Para entender Cancún, Playa del Carmen e Riviera Maia

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Daddy O x Señor Frogs, Cancún

Com o fim do visto mexicano, Cancún voltou a ser um dos destinos brasileiros preferidos no Caribe. Desde o fim de 2014, a TAM tem vôos diretos de São Paulo a Cancún, uma vez por semana. A panamenha Copa voa para lá via Panamá de oito cidades brasileiras (São Paulo, Rio, Belo Horizonte, Brasília, Campinas Porto Alegre, Recife e Manaus); a Avianca voa via Bogotá; a Aeroméxico, via Cidade do México; a LAN via Lima. As americanas também vão: a Delta (de São Paulo, Rio e Brasília) via Atlanta, e a American (de São Paulo, Rio, Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Porto Alegre, Salvador, Recife e Manaus) via Miami ou Dallas.

Cancún e região estão bem diferentes da época da primeira invasão brasileira (1995-2005). Na minha opinião, a mudança é para melhor. Há muitas opções a considerar antes de fechar a viagem. Invista meia hora na leitura deste post, e sua viagem pode melhorar muitíssimo.

Um pouco de história (e de geografia)

Até 1970 o México praticamente ignorava o seu litoral caribenho. A costa leste da península de Yucatán, que vai da atual Cancún até a fronteira com Belize, era um fim de mundo virtualmente desabitado.

Quando se pensava em praia no México, o que vinha à cabeça de mexicanos e estrangeiros era a costa do Pacífico, onde Acapulco reinou como a praia mais famosa do mundo por algumas décadas. Na costa leste o único litoral com estrutura era o do Golfo do México, nos arredores da cidade portuária de Veracruz (cujas praias são feiosinhas).

No fim dos anos 60, ao perceber que o turismo trazia mais divisas para o país do que as exportações agrícolas, o governo do México identificou novas áreas com potencial turístico -- e nenhuma cativou o interesse da iniciativa privada tanto quanto essa reserva de praias selvagens banhadas pelo mar turquesa do Caribe. De quebra, a região ainda abrigava duas importantes ruínas maias -- Tulum, a única à beira-mar, e Cobá -- e estava próxima de uma terceira, a imponente Chichén-Itzá, situada por sua vez nas redondezas de duas lindas cidades coloniais, Valladolid e Mérida.

Decidiu-se então implantar o pólo turístico caribenho a partir da ponta norte, cuja topografia oferecia uma ilha estreita e comprida, em formato de "7", separada do continente por uma lagoa salobra, e que até o início da década de 70 era uma imensa fazenda de coco habitada apenas pela família do capataz (população total: 3). Nascia Cancún.

Mais ou menos na mesma época, o oceanógrafo Jacques Cousteau revelava ao mundo os corais preservados da ilha de Cozumel, 60 km ao sul do futuro balneário. Estava criada a nova dupla de destinos internacionais litorâneos do México: Cancún para praia, Cozumel para mergulho.

O primeiro hotel de Cancún abriu em 1974. O aeroporto para jatos foi inaugurado em 1976 (e hoje recebe a cada ano mais turistas estrangeiros do que todos os aeroportos do Brasil somados). A ocupação hoteleira começou pelas praias de águas mais calmas -- as voltadas para o norte, na barra superior  do "7". Entre os hotéis originais daquela zona está o Krystal Grand (ex-Hyatt Regency). A outra praia de águas calmas inicialmente ocupada ficava no extremo sul da ilha: a Ponta Nizuc, bastante próxima ao aeroporto. Ali se instalou o Club Med em 1976 (e foi totalmente renovado em 2006).

As duas etapas seguintes de crescimento, entre as décadas de 80 e 90, ergueram o atual skyline de Cancún no praião reto da sua orla leste (a haste do "7"), onde o mar é constantemente encrespado, sobretudo do meio para baixo.

A década de 90 marcou também o início da ocupação turística da Riviera Maia -- os 150 km que vão da base de Cancún até a entrada da reserva natural de Sian Ka'an, em Tulum. Por ali instalaram-se parques temáticos, como X-Caret e Xel-Há, que têm um pezinho na Flórida e outro no ecoturismo, aproveitando as belezas naturais da região: corais preservados, rios de águas transparentes, florestas, cavernas.

Foi neste trecho da Riviera Maia que se deu a quarta onda de ocupação hoteleira da região: desta vez, vieram as grandes cadeias de resorts, plantando suas bandeiras ao longo da costa de recorte delicado, repleta de enseadas e protegida por extensas barreiras de recifes. Se você andou pesquisando ultimamente sobre Punta Cana, vai reencontrar a maioria dos nomes por aqui. Com uma diferença: misturados entre os resortões também há hotéis de luxo e hotéis-boutique.

Mas nem tudo na Riviera é fruto do planejamento dos tecnocratas. A vida não obedece cegamente a planilhas, e nesta grande região de turismo planejado acabaram brotando alguns pólos de insubordinação e espontaneidade. O maior deles é Playa del Carmen, que evoluiu de um mero píer de embarque para Cozumel a um vilarejo de praia com personalidade própria e vida independente -- é o "Arraial d'Ajuda" de Cancún. Outro núcleo não-planejado está em Tulum, ao sul das ruínas maias, onde se instalaram pequenos hotéis pé-na-areia com propostas alternativas; é a "Caraíva" de Cancún (que vem evoluindo para ser a "Trancoso" de Cancún).

E finalmente, fechando o ciclo de ocupação desse ex-fim de mundo ex-selvagem e ex-desabitado, houve o boom imobiliário pré-2008, que fez surgir condomínios de segundas residências, muitos deles acoplados a projetos hoteleiros pré-existentes. Hoje grande parte da costa está ocupada; selvagem mesmo, só a faixa da reserva natural de Sian Ka'an, no extremo sul.

E agora? Como escolher?

Desculpe se eu compliquei a sua vida. Mas é que a região oferece tantas possibilidades, que vale a pena estudar qual é a opção mais sob medida para você.

    CANCÚN

    Vertical, americanizada, com shoppings e vida noturna

shopping Luxury Avenue

Costumo comparar Cancún à Barra da Tijuca. É um balneário vertical, construído à americana: as distâncias são grandes demais para se percorrer a pé, e tanto o comércio quanto a vida noturna se concentram em shoppings. Mas tudo funciona muito bem. Os hotéis são bastante confortáveis e o padrão de serviço é alto.

Praia em Cancún

O mar tem aquele azul-turquesa lindo em qualquer ponto da orla, mas a qualidade do banho varia de trecho para trecho. Aquele Caribe calminho e cristalino só é encontrado na barra superior do "7" (as praias voltadas para o norte). Nas praias do leste (a haste do "7") o mar é mais calmo no terço superior. Na parte de baixo fica mais agitado, e pode ostentar bandeira vermelha em muitos períodos. Na extremidade inferior há novamente uma enseadinha calma (Punta Nizuc).

Hospedagem em Cancún

Depois do furacão Wilma (que os mexicanos chamam de Uílma), em 2005, os hotéis de Cancún usaram o dinheiro do seguro para renovações completas. A cidade vem desde então tentando passar uma imagem mais sofisticada, tentando se desligar da percepção de um eterno spring break (a semana do saco cheio da estudantada americana). O maior sinal disso é a multiplicação dos spas pelos hotéis da orla. De uma maneira geral, os hotéis da parte de cima da orla, nas praias mais calmas, são mais colados uns nos outros, com terreno e estrutura menores. Da metade da orla para baixo, no trecho de praia menos amigável, os hotéis adquirem tamanho e estrutura de resorts.

Para aproveitar as praias calmas da ponta norte (e estar perto das discotecas), considere os all-inclusive Riu Palace Las Américas (km 8,5), Riu Cancún (km 9) e Dreams Sands. Se você não quer a companhia dos americanos que passam o dia nos bares do hotel para chegarem calibrados às discos, escolha um dos hotéis sem refeições incluídas: o completo Fiesta Americana Grand Coral Beach (km 9), o correto Krystal Cancún e seu vizinho mais confortável, o Krystal Grand (antigo Hyatt Regency), no km 9. Os três já estão na faixa de praia voltada para o leste, mas o mar ali naquele canto é tão calmo quanto na costa norte. Uma outra bela opção para quem quer sair para passear fora da cidade todos os dias e curtir a noite ao voltar é o Aloft, um hotel novo e moderno que está do outro lado da estrada (ou seja, não tem praia em frente).

No trecho entre o pólo do agito e o shopping a céu aberto La Isla, o mar aqui tem comportamento variado: pode estar calminho ou agitado dependendo das condições atmosféricas. Neste ponto estão os luxuosos Le Blanc (all-inclusive, km 10) e Live Aqua (all-inclusive, km 12,5), o moderninho ME Cancún (all-inclusive, km 12) e o Hyatt Zilara (era um Royal; all-inclusive, km 11,5). O grupo Royal, que oferece um all-inclusive normalmente elogiado, tem três hotéis na área: o Grand Park Royal (km 10,5), o Park Royal (km ) e o Gran Caribe Real (km 11,5). Nesta região também fica um resort básico, que é basicamente oferecido como o chamariz dos pacotes das operadoras: o Flamingo (km 11,5). Se você não procura all-inclusive e quer hotelaria de primeira, o Westin Lagunamar não decepcionará (km 12).

A região abaixo do Kuklcán Plaza foi a última a ser conquistada pelos resorts, que aqui tendem a ocupar espaços maiores e por isso serem mais completos. O mar tem ondas e, quanto mais para baixo na costa, mais repuxo. É uma região para quem gosta mais de piscina do que de praia. O JW Marriott (km 14,5) não é all-inclusive. Os outros que eu pesco aqui são all-inclusive: o charmoso Secrets The Vine (km 14,5), o animado Hard Rock Hotel (km 14,5), o sofisticado Paradisus Cancún (km 16,5) e o superfamília Iberostar Cancún (km 17). O marcador rosa volta a marcar um trecho de praia tranqüila: a do Club Med, que tem uma prainha protegida na ponta de baixo da zona hoteleira.

All inclusive vale a pena em Cancún?

Na minha opinião, não. Com raras exceções (Riu, Iberostar) os hotéis de Cancún não oferecem a variedade de restaurantes à la carte que caracteriza os resorts do gênero. Além disso, como não estão isolados, a civilização está à porta -- e é tentadora. É incongruente você escolher um lugar cujo forte são os shoppings e a vida noturna e se contentar em consumir dentro dos limites do hotel. E finalmente, há a questão dos passeios. O que diferencia Cancún de outros destinos do Caribe (alô, Punta Cana!) é justamente a possibilidade de fazer um passeio diferente todos os dias; e fora do hotel, você acabará aproveitando pouco o sistema tudo-incluído. O all-inclusive de Cancún vale mais a pena para os turistas de países frios, que passam toda a temporada na praia torrando ao sol, sem se importar com passeios ou saídas. Na zona urbana de Cancún, o all-inclusive também atrai a molecada americana, que aproveita a bebida farta e liberada (nos Estados Unidos, é preciso ter 21 anos e apresentar carteira com foto para beber; no México, basta aparentar 18) e passa o dia se calibrando para a noite. E uma última observação: sempre que você achar um hotel com tarifa all-inclusive igual à tarifa normal de um outro hotel, no mesmo site, esteja certo de que os ingredientes e bebidas servidos no all-inclusive não serão de primeira linha; o nível de preço do all-inclusive sempre é um indício da qualidade do que é oferecido.

Transporte em Cancún

O aeroporto fica entre meia hora e quarenta minutos da maioria dos hotéis; normalmente, vai-se de táxi (US$ 40 a US$ 50, dependendo da temporada). Também há vans compartilhadas, a partir de US$ 14 por pessoa. Trânsfers pré-agendados, com motorista esperando com plaquinha, custam a partir de US$ 60. Na zona hoteleira funciona um ótimo serviço de ônibus local, com passagens a 9,50 pesos (você pode também dar 1 dólar, mas não receberá troco). Os táxis são tabelados; as tabelas são visíveis na entrada dos hotéis. Todos os tours organizados -- e alguns restaurantes -- buscam os passageiros nos hotéis.

É preciso alugar carro em Cancún?

Como você pode ler no tópico anterior, é perfeitamente possível ficar em Cancún sem alugar carro. Mas alugar o carro é, sim, uma boa: não é caro, e você tem autonomia para fazer todos os passeios por conta própria, no seu ritmo. O único passeio de carro que eu não recomendo é Chichén-Itzá, porque está a mais de 3 horas de estrada; é melhor pegar um passeio organizado (se quiser ir de carro, então durma por lá -- ou no hotel do sítio arqueológico, ou nas cidades coloniais de Valladolid ou Mérida).

Passeios em Cancún

Os mais simples a partir da zona hoteleira são o bate-volta de barco a Isla Mujeres (praias calminhas, mergulho no Parque Garrafón) e as escapadas ao centrinho de Cancún (Mercado 28 para artesanato de dia, restaurantes típicos com mariachis à noite na av. Yaxchilán, e o Parque de las Palapas para footing noturno entre os residentes). A maior parte dos passeios tem como destino pontos da Riviera Maia, distantes da zona hoteleira entre 70 km (Xcaret, Playa del Carmen, Cozumel para mergulhar) e 120 km (Tulum e Xel-Ha), sempre em estrada duplicada. Chichén-Itzá está no interior da península, a 3h30 por estrada duplicada.

Compras em Cancún:

Existem pelo menos cinco shoppings na zona hoteleira. O mais agradável é o La Isla Shopping Village, no km. 12,5, com ruas ao ar livre à beira da laguna, do lado oposto aos hotéis ME Cancún e Aqua. O mais sofisticado é a ala Luxury Avenue do Kukulcán Plaza, no km 13, ao lado dos hotéis Barceló Tucancún e Casa Turquesa. O forte do Forum by the Sea, no km 9,5, é o entretenimento: tem cinemas, o clube Daddy O., um Hard Rock Café, um Carlos n'Charlie, e está próximo à megadisco CocoBongo. Para souvenirs e artesanato sem sair da zona hoteleira o melhor é o Plaza Caracol, no km 8,5, em frente ao Riu Cancún. Já o Flamingo Mall, no km 11,5 do lado da laguna (em frente ao hotel Royal Solaris Cancún), se destaca pelas redes de restaurantes: tem filiais de Outback, Bubba Gump Shrimp, Margaritaville e Sanborn's (o Starbucks mexicano).

Vida noturna em Cancún

A maioria das discos e bares está localizada na parte de cima da zona hoteleira. A mãe de todas as discotecas é a CocoBongo, no km 9,5, famosa pelos shows megaproduzidos. Sua maior rival é a Daddy O., também no km 9,5 (no Forum by the Sea). Como alternativa aos clubes existem vários bares muvucados, que servem os drinks gigantescos (e adocicados) apreciados pela garotada dos States, como Señor Frog's (km 9,5) e o Carlos n'Charlie (km 9,5, Forum by the Sea).

Cancún é para quem?

Se você é fã de shoppings e curte restaurantes e bares de rede, vai adorar Cancún. Caso queira encontrar uma praia caribenha na Cancún urbana ou se vai com crianças, procure se hospedar nas praias calmas (voltadas para o norte, até o km 8 do Boulevard Kukulcán, ou então no Club Med). Essas praias também são as únicas que recomendo para quem faz questão de all-inclusive (eu não iria até o Caribe para ficar preso num hotel all-inclusive de uma praia perigosa para entrar...).

    PLAYA DEL CARMEN

    Horizontal, charmosa e boa para passear

Mamita's Beach, Playa del Carmen

Playa del Carmen é uma espécie de mini-Búzios de uma praia só. Tem um jeitão mais latino -- se você curte o astral de Arraial d'Ajuda ou Pipa, deve gostar daqui. A localização é ideal para passear: Playa está no centro da Riviera Maia, próxima aos parques e a Tulum. Mas atenção: nos últimos anos, a vila se desenvolveu bastante, e toda a sua costa norte ficou ocupada por condomínios e novos hotéis. Se você busca algo mais rústico e exclusivo, leia o tópico de Tulum.

Praia em Playa del Carmen

A praia central é bonita de ver, mas não é boa para banho, porque é praticamente toda ocupada por embarcações. O trecho bom começa a 10 minutos de caminhada na direção esquerda, passando o hotel Gran Porto Real. Dali seguem mais 5 ou 6 km de praia, que costumava ser perfeita mas tem sofrido com erosão e algas. Há clubes de praia, como o Mamita's (o mais bacana), mas em outros trechos o serviço de bordo é restrito aos hóspedes dos hotéis em frente.

Hospedagem em Playa del Carmen

No centrinho tem (quase) de tudo: albergues, hotéis baratos (como o Lunata), apart-hotéis e apartamentos para alugar (novinhos, construídos no último boom imobiliário; um com excelente custo x benefício é o Playa Palms, pé na areia) até hotéis-design (como o Mosquito Beach e o Deseo. Os hotéis ficam maiorzinhos na ponta norte do centro, onde estão os all-inclusive Gran Porto Real e Royal Playa del Carmen; dali em diante você encontra hotéis grandotes à beira-mar e menores nas quadras internas. Nos últimos anos, na ponta norte da Quinta Avenida já surgiram até grandes resorts, como a dupla de all-inclusives Paradisus La Esmeralda (para famílias) e Paradisus La Perla. O endereço tradicional dos resorts em Playa, no entanto, é ao sul do centrinho, no condomínio Playacar, onde estão o Playacar Palace, The Reef, Sandos Riviera e complexos Riu e Iberostar.

All-inclusive vale a pena em Playa del Carmen?

Não acho que valha, não. A razão para ficar em Playa del Carmen é curtir a vidinha urbana: pegar sol na Mamita's, fazer footing na Quinta Avenida, experimentar os restaurantinhos, fazer a ronda dos bares e clubes à noite. Ou então, passear para cima e para baixo. Para aproveitar o hotel, melhor então escolher algo na Riviera Maia.

Transporte em Playa del Carmen

O aeroporto de Cancún está a 40 km. Há 10 ônibus diários que ligam o aeroporto a Playa del Carmen em uma hora (o primeiro sai às 10h50, o último às 19h; custa US$ 10 por passageiro). O táxi custa US$ 80. Para circular em Playa del Carmen você não vai precisar de carro: só precisa gostar de caminhar um pouquinho. (Mas atenção: de Playacar ao centrinho de Playa é preciso tomar um táxi.) Querendo dar um pulinho em Cancún, há ônibus com ar condicionado da ADO que saem da rodoviária de Playa a cada 15 minutos em direção à rodoviária de Cancún (no centro da cidade) por menos de US$ 5 (da rodoviária é preciso tomar um ônibus local para a zona hoteleira). Playa também tem inúmeras agências de turismo receptivo que vendem tours organizados a todas as atrações da região.

Passeios em Playa del Carmen

Situada no centro geográfico da Riviera Maia, Playa del Carmen é a melhor base para passear pela região. O parque Xcaret fica ao lado; basta rodar 50 km para chegar a Tulum (e Xel-Há). Cozumel está em frente: basta pegar o ferry-boat (que sai de hora em hora e leva 45 min. à ilha). Há muitos cenotes (rios e cavernas onde se pode fazer snorkel ou mergulhar de cilindro) nas redondezas. A curta distância justifica também passeios de carro para degustar outras praias, como Punta Maroma (15 km ao norte), Paamul (10 km ao sul), Xpu-há (25 km ao sul), Akumal (40 km ao sul, pokint de tartarugas) ou Xcacel (45 km ao sul). Não perca tempo com Isla Mujeres; este é um passeio interessante para quem está em Cancún, mas redundante para quem está na Riviera Maia.

Compras em Playa del Carmen:

A Quinta Avenida é a Rua das Pedras de Playa. Espere encontrar uma miríade de lojinhas e boutiquezinhas. O forte são roupas e acessórios.

É preciso alugar carro em Playa del Carmen?

Dentro de Playa o carro é um estorvo; não há necessidadenem lugar para estacionar. Alugue carro somente para os dias em que você quiser fazer passeios no seu ritmo. Não recomendo ir a Chichén-Itzá de carro, a não ser que você queira dormir por lá (no hotel do sítio arqueológico, em Valladolid ou em Mérida). Para ir e voltar no mesmo dia, melhor ir de tour organizado (são 3h30 pela estrada).

Vida noturna em Playa del Carmen

Um dos prazeres de Playa del Carmen é fazer a ronda dos bares. O epicentro da muvuca é a calle 12, entre a Quinta Avenida e a praia. A cena é bastante variada -- tem desde boates pé-na-areia ao ar livre (uma característica exclusiva de Playa) até uma filial da Coco Bongo (Calle 12 esquina 10a. Avenida).

Playa del Carmen é para quem?

Playa é para quem procura uma experiência menos americanizada (e também menos família) na região. Eu adoro, e recomendo a todo mundo que esteja à procura de um lugarzinho no Caribe que pudesse estar no Brasil.

    RIVIERA MAIA

    Resorts all-inclusive (e hotéis de luxo)

Playa del Carmen

A costa logo abaixo de Cancún tinha tudo o que as redes de resorts podiam querer: grandes áreas disponíveis à beira-mar (e não é qualquer mar: o Caribe!), águas calmas e dificuldade de acesso para quem não entre pelo portão principal. Não admira que todas estejam por ali.

Praia na Riviera Maia

São 100 km de um litoral bastante recortado, com praias em grande parte protegidas por recifes. Sem o skyline vertical da Cancún urbana, a impressão é a de se estar mais próximo da natureza.

Hospedagem na Riviera Maia

A maioria segue a cartilha do resortão caribenho: terrenos enormes e inúmeras alas, com apartamentos espalhados em prédios baixos, de até três andares, para não destoar da paisagem. O sistema all-inclusive predomina -- entre as bandeiras conhecidas pelos brasileiros estão Moon Palace (do mesmo grupo do Hard Rock Hotels; pertinho de Cancún); Now SapphireDreams Riviera Cancún e Now Jade (na região de Puerto Morelos, a 40 km de Cancún); o complexo Iberostar de 5 hotéis na Playa Paradiso (50 km de Cancún); o Secrets Maroma Beach em Maroma (55 km); o complexo Barceló de 3 hotéis perto de Puerto Aventuras (20 km de Playa del carmen, 90 km de Cancún); os dois Grand Palladium em Kantenah (30 km de Playa del Carmen, 100 km de Cancún); o complexo de 3 hotéis do Gran Bahía Príncipe, perto de Akumal (40 km de Playa del Carmen, 110 km de Cancún); e o Dreams Tulum, próximo às ruínas (50 km de Playa del Carmen, 120 km de Cancún).

A hotelaria superluxo marca presença com o Maroma Resort (do grupo Belmond, o mesmo do Copacabana Palace) e o Zoëtry Paraíso de la Bonita, em Punta Maroma (55 km ao sul de Cancún, 15 km ao norte de Playa del Carmen) e o complexo Mayakoba (com hotéis Banyan Tree, Fairmont e Rosewood) 10 km ao norte de Playa del Carmen e o hotel-butique Esencia, em Xpu-ha (25 km ao sul de Playa del Carmen).

All inclusive vale a pena na Riviera Maia?

Para quem curte o esquema all-inclusive, os resorts da Riviera oferecem as condições ideais. Você curte o resort (que sempre terá uma mega infra) e a praia (que sempre será boa) e não tem por que gastar seu dinheiro fora do hotel. Até os passeios serão mais curtos, porque estarão mais próximos ali mesmo pela Riviera -- na volta, sempre haverá o almoço sendo servido em algum lugar.

Transporte na Riviera Maia

Hospedando-se num resort ao longo da Riviera você vai depender de táxi agendado pelo hotel.

Passeios na Riviera Maia

Os hotéis da Riviera estão melhor localizados do que Cancún para todos os passeios pela Riviera Maia. Considere um ecoparque -- escolha entre Xcaret e Xel-Há. Se curte mergulhar, faça snorkel num cenote. Não deixe de ir às ruínas de Tulum -- e se tiver ânimo, a Chichén-Itzá. Querendo visitar Cancún, vá de dia. O entardecer e a noite são mais gostosos em Playa del Carmen (e a volta sai mais em conta).

Compras na Riviera Maia:

Os maiores hotéis têm lojinhas internas. Mas as compras sérias são em Cancún.

É preciso alugar carro na Riviera Maia?

Apenas para os dias em que você quiser passear, no seu ritmo. Só não recomendo ir de carro a Chichén-Itzá, que está a 3h30 de distância.

Vida noturna na Riviera Maia

Todo resort tem programação noturna, com shows e disco. Não há cassinos em resorts no México.

Para quem é a Riviera Maia?

Um resort na Riviera (ou então o Club Med em Cancún) é a melhor opção para quem vai com crianças: a praia é melhor do que em Cancún, o all-inclusive faz sentido, e os passeios envolvem menos deslocamentos. E os hotéis de luxo são imbatíveis para lua de mel.

    TULUM

    Charme e sossego pé na areia

Tulum

Playa del Carmen parece bastante diferente de Cancún, mas no fim das contas oferece a mesma coisa -- consumismo, azaração e badalação --, só que a seu modo. Já Tulum, não. Tulum tem vocação para o sossego e a contemplação; quando deixar de ser zen e exclusiva, terá perdido a graça.

Praia em Tulum

A praia de Tulum dos cartões-postais é a que banha o sítio arqueológico maia. É também a mais muvucada, já que é acessível a todos os que visitam os templos. A praia imediatamente ao sul das ruínas também é bastante freqüentada e tem barracas. Depois começa um trecho bastante entrecortado por pedras, onde se instalaram alguns hotéis. Mas o filé de Tulum fica entre os km 5 e 10: ali estão os hotéis mais bacanas e a faixa de areia mais larga. Não espere, porém, águas calmas nem transparentes: o mar é encrespadinho feito em Cancún, mas com o mesmo tom lindo de azul.

Hospedagem em Tulum

O hotel do momento fica no km 10, já perto de Sian Ka'an: é o Be Tulum (reserve com bastante antecedência; se não conseguir ficar aqui, marque um almoço pelo menos).

Os hotéis da área são pequenos e fazem a linha mais rústica. Cnsidere o La Zebra, o Zamas, o Sueños Tulum e o Azúcar. O forte aqui não é o conforto (confira se o seu apartamento vai ter ar condicionado ou água quente o dia inteiro), mas o estilo. Os restaurantes vão ter um pezinho no Peru e outro na Tailândia; aulas de ioga serão mais comuns do que de ginástica. Luz de velas, música chill-out, pé descalço -- leve pouca roupa; as rodinhas das malas não andam muito bem na areia...

