Onde você passou os últimos Réveillons? Tem dicas (e roubadas) para compartihar?

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Réveillon 2019

Réveillon 2019: qual é a boa?

Começou a época em que todo mundo pede dicas de Réveillon 2019. Onde são os fogos? Que festas valem a pena? Os passeios funcionam no dia 31 de dezembro e no dia 1º de janeiro?

Mais do que em qualquer época do ano, é no Réveillon que a gente mais depende de dicas de amigos. Porque o brasileiro tem um nível de exigência com Réveillon que os outros povos não conhecem. Por isso, não dá para se basear em fóruns de viajantes estrangeiros.

Está na hora de atualizar as dicas de Réveillon aqui no Viaje na Viagem. Posso contar com a sua ajuda?

Conta pra gente:

  • Onde você passou o(s) último(s) Réveillon(s)?
  • Valeu a pena ou foi roubada?
  • Teve festa? Foi grátis, barato ou caro?
  • Conseguiu fazer passeios nos dias 31 de dezembro e 1º de janeiro?

As dicas mais procuradas são as de Réveillon na América do Sul: se você passou algum Réveillon nos últimos anos em Mendoza, Ushuaia, El Calafate, Buenos Aires, Montevidéu, Punta del Este, Colonia del Sacramento, Santiago, San Pedro de Atacama, Cartagena, San Andrés -- conta aí, que tem muita gente querendo saber.

Muito obrigado!

Leia mais:

21 comentários

Isabela Blanco

Passei o reveillon 2017/2018 em Bonito e recomendo muito, tanto pra quem quer a festa quanto pra quem quer fugir dela!
A cidade tem uma festa eletrônica super famosa, mas fica longe do centro, programando com antecedência dá pra comprar os convites por um bom preço.
Pra quem quer sossego, no centrinho rola queima de fogos, no melhor estilo do interior. Nós optamos por ficar tomando uma cerveja tranquila no Taboa Bar, mas tem outros bares com música ao vivo e etc.
Reservamos as passagens, hotel e passeios em setembro e conseguimos vaga pra fazer tudo o que queríamos. A cidade fica bem cheia, então tudo tem que ser feito com antecedência.
Todos os passeios funcionam normalmente dia 31/12 e 01/01, mas é época de chuvas, então podem haver cancelamentos em cima da hora.

Patricia Lorenzon

Bom dia!
Alguém com alguma indicação para o Ano Novo em Munique?
Obrigada!

Denise
DenisePermalinkResponder

Em Paris não Telma grandes festejos públicos. O trensporte público fica de graça. As feiras de Natal ainda estão funcionando. Gostei muito do réveillon de New Orleans, muito parecido com a animação que temos no Brasil. Telão Praça cheia, Shows e os bares animadíssimos.

Luca
LucaPermalinkResponder

Gosto de passar carnaval e reveillon em lugares que tenham a vibe praia, chinelo, vestidinho branco, mas que não sejam no mar. Praia de mar, no Brasil fica caríssimo e lotado. Como Alter do Chão, Lençois Maranhenses, Delta do Parnaíba...

Pati & Ro
Pati & RoPermalinkResponder

Olá

Somos Patricia e Rodrigo, do Paromundo, moradores de Copacabana e acabamos de fazer um apanhado de informações a respeito do maior réveillon do Brasil. Muitas pessoas pensam em participar dessa festa mas ficam receosos por conta do tamanho desse evento. Tendo as informações corretas e se programando antecipadamente dá pra curtir tranquilamente esse espetáculo lindo é democrático. Além de poder conhecer e desfrutar dos encantos da cidade maravilhosa.
Mesmo para aqueles que já conhecem o réveillon de Copacabana, já sempre um novo ângulo ou nova atração nessa festa maravilhosa. Vale muito a pena!

Felipe Hollanda

Já passei inúmeros réveillons no Nordeste do Brasil, que para mim, pelo clima e vibrações, não tem erro.

