Roma

Cidade aberta

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Roma é uma cidade ocupada por história e mitologia.

Fontes, palacetes e templos aparecem a cada curva; os prédios mais novinhos que você verá terão 150 anos. Juntinho ao centro da cidade, ruínas imperiais desafiam a sua imaginação. Um outro império, porém, resiste, do outro lado do Tibre: o Vaticano.

Para dar conta de tudo isso você precisa de tempo e preparo fisico. Destrinchar Roma requer agenda e disposição para bater perna e comer poeira. (Em Roma, faça como os forasteiros: leve uma garrafinha e encha de graça nas bicas que há na cidade inteira.)

Sempre que puder, saia do eixo mais turístico – Piazza di Spagna-Fontana di Trevi-Pantheon. No Campo de’ Fiori, no Trastevere, em San Giovanni e no Testaccio nossos colegas ainda são minoria.

Quando ir

A época ideal é primavera: abril e maio têm pouca chuva e a temperatura encosta nos 20 graus de vez em quando.

Junho ainda é encarável, mas julho e agosto são para os fortes: além do calorão, é preciso enfrentar as multidões que todo meio do ano repetem as invasões bárbaras.

O outono (a partir de meados de outubro) é menos interessante do que a primavera porque é mais chuvoso. Mas é preferível ao verãozão. No inverno, temperaturas mínimas próximas de zero afugentam as hordas. É uma época interessante – desde que você vá com tempo sobrando (os dias são curtos…) e não tenha medo de frio.

Como chegar

Só a Alitalia voa direto a Roma, saindo de São Paulo. A TAM só voa a Milão (também de São Paulo). Todas as outras cias. européias levam a Roma com uma conexão.

Se o seu ponto de partida for de qualquer lugar da Itália continental, chegue a Roma de trem, que agora tem um tronco norte-sul ultra-rápido. Caso você desçar em Milão e fique uns dias por lá, vale a pena continuar a Roma pelos trilhos: são 2h59 na linha rápida direta.

Onde ficar

Dá pra ficar na região do Termini? Se não desse para ficar, não haveria taaantos hotéis por lá. É prático: você vem de trem do aeroporto e pode ir a pé ao hotel. Há ônibus e metrô fáceis para o centro histórico.

Não é perigoso, mas é mal-encarado. Por isso meu conselho é: antes de se render ao Termini, tente em lugares mais agradáveis. Campo de’ Fiori e Trastevere têm alguns hotéis simpáticos. Monti, no meio do caminho entre o Termini e o centro histórico, é um centro hoteleirinho interessante. (Já o Vaticano acho fora de mão.)

Para alugar, minha dica é a mesma: Campo de’ Fiori e Trastevere.

Daqui pra onde

O bate-volta mais comum é às ruínas de Pompéia; saindo cedo, ainda dá para fazer um pit-stop em Nápoles (1h10 a Nápoles, mais 35 minutos de trem suburbano).
Ostia Antica está a meia hora de trem; Tívoli, a 1h20 (de ônibus); Assis, a 2h de bumba.

Florença está a apenas 1h15, mas fazer como bate-volta é um pecado. Outro bate-volta a evitar é Capri; deixe para uma viagem tranqüila à Costa Amalfitana entre maio e setembro.

Em viagens picadinhas, cuide para não alocar menos do que 4 dias a Roma. O trio Roma-Florença-Veneza requer ao menos 10 dias.

Roma no Viaje na Viagem

152 comentários

Atenção: perguntas que já estejam respondidas no texto e comentários ofensivos ou em maiúsculas serão deletados.

Cancelar
Sabrina
SabrinaPermalinkResponder

Adoro as dicas que você dá! Foram muito úteis na viagem que fiz à Europa em set/out 2014! Estou relatando alguns momentos dela aqui: http://www.liveforexperiences.blogspot.com.br/
Abraços!

MariaCristina
MariaCristinaPermalinkResponder

Olá, estou passando para agradecer as dicas. Comprei ingressos para o Vaticano, conforme sua orientação, e deu td muito certo. Escapamos de fila imensa. Sugiro o café da manhã no Vaticano, que comprei junto com o ingresso, pela internet e foi bem bacana.

Paula
PaulaPermalinkResponder

Boa tarde! Estarei em Roma em setembro de 2015 e encontrei um apto para alugar próximo á estação Lepanto do metrô (do outro lado do rio Tibre). Gostaria de saber o que acha desta localização. Fica muito fora de mão para o roteiro de visitas? Devo levar roupas de inverno para esse período?
Grata desde já!
Paula

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Paula! Em setembro fará ainda bastante calor.

Você não estará mal localizada, não. Estará inclusive ainda na parte antiga da cidade.

Luís Fernando

Bom dia a todos!
Estou planejando uma viagem pela Europa em julho do ano que vem, e gostaria que Roma estivesse no roteiro... mas me assustei um pouco com esse monte de notícias sobre as reformas nos principais pontos turísticos da cidade.
Alguém sabe me dizer se essas reformas, como a da Fontana Di Trevi, têm prazo para conclusão? E se, mesmo em reforma dos principais pontos, a cidade ainda vale a pena para um "turista de primeira viagem"?
Um abraço a todos, o site está ótimo.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Luís Fernando! É quase impossível visitar a Europa e não ver pelo menos um monumento em obras de restauração. As obras na Fontana di Trevi estão previstas para acabar no final de 2015. Mas não deixe isso atrapalhar a sua viagem.

Luciana moura Reis

Olá Bóia!! O site de vocês é tudo de bom. Viajei com as dicas dele o ano passado para Paris e Londres e deu tudo certo. Vou para Itália em abril próximo. Chego em Roma 30 de março e volto de Veneza para o Brasil no dia 12 de abril, a noite. Farei o roteiro Roma/Florença/Veneza. Pensei em ficar 30.03 a 05.04/Roma; 05.04 a 09.04/Florença e 09.04 a 12.04/Veneza. Estou em dúvida quanto ao período entre Florença e Veneza, se está bem dividido, ou se fico mais um dia em Florença. Muito obrigada, Luciana.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Luciana! Dimensione a sua permanência em Florença de acordo com o número de bate-voltas que esteja interessada em fazer.

Leia:
http://www.viajenaviagem.com/2012/05/florenca-5-bate-voltas-de-trem-ou-onibus

http://www.viajenaviagem.com/2014/02/10-dicas-veneza

Marianne
MariannePermalinkResponder

Pessoal,

Roma é incrível! No nosso site (Profissão Turista) tem dicas de organizar sua viagem pra Roma. Confere lá:

http://profissaoturistaoficial.blogspot.com.br/2014/11/roma-italia-organizando-viagem.html?m=1

Abs.

Lucia Portugal

Olá,
Vou ficar 30 dias na Itália (15/jan a 15/fev/2015), com base em Roma. Vamos à Tortora na Calábria e depois à Sicília, sem dia marcado. Estando em Roma por muitos dias que passeios você me aconselharia? Sentirei muito frio? Não gosto de calor por isso decidi ir no inverno, mesmo porque a passagem ida e volta é mais barata. Levo $ 2,000 euros e cartões de crédito só por segurança. Tenho hospedagem com amigos em Roma, Firenze, Calábria e Sicília. O que me diz? Dá para aproveitar bastante? Abraço. Lucia.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Lucia! Quanto ao frio, dê uma lida neste post:

http://www.viajenaviagem.com/2010/12/europa-no-inverno-impressoes-e-dicas-de-um-recem-chegado
Você terá bastante tempo para aproveitar as cidades.

Este post aqui pode dar mais algumas ideias de roteiro:
http://www.viajenaviagem.com/2007/04/italia-pra-aluna-da-carla

Leia sobre estimativa de gastos:
http://www.viajenaviagem.com/2013/07/como-estimar-gastos-viagem/

Marina
MarinaPermalinkResponder

Olá Bóia!
Irei a Roma de 21 a 29/01/2015. É minha primeira viagem internacional e tb o sonho da minha vida!!! Pra que td aconteça da melhor forma possível, vc poderia me ajudar com algumas questões? Qual a melhor opção de hospedagem Termini ou Trastevere? Vale a pena uma ida (mesmo que bate e volta!) à Florença? Fica caro essa ida a Nápoles e Pompeia?! Sou prof de arte e absurdamente apaixonada pelo renascimento, que dicas vc poderia me dar sobre esse assunto? Desde já obrigada, sou freqüentadora assídua do seu site!!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Marina! O Termini é prático, mas o Trastevere é bem mais simpático. Florença, como dizemos no post, é possível de ser feita em um bate-volta, mas isso é um pecado. Já Nápoles e Pompéia são passeios mais fáceis - http://www.viajenaviagem.com/2009/07/passo-a-passo-bate-volta-de-roma-a-pompeia-e-napoles/

Lucia Portugal

Muitísimo obrigada pelas dicas, serão de grande valia na viagem. Ficarei bem atenta aos pormenores da viagem. Mais uma vez obrigada pela gentileza. Abraço. Lucia.

anna
annaPermalinkResponder

mt bons os comentarios!! se vc tiver sobre dicas de restaurantes e etc seria otimo tb!! beijos e parabens

Luciana Rodrigues - Turismo em Roma

Olá, Anna. Temos dicas legais para comer em Roma: http://turismoemroma.com/category/comer-e-beber/

Abs

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Anna! Não temos dicas específicas de onde comer aqui no site. Apenas tente evitar restaurantes com “menu turístico” ou menu em 4 línguas na porta.

Fabiola
FabiolaPermalinkResponder

Fuja de restaurantes que servem o "Primo piatto" e o "Secondo piatto". São caros e mal servidos. Nestes casos, a massa é servida por primeiro, e depois de (muitos e muitos) minutos, é servida a carne.

Marina
MarinaPermalinkResponder

Olá Bóia, ja frequentava o blog sempre, mas agora q estou com as passagens na mão, fico muito mais por aqui!
Bom... Vou a Roma de 23 a 26 de janeiro e a dúvida é: onde me hospedar?
Vou eu e uma amiga, com pouco dinheiro e muita vontade de explorar a cidade de manhã, a tarde, a noite e madrugada! rs
Tinha praticamente me decidindo pela regiao da Termini, por conta da distância e da caminhada com as malas, mas tenho lido algumas coisas que tem me deixado com certo receio... Você me indicou o Trastevere, mas não é meio fora de mão pra quem vai depender de trem, onibus ou metrÔ?

desde já, obrigada!
E aí? Qual a dica?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Marina! O Trastevere é servido por ônibus. Considere também Monti e Campo de Fiori.

selma britto de carvalho

Gostariade saber em q local de Roma se devem hospedar senhoras na faixa de 64 anos, para melhor se licomover em Roma?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Selma! O centro histórico oferece a melhor localização. Os hotéis são mais caros, mas você terá todas as atrações à porta. Leia a seção "Onde ficar?" desta página.

Ivo Pamplona
Ivo PamplonaPermalinkResponder

Ola,
Inicialmente, parabens pelo site. É um meio de informação valiosíssimo.
Estou planejando uma viagem em junho de lua de mel e tenho uma dúvida. Iniciarei por Amsterdã, pois ambos queremos ir e já está decidido. Ficaremos 3 dias. Depois voaremos para Veneza (3 dias) e de la para o Sul da Itália. A ideia inicial é pegar um voo para Nápoles e descer de carro para a Costa Amalfitana. Ficarei 6 dias lá. Depois subirei de carro para Roma, onde ficarei mais 2-3 dias até vir para o Brasil.
A dúvida é a seguinte. Deveria terminar a viagem por Roma mesmo ou por Veneza? Devo voar Amsterdã-Roma e depois Napoles-Veneza, ou tanto faz?
Obrigado

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ivo! O roteiro mais racional seria comprar passagem com ida a Amsterdã e volta desde Nápoles ou Roma. Voe de Amsterdã a Veneza, vá de trem de Veneza a Roma e de Roma a Nápoles. Atravesse a Capri, durma em Capri, pegue o ferry a Sorrento, alugue o carro em Sorrento, devolva em Salerno se você voltar de trem a Roma ou em Nápoles se você pegar o avião de volta em Nápoles.

Ivo Pamplona
Ivo PamplonaPermalinkResponder

Muitíssimo obrigado pela ajuda e pela rapidez! Acho que vou tirar Veneza desse roteiro, ficar mais tempo na costa. Faço Veneza e toscana em outro momento! Mais sossego!

Mônica
MônicaPermalinkResponder

Queridos, seguinte:

Não tenho flexibilidade de escolher o mês das minhas férias, em função da minha atividade profissional. Sei que algumas regiões europeias ficam impossíveis no verão, mas como só tenho férias em Julho, é isso, ou nada. rs. Nesse caso, estou disposta a enfrentar o solzão italiano em Julho de 2015 e estou começando a planejar.

Estou pensando 15 dias e queria fazer: Veneza-Florença-Roma-Capri (mas sem grandes correrias).

Possível?

Abraços.

Cássia
CássiaPermalinkResponder

Boa noite, primeiramente quero elogiar seus post.
Estou programando viajar para Europa em Setembro de 2015.
Quero começar por Barcelona e depois ir para Roma.
Gostaria de saber se esse percurso é recomendado ou devo fazer o inverso?
Existe outra forma de transporte Barcelona/Roma fora aéreo?

Muito obrigada.