Sky Costanera: Santiago e os Andes vistos da torre mais alta da América do Sul

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Sky Costanera

Desde 2014, Santiago tem o edifício mais alto da América de cá: a Gran Torre Santiago, de 300 metros de altura, integrada ao complexo do shopping Costanera Center.

Sky Costanera

Em agosto de 2015 o edifício abriu ao público o seu esperado mirante, o Sky Costanera. Instalado no 61º andar, o mirante oferece uma vista de 360º da capital. Num dia claro, dá para ver os Andes emoldurando a cidade no lado oeste. (No inverno, os topos estarão nevados.)

Chegar ao mirante é bastante simples. Pegue a linha 1/vermelha do metrô, desça na estação Tobalaba; a melhor saída é a que indica a av. Luis Thayer Ojeda.

Costanera Center

Siga o fluxo e você logo chega ao shopping Costanera Center. Uma vez dentro do shopping, desça de escada rolante até o subsolo ('planta baja'). Ali fica a entrada para a torre.

Sky Costanera

Os ingressos são mais baratos de segunda a quinta, quando custam 5.000 pesos chilenos (R$ 30 em outubro/2015); crianças de 4 a 12 anos pagam 3.000 pesos (R$ 17) e maiores de 65 anos, 4.000 pesos (R$ 23). De sexta a domingo e em feriados, os ingressos sobem para 8.000 pesos (R$ 46), com crianças entre 4 e 12 anos pagando 5.000 pesos (R$ 30) e maioes de 65 anos, 5.500 pesos (R$ 33). A torre abre diariamente, das 10h às 22h (mas o último elevador sobe às 21h). Confira preços e horários sempre atualizados aqui.

A subida é rapidíssima; o elevador é parente do Usain Bolt e percorre os 300 metros em pouco mais de 30 segundos.

Sky Costanera

Eu me entusiasmei com um dia que amanheceu espetacular e subi no fim da manhã. Apesar do dia estar claro ('despejado', no idioma de Cervantes e Shakira), só com uma tênue linha de smog à altura dos prédios, acabei não capturando a vista que imaginava -- as montanhas lá para os lados de El Golf estavam no contraluz. Se eu tivesse ido no fim de tarde, teria conseguido pegar as montanhas iluminadas pelo pôr do sol.

Sky Costanera

Sky Costanera

Sky Costanera

Sky Costanera

Então anote aí (e faça uma mandingazinha para todas as condições se encaixarem durante a sua visita): vá ao Sky Costanera num dia sem fog (para ter vista) no inverno ou até meados da primavera (para pegar os picos nevados) e num fim de tarde (para ter as montanhas iluminadas pelo entardecer). Segundo o nosso amável correspondente-residente Neftalí, as condições idealíssimas ocorrem num dia de inverno logo depois que a chuva limpa o fog e faz nevar no topo das montanhas (não falei que tinha que caprichar na mandinga?)

Um bom encaixe do Sky Costanera no seu roteiro é na volta de uma visita vespertina a uma das duas vinícolas aonde se chega de metrô (Cousiño Macul ou Concha y Toro); a baldeação é feita justamente na estação Tobalaba, que serve o Costanera Center.

Leia mais:

9 comentários

Carmem
CarmemPermalinkResponder

Sugestão perfeita e completa. Semana que vem vou conferir. ?

Rosi Guimarães

Moramos aqui em santiago e nós também já fomos, porém subimos no finalzinho da tarde e apreciamos um lindo pôr do sol. Estou contando tudo no meu blog: http://nosnochile.com.br/novo-ponto-turistico-de-santiago-do-chile-nos-fomos/

Thiago
ThiagoPermalinkResponder

Rosi, parabéns pelo site e pela descrição detalhada e não deixando nada para acrescentarmos ….rs Estivemos lá em 04/04/16 e realmente vale muito a pena.

Rosi Guimarães

Obrigada Thiago. Um abraço!

Waldir da fonseca.

já estive no Chile algumas vezes e adorei este País. Pretendo voltar o mais rápido possivel e, com certeza,irei ao Sky Costanera.

Renata
RenataPermalinkResponder

Estive agora em dezembro e realmente no verão é bem difícil não ter o smog...eu subi e não vi a Cordilheira. Algumas tardes a visibilidade melhorou, mas aí já tinha subido..rs. Com neve deve ser lindo!

Laerte
LaertePermalinkResponder

Estou a alguns dias aqui, muito fog nada de chuva e o valor aumentou muito 15.000 pesos, tudo aqui aumentou bastante de valor estes ultimos anos. Uma pena.

Dani S.
Dani S.PermalinkResponder

Subimos no Sky Costanera e tivemos uma vista linda num fim de tarde de final de março. Fomos no fim da tarde e assistimos o pôr do sol, lindo entre as montanhas, e as luzes da cidade acesas (comecei a pensar numa música, mas deixa pra lá...) De fato, os preços aqui em Santiago subiram bem, e pagamos 15.000 pesos chilenos para adultos e 10.000 para crianças.
O elevador sobe voando para o 61º andar, que é coberto, e há painéis próximos às paredes de vidro indicando as atrações. Há textos em espanhol, inglês e português. Com uma escada rolante, subimos para o 62º andar, que é ao ar livre, e onde se pode ter uma belíssima vista de toda a região, de fato todo cercado por vidro, e sem nenhum teto pra atrapalhar a foto. Há guias que contam a história do prédio e apresentam a paisagem vista de cada um dos lados (seguimos em espanhol, supostamente há guias em inglês). A guia sabia que havia brasileiros no grupo, e traduzia as palavras-chave mais difíceis, sendo muito fácil de entender. Há binóculos daqueles de filme americano, mas com a visão liberada, sem precisar de moedas (e tem um com menor altura no 62º andar para crianças).
Na volta, o elevador te deixa no 5º andar do shopping, no pátio de comidas (pra não trombar com o povo que sobe da planta baja, e aproveitar o marchã, com uma lodjinha temática). Que os chilenos não me ouçam, mas tem um delicioso Freddo neste andar, ótimo pra terminar a visita com sorvete dos hermanos...
No geral, apesar do preço salgado, uma senhora estrutura para ter uma vista excelente de 300 metros de altura acima de Santiago, sem nenhum arranha-céu próximo para estragar a perspectiva ampla das montanhas que cercam o vale. E crianças também gostam: os meus meninos se acham muito importantes de terem subido tão alto...

Silvia
SilviaPermalinkResponder

Visitei ano passado, em junho e fez um dia lindo, com um céu bem azul.. valeu muito a pena.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar