Santiago: Vale de Casablanca de ônibus e táxi (dica do Fábio)

Vale de Casablanca

Conhecer uma vinícola do Vale de Casablanca era um dos planos do Fábio para sua viagem a Santiago. Ele queria fazer o passeio de forma independente e econômica, sem tour contratado. E o Fábio foi independente mesmo: ele e a esposa descobriram sozinhos como chegar até lá, usando transporte público e táxi. Bravo! A experiência deu muito certo, e o Fábio generosamente dividiu o passo-a-passo com a gente. Vai por ele:

Minha cara Bóia,

Eu estive em Santiago com minha esposa na semana de 19 de março e queria visitar pelo menos uma vinícola no Vale de Casablanca. O problema durante a fase de planejamento foi encontrar informações sobre como chegar lá sem gastar os olhos da cara com um tour particular. Acabei não encontrando nada e acho que acabamos desbravando o caminho ou, pelo menos, acho que somos um dos primeiros a escrever sobre ele.

Vou pular a parte do “ficamos perdidos em Santiago” e do desencontro de informações e ir direto ao ponto:

Pegue o metrô da linha vermelha (linha 1) e siga até a Estación Central. Logo acima dela, quando sair na rua, você verá um pequeno shopping (pequeno na largura mas muito comprido) chamado Paseo Arauco Estación. Entre nele e se dirija aos fundos. Você verá indicações nas placas para o “Terminal San Borja”. Ele fica bem lá na fundo, um nível acima da praça de alimentação do shopping. Para referência no Google Maps, basta procurar esta coordenada: -33° 27′ 16.60″, -70° 40′ 47.56″.

Procuramos pelo Tur-bus (acho que é a maior empresa de ônibus de lá) mas eles estavam sem sistema e não vendiam passagens. Fomos então ao guichê da Pullman e a atendente nos disse para ir para a plataforma 67 que um ônibus passaria dali a 15 minutos, com pagamento direto para o motorista. Localizamos o micro-ônibus e pagamos $ 2.000 pesos cada. Ele saiu 11h20 e chegou às 12h50 em Casablanca.

Aí você pergunta: se de Santiago até Valparaiso demora mais ou menos 1h30, como é que para Casablanca demora tanto assim?

Dois motivos: o primeiro é que é um micro-ônibus mais lento. O segundo, é que ele faz um belo tour por Curacavi (uma cidadezinha próxima a Casablanca) antes.

Curacavi fica no caminho entre Santiago e Casablanca, bem aqui: -33° 23′ 58.68″, -71° 7′ 39.28″ (também é só copiar a coordenada para o Google Maps). No caminho, só terreno árido.

Vale de Casablanca

Vale de Casablanca


Depois, mais próximos a Casablanca, começamos a ver as parreiras.

O ponto final é na praça da cidade, onde tem um ponto de táxi onde pegamos um para o vinhedo mais próximo, a Casas Del Bosque, e, do outro lado da rua, um pequeno salão com uma mesa e um atendente vendendo as passagens de volta para Santiago.

Duas coisas que devem ser consideradas: não perguntei qual a periodicidade do ônibus de Santiago para lá, mas a volta somente ocorria a cada 2 horas e o ônibus permite o embarque de pessoas em pé, ou seja, ele enche bem. Na volta, foi um ônibus normal (e não um micro) que atendeu o horário.

Pelo mesmo preço, saímos às 16h40 e chegamos ao Terminal San Borja às 18h10.

A vinícola Casas del Bosque fica bem próxima do centro e pagamos algo em torno de $ 1.000 pesos por trecho do táxi. O taxista me disse que por $7.000 pesos nos levaria até a Viña Indómita (que fica na beira da estrada) mas não chegamos a ir até lá.

Casas del Bosque

Casas del Bosque

Casas del Bosque


Sobre a vinícola, ela é linda e as parreiras estavam carregadas. Havia uma opção de participar da colheita mas ele estipulam um mínimo de 6 pessoas no grupo e no dia que estivemos por lá não houve esse quórum para a experiência.

Casas del Bosque

Casas del Bosque

Casas del Bosque


Fizemos somente a degustação acompanhados por um especialista e depois comemos uma tábua de frutos do mar no restaurante Tanino.

Para dar uma idéia dos preços do local (em pesos):

– Family Tasting (4 vinhos): 8.500 por pessoa
– Garrafa de Sauvignon Blanc Gran Reserva: 7.200 (Simplesmente fantástico!)
– Garrafa de Pinot Noir Gran Reserva: 8.200

No restaurante, pagamos 3.200 por taça de vinho (da própria viña), 3.800 por uma garrafa de água e 15.900 pela tábua de frutos do mar.

Sensacional, Fábio! Muito obrigada!

Leia mais:

131 comentários

Fui em jul-2019 para o Vale de Casablanca partindo de Santiago e confirmo as informações repassadas nesta página.

Primeiramente peguei o metrô da linha 1 e desci na Estación Central. Saindo dessa estação, fui por dentro do Shopping Arauco Estación até o terminal de ônibus San Borja, onde comprei uma passagem de ônibus da empresa Pullman para Viña del Mar. No momento da compra, informei que iria descer em Casablanca. A atendente esclareceu que o ônibus não passa por dentro da cidade, entretanto falei que iria descer na autopista. O valor da passagem é de CLP 4.000, em ônibus equivalente ao de nível interestadual do Brasil.

Ao embarcar no ônibus, avisei ao motorista que iria descer em Casablanca e, chegando lá, ele avisou aos passageiros da chegada à cidade pelo rádio interno do ônibus. Desembarquei em uma parada de ônibus em frente à passarela Chacabuco, onde próximo havia um táxi à espera, que me levou até a vinícola Bodegas RE, localizada a 1 km da autopista. A corrida custou CLP 2.000.

Ao fim da visita, para minha surpresa, constatei que a região é coberta pelo Uber! Solicitei, então, pelo aplicativo uma viagem até a vinícola Casas del Bosque, cujo motorista chegou para me buscar em menos de 10 min. A viagem de Uber até a Casas del Bosque custou CLP 2.081.

Depois da visita à Casas del Bosque, solicitei novamente o Uber, que chegou em uns 10 min e me levou de volta à passarela Chacabuco, dessa vez do outro lado da autopista, onde há uma parada de onibus no sentido para Santiago. A corrida custou CLP 3.453.

Esperei apenas 5 min pelo ônibus para Santiago, cuja viagem de volta foi CLP 3.000. O ônibus que peguei finalizou sua viagem em Santiago no terminal Pajaritos, onde há uma estação de metrô da linha 1 integrada ao terminal e, assim, finalizei minha visita ao Vale de Casablanca.

Agradeço imensamente ao site e, em especial, ao leitor Fabio, que desbravou pela primeira vez a viagem de onibus até Casablanca e compartilhou sua experiência aqui!

Olá, seguimos as dicas do Fabio e nosso dia foi perfeito!!!
No Terminal San Borja, vimos que além da Pulmann, também tinha a empresa Paravias que ia até Casablanca tinha um papel no vidro do guichê escrito Curacavi-Casablanca). Fomos por essa, que o horário era mais cedo. Compramos a passagem no guichê e fomos pegar o ônibus no terminal 67, um microônibus. Ao chegar na praça em Casablanca pegamos um táxi até a Vinícola. Não compramos a passagem de volta ao chegar pois queríamos adiantar o tour guiado e conseguimos, Passamos um dia super agradável e para vir embora, pedimos na recepção da vinícola para chamar um táxi e eles prontamente fizeram. Ao chegar na praça, compramos a passagem de volta pela Pulmann e aguardamos o ônibus chegar. Para nós com criança pequena não foi um passeio difícil de se realizar e nossa filha colaborou durante o trajeto. Agradeço a excelente dica!!!

Olá a todos!

Alguém sabe se é possível visitar a vinícola Emiliana e seguir para Isla Negra por transporte público?

Obrigada!

    Olá, Marcia! Pode até ser possível, mas vai ser muito complicado e duvido que você consiga fazer as duas visitas a contento. Se você for só com uma mochila, pode tentar usar o esquema low-cost sugerido pelo leitor para visitar alguma vinícola no Valle de Casablanca e seguir de ônibus para Valparaíso, onde você pode dormir. No dia seguinte, a bordo da sua mochilinha, você pode pegar um ônibus para Isla Negra e de lá outro para Santiago.

    Note que existem tours em grupo que combinam Valle de Casablanca e Isla Negra numa saída só. Não são tão caros assim e funcionam bem para quem não tem tempo sobrando nem quer dormir em Valparaíso.

Gostaria de saber de quem já foi de Santiago às vinícolas de Casablanca se acham que é seguro para eu fazer esse trajeto de ônibus sozinha. Obrigada!

    Olá, Maria! A segurança não é um problema, o problema é a logística mesmo.

Ola, gostaria de uma ajuda, estou indo a Santiago dia 21/03 e pretendo visitar o Vale de Casablanca, por conta, de onibus. Pretendo passar o dia la, estamos querendo fazer o pic nic na Vinicola Emiliana e visitar a Indomita, e vi que as 2 sao na beira da rodovia, e pensamos em visitar as 2 e depois ir para a cidade de Casablanca, pq ao que parece sera a epoca da festa da Vindima, estou um pouco receosa, pois nao acho horario de onibus em nenhum lugar e depois de varios relatos que li sobre golpes de taxistas, fico um pouco apreensiva de usa-lo.

Alguem sabe me informar sobre guarda-volumes no terminal parjaritos?

    Olá, Leonardo! Se quiser usar guarda-volumes, pegue o ônibus no Terminal Alameda (metrô Universidad de Santiago). Existem guarda-volumes privados ao lado do terminal.

Olá! Gostaria de ir de Viña del Mar para Casablanca, normalmente os ônibus de Viña x Santiago passam por lá? Claro que confirmo lá, gostaria apenas de me planejar…
Pergunto pois no site das empresas de ônibus não tem o trajeto e ônibus de Viña para Casablanca são poucos…

Obrigado!!

    Olá, Rafael! É difícil conseguir informação online dessas linhas regionais do litoral. Se não tiver ônibus de Viña, com certeza tem de Valparaíso.

Pessoal, tudo bem?
Gostaria de ir de Santiago a Casablanca, nas vinícolas, e depois seguir para Valparaiso (e não retornar a Santiago como todos fizeram). Alguém sabe se no terminal rodoviário há ônibus para Valparaíso? Obrigada!

    Olá, Majorie! Tem sim, o dia inteiro. Mas não sabemos se existe guarda-volumes. O mais garantido é deixar sua mala num guarda-volumes no entorno da rodoviária em Santiago e levar a menor mochilinha possível para essa viagem.

Estivemos hoje dia 30 de setembro de 2017 na Viña Casa del Bosque. Fizemos quase tudo certo mas quando chegamos no terminal San Borja, pegamos o lado A que ia para Casa Blanca. Na empresa TurBus a atendente mal educada disse que somente a Pullman faria a viagem. Chegamos na Pullman e a atendente disse que os ônibus para Casa Blanca demoram muito mas tinha um saindo as 8:45hrs que parava na BR, e era só atravessarmos uma passarela e pegar um taxi até a vinícola. Nós fizemos isto e apesar de ficarmos receosos o motorista foi muito legal e nos chamou na hora de descermos. Não me recordo o nome da parada que eles chamam. Chegamos de baixo de chuva e tinha um milagroso taxi na beira da BR. 2.000 pesos até a vinícola, pegamos o mesmo taxi para voltar a cidade. O motorista nos explicou que os ônibus que saem da praça demoram muito para passar e tbm para chegar em Santiago porque passam na cidadezinha que vocês comentaram. Ele disse que de 5 em 5 min passa um onibus na BR que vai a Santiago. Ficamos então em um ponto na estrada e nao deu 1minuto veio um ônibus da TurBus escrito Santiago na frente eu acenei e ele parou. 5.000 pesos para 2 pessoas e nos deixou no terminal Pajaritos onde tem metrô da linha vermelha e viemos direto ao hotel. Por mais que ficamos com receio de ter pego o ônibus errado e do taxi não ser identificado deu tudo certo. 4.000 pesos para ir de ônibus para cada pessoa.

Muito bom estavamos em um hotel em VINA DEL MAR pegamos um táxi até VALLE CASA BLANCA fomos conhecer uma vinícola muito bonita não deixe de trazer na sua bagagem algumas garrafas dese presiso ligui
do extraídos de suas videiras

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.