All-inclusive vale a pena em Tulum?

Não há. Se você ler as palavras "all-inclusive" e "Tulum" na mesma frase, é porque se trata de um resort perto de Tulum, mas não nessa faixa zen-alternativa a que me refiro neste tópico.

Transporte em Tulum

Combine o traslado do aeroporto com o hotel; sai mais barato do que pegar o táxi. Uma vez em Tulum, se você ficar na faixa-filé da praia, vai poder se deslocar a pé, pela areia.

Passeios em Tulum

As ruínas de Tulum estão pertinho -- mas não deixe ir também a Cobá, que fica a uma hora para o interior. Se você escolheu Tulum, certamente os ecoparques da região não fazem o seu gênero. Procure então informar-se sobre mergulhos em cenotes, passeios à reserva de Sian Ka'an (que tem praias desertas) ou os banhos pseudomaias inventados por neoxamãs (vale por um spa).

Compras em Tulum

Os hotéis tem boutiques com roupas, acessórios e artesanato eventualmente interessantes.

É preciso alugar carro em Tulum?

Apenas para os dias em que você quiser passear, no seu ritmo. Não há necessidade de ir à cidade (que fica a 10 km da praia e é beeeem feia e desinteressante).

Vida noturna em Tulum

Jantar em outro hotel é o único programa garantido. Mas fique de olho para saber de festas.

Para quem é Tulum?

Se você curte Boipeba, Santo André da Bahia ou Praia do Rosa, vai curtir Tulum. Precisando de mais vida social, considere Playa del Carmen.

    PERGUNTAS FREQÜENTES

    Clima, Moeda, Visto, Vacina

Qual é a melhor época para ir a Cancún e à Riviera Maia?

A época mais seca vai de fevereiro a maio, com um repique em julho e dezembro -- todos esses meses registram precipitação média abaixo dos 100 mm. Os meses a evitar são setembro e outubro, quando a precipitação passa dos 200 mm. Em janeiro, junho, agosto e novembro chove entre 100 e 150 mm. Veja a tabela completa aqui.

E os furacões?

A temporada de furacões no Caribe oeste acontece entre agosto e novembro. A possibilidade de um furacão estragar a sua semana de férias é remota, mas existe. Se você não quer dormir com essa pulguinha atrás da orelha, vá entre dezembro e julho.

Precisa visto para ir ao México?

Só se você for via Estados Unidos -- então, vai precisar do visto americano. O visto para o México já caiu há alguns anos.

Precisa vacina contra febre amarela?

Não precisa.

Mas eu li em outro site que precisa!

É boato. Não precisa, nunca precisou, nunca vai precisar. Leia mais aqui.

Levo dólares, pesos ou reais?

Você não vai conseguir comprar pesos no Brasil a boa cotação. Nem precisa. Em toda Riviera Maia o dólar é moeda corrente. Não precisa nem fazer câmbio -- mas os mexicanos costumam arrendondar os preços a favor deles. Se você trocar seus dólares por pesos numa casa de câmbio, vai obter uma cotação ligeiramente superior. (Mas não faça isso no aeroporto: casa de câmbio de aeroporto sempre tem cotação desfavorável.)

Cartões de crédito são bem aceitos. Cartões pré-pagos em dólar só valem a pena se a conta vier expressa em dólar; se houver conversão para o peso, você perderá de 3% a 5% a cada transação (além dos 6,38% de IOF que você pagou ao carregar o cartão). Para os pequenos gastos, é possível também sacar pesos ou dólares nos caixas automáticos (boa cotação, mas IOF de 6,38% + tarifas bancárias).

Leia também:

1118 comentários

Lívia Mochileira

Vou ter que discordar da Andrea. Playa tem mta galera, muito mochileiro, povo bem animado. Conheci muita gente, aproveitei demais, tanto o dia qto a noite e olha que fui sozinha! Fiquei 1 semana em Playa del Carmen e o que mais tem lá é balada! Tanto que não senti falta de ir em Cancun, fui 1 dia apenas. Lá em Playa tem uma ruazinha onde ficam as boates, praticamente uma do lado da outra, tocando eletrônico e um pouco de tudo (aliás, "assim voce me mata" tocou em TODAS as festas que eu fui). O que eu posso falar é que a galera de Cancun é mais crazy, o que eu vi foram mtos americanos trêbados! A galera perde a linha mesmo. Em Playa também dá gente doida, lógico, mas o perfil é mais descolado, estilo Pipa ou Buzios. As boates que eu me lembro são Coco Maya, Blue Parrot (essas duas com saída pra praia) e Mandala (fui em outras 2 que não me lembro o nome hehe) E tem um barzinho meio pé sujo que todos vão na pré balada pq vende tequila e Mezcal baratinhos, o nome é Mezcalina. Foi uma das melhores viagens que eu já fiz, Playa é sensacional!

andrea
andreaPermalinkResponder

Oi Lívia !
Foi exatamente o que eu quis dizer, vc traduziu bem ! Playa também tem baladas mas são mais lights, ou seja não tem gente tirando a roupa, banhos de espuma, pole dance, americanos engraçadinhos doidos. Em Playa é uma galera mas tranquila, que senta no bar para conversar e fazer amigos ( de todos os lugares do mundo). Em Cancun é doideira, tanto que o Spring Break é em Cancun e não em Playa. Os mochileiros de Playa são bem chiques ! E Michel Teló toca de manhã, de tarde e de noite. Eu tive que ensinar a coreografia no Hotel todos os dias na piscina e à noite ! Todos adoram. Também achei a viagem sensacional !

André oldrini

Amigos alguem ja se hospedo no hotel Petit latí fe em playa del Carmen,podem me anudar pois ém dezembro estoy indo a playa e quería mas divas do hotel.

A bracos

Oldrini

EROSMARI BORTOTTO G. LOPES

Olá,
Gostaria de saber se na entrada dos atrativos de Cancun-Riviera Maya
tem mapa de localização dos sítios arqueológicos. Abraços a todos.
Eros

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Erosmari! Procure mapas online, é mais prático!

EROSMARI BORTOTTO G. LOPES

Olá Ricardo, adorei seu blog. Ótimas dicas, parabéns pela clareza! Vou a Cancún e gostaria de saber se na entrada dos atrativos como Chichen Itzá, Tulun, etc... tem mapa gratuito de localização dos sítios Arqueológicos. E o mapa de Cancun tem disponíveis nos hotéis? Agradeço desde já.
Eros

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Erosmari! Aqui quem fala é A Bóia! Eu havia respondido a sua pergunta ontem:
https://www.viajenaviagem.com/2012/01/para-entender-cancun-playa-del-carmen-e-riviera-maia/comment-page-3/#comment-218148

Normalmente hotéis e atrações oferecem mapas impressos também.

Nadia Belopede

Iremos à Cancun em julho e gostaria de saber se é melhor levar dólares e trocar lá por pesos ou já levar daqui os pesos.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Nadia! Não se compram pesos mexicanos a bom preço no Brasil. Está explicado no final do texto. Leve dólares ou VTM ou habilite seu cartão de banco para saques direto do caixa automático.

Leia:
https://www.viajenaviagem.com/2012/06/cash-debito-credito-vtm/

Luciana
LucianaPermalinkResponder

Olá, gostaria de saber se alguém já se hospedou no Oasis Palm Beach em Cancun, se é bom, se vale a pena.. eu sei que aqui no site não recomendam all inclusive lá, mas eu queria saber pois vi numa promoção esse resort..
Grata.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Luciana! Não temos opiniões de leitores sobre o Oasis Palm Beach. Veja o que falam dele no Trip Advisor:
http://www.tripadvisor.com/Hotel_Review-g150807-d566509-Reviews-Oasis_Palm-Cancun_Yucatan_Peninsula.html

Nadia
NadiaPermalinkResponder

Qual é o lugar onde se pode nadar com os golfinhos? Sabe quanto custo este passeio?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Nadia!

Leia o nosso novo dossiê golfinho:
https://www.viajenaviagem.com/2012/06/onde-nadar-golfinhos/

Ana teixeira
Ana teixeiraPermalinkResponder

Olá!
Chamo-me Ana Teixeira e sou portuguesa.
Gostei imenso de conhecer e ler com atenção este seu blogue sobre o México. A minha 1ªviagem ao México foi em 2003 com uma amiga e foi a realização do meu sonho de adolescente. Fiquei no Bahia Principe Tulum. Adorei tudo! Depois voltei mais duas vezes para mostrar ao meu companheiro como era a Riviera Maya. Também fiquei em hotéis com t.incluído, mas passávamos os dias em excurssões.
Agora, estou de novo sozinha e, como no México me sinto em casa - devo ter sido uma guerreira/guerreiro noutra vida passada - vou regressar ao México. Desta vez, estou a planear ficar em Playa del Carmen, mas como vou sozinha, tenho medo de comprar só a viagem, marcar por Internet o alojamento e depois preocupar-me com a alimentação. Estou numa fase em que gostava de conhecer pessoas, mas sou tímida e com muitos receios.
Ah, também conheço muitos estados do Brasil, sendo a minha cidade preferida Natal e Belém do Pará. Da próxima gostava de ir à Amazónia.
Bem, fico aguardar alguma dica sua!
Muito obrigada, um abraço, Ana Teixeira.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ana! O Ricardo Freire recomenda Playa para quem vai sozinho. Nossas recomendações estão neste post e nos posts linkados.

Cristina
CristinaPermalinkResponder

Bom dia!
Primeiro parabéns pelo site... excelente!
Gostaria de saber quais são os 3 melhores passeios na área de cancun e riviera... aqueles que não podem ser deixados de lado. O grupo é 3 jovens de vinte e poucos anos e uma mãe animada com infelizmente 1 semana só de viagem!Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Cristina! Vai depender do gosto de vocês. Tulum é imperdível, Chichén é lindo, fazer parques ou cenotes vai da personalidade da pessoa... estando em Cancún, vá a Isla Mujeres; se estiver em Playa ou na Riviera, não precisa porque a praia lá já é boa.

Juliano
JulianoPermalinkResponder

Estive em Playa del Carmen e Cancun em maio. Achei Playa muito legal, com localização perfeita para ir aos parques e praias. A Quinta Avenida é imperdível!
Os posts do VnV foram muito úteis, inclusive ajudaram na minha decisão de dividir a estadia entre Playa e Cancun.
Escrevi um post no meu blog com algumas dicas:
http://viajandoeviajando.blogspot.com.br/search/label/Playa%20del%20Carmen%20%28M%C3%A9xico%29

[Erika
[ErikaPermalinkResponder

em agosto costuma ter muitos furacões ?...tem algum site que posso saber se tem suspeita de furacões..? vou em agosto para cancun... obrigada

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Érica! No texto existe um tópico intitulado "E os furacões?".

Paulo Cesar
Paulo CesarPermalinkResponder

Olá Boia,

Estou planejando ir a Playa del Carmen ou Riviera Maia no final de fevereiro (após o dia 20). Porém, mesmo após ler o ótimo texto-guia do Ricardo, fiquei com algumas dúvidas:

- fevereiro é considerado alta temporada? corremos risco de topar com o spring break nesse período?

- na Riviera Maia só tem resortões all inclusive? caso negativo, se ficarmos num resort sem all inclusive lá, teremos que nos deslocar até Playa de táxi para comer?

Obrigado!!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Paulo Cesar! O inverno inteiro é alta temporada. O spring break pode ocorrer a partir do fim de fevereiro até abril. Os resorts da Riviera Maia são isolados, você precisará do all inclusive. Se não quiser all inclusive, fique em Playa del Carmen, Tulum ou Cancún.

Bruno Meireles

Oi Bóia , estou com dúvidas e gostaria de opiniões: vale a pena ir no carnaval /13 para Cancún ou Playa del Carmen com minha esposa e minha filha de 1 ano e 2 meses ( à época) ? E, levando em consideração a pequenininha, melhor ficar em Playa del Carmen ou Cancún ?
Obs : não gostamos de ficar enfurnados em resorts nem do esquema all inclusive.

Obrigado pela ajuda desde já !

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Bruno! Sem all inclusive, sem carro: Playa del Carmen. Sem all inclusive, com carro: Curaçao.

Bruno Meireles

Obrigado pela breve resposta, Bóia; somente mais uma dúvida : tenho lido nos comentários que as pessoas tem tido problemas com excursões para Chitzen-Itza ; mas esse é um dos passeios que tenho mais vontade de ir. Vale a pena alugar carro e ir por conta própria, talvez dormindo por lá 1 noite? É perigoso ou difícil de ir ?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Bruno! Dormir uma noite em Chichén tem vantagens: você pode entrar no parque cedinho, antes das excursões, e num horário com temperatura mais agradável. No dia da ida pode passar em Valladolid ou Mérida.

Se quiser ir de passeio organizado, também dá certo; apenas não escolha pelo preço. Os passeios oferecidos nos hotéis podem ser mais caros, mas existe um vínculo de confiança com o estabelecimento; o hotel não vai querer queimar seu filme com os hóspedes indicando um mau operador.

Só o que não recomendamos é fazer o bate-volta de carro no mesmo dia; é uma viagem puxada para fazer como bate-volta dirigindo.

Bruno Meireles

Obrigado de novo Bóia. Então farei assim ( de acordo com minhas análises dos seus posts e comentários , rsrsrs) : ficaremos 5 noites em Playa, sendo que 1 desses dias será destinado à Chitzen, e 2 noites em Cancún, na parte norte, onde o mar é calmo.
Acho que assim ficou legal , não ?!
E deixo aqui, uma observação : talvez vc não mensure o tamanho do bom serviço e ajuda que seu ótimo site ( lógico que estendido ao Ric o elogio ) presta a todos nós, leitores viajantes. Mudou a minha forma, e garanto que de muitos , de pensar viagem no geral.
O trabalho de vcs é fantástico e sempre rendo minhas sinceras e humildes homenagens.
Abraços fraternais a todos do melhor site de viagens do Brasil.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Bruno! Obrigada pelo feedback! Depois volte pra contar suas impressões por favor! Boa viagem!

Sater
SaterPermalinkResponder

Boa tarde. Saindo de guarulhos as 23 hs de sábado, direto para cidade de mexico, quantas horas de voo daria? Gostaria de saber com e sem o fusio, por gentileza. Grato. abçs!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Sater! Simule nos sites das companhias aéreas. Veja pela TAM, por exemplo, ou em sites como o Skyscanner:
http://www.tam.com.br
http://www.skyscanner.com

Marcella Tardeli

Olá,
Estou encantada com o seu site. Eu e meu noivo temos passado horas lendo seus posts e estamos cada vez mais apaixonados pela playa del carmen e as possibilidades de passeio que ela nos oferece. Pretendemos passar nossa lua-de-mel lá e gostaria de saber se você aconselha fecharmos pacotes com agências de viagem ou se é seguro reservarmos hotel e comprarmos passagens por conta própria, visto que os pacotes não oferecem nada além disso.
Aguardo sua resposta.
Abraços e continue enriquecendo nossos passeios com suas dicas!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Marcella! É bastante tranqüilo fazer por conta própria. As rotas mais diretas são a nova da Aeroméxico via Lima (sem trocar de avião), que não está listada no post porque é bem recente, e a da Copa via Panamá (com troca de avião).

Mari
MariPermalinkResponder

Olá!!

Vou viajar com meu namorado em maio/2013 pra Cancun..
Graças ao blog de vocês descobrimos Tulum e reservamos 5 noites num hotel bem lindinho (indicação de vocês também)!
Pensamos em ir de Cancun a Tulum de carro, para ficar a vontade e passear... Sabe me dizer se é tranquilo alugar um carro e dirigir por lá?
Depois ficaremos 3 noites em Cancun. Estamos em dúvida sobre um hotel mais barato e no centro, para podermos passear, ou um mais caro e já na praia. E qual a melhor praia de cancun pra banho?
Obrigada!!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Mari! A melhor praia de Cancún para banho, está bem claro no texto, é a praia da parte de cima do 7.

Os passeios de Cancún, está bem claro no texto, são fora de Cancún, na região da Riviera Maia.

Aluga-se carro e dirige-se com facilidade na região.

Letícia
LetíciaPermalinkResponder

Olá Mari, é bem tranquilo dirigir até os parques de Cancun, as pistas são bem sinalizadas. Eu tentei fazer um caminho dentro do centrinho de Tulum e achei meio perigoso; tinha vários policiais fechando a rua e indicando mudar de caminho e fechando o comércio. Mas isso pq fui fora da região turistica e me perdi um pouco, do resto é tudo muito tranquilo.Não esqueça de parar em Akumal.

Roberta e Daniel

Boa noite,seu site é mto bacana!
Estamos de férias em outubro e desejamos viajar para Playa del Carmen.
Gostaríamos de saber se nessa época corremos risco de ficarmos presos no hotel devido as chuvas. O Mosquito Blue é uma boa opção a cem dólares a diária? Dez dias em Playa é mto tempo?
Há algum lugar no Caribe com as características de Playa del Carmen em que a probabilidade de chuva seja menor?
Esperamos a sua resposta para fazermos as malas. Obrigado.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Roberta e Daniel! A temporada de furacões no Caribe vai até novembro. Não significa que vocês vão pegar um, mas há mais chance de pintarem chuvas ou tempestades. Aruba, Curaçao, Barbados e Los Roques estão fora da rota e têm tempo mais seco neste período.
https://www.viajenaviagem.com/2010/06/furacoes-no-caribe-um-balanco/

Daniel
DanielPermalinkResponder

Olá, sei que na parte norte o mar é mais calmo. Porém tem algum local onde se pode pegar o famoso "jacaré" na onda? Teria que ser um ponto onde a onda não estourasse próximo da areia. Enfim, é possível "pegar" jacaré em cancun? Se sim qual seria o local aproximado? Grato.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Daniel! Provavelmente em toda a costa leste abaixo do km 9. Alguns trechos podem ter bandeira vermelha em algumas circunstâncias.

Conselho: as praias do Brasil são excelentes para jacaré. Não gaste seu dinheiro indo procurar ondas no Caribe...

felipe ramos gonçalves

Oi bom dia.... sei que a pior epoca para ir a cancun e playa sao os meses de setembro e outubro por estar na temporada de furacoes e o indice de precipitacao ser o maior do ano mas... ferias a gente nao escolhe e portanto estou indo nessa época... alguém que já foi nessa época sabe dizer como fica a cidade? deserta? ou tem mais malucos como eu? se alguém estiver indo na mesma época... grite... abs

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Felipe! Cancún não fica vazia nunca. Os destinos mais visitados do Caribe têm uma política interessante de preços e conseguem boa lotação mesmo na baixa temporada, baixando as tarifas.

Jussara
JussaraPermalinkResponder

Felipe, também sou maluca e irei à Playa no final de setembro, início de outubro. Tenho acompanhado a temperatura, e por enquanto tem se mantido estável, chove mas faz calor (já estou no México, estudando um pouco de espanhol, e quando terminarem minhas aulas sigo para Playa) com ou sem furacão. he

Thaty
ThatyPermalinkResponder

Felipe, estarei em Playa em Outubro, qualquer coisa nos encontraremos por lá!
Espero não pegarmos mto mau tempo, rs

Quero voltar moreninha, rsrsrs

Dani
DaniPermalinkResponder

Olá!! Parabéns pelo site é ótimo!
Eu gostaria de saber se seria muito difícil ir a Cancún sem falar inglês ou espanhol? obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Dani! Fale devagarzinho que eles vão te entender. O mesmo se aplica à recíproca.

Fernanda
FernandaPermalinkResponder

Ola Ricardo!
Parabens pelo excelente texto!
Ler sobre este destino, da forma que voce escreveu, so aumentou a saudade de "Playita" e regiao e aguçou a vontade de passar mais um mes por ali!
É como eu falo sempre,, se voce curte Miami, compras e dizer que foi x lugar, va para Cancun! agora se voce esta mais para um estilo mais leve, pe na areia, e quer desvendar a regiao, seu lugar é Playa e se este e seu estilo mas esta com criancas, fique em um dos resorts na Riv. Maya! Agito e vida noturna estao garantidos em Cancun e Playa, mas com estilos diferentes.
Falando em noite, vale dizer que passar pelo menos uma noite em Tulum e inesquecivel, acho que foi o ceu estrelado mais lindo que ja vi!
E isso, daria tido para estar neste cantinho do planeta agora!

Roberta
RobertaPermalinkResponder

Estou querendo dividir a viagem entre Cancun e Playa, mas pelo que li no post, as principais atrações estão mais próximas a Playa, certo? E eu quero muito ficar numa praia calma, onde possa entrar no mar tranquila, relaxar mesmo. Será que vale a pena ir a Cancun, ou fico só em Playa mesmo? E em Playa tbm consigo fazer compras com bons preços??
Desde já, muito obrigada, pois o blog me ajudou muitíssimo na minha viagem à Europa, então a visita é certa para planejar qualquer viagem.
Abraços

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Roberta! O texto é claro, a decisão é sua.

Letícia
LetíciaPermalinkResponder

Playa é melhor localizada, mas parecida com nossas praias. Os dias que ficar em Cancun curta o resort e o azulzão do mar de Cancun que é fluorescente.

leda
ledaPermalinkResponder

Ola boia , preciso de uma informaçao importante...li q se vc nao estiver hospedddo em algum hotel em cancun propriamente dito ( vou ficar em playa) vc nao tem como ir a praia na area de cancun) , por q precisa passar pela entrada do hotel , e seria barrada ( sem pulserinha por exemplo). ISSO PROCEDE? Nao é possivel ir a praia em cancun se nao estiver no hotel? Nao ha area publica ou espaço entre os hoteis?

grato.
leda.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ieda! Isso não procede; a praia é pública.

Corrigindo: a praia é pública, mas você só pode passar pela frente. Entrando por um hotel eles podem exigir que você esteja hospedada.

Mas isso é irrelevante para a sua estada; você não vai querer ir a uma praia de um hotel em que você não esteja hospedada. Há praias públicas de mar calmo no lado norte da península.

Pri
PriPermalinkResponder

Olá Ricardo, tudo bem?

Se fosse para você passar lua de Mel nessa região, qual hotel ou resort vc ficaria? Quero um esquema light, com cara de lua de mel mesmo, mas que de vez em quando dê pra sair e dar uma voltinha...

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Pri! O Comandante não pode dar palpites pessoais mrgreen Se vocês pretendem sair pouco e querem um clima mais de lua de mel, a Riviera Maia tem hotéis mais luxuosos e pode ser uma boa opção.

Paulo
PauloPermalinkResponder

Prezada Boia,

Pesquisei bastante, mas não achei: algum leitor comentou sobre o Hotel Casa Ticul, em Playa? Só achei (bons!) comentários no tripadvisor.
Aproveitando o ensejo - e já abusando: vc sabe informar se os gastos com alimentação (basicamente o jantar) em Playa são mais caros/baratos que em Curaçao, ou fica na mesma faixa?
Obrigado!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Paulo! Não temos comentários de leitores sobre o Casa Ticul, mas os depoimentos de ex-hóspedes no Booking são ótimos.

João Paulo Oliveira

Oi Bóia,

não sei se aqui é o local mais adequado, mas não achei post a respeito, nem nenhum comentário sobre.
Estou indo com uma amiga p Ilhas Caulker (Belize) e gostariamos de irmos de lá para Ilhas Utila/Roatan (Honduras). Alguém sabe como podemos ir?? As informações que colhemos na internet foram muito desencontradas e de fontes, as vezes, não muito confiáveis. agradeço desde já!!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, João Paulo! Por favor, você poderia repetir a sua pergunta nesta página? https://www.viajenaviagem.com/americas/caribe-a-z/

Obrigada!

luciano
lucianoPermalinkResponder

Olá, estou tentando planejar minha viagem, mas preciso de ajuda... ficarei em Mérida 2 dias por causa de um compromisso profissional e estou pensando em estender minha viagem a Cancun e Riviera Maia, por 5 noites. Não sei se me hospedo em Cancun por 5 noites e alugo um carro para rodar pela Riviera ou se divido o tempo de estadia entre os dois. Também gostaria muito de conhecer Chichén-Itzá e Chichén-Itzá. Será que devo prolongar minha viagem ou dá pra fazer tudo isso nesse período? Vale a pena visitar os parques? Obrigado.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Luciano! Visite Chichén desde Mérida. Você pode dormir no hotel ao lado do sítio arqueológico e seguir viagem para Cancún ou Playa del Carmen. Playa é melhor localizada para os passeios. Fique em Cancún apenas se você tem fantasia pelo balneário.

Dionísio
DionísioPermalinkResponder

Cancún, Playa del Carmen e Riviera Maya perfazem uma costa bem longa...alguém poderia me ajudar a identificar bem alguns pontos em que as praias sejam bem calminhas, mar paradinho? Obrigado!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Dionísio! Está tudo no post!

Dionísio
DionísioPermalinkResponder

Com todo o respeito, permita-se discordar, Boia. Quando o post trata da Riviera Maia, ele diz "A praia: São 100 km de um litoral bastante recortado, com praias em grande parte protegidas por recifes."

Me dá a entender que há praias de mar calmo e outras não (grande parte...). Eu só queria uma ajuda para identificar alguns pontos certos de mar paradinho, para escolher um hotel num lugar assim.

Mas obrigado igualmente.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Dionísio! Fora de Cancún os hotéis só se instalam em lugares de praia calminha. Só na costa leste da própria Cancún é que o Ricardo Freire alerta inúmeras vezes para a questão do mar bravo.

Ah, sim: Tulum também não tem mar calminho, isso também está claro no texto. Mas Riviera Maia, Playa del Carmen e Cozumel sempre apresentarão mar calmo onde houver hotéis.

Dionísio
DionísioPermalinkResponder

Muito obrigado!

alexandre
alexandrePermalinkResponder

Boa noite boia.Viajo para Cancum no fim do ano dia 27/de dezembro de copa até o dia 11 de janeiro . Para tirar a SAE eu preciso entrar no site mais ou menos no dia 15 de desembro ou seja tirar a sae no periodo que ficarei em cancun? É isso? Obrigado.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Alexandre! A SAE deve ser tirada a partir de 30 dias antes da data da chegada no México. Não tem nada a ver com o período que você vai permanecer no país. A SAE precisa estar válida no momento da chegada; ao chegar o agente vai determinar o prazo da sua permanência.

Dionísio
DionísioPermalinkResponder

Pessoal, fica ruim se hospedar num resort na Riviera e de noite passear em Playa del Carmen? Teria que ter carro alugado?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Dionísio! Um táxi para ir e voltar possivelmente sairá mais caro que a diária do carro, na tarifa semanal.

Dionísio
DionísioPermalinkResponder

Obrigado!

Dicas de compras em Cancún - Guia completo para sua viagem

[...] Para entender Cancún, Playa del Carmen e Riviera Maia via Viaje na [...]

Camila de carvalho

Boa tarde , vou viajar com os meus pais e o meu marido em marco de 2013, porém sei que tem aquela festa de estudantes. A minha pergunta é em riviera maya vai ter esses estudantes ? Obrigada Camila

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Camila! Os estudantes ficam nos hotéis all inclusive mais baratos de Cancún. Não chegam à Riviera.

Roni
RoniPermalinkResponder

Olá, eu e um amigo meu estaremos em Cancun passeando dos dias 09 a 17 de Novembro de 2012, ou seja está chegando e precisava tirar algumas duvidas. Nos queremos que a viagem seja bem gostosa e divertida e de conhecer os principais lugares, mas onde se hospedar para quem quer gastar pouco, mas sem perder qualidade e segurança.

Podem me ajudar com Hotel e indicações?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Roni! Use o post para escolher qual região interessa mais a vocês (Cancún? Playa del Carmen? Riviera Maia?) e veja as dicas sobre as melhores localizações.
Nossos leitores recomendam hotéis aqui:
https://www.viajenaviagem.com/2011/05/hoteis-em-cancun-playa-e-riviera-maia-relatos-dos-leitores/
Use sites de reserva como o Booking para pesquisar preços.

Ricardo Cid
Ricardo CidPermalinkResponder

Amigos, ótimo site! Estou pensando em visitar Playa del Carmen em dezembro e me sugeriram o "Hotel Sandos Playacar Beach Resort". Mas este hotel fica em Playacar e gostaria de saber se a praia nesse trecho é boa para banho (água azul e piscina). Conseguem me ajudar?

anselmo
anselmoPermalinkResponder

Pessoal, sou novo no site e peguei muitas informações e dicas para montar meu roteiro.

Estou indo com minha esposa para Cancun em novembro e vou ficar 8 dias em pLaya del Carmen no hotel Haciendo vista real, 3 dias em Cozumel no Hotel Casa Mexicana e 8 dia em Cancun no Hotel Bellevue.

Gostaria da opinião, sugestrão e criticas de vocês sobre o roteiro que elaborei, toda ajuda é bem vinda, desde de já agradeço.
Segue roteiro.

Chegada em Cancun dia 22/11, pegar o carro alugado ( estou pensando em alugar o carro por todo o período ), ir até o shopping Plaza das Américas ( comprar algumas coisas para uso na viagem ), mercado Hedraui. Dormir em Cancun ( vou resolver na hora, já que será apenas essa noite ).
23/11 Acordar cedo e ir em direção a Playa Del Carmen, Parar em Puerto Morelos, snorkeling no recife que fica próximo a praia, almoço no Los Pelicanos e visita ao Crococun Zoo. Partir para o Hotel em Playa Del Carmen, jantar no La casa Del água.
24/11 Tulun, visitar as ruínas e almoçar no Om Tulun ( punta alen ), depois ir para Gran Cenote e Cenote Aktun-há, jantar no Las Brisas.
25/11 Akumal, ir para laguna yal-ku e Mergulho com as tartarugas ( onde é melhor?), após almoço ir para Xpu-há e Cenote Kantun-chi, jantar no John Gray,s place.
26/11 Coba, Cenote Dos Ojos , jantar no Pez vela e noite Palazzo.
27/11 Xel-há, tarde Mamitas Beache e chunzubul.
28/11 Chichen itzá, valladolid, cenote Dzitnup, noite voltar para Chichen itzá para ver o show de luzes.
29/11 Xcaret, jantar no Fly deseo hotel.
30/11 Xplore, playacar ( aviário e Heman-há).
01/12 Acordar cedo e ir para Cozumel ( ficar duas diárias ), alugar meio de transporte, parque punta sur, museo de cozumel, san Miguel, noite Havana Blue e harde rock.
02/12 Cozumel, laguna chankanaab e recife paraisa, jantar Carlos,h Charlies.
03/12 Cozumel, ruínas san gervasio, plaia mia e san Francisco, balsa e ir para Cancun.
04/12 cancun, tarde jungle tour, jantar Budda Gump.
05/12 Parasaling e Jet ski, tarde snorkelin adventure, jantar no Columbus loster dinner cuises.
06/12 isla mujeres, Discovery dolfhin, conhecer a liha.
07/12 isla contoy e El garrafon, noite Party Hoopers.
08/12 hotel, shoppings e hard rock.
09/12 hotel, shoppings e Coco bongo vip.
10/12 hotel, shoppings eCaptain Hook Pirata.
11/12 volta para o Brasil.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Anselmo! Faça um programa por dia. Você não vai conseguir combinar cenotes com outras visitas. Sempre há deslocamentos e ninguém tem essa resistência toda para fazer tanta coisa todos os dias.

Roberta
RobertaPermalinkResponder

Boa Tarde!!

Vou viajar no início de dezembro. Ficarei 4 dias em Cancun e 3 na Riviera Maia. Queria saber se compensa eu dividir os passeios por proximidade do lugar que vou ficar, como por exemplo, visitar o Xcaret e Chitzen-Itza quando estiver na Riviera.
Obrigada,
Roberta.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Roberta! Chichén fica a uma distância parecida de Cancún ou da Riviera. Todos os outros passeios, com exceção de Isla Mujeres, estão na Riviera. Se você vai à Riviera, não precisa ir a Isla Mujeres (o passeio é indicado para quem vai ficar só em CAncún e vai sentir falta de praia de mar calmo).

Fernanda
FernandaPermalinkResponder

Olá Bóia...
Parabéns pelo site!!! estou indo para Cancun em novembro e quanto mais eu leio cm mais dúvidas fico rsrs é passeios à mais para tempo a menos... sabe se existe algum passeio lá para Tulum que não seja de dia inteiro? sabe qual dos parques vale mais a pena: XCaret ou Xel-Ha? Valeu!!!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Fernanda! Xel-Ha é mais ecológico; X-Caret é mais produzido. Não dá para ir até Tulum e passar só meio dia não.

Fernanda
FernandaPermalinkResponder

Olá Boia
Parabéns pelo site...
Só um problema..quanto mais eu leio mais dúvidas fico.. parece que tem passeios à mais e tempo a menos.... sabe dizer se existe algum passeio a Tulum que não seja de dia inteiro? E entre os parques Xcaret e Xel-Ha sabe qual vale mais a pena? Valeu

Renata Maia
Renata MaiaPermalinkResponder

Oi Fernanda,

Estive lá no final de setembro. Tem como sim. O próprio Hel-ha vende esse pacote Tulum + Xel-ha. Eu passei metade do dia em Tulum e fiquei satisfeita. Conheci as ruínas (mais ou menos 1 hora) e depois fui pra praia. Dei alguns mergulhos e já estava pronta pra próxima. Só não fechei com Xel-ha pq optei por não ir em parques temáticos, mas dá pra fazer sim. Mas lembre-se, vc pagará o mesmo preço pelo ingresso no parque e ficará apenas metade do dia. Avalie se pra vc vale a pena.

Renata
RenataPermalinkResponder

Ricardo, sei que voce ja falou sobre passeios em alguns post, mas se puder me responder algo mais específico agradeço muito! Vou passar o ano novo com meu namorado no The Royal Playa, nossa ideia é ficar no hotel descansando e comendo mesmo, mas há algum passeio que voce considera imperdível, do tipo maravilhoso o suficiente para nos tirar da torpeza? Hehe obrigada desde ja!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Renata! Quem responde é A Bóia. Quem tem que se entusiasmar com o passeio é você. Se nenhum dos passeios citados te apetece, não faça passeios.

Renata
RenataPermalinkResponder

Ok, mais uma coisa, dá pra alugar moto lá invés de carro? O preço compensa?
obrigada

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Renata! Não temos relatos de leitores que tenham alugado moto em Cancún.

Pense duas vezes antes de alugar moto em país emergente -- tem a questão da segurança, da polícia corrupta, dos seguros.

Fábio Pastorello

Olá, Bóia. Quero fazer o passeio até Chichén Itzá, mas li que alguns passeios fazem paradas em pontos demorados como lojas, e acaba sobrando pouco tempo para conhecer o lugar em sim. Vocês conhecem alguma empresa que tenham um passeio que privilegie a visita às ruínas? Abs.

Natalia Jacob
Natalia JacobPermalinkResponder

Boa tarde, Parabéns pelo blog, dicas maravilhosas!! A minha primeira idéia era visitar só Cancun, mas depois de ler todo esse post fiquei morrendo de vontade de conhecer Playa. Agora minha idéia é ir para os dois. Só estou em duvida se fico hospedada só em Cancun e visito Playa indo de carro ou se divido a hospedagem entre as duas cidades? pelo que vi elas ficam muito próximas. O que vc indica? Ou se dá pra ficar num hotel que tenha fácil acesso aos dois lugares?
Obrigada.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Natália! Pelo que dá para entender, você curtiu a idéia de Playa mas não tem segurança suficiente para abdicar do destino mais conhecido, Cancún. É normal.

Faça de Playa um passeio de um dia a partir de Cancún, então.

leonardo
leonardoPermalinkResponder

boa tarde. referente a compras... vestuario, artigos esportivos, eletronicos, acessorios como perfume, oculos e outros; sao praticados preços similares aos USA? ou sao preços um poucos mais baratos que no Brasil? quem esta disposto a gastar, levando em consideracao custoxbeneficio, vale a pena ir de malas vazias para voltar com malas cheias?
as informacoes disponiveis na internet e de terceiros divergem muito. uns dizem que é tudo muuuito mais barato e outros que nao vale a pena investir muito nas compras pois varia pouco o preço em relacao ao Brasil.
por ultimo, e o custo das diversoes; restaurantes, boates etc?
ficarei muito grato caso possa me auxiliar...
abraços

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Leonardo! Se você pensa em viajar de malas vazias para voltar de malas cheias, inclua uma passagem por Miami na sua viagem. Em Cancún você encontra bons preços para roupas, perfumes, relógios.

Leia mais:
https://www.viajenaviagem.com/2010/09/caribe-para-principiantes/
https://www.viajenaviagem.com/2011/03/quanto-vou-gastar-em-alimentacao/

Camila Reis
Camila ReisPermalinkResponder

Parabéns...adorei o blog e as dicas. Estou indo em jan/2013 para Cancún e estou anotando todas as dicas do pessoal. A primeira ideia era ficar esticada na praia tomando sol e descansando nas minhas férias (1ªem 4 anos..rsrsrs) Optei por Cancún porque estou indo sozinha..mas vi que várias gurias foram sozinhas e passearam por vários lugares sem medo e de boa. Espero aproveitar as dicas..

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Camila! Legal! Em Cancún você pode se encaixar em passeios organizados; isso é ótimo para quem viaja solo. Dicas aqui: https://www.viajenaviagem.com/seu-estilo/solo/

Camila Reis
Camila ReisPermalinkResponder

Estou acostumada a viajar só..mas para o exterior é a 1ªvez. Mas as tuas dicas são ótimas. Vou ficar apenas 7 dias..tem algum passeio(s) que tu indica..que são imperdíveis?! A única coisa que dispenso é esporte radical..do tipo mergulho com cilindro.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Camila! Existem vários indicados no post acima; clique nos links e escolha o que for mais o seu estilo!

Fernanda
FernandaPermalinkResponder

Todas as dicas anotadíssimas e malas quase prontas.
Estou indo à Cancun sozinha de 25/11 à 03/12. Minha primeira viagem sozinha, vamos ver se vou gostar (espero q sim, rs).
Camila Reis, por pouco nossas datas não bateram...senão poderíamos combinar algo por lá.
Obrigada VnV vocês são demais. Uso e abuso de vocês para todas as minhas vaigens. Continuem assim...essenciais em nossas vidas, hehehe =)

rosemeri vasconcellos

Olá!
Parabéns pelo site repleto de informações.
Somos um grupo de 8 pessoas (todas maiores de 40 anos)de partida para Cancun, por 4 dias. Pensamos em ficar na volta de Cancun na Cidade do México e esticar 2 noites em Acapulco perfazendo um total de 10 dias. O nosso embarque está previsto para o dia 18 de fevereiro e a nossa dúvida é por onde começar e se a quantidade de dias é suficiente.
Muito obrigada e abraços,
Rose

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Rosemeri! Não tentem fazer por conta própria o roteiro frenético das excursões: não dá certo! Vocês vão perder muito tempo em deslocamento, sem o apoio necessário para aproveitar o tempo que resta.

A região de Cancún tem passeios de sobra para uma semana de permanência. A Cidade do México vale pelo menos 4 ou 5 dias. Acapulco está claramente sobrando nesse roteiro.

Leia:
https://www.viajenaviagem.com/2012/05/5-programas-duplos-na-cidade-do-mexico/

alexandre
alexandrePermalinkResponder

Boa Tarde Boia. Viajo dia 27/12 para Cancun. Para tirar a SAE gostaria de saber se posso solicitar eletronicamente no dia 28 de novembro , ou seja ela vence dia 28 de dezembro porem ja estarei em cancun ou se ela deve compreender o periodo que estarei la ou seja de 27/12 até 11/01.

Obrigado,

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Alexandre! Os 30 dias são contados antes da data da chegada. A permanência no México será dada pelo agente na chegada, os 30 dias do SAE não contam depois que você entra.

alexandre
alexandrePermalinkResponder

então posso já emitir a SAE dia 28/11?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Alexandre! Faça as contas.

alexandre
alexandrePermalinkResponder

Muito obrigado. simpatica.

Ana Paula
Ana PaulaPermalinkResponder

Boa tarde,Bóia!!!Viajarei com meu marido e filhas de 15 e 17 anos no carnaval de 2013 e gostaria de saber se o The Royal Caribbean(sem all-inclusive) é uma boa opção,levando em conta localização/conforto/preço,pois soube que alguns trechos não são bons por não termos acesso as praias e se este hotel está longe do borburinho e tb pela política do hotel pode ser que tenhamos que trocar de qto durante a estada.Desde já agradeço suas dicas

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ana Paula! Até onde sabemos, a rede Royal é all-inclusive.

Dani
DaniPermalinkResponder

Ola,

Parabéns pelas dicas, sempre uteis.

Vou em janeiro à Riviera Maia com meu filho de 17 anos, e pretendo ficar pelo menos 1 semana. Estou na duvida se fico direto em Playa Del Carmen fazendo passeios bate e volta, ou se alugo um carro pra ficar poucos dias em cada lugar (Tulum, Playa e outos pontos) num esquema mais livre.

O que voces recomendariam?

Outra coisa: em Playa del Carmen, pra quem quer mais descanso e conforto, vale mais a pena ficar em Playacar? a praia 'e calminha? ou 'e melhor ficar na cidade? E caso Playacar seja melhor, vale mais a pena pegar taxi para ir a cidade? ou seria melhor alugar carro?

Muito obrigada pela atencao, abracos smile

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Dani! Os hotéis de Playacar são all inclusive. O Ricardo Freire acha que o sistema não combina com Playa. Se é para pegar all inclusive, fique num dos resorts em praias isoladas da Riviera Maia.

Se você simpatizou com a descrição de Playa del Carmen, não há por que dividir sua estada. É a localização mais estratégica da Riviera.

margareth
margarethPermalinkResponder

Bóia gostaria de uma sugestao para a noite de reveillon, estou indo com meu marido e meus filhos de 22 e 15 anos. Obrigada

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Margareth! Estamos falando sobre o Réveillon 2013 neste post: https://www.viajenaviagem.com/reveillon-2013/

Ivana
IvanaPermalinkResponder

Boia e trips,

Tenho 2 semanas de férias em maio e estpu pensando em ir ao México. Pensei em ficar 5 dias em Playa del Carmen ou Riviera Maia e depois 3 dias em Cancun.
Somos eu, marido e filho de 4 anos e a minha dúvida é se é melhor ficarmos os 5 dias em Playa ou em resort na Riviera. Não somos a típica família de resort, não gostamos de ficar o dia todo no hotel. A vantagem doa all-inclusive é alimentação do meu filho. Sinceramente simpatizo mais com Playa, será que consigo um hotel com regime de meia-pensão?
Acho que se ficarmos na Riviera, num all-inclusive, vamos perder dinheiro pois tenho certeza que passaremos os dias fazendo os passeios. Prefiro deixar pra ficar num resort em Cancun.
O que vca acham?

A outra dúvida é se daria pra combibnar essa viagem ao México com uma estadia de 3 ou 4 dias em Miami, basicamente para compras. Será que vale a pena?

Obrigada

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ivana! Cancún com Miami é muito fácil de combinar. Tome apenas o cuidado de deixar Miami para o final pela questão da bagagem.

Playa tem dois resorts all-inclusive urbanos, o Gran Porto Real e o Royal Playa del Carmen. A 5 minutos de táxi do centro, ainda na 5a. Avenida, e de frente a um ótimo trecho de praia, há o novo Paradisus La Esmeralda.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia de férias. Só voltaremos a responder perguntas que forem postadas a partir de 3 de junho. Relatos e opinões continuarão sendo publicados.
Cancelar