Recentemente, passei em:
(i) Club Med de Itaparica/BA: valia a pena pelo All Inclusive, e pra quem tem filho pequeno e gosta de resort. Já cansei, pela minha idade (29). A programação semanal é incrível e é menos caro do que demais resorts nessa época.
(ii) Morro de São Paulo/BA: um misto de vilarejo com praias bonitas, com muito turista argentino jovem. Se você não se importa com isso (eu até achei divertido), vale a pena. Não é caro e vou voltar pra lá esse ano, mas ficando em praias mais afastadas. Congrega sossego e animação no mesmo lugar.
(iii) Trancoso/BA: virou uma loucura e fica completamente estragado e inflacionado nessa época. Festas caríssimas e com um pessoal do Sudeste que só pensa em fechar garrafa. Totalmente descaracterizado do que era há 15 anos.
(iv) São Miguel dos Milagres/AL: pitoresco e ainda não muito famoso. A praia não é linda, mas o lugar ainda tem um toque de escondido. Festas de réveillon incríveis, com gente bonita, sem ser metida.
(v) São Miguel do Gostoso/RN: paraíso dos kitesurfers, tem estrutura melhor do que Milagres, mas nessa época tem uma daquelas festas de réveillon em que cercam um pedaço da praia pra evitar que os locais entrem. Horrível, não recomendo. Ano passado, devido às greves das forças policiais, rolou arrastão com bandidos com peixeira na mão, em plena luz do dia (27.12);
(vi) Turks e Caicos: paraíso no Caribe, com a praia mais bonita que já vi na vida, e opções legais para quem quer aprender a mergulhar. Preços convidativos, pois os pacotes (por ex.: Club Med de Turks & Caicos) não ficam mais caros na semana do réveillon. Dá pra chegar com conexão na República Dominicana ou em Miami.

Thiago Ribeiro

Amo esse post, pois adoro Réveillon! Já contribuí no passado com meus relatos sobre Punta del Este. Mas bora lá...
A última virada eu passei em Berlim e foi uma experiência muito legal! Meu primeiro réveillon no frio do hemisfério norte e eu adorei! Um réveillon despretensioso, sem preocupação com a roupa ou com alguma festa. Passei a virada em si na Oberbaumbrücke que tem uma linda vista das diversas queimas de fogos na cidade toda. E não era uma região tão muvucada que causasse desespero. Consegui curtir a queima de fogos e beber sem stress... Depois, fui para a região do Mitte e encontrei uma festa aleatória para entrar e curtir mais um pouco da noite. Enfim, para mim foi excelente! E esse ano repetirei a dose no frio: será Toronto!

Dayana
DayanaPermalinkResponder

Passei a virada de 2015/2016 em Buenos Aires.
De pró, a cidade gostosa e mais tranquila, passagens aéreas não tão caras (considerando a época do ano) e hotel baratinho e bom!
De contra, no dia 31/12 tudo fecha beeem cedo e a cidade fica quase deserta! Melhor ir ao mercado de manhã e garantir comidas/bebidas, além de não fazer passeios que exijam pegar táxi (pode ser difícil achar um dando sopa na rua).
Não tentei comprar nenhum jantar de virada porque já tinha lido que são caaaros e voltados pros turistas.
No dia 1o os passeios também são prejudicados. Só dá pra ir em lugares abertos, com parques. Tentamos ir no rosedal e estava fechado. Para achar um restaurante aberto então...Mas dá para achar alguns abertos com um pouco de esforço (e sem ficar escolhendo muito!).
Vale a viagem se o objetivo não for a virada propriamente dita e se der para ter dois dias lights/fracos de passeios no roteiro (31/12 e 01/01).

Victor Hugo
Victor HugoPermalinkResponder

No meu relato eu não abordei mto essa questão mas eu fui pra Cartagena no Reveillon e foi demais: muita gente na rua, um clima super agradável. Os restaurantes colocam as mesas na rua, alguns deles se organizam e montam festas com Dj (como ao redor do Parque Fernández de Madrid). O ideal é um ou dois dias antes passar pelos restaurantes e perguntar ql será o menu, o valor e reservar - tive dificuldade de conseguir esse tipo de informação online. Muita gente vai pras muralhas ver os fogos. Eu não varei noite adentro mas pelo que percebi tem festa até a hora que vc quiser ou puder. Os passeios funcionaram normalmente dia 31 e dia 1º - às 9h o Muelle de la Bodeguita tava menos cheio que o normal, o que pode ser um bom dia pra ir pras Islas del Rosário caso a comemoração anterior deixe.

André L.
André L.PermalinkResponder

Em Amsterdam, na Holanda, há queimas de fogos pela cidade toda (informais) e uns pontos organizados. Tem um show aberto na Museumplein. Transporte público para de funcionar entre 20h do dia 31/12 e o início da manhã de 1/1. As atrações principais abrem com horário limitado nas duas datas. Não recomendo ir a Amsterdam só por conta da data, mas se estiver lá é melhor arranjar uma festa privada e paga ou desencanar do efeito ilusório do calendário.

