El Faro

#Linkódromo | Buenos Aires: tango sem turistas, no Aquí me quedo

el-faro


Em princípio, não há de nada de errado nos espetáculos de tango feitos para turistas. Esses shows estão para o tango assim como os musicais da Broadway estão para o teatro: superproduções que cativam pelos cenários, pela coreografia e pelo extremo profissionalismo de todos os artistas envolvidos.

Mas… e para assistir ao tango da vida real, #comofaz?

Para ver argentinos de carne e osso dançar tango, você já sabe: basta ir a uma milonga. (Chegando uma ou duas horas mais cedo, dá até para contratar uma aula.) Mas na grande maioria das vezes as músicas serão de fita (por assim dizer), com gravações clássicas que parecem confirmar que o tango é um gênero que morreu.

Tá, mas onde será que os portenhos vão ouvir tango ao vivo?

A Gisele Teixeira, do ótimo Aqui me quedo, é aficcionada por tango, e acaba de compartilhar uma superdescoberta: um bar na periferia de Buenos Aires que tem uma clientela fiel. O nome é El Faro e dedica a noite de sexta-feira ao mais autêntico tango. Para conseguir lugar, é preciso reservar pelo Facebook.

E mais não digo: para ver todos os detalhes de como chegar a esse lugar de peregrinação de tangueros, passe no Aquí me quedo. (Aproveite para dar um rolê por todo o blog; está cheio de dicas que você não encontra em lugar nenhum.)

Leia mais:

5 comentários

DICA: Tentar decorar pelo menos duas letras de tango, para cantar com o público: “Sur”. “Uno”, “Lo Que Vos te Merecés”. É uma experiência incrível. Sou argentino, portenho e ciumento de nossos cantinhos… Aproveitem a descoberta de Gisele!

Realmente ontem o servidor me deixou na mão.Mas hoje o link tá funcionando. Importante: esses shows rolam só na sexta e recomendo fazer reserva (pode ser pelo facebook) porque, como vocês viram na foto, não tem lugar para uma agulha! Um abraço a todos e boa viagem para os que estão chegando.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.