5 roteiros para combinar Argentina e Chile na mesma viagem

Revoada de flamingos no deserto do Atacama

Argentina e Chile são dois países compridíssimos, que compartilham mais de 5 mil km de fronteira. A Cordilheira dos Andes atua como limite natural e proporciona paisagens belíssimas dos dois lados da divisa.

Atravessar a fronteira e explorar o que há do outro lado, na mesma latitude, sempre faz sentido. É possível fazer uma série de viagens perfeitas em ziguezague. A fórmula você já sabe: basta ir desempacotado, que os roteiros ficam todos viáveis.

Veja 5 roteiros práticos para visitar Argentina e Chile na mesma viagem:


View Argentina e Chile na mesma viagem in a larger map

–> SANTIAGO + MENDOZA

Ônibus de Santiago a Mendoza

Mendoza, a capital argentina do vinho, está a 1.100 km de Buenos Aires — mas a apenas 350 km de Santiago do Chile. Combinar as duas cidades na mesma viagem não apenas encurta distâncias, mas oferece de lambuja o mais belo ponto de travessia dos Andes — tanto pelo ar, quanto por terra.

Você pode voar a Santiago e, depois de uns dias, pegar um ônibus para Mendoza. São 6 horas de viagem; vá de dia e curta vistas incríveis (tente reservar o assento da frente, no segundo andar). Em Mendoza, além de degustações em vinícolas, aproveite para fazer as atividades de ecoturismo nos arredores. Prossiga de avião — seja de volta a Santiago, seja a Buenos Aires, para aproveitar uns dias antes de regressar ao Brasil.

–> BARILOCHE + LAGOS ANDINOS CHILENOS

Bariloche, bonita mesmo sem neve

Eis outra combinação clássica que oferece deslumbre em dobro numa viagem só. Ao contrário do que muita gente pensa, a melhor época para fazer esta viagem combinada é fora do inverno, quando as atividades lacustres ficam mais interessantes e todos os caminhos estão desimpedidos. O verão é a época preferida pelos argentinos e chilenos para desfrutar da região dos lagos.

(Claro que, para ver neve, é preciso ir entre meados de julho e meados de setembro. E neste caso, é melhor não planejar deslocamentos e se concentrar nas atividades da estação de esqui mais próxima.)

Ainda por conta da erupção do vulcão Pueyhue, o aeroporto de Bariloche segue pelo menos até março sem operações. Até lá, o jeito de fazer esta viagem é chegando e saindo pelo Chile. Voe até Puerto Montt (via Santiago). Fique uns dias no lado chileno (em Puerto Varas você pode ter vista para o vulcão Osorno), então faça a travessia pelo Cruce Andino, que navega durante um dia inteiro por três lagos até Bariloche. Volte de ônibus a Puerto Montt (5 horas de viagem), para não repetir o mesmo trajeto.

Note, porém, que ainda é possível a presença ocasional de cinzas na região de Bariloche. Trata-se de um roteiro que deve ficar mais interessante no verão de 2013.

–> EL CALAFATE + PUERTO NATALES

Glaciar Perito Moreno, El Calafate

Por trás desses nomes pouco conhecidos estão duas das maiores atrações naturais do continente americano: o glaciar Perito Moreno (a uma hora do centrinho de El Calafate, na Argentina) e o parque nacional de Torres del Paine (a uma hora de Puerto Natales, no Chile).

Os dois lugares são tão longe da gente — e relativamente tão perto entre si — que é uma pena visitar um sem dar um pulinho do outro lado da fronteira.

Você pode voar a El Calafate (via Buenos Aires) e depois pegar um ônibus a Puerto Natales (são 5 horas de viagem para ir e outras tantas para voltar).

Caso queira ir por um país e voltar pelo outro, comece pelo Chile: voe a Punta Arenas, então pegue um ônibus a Puerto Natales (3 horas de percurso), prossiga depois de uns dias a El Calafate (5 horas) e então retorne de avião ao Brasil via Buenos Aires.

–> USHUAIA + PUNTA ARENAS (com extensão a Puerto Natales e El Calafate)

Pingüins na Ilha Magdalena

Não, a Terra do Fogo não é sinônimo de Patagônia: pertence à Patagônia, mas é um arquipélago no extremo sul da região. Assim como o restante do território patagônico, também a Terra do Fogo é dividida entre Argentina e Chile.

As cidades mais austrais dos dois países, Ushuaia, do lado argentino, e Punta Arenas, do lado chileno, são ligadas por ônibus que fazem a viagem em doze horas (com uma travessia de balsa por um canal). É possível também viajar entre as duas cidades por navios de cruzeiro que passam pelo canal de Beagle, contornam o Cabo Horn e passam ao longo de glaciares no estreito de Magalhães.

A viagem fica mais completa quando você aproveita também para visitar Torres del Paine e El Calafate. Voe até Ushuaia. Vá de cruzeiro ou ônibus a Punta Arenas. Siga de ônibus a Puerto Natales (3 horas de viagem). Depois de visitar Torres del Paine, continue de ônibus a El Calafate, na Argentina (5 horas de percurso). Volte de avião de El Calafate.

Querendo evitar a viagem de ônibus entre Ushuaia e Punta Arenas, voe de Ushuaia a El Calafate e então atravesse de ônibus para Puerto Natales. Volte de avião a partir de Punta Arenas via Santiago.

–> SALTA + ATACAMA

Salar do Atacama

O norte argentino guarda paisagens magníficas. A árida região de Salta, Jujuy e Quebrada de Humahuaca tem formações geológicas belíssimas e serve como ante-sala para visitar o vizinho mais famoso — o deserto do Atacama, uma das regiões (justificadamente) mais cobiçadas do Chile.

É possível voar a Salta via Buenos Aires. De lá, quatro vezes por semana saem ônibus para San Pedro de Atacama (via Jujuy). A viagem leva 11 horas. Voe ao Brasil desde Calama, via Santiago.

(Os mais intrépidos incluem no roteiro o Salar de Uyuni, na Bolívia, fazendo um bem-bolado de três regiões fronteiriças.)

Leia também:

Primeira viagem a Buenos Aires: roteiro completo

Primeira viagem a Santiago: roteiro completo

Siga o Viaje na Viagem no Twitter@viajenaviagem

Siga o Ricardo Freire no Twitter@riqfreire

Visite o VnV no FacebookViaje na Viagem

Assine o Viaje na Viagem por emailVnV por email


396 comentários para “5 roteiros para combinar Argentina e Chile na mesma viagem”

  1. Estamos pensando em sair do Recife no inicio de junho até Buenos Aires, passarmos uns 4 dias lá e irmos para Santiago e depois voltarmos por Mendoza, Cordoba e as cidades interessantes que tiver no caminho, o que você acha? vou eu e o meu marido. Como procurar um hostel que fique bem localizado no centro de Santiago? alguma dica? queremos quarto com banheiro privativo. Pensamos em passar 30 dias, é suficiente para esse percurso que planejamos?

    1. Olá, Goretti! Infelizmente não somos especialistas em viagens deste gênero. Sugerimos procurar dicas em fóruns especializados.

      Para albergues, indicamos o http://www.hostelworld.com/.

1 ... 3 4 5

ATENÇÃO:
Antes de perguntar, veja se a dúvida já não está respondida no texto. Perguntas redundantes e comentários em maiúsculas serão apagados. Obrigado!