Pablo
PabloPermalinkResponder

Bom, a essa altura a maioria já deve saber, mas Réveillon no Times Square só é divertido em comédias românticas na Sessão da Tarde. Na vida real, nem índio aguenta esse programa. Com todo o respeito aos nativo-brasileiros.

Rafael
RafaelPermalinkResponder

Em 2017/18, passei em Ushuaia. Todos os passeios funcionaram normalmente, barco, bus, caminhadas, trilhas etc... Valem só duas observações:

- A noite de 31/12 deve ser planejada e reservada com antecedência, pois não há tantas opções maneiras e elas esgotam. Acabamos passando no Hard Rock Cafe Ushuaia, foi bem legal, com show, menu e bebidas incluídas. Não é barato, mas valeu à pena. Lembrando que não há nada nas ruas, nenhuma festa etc... Só restaurantes e hotéis mesmo.

- A ida de Ushuaia para o Chile seria logo no início de janeiro, por ônibus. Entretanto, várias viagens próximas ao Reveillon estavam sendo canceladas pela empresa e, portanto, me aconselharam comprar um vôo, para garantir que estaria no Chile nos datas programadas. Acabamos indo em um jatinho de uma companhia local e continuamos nossa viagem pela Paragônia chilena tranquilamente.

Recomendo essa região para esse período, apesar dos preços não serem muito "amigáveis", o clima é bom e a infra local muito satisfatória.
O roteiro completo foi Ushuaia, El Calafate, El Chalten, Punta Arenas, Puerto Natales e Torres del Paine, total de 2 semanas.

Jéssica
JéssicaPermalinkResponder

2017/2018 - Punta Cana: Resort com all inclusive pé na areia (Meliá Caribe), praias maravilhosas, festa de reveillon no resort bastante animada com show de luzes, contagem regressiva, telões, bebidas liberadas. A ceia do reveillon antes da festa sempre é especial com lagosta e camarão. A energia foi maravilhosa!

2016/2017 - Cancun: Resort all inclusive pé na areia (Riu Caribe), praias maravilhosas, festa de reveillon no resort bastante animada com show de luzes, contagem regressiva, telões mostrando ao vivo o reveillon de várias partes do Mundo, bebidas liberadas, fogos dos hotéis. A ceia do reveillon antes da festa sempre é especial com lagosta e camarão. A energia foi maravilhosa!

2015/2016 - Cruzeiro Da Costa Cruzeiros com fogos em Copacabana. Sempre morei em Copacabana e assistia ao show de fogos da areia. Mas nesse ano assistimos do navio e foi simplesmente maravilhoso demais. Muito lindo ver os fogos de dentro do mar e do alto. Foi emocionante e super animado. A festa do cruzeiro tinha dj, show de luzes e muita animação. A ceia do reveillon antes da festa foi especial com menu mais sofisticado. A energia foi maravilhosa!

Antes de passar o reveillon no caribe ficava muito na dúvida se seria legal, pois todo mundo falava que não teriam fogos e faltaria animação. Agora posso dizer que amei a energia desse reveillon. Praia linda maravilhosa, festa super animada, bebida liberada, zero perrengue de reveillon que acabamos passando em Copacabana com multidão... E no dia seguinte, praias limpas e paradisíacas. Voltaria todo ano, pois a energia é sensacional.

Schnaider
SchnaiderPermalinkResponder

Meu feriado favorito! De 2016 p 2017 passei no Rio com as amigas, fomos na festa do bar Bucowiski que foi feita no círculo militar, pagamos 280,00 (no primeiro lote) open Food e open bar super bem servidos, era 5 da manhã e tavam servindo tudo ainda! Mas queria ter passado na praia, minhas amigas q não quiseram rsrs. De 2017 p 2018 fomos p Praia do Rosa, muita gente linda e solteira! Não fomos na virada Magica, escolhemos uma festa que um pessoal de CTBA faz todo ano lá enfio bem legal! Esse ano vou p Uruguai, nao sabemos exatamente onde ainda pois vamos de bike saindo de Chuí!

Chris
ChrisPermalinkResponder

Passei em El Calafate o último Reveillon. Com bastabte antecedência reservamos o jantar do restaurante La Zaina. Muito bom, após o jantar, muito bem preparado, rolou uma festinha com direito a Fogueira na rua para ver os fogos (pouquinhos) e até distribuição de mascaras e adereços para quem quisessem ensaiar um carnavalzinho. O preço foi sagado, mas valeu.

christian
christianPermalinkResponder

Há alguns anos aproveitamos uma promocao para viajar entre Natal e Ano Novo e passamos a virada em Montevidéu. A cidade é bacana e eles tem uma tradição muito divertida (para quem leva na brincadeira) de jogar água em quem está passando na rua no dia primeiro de janeiro. O povo uruguaio é muito receptivo, o que significa que te tratarão como um local e ninguém passa ileso (melhor dizendo, seco).
O grande problema é que nos dias em que estávamos lá a maior parte do comércio estava fechada, inclusive vários restaurantes... então no fim das contas conseguimos aproveitar muito pouco da cidade além dessa tradição. Por esse motivo eu não recomendo ir para lá para a virada, a não ser que você já fique satisfeito ao dar umas risadas e caminhar pela cidade.

Paulo Quintairos

O reveillon 2017-2018 passamos no Vale D'Aosta. A dica é jantar em algum restaurante com vista panorâmica para as montanhas cobertas pela neve. A culinária é ótima. No dia 1/1 a dica é curtir as pistas de esqui, mesmo que seja somente para apreciar as belas paisagens.

Mariana
MarianaPermalinkResponder

Passei a virada de 2017/2018 em San Pedro do Atacama e foi maravilhosa!! Tem alguns restaurantes que fazem cardapio especial e festa, mas eram muito caros (coisa de 200/300 dolares) e acabamos preferindo curtir a festa na rua! Proximo a meia noite todo mundo vai pra rua ver os fogos (nao sao muitos) e a tradicao local faz bonecos com roupas e queima para simbolizar que tudo o que foi ruim no ultimo ano nao existira mais no novo! Entao as ruas ficam lotadas de gente, cantando, dancando e assistindo essas queimas de bonecos... vale muito e pena.
No dia 01/jan, nossa ideia era pegar o tour de 4 dias para o Salar de Uyuni. Foi bem dificil achar uma agencia que fazia e pagamos em media 15% mais caro pra conseguir sair no dia 1. Valeu super a pena pq tivemos todas as paradas do primeiro e segundo dia praticamente só pra gente! Foi maravilhoso! Super recomendo!

Diego Maia
Diego MaiaPermalinkResponder

Passei o de 2017 para 2018 em Morro de São Paulo. Mas não exatamente a Virada: pra evitar a muvuca em Morro durante o dia 31 (e o retorno com catamarãs lotados, alguns dias depois), voltamos para Salvador na manhã do dia 31, depois de passar 5 dias em Morro. O catamarã estava super vazio nesse sentido (os catamarãs que chegavam em Morro, por sua vez, estavam lotadíssimos). Minha virada acabou sendo em casa, em São Paulo mesmo, porque pegamos o avião de Salvador pra SP naquela tarde. Mas deu pra curtir bastante essa semana entre Natal e Reveillon por la. Não faço questão de passar a festa da virada na praia.

Encontrei várias pousadas em Morro de SP que aceitavam diárias avulsas nessa semana entre Natal e Ano Novo, diferentemente de muitas pousadas no litoral de SP ou em outras regiões do Nordeste, que só aceitavam pacotes fechados caríssimos de 1 semana ou mais, sempre com a virada do dia 31 para o dia 1 incluída.

Ígor Demolinari

O réveillon 17/18 eu fui para Capitólio e todos passeios nos dias 31 e 01 funcionaram normalmente. Em Capitólio em si há festa na rua e algumas festas particulares, mas nada que chame atenção.
Escarpas do Lago rola festas particulares muito boas, porém todas são caras.
Fui para Piumhi que é vizinha de Capitólio e lá rolou uma festa particular num clube da cidade e foi muito boa.

sergio
sergioPermalinkResponder

Passei a virada do ano em Lisboa, no principal ponto de concentração e atrações, a praça do Comércio. Tudo muito legal e seguro, mas cabe salientar aos turistas desavisados, como eu, que existe forte esquema de segurança para acesso ao local, com barreiras policiais e revista de pertences, além de detectores de metais. Tais medidas impedem que as pessoas entrem no local com garrafas de vidro, o que era o nosso caso, visto que pretendíamos abrir um espumante e comemorar o ano novo. Portanto, recomendo levar o espumante numa garrafa pet (pouco agradável, mas melhor do que não ter) e copos descartáveis.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar