Santiago: Vale de Casablanca de ônibus e táxi (dica do Fábio)

  • 0
Mariana Amaral
por Mariana Amaral

Vale de Casablanca

Conhecer uma vinícola do Vale de Casablanca era um dos planos do Fábio para sua viagem a Santiago. Ele queria fazer o passeio de forma independente e econômica, sem tour contratado. E o Fábio foi independente mesmo: ele e a esposa descobriram sozinhos como chegar até lá, usando transporte público e táxi. Bravo! A experiência deu muito certo, e o Fábio generosamente dividiu o passo-a-passo com a gente. Vai por ele:

Minha cara Bóia,

Eu estive em Santiago com minha esposa na semana de 19 de março e queria visitar pelo menos uma vinícola no Vale de Casablanca. O problema durante a fase de planejamento foi encontrar informações sobre como chegar lá sem gastar os olhos da cara com um tour particular. Acabei não encontrando nada e acho que acabamos desbravando o caminho ou, pelo menos, acho que somos um dos primeiros a escrever sobre ele.

Vou pular a parte do "ficamos perdidos em Santiago" e do desencontro de informações e ir direto ao ponto:

Pegue o metrô da linha vermelha (linha 1) e siga até a Estación Central. Logo acima dela, quando sair na rua, você verá um pequeno shopping (pequeno na largura mas muito comprido) chamado Paseo Arauco Estación. Entre nele e se dirija aos fundos. Você verá indicações nas placas para o "Terminal San Borja". Ele fica bem lá na fundo, um nível acima da praça de alimentação do shopping. Para referência no Google Maps, basta procurar esta coordenada: -33° 27' 16.60", -70° 40' 47.56".

Procuramos pelo Tur-bus (acho que é a maior empresa de ônibus de lá) mas eles estavam sem sistema e não vendiam passagens. Fomos então ao guichê da Pullman e a atendente nos disse para ir para a plataforma 67 que um ônibus passaria dali a 15 minutos, com pagamento direto para o motorista. Localizamos o micro-ônibus e pagamos $ 2.000 pesos cada. Ele saiu 11h20 e chegou às 12h50 em Casablanca.

Aí você pergunta: se de Santiago até Valparaiso demora mais ou menos 1h30, como é que para Casablanca demora tanto assim?

Dois motivos: o primeiro é que é um micro-ônibus mais lento. O segundo, é que ele faz um belo tour por Curacavi (uma cidadezinha próxima a Casablanca) antes.

Curacavi fica no caminho entre Santiago e Casablanca, bem aqui: -33° 23' 58.68", -71° 7' 39.28" (também é só copiar a coordenada para o Google Maps). No caminho, só terreno árido.

Vale de Casablanca

Vale de Casablanca

Vale de Casablanca

Depois, mais próximos a Casablanca, começamos a ver as parreiras.

O ponto final é na praça da cidade, onde tem um ponto de táxi onde pegamos um para o vinhedo mais próximo, a Casas Del Bosque, e, do outro lado da rua, um pequeno salão com uma mesa e um atendente vendendo as passagens de volta para Santiago.

Duas coisas que devem ser consideradas: não perguntei qual a periodicidade do ônibus de Santiago para lá, mas a volta somente ocorria a cada 2 horas e o ônibus permite o embarque de pessoas em pé, ou seja, ele enche bem. Na volta, foi um ônibus normal (e não um micro) que atendeu o horário.

Pelo mesmo preço, saímos às 16h40 e chegamos ao Terminal San Borja às 18h10.

A vinícola Casas del Bosque fica bem próxima do centro e pagamos algo em torno de $ 1.000 pesos por trecho do táxi. O taxista me disse que por $7.000 pesos nos levaria até a Viña Indómita (que fica na beira da estrada) mas não chegamos a ir até lá.

Casas del Bosque

Casas del Bosque

Casas del Bosque

Casas del Bosque

Sobre a vinícola, ela é linda e as parreiras estavam carregadas. Havia uma opção de participar da colheita mas ele estipulam um mínimo de 6 pessoas no grupo e no dia que estivemos por lá não houve esse quórum para a experiência.

Casas del Bosque

Casas del Bosque

Casas del Bosque

Taças para degustação

Casas del Bosque

Restaurante Tanino

Fizemos somente a degustação acompanhados por um especialista e depois comemos uma tábua de frutos do mar no restaurante Tanino.

Para dar uma idéia dos preços do local (em pesos):

- Family Tasting (4 vinhos): 8.500 por pessoa
- Garrafa de Sauvignon Blanc Gran Reserva: 7.200 (Simplesmente fantástico!)
- Garrafa de Pinot Noir Gran Reserva: 8.200

No restaurante, pagamos 3.200 por taça de vinho (da própria viña), 3.800 por uma garrafa de água e 15.900 pela tábua de frutos do mar.

Sensacional, Fábio! Muito obrigada!

Leia mais:

113 comentários

Caroline Dib
Caroline DibPermalinkResponder

Deu certíssimo! Fui semana passada. Pegamos metrô/ônibus/taxi. Não passamos perrengue não! Viajando pelo Chile... Tudo maravilhoso. Filhos brincando no parque enquanto fazíamos a degustação. Como nosso real não está valendo nada, não deu para ficar no Tanino. Seguimos para o Macerado - Av. Portales, 1685, Casablanca. Delícia... Tudo de primeira. Obrigada pela dica, alias... por todas as dicas desse excelente blog.

Fernando
FernandoPermalinkResponder

Segui as dicas do Fábio e deu tudo certo. Apenas algumas observações :
1) Não recomendo comprar a passagem de volta assim que chegar à praça em Casablanca. Não há necessidade pois duas empresas fazem a viagem de volta e tem ônibus a toda hora. Fiquei tranquilão, almoçando com a minha mulher, tomando vinho, sem me preocupar com hora.
2) Não recomendo de jeito nenhum a alternativa de descer na estrada e ficar rezando pra aparecer um táxi. Eu olhei bem o local, vi o ponto de ônibus lá e nenhum táxi pra contar a história. Na volta, tudo bem, pois você pode pegar um táxi de Casablanca até a estrada. Mas insisto que a outra alternativa é muito melhor.
3) Custo do transporte para um casal ( ida e volta até o hotel): CLP 14.408. É só comparar com o preço dos transportes particulares amarrados e decidir smile

Larissa
LarissaPermalinkResponder

Muito obrigada por compartilhar essas informações preciosas!! Estava quase desistindo de encontrar um roteiro por conta própria e ia gastar horrores com esses tours de agência. Valeu mesmo!!

Mary Hergert
Mary HergertPermalinkResponder

Fábio, seguimos suas dicas e foi perfeito!

Já havíamos passado por Casablanca há 2 anos. Na ocasião, estávamos com um carro alugado. Legal pela liberdade, mas complicado porque um dos dois ficou sem beber. Conhecemos a Emiliana, a caminho de Viña del Mar.

Desta vez, com suas dicas, fomos muito tranquilos e aproveitamos os 2 o dia todo! Sem crise!

A passagem de ônibus ficou em 2.000 pesos o trecho (8.000 pesos ida e volta o casal, o que dá em torno de R$ 50,00).

Pegamos o taxi até a Casas del Bosque por 2.000 pesos (só a ida). Lá curtimos um pic nic (garrafa de vinho + água + 2 sanduíches + mix de castanhas) por 22.000 pesos (o casal). Muito legal! Preparam uma cesta e você curte a paisagem onde quiser, sem pressa.

Pedimos um taxi para retornamos ao centro, mas decidimos conhecer a Indomita, que é mais distante. O taxista cobrou 7.000 pesos para nos levar da Casas del Bosque até a Indomita e mais 5.000 para nos buscar. Combinamos com ele para dali 1h30 e, pontualmente, ele nos buscou.

Confesso que não choramos preços com o taxista (já estávamos naquele momento felicidade alcoólico) .

Ao chegar na pracinha, tinha um ônibus dali a 20 minutos. Portanto, não há necessidade de comprar passagem antes. Assim você pode curtir de boa, sem hora para voltar.

