Montevidéu: um fim de semana sentindo-se em casa no novo Hyatt Centric

Viaje na Viagem
por Viaje na Viagem

Montevidéu Hyatt Centric

Texto e fotos: Sylvia Lemos

"Que casa linda!", foi o primeiro pensamento que tive ao chegar ao anoitecer de sexta-feira na rambla de Pocitos, à altura do letreiro MONTEVIDEO. O frio com vento intenso fez o cenário parecer um filme. O impacto de sair do Rio de Janeiro depois de uma semana com céu limpo e temperaturas acima dos 30º, e em apenas três horas de voo, chegar num lugar tão belo e aconchegante, me encantou. Tinha chegado ao Hyatt Centric, o novo 5 estrelas de Montevidéu, que seria apresentado a um grupo de jornalistas e viajantes brasileiros.

A chuva e as baixas temperaturas que nos acompanharam por boa parte do fim de semana foram coadjuvantes que, ao invés de incomodar, proporcionaram momentos prazerosos e intensos de convivência com os espaços internos da casa, que manteve uma climatização muito agradável em todos os ambientes e horários.

Montevidéu Hyatt Centric

Esta casa, aberta há menos de dois meses, tem marca de prestígio associada a luxo -- mas o que vivi neste espaço foi familiaridade, comprometimento com qualidade, aconchego, personalidade e uma movimentação permanente de montevideanos e hóspedes nas áreas comuns da casa, que são ambientadas de maneira a proporcionar circulação livre entre os diversos ambientes: uma deli, um bar, um restaurante, uma mesa enorme, uma biblioteca-estar.

Montevidéu Hyatt Centric

Foto: divulgação

Os apartamentos são amplos, cheirosos por natureza: cama ultraconfortável, muitas tomadas de todos os tipos (usb e para todos os equipamentos) iluminação inteligente, cortinas blackout perfeitas, janelas acústicas que abrem, piso de carpete antialérgico, chuveiro delicioso. Sabe quando a gente fica muito feliz em estar no quarto? Então, esta casa é assim.

Mas chega uma hora que é preciso sair para comer. Ao descer para o bar às oito e meia da noite, uma surpresa: quase todas as mesas, cadeiras e sofás estão ocupadas por locais e hóspedes, casais, grupos de amigos, pessoas avulsas em mesas comunitárias. O calor humano e a temperatura ambiente pedem pra deixar o casaco no cabide. Ao lado do bar, a simpática deli está vazia, mas as delicias expostas aguçam a fome e o restaurante Plantado logo ao lado está movimentado. O jantar que nos espera é estilo comida de casa (family-style como falam lá): panelas e pratos com várias delicias no centro da mesa e cada um prova e serve o que lhe apetece.

A carta (menu) com opções para almoço e jantar está impressa nos jogos americanos e tem a intervenção dos moradores locais quanto aos preços dos pratos e pitacos nas receitas dos pratos. Numa das pequisas que fizeram antes da abertura, perguntaram aos vizinhos onde e o que gostavam de comer e quanto gostariam de pagar, e a partir destes dados formataram o cardápio. (Em julho/16, o menu de 2 passos no almoço sai o equivalente a 70 reais, e os pratos principais no jantar estão em torno de 50 reais; taças de vinho: 15 reais).

A receita sob medida para por 48 horas fugir do trânsito e do agito, não se preocupar com nada, não planejar roteiro, não olhar o relógio, não estar nem aí para o mapa, não ter que procurar o melhor câmbio, comer muito bem e dormir (e passar a maior parte do tempo) num lugar novinho em folha, na beira da água com uma vista de babar, um serviço impecável e sem firulas é ter em mãos: uma reserva para o Hyatt Centric Montevideo, de preferência num apartamento com vista para o Rio da Prata; dois cartões (um de crédito, um de débito), um smartphone com aplicativo do Uber; uma bagagem enxuta (nada de formalidades; e não esqueça da roupa de banho ) , um seguro viagem, e o melhor sorriso, pois vai usá-lo todo o tempo .

Montevidéu Hyatt Centric

Pra receita ficar redondinha, saia para passear após o café da manhã, e retorne ao hotel no meio da tarde, após o almoço. Vista a roupa de banho, descanse nas chaises junto à raia da piscina térmica, ou aproveite para fazer um exercício extra na academia, e retorne ao apartamento uma hora antes do pôr do sol para apreciar as nuances do entardecer em Pocitos.

Montevidéu Hyatt Centric

Montevidéu Hyat Centric Plantado

Jantar no Plantado é uma baita experiência. Reserve uma mesa para a primeira noite: o espaço é sempre concorrido para provar as delícias do chef Federico Ferrari. Nove horas da noite é um bom horário; se quiser chegar mais cedo, passe antes no bar Moderno, que já vai estar movimentado. Caso tenha almoçado tarde, ou queira jantar algo mais simples, confira o cardápio do bar, e escolha uma taça de vinho, uma água saborizada, ou um drink sob medida.

Montevidéu: Mercado e Jacinto

Mercado del Puerto / Jacinto

Um programa legal fora do hotel para o primeiro dia é caminhar na Rambla, chamar um Uber e ir à Ciudad Vieja almoçar no Jacinto; lembre-se de reservar, o local é especial e sempre cheio (Sarandí esquina Alzaibar; tel. 598/2915-1731; abre de 2ª das 10h às 19h, 3ª a sábado das 10h à meia-noite; fecha domingo). Uma alternativa pertinho é o Petite Cuisine (Alzaibar, 1316; tel. 598/2916-2014; abre de 2ª a 6ª das 12h às 18h30; sábado das 12h30 às 16h; jantar só 6ª feira, das 20h às 23h; fecha domingo). Também por ali, o Estrecho, como diz o nome, é estreito: não tem mesas, apenas uma barra; abre só para o almoço, mas a comida é super recomendada (Sarandí esquina Misiones; tel. 498/2915-6107).

Depois do almoço a pedida é caminhar umas poucas quadras até o Mercado do Porto tomar um café ; ou fazer um city tour com o Bus Turístico que tem parada inicial a uma quadra do mercado. Meu pitaco: se fizer tudo isso junto no primeiro dia, vai virar maraturismo, e nós estamos aqui pra descansar, lembra?

Montevidéu: Bouza

Bodega Bouza

Uma idéia para o segundo dia é almoçar numa vinícola. São várias as bodegas na área: a famosa a Bodega Bouza; Carrau; Pisano; Juanicó; Stagnari. Escolha a sua e reserve com antecedência.

Se for um domingo de manhã, a Feira Tristán Narvaja é uma pedida (diga para o Uber deixar no número 1700 da Dr.Tristan Narvaja). Sim, é possivel fazer os dois programas num domingo: a feira e a bodega/vinícola -- mas lembre que estamos de férias, então nada de correria, próxima atração, programas superpostos; a vista do entardecer na janela do hotel tem hora prá acontecer.

Uber Montevidéu

Uber da Ciudad Vieja ao Hyatt: R$ 27

Deixa eu contar um segredo: Montevidéu não mudou nadicas nos últimos quarenta anos e deve continuar assim. Poucos carros, poucos habitantes, numa vibe intensa de província . Portanto, segure a ansiedade de ir, ver, conhecer, e volte para o seu ninho prá um jantar e sono dos deuses, antes de retornar para a vida real.

O que mais curti no Hyatt Centric Montevideo foi o ambiente informal e caloroso da afinada equipe, que trabalha sorrindo; o tamanho generoso dos apartamentos e os detalhes que fazem a diferença: a grande quantidade de tomadas, o wifi que funcionou perfeitamente e acima de tudo o fato de eu nunca ter visto ou ouvido o serviço de arrumação pelos corredores, e estar segura de que ninguém iria bater na porta para qualquer coisa pois a campainha pode ser bloqueada digitalmente.

Um hotel pra descansar, é algo quase surreal! E as obras de arte são um capitulo à parte. Como em todos os negócios, as pessoas são o diferencial: Augustín, Carol, Federico, Guillaume, Virginia, obrigada pelos bons momentos, já quero marcar dia e hora para retornar!

Viagem a convite do Hyatt Centric Montevideo

Leia mais:

18 comentários

Luis
LuisPermalinkResponder

Tô nessa !
Excelente para um final de semana !
Valeu

Paulo Torres
Paulo TorresPermalinkResponder

Espetáculo! Deu vontade de ir la e experimentar!

Quenia
QueniaPermalinkResponder

Que maravilha! Adorei Sylvia. Obrigada.

Leticia
LeticiaPermalinkResponder

Post maravilhoso!
Este hotel deve ser um sonho mesmo!

Obrigada pelas dicas, e pelo roteiro do final de semana!
Montevidéu está na minha listinha "to go".
Valeuu

Alice
AlicePermalinkResponder

Maravilha!!! Também quero ir!!!

Laura Lemos
Laura LemosPermalinkResponder

Maravilhoso! Realmente da muita vontade de viver a experiência proposta pelo Hotel e curtir um final de semana de relaxamento. Bom saber que há essa opção de hospedagem qualificada em Montevidéu.

Lu Malheiros
Lu MalheirosPermalinkResponder

Delícia de relato, Syl! AMEI o hotel! smile

Malu Esper
Malu EsperPermalinkResponder

Sylvia, depois deste delicioso relato, com muitas dicas de Montevideo e do lindo Hotel, só me resta ir passar um final de semana no Uruguai. Adorei o post.

Lu
LuPermalinkResponder

Delícia de lugar, delícia de relato. Da vontade de pegar as malas e ir! Um hotel p descansar e ser bem tratada e tudibão! Parabéns!

Marcie
MarciePermalinkResponder

Que boa opção!
Sylvia, belo post, como sempre.

Majô
MajôPermalinkResponder

Que espetáculo este fim de semana ! Com este relato minucioso recheado de dicas testadas e aprovadas, sucesso total para um fim de semana !!

Cleide Lucia
Cleide LuciaPermalinkResponder

Amei o post. Com detalhes e dicas incríveis, uauuuu!!!!

Lena
LenaPermalinkResponder

Sylvia, apesar do relato delicioso só ter aguçado minha vontade de ir e a frustração de ter tido a viagem abortada em março, vou olhar a coisa pelo lado positivo: se tivesse ido em março, este hotel ainda não existiria wink
Adorei!!
Quero fazer a mala djá!

JB
JBPermalinkResponder

Syl, que delicia de fim de semana! E os preços do restaurante do hotel me pareceram bem palatáveis. Não vai dar nem vontade de sair smile

Sergio Guilherme Moraes de Souza

Fiquei com água na boca. Belo texto. Parabéns belo desenvolvimento da história, deixando-me realmente com água na boca.

Paula*
Paula*PermalinkResponder

Sylvia, quer dizer que além de destrinchar BsAs vc também é mestre em Montevideu?
Luxo puro essa menina! Fiquei com vontade de conhecer a cidade e o hotel. wink

Sueli ferreira

Chego aí daqui 8 dias! Queridas aproveitar o máximo todas as dicas!!!

Felipe Dagort
Felipe DagortPermalinkResponder

Na Ciudad Vieja tem um restaurante que eu achei fenomenal, indiquei a amigos meus que igualmente amaram, chama-se La Fonda. https://www.facebook.com/lafondauy

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar