Santiago

Ordem e progresso
Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Santiago: a capital do Chile é o espelho perfeito da trajetória recente do país.

Limpa, ordeira, afável,  moderna – Santiago é um modelo de eficiência. Constatar a existência de uma cidade tão civilizada nas nossas latitudes já vale a viagem. Se bem que, quando o fog dá uma trégua e deixa entrever a Cordilheira ao fundo, o adjetivo que vem à sua cabeça é: linda.

Quando ir | Como chegar | Onde ficar | Onde comer | O que fazer

O Centro ainda conserva alguns prédios históricos, e praticamente monopoliza as atrações turísticas.

Colados ao Centro, os barrios Lastarria e Bellavista são pólos gastronômicos com boas opções de hospedagem.

Providencia é o bairro do comércio e uma das regiões preferidas dos brasileiros.

Mais adiante, El Golf e Vitacura revelam a nova Santiago, de avenidas amplas e prédios moderníssimos. Os hotéis mais estrelados e restaurantes top estão por lá.

O Chile inteiro não cabe numa viagem só. Aproveite para descobrir um pouco mais de Santiago a cada visita.

1044 comentários

Paulo Vitor
Paulo VitorPermalinkResponder

Eu planejei viajar no começo de junho para Santiago, mas desisti porque o histórico climático de neve indica que começa a nevar no Valle Cerrado a partir de meados de junho.
Encontrei o histórico anual, por dia de neve, no link abaixo:
http://www.onthesnow.com/chile/valle-nevado/historical-snowfall.html?&y=2008&q=base&v=graph

francisco
franciscoPermalinkResponder

Efectivamente amigo la nieve empieza a caer con las primeras lluvias en mes de junio pero es relativo. Saluda a voce Francisco motorista en turismo chile

Maiara
MaiaraPermalinkResponder

Boa tarde!

Estou cheia de dúvidas. È a minha primeira viagem para o exterior, e quero ir para o Chile em agosto desse ano. Quero muito conhecer o país e esquiar. Pretendo ficar 1 semana, é o suficiente, para conhecer os lugares mais conhecido e esquiar? Qual o valor que eu posso levar para a viagem, fazendo tudo da forma econômica? Onde ficar, o que fazer. Vale a pena ficar no centro de Santiago e fazer passeios para outras cidades? Alugar carro por uns 3 dias é válido?
Pode me passar dicas de hotéis, agência de viagem, entre outras.
Aguardo!

Lia
LiaPermalinkResponder

Veja o meu roteiro, talvez possa ajudar. smile

Camila Salles Toledo

Oi Maiara,

Estou querendo muito ir para o Chile em Setembro deste ano. Terei 15 dias de férias. E também não faço ideia de onde ir, ficar e comer gastando pouco...kkk. Pensei em Santiago, Vina del Mar, Valparaíso e deserto do Atacama.
Podíamos ir nos falando e dividir pesquisas....
Beijos

Patricia Turella

ola, também estou pretendendo viajar para Santiago em setembro e adoraria compartilhar pesquisas e roteiros com quem tiver interesse. Abraço.

Pedro Gattai
Pedro GattaiPermalinkResponder

Camila eu e minha noiva vamos pra Santiago em Setembro. Conseguimos alugar um apartamento pelo aplicativo airbnb, você pode entrar no site pela internet em www.airbnb.com. O legal desse site é que você consegue alugar apartamentos em 190 cidades no mundo todo de pessoas que moram na cidade, por um preço bem mais acessível que um hotel.
Espero que ajude alguém.

Eliane Ferreira

Maiara, estive no chile em março e tirei muitas dicas aqui no site mas uma que foi fundamental foi fazer traslado com o Glaco, ele é brasileiro e tem uma equipe ótima programamos vários passeios e foi tudo muito simples e os preços estavam melhor que agencias onde pesquisei, o atendimento dele é personalizado, se vc quiser fazer paradas eles fazem dão dicas especiais e vc ainda ganha descontos nas entradas das vinhas, foi realmente ótimo fomos em dois casais ...se vc quiser mais dicas pode me perguntar ok? o contato do Glauco é:56 96306 3953 WhatsApp /

Carolina
CarolinaPermalinkResponder

Boa noite!!! Passei seis dias em Santiago, cheguei no dia 01/03/15.
Bom, achei Santiago lindo, organizada, limpa. Fiz alguns passeios como no Turistik é um ônibus vermelho q VC paga o passeio p conhecer alguns pontos turístico. Conheci TB o valle nevado e Farellones q pena não estava nevado, TB conheci as gomosas Cordilheiras dos Andes, sensacional. Fui ate Valparaíso e Vina del Mar. Conheci o morro de Santa Lucia, parque Arauco, museu belas Artes, praça das armas, e onde se concentra uns bares q é o patio bela vista bem sofisticado.
Agora achei tudo muito caro lá, nossa!!!!
Mas TB o real ta desvalorizado...
Tem varias casas de câmbios na rua Agustinhas a mais famosa é AFEX, mas vale apena pesquisar.

Cristiano
CristianoPermalinkResponder

Oi Carolina, ia justamente perguntar sobre a moeda, se é melhor trocar em Santiago ou aqui no Brasil, já fui em Santiago em 2011, lembro que muitos lugares aceita o Real, como vc fez?

Thiago Castro
Thiago CastroPermalinkResponder

Cristiano, já viu esse post?
https://www.viajenaviagem.com/2011/12/que-moeda-eu-levo-para-o-chile

Sobre Santiago, quando fui em 2012, achei que as coisas tinham o mesmo preço de SP, o que definitivamente não é barato.

Cristiano
CristianoPermalinkResponder

Ok, valeu pela dica.

francisco
franciscoPermalinkResponder

El valor de la comida es mas caro en chile pero hay lugares que no son turísticos y el valor es mucho mas bajo saludos Francisco motorista

Aline Albuquerque

Cristiano,

Estava em Santiago, fui a Mendoza e retornei a Santiago.

Não vale a pena comprar pesos no Brasil. Traga reais ou dólares ou os dois e troque nas casas de câmbio de Santiago (fora do aeroporto para pegar cotação melhor).

Em Mendoza o real já não é tão aceito em restaurantes e vinicolas, mas alguns ainda aceitam na cotação de 1 real = 4 pesos.
Mas em Santiago muito difícil o comercio aceitar real. Mais fácil trocar nas casas de cambio na Rua Augustinas. (Dólar todos aceitam).

Estou em Santiago hoje (10.03.15), pretendo seguir os conselhos do site, aproveitar o que a cidade tem de bom e usar transporte público.

Até consultei serviços de passeio, mas achei salgados para meu orçamento. Carolina, como fez os seus passeios?

Pretendo fazer o onibus Turistik amanhã e acendei Concha y Toro diretamente no site deles (vou na condução indicada aqui).

abraços e espero ter ajudado.

Aline

Lia
LiaPermalinkResponder

Se vai pegar o TURISTIK, vá bem cedo, principalmente se pretende descer em algum dos pontos. Peguei as 11hs da manhã, desci na Bella Vista para almoçar e visitar a casa de Pablo Neruda, e pronto, deu 17hs não passava mais turistik e voltamos de taxi, foi muito dinheiro gasto a toa.

Aline Albuquerque

Oi Lia,

Peguei o Turistik hoje, voltamos no ônibus que passou 17h15 na Bela Vista (não sei se teve outro depois) e chegamos na Providência 19h30, devido ao intenso engarrafamento em Santiago (horário do rush).

Lia, também tivemos a sensação de que rodamos muito e fizemos pouca coisa no tour de bus. Como compramos um combo da Turistik (Valparaíso + uma tarde em Concha y Toro + 2 dias de ônibus = 65 mil pesos por pessoa) . Ainda temos um dia para recuperarmos o que não deu para fazer hoje.

Espero ter ajudado aos demais que estão pesquisando preços e opções de passeios.

Tatiana Sanches

Oi Aline, vc lembra o preço da"diária" do Turistik?

Cristiano
CristianoPermalinkResponder

Valeu, obrigado.

Tatiana Sanches

Olá Carolina, por quanto você conseguiu real x peso

Neftalí
NeftalíPermalinkResponder

Tatiana, está muito baixo, por volta de 180/185 Pesos por real: www.cambiosantiago.cl

glauco de moraes

Sou de Salvador, moro aquí no Chile, tenho taxi, e faço todos os passeios, telefoneó de contacto é +56963063953

Cristiano
CristianoPermalinkResponder

Glauco, me passa seu email, somos dois casais.

Larissa Lima
Larissa LimaPermalinkResponder

Glauco, me passa seu email. Sou sua conterrânea, irei em junho.

Eliana
ElianaPermalinkResponder

Glauco me passa teu e-mail. Vou para o Chile agora em abril com minha filha. É nossa primeira vez em Santiago.

GEANDERSON DA SILVA RIBEIRO

Glauco,

Me passe seu e-mail. Também já tenho viagem agendada para junho.

Grato.
Geanderson

Eliane
ElianePermalinkResponder

Glauco, estarei indo ao Chile em setembro. Me informa seu email para poder contacta-lo.

Gilcilene
GilcilenePermalinkResponder

Glauco bom dia,

poderiamos nos falar por email, vou ao Chile em Julho e gostaria de fazer alguns orçamentos de passeios com voce.

gil.lemes@gmail.com

joyce
joycePermalinkResponder

Glauco...me passa um email com seu valores. joyce.pimenta@vale.com

Aline Santana
Aline SantanaPermalinkResponder

Passa se email... estarei em Santiago em julho/2015

MONICA
MONICAPermalinkResponder

Me passe seu e-mail. vou ao chile em agosto.

joseli da Silva

"Olá,pessoal,fui ao Chile,com o Sr. Glauco de Moraes me assessorando, ele conhece bem tudo, nos dá dicas, sem contar que é um brasileiro em que podemos confiar, fiz ótimos passeios, desde lugares badalados, restaurantes aconchegantes,passeios culturais, até passeio litorâneo. Para todos os gostos
Fui bem recebida, me senti segura e acolhida,ele faz o translado Aeroporto. vale a pena conferir.
Contato: +56963063953
Email:garoto40santiago@hotmail.com

Luiz e Kelly
Luiz e KellyPermalinkResponder

Pessoal, estou em Santiago e troquei reais por peso no passeio para Vina del Mar, mas é necessário, aceitam cartão de credito tranquilamente.
Quanto a compras barstas ainda não achei nada, mas dá para comprar melhor que em alguns locais de São Paulo.

Paula
PaulaPermalinkResponder

Pessoal, utilizamos várias dicas do Viaje na Viagem quando fomos ao Chile e contamos nossa experiência e damos algumas dicas no Comer, Dormir e Viajar.
https://comerdormireviajar.wordpress.com/
Gostaremos da visita! smile

Camila
CamilaPermalinkResponder

Pessoal, alguém vai pro Chile em abril?

manoelita
manoelitaPermalinkResponder

Oi Camila,vou em abril!

Shirley Rocha
Shirley RochaPermalinkResponder

Olá,
Glauco me passa teu email, estou com viagem agendada pra o chile.

Neftalí
NeftalíPermalinkResponder

Durante essa noite caíram 20 cms de neve em Valle Nevado:
www.vallenevado.cl/pt/informacao/
Pra quem está em Santiago e quer conhecer a neve é uma boa. Provavelmente até o fim de semana essa neve vai derreter. Mas as previsões para essa temporada de esqui são boas. A estrada para Mendoza chegou a estar fechada pelas nevadas, mas já foi aberta.
O tempo está muito estranho no Chile, seco e quente no Sul, muita chuva no desértico Norte. Na região de Atacama nos últimos dois dias choveu o esperado para 4 anos, os aeroportos de Antofagasta e Copiapó estão fechados e há Estado de Catástrofe devido às enchentes, as piores em mais de 40 anos, várias estradas estão interrumpidas.
San Pedro de Atacama, apesar de não ter sido o lugar mais afetado, também está sofrendo o efeito das chuvas:
http://www.soychile.cl/Calama/Sociedad/2015/03/26/312572/Sector-turistico-en-San-Pedro-de-brazos-cruzados-por-las-lluvias.aspx
Quem tem viagem marcada pra lá nos próximos dias poderia enfrentar um pouco de dificuldade. Mas a situação deveria lentamente voltar ao normal, já não se esperam chuvas tão intensas.

Neftalí
NeftalíPermalinkResponder

Enquanto isso, em Pucón, o vulcão Villarrica continua com sua TPM e logo logo vai fazer uma nova erupção, de relativa baixa intensidade.
Realmente, conhecer o Chile é uma aventura...

Neftali
NeftaliPermalinkResponder

Em uma ultima atualizacao vulcanologa, agora foi a vez do vulcao Calbuco, no Sul do Chile, entrar em erupcao depois de 43 anos. Foi mais forte que o Villarrica (que continua em atividade), e os voos para Puerto Montt foram cancelados, ate maiores novidades.
Aparentemente a evacuacao de habitantes e so em Ensenada, a 47 kms de Puerto Varas, perto dos saltos do Petrohue.
O Chile por obrigacao tem uma boa estrutura e organizacao para esse tipo de emergencias, quem esta na area ou vai pra la deve estar tranquilo.

Gleyson
GleysonPermalinkResponder

Pra quem tem dúvidas de como chegar por conta na Vinícola Emiliana, vou contar como eu e minha esposa fizemos.
Ligamos reservando a visita e o funcionário da vinícola nos ensinou.
Pegamos o ônibus para Viña Del Mar que sai a cada 15 minutos do terminal de ônibus que fica na estação de metrô "Universidad de Santiago" (que podem ser da Pullman ou Tur Bus). Compramos já na ida as passagens de volta, sem horário marcado (e isso é importantíssimo, pois não tem como comprar a volta perto da vinícola).
Ao entrar no ônibus avisamos ao motorista que desceríamos no meio do caminho, num lugar chamado La Vinilla. De lá seriam 20 minutos de caminhada até a vinícola Emiliana.
Entretanto, o motorista nos perguntou em qual vinícola iríamos e fez a gentileza de nos deixar na frente da Emiliana.
Após a visitação, voltamos a pé até La Vinilla, para o ponto de ônibus mais próximo na estrada. Uma vez na estrada você tem que chacoalhar seu bilhete para que o ônibus veja que você quer embarcar. Não se pode pagar diretamente ao motorista, por isso a necessidade de já se ter comprado o bilhete de volta.
Tudo foi muito tranquilo. Recomendo esse jeito aos que curtem fazer os passeios por conta.

Leonardole
LeonardolePermalinkResponder

Estive em Santiago na ultima semana e fiquei hospedado no Ibis Providencia. Local muito bom, bairro tranquilo.
Fiz passeios com o guia turístico Steban, gente boa demais. Um cara super atencioso, sempre preocupado com o nosso bem estar, deu várias dicas de passeio, e o melhor de tudo, era sempre sensato com os preços dos passeios.

Resumindo, adorei Santiago!
Espero voltar em breve.

Renata
RenataPermalinkResponder

Leonardo, poderia passar o contato do seu guia Steban?
Obrigada
Renata

Clelia
CleliaPermalinkResponder

Estivemos em Santiago no final de Março de 2015. Meu marido, eu mais um casal. Agradecemos o site pelas dicas que foram de grande ajuda.
Também fizemos os passeios com o Glauco de Moraes ( vide comentários acima). Foi muito tranquilo e confortável , desde buscar no aeroporto com explicaçōes de Santiago e os passeios todos. É muito confortável ter um brasileiro falando sua língua e o Glauco é uma pessoa alegre, atencioso e que podemos confiar. Gostamos muito da viagem e pretendemos voltar.

Fernando
FernandoPermalinkResponder

Olá, Estamos planejando ir ao Chile em Setembro / Outubro. Tenho uma dúvida que não consigo tirar com ninguém. Sobre a travessia dos lagos Andinos.

Depois de curtir a capital vamos para Puerto Varas.

Ali ficaremos 2 dias e faremos a travessia via Cruce Andino e mais 2 dias em Bariloche.

Justamente aí fica a dúvida. Como é a travessia? Estaremos cheio de malas, pois não teremos onde deixá-las para fazer a travessia. Vi no Cruce Andino que a travessia sobe em onibus, desce do onibus, pega barco, sai do barco, entra no onibus...e por aí vai.

É tranquilo fazer isso com malas?? O que sugerem que eu faça? Queria fazer o passeio da travessia em 2 dias mas tenho todas essas dúvidas.

Por favor...ajudem!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Fernando! Você despacha suas malas no início do passeio e recebe no final. Está explicado no início do texto do post do Cruce. Por favor, leia o nosso conteúdo com atenção.

https://www.viajenaviagem.com/2010/03/2-paises-3-barcos-4-onibus-como-e-o-cruce-de-lagos

Maria Cilea
Maria CileaPermalinkResponder

Olá Ricardo, adoro Santiago, já fui 4 vezes e sempre dou uma olhada nas suas dicas. Mas infelizmente existe um sério problemas com os taxistas lá. Eles tem um dispositivo ligado ao volume do rádio que qdo aumenta o volume o taxímetro da um salto. Qdo vc questiona eles respondem cinicamente q é "bandeira 3", que é a senha para "estou te roubando mesmo". Na primeira vez eu fiquei confusa e paguei a corrida mas dessa última, que já sabia disso, deixei chegar no meu destino, descemos do taxi e começamos a negociar o preço. Ele não queria reduzir, aí fui até a frente do carro e tirei uma foto. Ele mudou completamente, ficou apavorado, deixou q pagássemos o q queríamos, e sempre falando q não queria problemas. Conto isso p q todos fiquem espertos. Olho no taxímetro e no botão do rádio.

Sandra Miranda

Valeu, Maria! Sofri um "assalto" de taxista em Praga, no mês passado e tive que pagar, porque não me ocorreu uma defesa como essa...vou ao Chile em setembro e foi ótima sua dica.
Abs

Tadeu
TadeuPermalinkResponder

Bom dia Ricardo e Boia, não vi nenhum comentário sobre as gorjetas ( propinas )

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Tadeu! Deixe 10% nos restaurantes.

FELIPE
FELIPEPermalinkResponder

Pessoal eu fui no dia 1/05 para Santiago, Vi uma cidade, suja e abandonada. Não vai de encontro as informações descritas no site. A vista das cordilheiras realmente é sem palavras.

Ana maria
Ana mariaPermalinkResponder

Boia vc pode postar informacoes do vila rica,vou em agosto mas nao consigo noticias frescas,so noticias do começo de abril.obg

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ana Maria! O alerta laranja continua. Não é possível subir no vulcão.

Joyce Rabelo
Joyce RabeloPermalinkResponder

Olá, estou com passagem marcada para ir p região dos lagos no dia 09 de junho. Estou preocupada com o fato de as cinzas do vulcão calbuco terem chegado nas cidades de Puerto Mont e Puerto Varas e atrapalhar os passeios, dentre eles a travessia realizada pela cruce andino. Você tem alguma informação que possa me auxiliar? Será que devo prosseguir com o planejamento da viagem?
Obrigada

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Joyce! Últimas notícias e nossas recomendações estão aqui:

https://www.viajenaviagem.com/2015/05/vulcao-calbuco-terceira-erupcao-noticias

EMC
EMCPermalinkResponder

Estive em Santiago em maio de 2015 com minha fam. Dicas: táxi: Aeroporto até o centro: 18.000. Alimentação: 3 a 4 mil pesos lá pelo centro. Viagem a Valparaíso: 30.000 pesos. Dá para achar mais barato. Um taxista recomendou pegar algum taxista e negociar um preço menor para os passeios. Daria para ir a Vinha por menos de 60.000 pesos. Além disso, eles acabam te levando para algum restaurante caro. Com um valor menor daria para fazer tudo e comer em um bom restaurante gastando menos. Dica de passeio para quem gosta de história e cultura: museu de arte pré-colombiana. Dica de hospedagem: não ficar em hotel mas nos aparts que eles alugam. No centro existem muitos e você gastará a metade. Mais ou menos $ 100 (R$ 300,00) por dia. Santiago não custa nem mais nem menos do que as capitais brasileiras.

Caroline
CarolinePermalinkResponder

Oi pessoal, estive com minha família em Santiago no final de maio e ficamos hospedados no Hotel Le Reve, no Bairro Providência. Super indico o Hotel e o bairro. O bairro é muito bem localizado, fácil acesso ao metrô e aos passeios básicos e nem tão básicos assim e o hotel é sensacional. O staff é muito eficiente e prestativo, o hotel é charmoso e cheio de mimos aos hóspedes. Ficamos muito felizes!

Denise
DenisePermalinkResponder

Acabei de voltar de Santiago, neste domingo. Vou deixar aqui minhas breves impressões:
Uma cidade grande com todos seus problemas e eventual falta de charme. Fomos do aeroporto ao hotel de van da empresa Turistik, esqueci o preço agora. Acho que 18.000. Na volta contratamos um motorista que nos cobrou 20.000, pela cotação do dia R$ 127,00. Caro, pois o aeroporto nem é tão longe assim. Uns 30 km do meu hotel em Las Condes. Gostei do Cerro San Cristoban, vista linda da cidade, do Cerro Santa Lucía achei sem graça como também a Casa de La Moneda. A cidade muito cara, tudo, de restaurantes a compras não achei nada compensador. Jantamos no restaurante Como Agua para Chocolate e adoramos: o ambiente, atendimento e a comida. Preço de um jantar para dois com dois pratos principais, um Pisco, duas águas, duas sobremesas= 190,00, achei justo para o nível do restaurante. Fomos ao badalado Astrid Y Gaston, serviço muito bom e comida excelente: dois pratos principais, um suco, uma água, uma taça de vinho, preço total R$ 390,00 achei carinho. Os taxistas são, em quase maioria desonestos, ou aumentam o trajeto ou te enganam: caímos em um golpe que ele nos deu um preço antecipado e nos levou a um outro endereço, quando chegou lá e dissemos que ele havia errado pois entregamos o papel com o endereço e nome do hotel nas mãos dele, ele queria cobrar o triplo para nos levar ao certo. Argumentamos que ele havia errado e ele ficou bravo mas terminou nos levando ao certo por um preço entre o que seria certo e entre o extorsivo que queria nos cobrar. Toda vez que precisávamos de pegar táxi já ficava tensa, todas as vezes que precisamos pegar me senti lesada Nem pegamos tanto táxi assim pois o metrô funciona perfeitamente, usamos mais a linha vermelha, linha 1 que é a mais central e turística. Ônibus não chagamos a usar. Achei Santiago bem segura. Não senti insegurança na rua nem quando saímos à noite, nem nos locais muito turísticos. Os cuidados de sempre se cuidar de carteira e bolsas e pronto, tudo ok. O Patio Bella Vista é muito bom, muitos restaurantes legais. Fomos várias vezes. Vina Del Mar e Valparaíso achei uma GRANDE furada, passeio de um dia todo, que notamos que o guia enrolava em coisas sem importância para demorar mais e justificar os 20.000 pesos por cabeça e muito, muito sem graça, muito mesmo. Só para ver o Oceano Pacífico não valeu...rs. Se você conhece morro e praia nem precisa ir. Me arrependi muito de ter ido. Podia ter usado esse dia para outra coisa. Estações de esqui: fomos e tinha pouquíssima neve, 20.000 pesos por pessoa. Em Valle Nevado só tem as pistas de esqui, todas fechadas ainda, e uns poucos hotéis. Nada a fazer fora da estação de esqui,meio deserto quando fomos, o único restaurante tem um péssimo atendimento. Pedimos um pisco, um sabduiche e uma batata frita, esperamos 35 min e desistimos, ficamos com fome Só valeu pelo estrada que é muito bonita, mesmo com as sessentas e muitas sinuosas curvas. Valeu só por isso. Na época na neve deve ser outra coisa. E também para quem esquia. Em Farellones, outra estação de esqui, que também não tinha neve, parece ter outras cositas para se fazer na neve sem ser esquiar. Com tudo fechado não tínhamos o que fazer. Os shoppings da cidade são muito legais com grandes lojas de departamentos e muitas lojas de grifes internacionais, mas achei tudo caro, produtos iguais com preços superiores aos daqui. Tenho um pensamento que o que vale comprar em viagens são produtos que não temos aqui ou os daqui mais com preços mais baixos e não achei nada disso lá. Com a globalização e com quase tudo feito na China não compensa comprar lá. Tudo que vi lá tem aqui e mais caro, qual a vantagem? Comentei que comprar em viagens perdeu o charme pois até os produtos de rua, que deveriam ser meio locais, hoje em dia são fabricados na China...triste. Em termos de dinheiro levei um pouco de pesos chilenos e saquei lá com meu cartão de débito daqui. 5.000 pesos que os bancos cobram por cada operação, independente do valor a sacar. Achei muito alto esse valor. Fomos a vinícola Concha Y Toro e gostamos bastante. Fomos de metrô e taxi, muito fácil de chegar. Explicações básicas e rápida sobre a produção e degustação de 03 tipos de vinho e de brinde as taças personalizadas. Nada excepcional, mas justo. Almoçamos no restaurante de lá mesmo, comida boa e preço justo. Um meio dia muito agradável. Gostei de Santiago mas não me apaixonei. Não sei se voltaria. Qualquer dúvida estou à disposição.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Denise! Desculpe, mas pelo seu relato dá para ver que você planejou muito mal a viagem. Programou subida à montanha antes da abertura da temporada achando que ia esquiar; não usou o teleférico de cabine fechada do Valle Nevado que leva à parte mais alta; foi a Valparaíso sem ter antes pesquisado o que ia encontrar; e finalmente, viajou com expectativa de fazer compras no momento em que o real está mais desvalorizado contra o peso chileno nos últimos anos. Assim fica difícil gostar, mesmo.

Da próxima vez, consulte o Viaje na Viagem antes de viajar; não use apenas a nossa caixa de comentários para desabafar de uma viagem mal pesquisada.

Neftalí
NeftalíPermalinkResponder

É verdade, Bóia. Atualmente, com esse câmbio, o Chile é o país mais caro da América do Sul. Quem vier que se prepare! Acabo de chegar da Itália (Roma, Toscana e Veneza), e achei o custo de vida lá parecido ao Chile, sendo que a comida é até mais barata. Pelo menos o vinho continua a bom preço...
Já não se observam as hordas de brasileiros arrasando os shoppings de Santiago, como há 2 ou 3 anos. Abraço!

Juliana Mascoli

Olá Bóia,
Venho mais uma vez parabenizá-lo pelo site. Sempre que decido viajar consulto suas dicas e os posts, além de outros sites. Nunca tive problemas, pois você sempre foi muito claro nas suas informações.

Tati
TatiPermalinkResponder

Também não gostei de Santiago, acho questão de opinião. Achei a cidade bem descuidada, não vi esse charme todo, sinceramente. Eu também fui para ver neve, já que estava anunciada a abertura do Valle Nevado no final de junho e na semana que eu estava lá, mudaram para 10 de julho (que acho que nem vai ter neve ainda). Não usei o teleférico para ver a parte alta porque é muito caro (cerca de 100 reais por pessoa - estávamos em 4). Infelizmente são coisas que acontecem, nem todos pensam igual, né? Essa é a beleza das coisas.

Augusto
AugustoPermalinkResponder

Estive em Santiago de 03 a 15 de Junho de 2015,eu minha esposa filha de 07 anos e meu irmão com a esposa, minha impressão foi muito positiva, pois percebe-se que você esta em um pais civilizado, onde a educação e a escola andam juntas, refletindo no dia a dia da cidade, infraestrutura de transito, parques, praças bem cuidadas, ruas varridas e aspiradas mecanicamente, verifiquei que os arquitetos estão sempre querendo se superar nos projetos, dando um toque de modernidade na capital Santiago, verifiquei também que o dinheiro esta circulando, pois Santiago possui muitas obras ativas, tanto privadas, como publicas, atendimento em geral muito bom, em lojas, restaurantes, hotéis e etc...Quanto aos preços, mesmo o peso desvalorizado frente ao real ( 1 real = 170 pesos), (1 dólar = 626 dólares), o preço médio dos pratos nos restaurantes fica em torno de 8.500 pesos ( R$51,00). Com o real desvalorizado os preços para os brasileiros ficou "salgado" para as compras. Ficamos hospedados no Hotel Orly, muito recomendados por todos e comprovei e dei nota excelente, custo beneficio, localização (Ótimo bairro Providencia), atendimento, café da manha, limpeza, paguei 140 dólares a diária, fiquei no apart hotel de nr 45, excelente. Imperdível Vina e Valparaiso, Vale nevado, Viniculas, restaurante giratório. Recomendadíssimo a contratação do brasileiro Glauco, com sua equipe de profissionais da mais alta qualidade, para transfer e passeios gerais no Chile, carros novos e zelo pelos contratantes, telefone com whats App 56 963063953. Retornarei ao Chile em Agosto de 2016, para conhecer o país com neve. Vale Nevado 80.000 para 4 adultos , transfer 18.000, Vina e Valparaiso, 25.000 por pessoa. Va ao Chile, clima bom, comida boa, povo educado e a sensação de que estamos seguro por onde andamos, um paraíso próximo. Forte abraço.

Margareth
MargarethPermalinkResponder

Segui a dica desse site. Concordo com o Ricardo, muito bela e limpa a cidade de Santiago. O pessoal muito educado. Planejei o roteiro com antecedência e valeu a pena. Dei uma choradinha nos preços: enquanto cobravam 17.000,00 pesos para Valparaíso, comprei um pacote por 10.000,00 pesos para Valparaíso e Viña del Mar. Gostei mais de Viña del Mar: linda! Parece uma cidade grega. Vi também os leões marinhos na mesma cidade. Adorei!

Rafael Melo
Rafael MeloPermalinkResponder

Muitas boas dicas, parabéns obrigado... Rumo a Santiago na segunda semana de agosto.

Sandro
SandroPermalinkResponder

Olá! Gostei do post e dos comentários e dicas. Vou a Santiago em agosto. Minha dúvida é se precisa mesmo alugar roupas para ir a Valle Nevado, pois não vou esquiar, só conhecer. Alguém que já tenha ido e alugou, vale a pena?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Sandro! Você vai precisar de botas se não quiser deixar seus sapatos imprestáveis. E talvez o seu casaco não seja suficiente para o frio lá de cima.

Tati
TatiPermalinkResponder

Cheguei sábado de Santiago. Troquei 1 real por 180 pesos, no Paseo Ahumada, teve gente que trocou por 186 por lá. Em outros lugares, perto do parque Arauco, por exemplo, o real estava valendo 160 pesos. O pessoal disse que trocar dinheiro pela manhã é mais vantajoso do que de tarde, o preço flutua muito. E está até agora sem neve nenhuma no Valle Nevado, foi a maior decepção para meus filhos (medaram essa semana a abertura do Valle). Não gostei da cidade, achei muito poluída e suja, os prédios estão bem acinzentados pela poluição. Usei a Turistik para passeios e não recomendo, pois não se tem tempo para nada, mas dá pra ter uma visão inicial do lugar. Eles inclusive deram o cano na gente um dia, tive que ir no guichê remarcar o passeio e acabei perdendo uma tarde e o passeio que ia fazer no dia que remarquei. Adorei Viña del Mar e Valpaíso, pena que pela Turistik não dava nem tempo de entrar na casa do Pablo Nerudo (La Sebastiana - que é linda!) nem passear por Viña. A comida é muito boa, os preços são semelhantes ao Brasil, até um pouco mais barato. O zoo é bem legal para ir com crianças e os Cerros também, apesar de estarem mal conservados, no meu entender. Também não me apaixonei pelo lugar, acontece. Eu leio sempre os roteiros do VNV antes de viajar, usei muitas dicas, mas não rolou. Mas ainda assim acho produtivo, a gente tem que ter opinião própria dos roteiros que visita, né? Acontece... e bora pesquisar uma nova viagem!

Helcio
HelcioPermalinkResponder

Bem pessoal passando aqui rapidinho para falar o que eu vi nesta sexta dia 10/7 em valle nevado e farellones. Farellones e valle nevado ainda estão fechadas porém no valle nevado já tem bastante neve e esses dias ainda nevou mais porém a previsão de abrir só dia 17 em valle nevado e farellones não tem previsão .

Neftalí
NeftalíPermalinkResponder

El Colorado-Farellones abriu hoje. Caiu muita neve no fim de semana.

Elisabete
ElisabetePermalinkResponder

Olá! Acabo de voltar de Santiago. Fiquei lá de 7 a 13/07. Não me apaixonei pela cidade. Fiz quase todos os passeios recomendados e gostei, mas não amei! A cidade é interessante mas os locais de turismo estão mal conservados e tudo muuuuuuuito caro. Meu interesse maior era a neve e consegui curti-la nas duas vezes que fui montanha. Como a temporada de esqui ainda não estava aberta, curtimos o ambiente monocromático belíssimo e brincamos muito! Fomos a Valle Nevado, Lá Parma (delícia de lugar!), Farellones (encantador!! Muita neve caindo no último domingo) e a El Colorado, onde conseguimos fazer um pouquinho de snow board! Essa foi a melhor parte da viagem e já decidimos voltar o ano que vem, mas ficaremos hospedados na estação.... Faz mais sentido para quem quer curtir a neve.
Os vinhedos, todos sequinhos, estavam incríveis. Quero voltar lá para ve-los verdinhos e com uvas e apenas com a intenção de apreciar os vinhos e como são produzidos.
Uma dica que peguei aqui tbm, nos comentários, foi os passeios com um brasileiro e sua equipe. Não tive sorte! Desde o transfer para o hotel (onde tivemos que parar quase que obrigados para trocar o dinheiro, pois levamos reais e dólares e eles só aceitam pesos e acreditem, tivemos que trocar o dinheiro do motorista " já que vão lá trocar, troque esse aqui para mim tbm".... Os outros, que fizemos com eles, foram feitos por pessoas inexperientes e despreparadas. O passeio e Valparaiso, com uma van mal conservada, o motorista se perdeu! O outro que nos levou a montanha nem conhecia o nome das estações de esqui e não sabia colocar as correntes nas rodas da van. Depois dessas tentativas, desistimos da equipe do Sr Glauco, muito amadores e os preços, nada de muito diferente das outras empresas sérias de turismo da região. Não recomendo mesmo.
É uma bobagem levar dólar! Nenhum lugar, nem mesmo nos outlets aceitam essa moeda (e nem real!!!). Levem real e troquem por pesos na Rua Augustina, é mais seguro.
Caímos na cilada da Centolla, no Mercado Central, tbm fomos com a indicação da equipe do Sr Glauco, fomos assaltados com a conta do almoço, certa de R$480,00 para 3 pessoas com um caranguejo que a principio seria para 4 pessoas e nos venderam um para duas pessoas....alguém ficou com uma propina ( gorjeta) boa a nossas custas! ( mas o bicho e gostoso!!!!).
Mais um chek in feito!!!
Bora para a próxima programação!

Thiago Castro
Thiago CastroPermalinkResponder

Quando estive em Santiago em 2012 achei a cidade tão cara quanto SP (onde moro), ou seja, normal.

"os locais de turismo estão mal conservados". Tipo quais? Passeei pelo centro e achei tudo bem limpo e organizado. Palácio La Moneda, Plaza das Armas, os museus no entorna da Plaza, Cerro San Cristóbal, região da Bellavista, etc. Alguma coisa piorou desde então?

Elisabete
ElisabetePermalinkResponder

Oi Thiago,
Acredito que não tivemos sorte!
O cerro Santa Lucia está pichado e cheirando a urina.
O San Cristóbal, o zoo parece abandonado. O santuário está com alguns monumentos quebrados e está em obras....por isso a impressão ruim.
Como pegamos uma pequena manifestação no centro, mesmo que cercados pelos "carabineiros", é inevitável a bagunça. A região no entorno do pátio bella vista, achei sujo e mal frequentado (aliás, foi a única região que senti insegurança).
Não sei se piorou, porque foi a primeira vez que fui à Santiago.
Sou do Rio de Janeiro e achei tudo muitoooooo caro (1 garrafinha de água custa o equivalente a R$5,00, no local mais barato que encontrei), aqui no Rio, pago no máximo R$2,50.
No mais a cidade é bem conservada e a sensação de segurança e boa!

claudia
claudiaPermalinkResponder

Voltamos de Santiago dia 17/07 (fomos dia 09/07). Usamos o transporte da equipe do Glauco para transfer hotel/aeroporto e aeroporto/hotel (20 mil cada). Optamos por alugar carro para as viagens a Vina del Mar, Valparaiso e Vinicola Casa Silva em San Fernando (130 km de Santiago). Ficou mais barato do que usar os motoristas e nao houve dificuldades, usando o Waze. Para ir pra El Colorado (Valle Nevado ainda nao estava aberto para ski ate dia 16/07, contratamos a empresa massky, incluindo transfer + ticket da estacao de esqui + aula de 2 horas + aluguel de equipamento, pois achamos mais seguro ir com empresa especializada. Deu tudo certo e realmente eh importante ter cuidado com o transporte, pois a pista enche de neve e houve um atraso de 2 h para conseguirem nos buscar, pois o carro nao conseguia subir, mesmo com corrente nas rodas. Nossas impressoes: ficamos muito bem impressionados com a cidade e habitantes - cidade limpa, policiada e segura em geral (embora tenhamos falado com duas pessoas que tiveram celulares roubados - uma no metro). Pessoas muito atenciosas, inclusive policiais (carabineros de Chile), que foram todos muito prestativos para fornecer informacoes aos turistas. 90% dos turistas sao brasileiros. Shoppings Centers muito bons. Comida relativamente cara (8.000 pesos em media por pessoa por refeicao). Vinhos, sangria e suco de framboesa imperdiveis. Ficamos no BRIZEN SUITES MANOEL MONTT, em Providencia (flat com 2 quartos, 2 banheiros, sala e cozinha muito bacana, ao lado da Estacao de Metro Manoel Montt, o que facilitou demais a locomocao, pois o metro eh barato e funciona bem). O BRIZEN SUITES tem Gerentes que fornecem auxilio aos turistas para qualquer necessidade por celular ou whatsap, pedem taxis, prestam informacoes, auxiliam com estacionamento, enfim, o que for preciso. Foram extremamente atenciosos e ajudaram bastante. Alem disso, o BRIZEN fica em otima localizacao, ao lado de mini-mercado, farmacia, padaria, restaurantes, cafes, Shopping Costanera - a 2 estacoes de metro). Quanto aos passeios, gostamos do La Moneda e seus ambientes no piso inferior, muito do Museo Pre-Colombiano, e caminhamos pelo Paseo Ahumada ate o Mercado, para conhecer e comer a Centolla, que realmente eh pega-turista e cara, mas boa. Gostamos muito mesmo do passeio a Vinicola Casa Silva, em San Fernando, a cerca de 1:30h de Santiago - a vinicola fica no peh da Cordilheira, a Bodega eh muito bonita e os vinhos muito bons. Dah pra ir cedo, almocar por lah se o restaurante estiver aberto, ou no restaurante que eles indicam em San Fernando e ainda da pra passear no Shopping quando chegar em Santiago (compramos o passeio pela internet - site especializado no passeio pela rota do vinho no Chile) Visitamos tambem o Museo de Bellas Artes (predio bonito, mas nao tao rico em obras), Museo de Historia Natural (bom, tem tambem achados arqueologicos e eh bastante educativo) e a Casa de Neruda - La Chascona (bacana e diferente), Shopping Parque Arauco (lindo, gigante), Patio Bella Vista (lugar gostoso pra passear e comer - varios restaurantes bons), Cerro San Cristobal. Visitamos El Colorado no dia 16/07 e ja tinha ski e snow board. Meus filhos de 14 e 18 anos adoraram - meu filho esquiou e fez snow, mas minha filha teve um desmaio antes de comecar a aula de ski (nao se sentiu bem com a variacao da pressao aos 3 mil metros e temperatura de -10 graus! Estivemos em Valparaiso (muitas construcoes antigas para fotos) e Vinha del Mar, cidade de praia muito bonita, mas nao deu pra visitar a Quinta Vergara que estava fechada devido a chuva!.

Vera
VeraPermalinkResponder

Pesquisando e anotando muita informação daqui. Vamos a Santiago na segunda quinzena de agosto, espero deixar minhas impressões no VNV logo que retornarmos.

Neftalí
NeftalíPermalinkResponder

O Mercado Central de Santiago é bem pega-turista, mas para quem insistir em ir e provar uma Centolla, é melhor pedir um Chupe de Centolla, ou uma Centolla ao alho e óleo (ajillo ou pil-pil), pagando um décimo do que pagaria por uma Centolla inteira.

Shay
ShayPermalinkResponder

Adorei a viagem!
Estive em Santiago do dia 13 a 18/07 e foi uma viagem incrível! Ficamos em um hotel no centro e lá visitamos a pé o La moneda ( vale a pena assistir a troca de guarda, é lindo), museu pré colombiano, plaza de armas, mercado central ( prove a empanada zunino de queijo!), cerro santa lucia(onde provamos o tal do mote), parque florestal ( charmoso) e trocamos dinheiro na rua Augustina.
Fomos ao cerro sao cristobal (vista linda), parque arauco ( não gostamos muito de shopping então o destaque foi o parque que tem atrás do shopping, parque araucano, amei!!!), pátio bella vista, La chascona (curti muito), parque florestal..
Foi muito fácil andar por Santiago e o metrô é bem bom.
Comemos no famoso água para chocolates (chegamos por volta das 15h30 d tarde, sem reservar, foi bem tranquilo. O ravioli de centolla estava delicioso e a torta tres leites também, porém o atendimento nem tanto...) restaurante giratório ( nos falaram que ate 20/7 ja estava com todas as reservas feitas, mas teimosos que somos,resolvemos tentar e aparecemos la em um dia de semana às 17h45. Conseguimos uma mesa e valeu a pena! Vista linda, comida boa, gastamos cerca de 100,00 por pessoa (não bebemos vinho), o mesmo $ que gastamos no água para chocolates...
Fomos para Valle Nevado mas infelizmente não conseguimos subir ate lá e tivemos que ficar em farellones. Ficamos meio decepcionados, mas quando chegamos na neve passou. Viramos crianças, nos jogamos, fizemos guerrinha, boneco, fomos no teleférico, foi lindo! Lá é tudo meio caro, não queríamos gastar muito por um sanduiche, então levamos algumas besteiras na mochila ( vários chilenitos, procurem nos mercadinhos, viciamos). Quem esta com dúvidas sobre as roupas ( eu tinha várias), acho que vale muito a pena alugar a bota e a calça ( o bus/van para sempre na loja de aluguel). A loja que paramos era cara, pagamos para 2 calças, 2 botas mais uma luva 46.000 pesos, cerca de 230 reais...Mas foi essencial! AH, passem bastante protetor solar no rosto!!!
Fomos para Vina/Valpo com a companhia Mitur, fechamos lá no mercado central. Foi ótimo, Vina é linda, charmosa, e claro, tocamos as águas geladas do oceano pacífico. Em Valpo infelizmente não conseguimos visitar a Casa do Neruda " La sebastiana" pois estava lotada...
Também fomos ao cena show, jantar dançante "Bali Hai". Durante o jantar são apresentadas músicas e danças de todas as regiões do Chile, foi bem bacana.
Também fomos a concha y toro, passeio ótimo.
Sobre a troca de dinheiro, trocamos dólar por peso na rua agustina a 647, no outro dia estava 642...
Gostei muito da viagem, realmente o Chile esta a um passo a frente do Brasil. Amo cachorros e lá tem muitos, muitos na rua e a maioria com roupas... O preço de Santiago é parecido com o de São Paulo, ou seja, caro.
Pelos caminhos que passei, senti poucas vezes cheiro de xixi, não vi tanto lixo como tem aqui e achei muito mais silencioso (quase não tem motos/motoboys por lá).
Adorei e quero voltar! Para quem esta indo, aproveitem smile

Nívia
NíviaPermalinkResponder

Estive em Santiago no período de 10 a 16 de Julho com mais 10 pessoas da família e apesar de ler em vários lugares que Santiago era uma cidade segura, logo no primeiro dia fomos alertados pelo segurança do Shopping Parque Arauco para deicharmos sempre as sacolas e bolsas na frente do corpo. Outro cuidado são com os taxistas que abusam dos turistas dizendo que não conhecem o caminho e dão voltas e mais voltas, como tínhamos que pegar mais de um táxi, enquanto um cobrava 3.000 pesos chilenos outro saía por 30.000 para o mesmo trajeto, essas diferenças aconteceram mais de uma vez.
Ficamos no Novotel Vitacura, quartos bons e limpos, ambiente agradável, pessoal solicito. A comida do restaurante gostosa e com preços acessíveis ( rodízio de sopa e caldos à noite por 12.000 pesos chilenos e pratos a lacarte por volta de 9.000). Conhecemos a vinícula Santa Rita, lugar muito bonito e agradável (almoço maravilhoso) e juntamente com o passeio em Farellones e Colorado valeram a viagem. Não achei nada de mais o Mercado Central, já o Centro de Santiago é bem interessante.
Fechamos o translado e passeios com o Sr. Francisco Mesa (indicação de uma amiga que esteve no Chile) pontual, gentil e muito prestativo. Agradecemos e recomendamos.
Infelizmente no penúltimo dia minha mãe teve a carteira roubada e nossa bagagem até o momento a TAM não localizou onde foi parar ( despachamos em Guarulhos e não chegou no destino).

Hugo
HugoPermalinkResponder

Estou indo dia 30/07. Quem estará lá?

Nilza cardoso
Nilza cardosoPermalinkResponder

Estive no Chile semana passada. Atualizando: diferente do que li aqui, os táxis não estão aceitando cartão e, muito cuidado com os taxistas! Fomos "enrolados" mais de uma vez.: apagavam o taxímetro antes de conferirmos o valor, davam voltas para pagarmos mais ( mesmo qdo o gps mandava ir pelo caminho mais curto) e um casal de SP nos relatou que um taxista por 2 vezes disse que eles haviam lhe dado uma nota de mil ao invés de 10 mil. Fiquem alertas!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Nilza! O táxi que aceita cartão é o táxi oficial do aeroporto, desde que você compre a corrida no guichê. Não está escrito em lugar nenhum do site que os táxis de rua aceitam cartão.

Harlis
HarlisPermalinkResponder

Fiquei 8 dias no Chile e acabei de voltar. Aviso a todos: nosso dinheiro é uma lástima lá. Sugestão: leve só dólares, pois o câmbio é muito mais estável. Segui a dica de uma pessoa aqui e entrei em contato com o tal de Glauco (brasileiro que presta serviço de táxi e turismo). O cara é desorganizado, cobra caro e, apesar de ter combinado com ele de nos pegar no Aeroporto, simplesmente não apareceu e nem deu satisfação. Não recomendo. A maioria dos passeios vc consegue fazer de metrô e de ônibus (funcionam muito bem e os santiaguinos são simpáticos e sempre dispostos a ajudar e dar informações). Evite usar táxi. Se o taxista perceber que você é turista, fará de tudo para te enganar. Inclusive assistindo tv a noite passou a reportagem de um brasileiro que quebrou o pau com um dos taxistas e baixou até a polícia pra resolver a pilantragem. É possível negociar um valor fixo do Aeroporto até o seu hotel diretamente no balcão dos táxis oficiais no Aeroporto. Foi o que fiz e deu certo. Se o seu hotel ficar perto do Metrô, é possível vc ir para o Aeroporto de metrô e ônibus (especial). Vc pagará 1.500 pesos por pessoa e o metrô 660 pesos. Muito mais barato. Tudo em Santiago está caro! (pra nós é claro). Comer é muito caro, mesmo em fast food. Valle Nevado: não caia no conto das agências. Ir no Valle Nevado e em Farellones em um dia não vale a pena! Será caro, corrido e vc não aproveitará nada. Escolha um só local (Farellones para quem tem criança, vai aprender a esquiar ou apenas brincar na neve e Valle Nevado se vc já sabe esquiar e vai praticar o esporte). Faça o translado para um dos locais pegando uma Van num local fixo. Ela faz o translado de manhã, te deixa lá e vai te pegar no fim da tarde. É mais barato, vc aproveita e se diverte mais. Se quiser fazer perguntas, fique a vontade. Responderei com prazer! Abração.

Silverio e Van

Primeiro gostaria de agradecer a esse site por SEMPRE nos ajudar nos longos planejamentos que fazemos antes de viajar e também a todos que colocam suas dicam aqui, Valeu!
Estivemos em Santiago na ultima semana de Junho, 2 adt e um piccollino de 1,5 ano, e realmente a cidade a primeira vista passa um aspecto de suja e sem cor, mas na segunda olhada você descobre que nao se deve julgar o livro pela capa. Ficamos no Diego de Velazquez, em Providencia, pedimos já no Booking o quarto com cozinha e fomos atendidos, cafe da manha justo, equipe falando portugues e muito perto de tudo a pé, mercado, restaurantes e o Shopping Costanera. Tanto o translado como passeios fechamos com a Souza Tour via email, mais barato, guias tambem falando portugues e pagamento no ultimo passeio em reais com cambio bacana (1-185). Fizemos o City tour, obrigatorio, subimos a montanha apesar de não ter neve e visitamos a Concha y Toro e a Santa Rita, vale muito a pena. Comemos a Centolla gratinada no Aqui esta Coco, restaurante que vale muito a pena conhecer, se nao tinhamos reserva, então chegamos na hora que abriu. No bairro de Bella vista indico o Giardino e Barrica 54, onde se pode comer pratos tipicos como o pastel de choclo, depois no Cerro Sao Cristobal fomos no zoo, o baixinho adorou e curtimos a vista da cidade, vale a pena. Agora, se tem crianca no grupo, é imprescindivel a ida ao Museu Interativo, é afastado mas vale o taxi, ate os adultos se divertem lá. Falando de taxi, NUNCA entre num antes de perguntar quanto fica a corrida, é a melhor maneira de não ser "turistinganado". Ainda, vale a pena comer nos Mamut (custo/Beneficio) e ir no Parque Arauco. La as coisas sao preço de SP mesmo, a não ser os vinhos que podem ser comprados beeem mais baratos nos supermercado Liber ou jumbo que tem por lá.

Carla
CarlaPermalinkResponder

Pessal,

estive no Chile semana passada e quero agradecer as dicas. Todas excelentes.
Nao comprei nenhum passeio e me virei em valpo, vina e santiago graças a este blog!!!
Se eu puder contribuir com algo: Retirem a snowtours como opção para transfer de ski! Comprei transporte para valle nevado e me levaram pra colorado dizendo q estava fechado (e não estava fechado). O pessoal que estava comigo na van tinha comprado transfer hotel ida e volta e o motorista somente buscou e na volta deixou na agencia.
beijos e super obrigada!!!

Otavio
OtavioPermalinkResponder

Olá Carla.

Só lhe comento que voce nao foi levada ao Valle Nevado (que sim estava aberto), pois a estrada estava FECHADA. E para evitar de colocar as pessoas em risco ou ficar parado na estrada tentando chegar lá em um lugar onde os os turistas que vao pelo dia nao sao tratados como deve ser, optamos por leva-los em um centro de ski com a estrada aberta e com condicoes seguras.

Buscamos sempre as melhores opcoes para nossos clientes e se as condicoes de seguranca e qualidade forem as que SnowTours encontra que é a melhor para os clientes iremos e SEMPRE avisamos a todos sobre as mudancas e condicoes dos lugares antes para evitar problemas.

Agradecemos seu comentario e novamente esclarecemos, NAO vamos ir onde nao há condicoes de seguranca e onde as pessoas possam passar momentos ruins.

sthefany silva

Ola Carla!!
Qual o nome do hotel que você ficou hospedada? você gostou?

nilton
niltonPermalinkResponder

ATENÇÃO: Fomos a Santiago no período de 20 à 30/07/2015, pela 2ª vez, eu e minha esposa. Queriamos levar nossa filha ao Vale Nevado para esquiar e fazer outros passeios. Peguei dicas aqui no "site" de procurar um tal Glauco (brasileiro) para fazer translados e passeios. Contatei o sujeito com 2 meses de antecedência, e combinamos fechar detalhes 2 dias antes do vôo. Assim fizemos. Quando chegamos ao aeroporto, esperamos por quase 2 horas e descobrimos que levamos o "cano" do tal Glauco. Me virei, e no dia seguinte, procurei o sr Glauco para pedir explicações. Sem conseguir explicar bem, disse que seu motorista tinha ido me buscar, mas não soube precisar os nomes de quem foi buscar, embora eu tenha passado tudo detalhado (nomes, hotel, endereço etc) por "watsApp". Ofereceu como "compensação", fazer o translado de volta, gratuitamente. Somos pessoas de boa vontade, raramente temos problemas com "picaretas", e entendemos ter havido algum mal entendido. Aceitamos a oferta e acertamos um passeio para o dia seguinte, ao Vale Nevado, devendo estar as 8,30hs da manhã no saguão do hotel. Por sua orientação, fomos a uma casa de câmbio da rua Augustina comprar pesos Chilenos para as despesas necessárias ao passeio. No dia do passeio, nos apressamos, nos arrumamos com roupas, lanches, dinheiro e tudo mais necessário ao passeio e ficamos esperando o sr Glauco. NÃO APARECEU DE NOVO! Contatamos o sujeito novamente e, na maior cara de pau, disse que nada tinhamos acertado. Ofereceu um taxi para nos levar ao Vale Nevado. Não aceitamos, é claro. Comentamos com outros brasileiros do hotel, e eles também tiveram problemas com o tal Glauco. Ficamos muito preocupados, pois sempre nos orientamos pelo "site" e nos sentimos na obrigação de relatar o fato aqui. Será que aquela dica lá em cima, onde consta, inclusive o nº de tel. não é uma propaganda disfarçada de "dica". FIQUEM ATENTOS. No mais, adoramos Santiago, e voltaremos.

Viviane
VivianePermalinkResponder

Nilton, também tive problemas com esse GLAUCO. Primeiro fechei com ele passeio a Valle Nevado e Farellones. Na véspera já a noite ele mandou whatsapp pra confirmar Valle Nevado e eu disse: Valle + Farellones, OK? Ele confirmou mas só fomos ao Valle. Isso em 03/08/2015.
Dps eu, ingenuamente (pra não dizer burra), ainda dei uma chance pro cara e fechei Farellones + El Colorado em 06/08/2015, acontece que tinha previsão de nevasca (o que eu não sabia, mas ele devia saber, certo?). Como o tempo estava chuvoso ainda perguntamos se estava confirmado com aquele tempo e ele disse: SERÁ ÓTIMO! MUITA NEVE!.
CONCLUSÃO: Colocou a vida de todos em risco naquela tempestade, as estações estavam FECHADAS E NÃO VIMOS NADA. Morremos todos numa grana, perdemos nosso tempo, enfim...um desastre!
Obs.: outras pessoas da van disseram ter estranhado ele confirmar pq outras pessoas do hotel tb tinham agendado o passeio mas as empresas de turismo (honestas) cancelaram o passeio devido ao mal tempo.
ESSE GLAUCO É UM PICARETA! Brasileiro dando volta em brasileiro no chile!

ELAINE
ELAINEPermalinkResponder

Viajei para o Chile e, com as ótimas dicas que peguei aqui, foi SUCESSO!
Tudo perfeito, ainda pegamos uns 27 graus em Santiago, calor!
Adorei, conhecemos as estações de esqui, muita neve ! Recomendo!
Agradeço a vcs do site, por esse grande suporte ! Valeu =**

Tati Batista
Tati BatistaPermalinkResponder

Eu adorei Santiago e já estou me planejando para voltar e explorar melhorar a cidade. Fui em Março e ainda estava mais vantajoso trocar Reais do que dólares na época.

Segue meu roteiro completo no Chile, que inclui 7 dias com base fixa em Santiago, espero que seja útil para todos os que estão indo ... e se estiverem por lá em Novembro .. entrem em contato!!! Devo retornar ao Chile...

http://viajanderia.com/2015/03/27/como-planejar-um-roteiro-tranquilo-pratico-e-acessivel-de-16-dias-de-viagem-pelo-chile/

Bjuss e muita gratidão ao blog que tanto me ajuda nas minhas trips!! wink

Tati Batista do Viajanderia

Neftalí
NeftalíPermalinkResponder

Quase 2 metros de neve acumulada nos Andes, depois de 5 dias de tempestades.
Porém, a estrada para Valle Nevado está fechada desde 5a feira, e só abre amanhã a tarde, com sorte. A estrada de Santiago para Mendoza está desde 4a feira fechada, sem data confirmada para abertura.
Na 5a feira dezenas de brasileiros ficaram presos na neve indo para Valle Nevado:
http://www.lun.com/default.aspx?dt=2015-08-07

Francisco Almeida

Pessoal, estive agora em Santiago (retornei 10.08.2015), e uma coisa tem que ser dita: cuidado com os táxis! Utilizamos táxis que variavam incrivelmente de preço pelo mesmo caminho .... o grupo resolveu o problema ao começar a usar o UBER lá mesmo, aconselho demais. Para vocês terem ideia, uma corrida na qual gastamos 15 mil pesos chilenos p ir de táxi, voltamos pelo UBER por 3 mil pesos! portanto, cuidado com os táxis!
De resto, viagem muito boa , "Como água para chocolate" e "Aqui esta coco" são restaurantes ótimos , não deixem de visitar o Hard rock do Costanera para uma saída mais descontraída e o Cerro Cristobal para turistar...

Neftalí
NeftalíPermalinkResponder

Finalmente ontem foi inaugurado em Santiago o Sky Costanera, o mirante 360° que fica no topo do Costanera Center, o prédio mais alto da América do Sul, com 300 metros: www.skycostanera.cl
Estará aberto todos os dias de 10 as 22 horas. A entrada custa 5 mil Pesos (USD 7,50 aprox) de 2a a 5a, e 8 mil ( USD 12 aprox) de 6a a domingo. Há preços menores para 3a idade, estudantes e menores, e o Fast Pass custa 12 mil Pesos todos os dias.
A dica aqui é tentar subir, no inverno, depois de uma chuva em Santiago, quando o ar da cidade fica limpo e os Andes totalmente nevados. Santiago fica espetacular! Já no verão e em meses mais quentes a cidade não tem problemas de poluição.

Neftalí
NeftalíPermalinkResponder

Ontem conheci o Sky Costanera, e gostaria de reiterar que já virou uma atração turística imperdível em Santiago. A vista é simplesmente espetacular!
Fora que a localização do Costanera Center é excelente, entre Providencia e Las Condes, de fácil acesso pela estação de metrô Tobalaba. Apesar de ser alérgico a shopping, tenho que reconhecer que esse é bem amigável, com um imenso supermercado Jumbo, perfeito para compras de vinho. Além das dezenas de opções de restaurantes e lanchonetes, desde o peruano Tanta, do chef Gastón Acúrio, passando pelo Hard Rock Café (tem quem goste), até todos os fast foods possíveis, sendo, na minha opinião pessoal, o Taco Bell o melhor. Tem até um Bob´s para os fanáticos do milk shake de Ovomaltine, e a um quarteirão do mall, um Wendys, com seus deliciosos Baconators.
Mas acredito que a melhor opção é provar uma boa comida típica chilena. Saindo do Costanera Center, pela passarela de pedestres que desce na rua Luis Thayer Ojeda, logo a direita se encontra a Fuente de Soda Las Cabras. Uma fuente de soda é um restaurante tradicional, equivalente chileno aos diners americanos. Simples, guardanapos de papel, mas a comida é espetacular, idéia de um talentoso chef de regressar às suas raízes. Recomendo as charchas (bochecha de porco com batata frita), de comer rezando, ou os garbanzos com ostiones (grão de bico com vieiras). Os sanduíches de lá também são muito bons. Outra opção sempre excelente, de comida chilena, mais transado e ideal para comer e beber algo também, é uma filial do Bar Liguria, na mesma rua, a caminho do metrô. O Liguria tem 3 filiais, e é avalado pelo Comandante Ricardo Freire.
Enfim, o mirante do Costanera definitivamente é um “must go” em Santiago. ¡Saludos!

Fatima
FatimaPermalinkResponder

Eu e meu marido retornamos de Santiago ontem e aproveitamos muitas dicasdo Viajenaviagem. Preferimos ficar no bairro Providência onde tem muitos bares e restaurantes. Não deixem de conhecer o Pátio Bellavista. Jantamos no Backstage e gostamos muito. Na mesma rua, Constitution, tem o Como água para chocolate. Vale a pena. Mais para a frente tem um restaurante de comida peruana, Barandiaran. Adoramos. Se querem saborear massas deliciosas , tem o Siciliano, logo na esquina , na mesma rua, depois destes que citei. Outro muito legal Aqui está Coco, descendo na estação Pedro de Valdivia. Liguria é um bar restaurante bem legal, descolado. Vale a pena ir ao Parque Bicentenário e almoçar no Mestizo. Experimente o Pisco Sour. Outro lugar bem turístico é o restaurante Giratório, em frente à saída do metrô Los Leones. Visitar e talvez comprar, o shopping Parque Arauco. Lindo demais. Fomos a El Colorado e Farellones no dia 12/08, mas como estava nevando , não fomos nas Sillas panorâmicas e tubing. Não havia visibilidade suficiente. Mas valeu a pena ver aqueles flocos de neve caindo em cima de nós. Mas, por favor não almocem no hotel Farellones. Comida horrível. É muito caro. Em Santiago devem conhecer o espaço cultural La Moneda. Os dois cerros são lindos , mas gostei mais do Cerro Santa Lucia. O Mercado central não tem muito atrativo. Mas, conhecemos a centolla, que tanto falam. O bairro El Golf é muito bonito e chique . Fica em Las Condes. Fomos a feira de artesanato de Los Dominicos. Não compramos nada. Apenas conhecer. Artesanato chileno. Atenção nos metrôs. Se estiver muito cheio, espere outro. Porque é nesta hora que tem os pickpockets. Eu fui roubada as 9:00h . Abriram o zíper da minha bolsa a tiracolo e furtaram meu celular. Não percebi nada e olha que estava grudada no meu marido. Perdi a graça por um tempo, mas pelo menos não levaram minha carteira com dinheiro e cartão de crédito. Olhos bem abertos e atenção redobrada. Escondam os pertences nos bolsos internos dos casacos. Gostei de Santiago, mas cheguei a conclusão que nosso real não está valendo nada. Tudo estava caro.

Lincoln Gomes
Lincoln GomesPermalinkResponder

Estive no Chile com minha esposa no período compreendido entre 08 de Julho à 24 de Julho. Fomos ao Deserto do Atacama - inesquecível e marvavilhoso e posteriormente Santiago. Parabéns ao site Viaje na Viagem, pois meu roteiro se baseou em praticamente tudo aqui e foi perfeito. Vale a pena levar Dólar, pois o real está super desvalorizado. Um restaurante imperdível na nossa concepção é o Astrid&Gastón. O peruano Tanta e o tradicionalíssimo chileno Liguria são excepcionais também. A minha dica é se basear principalmente pelo site ViajenaViagem que não dará errado. O Deserto do Atacama é algo Divino e Santiago também foi sensacional, principalmente a Neve e as vinículas.

gilson
gilsonPermalinkResponder

Bom dia,

Estou programando viagem para Santiago no final de setembro, iremos chegar em Santiago e já pegar um voo para Puerto Montt. Minha dúvida é: Já compro as passagens entre Santiago a Puerto Montt? Ou deixo para comprar no momento em que chegar no aeroporto?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Gilson! Imagine um chileno que queira ir a Salvador e deixasse para comprar as passagens quando chegasse ao aeroporto em São Paulo. Na sua opinião, quais são as chances de ele fazer um bom negócio?

Thiago Castro
Thiago CastroPermalinkResponder

Só tome cuidado com o tempo de conexão que vc vai pegar. Como serão vôos não compartilhados (não estão no mesmo bilhete), eles não vão se responsabilizar por eventuais atrasos no primeiro trecho. Programe umas 4 ou 5 horas de intervalo. Na verdade, eu escolheria ficar uns 2 ou 3 dias em Santiago antes de ir para os Lagos.

CATARINA
CATARINAPermalinkResponder

Acrescente no roteiro a visita ao Sky Costanera, o maior prédio da América do Sul. Pagando 5.000 pesos (valores de Agosto 2015) você pode subir ao último andar do prédio, onde se tem uma vista 360º de Santiago. Eu amei!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia de férias. Só voltaremos a responder perguntas que forem postadas a partir de 3 de junho. Relatos e opinões continuarão sendo publicados.
Cancelar