fazer as reservas?

Quanto mais cedo você comprar as passagens aéreas, melhores preços deve encontrar (sobretudo se você quiser achar as barbadas das low-costs).

O melhor momento para reservar hotel é exatamente três meses antes da data de hospedagem: é quando as tarifas descontadas aparecem nos sites de reservas de hotéis. Note que os melhores descontos normalmente requerem débito imediato; leia as condições de cancelamento antes de fechar negócio.

Os trechos de trem são lançados nos sistemas das companhias ferroviárias entre 90 e 60 dias antes da data de viagem; as tarifas promocionais aparecem sempre neste momento e esgotam logo.

Dois meses antes de viajar, marque as visitas que podem ser reservadas pela internet: Galleria Uffizi em Florença, Museu do Vaticano, subida à Torre de Pisa, entrada na Alhambra...

Cartão, débito ou dinheiro?

O assunto é muito cabeludo para ser apenas um tópico. É melhor ler o post específico:

ATENÇÃO:

Desculpe, mas não podemos resolver roteiros individuais de viagem. Perguntas sobre roteiros específicos não serão aprovadas. Obrigado.

Leia mais:

2270 comentários

Marilia Pierre

só faltou ser ilustrado!
wink

Claudia Pimenta

riq, mais perfeito, impossível: um verdadeiro manual, a ser consultado sempre, mesmo pelos viajantes mais experientes!!! parabéns e um lindo natal, com votos de um 2012 ainda mais viajado! bjs!!!

Andre Coelho
Andre CoelhoPermalinkResponder

Excelente post. Mais uma vez o VnV nos contempla com grandes dicas. wink

Marcia Kawabe
Marcia KawabePermalinkResponder

Fico feliz de saber que 10 dias antes de embarcar para os meus primeiros 15 dias de europa eu fiz tudo certinho! Mas claro que esse mérito eu devo a você, porque foi aqui, com os vários posts que vc fez sobre a europa que eu me tornei uma viajante mais espertinha smile

Frederico Dantas

Ricardo.

Com sua grande experiência, diria que é necessário comprar entradas antecipadas para a Galleria Uffizi, por exemplo, em pleno inverno? As filas continuam sendo problema nesta época?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Frederico! Aqui quem responde é A Bóia.

Sempre é bom contar com esse conforto. Leia mais:
https://www.viajenaviagem.com/2011/10/florenca-furando-fila-na-uffizzi-e-na-accademia/

Carolina
CarolinaPermalinkResponder

Frederico

Mesmo em fevereiro, ou seja, inverno, peguei mta fila. Recomendo comprar antes tb.

Andre L.
Andre L.PermalinkResponder

Certas atrações indoor como museus muito famosos são movimentados o ano inteiro. SEMPRE tem fila, a diferença é entre fila de 1h (total enter achar o começo, pagar e efetivamente entrar) e fila de 3h, por exemplo.

Fila é o tempo mais inútil gasto em viagem, de quanto mais filas vc se livrar, melhor!

Luciana M
Luciana MPermalinkResponder

Muito bom, favoritei!

chris
chrisPermalinkResponder

Super guia!!! Imprescindível para qualquer viajante.

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Marravilha !
Então , o resultado é um só : planejar e deixar engavetado( ou pendraivado) o roteiro , pois a qualquer momento apareçe uma oferta aérea que só vai ser nossa se o clique de compra for imediato .

Camila LC
Camila LCPermalinkResponder

Realmente, melhor que isso, só desenhado...

moacir sampaio

Graças ao Ricardo minha segunda viagem pra europa (lisboa/londres) foi muito boa. A primeira (roma/paris/madri/veneza)feita empacotado foi boa mas sentimos que não foi a melhor maneira.
Em maio de 2012 vou de novo e o planejamento inicial é:
lisboa - 2 noites (aproveitando a saida direta de POA).
munique - obrigatório pra ver a final da champions league. 4 noites
berlin - 3 noites
paris - 4 noites
lisboa - 1 noite
Ainda preciso organizar melhor mas se quiserem dar pitacos.

Andre L.
Andre L.PermalinkResponder

moacir, siga a dica do Riq: tente encaixar a volta direto desde Paris, com vôo de lá (com TAP ou outra companhia) sem passar uma noite a mais em Lisboa. Use esse noite extra para Berlin.

Rodrigo Almeida

Ou para Lisboa na chegada mesmo. Portugal gera preconceios, mas quando é descoberta gera arrependimentos por poucos dias.

Abraço, e boa viagem...

Fabio de Rezende

Maldita subida ao Duomo da foto, a cada degrau mais apertado e ingreme, rsrsrsrsrs.

Eu faço tudo errado (diferente), mas no final acaba dando tudo certo.

Andrea Battoni

Mais uma vez, perfeita didática "riqfreiriana"! Parabéns!
Juntando todos os links dá prá mais um livro, que tal? wink

Ana Claudia
Ana ClaudiaPermalinkResponder

Perfeito, Riq! Ótimas dicas básicas. Você sempre será o meu guru das viagens!

Elisa
ElisaPermalinkResponder

Imprimi as dicas, dobrei, envelopei e mandei a cartinha pro Polo Norte. Agora é só esperar smile

Alê Godoy
Alê GodoyPermalinkResponder

Perfeito!!!!

Cristina
CristinaPermalinkResponder

Show! Adiciono um problema da low-cost que eu desconhecia pq viajei acompanhada pela 1a vez - se seu marido quiser ficar um pouco mais sentado para aproveitar o wi-fi, vocês vão sentar separados. Aconteceu com a gente de Veneza para Barcelona. Ah, é curto, mas eu tenho medo de avião rsrs e era a nossa 2a lua de mel do ano. Sabe aquele sonho de chegar de mãos dadas com seu amor?
Em tempo Riq, zapeando te ouvimos no Superviagem. O Richard de costas reconheceu sua voz e falou junto comigo que era vc - e olha que só ouviu você mais tempo naquele jantar inesquecível!

Sebastião Castro

Dicas práticas e aliadas ao vídeo " das malas de quatro rodinhas " facilitam a vida de qualquer viajante,ou melhor,de qualquer marido!!!Feliz Natal e dois mil e "ouse" com paz e saude.
Sebastião Castro

Bruno Renato Feliciano

Eu pretendo fazer uma viagem de 21 dias pela Europa (5 trechos) entre Hamburgo e Bergen (passando por Copenhagen, Estocolmo, Gotemburgo e Oslo).

O preço do passe nesse caso fica em pouco mais de 1000 reais por pessoa, sendo que o trecho mais longo é entre Oslo e Bergen que são 6-7 horas de viagem.

Pensei em simular por via aérea mas creio que todos os trechos ficariam bem mais caro (mesmo pegando low-cost, por causa das malas).

Mas não sabia dessa taxa suplementar e para viagens noturnas, nesse meu planejamento eu teria que pagar isso? Para quem viajou de trem pela Escandinávia, vale a pena?

[]'s

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Bruno!

1) Viagens até 4 horas de trem são mais rápidas de trem do que de avião, então praticamente todos os seus trechos são melhor feitos de trem mesmo.

2) 6-7 horas é um tempo curto para uma viagem noturna

3) O suplemento de reserva obrigatória para trens rápidos na Escandinávia (e só existem entre a Dinamarca e a Suécia) custa 7 euros por passageiro, por trecho. Para couchettes em trens noturnos, pense em algo como 20 euros por passageiro (não localizamos esta informação).

4) Para saber se o passe vale a pena (provavelmente só vale pela comodidade de fazer apenas uma compra), orce os trechos nas cias. ferroviárias do país de origem de cada trecho:
http://www.bahn.de/international - Alemanha
http://www.dsb.dk/om-dsb/in-english/ - Dinamarca
http://www.sj.se/start/startpage/index.form?l=en - Suécia
http://www.nsb.no/?lang=en_US - Noruega

5) Veja relatos de viagens pela Escandinávia a partir deste post:
https://www.viajenaviagem.com/2011/07/blogs-e-dicas-de-escandinavia-balticos-e-russia-quem-tem/

Por favor não duplique perguntas em posts diferentes; lemos e respondemos todos os comentários.

Bruno Renato Feliciano

Muito obrigado pela pronta resposta. Não sabia do post informado, ele está caindo perfeitamente pelo que preciso.

[]'s

Lívia
LíviaPermalinkResponder

Riq,
Como se fala aqui na Bahia, pÉrfeito.....
Vou espalhar esse link para todos meus amigos !
Ótimo Natal... Sáude !

Clara
ClaraPermalinkResponder

O Riq sabe tudo!

Mas não esqueço uma viagem que fiz nos meus vinte anos onde além de explorar bem a França, zanzei a Europa toda, tipo, de Portugal a Estocolmo! Acho que isso não deve existir mais. Mas na época foi um viajadáo de mochilão que amei e foi absolutamente inesqucível e cheia de aventuras.

Clara
ClaraPermalinkResponder

Esqueci de mencionar, toda a viagem foi feita de trem, na época.

Érika Marques

Perfeito Riq!!! Em Março a Jussara lá do Blog, irá passar 20 dias na Europa e estamos tentando montar um roteiro. Este post é uma mão na roda! smile

Como sempre arrasando e facilitando a vida dos futuros viajantes!

Feliz Natal e Próspero Ano Novo

ÉRika Marques
@blogoutrosares

Nivia
NiviaPermalinkResponder

Sempre Perfeito!

flavia
flaviaPermalinkResponder

10 dias de ferias em maio. nao conheco a europa, na verdade gostaria de conhecer 4 lugares: italia, franca, espanha e portugal. qual desses me indicaria? daria para fazer pelo menos 2 nesse curto tempo?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Flavia! Siga a técnica dos módulos que o Ricardo Freire explica no post. Escolha as duas cidades sobre as quais tem mais expectativa.

Clara
ClaraPermalinkResponder

Dez dias é bem pouco...sugiro só Portugal, por ser um país pequeno repleto de lugares maravilhosos para conhecer. Se quiserem dois países de qualquer jeito sugiro: Lisboa(e arredores) e Madri(com Toledo). Para 10 dias, é o que dá para conhecer numa boa.

flavia
flaviaPermalinkResponder

esqueci..meu esposo ja conheci franca...ele vai comigo!

Fabiana
FabianaPermalinkResponder

Boa tarde
Feliz Natal atrasado a todos.
Estou com uma dúvida: Para o percusso Napolis-Paris é melhor fazê-lo de avião? Existe trem rápido que o faça?
Abraços

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Fabiana! Sim, de Nápoles a Paris é melhor ir de avião. São pouco mais de duas horas de viagem. De trem o percurso é longo demais.

Leandro
LeandroPermalinkResponder

Oi, Riq! Gostei do passo-a-passo, mas tenho algumas divergências com você em relação a alguns pontos. Do fim do ano passado a meados deste ano, publiquei no meu blog um passo-a-passo sobre planejamento e execução de viagens em geral. É uma série de 47 posts, bem longa, mas acho que pode ajudar muita gente a tomar coragem, se programar e viajar! Quem quiser ver, está em http://ocachambinaoeaqui.wordpress.com/category/pe-na-estrada/fe-em-deus-e-pe-na-estrada/. Não esqueça que é para ser lido de trás para frente, ou seja, do post mais antigo para o mais novo.

Clarisse Mota
Clarisse MotaPermalinkResponder

Nossa, que post legal! Estou planejando a minha primeira viagem à Europa, em junho de 2012, de lua-de-mel e as dicas ajudaram a fechar a programação! Eu só estou com uma dúvida e gostaria da ajuda dos mais experientes.

A minha viagem será Paris-Veneza-Florença (nessa ordem), e a passagem de volta seria Florença-Rio de Janeiro, com conexão em Paris, o que pra mim seria o mais cômodo e barato se não fosse um pequeno detalhe: o trecho Florença-Paris é pela CityJet (da Air France) em um avião de cerca de 60 lugares...

Como temos medo de voar em aviões pequenos, pensei em pagar um pouquinho mais (e ter mais trabalho) e fazer o vôo Roma-Rio de Janeiro direto. As minhas dúvidas são:

1) Alguém conhece a CityJet e o avião AvroRJ85?
2) Qual o preço médio e tempo de deslocamento entre Florença e Roma de trem? Chegando em Roma de trem é fácil de chegar no aeroporto? (o vôo seria às 22hs, o que me faz ficar tranquila com os horários).

Abraços!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Clarisse! Você pode pensar em voar desde Roma, sim. Dá 1h15 de trem (usando os trens rápidos) a Roma Termini, e de lá mais meia hora no Leonardo da Vinci Express ao aeroporto Fiumicino. É a opção mais recomendada sobretudo se você fizer um bem-bolado Air France-Alitalia que dispense uma conexão.

Caso role uma conexão no caminho, você pode pensar também em Pisa, que tem um aeroporto que recebe jatos.

Mas não há problema em voar em aviões pequenos na Europa.

Em qualquer uma das hipóteses, lembre-se de dar um intervalo grande entre a chegada do trem e o horário do check-in do avião. O ideal mesmo é pernoitar na véspera no lugar de onde seu vôo de volta começa, para aproveitar melhor o tempo e não se estressar.

Clarisse Mota
Clarisse MotaPermalinkResponder

Bóia, muitíssimo obrigada pelas informações, ajudou muito!

O vôo Roma-Rio de Janeiro é direto, saindo às 22hs pela Alitalia, o que pelo visto me deixa com bastante tranquilidade para ir com calma a Roma no mesmo dia e ainda dar umas boas voltas no aeroporto.

De toda forma vou considerar a opção de pernoitar em Roma no dia anterior, caso não atrapalhe os passeios na Toscana, mas já dá pra comprar as passagens!

Beijos e obrigada!
Um ótimo 2012 a todos!

Renata
RenataPermalinkResponder

Olá, pessoal!
Adorei a matéria, muito explicativa!
Estou com viagem marcada para a Europa para março e pretendo comprar as entradas para Versalles pela internet. Existe um site oficial?
Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Renata! Versalhes não vende pela internet. Você compra um Paris Museum Pass ao chegar em Paris e então não precisa enfrentar a fila da bilheteria no palácio.

Renata
RenataPermalinkResponder

Oi, Bóia!
E esse Paris Museum Pass, onde eu consogo comprar?
Obrigada!

Ricardo Freire

Renata, compre no posto de informações turísticas do aeroporto ou numa loja Fnac.

Renata
RenataPermalinkResponder

Ricardo, muito obrigada!
E feliz ano novo!!

Lu
LuPermalinkResponder

Mto bom, Riq! Super-didático! Até mesmo p/quem já foi mtas vezes à Europa. Montar tudo na ordem certa, sem furos, é difícil, pois as opções são muitas! Parabéns!!

nadja
nadjaPermalinkResponder

Oi,Bóia!!
Somos padrinhos de casamento de um sobrinho em Orlando agora no próximo dia 30/03/2012.Fico uma semana em Orlando,e quero aproveitar e ficar uma semana em Paris,ou fazer um cruzeiro não pelo os USA e sim pela a Europa.Pode me dar uma boa dica?
Bom domingo,
Obrigado.
Nadja.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Nadja! O Ricardo Freire não recomenda cruzeiros pelo Mediterrâneo. Cruzeiro é para quem gosta mais de navio do que de viajar. Você terá de seis a oito horas em terra por escala, mal dará para o city tour.

Faça cruzeiros para ir a lugares que são inacessíveis de outra maneira. Terra do Fogo, Escandinávia, Amazônia são bons lugares para fazer cruzeiro.

nadja
nadjaPermalinkResponder

Oi Bóia!
Você tem algum site seguro que eu possa comprar para a Escandinávia no ínicio de Abril,já que o casamento é 30/03.
Obrigado,
Nadja.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Nadja! Você pode comprar diretamente nas companhias ou em qualquer grande agência online, como http://www.expedia.com .

Procure seu cruzeiro aqui:
http://www.cruisedirect.com/destinations/find_dest_europe_calendars.php

Airton
AirtonPermalinkResponder

Boa noite Ricardo exelentes dicas.Quero deixar uma dúvida no ar
estamos montando um roteiro desde a Corunha ES até Roma It,somos dois casais ja com os filhos casados estamos pensando em ir de motorhome para podermos gastar um pouco menos e visitar mais lugares. seria uma boa ideia? Quais as cidades neste percurso que vale a pena conhecer ? temos uns 15 ou 20 dias no começo de agosto.será que dá tempo para uma viagem sem estrees?Pois a passagem que temos é de programa de milhagem pela tap,e pelo que estou vendo temos que chegar e partir no aeroporto da corunha.
Queremos ficar alguns dias em casa de nossos parentes.(na corunha).abraços

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Airton! Aqui quem fala é a Bóia, assistente do Ricardo Freire.

Infelizmente não é uma boa idéia. Usa-se motorhome na Europa para ir ao campo e a praia, que é onde há estacioamento para esse tipo de veículo. Tentar fazer um roteiro tradicional da Europa nesse tipo de veículo vai trazer todo tipo de problema. Há restrições de tráfego e vocês vão gastar dinheiro usando outros meios de transporte para ir dos parques de motorhome até o centro das cidades que vocês querem conhecer.

As distâncias são enormes e caso você encontre um lugar que permita que você devolva o motorhome em outro país, vai pagar uma sobretaxa altíssima.

Guilherme Parreira

Primeiramente, parabéns à equipe do site que é excelente. Adorava ouvir o Ricardo na Band News.

Agora à pergunta: Irei à Europa (Londres, Roma e Paris) em 06 de julho de 2012. Qual o período ideal para comprar os bilhetes aéreos (São Paulo/Roma e Paris/São Paulo)? Já estou em cima da hora, considerando que viajarei em alta temporada?

Abraços!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Guilherme! Passagens aéreas não costumam ficar mais baratas com a aproximação da data, não. A procura está imensa. Compre assim que você tiver certeza das suas datas e do seu roteiro.

Cassia
CassiaPermalinkResponder

Ricardo, vou fazer uma viagem até Astorga e Gijon, partindo de Madrid. Vou visitar alguns parentes de meu marido. Qual meio de transporte você recomenda? Valeria a pena seguir de carro de Gijon pela Costa Verde até Bilbao ou San Sebastian?
E de lá como devo seguir para Barcelona?
Nao sei se expliquei direito, mas a intenção seria visitar Madrid, Astorga e Gijon e depois ir a Barcelona.
Obrigada e parabéns pelo site.
Abraços.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Cassia! Aqui quem responde é A Bóia, assistente do Ricardo Freire.

Se você curte dirigir e tem tempo suficiente para fazer a viagem com calma, ficando de dois a três dias em cada parada, é um bom roteiro para fazer de carro.

Simule o itinerário em http://www.viamichelin.com

Flavia
FlaviaPermalinkResponder

Venho pedir um help no meu roteiro....
Já desobedeci a primeira regra do post e comprei ( na verdade, resgatei com milhas na TAM), obedecendo o prazo de 180 dias para a emissão da passagem.
Vôo de TAM para Frankfurt , no dia 02/07, e de lá, para Londres, via Lufthansa ( um bilhete só). Fiquei esperando para conseguir a volta via Paris, mas, só consegui no dia 17/07, também via Londres.
Não conheço Londres, e aqui seguem as minhas duvidas:
- Gostaria de conhecer Provence e as plantações de lavandas, então pensei em descer em Frankfurt, e não seguir para Londres. De Frankfurt seguiria para Provence ( ainda não vi a logística do deslocamento), onde ficaria uns 6 dias.
- Sairia de Provence para Londres, e ficaria até o dia 17/07, voltando para o Brasil.

Minhas duvidas :

Sigo até Londres para ir para Provence, ou fica melhor parar em Frankfurt ?
Será que é uma boa opção ficar os 15 dias em Londres e arredores( Liverpool e etc...)? Minha primeira vez em NY fiquei 20 dias, e gosto de conhecer bem e sem pressa.
Alguma outra sugestão de roteiro?
Vale a pena incluir Provence? Não gosto de conciliar duas cidades grandes... Pensei na correria de Londres por uma semana, e no bucolismo da Provence na outra semana.

Pitacos são pra lá de benvindos !!!!!

abraços

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Flavia! Pense em pelo menos uma semana na Provence.

Londres é um lugar mais interessante para conseguir vôos low-cost a Marselha ou Avignon. De Frankfurt não saem vôos low-cost.

O ideal seria ficar uns dias em Londres, ir à Provence e voltar para os últimos dias na capital britânica.

Flavia
FlaviaPermalinkResponder

Olá Bóia,

Obrigada pela dica! Mas você não acha que dividir Londres em duas etapas não seria ruim?
Nunca fiz um roteiro assim, você poderia explicar como?

Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Flavia! Só sugeri dividir Londres em duas etapas para não haver problema de conexão entre a passagem emitida e a passagem à Provence. Mas dá para voltar a Londres na véspera, dá no mesmo.

Kely
KelyPermalinkResponder

Trips
(1a viagem a Europa)
Vocês fazem reserva em todos hotéis e transportes antes de viajar?
Eu já defini o meu roteiro e os meios de transporte na Europa, porém penso dessa forma e queria a opinião de vocês + Bóia e Riq,
Opção 1: Viajar com tudo planejado e reservado é mais barato, pois comprando passagens de trem com antecedência é mais barato e reservar hotel antes tb, porém você precisa sair da cidade no dia que acaba a sua reserva porque você tem uma passagem para outra cidade e reserva em outro hotel. Não bate muito a vontade eu devia ter programado de ficar mais um dia... o contrário eu acho difícil de acontecer...
Opção 2: Reservar hotéis com opção que pode cancelar sem custo, e comprar passagem de trem estando no destino e confirmando ou não o roteiro pré planejado, chego na cidade fico alguns dias, vejo que tá bom a quantidade de dias que tinha programado e compro a passagem de trem, ou vejo que quero ficar mais um tempo, cancelo a reserva (vou ter que pagar mais por hotel) e pago mais pela passagem de trem por comprar perto da data.
Tenho vontade de praticar a 1a opção, mas tenho muito medo de ficar me lamentando por algo errado.
Que puder opinar, agradeço!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Kely! Não se viaja sem hotéis e transportes reservados. O jeito de não engessar a viagem é não abusar do ritmo e montar bases. Montando bases você curte a base o quando for necessário, e pode cancelar explorações laterais se não tiver dada a base como vista.

Leia:

https://www.viajenaviagem.com/2011/11/vai-por-mim-montar-bases-e-mais-eficiente-do-que-pinga-pinga/

https://www.viajenaviagem.com/2011/12/como-montar-viagem-europa/

Kely
KelyPermalinkResponder

obrigada bóia por todas respostas!!

Edu Palis
Edu PalisPermalinkResponder

Fala Bóia, bom dia.

Tava pensando agora no seguinte roteiro:

Ams,Roterdam,Antuerpia (casa de um amigo), Colonia, Munique, Istambul e Marrakesh, Budapeste, Praga e AMS

Naum conheço muito da Alemanha, só Berlin. Vc acha q vale visitar essas duas cidades?

De Munique é melhor ir pra onde primeiro? Istambul, Praga ou Budapeste?

Vale a pena ir de trem só ate munique mesmo?

Abraço e tks por tudo!

Edu Palis

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Edu! Não sei nem o que dizer da sua viagem eekops:

Leia com atenção o post, você verá que está exagerando nas distâncias e no ziguezague.

Edu Palis
Edu PalisPermalinkResponder

Naum entendi Bóia... :/

Eu chego e saio da Europa por AMS.

Minha ideia principal é:
De la passo em roterdam, Antuerpia, Colonia e Munique de trem.

De Munique tenho a opção de fazer:
- Munique / Istambul / Budapeste / Praga / AMS ou;
- Munique / Praga / Budapeste / Istambul / AMS

So queria saber se Colonia e Munique são interessantes de se conhecer (tenho 28 anos) e qual roteiro desde munique é mais viavel e menos oneroso.

Marrakesh foi viagem minha ... :X

Abç

Edu Palis

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Edu! Se quiser fazer trechos de trem, voe de Amsterdã a Istambul, então voe a Budapeste, faça Budapeste-Viena-Praga-Munique-Colônia-Amsterdã de trem, ou o contrário.

Toda cidade européia é interessante para conhecer, desde que você tenha tempo suficiente para isso.

Leia o post sobre quantos dias em cada lugar. Lembre-se que cada dia de deslocamento é um dia perdido. E que cada deslocamento encarece a viagem. E que a Europa não vai sair do lugar.

Edu Palis
Edu PalisPermalinkResponder

Valeu Bóia!

Edu Palis
Edu PalisPermalinkResponder

Ultima pergunta Bóia:

vc acha melhor comprar os tkts de trem daki ou lá?
Ha uma grande diferença de preços se eu deixar para comprar localmente?

Abç

Edu Palis

Eder
EderPermalinkResponder

Bom dia,

Estou montando minha lua de mel, saindo de São Paulo.Idéia para setembro saindo dia 16 de Setembro 2013.

Gostaria de passar 20 dias na Europa, passando somente por Lisboa, Madrid, Paris, Roma e Atenas.

Qual o melhor percurso de ida e volta? Quais trechos da europa vale a pena fazer de trem?

Que puder opinar, agradeço
Eder

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Eder! Clique em tudo o que puder neste post, você aprenderá bastante sobre a Europa. Não há nenhum trecho na sua viagem que seja bom fazer de trem. Comece por Atenas se quiser pegar tempo bom, porque outubro já será chuvoso.

Eder
EderPermalinkResponder

Sp Atenas e voltando por Lisboa.. vendo relação de custo?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Éder. Isso, e incluindo os demais trechos na passagem.

Claudia
ClaudiaPermalinkResponder

Riq, sou fã de seu blog faz bastante tempo e agora estou montando a primeira viagem para a Europa. Iremos de Florianópolis/Nice e de Nice para Paris de onde voltamos. Na ida tem uma parada em Amsterdã e estou pensando em aproveitar para conhecer cidade. Minha dúvida é se consigo conhecer um pouco da cidade em algumas horas ou justifica um pernoite? Considerando que estarei com pouca bagagem (teria aonde guardar no aeroporto?).Fica distante o aeroporto dos pontos principais? Qual a melhor opção? Obrigada.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Claudia! Aqui quem responde é A Bóia.

Leia o que o Ricardo Freire acha disso:

https://www.viajenaviagem.com/2012/01/intervalo-entre-voos/

Claudia
ClaudiaPermalinkResponder

Oi Bóia, agradeço por sua rápida resposta.
Eu já havia lido este post. A minha parada não é um espaço de horas entre os vôos, é um stopover, por isso é possível escolher o tempo que gostaria de ficar na cidade. A dúvida era se um dia seria suficiente e se compensaria o pernoite para viajar no outro dia.
Obrigada.

Janleide
JanleidePermalinkResponder

Oi Cláudia, sobre este "stopover" como consultar essa possibilidade? Estou vendo sites com "múltiplos destinos", pois a volta é diferente da chegada na Europa, mas não sei como ver "stopover", só por agência mesmo?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Janleide! "Stopover" é só o termo técnico para parada. Basta você programar, na busca, o intervalo de dias que você deseja no local da escala, e estará caracterizado o stopover.

Franklin
FranklinPermalinkResponder

Sigo o blog no twitter..tenho o seguinte dilema.. Farei um curso de 2 semanas em Dublin em Junho 2012..chegarei lá no dia 07..mas pretendo ir a Londres e Paris entre os dias 15 a 17 ..pois retorno dia 17 por causa do curso..tem alguma sugestão para usufruir essas cidades. Penso em primeiro ir a Londres dia 15..e dia 16 cedo vou a paris de eurostar e volto a noite pra Londres..faço algumas visitas a Londres no dia 17 durante o dia e retorno a noite pra Dublin..podem me ajudar..se puder incluir pontos que tenho que visitar em Londres ..e nesse 1 dia em Paris..eu aceito..e onde melhor se hospedar em Londres.pra pegar o Eurostar e passear nos principais pontos da cidade.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Franklin! Escolha uma das duas. Dois dias já é um tempo infimo para qualquer delas.

Escolha seus passeios aqui:
https://www.viajenaviagem.com/europa/londres-ricardo-freire
http://www.viajenavaigem.com/europa/paris-ricardo-freire

Daniela Veloso

Bom dia Bóia,
Gostaria das suas salvadoras dicas!!
Quero fazer uma viagem de Lua de Mel e já tenho ida e volta emitido.
Salvador / Madrid - Chego em Madrid dia 21/03 as 11h45
Barcelona / Salvador - saio de Barcelona as 11h40

Além dos destinos da chegada e da partida, tenho que ir em Vigo para conhecer uma tia (máximo dois dias) e gostaria de fazer a Costa Amalfitana, Veneza ou Roma (Os dois ficaria muito puxado??).
Dos destinos acima, o único que conheço é Madri.

Pensei em gastar pouco na maioria dos destinos, em termo de hotelaria ou até mesmo albergue que tenha quarto individual, e deixar um dos destinos para ficar em um bom hotel (Pensei na Costa Amalfitana).

Enfim, em se tratando de uma viagem de Lua de Mel, o que sugere de roteiro??

Muito obrigada!!

Daniela Veloso

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Daniela! Faltou dizer quanto tempo você tem para essa viagem!
https://www.viajenaviagem.com/2010/07/europa-quantos-dias-em-cada-lugar/

Daniela Veloso

Nossa, que falha... Afinal, você não tem bola de cristal, smile
Ida: 20 de março - chegando em madrid 21/03 as 11h40
Volta: 07 de abril, saindo de barcelona as 11h45

Muito obrigada,

Daniela Veloso

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Daniela! Primeiro a gente monta o roteiro. Depois a gente compra a passagem.

Leia:
https://www.viajenaviagem.com/2011/12/como-montar-viagem-europa/

A resolução da sua viagem vai envolver um monte de gambiarras.

Você chega por Madri e sai por Barcelona, mas seus interesses estão em Vigo e na Itália!

Março está muito cedo para a Costa Amalfitana.

Fique quatro dias em Madri. Voe a Vigo e fique quantos dias você precisar. Vá ao Porto de trem e voe de lá a Roma. Fique cinco dias em Roma. Suba a Veneza de trem. Fique quatro dias. Voe a Barcelona.

Cecília
CecíliaPermalinkResponder

Olá,
estou indo para Berlim pela primeira vez em maio próximo. Vou ficar 7 noites lá. Vou com marido e filho de 5 anos. Reservei hotel no Mitte e gostaria de saber quais os bate-voltas recomendados para uma família: Potsdam já está nos meus planos. Há algum outro local imperdível por lá?
Quais pontos turísticos vc recomendaria para irmos com nosso pequeno? Penso em ir no Zoo, Aquário, Madame Toussaud.
Há algum museu com dinossauros, múmias?
Desde já, agradeço suas dicas.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Cecilia!

Veja programas para crianças nesses sites:

http://www.cometoberlin-withkids.de/en/tours

http://visitberlin.de/en/category/1518?parent=817

http://www.timeout.com/berlin/search/tag/908/family-kids

http://www.alemanhaporquenao.com/2011/09/roteiros-venda.html

O Neues Museum, onde está o busto de Nefertite, tem uma ala dedicada ao Egito.

arthur
arthurPermalinkResponder

Por favor que puder fico grato pela ajuda.

Tenho interesse de em junho proximo, dia 26, fazer uma viagem de 15 dias à europa. Andei olhando TAP multi-cities: rec- lisboa, lisboa-roma, barcelona - rec.
Com isso penso em visitar lisboa, roma, veneza, paris e barcelona, é possivel? os trechos de roma a veneza e veneza a paris é melhor de trem?

Nao conheço nada de Europa...

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Alô, Arthur! Sua viagem ficaria bem corrida. Antes de mais nada, veja quantos dias passar e cada lugar e determine as suas prioridades:
https://www.viajenaviagem.com/2010/07/europa-quantos-dias-em-cada-lugar/

Cecília
CecíliaPermalinkResponder

Obrigada, Bóia.

Estou com uma dúvida sobre meios de transporte. Vi no site da BVG que criança acompanhada é de graça. É isso mesmo? Meu filho tem 5 anos e pretendo comprar o passe de uma semana para setor AB. Penso em ir a Potsdam passar o dia. Para ir até lá, vc sabe dizer qual o trem e quanto custa o passe?

Grata mais uma vez.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Cecília! Se você encontra uma informação oficial num site oficial, confie nessa informação, não precisa pedir pra Bóia checar de novo, fofinha! Sim, dá para viajar com até 3 crianças de até 6 anos de graça.

Potsdam fica na zona C. O "single ticket" das zonas B-C custa 2,70. Você vai gastar 5,40 a mais neste dia.

Cecília
CecíliaPermalinkResponder

Obrigada. Tive dúvidas na passagem da criança porque o site estava em inglês. Preferi confirmar com vcs.

Erica Luzia
Erica LuziaPermalinkResponder

Bom dia!
Estou tendo dificuldades em entender e saber onde devo "tirar" o seguro saúde e o Schengen. Vamos á espanha em junho, uma amiga e eu, e queremos todos os documentos necessários para não dar motivos na imigração.
Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Erica! O seguro Schengen é facilmente feito online. Recomendamos a Mondial: https://www.boia.me/mondial/

Se você optar pelo convênio do Brasil com a Espanha (vale também para Itália e Portugal, mas não vale para outros países), vai ter que passar pessoalmente numa agência do INSS e requerer o seu documento.

Douglas  Balaguer

Olá Bóia

Enviei uma mensagem mas não sei se chegou , estou reenviando.
Parabéns Bóia pelo excelente trabalho.Eu e minha esposa estaremos na França de 25/09 a 09/10 . Estamos pensando em dividir em duas etapas: de 25/09 a 01/10 ( aprox.5 dias)locar um carro e viajar para a região de vale do loire , mont-St. Michel , normandia e eventualmente Luxemburgo. A partir de 01/10 ( sem o carro) curtimos Paris. Faz sentido esse roteiro de carro ? Qual seria a melhor sequencia ?
Obrigado

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Douglas! Luxemburgo está sobrando no seu roteiro. A melhor seqüência é: 5 dias em Paris, 5 dias viajando de carro, 5 dias de bis em Paris.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia de férias. Só voltaremos a responder perguntas que forem postadas a partir de 3 de junho. Relatos e opinões continuarão sendo publicados.
Cancelar