Mercado San Pedro

Cusco: uma voltinha pelo Mercado Central de San Pedro

Mercado San Pedro

Existem dois tipos de mercados pitorescos em cidades turísticas: os que viram um grande mercado de artesanato feito em série e os que conseguem manter sua autenticidade.

O Mercado Central de San Pedro, em Cusco, é um feliz exemplo do segundo caso. Parece que nos últimos anos o lugar está mais limpo e organizado (o que é sempre bem-vindo); mas o que conserva seu interesse é o fato de continuar usado pela população local.

Mercado San Pedro

Quando você entra, o mercado não parece nada de mais: um galpãozão sem graça, meio escuro, até. As primeiras filas de banquinhas tampouco ajudam: são lojinhas de tecidos e artesanatos. Parece que você chegou a mais um mercadão-pra-pegar-turista.

Mercado San Pedro

Mas quando você passa da primeira etapa e acostuma o olhar, o show começa.

Mercado San Pedro

Mercado San Pedro

Mercado San Pedro

Todos os produtos consumidos pelos cusqueños estão à venda, em barracas ou em panos estendidos no chão, por mulheres quechua, muitas delas com roupas tradicionais. Há pouquíssimos turistas. E com exceção das barracas de sucos e das comidas prontas mais fáceis, não há o menor assédio. As senhoras já parecem ter perdido a esperança de que turistas comprem o que têm para vender.

Mercado San Pedro

Mercado San Pedro

É um passeio bacana de fazer com um guia, que vai falar sobre duas dúzias de frutas, tubérculos e legumes cujos nomes você vai esquecer imediatamente, mas que voltarão de maneira mágica à sua cabeça quando aparecerem na descrição de algum prato nas suas próximas refeições.

(Para mim já apareceram, no primeiro dia na cidade: lúcuma — um tipo de abacate que os peruanos usam em sobremesas; granadina — um maracujá doce; e rocoto — um pimentão picante.)

Mercado San Pedro

Mercado San Pedro

Mercado San Pedro

Os restaurantes do mercado são divididos por corredores temáticos. Espalhados pelo mercado você vai ver o corredor dos sucos frescos, o corredor da sopa de galinha, o corredor do leitãozinho…

Mercado San Pedro

Mas vou avisando: se você tem estômago fraco, convém evitar passear pelos fundos do mercado. Lá no fundão ficam as seções heavy-metal — como a de miúdos, de partes de animais e de oferendas.

Mercado San Pedro

No mais, divirta-se. E se não quiser sair do mercado de barriga vazia, a seção de sucos é inofensiva 🙂

O Mercado Central de San Pedro abre todos os dias das 6h30 às 18h30.

Ricardo Freire viajou a convite do The Lares Adventures.

Leia mais:

17 comentários

Só para observar que a maior parte dos comentários deve ser feita por pessoas de uma casta muito especial de viajantes, já que não se sentem turistas e até mostram uma certa reserva para com esse bicho esquisito, que é o praticante de turismo. Meu Deus, será que sou um desses preconceituados por essa turma? “Nã vi turistas”, “estava cheio de turistas”, lá só dá turistas” etc. Eu, hein?

Vi poucos turistas no mercado (visitei em agosto), e não gostei do passeio. Cusquenhas com rostos tristes, alimentos expostos e local com muitos cães abandonados. Talvez por ser um dia chuvoso, as ruas próximas estavam sujas, o mercado também estava. Visitei no meu último dia em Cusco, e infelizmente não fechei com chave de ouro a visita pela cidade…Não indico para turistas…Outro local que não indico (apesar de muitos blogs falarem que é bacana) é o Arco de Sant’ana, que fica no alto de uma ladeira.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.