Tínhamos tempo de conhecer mais uma vinícola se quiséssemos. Mas já estávamos no limite do vinho.

De transporte, no total, em duas pessoas, gastamos 22.000 pesos.

Vale muito a pena! Acho que o que gastamos com transporte, vinhos e alimentação ficou mais em conta que os tours particulares.

Muito tranquilo mesmo!!!

Valeu pelas dicas!!!!

Erica Vitória

Mari, tudo bem ?
Me diga, da pra eu ir de Valpo até a Casa Blanca ou vice versa ? Tô pensando em fazer os 3 em um dia só! Vinã del mar, Valpo e Casa Blanca! E como funciona as vinícolas, preciso de carro para visita-las ?
Obrigadaaa

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Erica! Há serviço de ônibus freqüente entre Valparaíso e o centro de Casablanca; a viagem dura uma hora. Uma vez no centro de Casablanca, use as dicas do Fabio.

Simond
SimondPermalinkResponder

Olá, seguimos as dicas do Fábio, e deu certíssimo! Gostaria de acrescentar, que ao chegar ao Terminal de San Borja, você tem a opção de comprar a passagem para Casablanca no guichê da empresa de ônibus (fui com a Pullmann) ou diretamente com o motorista do ônibus. Reparei que entre os passageiros fui a única que comprou o bilhete antes. Paguei 1.700 pesos a passagem de ônibus e 2.000 pesos para o taxista que nos levou à vinícola Casas del Bosque. Quanto à volta, pedimos informação para o guia do nosso tour, o Jorge, ele prontamente nos informou que há uma forma mais fácil de retorno à Santiago. É melhor pegar o táxi (eles mesmos pedem da vinícola) e pedir para o motorista parar na Passarela Chacabuco. É o ponto que fica a beira da estrada. Ali é possível pegar qualquer ônibus que vai à Santiago. Pegamos o da Empresa Tur-Bus, pois já estava na parada. Viemos em 40 minutos e descemos na Estação Pajaritos. Ali tem o ponto de Metrô da linha 1 (vermelha) com o mesmo nome e logo chegamos ao nosso Hotel. Muito mais rápido que voltar até o centro de Casablanca e com muito mais opção de horário e valores.

Fany Oliveira Vilela

Eu e meu marido acabamos de chegar do Chile. Fomos a Casas del Bosque em 09/11/2016 seguindo as dicas do site e deu QUASE tudo certo.
Pegamos o metro da linha 01 até a estação central e depois fomo até o Terminal San Borjas onde pegaríamos o ônibus para Casablanca.
Somente a empresa Pullman faz esse trajeto e demora 1h e 30 min porque ele faz passa cerca de 30 min em Curacavi (uma cidadezinha próxima a Casablanca).
Não há ônibus toda hora, pelo que pude perceber parece que a periodicidade é de 1h e 30 min.
Portanto, melhor ir com antecedência.
Como não fizemos isso, tivemos que comprar um chip da empresa WOM (2.000 pesos com minutos e 4G + que suficientes), ligamos para a vinícula e adiamos o tour de 12:00h para 15:00h
Conseguimos sem problemas e ainda almoçamos antes do tour (reserva do restaurante Tanino também realizada nesta mesma ligação).
Chegamos a Casablanca e pegamos um taxi até Casas del Bosque por 2.000 pesos.
O lugar é lindo e o restaurante é maravilhoso.
Pedimos entrada, vinho (garrafa claro, preço top) e sobremesa.
O tour que fizemos foi 12.250 pesos por pessoa com direito a degustação de 05 vinhos maravilhosos (mesmos acima)
Tudo perfeito!
O lugar é lindo!!!

Francisco Mendonça

Muito interessante o post. Já fui ao Vale de Casablanca com empresa de tours e desta vez pretendo ir de ônibus, pela pesquisa que fiz, creio que vale a pena pegar o ônibus Santiago X Valparaiso e descer em Casablanca, mesmo que mais cara a passagem, parece ser uma viagem mais rápida. Procede?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Francisco! Você só precisa pagar a passagem até o ponto em que vai descer. Pergunte na bilheteria se o ônibus pára em Casablanca.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar