Giro pela Itália: comece (ou termine) em Veneza

Canal Grande, visto da Ponte da Accademia

Boa parte dos problemas de montagem de roteiros pela Itália decorre do fato de muita gente chegar e sair por Milão, sem ter interesse em ficar na cidade.

Não é que Milão não valha a pena – mas para quem tem pouco tempo (e uma lista grande de lugares na mira), a capital econômica da Itália é uma boa candidata ao corte.

Poucos se dão conta, porém, de que não é necessário chegar nem sair por Milão para viajar à Itália. Qualquer companhia aérea que voe à Europa leva você do Brasil a Veneza com apenas uma conexão — seja ela feita em Lisboa, Madri, Barcelona, Amsterdã, Alemanha… ou mesmo Milão.

Dorsoduro, Veneza

Para quem quer alugar carro na Itália, usar Veneza e Roma como início e fim do périplo (ou vice-versa) é o ideal: você aluga o carro ao sair da primeira e entrega ao chegar à última, evitando pagar diárias em cidades onde o carro vai estar parado na garagem.

Leia mais:

Veneza: como chegar e como se locomover

Passagens internacionais: como evitar o erro mais comum

Siga o Viaje na Viagem no Twitter@viajenaviagem

Siga o Ricardo Freire no Twitter@riqfreire

Visite o VnV no FacebookViaje na Viagem

Assine o Viaje na Viagem por emailVnV por email

402 comentários

Olá, tudo bem? Estou indo para a Italia em Abril/2019, no caminho de Veneza para Verona é possível fazer um pit stop em Pádua?

Obrigada, Rosangela

    Olá, Rosangela! Sim, sem problema. Pádua está no meio do caminho e tem guarda-volumes (deposito bagagli) na estação.

Oi, Bóia, comandante e pessoal. Preciso de uma ajuda para terminar um roteiro, que está me deixando doido. Aquele típico caso: “Decidam por mim, pelo amor de Deus” hehehe

Vamos lá: chego em Veneza numa quinta já de noite, fico sexta e sábado e saio domingo para Milão, onde tenho um voo de noite.
O que não consigo ‘decidir’ é o que fazer neste domingo. Eu posso:
1) Ficar em Veneza até o almoço, curtir mais a cidade e o que ela oferece e depois me mandar, seguindo direto para o aeroporto;
2) Pegar um trem cedinho, conhecer ali a parte turística de Milão e aí sim ir para o aeroporto.

Eu sempre havia achado melhor ir para Milão e ‘conhecer mais uma cidade’, mas sei lá: tem tanta coisa em Veneza para fazer que agora fico pensando que os 2 dias inteiros podem não ser o suficiente e aí sobra mais uma manhã… especialmente porque vou no meio de Novembro e sei que o dia é menor.
Sei lá: qual a opinião?

Obrigado,

    Olá, Alex! Nenhuma das duas soluções é perfeita. O Ricardo Freire provavavelmente te sugeriria pernoitar na véspera em Milão para eliminar perrengues (uso de guarda-volumes da estação em Milão, ou chegada no aeroporto muito antes da hora para evitar problemas de conexão). Dormindo em Milão você pode tomar o último banho perto da hora de sair do hotel e deixar as malas no depósito do hotel mesmo antes de voltar para ir ao aeroporto.

    Pôxa vida. Em lugar de ‘decidir por mim’ ainda me dá mais uma opção? kkkkkk

    Mas realmente, ele sempre fala de pernoitar. É que agora já estou na área de ‘não reembolsável’ do hotel de Veneza e o voo é as 21:00, então por isto acabei fazendo esta opção de voltar no dia (não volto por Veneza pq foi promo de milhas, então não tinha lá muita opção..)

    Obrigado!

Oi Ricardo, como vai?

Poderia me tirar uma (grande) dúvida?

Eu e meu namorado desembarcamos no aeroporto de Veneza numa segunda-feira e até então nosso roteiro está:
Veneza de segunda meio dia à quarta meio dia;
quarta, quinta e sexta – gostaríamos fazer Florença E Verona. (O que você acha? Pensamos em alugar um carro ~para termos um pouco mais de “comodidade” na quarta para terminar o trajeto até Roma – acha uma boa opção?)
e sexta até domingo – ROMA (Embarcamos de volta de Roma 23h).

Obrigada e parabéns por todas as respostas!! Adorei 🙂

Bom dia. Meu filho está na Irlanda e vou em agosto , dia 5, eu e meu esposo, para a Italia (Veneza), encontro meu filho lá e de Veneza seguimos à Roma. Vamops ficar seis dias na Itália e depois seguimos par a Dublin(dois dias) e Galway (3 dias). Gostaria de obter um roteirinho do que ver nas cidades onde visitarei e se há como ir à mais cidades nesses poucos dias. Obrigada. Escuto todos os dias na Band News.

Estabelecer uma base (como por exemplo Florença) acredito que não faz sentido uma vez que o tempo pra se fazer o check-in é igual ou até menor do tempo perdido nos deslocamentos dos bate volta

    Olá, Paulo! Ao se instalar/desinstalar você dispende uma ENERGIA que acaba fazendo falta. Deslocar-se com toda bagagem é sempre ESTRESSANTE. O bate-volta permite que você aproveite swu dia melhor: você chega com todo pique e já sai passeando. Na volta, vem descansando, sem se preocupar com alguém mexendo na sua bagagem.

    Acredite: nossos conselhos são frutos da EXPERIÊNCIA de alguém que já cometeu todos os ERROS — e tenta, muitas vezes em vão, fazer com que outras pessoas cometam esses mesmos erros.

Bom dia. Estou fazendo a tão sonhada eurotrip. Vou começar em 02/06 em Lisboa e fico até dia 06 quando partimos para Barcelona. Também vamos ficar 3 dias inteiros em Barcelona e no dia 10/06 desembarcaremos Veneza. Ficaremos duas noites em Veneza e na saída alugaremos um carro. A parte mais difícil do roteiro está aqui… Na minha última revisão planejo sair com o carro e passar por Pádua (cidade do vô), Verona e dormir em Parma (gostaria da sua recomendação em dormir numa cidade próxima a esta). No dia seguinte chegar em La Spezia (deixar o carro lá) e passar o dia conhecendo Cinque terre e dormir em Cinque Terre. No dia seguinte sair de La Spezia passar por Pisa e dormir em Luca (dizem que é mais recomendado dormir aqui). No dia seguinte sair de Luca e conhecer algumas vinícolas, passar pelas cidades de Volterra e dormir em San Gimignano. No dia seguinte Siena, Montalcino e dormir em Montepulciano. E os próximos 4 dias finalizo a viagem em Roma. O que você acha desse roteiro? Priorizei algumas cidades e retirei Florença do roteiro (vou perder muito?). Obrigado e um abraço

    Olá, Paulo! A nossa recomendação é que você evite ao máximo o carro. Cuidado com esse pinga-pinga de cidades com pernoite, perde-se tempo e energia considerável para entrar e sair de hotéis. Você também está se imaginando the flash ao achar que vai conseguir visitar Pádua e Verona (de carro!) num mesmo dia e ainda seguir a Parma… ou visitar “vinícolas”, no plural, e Volterra… Não esqueça que existe lei seca. Não tente inventar roteiros do zero e com pressa. Não dá para ter pressa se você não tem conhecimento prévio da região. Na vida real, tudo é mais lento, mais longe, mais difícil. Quando você está de carro e com pressa, a viagem fica um stress só.

    Dê uma olhadinha nos nossos roteiros recomendados pela Itália:
    https://www.viajenaviagem.com/2018/04/roteiros-italia/

    Leia sobre viagens de carro:
    https://www.viajenaviagem.com/2018/07/viagens-de-carro-pegadinhas/

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.